Browsing Tag

teatro

“Edmilson Filho Direto de Holliúdy” faz duas apresentações únicas no Teatro Ceará Show

Edmilson Filho, ator, comediante, bonito por natureza e sucesso de público no cinema, no teatro e também nas telinhas da TV, volta aos palcos de Fortaleza, sempre prestigiando sua terra natal com boas risadas. Depois de Made in Ceará, Notas e Cunversaéessa, a peça “Edmilson Filho direto de Holliúdy”, um apanhado do melhor da comédia de Edmilson com muito humor e riso garantido do começo ao fim, acontece em mais duas únicas apresentações, Dias 30 de junho e 7 de julho, no Teatro Ceará Show.

Exatamente como sempre vem acontecido em todos os seus trabalhos, Edmilson promete explorar ao máximo sua expressividade corporal, seja através da dança, como instrumento de ligação entre as cenas, seja através da extraordinária interpretação dados por ele aos seus personagens, fazendo assim o público presente se identificar e rir do começo ao fim do espetáculo. O monólogo é sob direção de Halder Gomes.

​Serviço
​Edmilson Filho Direto de Holliúdy
Datas: 30 de junho e 7 de julho
Horário: 20h
Local: Teatro Ceará Show (Av. da Abolição, 2323)
Classificação: Livre
Ingressos: R$ 80 (inteira) | R$ 40 (meia entrada)
Vendas: www.ingressorapido.com.br ou na bilheteria do teatro
Classificação: 12 anos
Duração: 70min
Informações: (85) 4012-3030

‘Beatles 4ever’ volta a Fortaleza dia 16 de junho no Teatro Riomar

O espetáculo Beatles 4ever será apresentado dia 16 de junho de 2019, domingo, às 20h, no Teatro Riomar Fortaleza. O show é marcado pela fidelidade com que os integrantes apresentam a história dos “Fab Four”. Todas as roupas e adereços são réplicas fiéis dos figurinos que os Beatles usavam na época. A maioria dos instrumentos é similar aos instrumentos usados por eles, o que torna a sonoridade idêntica às gravações originais. Os ingressos estão à venda na bilheteria do teatro.

Foram cerca de quatro anos formatando o show que conta com detalhes a trajetória dos Beatles. A apresentação começa com a fase da “beatlemania”, quando os Beatles usavam seus elegantes ternos e um corte de cabelo revolucionário para a época. Um telão e uma trilha sonora ilustram a história contada de forma cronológica e levam o público a uma viagem no tempo, relembrando músicas que marcaram suas vidas e emocionando a todos.

A história passa pela fase psicodélica onde fizeram álbuns que são referência musical até hoje como, por exemplo, “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band” que completou em 2007 quarenta anos de existência e é citado por bandas atuais como U2 e Oasis como o melhor álbum de todos os tempos. A seguir, passa-se para a fase final quando os Beatles estavam prestes a se separar, porém compuseram suas mais belas canções.

Fundado em São Paulo, em 1976, por Celso Anieri e Marcus Rampazzo, o Beatles 4Ever é o primeiro grupo cover do Brasil dos Beatles. São mais de 1.000 shows apresentados em todos os estados do país. O segredo para manter uma banda ativa por mais de trinta anos, segundo os integrantes, é a renovação constante.

Links:

Página oficial Beatles 4Ever
Teaser Beatles 4Ever
Projeto Complete Works
Projeto Complete Works na Virada Cultural
Beatles 4Ever no programa Máquina da Fama no SBT
Beatles 4Ever no programa Revista da Cidade na TV Gazeta


Serviço:

BEATLES 4EVER
Domingo, 16 de junho, 20h, Teatro Riomar Fortaleza
Classificação: 12 anos
Vendas no site: https://uhuu.com/evento/ce/fortaleza/beatles-4ever-7039
Valores: Plateia Alta e Baixa B: R$ 120 (inteira) | R$ 60(meia), Plateia Baixa A: R$ 140 (inteira) | R$ 70 (meia)

“Perfume de Mulher” estreia turnê nacional no Theatro Via Sul Fortaleza

Sucesso no Rio e São Paulo, o espetáculo “Perfume de Mulher” estreia a turnê nacional em Fortaleza no Theatro Via Sul, nos dias 14 e 15 de Junho. A primeira adaptação mundial para os teatros do filme estrelado por Al Pacino, já foi vista por mais de 30 mil pessoas em suas temporadas nas capitais do Sudeste e agora, a super produção estreia em Fortaleza prometendo divertir e emocionar o público cearense.
No elenco: Silvio Guindane, Natália Lage, Eduardo Melo e Saulo Rodrigues, e direção de Walter Lima Jr.

O ator, produtor, roteirista e diretor Silvio Guindane comprou os direitos da obra que inspirou “Perfume de Mulher”. Eternizado nos cinemas em 1992 por Al Pacino, o filme rendeu ao ator seu primeiro Oscar e o Globo de Ouro, pelo papel do sedutor e amargurado ex-militar que ficou cego em um acidente.

Mesclando paixão, sedução e emoção, o espetáculo conta a famosa história do tenente-coronel Fausto, que não vê mais sentido na vida desde que ficou cego e está se preparando para morrer. Mas, antes, ele resolve fazer uma viagem na companhia de seu cuidador Ciccio e acaba reencontrando Sara, o grande amor de sua vida, de quem covardemente desistiu depois do acidente que lhe tirou a visão. Fausto é interpretado por Guindane. Natália Lage vive a intensa Sara, que está há anos sem notícias de Fausto, enquanto Eduardo é o insistente Ciccio, jovem que se torna grande amigo do militar. Saulo Rodrigues completa o elenco no papel do Padre Fausto e da drag queen Marilyn Mazzoni. No espetáculo, a história se passa na Itália.

Até conhecer Ciccio, a melhor amiga do solitário Fausto era sua garrafa de uísque. Mas, quando os dois se encontram, a vida de ambos dá uma reviravolta. Surge uma amizade surpreendente, que resiste às diferenças de idades e rotina. O que sobra em um, falta no outro. A trama aborda a relação entre o oficial do exército, o jovem que é contratado para acompanhá-lo numa viagem e Sara, uma linda mulher que o protagonista ama profundamente, mas prefere manter-se afastado desde que ficou cego. No primeiro contato, o velho militar expulsa o estudante, mas o garoto não desiste e, aos poucos, desvenda as amarguras e escolhas de Fausto.

A temporada no Rio e São Paulo foi sucesso de crítica e público, “Perfume de Mulher” estreia a turnê nacional por Fortaleza e segue para São José do Rio Preto, Porto Alegre, Santos e Belo Horizonte. Em setembro, estreia em Portugal.

Sinopse:
Fausto entregou-se à solidão depois de ter ficado cego num acidente, enquanto estava no exército. Ele vive isolado, num quarto escuro na casa da tia. Com viagem marcada para passar um final de semana em outra cidade, ela resolve colocar um anúncio no jornal para contratar alguém que tome conta do sobrinho durante sua ausência. O jovem Ciccio é o único candidato que aparece para a vaga. Depois de um estranhamento inicial, o militar tenta expulsar o menino. Ciccio, porém, decide ficar.

A partir de então, ele descobre os planos de Fausto para os próximos dias: viajar para Gênova, Roma e Nápoles. Seu desejo é o de vivenciar momentos inesquecíveis, uma grande celebração antes de por fim à sua vida. No roteiro, viagem de trem, hospedagem em um hotel luxuoso, passeio de Ferrari, uma noite com uma prostituta, sempre degustando as melhores bebidas. Dias e noites de intenso prazer antes do seu “grand finale”. Fausto, no entanto, não esperava reencontrar Sara (seu grande amor), e nem contava com a sabedoria de Ciccio, fatos que promovem uma grande reviravolta em seus planos.

ELENCO – PERSONAGENS
Natalia Lage – Sara e Mirka | Silvio Guindane – Fausto | Eduardo Melo – Ciccio | Saulo Rodrigues – Padre Fausto e a drag queen Marilyn Mazzoni

Natália Lage (Sara)
Natália Lage é atriz, tendo em seu currículo diversos trabalhos em televisão, teatro e cinema. Participou de várias novelas e mais recentemente integrou o elenco das séries “A Grande Família” e “Tapas e Beijos”, ambas na TV Globo. Também apresentou o programa “Revista do Cinema Brasileiro” na TV Brasil. No teatro foi dirigida por Felipe Hirsch, Bia Lessa, Selton Mello, Jefferson Miranda, Paulo José, João Fonseca e Rafael Gomes, entre outros. Participou dos filmes “O Homem do Ano” de José Henrique Fonseca, “Dois Filhos de Francisco” de Breno Silveira, “Como Esquecer” de Mallu de Martino e “Vai que dá Certo” 1 e 2 de Maurício Farias.
Recentemente terminou de filmar o longa metragem “A Divisão” de Vicente Amorim e roda o filme “O Doutrinador” assinado por Gustavo Bonafé.

Silvio Guindane (Fausto)
Atuou em filmes desde os 11 anos de idade, tendo feito sua estreia em “Como nascem os Anjos”, de Murilo Salles, em 1996 que lhe rendeu vários prêmios, dentre eles um Kikito no festival de Gramado e um Candango no Festival de Brasília.

Silvio se tornou dos atores mais presentes no cinema Brasileiro, trabalhando com cineastas como Cacá Diegues (em “Orfeu”, “O Maior Amor do mundo” e “Cinco vezes Favela”), Ricardo Elias (“De passagem”), Sergio Bianchi (“Quanto Vale ou é por quilo”, Jogo das decapitações), Sandra Werneck (“Sonhos Roubados”) dentre outros. Participou de novelas nas emissoras Globo e Record, totalizando em sua carreira mais de 20 trabalhos na TV.

Eduardo Melo (Ciccio)
Eduardo Melo, 21 anos. Ator desde os cinco anos de idade. Começou fazendo muitas publicidades, até seu primeiro curta “Café com Leite”, premiado em Berlim. Atuou em seis novelas, sendo quatro delas na rede Globo e duas na rede Record. No total, já realizou nove filmes, dentre eles “De Pernas pro Ar 3” previsto pra estrear em dezembro com Ingrid Guimarães e Bruno Garcia e também um filme americano chamado “Sergio” previsto pra 2019, no papel do filho de Wagner Moura. Além dos filmes, o ator participou de quatro series, dentre elas “Sem Volta” e “Os Homens São de Marte e é pra lá que eu vou”. Além das telas, o ator já realizou oito peças de teatro, a ultima foi dirigida por Marcelo Serrado, chamada “Eles só queriam se apaixonar”.

Saulo Rodrigues (Padre Fausto e drag queen Marilyn Mazzoni)
Saulo Rodrigues é ator integrante da Cia Os Dezequilibrados desde 2000. Além dos trabalhos com a Cia, seus principais espetáculos foram: “Chacrinha, o musical”, “Ou Tudo ou Nada” e “Oportunidade Rara”. No cinema, integrou o elenco principal dos longas “Apaixonados”, “Tropa de Elite”, “Minha Mãe É Uma Peça” e “Até Que A Sorte Nos Separe”.

Participou da websérie “Refém”, do Porta dos Fundos, e integrou o elenco principal da série “Se Eu Fosse Você”, na Fox, entre 2013 e 2015. Na televisão, atuou em mais de 15 novelas ao longo da carreira. Entre elas, “Liberdade Liberdade” e “Em Família”, ambas da Rede Globo, e “O Rico e Lázaro”, mais recentemente na TV Record.

FICHA TÉCNICA
Baseado na obra de Ruggero Maccari e Dino Risi
Dramaturgia: Pedro Brício Silvio Guindane e Walter Lima Jr. |Direção artística: Walter Lima Jr. | Elenco: Silvio Guindane, Natalia Lage, Eduardo Melo e Saulo Rodrigues | Direção de Produção: Gustavo Nunes | Projeção videográfica: Dado Marietti | Iluminação: Daniel Galván | Direção de Arte e cenografia: José Dias | Cenotécnico: Anderson Dias | Figurino: Cássio Brasil | Fotos: Jairo Goldflus / Dalton Valério | Designer: Márcio Oliveira |Designer / manutenção: Julliana Costa | Prestação de contas: Helber Santa Rita | Assistente de direção: Isabel Guerón | Produção Executiva: Luiz Claudio Gomes | Coordenação de Produção: Lúcia Regina de Souza | Idealização: Silvio Guindane | Produtores Associados: Gustavo Nunes e Silvio Guindane | Produção: Vira Lata Produções e Turbilhão de Ideias Entretenimento | Patrocínio: Renner

SERVIÇO
PERFUME DE MULHER
Datas: 14 e 15 de Junho de 2019
Horário: Sexta e Sábado às 21h;
Classificação: 14 Anos
Duração: 100min
Local: Theatro Via Sul Fortaleza – Av. Washington Soares, 4335 – Edson Queiroz
Ingressos: R$ 60/R$ 30 (mezanino) e R$70/R$35 (plateia)
Capacidade: 732 Pessoas
Informações: (85) 3099-1290
Horário de funcionamento da bilheteria: De segunda a sábado, das 10h às 22h; Aos domingos e feriados, das 11h às 21h
Acessibilidade: Elevadores, rampas de acesso e assentos especiais.
Estacionamento no Via Sul Shopping

CCBJ recebe dias 6 e 7 de junho o 2ª Seminário Periferias Insurgentes com o tema ”A gente combinamos de não morrer”.

O Nóis de Teatro realiza durante os dias 06 e 07 de junho o 2° Seminário Periferias Insurgentes, no Centro Cultural Bom Jardim. Com o tema “A Gente Combinamos de Não Morrer”, o seminário que teve a sua primeira edição em 2017, no Porto Iracema das Artes, tem nessa edição o apoio do Fundo Baobá para a Equidade Racial, por meio do Edital A Cidade que Queremos, e do Centro Cultural Bom Jardim.

Dividido em dois dias, o 2° Seminário Periferias Insurgentes têm na sua programação rodas de conversa, lançamento de livros e palco aberto com artistas, trabalhadores da cultura e pesquisadores da periferia de Fortaleza. Com a finalidade de continuar as suas ações de intercâmbio e trocas com os artistas e trabalhadores da cultura de Fortaleza, o Nóis de Teatro cria mais um espaço para reunir a força do movimento periférico que está ocupando as praças, becos e vielas, inventando ações, rolezinhos e movimentos diversos no espaço público da cidade.

No dia 06, a roda de conversa com tema “O que somos periferia? Territórios e Disputas”, terá o poeta Thales Azigon mediando o debate com Luan Matias (Antonio Bezerra), Parahyba (Conjunto Palmeiras), Wellington Gadelha (Autran Nunes), Joaquim Araújo (Bom Jardim) e Joseane Damasceno (Serviluz). No dia 07, o tema de discussão será “Corpo- Perifa: A gente combinamos de não morrer”. Com mediação do dramaturgo e encenador do Nóis de Teatro, Altemar Di Monteiro, a roda de conversa convida Tuyra Andrade, Mika Barros (Bom Jardim), Stefany Mendes (Conjunto Ceará), Rômulo Silva (Pantanal) e Maria Micinete (Pici).

Ainda no dia 07 a programação terá lançamento de livros e palco aberto. O 2° Seminário Periferias Insurgentes acontece nos dias 06 e 07 de junho, no Teatro Marcus Miranda, do Centro Cultural Bom Jardim, que fica na Rua 03 Corações, 300, Bom Jardim, a partir das 18h30. A inscrição no seminário pode ser feita gratuitamente pelo link https://forms.gle/Gwgu7EWeKqZtKcAT7. Haverá certificação para os participantes.

Programação:

06 de junho, quinta

18h30 – Abertura Oficial
Trícia Matias / Centro Cultural Bom Jardim
Altemar Di Monteiro / Nóis de Teatro

19h: Roda de Conversa “O que somos periferia? Territórios e Disputas”
Local: Teatro Marcus Miranda
Mulheres, Crianças, Jovens, Idosos, Pretos, Brancos, descendentes dos povos originários, gente muito pobre, gente em ascensão econômica, desempregados, artistas, gente sem documentos, fora das estatísticas. A Periferia é complexa e diversa, e a pergunta se faz pertinente: Quem somos Periferia?

Mediação: Thales Azigon
Poeta, Produtor Cultural, Editor, Mediador de Leitura, Curador de Eventos Literários e Contador de Histórias.

Luan Matias
Nascido nas quebradas do “não se pode dizer de onde viemos” esquina com a vielas do “bairro X” do lado do “bairro Z”. Poeta insurgente, artista nas mais diferentes linguagens e educador social. Sempre de frente nos corres dos Saraus e resistências periféricas, aos 27, já tem noção de que a luta é diária, e costuma aniquilar primeiro os menos favorecidos, nós.

Parahyba
Cantor e compositor que surgiu no cenário musical cearense nos festivais e caravanas culturais dos anos 80. Desde 2007 faz parte do Coletivo Bate Palmas com jovens músicos do Conjunto Palmeiras, onde além de shows musicais realizam ações comunitárias através dos projetos Palmerê, Batuque de Mulher, Sarau BatePalmas e formações em Fortaleza e interior do Ceará.

Wellington Gadelha
Desenvolve trabalho e pesquisa na Plataforma Afrontamento. Tem interesse pelas relações no campo contemporâneo a partir da composição, improvisação e dramaturgia e, desenvolve ações no campo da performance, vídeo-dança, instalações e processos imersivos em arte-tecnologia e arte sonora, além de colaborar com coletivos que atuam em Fortaleza-Ce com ênfase nos direitos humanos, periferia e juventude negra.

Joaquim Araújo
Formado em Filosofia pela Universidade de Estadual do Ceará, licenciado em ciências Religiosas, especialista em Artes Educação, Pesquisador da Cultura popular e das Religiões de matriz africana. Militante dos direitos de crianças, adolescentes e juventudes, diretor de teatro, arteducador e defensor da vida e cultura humana NEGRA.

Joseane Damasceno
Mulher, negra, periférica e feminista. É graduada em serviço social e Educadora Social há 16 anos no Núcleo de Base do Serviluz. Uma das idealizadoras do Surf das Manas e faz parte do Conselho Gestor da ZEIS Serviluz.

Dia 07 jun, sexta

18h30: Roda de Conversa “Corpo-Perifa: A gente combinamos de não morrer”
Local: Teatro Marcus Miranda
Reconhecendo a rua como um espaço de disputa de poderes, já percebemos que a briga que se instaura não é somente pelo fato de estarmos na rua. O ataque é contra nossos corpos: mulheres, bichas, travestis, transexuais, negros e negras ocupando o espaço público e desafiando a moral branca-hetero-cisnormativa. A roda busca discutir nossas práticas e experiências a partir de corporeidades periféricas que tencionam o mundo por suas mulheridades, negritudes, homoafetividades e transgeneridades.

Mediação: Altemar Di Monteiro
Encenador, dramaturgo, ator, coordenador do Nóis de Teatro. Atualmente é doutorando em artes da cena pela Escola de Belas Artes da UFMG.

Tuyra Andrade
Professora da rede pública estadual do Ceará, desenvolve com seus alunos, desde 2017, um projeto de Literatura Marginal e Música com foco na valorização das escritas marginalizadas, das produções culturais periféricas e dos ritmos reggae, rap e funk.

Mika Barros
Moradora do Bomja, preta da favela, cantora, poetisa e tantas coisas que uma mulher preta precisa ser pra (RE) existir.

Stefany Mendes
Travesti periférica, artista multimídia, coordenadora e idealizadora do coletivo Polo Trans que promove o encontro da diversidade com intuito de TRANSformar, TRANSgredir, TRANSbordar conhecimentos nas periferias e resignificar espaços da cidade!

Rômulo Silva
Professor, Educador Social e Jornalista. Morador do Pantanal e fanzineiro. Atualmente desenvolve pesquisa com os e as poetas de periferias de Fortaleza no Programa de Pós-Graduação em Sociologia (PPGS/UECE).

Maria Micinete
Atriz, brincante e oficineira de fanzine e teatro de bonecos. Habitante do Pici. Artivista do grupo Tambores de safo, Bloco Cola Velcro, Picicordélico e INCA.

20h30: Lançamentos de Livros / Microfone aberto

SERVIÇO

2° Seminário Periferias Insurgentes

Data: 06 e 07 de junho

Local: Centro Cultural Bom Jardim

Endereço: Rua Três Corações, 300, Bom Jardim.

Horário: A partir das 18h30

Informações: (85) 987468512

As Aventuras de Sininho vão encantar a família na Arena Iguatemi, neste domingo (12)

A apresentação gratuita acontece, às 17 horas, na praça da expansão

O Dia das Mães vai ser ainda mais especial na Arena Iguatemi. No domingo (12), mães, pais e filhos estão convidados a se encantar com “As Aventuras de Sininho”. A fadinha é a protagonist da peça que se inicia a patir das 17 horas, na praça da expansão do Shopping Iguatemi Fortaleza. A diversão é gratuita. Basta chegar e se encantar. A direção do Grupo Lígia Aydar. A peça faz parte do Maio em Alto Mar. Na trama, Sininho é uma fada travessa, que tem um dom com o qual não se identifica. Ela precisa aprender o real valor do seu dom para trazer de volta a primavera.

Meses temáticos

Uma das características mais interessantes dos espetáculos da Arena Iguatemi é que a cada mês o público será presenteado com uma temática diferente. No Maio em Alto Mar, a diversão será garantida ainda pela peça “Aladdin” e pelo musical “A Terra do Nunca”. A animação continua no Junho no Castelo, com apresentações de peças ou musicais que tenham relação com histórias de príncipes, princesas e todo esse universo. O mês das férias tem como tema Julho na Selva e vai levar a criançada para histórias nas florestas e seus personagens maravilhosos.

No Agosto em Reinos Distantes, o público vai se deliciar com histórias que podem transformar os sonhos mais impossíveis em realidade e levar longe a imaginação. A fantasia continua no Setembro dos Clássicos da Floresta, que brinda pais e filhos com contos clássicos que se passam nesse universo. Pensa que acabou? Ainda não. O mês das crianças vai ser o Outubro não tão Assombrado e presenteará a família com apresentações de tirar o fôlego, mas que sempre terminam com final feliz.

Grupo Lígia Aydar

Fundada em 2012 pela empresária, figurinista e atriz Ligia Aydar, naquela época ainda estudante de Moda na USP em São Paulo, a empresa iniciou suas atividades com o nome de Cia ao Cubo, baseada em três pilares fundamentais para o sucesso no mundo musical: Canto, Dança e Interpretação. Atualmente, tendo o seu nome reconhecido em todo o noroeste paulista, a empresa se reformulou e tornou-se o Grupo Ligia Aydar, composto pelas frentes de Teatro Musical, Escola de Artes e Produções, levando a qualidade, o compromisso e o comprometimento da Arte de São Paulo, Nova York e outras grandes metrópoles globais para todos os envolvidos em seus projetos.

Sempre preocupada em tornar a sua equipe cada vez mais preparada para atender aos clientes mais exigentes, nunca para de investir em seu elenco e em suas produções. Agregando amor e alegria, com a seriedade e honestidade de seu trabalho que regem as crenças do Grupo, toda a equipe vem conquistando o Brasil com sua magia, fantasia e dedicação.

O Grupo hoje atua em mais de 10 estados e possui grandes parcerias no mundo corporativo, sendo especializada em todos os tipos de eventos e datas comerciais importantes em grandes redes de Shoppings. Em 2019 a empresa ampliou sua rede de atuação e atingiu o Nordeste, tendo uma filial na cidade de Fortaleza.

Sobre o Iguatemi

O Shopping Iguatemi Fortaleza tem 37 anos de existência. Empresa do grupo JCC – Jereissati Centros Comerciais, que também controla shopping centers em Belém (PA) e Campo Grande (MS), o Iguatemi Fortaleza traz números bastante positivos.

São mais de 450 lojas e quiosques que reúnem o mais completo mix de compras, lazer, gastronomia e serviços de Fortaleza em mais de 90 mil metros quadrados de área. Por corredores amplos e projetados para o melhor aproveitamento da iluminação natural, fazer um passeio pelo Iguatemi é experimentar conforto, comodidade e aproveitar o que a vida tem de melhor.

Ministério da Cidadania e Sul América apresentam: “Meu Destino é Ser Star,ao som de Lulu Santos”


Após temporada de sucesso e crítica no Rio de Janeiro, o musical “Meu Destino é ser Star, ao som de Lulu Santos”, com cerca de 40 sucessos da carreira do cantor e compositor, chega ao Theatro Via Sul Fortaleza, dias 17 e 18 de maio, em três sessões.

O espetáculo, com direção geral de Renato Rocha e direção musical e arranjos de Zé Ricardo, cantor e curador do palco Sunset no festival Rock in Rio, narra a trajetória de jovens que buscam realizar seus sonhos profissionais e conquistar um grande papel em suas carreiras artísticas.

Com apresentação do Ministério da Cidadania e da SulAmérica, patrocínio da Riachuelo, apoio do CNA, Eurofarma e da Livelo, a peça conta com um elenco de dez atores. O espetáculo, escrito por Diego De Angeli, Leandro Muniz e Renato Rocha, com produção da EmFoco Produções Artísticas em parceria com a Aventura, vem encantando a todos, pois aborda assuntos atuais e levanta questionamentos sobre as mais variadas relações.

“O texto fala de TODA FORMA DE AMOR e sonhos, temas atemporais, assim como os sucessos desse grande ídolo do pop nacional”, diz o diretor Renato Rocha. Um espetáculo que prima por ser um musical emocionante, pop, atual e recheado de canções que marcaram vidas. Além de falar e mexer com emoções, traz à tona temas comuns a todos, como conflitos internos e superação pessoal.

No elenco da montagem, o lançamento da atriz Jéssica Ellen, que encara o primeiro musical da carreira, e artistas que fazem parte da história dos grandes espetáculos musicais já montados no Brasil: destaque para o talento de Myra Ruiz (protagonista de “Wicked”, onde viveu a personagem Elphaba), Mateus Ribeiro (protagonista de “Peter Pan”, acaba de ganhar o Prêmio Reverência, como melhor ator), Gabriel Falcão (“Les Misérables”), Helga Nemetik (“Chaplin, O Musical”), Victor Maia (“60! Década de Arromba – Doc. Musical”), Carol Botelho (“Peter Pan”), Marina Palha (“S’imbora, O Musical – A História de Wilson Simonal”), Ana Elisa Schumacher (“Chacrinha, O Musical”) e Leonardo Senna (“Ayrton Senna, O Musical”). Outra novidade dessa montagem será a participação do ator Diego Montez (“A Noviça Rebelde”), um ator fora do palco, que será o “host” do espetáculo, atuando nas redes sociais e mídias digitais, transitando e costurando o conteúdo do espetáculo online.

Audição

A narrativa permeia a jornada que envolve a construção do teatro musical. Desde as audições, passando pela produção, todo o bastidor está ali, em cena, desnudado e compartilhado com o grande público. A trama mistura realidade e ficção em um dos seus atos. “A AUDIÇÃO”, cena, que traz um fato inédito na história teatral brasileira, onde em cada sessão tem um novo talento participando de um teste ao vivo e diante do público. Quem for selecionado (a), poderá participar do próximo musical da Aventura. Uma excelente oportunidade para quem quiser aparecer em cena.

Um dos requisitos para os candidatos que pretendem participar é o de nunca ter feito parte de um musical profissionalmente. Dá para imaginar a adrenalina desses concorrentes? E se na hora “H” travar? E se for aplaudido de pé? Tudo pode acontecer! Cada sessão é única. “Pois não há tempo que volte amor, vamos viver tudo o que há para viver, vamos nos permitir…”

Para se inscrever, basta o candidato enviar um e-mail, com o currículo, informando ainda nome completo, nome artístico, telefones, endereço, bairro, município, estado, data de nascimento, idade, gênero, RG, CPF, línguas estrangeiras que tenha fluência, números da camisa e do calçado, peso, altura, manequim, se pertence a alguma agência, contando ainda, em cerca de três linhas, sobre a sua relação com o teatro musical e um vídeo cantando alguma música do Lulu Santos. Para participar da seleção, a princípio, é preciso encaminhar o material para sejaumstar@aventuraentretenimento.com.br

A atriz Jéssica Ellen também foi destaque na TV na série “Justiça”, da TV Globo, que discutia o racismo e o machismo. Participou ainda da novela “Totalmente Demais” e “Malhação. Já Helga, fez participações nos programas “Zorra Total”, “Os Suburbanos”, na novela “Rock Story” e foi finalista no quadro “Show dos Famosos”, do programa de TV “Domingão do Faustão”, onde deu vida a personalidades, como Luciano Pavarotti, Janis Joplin, Ana Carolina, Gretchen, Roberto Leal, entre outros. Gabriel fez sucesso como protagonista em “Malhação”.

Uma curiosidade nesse musical é que os nomes dos personagens serão os mesmos dos atores na vida real, aproveitando o fato de a montagem se tratar de uma metalinguagem. Victor Maia terá jornada dupla como “coreógrafo”, já que na montagem viverá a profissão que exerce também na vida real. Ele é coreógrafo do programa “Caldeirão do Huck”, exibido na TV Globo.

“Toda a forma de amor”, como diz a música do cantor, é o nome da peça que os atores pretendem montar na trama. Tem força ainda por ser o gancho das histórias paralelas, que se cruzam na busca por um sonho, cuja narrativa são os conflitos internos e sociais que permeiam a vida de um artista, onde o reconhecimento através do seu talento será sempre uma busca em comum. A história cotidiana de quem quer ser um star, é levada ao palco, despida de preconceitos e rótulos, embalada pelos hits do cantor.

A ficha técnica conta ainda com nomes, como Felipe Habib, na direção vocal e arranjos vocais, Victor Maia, na direção de movimento e coreografia, cenário de André Cortez, figurino de Bruno Perlatto e iluminação de Renato Machado.

Hits de Lulu Santos vão garantir a emoção

Entre os sucessos que o público pode cantar junto e recordar alguns momentos, estão grandes hits de Lulu, como “Tudo bem”, “Um Certo Alguém”, “Apenas Mais Uma de Amor”, “Condição”, “Tempos Modernos”, somando cerca de 40 músicas do repertório de um dos maiores hitmakers brasileiros. “É um mergulho na carreira do Lulu unido à busca pelo sonho de ser uma estrela de musical”, explica Renato.

“O Renato Rocha nos trouxe a proposta de fazermos um espetáculo com a obra do Lulu. Então, tivemos a ideia de descortinar o backstage do musical para o público: as dores e as delícias dos atores, criadores e produtores do teatro. A Aventura está completando 10 anos e, agora, achamos que o público está pronto e interessado em conhecer um pouco mais sobre esses bastidores e a busca pelo sucesso”, afirmou Aniela Jordan, uma das sócias da Aventura, ao lado de Luiz Calainho, Fernando Campos e Patricia Telles.

Zé Ricardo, diretor musical e de arranjos, está esfuziante com a sua estreia em um espetáculo do gênero “Tudo o que tenho hoje consegui através da música. Estar aqui ao lado desse elenco tão talentoso, pra mim, é espetacular. As letras do Lulu representam várias gerações. Fazem parte da vida das pessoas que vão nos assistir, certamente”, afirmou.

Elenco:
Jéssica Ellen, Myra Ruiz, Gabriel Falcão, Helga Nemetik, Victor Maia, Carol Botelho, Marina Palha, Mateus Ribeiro, Ana Elisa Schumacher e Leonardo Senna.

Ficha Criativa:
Texto – Diego De Angeli, Leandro Muniz e Renato Rocha
Direção – Renato Rocha
Direção Musical e Arranjos – Zé Ricardo
Direção Vocal e Arranjos Vocais – Felipe Habib
Direção de Movimento e Coreografia – Victor Maia
Cenário – André Cortez
Figurino – Bruno Perlatto
Desenho de luz – Renato Machado
Desenho de som – Carlos Esteves
Produção de elenco – Marcela Altberg

Serviço:
“Meu Destino é Ser Star, ao som de Lulu Santos”
Datas: 17 e 18 de maio
Horário: Sexta 21h – Sábado 17h e 21h
Local: Theatro Via Sul Fortaleza – Av. Washington Soares, 4335 – Edson Queiroz
Ingressos: https://compre.ingressorapido.com.br/event/60519-2/d/60791
Plateia: R$ 100 | R$ 50 (meia) / Mezanino R$ 50 | R$ 25 (meia)
Até o dia 10 de maio, valores da plateia com 50% de desconto: R$ 50 | R$ 25 (meia)
Classificação indicativa: 12 anos
Tempo de duração: 150 minutos – com 15 minutos de intervalo
Capacidade do Teatro: 732 Pessoas
Informações: (85) 3099-1290
Assessoria de Imprensa: VP Comunicação

Musical “Turma do Chaves num sonho de criança” comemora 5 anos no Theatro Via Sul Fortaleza

Sucesso de público, espetáculo já conquistou os prêmios de Melhor Espetáculo Infantil, Melhor Produção e Melhor Atriz Coadjuvante

Adaptação da famosa série de TV, o musical “A Turma do Chaves num sonho de criança” comemora 5 anos em cartaz, com única apresentação dia 11 de maio, às 17h, no Theatro Via Sul Fortaleza, com participação especial de Patrícia Leitte como Dona Florinda.

Com concepção cênica de Francinice Campos e a experiência do elenco, o espetáculo tem a proposta de aguçar o poder da criatividade e imaginação e encantar tanto crianças quanto adultos a partir das peripécias de um grupo muito divertido. Chaves é um menino órfão de oito anos, atrapalhado, de coração puro e que acredita num futuro sempre brilhante. Entre seus bordões, então: “isso, isso, isso”, “você não vai com minha cara?” “zás, zás, zás”, “que coisa não?” “pi, pi, pi, pi…”, “pois é pois é pois é” e “ninguém tem paciência comigo”. Chaves, que ao lado de Kiko e Chiquinha, representam a ingenuidade, a astúcia, a inteligência, os medos, as descobertas e os sonhos de todas as crianças, com as cores, os ritmos que compõem a vila mais famosa do mundo e seus vizinhos divertidos representados também pela valente e apaixonada D. Florinda e a misteriosa D. Clotilde. Tudo pode acontecer num sonho de criança.

Entre os destaques, está o personagem Kiko, interpretado pelo ator Bruno Braga, que conquistou inúmeros prêmios como sósia mais original da América Latina, como o “América Celebra Chespirito”, realizado na Cidade do México, em 2012, o 2º Festival da Boa Vizinhança – FBV, em São Paulo e o Concurso Nacional de Melhor Sósia de Kiko da Turma do Chaves, em 2012, no SBT Programa do Ratinho. Também foi o único cearense a participar do Prêmio Muitishow de Humor em 2016.

O musical infantil “A Turma do Chaves num sonho de criança” já conquistou o Prêmio Destaques do Ano – Troféu Carlos Câmara 2015″ como Melhor Espetáculo Infantil, Melhor Produção e Melhor Atriz Coadjuvante.

SERVIÇO

A Turma do Chaves num sonho de criança
Datas: 11 de maio de 2019

Horário: 17h

Classificação: LIVRE

Duração: 60min

Local: Theatro Via Sul Fortaleza – Av. Washington Soares, 4335 – Edson Queiroz

Ingressos: R$ 40/R$ 20 (mezanino) e R$40/R$20 (plateia)

Capacidade: 732 Pessoas

Informações: (85) 3099-1290
Endereço: Shopping Via Sul – Fortaleza/CE – Brasil, Av. Washington Soares, 4335
Horário de funcionamento da bilheteria: De segunda a sábado, das 10h às 22h; Aos domingos e feriados, das 11h às 21h
Acessibilidade: Elevadores, rampas de acesso e assentos especiais.

Estacionamento no Via Sul Shopping

O romance Notre Dame de Paris é visto em forma de teatro pela Encenna

 

Inspirado no maior romance histórico de Victor Hugo, lançado em 1831, “Notre Dame de Paris” será apresentado na Capital Cearense pela Escola de Teatro Encenna que montou o espetáculo “O Corcunda de Notre Dame – O Musical”, com a participação especial do Coral “Soul Cantor”, reunindo 40 vozes do Conservatório de Música Alberto Nepomuceno, sob a direção de Domízia Almeida e arranjos de Alvany Silva.

Adaptada e dirigida por Aurélio Barros, a peça que tem 20 atores em cena conquistou o Prêmio Quimeras de Teatro” de 2018 com 05 troféus de melhor espetáculo, melhor direção, melhor figurino, melhor ator e de melhor sonoplastia I  trilha sonora. Ela será a atração do dia 03 de maio próximo, às 19h, no palco do luxuoso Cineteatro São Luiz.

 

O Espetáculo

“O Corcunda de Notre Dame – O Musical” narra por meio da cigana Esmeralda, a história do amor altruísta de Quasímodo, deficiente sineiro da Catedral de Notre Dame. No decorrer do espetáculo, Quasímodo sonha em sair da Catedral para participar do “Festival dos Tolos”, e finalmente é instigado pelos amigos a fugir, aproveitando-se da ausência do poderoso Claude Frollo, homem que o criou desde a infância. A trama se fortalece com os planos cruéis do arquidiácono Frollo e de seus subordinados para deter os ciganos que vivem no pátio dos milagres.

Uma reviravolta faz brotar o amor entre o Capitão Phoebus, militar convocado da Guerra para perseguir e prender os ciganos e a jovem Esmeralda. Trata-se de uma história arrebatadora, em que, medo e coragem, fé e justiça se misturam, levando o expectador a perceber a superação sobre as limitações acerca das deficiências múltiplas, a repensar sua compreensão estética entre o feio e o belo, bem como enaltecer o amor como meio de superação das deficiências humanas.

 

A Escola

Comprometida com a preparação de atores, a Escola de Teatro Encenna surgiu em 2017, em Fortaleza, utilizando uma metodologia que busca desenvolver, desde a espontaneidade até um trabalho sólido voltado para o ofício do ator. A intenção é que os seus alunos estejam preparados para a arte da interpretação, testes de elenco e, também, trabalhos e projetos do tipo que venham a fazer parte.

Capitaneada pelo ator Aurélio Barros, a Encenna é uma instituição que tem como proposta, formar um público sensível à linguagem teatral. Ela pretende ampliar a vivência do teatro das pessoas que se interessam nesta forma de expressão. Hoje, a Encenna atende turmas infantis, a partir de 05 anos de idade, bem como, jovens e adultos. É uma escola que vai além de um produto artístico,  entende o teatro como um elemento de transformação pessoal e profissional.

 

Elenco

Glauco Lucena / Quasímodo

Naiara Ferrer / Esmeralda

Iranildo Batista / Frollo

Max Martins / Capitão Phoebus

Mônica Rodrigues / Gárgula Laverne

Bárbara Oliveira / Gárgula Victor

Rafael Ferreira / Gárgula Hugo

Bárbara Alves / Clopin

Felipe Abner / Padre

Any Maia / Cabra Djali

Déborah Santos / Cigana

Roberta Paula / Cigana

Mayara Úrsula / Cigana

Rochella Lucy / Cigana

Lúcia Garcia / Cigana

Bruna Garcia / Cigana

Yuri Vladimir / Soldado

Manoel Silva / Soldado

JP Estanislau / Soldado

Ficha Técnica

Direção Geral: Aurélio Barros

Direção Musical: Domízia Almeida I Alvany Silva

Coreografia: Déborah Santos

Figurinos: Clara Uchôa I João Carlo I Luana Pontes

Cenário: João Carlo I Luana Pontes

Maquiagem: Levi Frota

Fotografia: Max Lima

Audiovisual: Rosana Maia

Filmagem: Tim Oliveira

Iluminação: Fábio Santos I Nivardo Castro

Produção: Gezenia Pessoa I Glauco Lucena

Sonoplastia: Fábio Filho

Coral Soul Cantor

Conservatório de Música Alberto Nepomuceno

Adriana Barros I Lais Gabrielle

Aimee Soares I Laurena Costa

Albina Chaves I Leciania Deodato

Alderi Cândido I Lídia Rodrigues

Ana Coeli I Lucas do Nascimento

Clores Duarte I Lúcia Moreno

Emanuel I Lúcia Vasconcelos

Fabiana de Deus I Luiz Fernando

Fátima Sousa I Madalena Figueirêdo

Gabriel Ramiro I Mariana Júlia

Gleiscon Lobão I Nicole Maier

Hanna Cecília I Patrícia da Silva

Iza Freitas I Ronaldo Queiroz

Jôsie Sombra I Rosa Britto

Judá Demaria I Sarah Soares

Karoline Leite I Vilani Gomes

Kayssa Soares I Yvina Lima

Músicos
Arranjos: Alvany Silva

Piano: Alvany Silva

Bateria: Michel Rodrigues

Baixo: Victor Pascoal

Violino: Leonardo Ferreira

Flauta Transversal: Sara Morais

Sinos: Leide Dayana

Guitarra: Beto Dias

Serviço

O Corcunda de Notre Dame – O Musical

Dia: 03 I Maio I 2019

Horário: 19h

Local: Cineteatro São Luiz

Ingressos: R$ 40,00 (Inteira) e R$ 20,00 (Meia)

Silvero Pereira apresenta “Uma Flor de Dama” no Teatro Ceará Show

Em única apresentação, o Teatro Ceará Show recebe, no dia 28 de abril, o espetáculo “Uma Flor de Dama” – monólogo criado pelo ator, diretor e dramaturgo Silvero Pereira, que originou o coletivo artístico As Travestidas. A obra é inspirada no famoso conto de Caio Fernando Abreu, “Dama da Noite”, sobre uma flor que exala um peculiar perfume durante a noite.

Na peça, Silvero dá vida a uma travesti prostituta, que convida a plateia a passar uma noite ouvindo seus relatos, suas inquietações, medos e repulsas, como um exercício de alteridade entre público e personagem. Regado à cerveja e muito deboche, a travesti, conversa sobre as dores acumuladas desde o lar paterno e revoga seu direito de inclusão na “roda da vida”.

Em sua imersão para a construção do espetáculo, há 17 anos, Silvero, no intuito de compreender o universo violento e violentado de pessoas trans, se deparou com realidades carregadas de abandono familiar, social e afetivo – sintoma muito presente na vida de meninas travestis que vivem em meio às ruas.

Nessa perspectiva, o espetáculo questiona até que ponto uma sociedade conservadora e cheia de paradigmas colabora para a marginalização e a barbárie contra essas pessoas. A proposta do monólogo é ampliar o olhar humano para a travestilidade e fazer com que o público encare uma travesti sem estranhamentos, reconhecendo que a vida dessa figura também deve ser pautada em respeito, aceitação e dignidade.

 

As Travestidas

Era 2002, Silvero Pereira começou a se apresentar com Uma Flor de Dama no porão do Theatro José de Alencar, à meia noite. Com a ideia de levar mais pessoas ao teatro, convidou as atrizes Alicia Pietá e Verónica Valenttino, para, junto dele, apresentarem uma “festa” antes do monólogo: o Cabaré da Dama.

As apresentações foram ganhando corpo, outros artistas foram somando, inclusive através de concursos entre os espectadores. Logo, atores como Denis Lacerda e Jesuíta Barbosa começaram a fazer parte.
Assim, o coletivo artístico As Travestidas nasce na união de forças em torno desta obra de Silvero. Atualmente, o elenco é formado ainda por Diego Salvador, Patrícia Dawson, Rodrigo Ferrera, Ítalo Lopes e George Hudson.

 

Serviço:

Uma Flor de Dama

Data: 28 de abril de 2019
Horário: domingo, às 20h
Ingressos: 60,00 // 30,00
Vendas: www.ingressorapido.com.br ou na bilheteria do teatro​​
Informações: (85) 4012-3030

Versão teatral de “O Vendedor de Sonhos” faz única apresentação no Theatro Via Sul Fortaleza

 

Baseada no best-seller homônimo de Augusto Cury, “O Vendedor de Sonhos” ganha versão teatral, adaptada pelo próprio escritor, em parceria com Cristiane Natale e Erikah Barbin. Com Mateus Carrieri, Luiz Amorim e grande elenco, o espetáculo acontece em única apresentação no dia 26 de abril, às 21h, no Theatro Via Sul Fortaleza.

O Vendedor de Sonhos é a primeira obra do autor a ser adaptada para o teatro. É o seu romance mais vendido – traduzido em mais de 60 idiomas – com adaptação para o cinema sob a direção de Jayme Monjardim (O Tempo e o Vento; Olga), em 2016. O médico psiquiatra e escritor Augusto Cury é considerado o autor mais lido da década e vendeu mais 35 milhões de livros em 70 países do mundo.

 

Sinopse:

Na trama, a personagem Júlio César tenta o suicídio, e é impedido de cometer o ato final por intermédio de um mendigo, o “Mestre”, que lhe vende uma vírgula, para que continue a escrever a sua história. Juntos encontram Bartolomeu, um bêbado boa-praça que decide unir-se a eles na missão de vender sonhos e despertar a sociedade doente. A revelação de um passado conflituoso do Mestre pode destroçar a grande missão do Vendedor de Sonhos.

Ficha Técnica:

Adaptação: Augusto Cury, Erikah Barbim & Cristiane Natale
Direção: Cristiane Natale
Projeto de Iluminação: Bruno Henrique França
Iluminação: Nara Zocher
Trilha Sonora: Maurício Colatoni
Figurinos: Valentina Oliveira

Elenco: Luiz Amorim, Mateus Carrieri, Marcos Veríssimo, Maurício Colatoni, Miriam Lins Mário Matias, Lucas Lentine, Fernanda Mariano.

 

Serviço:

O VENDEDOR DE SONHOS
Datas: 26 de Abril de 2019

Horário: Sexta 21h;

Classificação: 12 Anos

Duração: 75min

Local: Theatro Via Sul Fortaleza – Av. Washington Soares, 4335 – Edson Queiroz

Ingressos: R$ 60/R$ 30 1° LOTE (mezanino) e R$80/R$40 1° LOTE (plateia)

Capacidade: 732 Pessoas

Informações: (85) 3099-1290
Endereço: Shopping Via Sul – Fortaleza/CE – Brasil, Av. Washington Soares, 4335
Horário de funcionamento da bilheteria: De segunda a sábado, das 10h às 22h; Aos domingos e feriados, das 11h às 21h
Acessibilidade: Elevadores, rampas de acesso e assentos especiais.

Estacionamento no Via Sul Shopping

“Deixa Clarear, Musical sobre Clara Nunes” chega ao Theatro Via Sul Fortaleza

Há quase seis anos em cartaz, “Deixa Clarear, musical sobre Clara Nunes” faz sua estreia em Fortaleza, com apresentações nos dias 13 e 14 de abril, no Theatro Via Sul Fortaleza.

Assistido por mais de 300 mil pessoas, o musical mistura música e poesia na construção de um olhar sobre a cantora Clara Nunes e sua carreira, que busca incentivar a juventude a valorizar a música brasileira e suas raízes genuínas. “Nossa ideia é apresentar o legado da cantora para as novas gerações”, explica Clara Santhana, idealizadora do projeto e apaixonada pela obra da cantora mineira. Ela se apresenta acompanhada por um quarteto de violão, cavaco, percussão e sopros (flauta/ sax).
Além de Clara Santhana no papel de Clara Nunes, o espetáculo conta com texto de Marcia Zanelatto, direção de Isaac Bernat e direção musical de Alfredo Del-Penho. No repertório, estão clássicos de grandes compositores como “O canto das três raças” (Paulo Cesar Pinheiro/ Mauro Duarte), “Na linha do mar” (Paulinho da Viola), “Morena de Angola” (Chico Buarque), “Um ser de luz” (João Nogueira/Paulo Cesar Pinheiro e Mauro Duarte), “O mar serenou” (Candeia), entre outras.
“Deixa Clarear, musical sobre Clara Nunes” estreou em 2013, em homenagem aos 30 anos de morte de Clara Nunes. Aos poucos, a peça cresceu e chamou a atenção da crítica e do público.
Ficha técnica:

Idealização e atuação – Clara Santhana

Texto – Marcia Zanelatto

Direção – Isaac Bernat

Direção Musical – Alfredo Del Penho

Direção de Movimento – Marcelle Sampaio

Assistência de Direção – Daniel Belmonte

Iluminação – Aurélio de Simoni

Figurino – Desirée Bastos

Cenário – Doris Rollemberg

Foto divulgação banner – Marcelo Rodolfo

Operação de Luz – Brisa Lima

Operação de Som – Fernando Capão

Contrarregra – Cristiane Morilo

Programação visual – Gabriela Zuquim / Leandro Carvalho

Produção executiva – Lucas Oliveira

Direção de Produção – Sandro Rabello

Realização – Diga Sim! Produções
Serviço:

“Deixa Clarear, Musical sobre Clara Nunes”
Datas: 13 e 14 de abril de 2019

Horário: Sábado 21h e Domingo 20h;

Local: Theatro Via Sul Fortaleza – Av. Washington Soares, 4335 – Edson Queiroz

Ingressos: R$ 80 (inteira) | R$ 40 (meia) – Plateia // R$ 60 (inteira) | R$ 30 (meia)

Capacidade: 732 Pessoas

Informações: (85) 3099-1290

Horário de funcionamento da bilheteria: De segunda a domingo, das 10 às 22h, inclusive feriados.

Acessibilidade: Elevadores, rampas de acesso e assentos especiais.

Estacionamento no Via Sul Shopping

Teatro Ceará Show recebe versão do clássico “A Cigarra e a Formiga​”

 

 

Foto: Ares Soares

Uma comovente história versando sobre arte, diferenças, solidariedade, amor, respeito, determinação, disciplina e, sobretudo o que para as crianças parece ser mais fácil que para os adultos: a superação dos próprios limites. Essa é a premissa do espetáculo “A Cigarra e a Formiga”, em cartaz dias 6, 13 e 27 de abril, no Teatro Ceará Show.

A peça é baseada na fábula clássica de mesmo nome, atribuída a Esopo e recontado por La Fontaine, que mostra uma Cigarra triste e faminta com a chegada do inverno, pois tendo passado todo o período do verão cantando e alegrando a floresta, não havia feito sua provisão. Esta, ao encontrar a Formiga e pedir-lhe algo para comer, é indagada: – “E o que fizeste durante o período do calor enquanto todos trabalhávamos?” . A Cigarra, ingênua, responde animada: – “Não abandonei meu posto, cantei para alegrar a floresta.” Ao que ouve da Formiga: – “Cantaste? Pois agora, dance!”​

A fábula, simples, nunca soou bem aos ouvidos de muitos artistas. Embora a ideia central fosse compreendida, a conotação dada ao canto da Cigarra como simples entretenimento e não como um trabalho a ser reconhecido como o é o da Formiga, sempre incomodou, e essa foi a principal motivação do Grupo Mirante para a montagem desse espetáculo, que criou sua própria versão para a história. ​

A estética cênica e musical transporta as crianças a um universo peculiar, onde a floresta se confunde com o universo mágico do jazz, blues, soul e rythm and blues. Enfim, o universo dos grande musicais. ​

Nesta montagem, os atores cantam, dançam e interpretam diversas canções, tendo como enredo uma estória onde o cantor da floresta, uma Cigarra muito vaidosa, se apaixona pela Formiga e se propõe, contra as leis daquele lugar, a ensinar-lhe a arte do canto. Juntos, eles enfrentam a fúria da Rainha Viúva-Negra e a chegada do inverno.​

FICHA TÉCNICA ​

Grupo Mirante de Teatro Unifor ​
Adaptação: Rafael Martins ​
Direção e Produção: Hertenha Glauce ​
Coreografias: O Grupo ​
Figurinos e adereços: Yuri Yamamoto ​
Maquiagem: Emaynária Martins ​
Cenografia: Hertenha Glauce e Elva Bessa ​
Músicas: Rodrigo Cardozo/Rafael Martins ​
Preparação Vocal: Wilson Freire ​
Direção Musical: Rodrigo Cardozo ​
Parceria: Trupe Realejo ​
Músicos: Joyce Custódio (violão) ​
Alex Vasconcelos (percussão) ​
Ed Júnior (teclado) ​
Gabriel Brandão (sax e flauta transversa) ​

Elenco: Anderson Barreto (Cigarra) ​
Annalies Borges (Formiga) ​
Daniella de Lavôr (Viúva-Negra) ​
Ivan Lourinho (Lagarta de Fogo e Joaninha) ​
Emaynária Martins (Lagarta de Fogo e Borboleta) ​
Samanta Sanford (Borboleta) ​
Bruno Teixeira (Joaninha) ​


Serviço:​​
A Cigarra e a Formiga​
Local: Teatro Ceará Show (Av. Abolição, 2323 – Meireles)​​
Dias 6, 13 e 27 de abril de 2019​​
Horário: 17h​​
Ingressos: R$40 (inteira)/R$20​ (meia)​
Vendas: www.ingressorapido.com.br ou na bilheteria do teatro​​
Informações: (85) 4012-3030

“A Culpa é de Mamãe” faz única apresentação no Teatro Ceará Show

 

O que você acha que acontece quando uma moça, procurando por independência, precisa fingir para sua mãe que namora com o amigo gay? Toda essa confusão temperada por um vizinho, altamente fofoqueiro e inconveniente, é a premissa do espetáculo “A Culpa é de Mamãe”, em cartaz no Teatro Ceará Show para única apresentação dia 7 de abril, às 20h. A peça foi indicada como melhor espetáculo de 2018, pelo prêmio Quimeras.

 

Sinopse:
“A Culpa é de Mamãe” fala sobre Natália, uma moça que, lutando por independência, correndo atrás de emprego na cidade grande, acaba inventando uma história para sua mãe, dona Celina, que vai visitá-la. Agora, Natália, tem que fingir que namora com seu melhor amigo, Lino, que é gay. A história se passa no apartamento do casal de amigos. Para apimentar essa visita, Lino e Natália são vizinhos de seu Sérgio, um senhor extremamente inconveniente, que não tem vergonha nenhuma em invadir o apartamento de Lino e fazer a maior cena.

Elenco: Ítalo Tomaz, Ana Bia Matos, Diego Pereira, Wanessa Lugoe e Leonardo de Sá.

Texto e direção: Daniel Marinho

Coordenação de produção: Járysson de Queiroz

Supervisão Técnica: Solon Farias Neto

Produção Ceará Show: Manoel Rolim

 

Serviço:

Espetáculo “A Culpa é de Mamãe”

Local: Teatro Ceará Show (Av. da Abolição, 2323)

Data: 07 de abril (Domingo)

Horário: 20h

Valores: R$60 (inteira) / R$30 (meia)

Vendas: ingressorapido.com

Duração: 65 minutos

Classificação indicativa: 12 anos

Espetáculo ‘Uma Flor de Dama’ retorna ao palco do Theatro José de Alencar

 

 

Em única apresentação, o Theatro José de Alencar apresenta, no dia 29 de março, o espetáculo “Uma Flor de Dama” – monólogo criado pelo ator, diretor e dramaturgo Silvero Pereira, que originou o coletivo artístico As Travestidas. A obra é inspirada no famoso conto de Caio Fernando Abreu, “Dama da Noite”, sobre uma flor que exala um peculiar perfume durante a noite.

Na peça, Silvero dá vida a uma travesti prostituta, que convida a plateia a passar uma noite ouvindo seus relatos, suas inquietações, medos e repulsas, como um exercício de alteridade entre público e personagem. Regado à cerveja e muito deboche, a travesti, conversa sobre as dores acumuladas desde o lar paterno e revoga seu direito de inclusão na “roda da vida”.

Em sua imersão para a construção do espetáculo, há 17 anos, Silvero, no intuito de compreender o universo violento e violentado de pessoas trans, se deparou com realidades carregadas de abandono familiar, social e afetivo – sintoma muito presente na vida de meninas travestis que vivem em meio às ruas.

Nessa perspectiva, o espetáculo questiona até que ponto uma sociedade conservadora e cheia de paradigmas colabora para a marginalização e a barbárie contra essas pessoas. A proposta do monólogo é ampliar o olhar humano para a travestilidade e fazer com que o público encare uma travesti sem estranhamentos, reconhecendo que a vida dessa figura também deve ser pautada em respeito, aceitação e dignidade.

A atividade faz parte da programação especial em comemoração do Dia Mundial do Teatro e Dia Nacional do Circo.

 

As Travestidas

Era 2002, Silvero Pereira começou a se apresentar com Uma Flor de Dama no porão do Theatro José de Alencar, à meia noite. Com a ideia de levar mais pessoas ao teatro, convidou as atrizes Alicia Pietá e Verónica Valenttino, para, junto dele, apresentarem uma “festa” antes do monólogo: o Cabaré da Dama.

As apresentações foram ganhando corpo, outros artistas foram somando, inclusive através de concursos entre os espectadores. Logo, atores como Denis Lacerda e Jesuíta Barbosa começaram a fazer parte.

Assim, o coletivo artístico As Travestidas nasce na união de forças em torno desta obra de Silvero. Atualmente, o elenco é formado ainda por Diego Salvador, Patrícia Dawson, Rodrigo Ferrera, Ítalo Lopes e George Hudson.

 

Serviço:
Uma Flor de Dama, com Silvero Pereira
Data: 29 de março de 2019
Horário: 19h
Ingressos: R$10 (inteira) e R$5 (meia)
Classificação Indicativa: 16 anos

Theatro José de Alencar celebra mês do teatro e do circo

 

Em março (27/03) se celebra o dia do teatro e do circo. Nesse mês, o Theatro José de Alencar, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), preparou uma programação especial, com diversas apresentações de espetáculos de teatro, circo e outras linguagens. Confira:

Dia 27.03 – Quarta-Feira

Programação especial em comemoração do Dia do Teatro eDia do Circo
Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17h

14h30 – [Infantil] Espetáculo “Matilda, a boneca medrosa”, Grupo Avia de Teatro
Local: Palco Principal | Entrada: Gratuito | Classificação indicativa: Livre
A história se passa dentro de uma lona de circo. Um dia, uma caixa aparece e os palhaços tentam descobrir o que tem dentro dela. Eis que surge de dentro dessa caixa uma boneca que morava lá. Ela nunca saía de dentro da caixa, nunca, pois tinha medo do mundo e por se achar muito diferente dos outros. Então, os palhaços tentam convencer a boneca a sair e explorar o maravilhoso mundo real. Com muita música, arte circense e contação de história, essa peça leva as crianças a refletirem sobre suas singularidades e incentiva a superarem seus medos.

15h30 – [Patrimônio] Visita Guiada Acessível – Intérprete de libras
Local: Diversos espaços | Entrada: Gratuito | Classificação indicativa: Livre
O Theatro José de Alencar se encontra entre um dos mais belos teatros monumentos do mundo e diariamente abrimos nossas portas para diversos visitantes. A nossa Visita Guiada é um passeio pela casa artística mais antiga do Estado do Ceará e uma viagem no tempo da história da arte e da arquitetura. Para esta atividade contamos com a parceria com a Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para os Idosos e as Pessoas com Deficiências do Governo do Estado do Ceará / Central de Intérprete de Libras – CIL.

17h30 – [Circo] Arte de Rua: “Varieté Mês do Circo”, com os grupos K’Os Coletivo, CIA CLE, Laguz Circo e o palhaço Pablo Bailoni.
Local: Calçada | Entrada: Gratuito | Classificação indicativa: Livre
Nesse mês de Março, K’Os Coletivo, Laguz Circo, Cia CLE e o artista Pablo Baioloni trazem à Calçada do Theatro José de Alencar o espetáculo “Varieté Mês do Circo”! Os palhaços Pipiu, Tramela, Pinguelão, Pirrita, Burbuja, Suspiro e Xaveco aprontam uma atrás da outra com números circenses que prometem divertir muito o público. Palhaços: Aldrey Rocha, Aline Campêlo, Felipe Abreu, João Machado, Pablo Baioloni, Romina Sanchez e Samia Bittencourt.

19h30 – [Premiação] Solenidade de entrega do Troféu Carlos Câmara e Destaques do ano em 2018
Local: Palco Principal | Entrada: Gratuito | Classificação indicativa: Livre
A solenidade tem como objetivo homenagear aqueles que fizeram e fazem a história do teatro cearense.

Dia 28.03 – Quinta-Feira

Programação especial em comemoração do Dia do Teatro e Dia do Circo

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17h
18h – [Multilinguagem] “Pequenos trabalhos não são trabalhos pequenos no TJA” – Grupo “Teatro Máquina”, “Teatro Esgotado” e “No Barraco da Constância Tem”
Local: Anexo – CENA | Entrada: Gratuito | Classificação indicativa: Livre
Pequenos Trabalhos não são Trabalhos Pequenos é um evento realizado pelo Teatro Máquina desde 2012 no espaço Casa da Esquina e que, a partir de 2016, vem sendo produzido em parceria com os coletivos Teatro Esgotado e No barraco da Constância tem! Sempre em clima de festa, o evento reúne trabalhos breves nas mais diversas linguagens artísticas, enfatizando o caráter processual e experimental das criações. O PTNSTP retorna com uma edição muito especial, em parceria com o Theatro José de Alencar, comemorando o mês do teatro! Experimentando um formato fora da Casa da Esquina, esta edição traça um panorama de criações distintas que, no seu cruzamento, buscam afirmar a necessidade e a urgência de se estar junto.

Dia 29.03 – Sexta-Feira

Programação especial em comemoração do Dia do Teatro e Dia do Circo

Visita Guiada – 09h | 10h | 11h | 14h | 15h | 16h | 17h
19h – [Teatro] “Uma flor de dama”, com Silvero Pereira
Local: Palco Principal | Entrada: R$10 (inteira) – R$5 (meia) | Classificação indicativa: 16 anos.
O ator Silvero Pereira encena o solo “Uma flor de dama”, inspirado no texto “A Dama da Noite”, de Caio Fernando Abreu. O espetáculo foi apresentado pela primeira vez em 2002. A dama da noite traz ao espetáculo questionamentos da sociedade contemporânea. Sem outro recurso a não ser a luz, ele interpreta uma noite na vida de uma travesti. Dramaturgia, direção e atuação: Silvero Pereira

Dia 30.03 – Sábado

Programação especial em comemoração do Dia do Teatro e Dia do Circo

Visita Guiada – 14h | 15h | 16h | 17h

18h – [Circo] NOITE AÍ DENTU: 2ª Mostra de conclusão da quarta turma da Academia do Riso – Programação especial em comemoração ao Dia do Teatro e Dia do Circo
Local: Teatro Morro do Ouro | Entrada: R$10 (inteira) e R$5 (meia) | Classificação indicativa: Livre
Em homenagem aos encantos, riscos e sabores da noite, a quinta turma da Academia do Riso apresenta a sua 2ª mostra de conclusão “Noite Aí Dentu”! Sob a influência do orvalho da besteira, nossas corujas de nariz vermelho trazem uma diversidade de cenas cômicas para todos os gostos e idades. Prepare-se para uma verdadeira noitada de festa e de risos.

18h30 – [Teatro] “Meire Love”, Grupo Bagaceira de Teatro
Local: Palco Principal | Entrada: R$10 (inteira) e R$5 (meia) – 100 ingressos disponíveis. Distribuição de ingressos com 1h de antecedência na bilheteria do teatro | Classificação indicativa: 16 anos
Com sede em Fortaleza (CE), o Grupo Bagaceira de Teatro foi fundado em 2000. Inspirado no teatro autoral e experimental, criou sua própria linguagem, trazendo um novo olhar sobre a produção teatral cearense. O espetáculo “Meire Love” retrata a dura realidade de três meninas de aproximadamente doze anos que vivem pelas ruas de Fortaleza, próximas à orla. Pedem dinheiro no sinal, falam palavrões, descem até a praia, mergulham no mar e se drogam. Brincam como crianças e trocam ameaças como adultos. Ao mesmo tempo que se esforçam para vender o corpo e ganhar algum trocado, elas sonham com um gringo apaixonado que as leve daquele lugar.

Dia 31.03 – Domingo

Visita Guiada – 14h | 15h | 16h

18h – [Circo] NOITE AÍ DENTU: 2ª Mostra de conclusão da quarta turma da Academia do Riso
Local: Teatro Morro do Ouro | Entrada: R$10 (inteira) R$5 (meia) | Classificação indicativa: Livre

Em homenagem aos encantos, riscos e sabores da noite, a quinta turma da Academia do Riso apresenta a sua 2ª mostra de conclusão “Noite Aí Dentu”! Sob a influência do orvalho da besteira, nossas corujas de nariz vermelho trazem uma diversidade de cenas cômicas para todos os gostos e idades. Prepare-se para uma verdadeira noitada de festa e de risos.
19h – [Multilinguagem] “O Grande Encontro – O Musical”, do Grupo Fascuscuz de Teatro.
Local: Palco Principal | Entrada: R$20 (inteira) R$10 (meia) (100 ingressos disponíveis. Distribuição de ingressos com 1h de antecedência na bilheteria do teatro). | Classificação indicativa: 12 anos

O Grande Encontro – O Musical é um espetáculo do Grupo Fascuscuz de Teatro que estreou em outubro de 2017 no Teatro Sesc Emiliano Queiroz. O musical conta a história de três casais: Sabia e Diana, que moram na praia e vivem frescor de um novo amor; Luíz e Flor, que vivem no calor do sertão e do amor maduro e estável que sentem um pelo outro; Marcelo e Fernanda, que vivem na frieza da cidade e da perspectiva do fim. Todos eles, mesmo em lugares e situações diferentes, se encontram diante de uma mesma questão: Partir ou ficar? Trabalhando com o nordestino em suas multifaces, o espetáculo aborda o processo do êxodo, seja por inquietação, vontade ou necessidade, e os questionamentos e escolhas que vem junto. Canções interpretadas por Elba Ramalho, Alceu Valença, Zé Ramalho e Geraldo Azevedo na coletânea O Grande Encontro são cantadas ao vivo pelos atores, com o instrumental feito especialmente para o espetáculo.