Browsing Tag

Tecnologia

TIM Convida a falar de diversidade geracional no mercado de trabalho

A próxima edição do TIM Convida – evento digital promovido pela TIM para dialogar sobre diversidade e inclusão – celebra as diferentes gerações no ambiente profissional. A operadora promoverá um bate-papo sobre os desafios e as vantagens de se trabalhar em equipes compostas por profissionais de diversas idades. O encontro virtual acontece amanhã (21), às 16h30, com transmissão no canal da TIM no YouTube.

A abertura será feita por uma colaboradora da empresa: Ana Rosa Marcuartu está há quase 19 anos na companhia e, hoje, é gerente sênior da área de Governança CTIO e uma das líderes do grupo de afinidade de Gerações da TIM. “Tenho uma relação de troca com toda a equipe, independentemente da idade, com abertura para a participação e contribuição nas temáticas mais simples às mais complexas. Acho que é por conta dessa atitude que recebo muitas consultas de jovens, inclusive de fora da empresa, pedindo dicas sobre movimentos na carreira ou como enfrentar determinado desafio. Fico muito feliz pela confiança deles e tenho orgulho de ter desenvolvido muitas pessoas nessa jornada na TIM”, comenta a executiva.

Os convidados conversarão sobre como as mudanças demográficas criaram um ambiente de trabalho com pessoas das idades mais diversas, dos millennials aos baby boomers, e os benefícios que uma força de trabalho multigeracional pode proporcionar para uma organização. Além de Ana Rosa, participam:

  • Juliana Coelho: 31 anos, é a primeira mulher e a mais jovem a comandar uma fábrica da Fiat (Jeep) na América Latina.
  • Marcos Dalpozzo: Diretor de RH da CBF, com passagem pela Unilever, Vale e L’Oréal. Coordena uma comunidade de jovens profissionais de RH.
  • Margarida Arcebispo: aos 71 anos de idade, teve uma participação extraordinária na edição 2020 do Masterchef. É mãe de Adriana Arcebispo, do perfil @familiaquilombo.
  • Julia Aquino: criadora do “Milita PCD” e “Re.Ver.Ter” com o intuito de promover e divulgar o trabalho de minorias dentro dos recortes de raça/etnia, PCD e LGBTI+.

A iniciativa está conectada ao programa de diversidade e inclusão da TIM. A operadora vem avançando cada vez mais nessa jornada e lançou há cerca de três meses seus grupos de afinidade, reunindo quase 500 colaboradores para apoiar a companhia na evolução para um ambiente corporativo sempre mais inclusivo.

“Entender que a pirâmide etária do Brasil está se invertendo é uma oportunidade de trabalhar de forma proativa e contribuir para a evolução do País. Em uma pesquisa feita aqui na TIM, por exemplo, vimos que 98% dos clientes 60+ estão conectados nas redes sociais. Internamente, temos diferentes gerações convivendo no ambiente profissional e queremos potencializar cada vez mais as possibilidades e os aprendizados intergeracionais. Trabalhar o tema de gerações não é somente valorizar perfis mais jovens ou mais seniores, mas também entender as necessidades e contribuições de cada grupo, dentro e fora das empresas. Evoluir para uma cultura ainda mais inclusiva, promovendo reflexões também à sociedade, faz parte da estratégia da empresa e da contribuição social que queremos gerar”, destaca Maria Antonietta Russo, VP de Recursos Humanos da TIM.

Orientação médica gratuita: startup brasileira se torna referência em telemedicina no Brasil

 

Estudos recentes realizados pela Global Market Insights, projetaram que o mercado mundial de telemedicina irá expandir para US$131 bilhões até 2025. Essa taxa de crescimento anual de 19% será impulsionada pela ampliação da rede de telecomunicações e pelas iniciativas dos governos para fornecerem serviços de saúde às populações com acesso limitado ou inexistente a saúde.

Diante de um cenário complexo provocado por uma pandemia, os investimentos na telemedicina no mundo todo foram acelerados. Inserida neste contexto de expansão, a ViBe, healthtech focada em saúde virtual, alcançou em pouco tempo o marco de 250 mil downloads e 10,000 consultas por mês com médicos de família, psicólogas, nutricionistas e treinadores físicos. Até o final de 2020, a previsão é que a startup atinja 500 mil downloads e 20 mil consultas por mês.

“O que conseguimos conquistar até agora, e em tão pouco tempo, é uma gota no oceano quando olhamos para nossa visão de nos tornar a empresa de cuidado virtual mais admirada do Brasil,” conta o CEO e co-fundador da empresa, Ian Bonde.

Investida em março de 2020 pela Webrock Ventures, fundo sueco de Venture Capital, com um investimento Seed de R$12 milhões, a ViBe possui uma parceria de tecnologia com a Doktor.se, empresa sueca e uma das líderes de telemedicina na Europa que possui um sistema de triagem digital que utiliza inteligência artificial para agilizar o atendimento.

Quase 70% dos brasileiros não possuem plano de saúde (seja individual ou empresarial) como aponta pesquisa feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). Essa grande massa depende, em sua maioria, do SUS, um sistema bem estruturado, mas sobrecarregado e com recursos limitados. O propósito da ViBe é transformar a saúde no Brasil, facilitando o acesso a um cuidado de qualidade em todo o país com condições muito acessíveis.

Estretégias B2C e B2B

Para o mercado B2C, a ViBe oferece atendimentos on demand gratuitos para realmente democratizar o acesso a saúde no Brasil. Com um UI/UX intuitivo, o usuário escolhe um sintoma e faz uma triagem inicial com a assistente digital.

Trabalhar com equipe própria é um diferencial em relação a outras plataformas e tem o objetivo de garantir integralidade e continuidade do cuidado, além de um padrão único de qualidade de atendimento.

Além do atendimento imediato, o usuário pode agendar consultas com diversas especialidades médicas, nutricionistas, psicólogos e instrutores físicos e de mindfulness.  Neste modelo a contratação do serviço é paga.

Além destes dois modelos de atendimento, o app da ViBe oferece funcionalidades que beneficiam a promoção de saúde e a qualidade de vida: chat gratuito com os profissionais, feed personalizado com grupos temáticos, monitoramento de indicadores de saúde e desafios com premiações, além de vouchers para os atendimentos. Prescrições e pedidos de exames são feitos de forma integrada e 100% digital.

No modelo B2B, a ViBe oferece uma plataforma de Business Intelligence (BI) integrada para melhorar a gestão de saúde da empresa cliente, SLAs de atendimento e suporte de um time de customer success.  Hoje a ViBe já trabalha com mais de 120 mil vidas corporativas com corretoras e empresas especializadas em gestão de benefícios de RH.

TIM AMPLIA POLÍTICAS DE RESPEITO À DIVERSIDADE E CRIA REGRAS PARA O TELETRABALHO NO NOVO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO

Comprometida com uma cultura mais inclusiva e um ambiente de trabalho pautado no respeito, a TIM assegurou políticas de atenção à diversidade no novo acordo coletivo de trabalho negociado com as federações sindicais e aprovado em todo o país pelos colaboradores da empresa. A repactuação amplia os benefícios para os colaboradores negros, pessoas LGBQTI+ e com deficiência, auxilia na proteção às colaboradoras vítimas de violência doméstica e familiar e promove em seu programa de estágio a inclusão de grupos sociais minorizados.

“As medidas são uma expressão concreta do nosso comprometimento em evoluir para um ambiente com ainda mais diversidade e inclusão, dando espaço a todos os colaboradores”, afirma Maria Antonietta Russo, vice-presidente de Recursos Humanos.

Em relação às pessoas LGBQTI+, a operadora garantiu o direito à identidade, à proteção contra a discriminação e ao convívio com os filhos. A empresa, que já dava a opção de usar o nome social em credenciais e documentos da empresa, tais como crachás, e-mails e cartões de visita, agora dá a possibilidade de licença de até cinco dias em situações de LGBTfobia e garantia de assistência jurídica gratuita em casos de discriminação durante o trabalho, seja por clientes ou fornecedores.

A previsão de apoio em causas judiciais também foi assegurada aos funcionários vítimas de racismo praticado por clientes ou fornecedores durante a atividade profissional, assim como passsou a ser admitida ausência justificada devido qualquer situação de discriminação por raça, credo ou etnia. Colaboradoras e seus filhos(as) que tenham sofrido violência doméstica e familiar também poderão se afastar em razão do ocorrido, sem prejuízo das atividades, mesmo se a vítima for seu filho (a).

O novo acordo avança ainda no reconhecimento da importância da presença ativa no ambiente familiar ao nascimento dos filhos, com a previsão de licença de 15 dias às funcionárias em união estável cujas companheiras, mães biológicas, tiverem dado à luz. Permite ainda a flexibilização da jornada de trabalho quando a companheira estiver em comprovado quadro de depressão pós-parto e estende aos filhos oriundos de relações homoafetivas os benefícios garantidos aos dependentes legais dos funcionários da empresa. Pelo acordo, colaboradores em processo de transição de gênero também poderão se afastar por até três dias sem prejuízo das atividades.

Aos funcionários com deficiência que exercem atividades compatíveis com o home office, o novo acordo permite que eles possam optar por esta modalidade de trabalho de forma prioritária. O objetivo é minimizar os impactos do deslocamento até a empresa. Para aqueles em atividades presenciais, o texto prevê ainda o abono das ausências ou atrasos em razão da manutenção de equipamentos ortopédicos, entre outras situações vinculadas à suas necessidades especiais.

 

Home Office

A implementação de um modelo mais digital e flexível de trabalho, iniciado pela TIM antes da pandemia e reforçado com as transformações observadas atualmente no mundo do trabalho e por meio de pesquisas realizadas com os funcionários, foi também tratada no novo acordo. Foi estabelecido um minucioso regulamento que prevê a criação de regras que respeitem, por exemplo, o direito de desconexão e intervalos de descanso e refeição do colaborador e o compromisso do incentivo de eventos periódicos que mantenham uma dinâmica de convívio social.

A operadora, que encaminhou de modo pioneiro no setor a normatização , tanto para o teletrabalho quanto para o modelo flex office,  por meio da negociação com as federações sindicais,  definiu ainda que as áreas das centrais de relacionamento com o cliente (call center) atuarão em regime de teletrabalho, praticado com sucesso desde 20 de março, em consequência das restrições impostas pela pandemia, com aumento da produtividade e da qualidade de vida dos profissionais. Para eles foi garantida a entrega de mobiliário e equipamentos necessários para o trabalho, conexão à internet via linha Wttx oferecida pela empresa e também uma ajuda de custo mensal de R$ 80,00 que será implementada ainda em 2020.

A TIM instituiu ainda o acréscimo de 100% sobre o valor da hora regular trabalhada nos dias 4 de julho de 2021 e 2022 em homenagem ao operador do call center e garantiu folgas remuneradas em 24 e 31 de dezembro para a maioria dos colaboradores.

“A flexibilização implica um novo conceito de gestão do tempo, responsabilidade e comunicação num ambiente de trabalho mais fluido, onde há mais espaço para valores como autonomia e proatividade, numa ressignificação das relações de trabalho, totalmente baseada na relação de confiança entre organização e pessoas”, comenta Maria Antonietta.

 

Correios Digital – App tem novidades para encomendas internacionais

 

Com a proximidade de importantes datas para o comércio eletrônico – Singles’ Day (Dia do Solteiro), Black Friday e Natal -, os Correios disponibilizaram mais uma funcionalidade em seu aplicativo: o pagamento de impostos e serviços de importação.

Além do acesso pela plataforma “Minhas Importações”, no site dos Correios, os clientes agora podem efetuar o pagamento dos impostos e serviços pelo aplicativo dos Correios, para suas compras no exterior. Basta acessar “Rastreamento” no App Correios. Esta funcionalidade já está disponível para celulares Android e, em breve, para IOS.

Todas as encomendas internacionais recebidas no Brasil, independentemente de serem tributadas ou não, estão sujeitas à cobrança do Despacho Postal, que é o serviço prestado pelos Correios para liberação da encomenda para o importador. Esse serviço inclui a apresentação da encomenda para a aduana, a inspeção de raio X, a armazenagem, o recolhimento e o repasse dos impostos (quando houver), além da devolução da encomenda quando o importador não realiza o pagamento dos impostos.

Nesse primeiro momento, o aplicativo oferecerá as opções de pagamento por cartão de crédito ou boleto bancário. Até novembro, os Correios ampliarão as funcionalidades do aplicativo, incluindo a revisão de impostos, por exemplo.

O Despacho Postal custa R$ 15 (quinze reais) valor em média quatro vezes menor do que o praticado por outras empresas para realizar os mesmos serviços. O pagamento pode ser efetuado em até 30 dias, a contar da data de liberação de entrada pela aduana brasileira. Após a confirmação do pagamento, a encomenda segue para o endereço de destino. Caso o pagamento não seja realizado, a encomenda poderá ser devolvida à origem ou apreendida pela Receita Federal.

Saiba mais sobre as funcionalidades do app Correios.

GOL disponibiliza robô de telepresença no aeroporto internacional de Guarulhos

Depois de apresentar aos brasileiros a GAL, o robô físico de autoatendimento da GOL Linhas Aéreas, em 2019, a maior Companhia doméstica brasileira traz uma outra novidade aos aficionados da tecnologia que passa a circular no aeroporto de Guarulhos (GRU), em São Paulo: o robô de telepresença. Em fase de prova de conceito (POC), que segue até dia 09/10, o equipamento desenvolvido em parceria com a Pluginbot permanecerá à disposição dos Clientes para esclarecimentos e apoio em questões que envolvem voos, reservas aéreas e dúvidas específicas sobre o aeroporto.

O novo dispositivo, que também disponibiliza compartilhamento de tela para escanear QR Code após o check-in, é um projeto que visa flexibilizar o atendimento nos aeroportos, trazendo mais Segurança aos Clientes e Colaboradores da Companhia, uma vez que é touchless, ou seja, não exige manuseio, um cuidado a mais em tempos de pandemia.

“Diferentemente da GAL, que responde a perguntas pré-programadas, como num chat automático, o robô de telepresença é capaz de promover um atendimento humanizado, inovador, amigável e objetivo – e sem qualquer contato físico, somente por voz”, afirma Flavia Segura, gerente de TI e GOL Labs.

Para Raioni Santos, gerente de Operações Aeroportuárias da Companhia, “o fato de disponibilizarmos o atendimento em qualquer área do aeroporto de forma simples, segura e empática proporciona uma experiência única na jornada dos nossos Clientes”.

O robô de telepresença possui um tablet acoplado e um software de comunicação, e será comandado em tempo real, à distância, por uma equipe de três pessoas, com revezamento de turnos. Especialmente no dia 02/10, próxima sexta-feira, no período das 9h30 às 11h, um dos atendentes será o presidente da GOL, Paulo Kakinoff, que pilotará remotamente o equipamento alocado no aeroporto de Guarulhos. Grande chance para os Clientes da Companhia terem contato direto com o CEO e questioná-lo sobre os procedimentos de Saúde e Segurança adotados nesse período, as perspectivas para a retomada das viagens e do turismo nos próximos meses, entre outras dúvidas e curiosidades.

Sobre a expansão desse novo serviço oferecido pela GOL, a intenção é que, em um espaço curto de tempo, o robô de telepresença esteja atendendo também nos outros três hubs da Companhia – Brasília, RIOgaleão e Fortaleza – e possa oferecer ainda mais facilidades aos Clientes: pagamentos, venda de passagens aéreas e serviços complementares, impressão de cartão de embarque e tag de malas e apoio aos passageiros no desembarque, nos casos de danos e extravios.

Maida.health expande operação para Sul do País

A holding de tecnologia do Sistema Hapvida, a Maida.health, também possui, a partir de agora, operações no Sul do País. No Estado do Paraná, a Maida.health começa a atender seu mais novo cliente: a Fundação Copel, entidade Fechada de Previdência Complementar (EFPC), que executa e opera planos de benefícios previdenciários e assistenciais, com cerca de 44.000 vidas.

Na Fundação Copel, a Maida.health presta serviços de regulação médica, por Inteligência Artificial, usando a solução Octopus integrado com o ERP do cliente. Outros serviços, como SAC e Ouvidoria, também são contemplados através da central de serviços.

“Iniciamos o processo de expansão para a região sul do país pelo Paraná, por meio da Fundação Copel, nosso primeiro cliente na região. A nossa operação na região é muito importante pelo ganho de escala, além de ser um ponto de presença estratégico”, explica Adalton Sena, diretor-executivo de Operações. Atualmente, a Maida.health faz gestão em saúde de aproximadamente 7,5 milhões de vidas e possui filiais em 19 estados e no Distrito Federal.

O Sistema Hapvida investe fortemente na área de inovação e a Inteligência Artificial está presente em outros projetos desenvolvidos pela Maida.health, como o Octopus, solução de Inteligência Artificial e Crowdsourcing, que permite que o plano de saúde emita respostas automáticas a solicitações requeridas pelos clientes sob supervisão médica.

Inovação aplicada à saúde
A Maida.health, uma das empresas do Sistema Hapvida, tem como uma de suas áreas estratégicas de atuação melhorar a eficiência da companhia, a partir da proposição de tecnologias inovadoras. Dentro desse contexto, alguns trabalhos importantes já foram realizados, marcando esses primeiros 12 meses de muitos outros que virão.

No primeiro ano de vida da Maida.health, o maior case da empresa foi a aplicação de IA no Hapvida, maior sistema de saúde do Brasil. Com mais de 7,5 milhões de beneficiários e operações muito expressivas em termos de volume, o uso de novas tecnologias é essencial para auxiliar esse gigante nacional.

“Fornecemos tecnologia em Inteligência Artificial para o diagnóstico médico de exames via imagens, com relevância nos atendimentos de urgência, garantindo um alto nível de qualidade e resultado”, explica Sena.

Além disso, por meio de tecnologia proprietária da Maida.health, o Sistema Hapvida conta com a combinação de um RPA (Robotic Process Automation) aliado à IA especialmente construída para auxiliar na regulação de solicitações médicas e ainda, sistema de triagem de contas para auditoria odontológica.

Grupo Marquise investe em conectividade

 

O Grupo Marquise inova mais uma vez e investe na criação da plataforma que interliga os colaboradores de todos os segmentos de negócios do Grupo em todas as suas filiais – o dispositivo ganhou o nome de Hub Mundo Marquise.

Não se configura como uma rede social, mas sim como uma rede corporativa com funcionalidades múltiplas que agregam e engajam todos os colaboradores ao ambiente profissional de forma rápida e eficiente. Ferramenta que deve compartilhar conhecimento, disseminar a cultura e valores do Grupo Marquise para, dessa forma, construir uma empresa cada vez mais forte e sólida

TIM está entre as 10 empresas mais sustentáveis em novo índice da Bolsa

 

A TIM é uma das 10 empresas de destaque no mais novo índice de sustentabilidade da Bolsa brasileira: o S&P/B3 Brasil ESG. A operadora já é a companhia do setor de telecomunicações listada por mais edições consecutivas no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) – há 12 anos – e agora integra a nova carteira, importante referência para investidores preocupados com as práticas ambientais, sociais e de governança (sigla ESG, em inglês).

O indicador reúne 96 organizações brasileiras comprometidas com a sustentabilidade e o Pacto Global da ONU. A presença da TIM neste grupo reforça a sua gestão ética e transparente, destacada inclusive no plano trienal da companhia. A empresa tem metas de longo prazo alinhadas aos objetivos globais do Grupo TIM, como o aumento da eficiência energética em 75%, a redução em 70% das emissões indiretas até 2025 e o compromisso de ser “carbono neutro” até 2030.

“Cada vez mais os investidores estão alinhados com práticas ESG e buscando empresas com este compromisso. É uma tendência mundial e os investidores brasileiros estão aderindo. A TIM é reconhecida em suas práticas sustentáveis porque sempre tratou este tema com prioridade, independentemente dos movimentos mais recentes do mercado”, comenta Adrian Calaza, CFO da TIM Brasil.

A TIM realiza o levantamento de uma série de indicadores de sustentabilidade em suas operações, seguindo as diretrizes da Global Reporting Initiative, com o objetivo de monitorar e reportar – em relatórios publicados anualmente desde 2008 – seu desempenho e eficiência em questões como o consumo de combustíveis, eletricidade, água, geração de resíduos, emissões de gases de efeito estufa, entre outras. Outro importante pilar é a atuação do Instituto TIM, que acaba de completar sete anos e já beneficiou mais de 700 mil pessoas em todo o Brasil.

Mais 4G no interior do Ceará

 

Neste momento de pandemia, a Internet – com a tecnologia 4G e 4.5G – foi essencial para suportar os serviços de mensagens e vídeos. O tráfego de dados da TIM no Ceará cresceu neste momento, 55% na comparação com o mesmo período do ano passado. Para isso, foram fundamentais os investimentos de rede feitos pela companhia nos últimos anos, que permitiram a manutenção da qualidade e a disponibilidade para atender a rotina de trabalho, os estudos remotos, as diversas lives e videoconferências, entre outras formas de consumo.

Só no mês de julho, a TIM ativou em seis municípios cearenses (Itarema, Madalena, Massapê, Morrinhos, Quixeré e Redenção) a tecnologia 4G na frequência de 700MHz – que permite um maior alcance do sinal em ambientes fechados, proporcionando melhoria na experiência de uso da internet móvel. Mais de 2.852 municípios do país já contam com a tecnologia de quarta geração na nova faixa, sendo 132 no Ceará. Considerando toda a abrangência 4G no Estado, a TIM está presente em 141 cidades. E vale destacar, ainda, que o Ceará é o estado do Nordeste com a maior cobertura da tecnologia 4.5G. Já são 97 localidades beneficiadas.

TIM anuncia mudanças na comunicação

 

A  jornalista Alessandra Ber é a nova Gerente Executiva de Relações com a Imprensa da TIM Brasil. Com mais de 20 anos de experiência em comunicação corporativa, ela já trabalhou no Santander, McDonald’s e, mais recentemente, na Via Varejo. Alessandra, que tem especialização em marketing e governança corporativa, chega à TIM para uma nova fase da área e da companhia.

“Queremos ser mais proativos, explorando para o público externo assuntos que já são reconhecidos internamente, como employer branding e diversidade, além dos temas relacionados a Telecom”, afirma. “Vamos trabalhar para dar mais relevância aos escritórios regionais, trazer boas histórias e mostrar como a conectividade muda a vida das pessoas.”

Na Vice-Presidência de Regulatório, Institucional e Relações com a Imprensa, na equipe de Mario Girasole, o time de Alessandra Ber na sede da TIM, no Rio, conta com Kaliandra Sá, Débora Proença, Juliana Isidoro e Caroline Pimentel. Nas regionais, é composta por Roberta Câmara e Fernanda Veiga (Nordeste/Norte), Sheyla Modesto (São Paulo), Rafael Guimarães (Centro-Oeste) e Silvia Bica (Sul).

A chegada de Alessandra marca também a mudança de agência de comunicação da operadora. Depois de seis anos à frente das ações de mensuração de dados de imprensa e consultoria para a TIM Brasil, a MassMedia conquistou a conta e será responsável por todo o trabalho de assessoria de imprensa e relações públicas da empresa.

Para o atendimento da TIM, a MassMedia manterá uma equipe de dez profissionais distribuídos entre São Paulo, Rio, Brasília e Belo Horizonte. Além disso, usará seus escritórios regionais no Norte e no Nordeste. No Sul, terá como parceira a Zigg Comunicação e, no interior de SP, a agência ComTexto.

Referência no atendimento ao setor de infraestrutura, a MassMedia integra comunicação e tecnologia e lidera um projeto de análise de dados multicanais, com desenvolvimento de modelos preditivos de comunicação usando inteligência artificial e machine learning. O objetivo dessa nova etapa é usar tais dados para desenvolver um trabalho de comunicação assertivo, focado nos novos desafios da empresa.

NWAY PRO: TECNOLOGIA A FAVOR DA SEGURANÇA E DA ECONOMIA

Proteger o patrimônio financeiro e pessoal é uma das principais preocupações de pessoas e empresas, fazendo com que os procedimentos de acesso estejam cada dia mais rigorosos. Registros, controles e barreiras físicas são adotados por prédios corporativos, indústrias, hospitais, escolas e universidades.

Apesar do que muitos acham, não basta ter um controle de acesso de pessoas ou instalar catracas, cancelas e bloqueios de porta. É necessário investir em inteligência para que esses equipamentos, que também são essenciais, estejam colocados em locais estratégicos para que o gerenciamento de acesso seja realmente pleno, garantindo a segurança do local.

O salto tecnológico dado nos últimos anos fez com que atividades de controle se tornassem mais eficientes e práticas. Para atender a demanda de uma sociedade cada vez mais exigente, a startup NWay Pro desenvolveu um sistema de Gerenciamento de Acesso para pessoas e veículos, disponível para os mais diversos segmentos: prédios corporativos, hospitais, empresas, clubes, indústrias, universidades, colégios, dentre outros.

O software pode ser integrado aos principais fabricantes de equipamentos de segurança física e patrimonial do mercado e suporta as mais diversas tecnologias de identificação, como: proximidade, Qr Code, senha numérica, código de barras, tag veicular, biometria, smartphone, reconhecimento facial, entre outras. Com ele é possível garantir a entrada de funcionários, veículos e visitantes devidamente autorizados para acessar o ambiente.

 

Tecnologia para economizar

Criada em 2018 por empresários cearenses, a tecnologia tem se tornado um item importante de segurança para muitos ramos de atuação do mercado por aliar custo-benefício à efetividade. A conta é simples, menos pessoas circulando por áreas em que não deveriam estar, reduz o uso do elevador, a constância de necessidade de limpeza da área, o consumo de água do sanitário, o número de pratos servidos no refeitório para não funcionários, entre outros.

De acordo com o CEO da startup, Tiago Oliveira, a busca pela segurança pessoal e patrimonial é, cada vez mais, um desafio para as empresas. “Grande parte dos espaços corporativos requer um ambiente monitorado para que seja possível controlar e organizar o fluxo de colaboradores, fornecedores, parceiros e demais pessoas. Um dos métodos mais utilizados para garantir a segurança é a tecnologia de gerenciamento de acesso, que permite a entrada apenas de pessoas autorizadas em diferentes lugares”, destaca.

Com sede em Fortaleza e escritório em São Paulo, a tecnologia NWay Pro está instalada em empresas como: Grupo Edson Queiroz, Colégio Santa Cecília, Grupo M. Dias Branco, Hospital São Mateus e em 80% dos prédios comerciais da capital cearense. O software dispõe de duas versões: Basic e Full, recomendadas para segmentos específicos, conforme quantidade de funcionários e visitantes, servidores, controladores, estações de trabalho, entre outros aspectos.

Gerenciamento de acesso em tempos de pandemia

Ao integrar o NWay Pro aos equipamentos de gerenciamento de acesso, como catracas, cancelas e portões, é possível além de inibir a criminalidade e controlar o acesso aos ambientes, adaptar ao momento atual e colaborar com a segurança sanitária e higiene dos estabelecimentos, evitando assim uma maior proliferação e o risco de contágio pelo Coronavírus.

Tiago destaca que as tecnologias como a de biometria facial, QR Code e de proximidade diminuem as chances de contágio e disseminação de doenças, pelo fato de não existir contato humano com os equipamentos. “O gerenciamento de acesso, além de auxiliar na mobilidade, limitar o fluxo do público e restringir a passagem de pessoas não autorizadas, pode e deve proteger também a nossa saúde”, enfatiza.

 

Autoridade em tecnologia

A solução está disponível no Azure, base de nuvem segura gerenciada pela Microsoft. “Estar disponível no portfólio de produtos da Microsoft atesta a qualidade e segurança do software. Tem um significado enorme porque mostra a qualidade do nosso serviço e a excelência do nosso time”, afirma Tiago.

 

Grupo Aço Cearense participa da Live 50 CIOs sobre aceleração da tecnologia

                  

Com a pandemia da Covid-19, o consumo digital se intensificou e mudou os hábitos das pessoas, inclusive algumas empresas estão revendo suas estratégias para atender melhor a demanda. Nesse contexto, para falar sobre “Aceleração da Tecnologia: Consumidores na Cultura Digital, o gerente de TI do Grupo Aço Cearense, Vinícius Amanajás, participa na terça-feira (07), às 19h, de uma edição da Live 50 CIOs promovida pela Netglobe, empresa de tecnologia especialista em soluções e serviços de colaboração por vídeo.

Segundo Vinícius Amanajás, essas discussões são muito importantes para a conjuntura atual. “Com o delicado momento de distanciamento social, ocasionado pela pandemia do novo Coronavírus, a tecnologia ganhou uma maior notoriedade, pois muitas pessoas passaram a ter mais contato com ferramentas digitais e realizar mais atividades virtuais. A partir disso, podemos perceber ainda mais a importância dos projetos de tecnologia para as empresas e para seus clientes. Quando reunimos vários gestores de grandes empresas para falar de tecnologia, geramos um debate que pode contribuir muito com esses processos que são importantes dentro do consumo digital na nossa sociedade”, avalia o gestor.

O grupo 50 CIOs reúne gestores e profissionais de TI para discutir sobre diversos assuntos relacionados à tecnologia e como ela contribui com o crescimento das empresas. Além do gestor da Aço Cearense, participam da transmissão representantes das empresas Avon, Electrolux, Lenovo e GRSA. A live será transmitida pelo YouTube e os interessados em assistir podem se inscrever através do link http://4961983.hs-sites.com/pt-br/live50cios-4.

TIM incentiva presença feminina em áreas tecnológicas


 No Brasil, as mulheres representam apenas 33% das pessoas que se formam em carreiras STEM (sigla em inglês para Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática), segundo dados da Unesco. A TIM realizou, na última semana, o encontro virtual Mulheres Tech! para incentivar a representatividade feminina nessas áreas.

O bate-papo virtual, respeitando a orientação de distanciamento social para combate à pandemia da Covid-19,contou com a presença de mulheres de áreas tecnológicas da companhia, que falaram sobre suas experiências e contaram um pouco dos projetos que desenvolvem. Na plateia, em suas casas, estavam universitárias de cursos de tecnologia variados, convidadas por meio de parceria com instituições de ensino públicas e privadas do Rio de Janeiro e de outras localidades.

Na iniciativa, liderada pelo time de Recursos Humanos, a TIM apresentou dados sobre diversidade e inclusão no Brasil e informações sobre a empresa. Cristina Gavazza, especialista em inovação e desenvolvimento de novos negócios, contou sobre o investimento da operadora à inovação aberta, em conjunto com startups, polos de fomento etc, e a importância da diversidade nesse contexto.

Ana Carolina Pedreira, especialista em parcerias tecnológicas, explicou a mudança que o 5G trará para o mundo e como a TIM está se preparando para a chegada dessa nova rede. E Auana Mattar, primeira diretora de TI da companhia, falou sobre os desafios da carreira e destacou a importância da presença feminina na área. “Ter mais mulheres em tecnologia, onde estão concentradas as profissões do futuro, é uma necessidade do mercado e uma realização enorme para mim. É preciso coragem para seguir, não desistam. E não somente a presença de mulheres é fundamental para o processo de inovação, mas sim, toda a diversidade de perfis, pensamentos e ideias. Isso é bom para os negócios”, ressaltou a executiva.

A VP de Recursos Humanos da TIM Brasil, Maria Antonietta Russo, encerrou o encontro falando sobre as mudanças que estão em curso no mundo corporativo por conta da pandemia. Segundo ela, o impacto digital na vida das organizações foi muito grande e deverá evoluir. Por isso, é ainda mais relevante incentivar a busca das estudantes por carreiras STEM.

“Hoje, só 20% das mulheres no mercado atuam na área tecnológica. Elas representam 25% da força de trabalho da indústria digital. Esses percentuais precisam crescer, principalmente porque o mercado depois da Covid-19 exigirá profissionais mais preparados para as novas tecnologias. Decidimos iniciar um percurso em parceria com as universidades para incentivar a escolha por essas carreiras, em linha com as oportunidades que surgirão no novo mundo de trabalho pós-pandemia. Além disso, a TIM é uma empresa comprometida com a valorização de toda diversidade e promoção de uma cultura inclusiva, e isso também significa estimular maior participação feminina em áreas do nosso negócio como TI, inovação e infraestrutura.” E deixou uma mensagem de incentivo a todos: “nunca desista dos seus sonhos. O limite para alcançá-los é, principalmente, aquele que colocamos a nós mesmos”, reforçou a executiva.

Grau Técnico transmite lives e webinars com conteúdos inéditos nessa quarentena

Depois de ampliar as opções de Ensino à Distância para os seus alunos como medida de incentivo ao isolamento social e para que eles possam adiantar todas as matérias possíveis sem ter que sair de casa, o Grupo Grau Técnico está realizando em paralelo ao EAD, Lives no Instagram(@grau_tecnico) e Webinars no Youtube do Grau Técnico. As transmissões irão acontecer entre os dias 26 de maio e 05 de junho.
Os temas são inéditos, variados e abordam, por exemplo, como ganhar dinheiro com tecnologia, EPI´s, mercado de trabalho pós pandemia, empreendedorismo em tempos de pandemia, saúde mental da criança e do adolescente. Aulas de algumas disciplinas dos cursos técnicos de Administração e Segurança do Trabalho também estão sendo transmitidas ao vivo. Além da Plataforma EAD, das lives e webinars, o Grau Técnico em breve trará mais uma novidade para os seus alunos durante essa quarentena. Uma novidade que estará coladinha no seu ouvido.
Segundo Carlos Gomes, Diretor de Operações do Grau Técnico, a ação é um momento para fortalecer os estudos durante a pandemia mundial. “Nesse momento onde manter as rotinas é um dos grandes desafios para a sociedade, as lives têm sido uma grande oportunidade de manter o conhecimento atualizado e em expansão contínua, afinal, o aprendizado nunca deve parar”, destacou.
Maior rede de ensino técnico particular do País, o Grau Técnico é o carro-chefe do grupo Grau Educacional. Com mais de 60 unidades, presente nas cinco Regiões do País, o Grau Técnico oferece mais de 20 cursos nas áreas de saúde, negócios, tecnologia e indústria. Os cursos duram de um ano e meio a dois anos, com aulas três vezes na semana. O alunos recebem gratuitamente apostilas técnicas e contam com salas de aula integradas aos laboratórios.
Também integra o Grau Educacional a franquia Grau Profissionalizante (antiga Nível A), fundada em 2015. “A escola da sua profissão”, como é conhecida, possui completa estrutura voltada para a qualificação de mão de obra para o mercado de trabalho e conta com mais de 30 cursos profissionalizantes, rápidos e práticos, em áreas como corpo de bombeiro civil, cuidados de idosos, eletricidade, gastronomia, informática, manutenção de smartphones, mecânica de carros e de motos, e refrigeração, entre outras. Veja mais informações no site www.grautecnico.com.br.
Confira a programação de Lives e Webinars
Tema: Curso de Administração/ Disciplina: Empreendedorismo
Data: 26/05/2020
Horário: 15h
Locais: Uberlândia e Taboão da Serra/SP
Instrutores: Gabriela Samico(administradora); Jhocasta Barbosa: Everton Costa
** Live Instagram
Tema: Como me Tornar um Empreendedor de Sucesso?
Data: 27/05/2020
Horário: 15h
Local: Recife/PE – Unidade Boa Vista
Instrutora: Gabriela Samico
@grau_tecnico ;
** Live Instagram
Tema: Curso Administração/ Disciplina: Administração Financeira
Data: 29/05/2020
Horário: 15h
Local: Maceió/AL/Centro
Instrutora: Cristiane Omena
@grau_tecnico ;
** Live Instagram
Tema: Administração de Materiais
Data: 01/06/2020
Local: Serra e Vila Velha/ES
Horário: 15h
Instrutora: Bruna Nunes
@grau_tecnico ;
** Youtube – Webinar
Tema: Curso: Segurança do Trabalho/ Disciplina: a confirmar
Data: 02/06/2020
Horário: 15h
Locais: Anhagabaú/ Sao Paulo Capital; Caruaru/PE; Salvador/BA; São Cristovão/Rio de Janeiro
**Live Instagram
Tema: Português Instrumental
Data: 03/06/2020
Horário: 15h
Local: Recife/PE – Unidade Boa Vista
Instrutora: Michele Ádila
@grau_tecnico ;
** Live Instagram
Tema: Humanização em Saúde
Data: 05/06/2020
Horário: 15h
Local: Salvador/BA
Instrutora: Simone Araújo
@grau_tecnico

IDOSOS PARTICIPAM DE PROGRAMAÇÃO online por meio das redes sociais

A preocupação com os idosos no contexto de pandemia do Covid-19 se intensifica ainda mais, principalmente pelo fato deste grupo populacional estar no perfil de risco para a doença. A necessidade de se manterem isolados, no entanto, pode ocasionar nos longevos sentimentos como a solidão, pois muitos tiveram de interromper, momentaneamente, suas atividades cotidianas de lazer e interação social externas. Nesse contexto, a tecnologia se tornou uma poderosa aliada para atenuar os efeitos da reclusão.

O Sesc, por meio do Trabalho Social com Grupos, aposta nos aplicativos de mensagem e chamadas em vídeo para estimular o convívio entre os idosos. Uma vez que muitos moram sozinhos, esta estratégia vem tendo significativa adesão, pois, através dos recursos tecnológicos, eles conseguem interagir e realizar suas atividades favoritas. A instituição criou um cronograma de ações online, a partir de grupos de Whatsapp, como forma de manter o vínculo e evitar o isolamento.

As atividades estão sendo realizadas desde o início da pandemia, com o envio diário de materiais de estímulo cognitivo, vocal, escrita e organização da rotina, dentre outros temas de interesse dos idosos. Desde o final de março, as atividades eram repassadas nos grupos do Whatsapp pré-existentes, que, consequentemente foram utilizados potencialmente no início do distanciamento social. “Fala-se em grupos porque o TSG desenvolve diversas atividades específicas que versam sobre memórias, individual e social, histórias e projetos de vida, cultura regional, bem como manualidades e práticas corporais.

Cada uma dessas ações tem seu público e respectivo grupo online formado. Por exemplo: o coral tem o seu, a terapia ocupacional idem, assim por diante”, explica Thais Castro Monteiro, Supervisora Administrativa da Assistência do Sesc Fortaleza.

A partir de maio, o TSG decidiu padronizar os conteúdos ofertados aos idosos, de modo que os grupos que, a priori, tinham propósitos bem demarcados, recebessem atividades diversificadas, ampliando assim as ações e repertório de atuação. Além disso, foi criado um novo grupo, o #tudoemcasa, destinado às pessoas que frequentavam as programações, mas não estavam inseridas em nenhum grupo e demostraram interesse no acesso aos conteúdos online.

O TSG também está buscando, através de pesquisas online aplicadas com os idosos, identificar a viabilidade da utilização de outras ferramentas, tais como aplicativos de reunião remota para aumentar as possibilidades de intervenções com eles. “Nos preocupamos também com aqueles que não estão conectados, por isso estamos realizando um plantão de ligações  de modo a mantermos o vínculo também com os que não têm familiaridade com o mundo digital”, pontua Thais.

 

De olho na tecnologia

A programação do TSG durante o isolamento social segue de maneira fixa, como forma de criar uma rotina para os participantes e evitar um fluxo indiscriminado de informações publicadas, “uma vez que eles também precisam ordenar o tempo para realização de outras atividades de seus cotidianos. E toda semana, a equipe muda o estímulo das atividades”, ressalta a Supervisora. Assim, são desenvolvidos trabalhos com memória afetiva, cognição, culinária, artes, dentre outros temas de interesse.

Às terças e sextas, os idosos participam das atividades integrativas, que são as ações de mobilização e socialização por meio das redes sociais e plantões de ligação. Na quinta-feira, eles são convidados e estimulados a participarem de lives, com destaque para a programação do “Tudo em Casa Fecomércio”.

Além disso, sempre às terças-feiras, o TSG compartilha entre os idosos tutoriais com informações básicas sobre o acesso a alguns aplicativos essenciais neste período. “Já que as redes sociais vão ser nossa principal ferramenta de trabalho, nos perguntamos sobre até que ponto eles estão completamente conectados às novas tecnologias. Caso estejam parcialmente, será que contam com a ajuda de terceiros para essa inclusão digital efetiva? Foi a partir desses questionamentos que desenvolvemos os tutorais, que chamamos aqui de #superdicas”, destaca Thais.

Outra iniciativa que está levando saúde e bem-estar para a turma do TSG é o #Fitemcasa, desenvolvido em parceria com o Departamento Físico Esportivo (DFE) do Sesc Fortaleza. Também sempre às terças-feiras, são compartilhados vídeos com sugestões de atividades físicas para serem realizadas em casa.

 

Aprender e partilhar

A receptividade e a participação ativa dos idosos mostram que, mesmo durante a quarentena, é possível preencher o tempo com muita diversão e conhecimento, como é o caso de Lucirene Façanha, 63, é frequentadora assídua do Sesc. Após se recuperar de um transplante de fígado, em 2014, ela começou a fazer diversas atividades promovidas pelo TSG, principalmente os voltados para arte e literatura, sua maior paixão. Ela pretende lançar ainda esse ano seu primeiro livro de contos. “Ele já está pronto, mas por conta da pandemia tive que adiar o lançamento”, explica.

Enquanto isso, costuma fazer as atividades propostas pelo Sesc no Whatsapp, até como forma de manter a mente ocupada neste período de isolamento social. “Participo dos grupos de literatura, de artesanato, eu acho ótimo. Temos assuntos para conversar, ideias para compartilhar, estamos juntos sempre, mesmo que distantes”, pontua.

Quem também está aproveitando as atividades do Sesc via Whatsapp é Maria do Carmo Sales Pinto, 64 anos. Apesar das saudades do convívio entre os amigos, ela está gostando bastante das atividades realizadas em casa. “Todo dia tem coisa nova, faço exercício físico, trabalhos como artesanato, pintura de mandala. Virou uma rotina. A gente acompanha ainda toda a programação cultural do Sesc, que está acontecendo também graças à Internet”, relata. Ela confidencia ainda que pretende, junto com os demais participantes do TSG, expor todas essas criações artísticas e culturais, quando o isolamento chegar ao fim. “Vai passar”, diz, confiante.