Browsing Tag

Sustentabilidade

PÃO DE AÇÚCAR LANÇA PODCAST SOBRE SUSTENTABILIDADE

Um espaço para ampliar a conscientização e conhecimento sobre sustentabilidade, economia circular, bem-estar animal, mudanças climáticas, desperdício e outros assuntos contemporâneos em discussão pela sociedade. Essa é a proposta do ‘Lugar de escuta’, que o Pão de Açúcar lança na plataforma digital de streaming Spotify na próxima quinta-feira (15/10), data em que se celebra o Dia do Consumo Consciente. O podcast, criado em conjunto com a agência BETC/Havas, é a nova ferramenta da marca para produzir conteúdo educativo sobre os temas e, com isso, contribuir com conscientização, mudanças e hábitos mais sustentáveis.   

Cada episódio do “Lugar de escuta” terá cerca de 30 minutos de duração e vai contar sempre com a participação de um especialista no assunto para realizar um convite à reflexão e ao debate sobre o assunto abordado. Neste primeiro programa, o convidado será Helio Mattar, diretor-presidente do Instituto Akatu, para falar sobre práticas de consumo responsável e de menor impacto socioambiental. O Instituto Akatu é uma organização não governamental que tem como missão sensibilizar, mobilizar e engajar as pessoas para o consumo consciente.  

​”É necessário que as empresas estabeleçam um diálogo contínuo com o consumidor, pautado em um relato sincero sobre o que fazem e o que precisam melhorar para contribuir, cada vez mais, na construção de um futuro sustentável, educando o consumidor e valorizando suas práticas de consumo consciente. Um podcast é uma ótima ferramenta para contribuir na construção desse diálogo”, afirma Mattar. A conversa será mediada pela jornalista Claudia Penteado. Assuntos como economia circular, produção sustentável, bem-estar animal, entre outros, também estão na programação dos próximos episódios. 

Além do lançamento do podcast, o Pão de Açúcar terá ativações distribuídas nas redes sociais com o intuito de engajar os consumidores sobre os impactos socioambientais causados por comportamentos excessivos e como mudanças poderão ser realizadas somente com a contribuição de toda a sociedade. No dia 15/10, a marca vai estimular conversas sobre o tema com outras marcas, como a Unilever, e realizará uma intervenção urbana na loja Teodoro Sampaio, na cidade de São Paulo, com uma instalação para potencializar o awareness do tema de geração de resíduos e reciclagem. Serão instaladas pilhas de resíduos para representarem a quantidade média de material descartados por uma pessoa num período de cinco anos. 

Pioneiro em iniciativas de sustentabilidade no varejo alimentar, o lançamento do ‘Lugar de escuta’ é mais uma ação do Pão de Açúcar em prol da sustentabilidade. Desde 2001, a rede conta com as Estações de Reciclagem Pão de Açúcar Unilever, desenvolvidas e implementadas em parceria entre as duas marcas, que recebem diariamente materiais recicláveis como alumínio, papel, plástico, vidro e óleo de cozinha descartados pelos clientes. São, ao todo, 66 Estações em operação distribuídas em 20 cidades do Brasil. Em 19 anos, mais de 123 mil toneladas de resíduos já foram encaminhadas à reciclagem.  

Entre outras iniciativas do Pão de Açúcar, estão: a ação de logística reversa de vidro em parceria com a Ambev e a startup Green Mining, que realiza a coleta de garrafas e embalagens de vidro em lojas Minuto Pão de Açúcar. Com 23 pontos de coleta nas lojas de cidade de São Paulo, a ação já reciclou mais de 9 toneladas de vidro em seis meses. Além disso, o Pão de Açúcar conta com um programa pioneiro em logística reversa no varejo alimentar: o Novo de Novo. Ele insere novamente no ciclo produtivo alguns dos materiais descartados por clientes nas Estações de Reciclagem Pão de Açúcar Unilever. Esses itens são reciclados e transformados em novas embalagens de produtos Qualitá e Taeq, marcas exclusivas da rede.  

Em 2019, o Pão de Açúcar também iniciou a substituição de 100% de suas bandejas de isopor utilizadas em produtos de hortifrúti (frutas, verduras e legumes) das marcas exclusivas Taeq e Qualitá para uma solução 100% biodegradável. E, a rede também foi pioneira na oferta de alimentos orgânicos, há mais de duas décadas.  

O Pão de Açúcar conta ainda com o programa “Caras do Brasil”. Criado em 1999, é exclusivo da rede e tem o propósito de incentivar o desenvolvimento da cadeia de produção alimentar sustentável, com foco em pequenos fornecedores de produtos representativos das diferentes culturas culinárias regionais. Tratam-se de sabores e saberes brasileiros de produtos típicos de cada região do Brasil e que têm sua capacidade produtiva e sua sazonalidade de produção e suas marcas e propostas de valor respeitadas.  

“O Pão de Açúcar tem a sustentabilidade como parte da sua estratégia de negócio e do propósito da marca. Temos uma série de ações que promovem a oferta e o consumo consciente, cadeias produtivas mais sustentáveis e o descarte correto de resíduos recicláveis. Agora, com o lançamento do “Lugar de escuta”, queremos contribuir para ampliar o diálogo, conhecimento e estimular mudança de comportamento, nosso, de nossos clientes e colaboradores e toda a cadeia de valor. Convidamos todos a participarem desta conversa de transformação “, analisa Othon Vela, Diretor de Marketing do Pão de Açúcar. “Por isso, escolhemos o formato de podcast, que é prático e acessível, chegando a maior quantidade possível de ouvintes sobre temas que, como a sustentabilidade, precisam ser abordados”, reforça Vela. 

O Dia do Consumo Consciente, escolhido pelo Pão de Açúcar para o lançamento do projeto ‘Lugar de escuta’, foi instituído em 2009 pelo governo federal como um chamado à reflexão sobre os problemas socioambientais causados por padrões excessivos de consumo da sociedade brasileira. 

Ficha Técnica

Agência: BETC/Havas

Cliente: Pão de Açúcar

Produto: Sustentabilidade                  

CCO: Erh Ray

Diretora Executiva de Criação: Andrea Siqueira

Diretor de Criação: Romolo Megda

Criação: Paula Junqueira, Daniel Zappa, Bruna Marques e Aline Santos

Marcas & Negócios: Monica Moraes, Raquel Hipolito, Octavio Palencia e Fernanda Barros

Canais & Engajamento: Carlinha Gagliardi, Ariane Finavaro

Estratégia: Agatha Kim, Dannyllo Silveira

Conteúdo: Dani Lima, Rodrigo Yoshizumi

Produção: Anna Luisa Ferraz, Juliana Arantes

Aprovação do Cliente: Othon Vela, Camila Assis, Milene Melo

 

Clique aqui para ouvir no Spotify: https://open.spotify.com/show/21K0eqEe9a9hJ547bjPqiD?si=jeq4cPu3R36OVIkhkOXFyA

BANCO DO NORDESTE REALIZA IV Fórum de Integridade e Ética

O IV Fórum de Integridade e Ética do Banco do Nordeste teve início hoje com o tema “Integridade e Sustentabilidade em Tempos de Crise”. A abertura foi realizada pelo presidente da instituição, Romildo Rolim, e pelo ministro da Controladoria Geral da União (CGU), Wagner Rosário. O evento, realizado de maneira remota, reuniu participantes interessados no debate sobre a atual ambiência de governança no Brasil. A programação continua no próximo dia 29.

Na abertura do evento, o presidente Romildo Rolim destacou a relevância das boas práticas na gestão pública em meio ao processo de retomada econômica. “Discutir a cultura do controle e da integridade é muito importante. Temos cultivado esse ambiente no Banco do Nordeste, elevando a curva de governança em nossa instituição. Todas nossas ações do BNB têm sido pautadas pela ética, considerando leis e regulamentos internos, para melhor gestão dos recursos públicos”, afirmou.

O ministro da Controladoria Geral da União (CGU), Wagner Rosário, ressaltou a importância da iniciativa. “Um programa de integridade promove uma mudança de cultura na organização. Essa mudança é essencial para os resultados entregues à sociedade”, destacou.

A programação do primeiro dia de evento apresentou os painéis “Governança e gestão de processos críticos nas organizações em tempos de crise” e “Compliance x Cultura de integridade”. Participaram a consultora de compliance, palestrante e professora, Roberta Codignoto, a advogada e professora, Pâmela Roque, o chefe da Assessoria Especial de Controle Interno do Ministério da Economia, Francisco Eduardo Bessa, e o diretor de Integridade da CGU, Pedro Ruske. Durantes os painéis, a participação do público ocorreu por meio de chat no YouTube.

Na próxima terça-feira (29), às 9h30, o evento retorna com palestra magna do diretor de Governança e Conformidade da Petrobrás, Marcelo Zenker, seguida de interação com o público mediada pelo diretor de Controle e Risco do Banco do Nordeste, Cornélio Pimentel. O evento será transmitido pelo canal Banco do Nordeste Oficial no YouTube.

Banco do Nordeste debate sustentabilidade em tempos de crise no IV Fórum de Integridade

 “Integridade e sustentabilidade em tempos de crise” é o tema central do IV Fórum de Integridade do Banco do Nordeste, cujas inscrições já estão abertas em bnb.gov.br. O evento será nos próximos dias 21 e 29 de setembro, em sua primeira edição totalmente virtual por conta da crise sanitária. O objetivo é promover diálogo entre governos, instituições bancárias e de mercado sobre a atual ambiência de governança do Brasil.

O IV Fórum de Integridade do BNB será aberto, às 9h de segunda-feira (21), pelo presidente do Banco, Romildo Carneiro Rolim, e pelo ministro da Controladoria Geral da União (CGU), Wagner Rosário. Em seguida, às 9h30, será realizado o painel “Governança e gestão de processos críticos nas organizações em tempos de crise”. O debate terá foco em elementos de cultura organizacional e seus efeitos sobre o sistema de governança e gestão de processos críticos no contexto da pandemia.

Participa do primeiro painel a professora Roberta Codignoto, especialista em Negociação pela Harvard Law School, pós-graduada em Direito Empresarial  pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e autora de Importância da integridade na gestão pública: o papel das Controladorias, a Coordenadoria de Promoção de Integridade e a conexão com a prevenção de corrupção e integridade nos negócios (Revista de Governança Corporativa, 2019). Ela também é vice-presidente do Instituto Brasileiro de Integridade Pública (IPIB).

O segundo painel, às 10h30, refletirá sobre a indagação “Compliance x Cultura de integridade?”. Enfocará os elementos de uma sólida cultura organizacional, analisando o compliance como ferramenta de controle fundamental em tempos de crise, que ajuda a empresa a ser íntegra e a estar em conformidade. A palestra será proferida pelo diretor de Integridade da Controladoria Geral da União (CGU), Pedro Ruske, formado em Direito pela Universidade de São Paulo, pós-graduação em Administração pela FGV e professor de Compliance na FGV/Rio de Janeiro.

Mediarão os debates Francisco Eduardo Bessa, chefe da Assessoria Especial de Controle Interno do Ministério da Economia e mestre em Controladoria pela Universidade Federal do Ceará, e Pamela Roque, professora do Instituto de Pesquisa e Ensino (Insper) e autora do livro Governança corporativa de bancos e a crise financeira mundial – Análise comparativa de fontes do cenário brasileiro (Almedina, 2017).

Na programação de terça-feira (29), às 9h30, a palestra magna  ficará a cargo do diretor de Governança e Conformidade da Petrobras, Marcelo Zenkner, doutor em Direito Público pela Universidade Nova de Lisboa e ex-secretário de Controle e Transparência do Espírito Santo. É autor de Integridade governamental e Empresarial (Fórum, 2019). Às 10h30, o diretor de Controle e Risco do Banco do Nordeste, Cornélio Pimentel, conduzirá diálogo com os participantes do evento.

Cimento Apodi lança seu primeiro Relatório de Sustentabilidade

 

A Cimento Apodi fez o lançamento, neste mês de julho, do seu primeiro Relatório de Sustentabilidade 2019. O documento, de 136 páginas, segue padrões internacionais de compilação de dados e indicadores, e reúne temas como o histórico da companhia, os números de destaques da empresa ano passado, a matriz de materialidade da Cimento Apodi atrelada aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS/Organização das Nações Unidas – ONU), o relacionamento com os stakeholders e com as comunidades, bem como a gestão ambiental, de pessoas, saúde e segurança, e os investimentos em tecnologia, inovação e melhoria contínua de processos.

Em 2019, a Cimento Apodi fez investimentos da ordem de R$ 27,1 milhões, com produção de 1,2 milhão de toneladas de cimento. O documento completo está disponível em http://www.cimentoapodi.com.br/sustentabilidade/

De acordo com o gerente de sustentabilidade e coordenador geral do Relatório de Sustentabilidade da Apodi, Maurício Ferreira, a publicação cumpre dois grandes objetivos: ser instrumento de gestão, ao mostrar às lideranças as fortalezas e as oportunidades de melhoria; e ser um canal de comunicação com todos os stakeholders, informando as políticas de governança e boas práticas de gestão da Companhia.

“Ao divulgar o relatório, a Cimento Apodi também expressa seu compromisso com a transparência e a sustentabilidade do negócio, assim como nossa metodologia de construção da materialidade e como contribuímos com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, nosso legado para as futuras gerações”, opina.

Natura anuncia parceria com Quebrando o Tabu para o Dia de Proteção às Florestas

 

Em meio à pandemia de Covid-19, os impactos ambientais em territórios e comunidades da Amazônia vêm se tornando cada vez mais evidentes. O número de queimadas em junho foi o maior observado para o mês desde 2007, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). As queimadas aumentaram em 19,6% em relação a junho de 2019 e nos primeiros seis meses de 2020 foram registrados 10.395 focos ativos pelo país, sendo 2.248 apenas no último mês. A conservação da Amazônia sempre esteve ligada às causas da Natura e, em referência ao Dia de Proteção às Florestas no Brasil, celebrado em 17 de julho, a marca realiza uma parceria com o ‘Quebrando o Tabu’ – veículo de comunicação com atuação nas principais redes sociais, também conhecido pelo incentivo ao debate sobre questões que envolvem a sociedade.

O resultado dessa união será a divulgação de conteúdos exclusivos que abordam a gravidade da situação em que se encontram as florestas brasileiras (especialmente a Amazônia) nas mídias sociais do Quebrando o Tabu.  No perfil do Instagram, será divulgado um vídeo “SAC Meio Ambiente”, que também estará disponível no YouTube e no Facebook. O conteúdo pretende solucionar dúvidas, relacionadas ao tema, enviadas pelos seguidores. Também serão expostos ciclos de produção sustentável e ações de conservação da Amazônia por Natura Ekos. No final de cada conteúdo, será possível aprender sobre iniciativas executadas por Natura Ekos, a única marca brasileira de cosméticos com o selo da União para o BioComércio Ético (UEBT, estabelecida como uma iniciativa da ONU ).

Desde o Dia do Meio Ambiente (05/06), a Natura e o Quebrando o Tabu vêm trabalhando em conjunto para a produção de conteúdos que expõem o que vem acontecendo na Amazônia. O objetivo da parceria é mostrar a importância que a floresta tem para o país e para o planeta, compartilhando informações sobre modelos de negócio conscientes como o da Natura Ekos, que visa trabalhar com a Amazônia estimulando a economia da floresta em pé.

 

Dia de Proteção às Florestas

As florestas ocupam cerca de 30% da superfície terrestre e são indispensáveis para o equilíbrio ecológico. Elas são o lar de diversas espécies, são essenciais para a qualidade de vida das pessoas e servem como fontes de pesquisas científicas e de recursos naturais. A Amazônia, por exemplo, é a maior floresta tropical do mundo e exerce um grande papel na regulação climática e influencia diretamente no regime de chuvas da América do Sul. A capacidade de regeneração natural das florestas, no entanto, acaba não conseguindo acompanhar os altos índices de desflorestamento. Assim, para chamar a atenção da população brasileira para as causas ambientais, foi criado o Dia de Proteção às Florestas. O intuito é estimular a criação de ações que visam acabar com a exploração ilegal da biodiversidade e conter o desmatamento, causado pelo processo acelerado de urbanização, crescimento populacional e a propagação de áreas de cultivo e pastagem.

 

O que mais a Natura tem feito?

Para a Natura, é importante reconhecer a importância de iniciativas capazes de reduzir as mudanças climáticas ao minimizar os efeitos da emissão de gases causadores do efeito estufa. Desde 2007, a empresa possui o Programa Natura Carbono Neutro, que diminui consideravelmente a emissão de gases de efeito estufa, garantindo produtos 100% Carbono Neutro – isso significa que a emissão de poluentes é compensada. Além disso, a Natura oferece opções de refil para 200 dos seus produtos dos setores de cuidados pessoais e perfumaria, evitando a emissão de mais de 560 toneladas de carbono. A meta atual da empresa é zerar suas emissões de gases de efeito estufa nos próximos dez anos.

A Amazônia também é fundamental para a Natura. Atualmente, a empresa utiliza 38 bioativos da biodiversidade amazônica fornecidos através do relacionamento com 5.136 famílias de 33 comunidades. Todas as ações locais respeitam o ritmo da floresta, contribuindo para que o ecossistema se mantenha regulado. Dessa forma, junto a uma rede de parceiros, 1,8 milhão de hectares na Amazônica foram conservados, o que é equivalente a 2,5 milhões de campos de futebol e 12 vezes a cidade de São Paulo.

Com o surgimento da pandemia de Covid-19, a Natura decidiu se comprometer a garantir contratos de fornecimento, assegurando a renda de comunidades e cooperativas locais, independente da produção e da colheita. A empresa também forneceu auxílio para as cooperativas fornecedoras parceiras com o intuito de prevenir a infecção e apoiar pessoas que venham a se infectar. Além de orientações, também estão sendo efetuadas doações: já foram doados cerca de 87.131 unidades de sabonetes e 10 mil frascos de 200ml de álcool em gel.

Em relação aos bioativos utilizados, alguns exemplos se destacam. A Natura já viabilizou a conservação de ucuubeiras em suas áreas de atuação, seguindo as diretrizes do Projeto de Conservação da Ucuuba; decidiu coletar apenas 50% das sementes de Andiroba para que a outra metade seja semeada em prol da manutenção da espécie; contribuiu para gerar prosperidade para comunidades e para a conservação da mata ciliar em uma área equivalente a 1.200 hectares de floresta de várzea, graças a linha Natura Ekos e o uso do açaí; instruiu fornecedores para que eles selecionem até 80% dos patauazeiros, deixando o restante para regeneração e alimentação de animais, já que a planta se desenvolve lentamente e leva até cinco anos para produzir frutos.

Sobre a Natura

Fundada em 1969, a Natura é uma multinacional brasileira de higiene e cosmética. Líder no setor de venda direta no Brasil, com mais de 1,7 milhão de consultoras, faz parte de Natura &Co, resultado da combinação entre as marcas Natura, Avon, The Body Shop e Aesop. A natura foi a primeira companhia de capital aberto a receber a certificação BCorp no mundo, em dezembro de 2014, o que reforça sua atuação transparente e sustentável nos aspectos social, ambiental e econômico. É também a primeira empresa brasileira a conquistar o selo “The Leaping Bunny”, concedido pela organização de proteção animal Cruelty Free International, em 2018, que atesta o compromisso da empresa com a não realização de testes em animais de seus produtos ou ingredientes. Com operações na Argentina, Chile, Colômbia, Estados Unidos, França, México, Peru e Malásia, os produtos da marca Natura podem ser adquiridos com as Consultoras, por meio do e-commerce, app Natura, nas lojas próprias ou nas franquias “Aqui tem Natura”. Para mais informações, visite www.natura.com.br ou acesse os perfis da empresa nas redes sociais: LinkedIn, Facebook e Instagram.

Diageo lança uísque em garrafa de papel em 2021

A Diageo, proprietária das marcas Johnnie Walker, Smirnoff, Ypióca e Tanqueray, acaba de apresentar a primeira garrafa de destilados do mundo 100% livre de plástico. A embalagem fará sua estreia no mercado no início de 2021 com scotch, Johnnie Walker.

Também foi anunciada, nesta segunda-feira, uma nova parceria com a Pilot Lite, uma empresa de venture management, para lançar a Pulpex Limited, nova líder mundial em tecnologia de embalagens sustentáveis e responsável por desenvolver a garrafa à base de papel escalável “inédita”, que pode ser totalmente reciclada.

“Estamos orgulhosos de termos criado essa embalagem inédita. Buscamos constantemente nos superar, e essa embalagem sustentável tem o potencial de ser um grande marco. Há muito sentido em estreá-la com a Johnnie Walker, uma marca que sempre abriu caminhos para a inovação em seus 200 anos de vida”, diz Ewan Andrew, diretor global de Sustentabilidade da Diageo.

A embalagem foi projetada para conter uma variedade de produtos líquidos e fará parte do compromisso da Diageo com a meta 12 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas de consumo e produção responsáveis.

A Pulpex Limited estabeleceu um consórcio com principais empresas de FMCG (Fast Moving Consumer Goods) do planeta em diferentes categorias, incluindo Unilever e PepsiCo, para garantir que a inovação possa ser usada de forma abrangente. A tecnologia desenvolvida permitirá produzir uma variedade de garrafas de molde único sem plástico para uma variedade de bens de consumo, possibilitando que as marcas repensem seus designs de embalagens ou que essas passem a ser de papel, sem comprometer a qualidade existente do produto.

A expectativa é que os parceiros do consórcio lancem suas próprias garrafas de papel, com base no design e na tecnologia da Pulpex Limited, em 2021.

“Estamos entusiasmados por atuar com os líderes globais de marcas deste consórcio. Ao trabalharmos juntos, podemos usar o poder coletivo das marcas para ajudar a minimizar as marcas ambientais das embalagens, alterando os comportamentos de fabricação e de consumo”, Sandy Westwater, diretora da Pilot Lite.

Beba com Inteligência. Não compartilhe com menores de 18 anos.

No mês do Meio Ambiente, Grupo Aço Cearense reforça seu compromisso com o desenvolvimento sustentável

Com forte atuação no desenvolvimento e na conservação do meio ambiente, o Grupo Aço Cearense tem investido em sustentabilidade, construindo capital econômico, natural e social, com a missão de atuar no mercado do aço de forma sustentável, dinâmica e com excelência.

“A Gestão Ambiental está na nossa Política de Gestão Integrada, que norteia as decisões da organização quanto aos relacionadas aos aspectos ambientais que envolvem nossas atividades. Os colaboradores são envolvidos desde a sua entrada na empresa, com treinamento de integração, em que são sensibilizados quanto à importância de agir de acordo com a política na empresa”, destaca Carlos Yves Cavalcanti, gerente de Sustentabilidade da Aço Cearense.

A política de gestão integrada adotada apoia-se no princípio de gerenciar os aspectos e os  impactos ambientais das atividades, preservando o meio ambiente. Focando nesse compromisso, o Grupo Aço Cearense tem feito várias ações para a melhor gestão dos recursos disponíveis e para a destinação adequada dos resíduos gerados nas unidades industriais e comerciais.

“As ações de nossas áreas de gestão ambiental e gestão de resíduos são previamente planejadas através de planos de comunicações elaborados em conjunto com a nossa área de Comunicação, estabelecendo o que divulgar, qual o público alvo, como divulgar e quando divulgar. Como esse compartilhamento é elaborado de forma estruturada, racional e educativa, inclusive através de treinamentos periódicos para cada assunto tratado, além de fazermos auditorias internas para acompanhamento e medições da evolução de cada projeto, podemos afirmar que o nível de adesão é bastante satisfatório, demonstrando o alto nível de qualidade das ações que nos propomos a executar, explica Carlos Yves.

Entre as ações executadas pela companhia estão o consumo de coprodutos através de sinterização; o uso da logística reversa com baterias e pneus; o sistema de captação e de tratamento de efluentes que garante 98,35% de água recirculada nos processos industriais, e a aplicação de metodologias para destinação correta e redução dos resíduos gerados, como óleo para rerrefino e escória para recuperação de vias públicas.

Há uma preocupação de praticar a gestão ambiental competente e eficaz e difundi-la entre colaboradores, familiares e todas as comunidades com as quais a Aço Cearense tem relacionamento direto ou indireto. Para Carlos Yves, os avanços são perceptíveis nas atividades industriais e comerciais das empresas localizadas nos Estados do Ceará, Pará e Tocantins, permitindo um excelente relacionamento com a sociedade como um todo e, especificamente, com os órgãos ambientais que, visivelmente, reconhecem as ações em defesa do meio ambiente.

“Melhoramos a nossa destinação de resíduos e coprodutos com uma destinação mais adequada de reciclagem, reaproveitamento e envio para coprocessamento, investimentos expressivos foram realizados em controle de emissões atmosféricas. Assim como mantemos um robusto sistema de tratamento e recirculação de água, que garante um uso adequado dos recursos hídricos. Diante desse novo modelo que se está configurando o cenário mundial e local, temos o desafio de nos tornarmos ainda mais sustentáveis, com um olhar para o negócio, onde as questões ambientais se tornam um vives importante das tomadas de decisão”, complementa Junimara Chaves, coordenadora de Gestão Ambiental da SINOBRAS.

“Hoje, no momento em que vivemos um completo estresse mundial, estamos mais ainda observando como é bom ter boas práticas. A atmosfera está mais limpa, os rios e as baías com águas mais transparentes, menor uso de motores à combustão de combustíveis fósseis, levando-nos cada vez a sermos mais criativos e inovadores de forma a, inclusive, avançar nessa nova realidade para termos um mundo melhor onde nossas gerações atuais e futuras possam ter uma vida mais agradável e sustentável”, comenta Carlos Yves Cavalcanti.

Veja algumas ações que o Grupo Aço Cearense realiza:

·       Produção de redutor bioenergético de forma sustentável, com 15 fazendas próprias de plantio de eucalipto em uma área de 25.100 hectares.

·       Plantio de carnaubeiras em uma área de 100 mil m² de preservação ambiental, atendendo a legislação vigente.

·       Consumo de coprodutos através de Sinterização, assim reaproveitando materiais e reduzindo demanda de matérias primas e energia na produção de ferro gusa;

·       Uso da logística reversa para baterias e pneus;

·       Substituição de lâmpadas fluorescentes por led;

·       Sistema de captação, tratamento e recirculação de água, que garantem 98,35% de água recirculada nos processos industriais;

·       Aplicação de metodologias que melhoram o desempenho e o acompanhamento das destinações e reduções dos resíduos gerados, como a destinação de óleo usado para rerrefino e escórias para recuperação de vias públicas;

·       Sistema de coleta, armazenamento em reservatórios artificiais de grande porte, bombeamento e tratamento de águas pluviais em Estação de Tratamento de Água – ETA, assegurando integralmente o abastecimento para consumo humano e industrial;

·       Todas as empresas do Grupo Aço Cearense possuem Estações de Tratamento de Efluentes Industriais – ETEI, assegurando o adequado tratamento desses efluentes e seus descartes nos mananciais em completo atendimento aos requisitos legais.

·       Para a gestão dos resíduos sólidos e líquidos, temos projetos de coleta seletiva nas nossas empresas, um exemplo é o Projeto Reciclo realizado na Aço Cearense.

·       Doações de centenas de mudas de árvores de espécies nativas, florestais, frutíferas, medicinais e ornamentais aos colaboradores. Com palestras e treinamentos de educação ambiental.

 

Polos do Ciclo Carnavalesco recebem intervenções urbanas sobre lixo e sustentabilidade

Lixo, resíduo, descarte. Assunto recorrente em reclamações da população e em reportagens sobre (ir)responsabilidade ambiental, o lixo descartado nas ruas durante grandes eventos tornou-se tema para intervenção artística em meio à efervescência cultural da programação promovida pelo Ciclo Carnavalesco 2020, em Fortaleza.

Trata-se da instalação “#SeuLixoNoLixo” da artista plástica Joana Salle que, após o sucesso da intervenção “Caçambart” na Virada Cultural de Fortaleza 2019, retorna como convidada especial nesta edição do Ciclo para provocar o público folião a realizar um ato simples que pode desencadear uma mudança radical de comportamento coletivo: jogar o lixo no lixo.

Placas, bandeiras e luzes de LED chamam a atenção para grandes lixeiras de coleta seletiva (plástico, papel, metal e vidro), projetadas em estrutura especial, reaproveitada de andaimes de 1 metro de altura, sobras de madeira e telas de galinheiro, com excessiva sinalização. Impossível perder de vista. Elas estarão de forma volante nos polos carnavalescos.

“Muitas vezes, e principalmente em eventos massivos, algumas pessoas, por não estarem vendo a lixeira ou por não saberem onde encontrá-la, acabam se desfazendo do lixo de forma incorreta, na rua. Nossa proposta é incentivar as pessoas a tomarem uma nova atitude em relação às festas, ao cuidado com a cidade, com o patrimônio histórico e com o meio ambiente”, explica a artista, que já realizou propostas semelhantes do projeto “Lixo É Massa” em São Paulo.

Mais do que o debate sobre lixo, o desafio de Joana Salle nesta proposta para o Ciclo Carnavalesco de Fortaleza está em mudar comportamentos; por isso traz também nesta ação a distribuição gratuita de 21 mil pulseiras e tatuagens de fácil aplicação com mensagens positivas, de amor e contra o assédio, tais como “Se for, vá na paz” e “Meu corpo, minhas regras”.

Conhecida por trabalhos que unem artes plásticas, fotografia, design e reutilização de materiais, Joana Salle tem se preocupado cada vez mais em amplificar questões urgentes da sociedade em suas intervenções urbanas. Sustentabilidade, preservação dos espaços públicos, respeito, não-violência e tolerância são temas constantes em sua produção artística.

Ciclo Carnavalesco

 

Promovido pela Prefeitura de Fortaleza, através da Secretaria Municipal de Cultura de Fortaleza (Secultfor) e patrocínio oficial da Skol Puro Malte, o Ciclo Carnavalesco 2020 conta com 33 dias de festa, iniciadas com o Pré-Carnaval em 24 de janeiro e seguindo até 25 de fevereiro, terça-feira de Carnaval.

Este ano, a festa carnavalesca tem como tema “Fortaleza em Cantos e Cores de Chico”, homenageando o artista radicado fortalezense Chico da Silva por sua contribuição e relevância para a história das artes plásticas e pela comemoração de seu 110º aniversário.

O Ciclo Carnavalesco é formado por 12 polos no Pré-Carnaval e 10 polos no Carnaval, somando 265 shows, sendo destes 260 apresentações com artistas locais, apoiando ainda Blocos de Rua e Cordões, Maracatus, Escolas de Samba e Afoxés no tradicional Desfile de Carnaval da Avenida Domingos Olímpio.

C. Rolim Engenharia inicia terceira etapa do projeto de plantio de 40.000 mudas em áreas do Cocó

 

 

Na última quarta-feira, 12, a C. Rolim Engenharia iniciou a terceira etapa da ação de plantio de 40.000 árvores nativas do Parque do Cocó iniciada em 2017. Comprometida a contribuir com o reflorestamento às margens do rio Cocó e em áreas específicas que sofram com desmatamento, a construtora já plantou mais de 24.000 mudas e até o fim do primeiro semestre de 2020 devem ser plantadas mais 8.000 mudas, dessa vez no Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU).

Essa ação é uma parceria da C. Rolim Engenharia com o Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria do Meio Ambiente (SEMA), e integra o Programa Compromisso Verde, por meio do qual a construtora realiza ações que reforçam o compromisso ambiental assumido pela empresa. Entre as mudas plantadas estão espécies de ypê roxo e amarelo, oiti, mulungu, juazeiro, cedro, angico preto, timbaúba, jucá, mororó, sabiá, pau-pombo, cumaru, mutamba e chichá nordestino. Uma parte das mudas foi doada pela Unilab, também parceira do projeto, e outra cultivada pela própria construtora, que mantém uma estufa para essas produções, onde também é produzido o adubo orgânico utilizado nas plantações.

O Condomínio Espiritual Uirapuru recebe então as mudas da terceira etapa da ação por fazer parte de uma das seis sub-bacias que compõem a Bacia Hidrográfica do Rio Cocó, que nasce na Serra da Aratanha e deságua no Oceano Atlântico, entre as praias do Caça e Pesca e Sabiaguaba, em Fortaleza. O rio tem comprimento total aproximado de 50km ao longo dos municípios de Pacatuba, Maracanaú, Itaitinga e Fortaleza. A Bacia Hidrográfica do Rio Cocó é considerada a mais importante da capital, representando 63,5% da distribuição total do município com uma área de 216 km².

Além do projeto realizado em comemoração aos 40 anos, através do Compromisso Verde a construtora planta uma árvore a cada metro quadrado de terreno adquirido para seus empreendimentos, a fim de reduzir os impactos das obras no meio ambiente. A C. Rolim Engenharia participa ainda do programa de adoção de espaços verdes da Prefeitura de Fortaleza, através do qual já adotou e revitalizou quatro espaços, transformando-os e possibilitando a convivência nas áreas públicas da cidade. São eles:  Praça Portugal, Bosque do Bem, Lagoa do Papicu e Praça Engenheiro Pedro Felipe Borges.

“Cumprindo com o nosso compromisso, iniciamos a terceira fase do nosso bom propósito de plantar 40.000 árvores na Bacia do Parque do Cocó. Sempre sob orientação dos técnicos da Sema e assessorados por professores da Unilab, estamos fazendo esse trabalho de maneira 100% sustentável, dando a nossa contribuição para o desenvolvimento de uma Fortaleza mais verde e saudável”, reforça Pio Rodrigues Neto, presidente da C. Rolim Engenharia.

Shopping Parangaba divulga balanço anual das ações de sustentabilidade

 

Ciente de sua responsabilidade socioambiental, o Shopping Parangaba divulgou o balanço das ações realizadas por meio do projeto “Parangaba Sustentável” em 2019. O levantamento feito pela Agência de Soluções Ambientais e Sociais (ASAS) mostrou que o empreendimento evitou que mais de 236 toneladas de resíduos fossem enviadas para aterros sanitários. Isso preveniu que mais de 228 toneladas de CO2 fossem liberadas na atmosfera.

Por meio de parceria com a Associação dos Catadores do Jangurussu (Ascajan), o Shopping Parangaba enviou 197.497 quilos de papel e papelão para reciclagem. Este volume representa o uso de 3.950 árvores na indústria de fabricação de papel.

Além disso, a quantidade de latinhas de alumínio reciclada pelo Shopping Parangaba em 2019 foi suficiente para economizar mais de 1.684.444 horas de energia na indústria siderúrgica. Já a partir da reciclagem de papelão, a economia de água daria para encher 10 piscinas olímpicas.

Os dados da ASAS também mostraram que o empreendimento enviou para a reciclagem aproximadamente 10 mil toneladas de PET, o equivalente a fabricação de 86.009 camisas de malha ecológica. E, com a reciclagem de 31.175 quilos de plástico, foi possível evitar que quase 77.938 litros de petróleo fossem utilizados para fabricação de novos produtos.

O gerente Marketing, Felipe Bahiana, destaca que o empreendimento adota práticas sustentáveis desde a sua construção. “A sustentabilidade sempre foi um pilar importante no Shopping Parangaba. É uma prática nossa adotar diversas medidas para gerar o mínimo impacto possível ao meio ambiente. Por isso, estamos sempre pensando e realizando ações de conscientização para incentivar as pessoas a terem atitudes sustentáveis, contribuindo, assim, para uma mudança de comportamento”.

 

Sobre o Projeto Parangaba Sustentável

Ser sustentável é uma das grandes responsabilidades do Shopping Parangaba, que já nasceu com as melhores práticas ambientais em sua construção e operação. Empregando os mais modernos conceitos e tecnologias de sustentabilidade, o empreendimento garante impacto ambiental mínimo na região e ainda se transforma em uma importante referência de coleta seletiva para a comunidade. Entre as ações realizadas pelo projeto, estão: recolhimento de lâmpadas fluorescentes queimadas, uso de papel biodegradável, coleta seletiva, recolhimento de óleo de cozinha, pilhas, baterias, entre outros.

Natura é uma das empresas mais sustentáveis do mundo

A Natura é uma das empresas mais sustentáveis do mundo e a primeira do setor de cosméticos no ranking Global 100, elaborado pela companhia canadense de mídia e pesquisa Corporate Knights. Esta é a décima primeira vez consecutiva que a Natura figura na lista. O levantamento foi apresentado nesta terça-feira, 21 de janeiro, durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça.

As empresas presentes na 16ª edição do ranking Global 100 conquistaram os melhores desempenhos entre mais de 7.300 companhias analisadas em 21 países de diferentes setores da indústria, por meio de uma avaliação rigorosa envolvendo indicadores relacionados à energia, emissões de carbono, consumo de água, resíduos sólidos, capacidade de inovação, salários, segurança do trabalho, percentual de mulheres na gestão, entre outros. As análises são ponderadas para refletir o perfil de impacto de cada setor.

Sobre a Natura

Fundada em 1969, a Natura é uma multinacional brasileira de higiene e cosmética. Líder no setor de venda direta no Brasil, com mais de 1,7 milhão de consultoras, faz parte de Natura &Co, resultado da combinação entre as marcas Natura, Avon, The Body Shop e Aesop.

A natura foi a primeira companhia de capital aberto a receber a certificação BCorp no mundo, em dezembro de 2014, o que reforça sua atuação transparente e sustentável nos aspectos social, ambiental e econômico. É também a primeira empresa brasileira a conquistar o selo “The Leaping Bunny”, concedido pela organização de proteção animal Cruelty Free International, em 2018, que atesta o compromisso da empresa com a não realização de testes em animais de seus produtos ou ingredientes.

Com operações na Argentina, Chile, Colômbia, Estados Unidos, França, México, Peru e Malásia, os produtos da marca Natura podem ser adquiridos com as Consultoras, por meio do e-commerce, app Natura, nas lojas próprias ou nas franquias “Aqui tem Natura”. Para mais informações, visite www.natura.com.br ou acesse os perfis da empresa nas redes sociais: LinkedIn, Facebook e Instagram.

 

Sicredi vence 21ª edição do prêmio Abrasca

 

O Relatório de Sustentabilidade 2018 do Sicredi foi o vencedor do Prêmio Abrasca 2019 na categoria Empresas de Capital Fechado. Esta foi a primeira vez que a instituição inscreveu sua publicação na premiação, que tem o objetivo de incentivar o aprimoramento da elaboração de relatório com maior clareza, transparência, qualidade e quantidade de informações. A cerimônia de entrega do prêmio ocorreu no dia 5 de dezembro, em evento realizado em São Paulo.

“O resultado é motivo de muito orgulho para todos e é um reflexo do trabalho de transparência que temos realizado ao longo dos últimos anos. O relatório integra nossa Política de Sustentabilidade e Responsabilidade Socioambiental e evidencia o impacto positivo que geramos na prática nas regiões em que atuamos. O documento, ainda, reforça nossa estratégia e nosso compromisso com os princípios do cooperativismo e do tema sustentabilidade” afirma o Superintendente de Sustentabilidade do Sicredi, Olaf Brugman.

Criado em 1999 pela Associação Brasileira das Companhias Abertas (Abrasca), a premiação tem o apoio de outras entidades de classe como Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (Abrapp), Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais (Apimec), Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (Ibef), entre outras instituições.

 

Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 4 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.800 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br).

 

*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Facebook | Twitter | LinkedIn | YouTube |Instagram

Expolog 2019 discute logística com inovação, integração e sustentabilidade

O Brasil tem a logística mais cara entre as 20 principais economias mundiais. Grandes players do segmento discutem soluções e novidades do setor em rica programação durante dois dias no Centro de Eventos do Ceará.

A Feira Internacional de Logística e o XIV Seminário Internacional de Logística (Expolog) acontecem nos dias 27 e 28 de novembro no Centro de Eventos do Ceará. Com o tema central: “Inovação, Integração e Sustentabilidade” a edição deste ano espera receber mais de 4 mil participantes.

O evento conta com três auditórios com programação simultânea e reúne os maiores players em palestras nacionais e internacionais.

“A logística é um setor dinâmico, influenciado diretamente por decisões governamentais, pela situação econômica do Brasil e do mundo, e pelas novidades da tecnologia. Portanto, os cenários mudam com velocidade. A Expolog é uma oportunidade para debater em tempo hábil essas mudanças, pensar estratégias para atuar da melhor forma possível e contribuir com a economia”, afirma Enid Câmara, organizadora da Expolog.

A programação oferece também rodada de negócios, lançamento da EXPO Pecém, além de entrega do troféu Otacílio Correia e do Mérito SETCARCE. A meta da organização é ultrapassar R$ 20 milhões em negócios, marca atingida no ano passado.

 

Impacto da logística nos negócios

 

O Brasil tem a logística mais cara entre as 20 principais economias mundiais. As despesas com transporte estão concentradas nos deslocamentos de longa distância que correspondem a 63,5% do custo logístico total. O alto índice está relacionado a dependência do modal rodoviário, já que 75,9% do transporte de cargas no País é feito através das estradas.

As empresas gastam o equivalente a 12,37% do seu faturamento bruto com custos de logística, desde o armazenamento até o transporte. Para se ter uma ideia do peso nos negócios, nos Estados Unidos, a marca é de 8,5%, e na China, 10%.

Atualmente o Brasil investe 0,8% do Produto Interno Bruto (PIB) em logística, enquanto a China e a Índia aplicam 2,5%. Os dados foram publicados pela Fundação Dom Cabral em 2018.

 

SERVIÇO 

Expolog – Feira Internacional de Logística e o XIV Seminário Internacional de Logística

Data: 27 e 28 de novembro

Local: Centro de Eventos do Ceará – Pavilhão Oeste – Portão A

Av. Washington Soares, 999 – Edson Queiroz

Programação e Inscrições: http://www.feiraexpolog.com.br/

Ipom está com inscrições abertas para a colônia de férias ‘Planeta Sustentável’

 

Depois de um semestre intenso de estudos o que a garotada mais quer é se divertir. E que tal aliar a diversão ao aprendizado? Pois é justamente essa a proposta da colônia de férias do Ipom. Com o tema ‘Planeta sustentável – brincando com os ODS, a colônia pretende promover o desenvolvimento humano de crianças e adolescentes e trabalhar competências e habilidades socioemocionais e motoras.

Além do público interno do IPOM, 50 vagas estão abertas para a comunidade. E não vai faltar atividade bacana como educação ambiental, inglês, robótica, leitura e escrita. Artes, surfe e capoeira, além de aulas de música e teatro também vão agitar os dias na Praia do Futuro.

Quer conhecer o IPOM e ter uma experiência incrível nessas férias? Então corre que as vagas são limitadas.

O que são os ODS:

Os ODS (objetivos de desenvolvimento sustentável) foram estabelecidos pela ONU. No total, são 17 temas que devem ser prioritários para o desenvolvimento sustentável. Alguns deles versam sobre erradicação da pobreza, educação de qualidade, água limpa e saneamento, igualdade de gênero e energia acessível e limpa.

Sobre o IPOM:

O Instituto Povo do Mar é uma organização sem fins lucrativos criada em 2010 por 4 amigos surfistas, frequentadores da praia do Titanzinho, em Fortaleza. Eles perceberam as dificuldades enfrentadas pelas crianças da área e resolveram contribuir para a formação humana dos pequenos.

Hoje o IPOM atua em duas sedes e atende, gratuitamente, mais de 400 crianças, adolescentes e jovens. São oferecidas várias atividades sociais e esportivas com o objetivo de promover a paz social, favorecendo o resgate da cidadania e a ampliação dos horizontes.

Desde o ano passado, jovens também passaram a participar de cursos profissionalizantes. Para 2020 está prevista a inauguração do terceiro núcleo da ONG, dessa vez, no bairro José Walter.

Serviço:

Colônia de férias do IPOM

Data: 25/11 a 13/12

Valores: Diária: R$50,00 / Duas semanas: R$:250,00

Horário: manhã e tarde

Local: Praça Dom Hélder Câmara – Av. Dioguinho, 3519 – Praia do Futuro

Mais informações: 31115573 ou contato@ipompovodomar.org.br

Sesc lança Viveiro de Mudas Nativas no Parque do Cocó nesse domingo (24)

O Serviço Social do Comércio (Sesc) dá início a mais uma iniciativa em prol do meio ambiente e da sustentabilidade. Nesse domingo (24), às 10h, acontece o lançamento do Viveiro de Mudas Nativas no Parque do Cocó. Com a presença do Diretor Regional do Sesc e Senac do Ceará, Rodrigo Leite, e do Secretário de Meio Ambiente do Ceará, Artur Bruno, a solenidade acontece logo após o Circuito Sesc de Corridas 2019 – etapa Fortaleza, evento que há 35 anos incentiva a melhoria da qualidade de vida da população.

 

No viveiro, serão realizadas, diariamente, ações socioambientais gratuitas através de agendamento prévio, como coleta, beneficiamento e germinação de sementes para a produção de mudas de árvores como ipê roxo e amarelo, mulungu, matamba, araticum do brejo, dentre outras. O espaço vai desenvolver ainda atividades de jardinagem e artes para crianças e adultos de todas as idades.

 

“Nossa ideia é incentivar o público, em especial aos que já frequentam o Parque do Cocó, a participar ativamente das ações ambientas idealizadas no Viveiro. Acima de tudo, acreditamos que as áreas verdes contribuem muito para a qualidade de vida e é fundamental que esses espaços sejam preservados, ampliados e frequentados”, afirma Clarice Araújo, Analista Assistencial do Sesc Fortaleza, que também faz questão de destacar a importância da parceria da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) para a implementação do viveiro no Parque do Cocó.

 

O Viveiro de Mudas Nativas é uma ação que integra o Projeto Aflorar, por meio do Desenvolvimento Comunitário, que tem como objetivo contribuir com a preservação e ampliação da biodiversidade de fauna e flora do Ceará. São realizadas, assim, uma série de ações de proteção, visibilidade e utilização sustentável de áreas verdes, como levantamento florísticos, intervenções ambientais e construção de viveiros, por exemplo, tanto em Fortaleza quanto na Região Metropolitana.

 

“Uma das missões do Projeto Aflorar é o de reconectar as pessoas, principalmente as crianças e os adolescentes, com a natureza. A partir dessas ações, eles não apenas aprendem, mas, principalmente, despertam para essas questões e repassam adiante o que sabem sobre o ecossistema e a biodiversidade. Acreditamos que essa é uma das formas mais eficientes de conscientização sobre a importância de preservar o nosso meio ambiente”, pontua Clarice.

 

Serviço: Lançamento do Viveiro de Mudas Nativas

Dia: 24/11/19

Horário: 10h, após o Circuito Sesc de Corridas 2019 – etapa Fortaleza

Local: Parque do Cocó – Avenida Padre Antônio Tomás, S/N

Grátis

 

Sobre o Sesc