Browsing Tag

Sustentabilidade

Beach Park registra nascimento de tartarugas-de-pente

Fotos: Fabio Nunes (biólogo e voluntário na ação).

 

Uma bela imagem para marcar o Dia Mundial do Meio Ambiente (comemorado no último sábado, dia 5): uma equipe do Beach Park registrou o nascimento de um ninho de tartarugas-de-pente nas proximidades do Oceani Beach Park Hotel. Cerca de 146 tartaruguinhas alcançaram o mar em poucos minutos, acompanhados por voluntários, entre eles biólogo, crianças, vizinhos, colaboradores do hotel e integrantes da Associação Pordunas, que tem o Beach Park como fundador e maior apoiador no desenvolvimento de ações e projetos que contemplam as áreas ambiental, educacional e de infraestrutura do município de Aquiraz. O ninho vem sendo monitorado desde o fim de março, quando a equipe identificou o ponto de desova na praia e o isolou com cordas e placa, a fim de evitar o trânsito de pessoas sob a areia.

Todos os hotéis do Beach Park contam com equipe treinada para o manejo da fauna marinha, incluindo tartarugas e mamíferos. “Geralmente a eclosão dos ovos de tartaruga tipo pente acontecem nesse período no litoral cearense e leva em torno de 60 dias depois da desova – por isso a importância de isolar a área do ninho para protegê-lo. Após a eclosão, a equipe ajuda também a direcionar as tartaruguinhas que, por ventura, possam ir para a direção contrária ao mar”, explica Raissa Bisol, gerente de Meio Ambiente do Beach Park.

A tartaruga-de-pente é considerada a “mais tropical de todas as tartarugas” e está distribuída entre mares tropicais e, por vezes, subtropicais dos oceanos Atlântico, Índico e Pacífico. É uma espécie criticamente em perigo, de acordo com a classificação do Ministério do Meio Ambiente (MMA), podendo alcançar até 110 cm de tamanho e 86kg.

 

ISO 14.001:2015

O Beach Park mantém um Sistema de Gestão Ambiental do empreendimento, que planeja ações, previne e controla impactos significativos sobre o meio ambiente, gerenciando riscos e melhorando continuamente o desempenho ambiental e a produtividade do grupo.

Todas as iniciativas desse sistema são alinhadas com as metas dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidas pela Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) e que compõem a Agenda 2030. Esse trabalho resultou na obtenção pelo Beach Park, pelo quinto ano consecutivo, da certificação ISO 14.001: 2015, um reconhecimento internacional em gestão ambiental e norma adotada por grandes empresas, de todo mundo, que têm o compromisso de ampliar os negócios, reduzindo o impacto ambiental, segundo a gerente Raissa Bisol.

Diariamente e com o apoio de parcerias, o Beach Park desenvolve ações sustentáveis em todo o complexo, envolvendo desde a escolha de fornecedores, manutenção de estação de tratamento de esgoto e água e tratamento dos resíduos sólidos.

Por meio da coleta seletiva, os resíduos são encaminhados para triagem, prensados e direcionados para transformação em novos produtos, como papelão, sabão, artigos de artesanato, sacos plásticos e chinelos. “Para essa coleta, incentivamos a responsabilidade social com o trabalho de ex-catadores de Aquiraz, que fazem o serviço de triagem e compactação. A venda desses resíduos é o que custeia a renda desses trabalhadores, e parte dos novos produtos, são doados para projetos sociais”, diz a gerente.

 

Calendário Ambiental

Em parceria com a Associação Porto das Dunas – Pordunas, o Beach Park mantém um Calendário Verde, com realização do Dia de Limpeza da Praia, Dia da Árvore e o Dia da Água – que envolvem ações como plantio de mudas para a recuperação da foz do Rio Pacoti e limpeza da praia, mares e rios.

Foram mais de 50 operações de limpeza durante oito anos e mais de 100 toneladas de resíduos retirados da praia. A última operação Praia Limpa aconteceu no dia 27/1, com apoio do Beach Park e execução da Associação do Porto das Dunas (Pordunas), em parceria com Prefeitura Municipal de Aquiraz, com recolhimento de cerca de 900kg de resíduos entre a foz do Rio Pacoti e o Beach Park Suítes Resort.

Outra iniciativa mantida pelo Beach Park na área é o Programa de Educação para a Sustentabilidade, onde são realizadas ações de educação ambiental com crianças, comunidade local, clientes, funcionários e fornecedores, envolvendo plantio de mudas, trilha ecológica, resgate e proteção de animais, e plantio de horta comunitária na escolinha do Porto das Dunas.

 

Sobre o Beach Park Entretenimento    

Com 35 anos de história, o Beach Park Entretenimento é um grupo de empresas genuinamente cearense, que atua em diversas áreas de lazer e entretenimento. Localizado na praia de Porto das Dunas, à 17 km de Fortaleza/Ceará, o complexo turístico Beach Park é uma das opções de lazer mais procuradas pelos viajantes no país inteiro. Atualmente ocupa mais de 200 mil m² e reúne um parque aquático, três resorts, um hotel, além do Restaurante de Praia e da Vila Azul do Mar – espaço de convivência e serviços -, ambos abertos ao público. O Aqua Park, que conta com 18 grandes atrações, é premiado como um dos melhores parques aquáticos do mundo e melhor parque aquático da América Latina (2020) pelo TripAdvisor; além de melhor parque aquático do Brasil pela Revista Viagem e Turismo.

O Beach Park Entretenimento também faz parte do Hall da Fama do TripAdvisor por ter recebido o Certificado de Excelência nos últimos cinco anos. Pelo segundo ano consecutivo, foi eleito um dos melhores lugares para se trabalhar do Brasil pelo Prêmio Great Place To Work. Mais que um destino de férias, hoje o Beach Park se consolida como um grupo de entretenimento por meio de suas diversas atuações como a Rádio Beach Park, a Revista Onda Beach Park e o Beach Park Studios – estúdio de animação próprio.

Shoppings RioMar realizam ações de conscientização na Semana do Meio Ambiente 

A sustentabilidade é uma pauta do cotidiano dos empreendimentos do Grupo JCPM, que desde suas construções já adotam práticas de cuidado com os recursos naturais. E na Semana do Meio Ambiente deste ano convida a população para refletir sobre a “Restauração dos Ecossistemas” e em ações cotidianas que possam ser realizadas hoje, para um futuro mais sustentável. Nesse sentido, na Capital cearense, os shoppings RioMar Fortaleza e RioMar Kennedy realizarão, a partir de 05 de junho, exposições no mall e distribuição de mudas de plantas de espécies nativas e hortaliças para os clientes.

Levar um pouco de verde para casa e conhecer os benefícios de cultivar plantas nativas, como ipê-amarelo, jucá e jenipapo, são alguns dos objetivos da ação de distribuição de mais de 500 mudas aos visitantes dos shoppings. No RioMar Fortaleza, a iniciativa acontecerá nos dias 05 e 06 de junho, já no RioMar Kennedy, nos dias 07 e 09/06, no horário de funcionamento, das 12h às 21h.

Exposições

Os visitantes também poderão conhecer mais sobre a “Restauração do Ecossistemas”, com olhar especial para os cuidados com a vida na água e na terra, e ações para proteger, conservar e recuperar tais recursos. Os painéis poderão ser visitados de 07 a 11 de junho, no Piso L2 do RioMar Kennedy, próximo à Lotérica.

Outra oportunidade de conhecimento será a exposição itinerante do Ecomuseu Natural do Mangue da Sabiaguaba, que de 05 a 25 de junho, levará até o RioMar Kennedy uma amostra do acervo da instituição, que é reconhecida pelo trabalho de preservação do mangue da Sabiaguaba, em Fortaleza. No espaço, localizado no Piso L2, um convite para conhecer mais sobre a importância e impactos desse ecossistema da cidade, com a demonstração de fósseis animais e elementos nativos da região.

Dia a dia sustentável

Os shoppings do Grupo JCPM no Ceará, RioMar Fortaleza e RioMar Kennedy, já foram concebidos e construídos como equipamentos sustentáveis, sendo capazes de consumir 35% a menos de energia, quando comparado a outros empreendimentos convencionais, pois têm amplo aproveitamento da iluminação natural. Os sistemas inteligentes de refrigeração e de aproveitamento da água de condensação dos aparelhos de ar-condicionado também proporcionam mais economia de recursos naturais. Quanto ao consumo de água, a redução chega a 70% de economia, com a utilização de sistema de descargas e mictórios a vácuo, além de torneiras com detectores de presença.

Também investem e estimulam a reciclagem como meio de transformação de vidas com as Centrais de Resíduos, que além de destinar corretamente todo o resíduo com potencial de reciclagem, também geram emprego e renda a 16 famílias moradoras do entorno. Os espaços e a renda gerada com a comercialização são totalmente administrados pelos próprios recicladores. Só no ano de 2020, foram reciclados nas duas Centrais quase 422 toneladas, entre papel, papelão, plástico, vidro, metal e alumínio.

Assim, o Grupo JCPM compreende que é preciso agir hoje para um amanhã sustentável e tem em suas diretrizes ações de sustentabilidade socioambiental e, desde 2018, implementou o Manifesto de Sustentabilidade com o tema “E você? O que pode fazer pelo amanhã, hoje?”, com foco nas operações sustentáveis dos empreendimentos que administra.

Serviço:

Semana do Meio Ambiente dos shoppings RioMar

Distribuição de mudas

05 e 06/06 – RioMar Fortaleza

04 a 06/06 – Nas compras realizadas na plataforma RioMar Kennedy Online (www.riomarkennedy.com.br)

07 e 09/06 – RioMar Kennedy

Exposições

07 a 11/06 – Restauração dos Ecossistemas (Mall, Piso L2, RioMar Kennedy)

05 a 25/06 – Exposição itinerante do Ecomuseu Natural do Mangue da Sabiaguaba

Itens sustentáveis na construção: longevidade para o meio ambiente, economia para o bolso

 

“Sustentabilidade” tem, aos poucos, deixado de ser apenas um termo da moda, e passado a, de fato, fazer parte das escolhas individuais, seja na alimentação, saúde ou hábitos de consumo. Cientes deste novo comportamento dos consumidores, muitas marcas têm apostado em itens ecológicos, que representam economia para o bolso e, principalmente, cuidado com o meio ambiente, fazendo jus ao conceito de desenvolvimento sustentável, definido pela ONU como: “aquele que satisfaz as necessidades presentes, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de suprir suas próprias necessidades”.

Nas lojas da Acal Home Center, há uma série de produtos desenvolvidos com essa proposta de maior cuidado com o meio ambiente, de marcas Deca, Santa Luzia, Celite, Jed, Perflex, Imperatriz, Onduline, Ecoforce, Taschiba, Gaya, Osram, Stella, Coral, Fortex, Hidracor, Vedacit e Nutriplan.

Entre as opções para uso no dia a dia, estão: conjuntos de bacia e caixa com sistema de acionamento que permite utilização racional de água, que trazem economia de até 60% no volume de água utilizada; torneiras com acionamento automático por sensor, com baixo consumo de energia e economia de até 85% da água; torneiras com arejador, que permitem redução do fluxo mantendo a sensação de volume; telhas ecológicas que utilização de mais de 50% de material reciclado no processo de fabricação; arandelas, balizadores e refletores solares com sensor, que permitem maior capacidade de geração de energia, armazenamento de carga e iluminação, garantindo mais autonomia e luminosidade; rodapés feitos totalmente de produtos recicláveis; e esmalte à base de água, menos agressivo ao meio ambiente, pois gera menos emissão de compostos e vapores que são prejudiciais e não utiliza solvente.

“Muitos dos nossos fornecedores já desenvolvem linhas ecológicas, muito conscientes da necessidade urgente de oferecer soluções para o presente, lembrando das gerações futuras. E nossos clientes aderem rapidamente a estas soluções, de forma também consciente, pensando na economia e preservação destes recursos que nos são tão caros, como água e energia”, diz Cabral Neto, diretor comercial da Acal.

Semana do Meio Ambiente

A atenção ao meio ambiente precisa ser diária, mas uma semana do ano é dedicada à reflexão do tema. A Semana Nacional do Meio Ambiente é comemorada na primeira semana do mês de junho, quando no dia 5 se celebra o Dia Mundial do Meio Ambiente. No Brasil, este período de conscientização foi criado pelo Decreto nº 86.028, de 27 de maio de 1981. O objetivo era complementar a celebração ao Dia do Meio Ambiente instituído pela ONU.

A iniciativa visa incluir a sociedade na discussão de pautas que tratam da preservação do patrimônio natural do Brasil.

Shopping Parangaba realiza “Encontro Sustentável” em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente

Em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho, o Shopping Parangaba realiza o “Encontro Sustentável”, que trará uma programação diversificada com exposições, roda de conversas, apresentações e oficinas.

O encontro é gratuito e acontece de 3 a 6 de junho, das 12h às 21h.

Na exposição os visitantes poderão encontrar instrumentos musicais reciclados, produtos sustentáveis, produtos artesanais feitos com resíduos, lojas de artes botânicas, terráreos e jardins.

A roda de conversas abordará temas como beleza e autocuidado, hábitos sustentáveis e moda consciente – beleza do bem, alimentação saudável e sustentável, e maternidade sustentável.

Terá ainda apresentações de yoga, meditação, contação de história com instrumentos reciclados e a apresentação infantil “Salvando o Planeta”.

Nas oficinas os visitantes participarão de atividades sobre instrumentos musicais com materiais reciclados, cosméticos naturais, alimentação saudável, prática e natural, horta caseira, compostagem e produção de sabão ecológico.

Centrais de reciclagem dos shoppings RioMar contribuem para geração de emprego e renda com a destinação correta resíduos recicláveis

O Dia Internacional da Reciclagem é lembrado nesta segunda-feira, 17 de maio. A data foi instituída pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência, e a Cultura) para estimular a reflexão sobre o consumo, seus impactos e o descarte correto dos resíduos. Conectados às iniciativas de sustentabilidade, desde a sua concepção, os shoppings RioMar Fortaleza e RioMar Kennedy mantêm em suas estruturas Centrais de Resíduos, que destinam corretamente todo o resíduo com potencial de reciclagem gerado pelos lojistas, funcionários e clientes dos empreendimentos.

As Centrais de Resíduos contribuem também para geração de emprego e renda de catadores e suas famílias, moradores do entorno dos shoppings, que administram as Centrais, em parceria com os shoppings, ficando com os valores arrecadados com a venda do material reciclado. Ao todo, 16 famílias são beneficiadas diretamente com a renda gerada nas Centrais dos dois shoppings, administradas pela Associação da Comunidade Nossa Senhora Aparecida, no RioMar Fortaleza, e pela Rede dos Catadores de Resíduos Sólidos do Estado do Ceará, no RioMar Kennedy.

Só no ano de 2020, foram reciclados nas duas Centrais quase 422 toneladas, entre papel, papelão, plástico, vidro, metal e alumínio.

Dados da Centrais RioMar Fortaleza e Kennedy/2020:

2.172,8 kg de papel

344,65 kg de papelão

3.192,3 kg de vidro

4. 448,66 Kg de plástico

1.342,2 kg de Alumínio (latinhas)

Essa iniciativa está presente em todos os shoppings administrados pelo Grupo JCPM no Nordeste (Salvador Shopping, Salvador Norte Shopping, RioMar Aracaju, Jardins, RioMar Fortaleza, RioMar Kennedy, RioMar Recife) e, ao longo de 2020, foram segregados 1.857,7 toneladas de recicláveis, beneficiando 154 pessoas que atuam diretamente nas sete centrais.

RioMar e Sustentabilidade
Os shoppings do Grupo JCPM no Ceará, RioMar Fortaleza e RioMar Kennedy, já foram concebidos e construídos como equipamentos sustentáveis, recebendo, por exemplo, a Certificação AQUA (Alta Qualidade Ambiental) da Fundação Vanzolini de São Paulo, nas fases de concepção, projeto e realização da obra.

Os empreendimentos são capazes de consumir 35% a menos de energia, quando comparado a outros empreendimentos convencionais, pois têm amplo aproveitamento da iluminação natural. Os sistemas inteligentes de refrigeração e de aproveitamento da água de condensação dos aparelhos de ar-condicionado também proporcionam mais economia de recursos naturais. Quanto ao consumo de água, a redução chega a 70% de economia, com a utilização de sistema de descargas e mictórios a vácuo, além de torneiras com detectores de presença. Nos shoppings também podem ser encontrados pontos de reciclagem de resíduos eletrônicos, pilhas e baterias.

Assim, o Grupo JCPM compreende que é preciso agir hoje para um amanhã sustentável e tem em suas diretrizes ações de sustentabilidade socioambiental e, desde 2018, implementou o Manifesto de Sustentabilidade com o tema “E você? O que pode fazer pelo amanhã, hoje?”, com foco nas operações sustentáveis dos empreendimentos que administra.

Serviço:

Dia Mundial da Reciclagem, 17 de maio

Centrais de Reciclagem nos shoppings RioMar

RioMar Fortaleza – R. Des. Lauro Nogueira, 1500 (Estacionamento, Piso E1)

Comunidade Nossa Senhora Aparecida

RioMar Kennedy – Av. Sargento Hermínio Sampaio, 3100 (Estacionamento, Piso E2)

Rede de Catadores de Resíduos Sólidos do Estado do Ceará

Grupo Boticário anuncia plano ambicioso de gestão de resíduos para gerar impacto socioambiental positivo até 2030

O Grupo Boticário, o maior varejista de beleza do Brasil, anuncia hoje um plano ambicioso, “Compromissos para o Futuro”, que prevê ampliar o impacto positivo para a sociedade até 2030 por meio da gestão de resíduos. Ao todo, o grupo assume 16 compromissos socioambientais em duas grandes frentes: inspiracionais e estratégicas.

A primeira reúne metas ambiciosas para transformar a relação da sociedade com os resíduos. São elas: I – Mapear e solucionar 150% de todo resíduo sólido gerado pela nossa cadeia; II – Reduzir a desigualdade social de 1 milhão de brasileiros transformando a realidade da gestão de resíduos no Brasil.

Já a segunda é composta por 14 compromissos estratégicos, organizados em quatro pilares de atuação: I – Neutralizar impacto ambiental; II – Potencializar a conservação da biodiversidade; III – Impulsionar a beleza transparente; e IV – Alavancar a diversidade e inclusão. Todos os compromissos estão reunidos na plataforma “Uma Beleza de Futuro“.

“Os próximos dez anos serão desafiadores. Nosso compromisso é reflexo do que já temos feito há 44 anos e do que acreditamos que seja o nosso papel como empresa. Temos uma longa atuação a favor da sustentabilidade e da conservação ambiental. ESG não é uma agenda nova para nós, mas os novos tempos apresentam cenários complexos que exigem um comprometimento ainda maior e, por isso, estamos avançando na agenda social, deixando um legado que vai muito além da nossa cadeia”, afirma Artur Grynbaum, vice-presidente do Conselho de Administração do Grupo Boticário.

 

AMBIENTAL: Gestão de Resíduos Sólidos

Para solucionar todo resíduo sólido até 2030, o Grupo Boticário acredita que os resíduos devem ser repensados em toda cadeia de valor, buscando formas inovadoras de potencializar a economia circular. Por isso, a empresa vai priorizar esforços em alavancas em que já tem conhecimento, atuando em três frentes transversais: I – Circularidade; II – Sustentabilidade em toda cadeia de valor; III – Inovação em produtos e serviços.

Nos próximos dez anos, a empresa se responsabilizará por reduzir, reutilizar e reciclar o equivalente a 150% de todo o resíduo sólido gerado em sua cadeia de valor. Potencializar os investimentos em circularidade – que reúnem os 3 R’s: redução, reutilização, e reciclagem de materiais e energia – será fundamental.

Na frente de redução, um exemplo a ser replicado é o do Malbec. Com investimentos em inovação, o Grupo Boticário passou a reutilizar vidro pós-consumo em suas embalagens. Em 2020, foram vendidas mais de 14 milhões de unidades do produto, hoje um dos itens de perfumaria mais vendidos do mundo. Apenas com esse item, houve redução do volume de vidro virgem utilizado, eliminando 93 toneladas do material. Esse volume somado às iniciativas de redução de gramatura do vidro – que ultrapassam 210 toneladas – corresponde a uma redução de resíduos equivalente ao lixo gerado por 300 mil brasileiros em um dia.

A ampliação do programa de logística reversa própria para todas as marcas e canais de venda é uma das iniciativas de reciclagem. Desde 2006, a empresa possui inciativas proprietárias de logística reversa com mais de 4 mil pontos de coleta distribuídos por 1.751 municípios. É o maior programa de logística reversa em pontos de coleta de uma empresa do Brasil.

Além da circularidade, a empresa irá utilizar a força de seu ecossistema para estimular sustentabilidade em toda cadeia de valor.  Do lado de inovação com parceiros, está o Eco Álcool – produzido a partir do bagaço da cana e outros resíduos de biomassa – que estará presente em 100% das fragrâncias produzidas a partir de 2021, resultando não só no reaproveitamento de resíduos, mas também em 30% de redução na pegada de carbono em relação ao álcool tradicional.

Em sua operação de fabricação e distribuição, o Grupo já atingiu 96,9% de reciclagem em 2020, e continuará a jornada para alcançar 100%, além de investimento em iniciativas de redução na geração de resíduos.

Nas operações de varejo, o plano é potencializar lojas e pontos de venda como vitrine de sustentabilidade, aproximando a experiência de reciclagem do consumidor. Atualmente, além de peças de mobiliário, a empresa conta com uma loja sustentável feita de resíduos plásticos. A iniciativa será expandida, contribuindo com a reciclagem e o futuro do planeta.

E, por fim, essas frentes serão pautadas pela inovação em produtos e serviços que é transversal ao negócio. O Grupo Boticário irá repensar todo seu portfólio priorizando a não geração de resíduos (desmaterialização). Essas iniciativas já fazem parte da estratégia da empresa: existem refis para inúmeras linhas como as loções de Nativa Spa e Cuide-se Bem, de O Boticário, que utilizam 69% menos plástico que o frasco tradicional. O plano prevê ampliar a refilagem para linhas de perfumaria.

O portfólio será ainda mais reciclável com o lançamento de maquiagens monomateriais em 2022 e com o aumento do material reciclado em embalagens. O portfólio atual já contempla embalagens produzidas com 100% de material reciclado, como o hidratante Nativa Spa Orgânico e Loção Hidratante Intense da Eudora. A empresa também está estudando o uso de materiais alternativos, como biodegradáveis ou hidrossolúveis.

SOCIAL: Gestão de Resíduos como fonte de renda

O desafio ambiental caminha lado a lado com o social. Por isso, o Grupo Boticário também se compromete a reduzir a desigualdade social de 1 milhão de brasileiros transformando a gestão de resíduos no país até 2030. São frentes prioritárias de atuação: I – resíduos como fonte de renda; II – capacitação e empreendedorismo.

Cerca de 1 milhão de toneladas de vidro são descartados e uma quantidade pequena retorna ao mercado em razão do baixo apelo econômico da matéria-prima frente a outros insumos como o plástico. Hoje o vidro representa 60% do peso das embalagens que o Grupo Boticário coloca no mercado anualmente. Paralelo a isso, segundo Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis, existem mais de 800 mil catadores no Brasil, e 70% são do gênero feminino. Diante desse cenário, o grupo irá incentivar a coleta, reutilização e reciclagem do produto.

A empresa estima gerar renda para os catadores ao inserir a matéria-prima reciclada em seus produtos. Um exemplo é o Malbec, cuja embalagem é composta por vidro reciclado. Apenas com esse produto, a empresa estima devolver mais de 90 toneladas ao ano para o mercado “Se há quem compra vidro, existe quem o colete e ele pode gerar riqueza”, afirma Fernando Modé, CEO do Grupo Boticário.

Desde 2004, o Grupo Boticário promove projetos de grande impacto social por meio do Instituto Grupo Boticário. Nos próximos anos, a instituição irá replicar projetos bem-sucedidos, estendendo a atuação para cooperativas e catadores. Um exemplo é o Empreendedoras da Beleza.

Lançado em 2020, o programa promoveu capacitação e auxílio financeiro para mais de 11 mil mulheres cis e trans que trabalham por conta própria na área da beleza, e estão em situação de vulnerabilidade social. Desde então, o grupo contribuiu para alavancar a geração de renda de mais de 50% das participantes.

O Programa Desenvolve também será uma alavanca importante na esfera social. O projeto, que oferece cursos profissionalizantes em tecnologia para pessoas de baixa renda, terá sua dinâmica ampliada para contemplar alunos oriundos de famílias que atuam com gestão de resíduos. Ambas as iniciativas terão seus públicos de atuação ampliadas para atender pessoas em vulnerabilidade social do segmento de gestão de resíduos.

 

Diversidade Inclusão e Equidade  

Para garantir a representatividade de grupos minorizados nos cargos de liderança, o Grupo Boticário também assumiu compromissos de Diversidade, Inclusão e Equidade. A iniciativa contempla metas de representatividade de mulheres e pessoas negras em todos seus níveis internos.  Até 2023, a empresa terá 50% de colaboradores negros e 25% das lideranças corporativas negras. Em 2025, a meta prevê 50% de mulheres na diretoria.

GOVERNANÇA: Novo Comitê de Diversidade e Sustentabilidade

Além de criar diversas iniciativas que impactam positivamente a sociedade, o Grupo Boticário também avança em governança corporativa. A companhia criará um Comitê Executivo voltado exclusivamente para a discussão estratégica de Diversidade e Sustentabilidade, além de garantir o acompanhamento e cumprimento dos compromissos assumidos até 2030.

“O caminho é longo, e anunciamos hoje nosso ponto de partida. São os primeiros passos, mais oportunidades e projetos estão sendo mapeados com a ajuda de quem entende. Acreditamos na cooperação para transformar. Nossa linha de chegada será em 2030, com um legado para a sociedade. O único impacto que aceitamos gerar é o positivo”, conclui a CEO do grupo, Fernando Modé.

Saiba mais em umabelezadefuturo.com.br

Mesa Brasil Sesc lança edital para ampliar número de instituições participantes do programa 

O Mesa Brasil Sesc está com edital aberto para o credenciamento de instituições sociais sem fins lucrativos que desejem fazer parte do grupo de recebedores de doações do programa. O edital segue aberto até o dia 8 de maio.

São 132 vagas, distribuídas em três categorias: Instituições de organização e apoio social (entidade sociais responsáveis pelo fornecimento de refeições em suas dependências no mínimo 3 vezes na semana); Instituições de longa permanência (entidade sociais responsáveis pela produção e fornecimento de refeições diariamente) e Unidades de Distribuição – Mediadoras (possui um trabalho efetivo de atendimento as famílias do bairro).

Para participar, as instituições devem acessar o site www.sesc-ce.com.br  e preencher o formulário no link https://forms.gle/rnctf4z8n5TdSN3V9, inserindo toda a documentação necessária, de acordo com a categoria. A seleção será realizada em duas fases divididas em análise documental e visita técnica às instituições. Confira o Edital completo aqui.

Segundo Regina Miranda, gerente regional do Mesa Brasil Sesc, o edital tem como objetivo ampliar o atendimento de pessoas em vulnerabilidade social. “Só ano passado foram mais de 3 milhões de kg de alimentos doados para essas instituições. Com o edital, esperamos chegar a mais municípios, aumentar o número de entidades sociais e, assim, minimizar a fome no Ceará”, ressalta.

Podem participar do credenciamento organizações da sociedade civil dos municípios de Fortaleza, Aquiraz, Caucaia, Cascavel, Beberibe, Eusébio, Guaiuba, Horizonte, Itaitinga, Maracanaú, Maranguape, Pacajus, Pacatuba, Pindoretama, Sobral, Alcântaras, Bela Cruz, Cariré, Coreaú, Cruz, Forquilha, Groaíras, Ibiapina, Irauçuba, Marco, Massapê, Meruoca, Morrinhos, Mucambo, Pacujá, Santana do Acaraú, São Benedito, Tianguá, Ubajara, Varjota, Abaiara, Antonina do Norte, Araripe, Farias Brito, Granjeiro, Mauriti, Milagres, Missão Velha, Porteiras, Potengi, Santana do Cariri, Barbalha, Brejo Santo, Crato, Iguatu, Orós, Acopiara, Várzea Alegre, Saboeiro, Senador Pompeu, Quixelô, Piquet Carneiro,  Milhã, Jucás, Deputado Irapuan Pinheiro, Icó, Cedro, Catarina e Cariús.

Mesa Brasil Sesc 

O Mesa Brasil Sesc é um programa que atua na perspectiva da segurança alimentar e nutricional, sustentabilidade e inclusão social. Presente no Ceará desde 2001, o programa atende no Estado mais de 430 instituições sociais, que juntas totalizam o atendimento de cerca de 2 milhões de pessoas, por meio de doações de alimentos e atividades educativas.

Nestes 20 anos de programa, comemorados este ano, o Mesa Brasil Ceará já distribuiu mais de 52 milhões de quilos de alimentos.  Porém, essa ação só é possível devido a parceria com centenas de empresas doadoras. Para Maurício Filizola, presidente do Sistema Fecomércio-CE, o programa mobiliza uma grande rede de solidariedade, envolvendo o Sesc, empresários, instituições e voluntários. “Um programa desse porte, que atende milhares de famílias levando alimento e dignidade, é feito a várias mãos. O Sesc Ceará é o catalizador deste processo, que une as partes envolvidas e torna tudo possível. Mas sem dúvida, é essa rede de solidariedade e suas conquistas que precisam ser celebradas nestes 20 anos”, afirma.

Serviço: 

Edital de Credenciamento Mesa Brasil Sesc Ceará 

Para acessar o edital, clique aqui

Formulário de Inscrição: https://forms.gle/rnctf4z8n5TdSN3V9

Informações: www.sesc-ce.com.br ou mesabrasil@sesc-ce.com.br 

Celular: (85) 9966.29158

Natura Ekos e Gisele Bündchen se unem pela causa  Amazônia Viva e pela beleza consciente

(Photo credit: National Geographic Channels/Lalo de Almeida)

 

Há 20 anos, Natura Ekos surgia como uma marca vanguardista que, por acreditar na importância de compreendermos que somos natureza, trouxe uma proposta inédita: promover a união entre beleza, inovação e natureza, em uma rede sustentável de economia de floresta em pé. Em 2021, Ekos celebra seu bem-sucedido modelo de negócio, que contribuiu ao longo desse periodo, para conservar dois milhões de hectares de floresta e reforça o seu papel como precursora do conceito de Biobeleza, trazendo Gisele Bündchen como aliada e embaixadora da marca. Pelo seu reconhecimento internacional e ativismo ambiental, Gisele assume esse posto para a marca Ekos, reforçando a causa “Amazônia Viva” da Natura.

Natura Ekos acaba de relançar toda a sua linha de produtos com fórmulas até 3x mais potentes, tornando ainda mais eficaz a categoria de produtos que constrói há anos, a de biocosméticos que ampliam o senso de beleza ao considerar o impacto positivo gerado nas pessoas e no planeta.

Com isso, a chegada de Gisele como embaixadora faz parte desse novo capítulo na história de Ekos. “Buscamos demonstrar que é possível desenvolver produtos excepcionais em performance e sensorial, ao mesmo tempo em que estabelecemos modelos de negócios que geram impacto positivo para toda a sociedade. Por essa razão, é com muito entusiasmo que anunciamos nossa parceria com Gisele Bündchen. Assim como Ekos, ela representa uma busca por uma beleza mais consciente e é engajada em causas urgentes relacionadas ao planeta e, especialmente, à Amazônia”, afirma Andrea Alvares, vice-presidente de Marca, Inovação, Internacionalização e Sustentabilidade da Natura.

“Para mim, é fundamental escolher produtos que façam bem para a nossa pele, mas que, em seu processo de fabricação, não prejudiquem o planeta. É importante ressaltar que podemos preservar o meio ambiente ao escolhermos produtos que valorizem a floresta e as pessoas que moram nela, empoderando as comunidades, gerando renda e construindo oportunidades de negócios sustentáveis”, comenta Gisele. “Biobeleza é a combinação de fórmulas potentes que beneficiam nosso corpo, mas também ajudam a natureza a se regenerar”, completa a modelo e ativista que vê na parceria com Natura Ekos a possibilidade de amplificar a divulgação da mensagem sobre a importância de preservamos a natureza: “Defendo a natureza porque sou parte dela e viver conectada e em harmonia com ela me traz alegria, faz parte da minha essência, de meu propósito de vida. Somos todos parte da natureza, por isso precisamos unir forças para promover mudanças significativas para que a floresta fique em pé e a natureza possa estar em equilíbrio e continuar nutrindo a todos nós”.

A vice-presidente da Natura lembra que a parceria entre Gisele e Ekos simboliza a importância da união para promover uma transformação positiva no planeta, que começa no indivíduo. “Há um poder transformador dentro de nós, no indivíduo, e que ganha força no coletivo que precisa ser ampliado”, conclui Andrea.

Desde o lançamento de Natura Ekos, nos anos 2000, a marca de cuidados pessoais estabelece um modelo de negócios que respeita os ciclos da natureza e contribui para a manutenção da floresta em pé. Atualmente, mais de sete mil famílias agroextrativistas fornecem insumos para o desenvolvimento das fórmulas e todo o processo produtivo é certificado pelo selo UEBT – que garante comércio justo, conservação da biodiversidade e relacionamento de confiança com a comunidade. Em 2019, a marca Natura lançou uma causa pública chamada “Amazônia Viva” que tem o intuito de promover a economia de floresta em pé como vetor de desenvolvimento para a Amazônia.

Pelo compromisso histórico da marca Natura com a sustentabilidade, as metas pela defesa da Amazônia foram intensificadas. No documento “Visão 2030: Compromisso com a Vida”, o grupo Natura & Co (que reúne Avon, Natura, The Body Shop e Aesop) mantém o compromisso público de zerar o desmatamento da Amazônia até 2025 ao manter articulação constante com diversas empresas, organizações e poder público em prol desse objetivo.

Nespresso e Correios instalam ponto de coleta de cápsulas em Fortaleza

Alinhada com o compromisso global de oferecer uma solução de reciclagem para cada consumidor, a Nespresso, marca líder em cafés porcionados, disponibilizou uma base para recebimento de cápsulas usadas em uma unidade dos Correios localizada na capital cearense (agência Central). O projeto piloto é fruto de uma parceria inédita entre as duas organizações, como parte da estratégia da Nespresso de ampliar a sua capacidade de reciclagem em nível nacional. A ação começou em Fortaleza e, agora, segue para outros importantes mercados: São Paulo capital, Piracicaba e Santos, inicialmente também como piloto.

“Temos muitos consumidores em Fortaleza, e nossa escolha de iniciar o piloto na região é devido à preocupação evidente do púbico local com a reciclagem. Além disso, faz parte da nossa responsabilidade enquanto marca disponibilizar uma opção de reciclagem para cada pessoa que consome nossos produtos. Pretendemos ampliar ainda mais nossa capacidade local, juntamente com a abertura de Boutiques (lojas Nespresso) no futuro” diz Cecilia Soares, Gerente de Sustentabilidade da Nespresso no Brasil.


Os consumidores podem levar suas cápsulas usadas e descartá-las em local determinado dentro da unidade dos Correios, que fará a transferência do material até o Centro de Reciclagem da 
Nespresso, localizado na região metropolitana de São Paulo, para separar o pó de café do alumínio, sem a utilização de água. “No processo de economia circular, o alumínio é infinitamente reciclável, ou seja, ele volta para o seu ciclo de vida em formas variadas, como bicicletas e canetas. Enquanto o pó de café será compostado, se tornando adubo orgânico”, explica Cecilia.

A parceria com as agências dos Correios começa como um projeto embrionário, que pretende chegar a outros lugares, na medida em que evoluir. O presidente da estatal, Floriano Peixoto, ressaltou que “os Correios estão engajados em ações que promovam a sustentabilidade, fornecendo soluções acessíveis e confiáveis para aumentar a participação da população. A empresa tem adaptado seus serviços a essas necessidades, somando atitudes empresariais e individuais que gerem valor à sociedade”. Após a avaliação dos resultados, o piloto poderá ser estendido para mais 40 agências, em âmbito nacional.


No Brasil, a 
Nespresso iniciou a reciclagem em 2011 e investe mais de R$ 5 milhões de reais por ano em ações ligadas à reciclagem. Desde 2011, atua com um sistema próprio de reciclagem, responsável por separar o pó de café do alumínio em seu Centro de Reciclagem. É possível conhecer o trabalho realizado pela empresa no local por meio do tour virtual. Atualmente, a companhia possui 200 pontos de coleta espalhados pelo Brasil e tem a meta de atingir 30% de reciclagem efetiva até dezembro de 2021. Tanto as cápsulas da linha doméstica quanto da linha profissional podem ser recicladas. 

Correios e Nespresso – ponto de coleta                                                                                  


Agência Central de Fortaleza

Rua Senador Alencar, 38, Centro, CEP: 60030-970, Fortaleza (CE)


Tour Virtual ao Centro de Reciclagem da Nespresso

https://www.nespresso.com/centro-de-reciclagem/tour-virtual 

Natura &Co América Latina atinge compromisso de ter 50% de lideranças femininas na região

Natura &Co América Latina, que reúne as operações de Avon, Natura, The Body Shop e Aesop na região, alcançou o compromisso de ter 50% de lideranças femininas em 2020 ao alcançar 51% de mulheres em cargos de direção ou acima, no ano passado. O compromisso, que faz parte das Ambições 2020 assumidas pela Natura em 2014, foi ampliado para todas as empresas do grupo Natura &Co com o lançamento do Compromisso com a Vida, a Visão de Sustentabilidade 2030 do grupo.

Globalmente, o grupo Natura &Co se comprometeu a aumentar o número de mulheres na liderança e no Conselho de Administração de 35% para 50% até 2023, bem como garantir paridade de gênero e remuneração igualitária entre toda a sua força de trabalho até 2023, contribuindo para promover a equidade de gênero na organização.

Com a nova organização do grupo, após a chegada da Avon ao grupo em janeiro de 2020, os objetivos desse Compromisso ganham força ao alcançarem mais de 18 mil colaboradores e colaboradoras na América Latina, das quais 60% são mulheres. Em todas nossas unidades de negócio contamos com mulheres altamente qualificadas, capazes, comprometidas em alcançarem suas próprias metas e as dos negócios. Temos a determinação de promover ao máximo o potencial das talentosas mulheres que fazem parte do grupo e estamos comprometidos com oferecer-lhes a oportunidade de progresso e desenvolvimento que desejem alcançar”, afirma Milena Buosi, gerente de Diversidade e Inclusão de Natura &Co América Latina.

Ciente de que o desenvolvimento sustentável só será alcançado se juntarmos esforços para a eliminação das barreiras tangíveis e não tangíveis que limitam o desenvolvimento das capacidades da população feminina, Natura &Co acredita que garantir acesso a condições de trabalho que permitam assegurar melhores condições de vida para mulheres contribui também com a redução da desigualdade social. Essas metas se alinham com pelo menos três dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) – ODS5: Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas, ODS8: Promover o trabalho Decente e Crescimento Econômico e o ODS10: Redução das Desigualdades.

De acordo com informações divulgadas pela Organização Internacional do Trabalho, 70% das mulheres no mundo têm o desejo de ter um trabalho remunerado, não obstante enfrentam alguns desafios comuns como a dificuldade da conciliação da vida familiar com o trabalho e uma maior dificuldade de acesso a equidade de oportunidades com homens, à medida em que aumentam o nível de escolaridade e expertise.

Em Natura &Co, acreditamos que as empresas são importantes agentes de transformação social e, por meio dos produtos das nossas empresas, serviços e comportamento empresarial, podemos influenciar as mudanças que entendemos necessárias na sociedade. Assim, para promover a equidade de gênero, atuamos através de três pilares: liderança feminina, corresponsabilidade e combate à violência contra a mulher. Nesse contexto, além das metas de inclusão, temos como compromisso promover bem-estar durante a jornada de trabalho, contribuindo para que as colaboradoras tenham uma melhor experiência e consigam conciliar carreira e com a vida pessoal. Exemplo disso foram as iniciativas implementadas para conviver na nova realidade de trabalho em casa, promovendo horários de almoço estendidos (das 12h às 14h) e ações como Tempo Presente, que deu direito a um dia livre para mães no mês do Dia das Mães.

Também foi lançada no ano passado para Natura &Co na América uma política de enfrentamento à violência de gênero, que direciona a adoção de procedimentos e recursos para apoiar as colaboradoras que estiverem em situação de violência. Antes dessa unificação, as principais empresas do grupo, Natura e Avon, possuíam protocolos locais de apoio às colaboradoras em situação de violência em alguns países, que agora serão ampliados para toda a região, reforçando o compromisso com a causa e a equidade de gênero na América Latina.

Um exemplo de destaque da liderança feminina está na área de inovação: 70% do corpo de cientistas do Centro de Inovação da Natura são mulheres. Elas são mestres, doutoras e PhD de diversas áreas do conhecimento que lideram projetos científicos disruptivos que estão transformando o futuro da cosmética – sem testes em animais, inspirada pelos ativos da biodiversidade brasileira e orientada a gerar benefícios para o meio ambiente e a sociedade.

 

Compromisso com a Vida 2030

O Compromisso possui três pilares: enfrentar a crise climática e proteger a Amazônia, Abraçar a Circularidade e a Regeneração e Defender os Direitos Humanos e sermos mais humanos. Esse último, se refere a igualdade de gênero, inclusão de grupos sub-representados e salário digno para colaboradoras e colaboradores; aumentos mensuráveis nos ganhos, ensino e saúde da rede; e intolerância contra a violação dos direitos humanos na cadeia de suprimentos.

 

Sobre Natura &Co

Natura &Co é um grupo global de cosméticos multicanal e multimarcas que inclui Avon, Natura, The Body Shop e Aesop. Em 2020, o grupo registrou receita líquida de R$ 36,9 bilhões. As quatro empresas que compõem o grupo estão empenhadas em gerar impactos econômicos, sociais e ambientais positivos. Há 130 anos, a Avon é sinônimo de mulher: oferecendo produtos de beleza inovadores e de qualidade que são vendidos principalmente para mulheres, pelas mulheres. Fundada em 1969, a Natura é uma multinacional brasileira do segmento de cosméticos e higiene pessoal, líder em vendas diretas. Fundada em 1976 em Brighton, na Inglaterra, por Anita Roddick, The Body Shop é uma marca global de beleza que busca fazer uma diferença positiva no mundo. A marca de beleza australiana Aesop foi fundada em 1987 com o objetivo de criar uma linha de produtos superlativos para a pele, o cabelo e o corpo.

Sustentabilidade: MRV deixa cidades mais verdes e promove melhorias urbanas

 

Ao longo de 41 anos de atuação no mercado imobiliário, a MRV intensificou seus investimentos nos pilares ESG (Enviromental, Social and Governance) se tornando referência no setor quando se trata de sustentabilidade. Apesar da temática ter ganhado destaque no último ano entre as empresas, a companhia já adota ESG como metas permanentes para sua alta gestão desde 2015. Exemplo disso está no investimento em urbanização, que se refere ao valor que é aplicado diretamente nas cidades de atuação da companhia.

Somente no ano passado, a MRV, uma plataforma de soluções habitacionais, investiu cerca de R$ 230 milhões nos municípios onde atua com execução de obras de pavimentação, construção de estações de tratamento de água e esgoto, de parques, ciclovias, entre outras diversas melhorias em equipamentos públicos de forma espontânea ou por meio de parcerias público privadas acordadas com prefeituras em função de seus empreendimentos.

A MRV está presente em mais de 160 cidades em todo o Brasil. Se somada ao investimento dos últimos quatro anos, a quantia empregada para garantir mais qualidade de vida dos seus clientes e da vizinhança dos seus empreendimentos chega a R$ 1 bilhão. Segundo o presidente da companhia, Eduardo Fischer, este valor faz parte de uma estratégia de negócio da MRV.

“É o conceito de entrega do nosso produto, por isso não somos apenas uma construtora, entregamos soluções em moradia. E a moradia não se resume ao apartamento de ótima qualidade. Toda a vizinhança de um empreendimento influencia o valor agregado do imóvel, como boas vias de acesso, iluminação pública, saneamento, espaços de lazer e integração com o meio ambiente. Isso traz benefício para toda comunidade ou mesmo um bairro inteiro”.

Também em 2020,  a MRV destinou mais de R$ 5 milhões para o plantio de árvores, o que representa 160 mil mudas espalhadas por todo o país. O plantio ocorre com finalidades diversas, desde paisagismo até a recomposição de áreas de preservação ambiental. Esta ação está prevista na “Visão 2030 MRV”, documento que relaciona as atividades da empresa ao alcance dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), sendo um importante norteador do investimento relacionado à sociedade e meio ambiente.

No ano passado, o presidente Eduardo Fischer, se tornou um Líder de ImPacto, programa do Pacto Global da ONU, que coloca presidentes de grandes marcas como porta-vozes da sustentabilidade para a evolução dos negócios inserindo os ODS nas estratégias de suas companhias. Fischer adotou o ODS11, Cidades e Comunidades Sustentáveis.

“A MRV entende que faz parte do desenvolvimento urbano e da manutenção do meio ambiente. Todo o setor privado está entendendo que precisa promover o bom uso dos recursos para que as populações tenham melhor qualidade de vida e é isso que vamos continuar fazendo”, explicou Fisher.

Crédito da imagem: iStock

 Sobral Gráfica e Editora implementa energia solar

Sempre buscando alternativas para reduzir o impacto no meio ambiente, a Sobral Gráfica e Editora acaba de implementar uma usina de energia solar própria e agora atua 100% autossuficiente em energia limpa para todo o seu parque gráfico. O investimento foi de 800 mil reais e aconteceu em parceria com o Banco do Nordeste. A ideia é que além de reduzir o impacto no meio ambiente, a empresa também consiga diminuir a despesa com a conta de energia.

A Sobral Gráfica já utiliza papel provenientes de madeira de reflorestamento, tem um sistema de reciclagem que inclui as aparas, reciclagem de chapas de alumínio, descarte correto de químicos e sistema próprio de reutilização de água.

“Essa mudança representa os ideais da Sobral Gráfica,  que é seguir buscando soluções para continuar atuando de forma responsável e diminuindo os impactos do movimento empresarial no meio ambiente,” destaca Fernando Hélio, Diretor Comercial da Sobral Gráfica.

Ações da MRV por mudanças climáticas geram mais reconhecimento

 

A MRV foi reconhecida mais uma vez por sua atuação sustentável pelo CDP, uma organização sem fins lucrativos, que tem como objetivo coletar dados de companhias de capital aberto para divulgar suas informações sobre as ações de mudanças climáticas. A empresa teve sua nota de engajamento para mudanças climáticas junto a cadeia de fornecedores alterada de B- para A-, um salto de dois pontos em uma escala de vai de A+ a F-.

O CDP opera um sistema de divulgação global que permite que empresas, cidades, estados e regiões meçam e gerenciem seus riscos e oportunidades ligados aos temas de mudanças climáticas, recursos hídricos e uso de madeira, além de possuir a coleção mais abrangente de dados ambientais auto divulgados do mundo. Essas informações permitem que investidores, empresas e governos compreendam os impactos que causam ao meio ambiente, busquem formas de mitigação e identifiquem oportunidades para atuarem de forma mais responsável.

A construtora obteve o reconhecimento da entidade após o lançamento global da pontuação para 2020. As empresas que responderam à versão completa do questionário de Mudanças Climáticas do CDP* também recebem uma Classificação de Engajamento de Fornecedores (SER, ou Supplier Engagement Rating, em inglês), além de sua pontuação sobre este questionário. O SER avalia o desempenho em governança, metas, emissões de escopo 3 e engajamento da cadeia de valor no questionário de Mudanças Climáticas.

O diretor executivo de Sustentabilidade e Relações Institucionais da MRV, Raphael Lafeta, destaca que o reconhecimento é resultado de uma política de mudanças climáticas presente nos compromissos prioritários que a companhia possui. “É uma prova de que nossas estratégias para aplicar ações relacionadas às mudanças no clima nos processos da companhia estão gerando valor, como por exemplo compromissos públicos como o SBTi e participação no CDP Supply Chain. Vamos continuar não medindo esforços para melhorar os processos neste sentido”.

Hoje a companhia participa do Programa CDP Supply Chain, programa voltado para a sensibilização, desenvolvimento, riscos e compromissos dos nossos fornecedores com os temas dos questionários do CDP. Através deste programa conseguimos monitorar a evolução dos nossos fornecedores com os temas e oportunidade de desenvolvimento de trabalhos em conjunto em prol da sustentabilidade.

Natura é reconhecida globalmente por engajar fornecedores sobre mudanças climáticas

 

O CDP, anteriormente conhecido como Carbon Disclosure Project, reconheceu a Natura, pela segunda vez consecutiva, em seu Índice de Engajamento com Fornecedores (Supplier Engagement Rating). A Natura é uma das companhias a figurar na lista formada por 400 empresas que engajam a cadeia produtiva com as melhores práticas para conter mudanças climáticas. Hoje, mais de 9.600 empresas respondem ao levantamento feito pelo CDP – a pedido de mais de 590 investidores que reúnem cerca de US$ 110tri em ativos financeiros. Com isso, mais de 50% de mercado global é analisado.

A organização global sem fins lucrativos, CDP, mantém uma plataforma para analisar e mitigar impactos ambientais, especialmente relacionados ao aquecimento global, desmatamento e recursos hídricos. Segundo relatório do CDP, as emissões de gases de efeito estufa de fornecedores podem ser cerca de 11,4 vezes maiores do que das operações diretas das empresas. Por essa razão, a organização aponta como fundamental o engajamento de parceiros. “As emissões das empresas não terminam na porta da fábrica. Uma ação climática corporativa significativa requer envolvimento dos fornecedores para reduzir as emissões em toda a cadeia de valor”, explica Sonya Bhonsle, diretora global de cadeias de valor da CDP.

Para Denise Hills, diretora global de sustentabilidade da Natura, a presença da marca no levantamento é uma grande conquista, pois reflete o nível de ambição climática ao longo de nossa cadeia produtiva. “Nosso modelo de negócios opera com uma lógica de cooperação de todos os envolvidos na cadeia e, para atingir nossa ambição de nos tornamos uma empresa carbono zero até 2030, é imprescindível o conjunto no engajamento de nossos fornecedores”, explica Denise Hills, em referência ao documento Compromisso com a Vida, do Grupo Natura &Co. Pelo texto, Natura &Co (que reúne Avon, Natura, The Body Shop e Aesop) se comprometeu a atingir emissões líquidas zero de carbono até 2030 para suas quatro marcas, 20 anos antes do compromisso firmado pela ONU.

Denise ainda ressalta a parceria que a empresa mantém com comunidades agroextrativistas na Amazônia para fornecimento sustentável de insumos da biodiversidade brasileira. A parceria também conta com um projeto de compensação de carbono dentro da própria cadeia de fornecimento. A iniciativa remunera famílias locais pela conservação da floresta em pé frente à pressão pelo desmatamento.

A lista completa das empresas avaliadas pode ser encontrada em: http://bit.ly/SupplierEngagement20

 

Compromisso com o Clima

Em 2017, Itaú Unibanco e Natura fizeram uma parceria inédita e lançaram o Edital Compromisso com o Clima, com o apoio do Instituto Ekos Brasil, a fim de estimular novos parceiros e fornecedores a neutralizarem suas emissões por meio de projetos nas áreas de energia, agricultura, floresta e tratamento de resíduos, entre outros. A Plataforma busca ainda otimizar recursos, ao compartilhar conhecimentos e boas práticas na seleção de projetos socioambientais, conectando os desenvolvedores aos investidores, ao mesmo tempo em que contribui para ampliar os benefícios para o meio ambiente e para a sociedade. Em 2020, a MRV, o grupo RaiaDrogasil, o escritório Mattos FIlho e a Localiza passaram a fazer parte da Plataforma como apoiadores institucionais. Outras treze empresas também acessaram a plataforma e selecionaram projetos para realizar a compensação de suas emissões de carbono ao longo do último ano. O edital 2021 do Programa Compromisso com o Clima para captação de projetos socioambientais será aberto ainda no primeiro semestre.

 

Programa Natura Carbono Neutro

Iniciado em 2007, O Programa Natura Carbono Neutro mantém três principais eixos de atuação, com mapeamento das emissões em toda a cadeia de valor, busca constante de redução das emissões e neutralização das emissões que não foram evitadas.

A Natura adota um escopo ampliado, que considera não apenas o próprio processo produtivo, mas também a cadeia de valor – desde a extração da matéria-prima e o transporte, até a fabricação de materiais de embalagens por terceiros e a destinação final dos produtos após o uso. Para as emissões que ainda não foram evitadas, a companhia apoia 38 projetos que geram créditos de carbono para, assim, neutralizar os impactos ambientais. Em 2019, o Programa foi reconhecido pelo Global Climate Action Award, premiação mais importante do mundo sobre o tema concedida pela Organização das Nações Unidas.

Shopping Parangaba divulga balanço anual das ações de sustentabilidade

 

O Shopping Parangaba divulgou o balanço das ações realizadas por meio do projeto “Parangaba Sustentável” em 2020. O levantamento feito pela Agência de Soluções Ambientais e Sociais (ASAS) mostrou que o empreendimento evitou que mais de 146 toneladas de resíduos fossem enviadas para aterros sanitários, prevenindo que mais de 132 mil toneladas de CO₂ fossem liberadas na atmosfera.

Por meio de parceria com a Associação dos Catadores do Jangurussu (Ascajan), o Shopping Parangaba enviou 128.137 quilos de papel e papelão para reciclagem. Este volume seria equivalente ao uso de 2.563 árvores na indústria de fabricação de papel, quantidade esta proporcional também a 5 campos de futebol.

Além disso, a quantidade de latinhas de alumínio reciclada pelo Shopping Parangaba foi suficiente para economizar mais de 678 mil horas de energia na indústria siderúrgica. Já a partir da reciclagem de papelão, a economia de água daria para encher 7 piscinas olímpicas.

Os dados da ASAS também mostraram que o empreendimento enviou para a reciclagem aproximadamente 4.098 Kg de PET, que é suficiente para fabricar mais de 35 mil camisas de malha ecológica. E, com a reciclagem de 11.935 quilos de plástico, foi possível evitar que quase 29.838 litros de petróleo fossem utilizados para fabricação de novos produtos.

Ainda em 2020, com o aproveitamento de 510 kg de vidro, evitou-se a mineração de aproximadamente 663 kg de areia. E, com a reciclagem de 3.043 litros de óleo usados por lojistas, foi possível prevenir a contaminação de cerca de 3.043 trilhões de litros de água.

Sobre o Projeto Parangaba Sustentável

Ser sustentável é uma das grandes responsabilidades do Shopping Parangaba, que já nasceu com as melhores práticas ambientais em sua construção e operação. Empregando os mais modernos conceitos e tecnologias de sustentabilidade, o empreendimento garante impacto ambiental mínimo na região e ainda se transforma em uma importante referência de coleta seletiva para a comunidade. Entre as ações realizadas pelo projeto, estão: recolhimento de lâmpadas fluorescentes queimadas, uso de papel biodegradável, coleta seletiva, recolhimento de óleo de cozinha, pilhas, baterias, entre outros.