Browsing Tag

Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult).

COMUNICADO: XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará


A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) comunica que o escritor moçambicano, Mia Couto, e o escritor brasileiro, Raduan Nassar, ambos com obras homenageadas nesta edição, não poderão participar da XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará, conforme havia sido anunciado anteriormente.

A despeito de todos os esforços da organização do evento, dos próprios autores e de suas editoras, a vinda de ambos precisou ser cancelada por motivos de força maior. Embora configurem ausências importantes, a programação da Bienal segue apresentando nomes destacados do cenário nacional e de outros países, além de atividades que contemplam um amplo leque de interesses de um público diverso. A programação vem sendo divulgada paulatinamente, com novos nomes e a reafirmação de nomes já anunciados.

PORTO DRAGÃO REABRE OFICIALMENTE COMO HUB CRIATIVO, NESTE SÁBADO (10)

Após um período experimental dialogando com a diversidade das linguagens artísticas desde 2018, o Porto Dragão, projeto da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), em parceria com o Instituto Dragão do Mar, inicia os primeiros passos para a concretização da política da economia criativa no Estado.

Para celebrar a ação, o Porto Dragão já começa suas atividades artísticas ao longo da semana, como aconteceu no mês de julho, com oficinas, muita música, teatro, artes visuais e espetáculos de dança e circo. E para festejar a reabertura como Hub Criativo do Ceará, o espaço realiza um evento dentro das comemorações dos 53 anos da Secult, neste sábado (10/08).

A festa começa às 19 horas com o espetáculo teatral “Baldio”, do grupo Pavilhão da Magnólia, no Teatro B. de Paiva.  Logo após, às 21 horas, acontecerá o show da banda Glamourings no Palco Central e, na sequência, Jam Session com DJs convidados na entrada do equipamento, que fica localizado na rua Boris, 90 – Praia de Iracema.

Durante o encontro, o Porto Dragão – Hub Criativo do Ceará também lançará sua primeira chamada de ocupação, a Convocatória de Projetos Artísticos Porto Dragão 2019, cujos artistas e produtores selecionados irão agitar o espaço de setembro até o final do ano.

De acordo com Fabiano Piúba, secretário da Cultura do Estado do Ceará, o Porto Dragão se apresenta como um ambiente acelerador de projetos culturais, com estrutura de suporte voltada à inovação, tecnologia e ao empreendedorismo dos diversos setores artísticos, potencializando a economia criativa do Ceará. “Essa nova ideia chega em um momento de transição entre o Porto Dragão e o Hub Criativo do Ceará. É um ambiente de invenção e de criatividade para potencializar o cenário artístico do Ceará, em conexão com o Centro Dragão do Mar e o Porto Iracema das Artes”, destaca o secretário.

SOBRE A PROGRAMAÇÃO

Apesar de reabrir oficialmente no sábado, o Porto Dragão já inicia suas atividades e programações artísticas ao longo da semana Nesta terça-feira (06/08) o Coral Folk – Canções de Antigas Novidades apresenta o espetáculo “Dizem que é uma estrada mas não passa de uma ausência” no Teatro B. de Paiva, às 20 horas.

Na quarta-feira (07/08) o Co-Laboratório de Artes Circenses ministra a “Oficina de Invertidas”, de 9h30 até 11 horas, no teatro do Porto Dragão (somente para participantes inscritos). À noite, às 19 horas, o mesmo grupo apresenta o espetáculo “Andaime”, no mesmo local.

Já na quinta-feira (08/08) quem dá o tom musical no teatro do Porto Dragão – Hub Criativo do Ceará é o projeto Rivera, que realizará a apresentação às 19 horas. Os ingressos antecipados podem ser adquiridos pela internet (www.sympla.com.br) e a partir das 18 horas, na bilheteria do espaço cultural, no dia do evento.

Na sexta-feira (09/08), às 19 horas, será apresentado o espetáculo de dança “Gente de lá”. Dirigida por Wellington Gadelha, a apresentação acontece no Teatro B. de Paiva. No sábado acontece a programação de reabertura e, no domingo, dia dedicado à criançada, será apresentado o espetáculo infantil “A Galinha do Papo de Pérola”, às 17 horas, também no B. de Paiva.

CONVOCATÓRIA DE PROJETOS ARTÍSTICOS

Além de toda a programação, que acontece de terça-feira a domingo, o espaço cultural lançará no sábado (10/08) a Convocatória de Projetos Artísticos Porto Dragão 2019, cuja consulta pública acontece entre os dias 10 a 16 de agosto. O objetivo é selecionar projetos e apresentar um panorama da produção artística cearense que possa ocupar, com atividades culturais, os espaços do equipamento. As inscrições dos projetos acontecem de 17 a 30 de agosto. Os selecionados irão compor a programação de setembro a dezembro deste ano.

Serão duas modalidades de ocupação: uma em que o artista participa de uma programação e recebe pagamento por meio de um cachê pela apresentação e outra em que o Porto Dragão disponibiliza o espaço para que os artistas e produtores realizem seus projetos, como seminários, rodas de conversa, palestras, aulas, cursos, oficinas, entre outras, com previsão de cobrança de bilheteria.

“Com esta Convocatória de Projetos pretendemos oferecer ao público uma programação plural, ampliando as possibilidades de produção artística e fruição existentes no Estado do Ceará, contemplando projetos culturais que se materializem em diversos suportes de expressão e promovam o diálogo entre diferentes linguagens artísticas e o Porto Dragão”, destaca o Superintendente do Porto Dragão, João Wilson Damasceno.

HUB CRIATIVO

Antenado com o Hub Aéreo e Tecnológico conquistado pelo Governo do Estado do Ceará, o Porto Dragão, equipamento da Secretaria da Cultura, segue em frente para a implementação de seu Hub Criativo. “O projeto visa criar uma base para a construção de um Hub Criativo, a partir de suas atividades de tutorias, consultorias, residências, atividades de incubação para desenvolvimento de projetos e novos modelos de negócios para o campo das artes e da cultura, além da oferta de atividades de formação e artísticas, como seminários, palestras, oficinas, shows, entre outros”, explica Ivan Ferraro, Gerente Executivo do Porto Dragão.

Segundo ele, a expectativa é que o HUB Criativo do Ceará funcione como um catalisador de todas as ações em economia criativa do Estado, abrigando um conjunto de políticas e ações que contribuem para o papel estratégico da cultura em nosso Estado “promovendo a criação e atração de negócios criativos, gerando emprego e renda para o setor com perfis profissionais melhor remunerados a partir do investimento no capital intelectual e simbólico”.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DE AGOSTO:

Semana de 06 a 11 de agosto

Terça-feira, 06/08

Dizem que é uma estrada mas não passa de uma ausência, Coral Folk – Canções de Antigas Novidades

20h

Teatro B. de Paiva

R$ 10 (meia) / R$ 20 (inteira)

Quarta-feira, 07/08

Circo

Oficina de invertidas, com Co-Laboratório de Artes Circenses

9h30 às 11h

Teatro B. de Paiva

Somente para participantes inscritos

Circo

Andaime, Co-Laboratório de Artes Circenses

19h

Teatro B. de Paiva

R$ 5 (meia) / R$ 10 (inteira)

Classificação livre

Quinta-feira, 08/08

Música

Projeto Rivera

19h

Teatro B. de Paiva

R$ 15 (meia / meia solidária – 1kg de alimento não-perecível) / R$ 30 (inteira)

Venda de ingressos antecipados pelo site https://www.sympla.com.br/ e a partir das 18 horas, na bilheteria do Teatro B. de Paiva, no dia do evento

Classificação livre

Sexta-feira, 09/08

Dança

Gente de lá, Wellington Gadelha

19h

Teatro B. de Paiva

R$ 10 (meia) / R$ 20 (inteira)

Classificação 14 anos

Sábado, 10/08

Festa de reinauguração do Porto Dragão

Teatro

Baldio, Pavilhão da Magnólia

19h

Teatro B. de Paiva

R$ 10 (meia) / R$ 20 (inteira)

Classificação 18 anos

Banda Glamourings

21h30

Palco Central do Porto Dragão

Gratuito

Jam Session de DJS

23h

Em frente à entrada do Porto Dragão (Rua Boris, 90)

Gratuito

Domingo, 11/08

Teatro Infantil

A Galinha do Papo de Pérolas, Comedores de Abacaxi S/A

17h

Teatro B. de Paiva

R$ 10 (meia) / R$ 20 (inteira)

Classificação livre (a partir de 5 anos)

Semana de 13 a 18 de agosto

Terça-feira, 13/08

Aula aberta de percussão, com Daniel Leão

19h

Palco Central do Porto Dragão

Gratuito

Classificação livre

Quarta-feira, 14/08

Circo

Oficina de invertidas, com Co-Laboratório de Artes Circenses

9h30 às 11h

Teatro B. de Paiva

Somente para participantes inscritos

Circo

Andaime, Co-Laboratório de Artes Circenses

19h

Teatro B. de Paiva

R$ 5 (meia) / R$ 10 (inteira)

Classificação livre

Quinta-feira, 15/08

Artes Visuais

Exposição de Célio Celestino

19h

Hall do Porto Dragão

Aberta ao público

Música

Oscar Arruda

20h

Teatro B. de Paiva

R$ 10 (meia) / R$ 20 (inteira)

Classificação livre

Sexta-feira, 16/08

Dança

Gente de lá, Wellington Gadelha

19h

Teatro B. de Paiva

R$ 10 (meia) / R$ 20 (inteira)

Classificação 14 anos

Sábado, 17/08

Teatro

Baldio, Pavilhão da Magnólia

19h

Teatro B. de Paiva

R$ 10 (meia) / R$ 20 (inteira)

Classificação 18 anos

Domingo, 18/08

Teatro Infantil

A Galinha do Papo de Pérolas, Comedores de Abacaxi S/A

17h

Teatro B. de Paiva

R$ 10 (meia) / R$ 20 (inteira)

Classificação livre (a partir de 5 anos)

Semana de 20 a 25 de agosto

Terça-feira, 20/08

Dizem que é uma estrada mas não passa de uma ausência, Coral Folk – Canções de Antigas Novidades

20h

Teatro B. de Paiva

R$ 10 (meia) / R$ 20 (inteira)

Quarta-feira, 21/08

Circo

Oficina de invertidas, com Co-Laboratório de Artes Circenses

9h30 às 11h

Teatro B. de Paiva

Somente para participantes inscritos

Circo

Andaime, Co-Laboratório de Artes Circenses

19h

Teatro B. de Paiva

R$ 5 (meia) / R$ 10 (inteira)

Classificação livre

Quinta-feira, 22/08

Música

Ghettoroots

20h

Teatro B. de Paiva

R$ 10 (meia) / R$ 20 (inteira)

Classificação livre

Sexta-feira, 23/08

Dança

Intergaláctico, Maria Epinefrina

19h

Teatro B. de Paiva

R$ 10 (meia) / R$ 20 (inteira)

Sábado, 24/08

Teatro

Baldio, Pavilhão da Magnólia

19h

Teatro B. de Paiva

R$ 10 (meia) / R$ 20 (inteira)

Classificação 18 anos

Domingo, 25/08

Teatro Infantil

A Galinha do Papo de Pérolas, Comedores de Abacaxi S/A

17h

Teatro B. de Paiva

R$ 10 (meia) / R$ 20 (inteira)

Classificação livre (a partir de 5 anos)

Semana de 27 a 31 de agosto

Terça-feira, 27/08

Aula aberta de percussão, com Daniel Leão

19h

Palco Central do Porto Dragão

Gratuito

Classificação livre

Quarta-feira, 28/08

Circo

Oficina de invertidas, com Co-Laboratório de Artes Circenses

9h30 às 11h

Teatro B. de Paiva

Somente para participantes inscritos

Circo

Andaime, Co-Laboratório de Artes Circenses

19h

Teatro B. de Paiva

R$ 5 (meia) / R$ 10 (inteira)

Classificação livre

Quinta-feira, 29/08

Música

Jack The Joker

20h

Teatro B. de Paiva

R$ 10 (meia) / R$ 20 (inteira)

Classificação livre

Sexta-feira, 30/08

Dança

Intergaláctico, Maria Epinefrina

19h

Teatro B. de Paiva

R$ 10 (meia) / R$ 20 (inteira)

Sábado, 31/08

Teatro

Baldio, Pavilhão da Magnólia

19h

Teatro B. de Paiva

R$ 10 (meia) / R$ 20 (inteira)

Classificação 18 anos

Lume Teatro (SP) faz temporada no Theatro José de Alencar

Inaugurado em 17 de junho de 1910, o Theatro José de Alencar, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), completa 109 anos em 2019. Um dos raros exemplares de arquitetura nacional de teatro jardim, tombado pelo IPHAN como Patrimônio Histórico Nacional em 1964, é uma referência artística e turística nacional, e desempenha importantes papéis na vida cultural cearense.

Como parte das comemorações dos 109 anos, o Theatro José de Alencar recebe o aclamado e atuante grupo paulista Lume Teatro. Na programação um workshop, uma demonstração técnica e três espetáculos durante os dias 26 de junho a 01 de julho. As atividades contam com a parceria da Fac- Festival das Artes Cênicas e produção da Ato Marketing Cultural.

Dia 28/6 o solo de Ana Cristina Colla, “SerEstando mulheres” às 20h, na Sala de Teatro Nadir Papi Saboya. No sábado, 29/6, o solo “Dissolva-me” de Renato Ferracini, às 19h, também na Sala de Teatro. Dia 30/6, o palco principal recebe o aclamado trabalho “Café com Queijo” às 19h. Em todas as apresentações as entradas são gratuitas e limitadas, mediante a retirada de ficha, que serão distribuídas 1h antes do início de cada espetáculo. A classificação indicativa dos espetáculos é 12 anos.

Já o workshop “A presença do ator” com Carlos Simioni, acontece de 26 a 28 de junho. Os interessados submeteram a uma inscrição online aberta de 08 a 14 de junho e o resultado será divulgado pelo TJA. O processo de seleção será feito pelo grupo Lume Teatro. No dia 01/7, acontece a demonstração técnica “Prisão para liberdade”, com Carlos Simioni, às 19h, na Sala de Teatro Nadir Papi Saboya. A entrada é limitada e serão distribuídas senhas de acessos 1h antes do início da atividade.

E mais…

O Theatro José de Alencar constantemente realiza atividades complementares ao Curso Princípios Básicos de Teatro – CPBT. Neste sentido, os alunos de todas as turmas do CPBT se reúnem com o ator Carlos Simioni no dia 26/6, quarta-feira, para uma roda de conversa sobre os processos criativos do grupo Lume Teatro. A atividade é restrita ao alunos.

Serviço:

Dia 28/06 – Sexta-feira

Espetáculo “SerEstando mulheres”, solo de Ana Cristina Colla

Horário: 20h

Local: Sala de Teatro Nadir Pápi Saboya

Entrada: gratuita (lugares limitados – 70 lugares. Distribuição 1h antes do espetáculo.)

Classificação indicativa: 12 anos

Em sua busca por ser-estar na cena, a atriz Ana Cristina Colla, ao longo de seus 20 anos de pesquisa junto ao Lume, visitou pessoas, cidades, mestres, recantos. Entre encontros e confrontos, foi depurando seu fazer teatral, passando pela mímesis das corporeidades, a dança pessoal, visitando o butoh, como portas para a própria singularidade. “SerEstando Mulheres” é uma história “dançada” pela atriz, sobre si mesma e sobre outras mulheres. Uma colcha de retalhos, pedaços conhecidos e sempre ressignificados, espalhados por diversos espetáculos. A matéria que o compõe surge de momentos distintos do seu caminhar de atriz e mulher no Lume Teatro. Um encontro forte e delicado com o feminino, onde a atriz narra através das imagens que cria e corporifica, seu saber impresso no corpo.

Dia 29/06 – Sábado

Espetáculo “Dissolva-me”, solo de Renato Ferracini

Horário: 19h

Local: Sala de Teatro Nadir Pápi Saboya

Entrada: gratuita (lugares limitados – 40 lugares. Distribuição 1h antes do espetáculo)

Classificação indicativa: 12 anos

Duração: 60 minutos

A esquizofrenia (CID 10 F 20) é o ponto de partida para o solo de teatro-dança- performance do ator Renato Ferracini com direção e composição do coreógrafo Luis Ferron. Resultado de uma parceria inédita entre o ator e o coreógrafo, o trabalho é composto de movimentos cadenciados intercalados pelo texto e o tempo – não necessariamente nesta ordem – e propõe um jogo de poesia e criatividade entre o artista, o público e o momento presente. “Nem poesia, nem espetáculo, dança ou performance – ou tudo junto: uma ode aos 0,01% de inventividade deformada feito Francis Bacon e alicerçada pelos atlantas, ou o que dá no mesmo, pelos inexistentes, tipo assim…Deus. Simples. Não há lógica, assim como na vida organizada”, comenta Renato Ferracini.

Dia 30/06 – Domingo

Espetáculo “Café com Queijo”

Horário: 19h

Local: Palco Principal

Entrada: gratuita (lugares limitados- 80 lugares. Distribuição 1h antes do espetáculo. )

Classificação indicativa: 12 anos

Duração: 100 minutos

Conversas e histórias, entremeadas por canções e versos, compartilham com o público as vozes e vidas encontradas pelos atores em suas andanças pelo Brasil.  No aconchego de uma colcha de retalhos, fala-se um pouco de tudo: de curas para males de saúde e do coração, das artes da conquista, de comida, festa, morte, trabalho, solidão, aculturação. Neste espetáculo delicado, tudo tem cheiro e sabor, e não apenas de café com queijo ralado – bebida típica oferecida aos atores no interior de Tocantins. Criado em 1999, o espetáculo já se apresentou em diversas cidades do Brasil, tendo participado dos principais festivais nacionais de teatro e nas cidades de Lisboa, Évora e Santo André, em Portugal.

Dia 01/07 – Segunda-feira

Demonstração técnica “Prisão para a liberdade”, com Carlos Simioni

Horário: 19h

Local: Sala de Teatro Nadir Pápi Saboya

Entrada: gratuita (lugares limitados – 80 lugares. Distribuição 1h antes do início.)

Classificação indicativa: 12 anos

Duração: 90 minutos

O ator Carlos Simioni aborda a própria trajetória junto do Lume e revela que a técnica pode ser tanto uma prisão quanto um trampolim para o ator. Em sua demonstração técnica, Carlos Simioni fala sobre o percurso desde a fundação do Lume, em 1985, seu encontro com os mestres de teatro, as técnicas desenvolvidas junto do grupo, como o treinamento físico cotidiano, a construção de técnicas de expansão e dilatação do corpo no espaço e no tempo, técnicas de manipulação de diferentes qualidades de energias e sua distribuição no espaço, além do treinamento vocal e para a elaboração de personagens e construção de cenas.

Funcionamento Bilheteria do TJA
de terça a sexta-feira – 14h às 18h – sábados e domingos – 14h às 19h.
Informações: 85 3101-2583

Luciana Mello faz apresentação única no Cineteatro São Luiz

Neste domingo (16), às 18h, Luciana Mello se apresenta no Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), em show que celebra 35 anos de sua carreira: repleta de sucessos, respeito e amor à música e à cultura brasileira. Os ingressos já estão à venda por R$20 (inteira) e R$40 (inteira) na bilheteria do Cineteatro e no site da Tudus.

Filha de Jair Rodrigues, Luciana traz em suas canções a influência do samba e da black music e é considerada uma das grandes cantoras da música popular brasileira. Com apenas 5 anos de idade Luciana Mello gravou sua primeira música, “O Filho do Seu Menino” (Hildo Hora), ao lado do pai. Desde então, nunca mais parou de de cantar. Hoje, são 7 discos solos, 2 álbuns de projetos especiais, inúmeras participações em discos de artistas consagrados como Luiz Melodia, Jair Rodrigues, Sandra de Sá, Tom Zé, Pedro Mariano, Jair Oliveira entre outros; 4 peças de teatro musical, apresentações em programas de televisão e muitos, muitos shows por palcos brasileiros e internacionais.

SERVIÇO

Luciana Mello em apresentação única no Cineteatro São Luiz

16/06/2019, às 18h

Ingressos: R$20 (meia) e R$40 (inteira)À venda na bilheteria do Cineteatro e no site da Tudus (https://checkout.tudus.com.br/cineteatro-sao-luiz-luciana-mello–/selecione-seus-ingressos)

XV Edital Ceará da Paixão 2019 realiza III Seminário de Avaliação e Planejamento em junho

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará – Secult realiza, com produção da Associação Txai Cultura e Arte – ATXAICA, entidade contemplada no XV Edital Ceará da Paixão 2019, no dia 03 de junho, no Auditório da SECULT – 6º andar, de 8h às 13h, o III Seminário de Avaliação e Planejamento Ceará da Paixão. A atividade se propõe a avaliar o Ciclo Pascal e traçar caminhos e diretrizes para o Ciclo de 2020.

O evento é voltado para os proponentes dos projetos aprovados no edital e os avaliadores, que acompanharam cada projeto. Esse encontro é uma demanda da Secretaria e Sociedade Civil para avaliar o processo de acompanhamento dos avaliadores nos projetos e receber feedback por parte dos proponentes, além de planejar as ações e encaminhamentos para o ciclo do próximo ano.

Para participar, proponentes e avaliadores precisam preencher um formulário de inscrição, online, pelo link http://mapa.cultura.ce.gov.br/oportunidade/1422/ , o que garante sua participação. O encontro ocorrerá por toda a manhã do dia 03, com uma extensa programação de debates e estudos. Confira a programação completa abaixo.

Sobre a Associação Txai Cultura e Arte – ATXAICA

É uma Associação Civil sem fins econômicos, com sede em Fortaleza, que tem por finalidade apoiar e desenvolver ações e projetos nas áreas: social, cultural, artística, educacional e esportiva.

Programação

III Seminário de Avaliação e Planejamento Ceará da Paixão 2019

Data: 03/06/2019 (Segunda-feira)

Local: Auditório da Secult – 5º Andar

8h – Credenciamento (Café de boas-vindas)

9h – Abertura – Fala Institucional: Secult e Associação Txai Cultura e Arte (ATXAICA)

9h15 – Aavalição das etapas do edital Ceará da Paixão:

  1. Processo de Inscrição (Mapa Cultural do Ceará)
  2. Seleção de Pareceristas e Aprovação dos Projetos
  3. Seleção e Formação de Avaliadores
  4. Pesquisa de Campo/Avaliação dos Projetos
  5. Propostas para Revisão do Caderno de Avaliação
  6. Perspectivas para o XVI Edital Ceará da Paixão – 2020

11h – Apresentação do relatório técnico e cartografia

12h – Debate e síntese dos encaminhamentos

13h – Encerramento (almoço)

Secult leva sessões gratuitas de cinema itinerante para interior do Ceará

 

Com o objetivo de democratizar o acesso à cultura por meio de produções audiovisuais, a V Mostra Itinerante de Cinema do Ceará, uma realização da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, segue sua programação em 2019. Um caminhão transformado em sala de cinema pega a estrada com destino a cidades do interior do estado levando sessões gratuitas de filmes ao ar livre, entre os meses de maio e junho.

A programação pode ser conferida na página oficial do evento no Facebook e para obter mais informações acesse o site da Secult: https://www.secult.ce.gov.br/ A iniciativa nasceu da necessidade de proporcionar a experiência do cinema para a parcela da população que não tem acesso às salas comerciais. Durante a programação, serão exibidos filmes de curta e longa-metragem, produzidos por diretores cearenses, com classificação indicativa livre.

A realização da V Mostra Itinerante de Cinema do Ceará é da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), com apoio da Secretaria da Educação do Ceará (Seduc), parceria da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), em convênio com o Ministério da Cidadania, e apoio cultural do Banco do Nordeste e com produção executiva do Instituto Social de Arte e Cultura do Ceará (ISACC).

As produções selecionadas são: o longa “Padre Cícero: Os Milagres de Juazeiro”, obra de Helder Martins, e seis curtas e médias metragem que contemplam os gêneros consagrados na linguagem cinematográfica: os documentários “Becco do Cotovelo”, de Pedro Cela e Eduardo Cunha, “Couro Tecido”, de Adriana Barbalho, e “Negro lá, negro cá”, de Eduardo Cunha de Souza, as ficções “Céu Limpo” de Marcley de Aquino e Duarte Dias, e “Doce de Coco”, de Allan Deberton, e a animação “Esaú, o contador de história”, de André Dias.

A curadoria é de Duarte Dias, coordenador de audiovisual da Secult e curador de cinema do Cineteatro São Luiz. “Essas são, a nosso ver, as obras que, delimitadas num curto espaço de exibição, representarão os anseios de uma política cultural voltada para o audiovisual que não se resume apenas ao entretenimento, mas à reflexão e pensamento que a sétima arte é capaz de proporcionar”, esclarece.

Além das exibições, também faz parte da programação oficinas que propõem a prática de fazer cinema para crianças e adolescentes da rede pública de ensino. Serão realizadas as oficinas “Cineclubismo”, ministrada pelo realizador Henrique Dídimo, e “Cinema de Animação”, ministrada pelo realizador André Dias.

A Mostra segue até o mês de junho e passa pelas cidades de Pindoretama, Barreira, Redenção, Guaiúba, Pentecoste, Forquilha, Hidrolândia, Ipaporanga, Monsenhor Tabosa, Ibicuitinga, Quixadá, Banabuiú, Iguatu, Tarrafas, Potengi, Altaneira, Caririaçu, Crato, Jati, Jardim, Abaiara e Barbalha.

A V Mostra Itinerante de Cinema do Ceará é realizada pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) e pela Secretaria de Educação (Seduc) com parceria da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), em convênio com o Ministério do Desenvolvimento. A produção executiva é do Instituto Social de Arte e Cultura do Ceará (Isaac) e apoio cultural do Banco do Nordeste. A programação completa pode ser conferida na página oficial do evento no Facebook e para obter mais informações acesse o site da Secult: https://www.secult.ce.gov.br/.

Martinho da Vila nos 4 anos de reabertura do Cineteatro São Luiz

 

Martinho da Vila leva para a celebração de 4 anos da reabertura do Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), o show Bandeira da Fé que, além de um repertório novo, apresentará sucessos da carreira que marcam seus 50 anos de estrada.

Em “Bandeira da Fé”, Martinho se desdobra em personagens que exaltam a mulher, o samba, o carnaval e a negritude. Especialista em cunhar discos temáticos, sua ideia principal neste álbum foi reciclar temas antes não registrados em sua voz. Ele diz que este será seu último disco oficial.

Quem o acompanha no palco são os músicos, Wanderson Martins (cavaquinho), Ivan Machado (baixo), Claudio Jorge (violão), Paulinho Black (bateria), Kiko Horta (teclados e acordeom) Victor Neto (sopro) e na percussão Marcelo Moreira.

Além das músicas do novo disco, Martinho apresenta os clássicos: Casa de Bamba, O Pequeno Burguês, Madalena do Jucu, Devagar Devagarinho, Mulheres, entre outros. O show é interativo com o público que certamente irá se emocionar e cantar junto com o artista.

 

São Luiz 61 anos

Sala com a maior média de espectadores por sessão de cinema no Brasil, o Cineteatro São Luiz em seu primeiro ciclo de gestão desde sua reabertura pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (maio de 2015 a dezembro de 2018) recebeu 602.437 espectadores em 2.667 atividades. Sendo capaz de abrigar, em alta performance, diversas linguagens artísticas em seus “seis palcos”, o equipamento rebatizado de Cineteatro chega em 2019 aos 61 anos em plena atividade e celebra, em maio, quatro anos de sua reaberura.

 

Serviço
Show: Martinho da Vila (na comemoração de 4 anos da reabertura do São
Luiz)
Data: 26/05
Horário: 18h
Local: Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado
do Ceará (Secult) | Rua Major Facundo, 500 – Centro
Ingressos: plateia inferior (R$50 e R$25) e plateia superior (R$40 e R$20) – limitação de meia entrada em 40%.
À venda na bilheteria do Cineteatro e no site da Tudus (https://checkout.tudus.com.br/cineteatro-sao-luiz-martinho-da-vila/selecione-seus-ingressos)

Circula Ceará: Secult abre chamada pública para artistas cearenses

 

O ano de 2019 será de muita arte e cultura para os municípios cearenses. Para estimular a circulação de artistas e grupos, promover a formação e o acesso à arte e à cultura, a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), em parceria com a Fundação Nacional das Artes (Funarte), lança o projeto Circula Ceará, que abre chamada pública para propostas artísticas e culturais.

Por meio desta Chamada, serão selecionados espetáculos e oficinas que irão compor a programação do projeto. O regulamento do chamamento pode ser acessado pelo site de editais da Secretaria: www.editais.cultura.ce.gov.br, onde também são feitas as inscrições on-line e gratuitamente. Poderão ser inscritas propostas relativas às linguagens artísticas de Música, Circo, Dança, Cultura Popular Tradicional, Fotografia, Intervenção Urbana, Literatura, Teatro e oficina de acessibilidade atitudinal. O edital segue aberto até o dia 17 de maio.

“O Circula Ceará tem muitas importâncias. O projeto possibilitará a circulação da criação artística cearense nas diversas regiões do estado, valorizando a diversidade de nossas manifestações, promoverá a ocupação dos equipamentos culturais e espaços públicos dos municípios gerando espaços de convivência e encontro entre as pessoas, como também dinamizará a economia da cultura através dos artistas, equipes técnicas e de produção, diretamente envolvidas na execução do Projeto. O Circula reafirma o compromisso do governo do estado com o fortalecimento da política cultural no Ceará”, afirma Luisa Cela, secretária executiva da Cultura.

Com a realização do projeto Circula Ceará, uma programação cultural irá passar pelos equipamentos culturais dos municípios do Estado, levando também ações a espaços abertos, para toda a população. Entre os objetivos do projeto também está a promoção da descentralização das políticas para as artes da Secretaria da Cultura nas 14 macrorregiões do Estado do Ceará. O Chamamento Público, por sua vez, é uma ferramenta que contribui para a política de transparência e democratização do acesso de artistas e produtores a projetos e ações promovidas pela Secult.

 

Recursos

Os recursos para a execução do projeto Circula Ceará são oriundos de uma parceria da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) com a Fundação Nacional de Artes (Funarte). O valor total para cachês aos artistas e espetáculos selecionados é de R$613.800,00.

 

As inscrições

As inscrições da Chamada Pública do projeto Circula Ceará serão gratuitas e realizadas, exclusivamente, on-line através do site: www.editais.cultura.ce.gov.br por meio do preenchimento da Ficha de Inscrição, que estará disponível no período de 17 de abril a 17 de maio de 2019.

Não serão aceitas, para efeito de inscrição, propostas entregues presencialmente na Secult, como também postadas via correios. O(a) candidato(a), antes da inscrição, deverá realizar ou atualizar o cadastro no Mapa Cultural do Ceará com o perfil de Agente Individual (Pessoa Física) e posteriormente Pessoa Jurídica, se for o caso.

Cineteatro São Luiz realiza Mostra Perfil de Cinema com Martin Scorsese


A “Mostra Perfil de Cinema”, faixa de programação do Cineteatro São Luiz, tem como destaque, neste mês de abril, o cineasta, produtor de cinema, roteirista e ator norte-americano Martin Scorsese, ganhador do Oscar de Melhor Diretor por “Os infiltrados”. Ao todo serão exibidas 10 obras que perpassam as últimas 5 décadas de produção do emérito cineasta, todas em sessões únicas e gratuitas no equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult).
Scorsese, na década de 70, se estabeleceu como um dos grandes diretores dos EUA. Personagens complexos e perturbados em tramas sobre a violência urbana, como em “Taxi Driver” marcaram seu estilo na época. Na década de 80 dirigiu “Touro Indomável” e a “A Última Tentação de Cristo”, dentre outros. Já nos anos 90, trouxe novamente o mundo da máfia para as telonas, “Cassino” é um exemplo. Na mesma década, Scorsese também dirigiu a refilmagem de “Cabo do Medo”.
Outros longas mais recentes de sucesso do diretor e que estarão em exibição no Cineteatro São Luiz são: Gangues de Nova York (2003), O Aviador (2005), A Ilha do medo (2010) e A Invenção de Hugo Cabret (2012).
Programação completa:
DIA 17/04 (QUARTA-FEIRA)
15h | GANGUES DE NOVA YORK

Classificação indicativa: 14 anos

Direção: Martin Scorsese | Drama, Ação | EUA, Reino Unido, Itália, Alemanha, Holanda | 2003 | 2h50 | Legendado

Sinopse: Em plena Nova York de 1840, o jovem Amsterdam (Leonardo DiCaprio) busca se vingar de William “The Butcher” Cutting (Daniel Day-Lewis), o assassino de seu pai (Liam Neeson), que era o líder da gangue Dead Rabbits. Em sua jornada Amsterdam acaba se tornando amigo e homem de confiança de William, apaixonando-se também por Jenny Everdane (Cameron Diaz), uma bela jovem que é integrante de uma gangue rival.
19h | CABO DO MEDO

Classificação indicativa: 16 anos

Direção: Martin Scorsese | Crime, Suspense | EUA | 1992 | 2h08 | Legendado

Sinopse: Max Cady (Robert De Niro), um psicopata que foi preso e condenado por estupro 14 anos atrás, cumpriu sua pena e agora está livre. Ele pretende se vingar de Sam Bowden (Nick Nolte), seu ex-advogado, que deliberadamente omitiu informações que alterariam a decisão do júri. Ele pretende agora aterrorizar ao extremo Sam, Leigh Bowden (Jessica Lange), sua mulher, e Danielle (Juliette Lewis), sua filha adolescente, mas pretende fazer isto da forma mais legal possível, pois enquanto cumpria pena estudou todos os aspectos legais possíveis.
DIA 18/04 (QUINTA-FEIRA)
15h | O AVIADOR

Classificação indicativa: 12 anos

Direção: Martin Scorsese | Drama | EUA, Alemanha | 2005 | 2h45 | Legendado

Sinopse: Howard Hughes (Leonardo DiCaprio) ficou milionário já aos 18 anos, devido à herança que seu pai, um inventor texano, deixou para ele. Pouco depois se mudou para Los Angeles, onde passou a investir na indústria do cinema. Hughes ajudou a carreira de vários astros, como Jean Harlow (Gwen Stefani), e ainda trabalhou em filmes de grande sucesso, como “Hell’s Angels”, que dirigiu. Paralelamente se dedicou a uma de suas maiores paixões, a aviação, e se envolveu com as atrizes Katharine Hepburn (Cate Blanchett) e Ava Gardner (Kate Beckinsale).
19h | OS INFILTRADOS

Classificação indicativa: 18 anos

Direção: Martin Scorsese | Drama, Policial | EUA | 2006 | 2h30 | Legendado

Sinopse: A polícia trava uma verdadeira guerra contra o crime organizado em Boston. Billy Costigan (Leonardo DiCaprio), um jovem policial, recebe a missão de se infiltrar na máfia, mais especificamente no grupo comandado por Frank Costello (Jack Nicholson). Aos poucos Billy conquista sua confiança, ao mesmo tempo em que Colin Sullivan (Matt Damon), um criminoso que foi infiltrado na polícia como informante de Costello, também ascende dentro da corporação. Tanto Billy quanto Colin sentem-se aflitos devido à vida dupla que levam, tendo a obrigação de sempre obter informações. Porém quando a máfia e a polícia descobrem que entre eles há um espião, a vida de ambos passa a correr perigo.
DIA 19/04 (SEXTA-FEIRA)
10h | A INVENÇÃO DE HUGO CABRET

Classificação indicativa: 9 anos

Direção: Martin Scorsese | Drama, Aventura | EUA | 2012 | 2h08 | Legendado

Sinopse: Paris, anos 30. Hugo Cabret (Asa Butterfield) é um órfão que vive escondido nas paredes da estação de trem. Ele guarda consigo um robô quebrado, deixado por seu pai (Jude Law). Um dia, ao fugir do inspetor (Sacha Baron Cohen), ele conhece Isabelle (Chloe Moretz), uma jovem com quem faz amizade. Logo Hugo descobre que ela tem uma chave com o fecho em forma de coração, exatamente do mesmo tamanho da fechadura existente no robô. O robô volta então a funcionar, levando a dupla a tentar resolver um mistério mágico.
13h30 | ILHA DO MEDO

Classificação indicativa: 16 anos

Direção: Martin Scorsese | Suspense | EUA | 2010 | 2h17 | Legendado

Sinopse: 1954. Teddy Daniels (Leonardo DiCaprio) investiga o desaparecimento de um paciente no Shutter Island Ashecliffe Hospital, em Boston. No local, ele descobre que os médicos realizam experiências radicais com os pacientes, envolvendo métodos ilegais e anti-éticos. Teddy tenta buscar mais informações, mas enfrenta a resistência dos médicos em lhe fornecer os arquivos que possam permitir que o caso seja aberto. Quando um furacão deixa a ilha sem comunicação, diversos prisioneiros conseguem escapar e tornam a situação ainda mais perigosa.
16h30 | A ÚLTIMA TENTAÇÃO DE CRISTO

Classificação indicativa: 14 anos

Direção: Martin Scorsese | Drama | EUA, Canadá | 1988 | 2h44 | Legendado

Sinopse: Jesus (Willem Dafoe) é um carpinteiro que vive um grande dilema, pois é quem faz as cruzes com as quais os romanos crucificam seus oponentes. Resumindo, Jesus se sente como um judeu que mata judeus. Vivendo um terrível conflito interior ele decide ir para o deserto, mas antes pede perdão a Maria Madalena (Barbara Hershey), que se irrita com Jesus, pois não se comporta como uma prostituta e sim como uma mulher que quer sentir um homem ao seu lado. Ao retornar, Jesus volta convencido de que é o filho de Deus e logo salva Maria Madalena de ser apedrejada e morta. Então reúne doze discípulos à sua volta e prega o amor, mas seus ensinamentos são encarados como algo ameaçador, então é preso e condenado a morrer na cruz. Já crucificado, é tentado a imaginar como teria sido sua vida se fosse uma pessoa comum.
DIA 20/04 (SÁBADO)

10h | TOURO INDOMÁVEL

Classificação indicativa: 16 anos

Direção: Martin Scorsese | Drama | EUA | 1980 | 2h09 | Legendado

Sinopse: O pugilista peso-médio Jake LaMotta (Robert De Niro), chamado de “o touro do Bronx”, sobe na carreira com a mesma rapidez com que sua vida particular se degrada, graças ao seu temperamento violento e possessivo. Todos ao seu redor são afetados por seu comportamento auto-destrutivo, como seu irmão e empresário Joey LaMotta (Joe Pesci) e sua esposa Vickie (Cathy Moriarty).

13h30 | TÁXI DRIVER

Classificação indicativa: 14 anos

Direção: Martin Scorsese | Drama, Policial | EUA | 1976 | 1h55 | Legendado

Sinopse: Em Nova York, um homem de 26 anos (Robert De Niro), veterano da Guerra do Vietnã, é um solitário no meio da grande metrópole que ele vagueia noite adentro. Assim começa a trabalhar como motorista de taxi no turno da noite e nele vai crescendo um sentimento de revolta pela miséria, o vício, a violência e a prostituição que estão sempre à sua volta. Perde bastante noção das coisas quando leva uma bela mulher (Cybill Sheperd), que trabalha na campanha de um senador, para ver um filme pornô logo no primeiro encontro, mas tem momentos de altruísmo ao tentar persuadir uma prostituta de 12 anos (Jodie Foster) para ela largar seu cafetão, voltar para a casa de seus pais e ir para a escola. Porém, em contra-partida, compra quatro armas, sendo uma delas um Magnum 44, e articula um atentado contra o senador (que planeja ser presidente) e para quem sua amiga trabalha.

16h10 | CASSINO

Classificação indicativa: 18 anos

Direção: Martin Scorsese | Drama | EUA, França | 1995 | 2h58 | Legendado

Sinopse: Através de três personagens básicos: um diretor de cassino (Robert De Niro) com um passado comprometedor; uma prostituta de alta classe (Sharon Stone), que dominava a todos, menos o seu cafetão; e um gângster (Joe Pesci), que tomava conta do diretor do cassino e passa gradativamente, a seguir os passos dela, criado um painel de Las Vegas dos anos 70, quando a Máfia controlava o jogo, até o gradual surgimento das grandes corporações, que ficaram no lugar das quadrilhas e transformaram a cidade em uma Disneylândia.

Serviço

Evento: Mostra Perfil de Cinema – Martin Scorsese

Data: 17 a 20 de abril de 2019

Entrada: gratuita

Local: Cineteatro São Luiz (Rua Major Facundo, 500 – Centro)

TJA lança edital de Ocupação Artística 2019

 

Chegando na sua terceira edição, a Chamada de Ocupação Artística do Theatro José de Alencar, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), irá selecionar grupos do Estado do Ceará para compor o cronograma de atividades dos mais variados espaços deste complexo cultural de junho a dezembro de 2019. O período de inscrições é de 05 a 25 de abril de 2019.

São 16 espaços disponíveis e muitas possibilidades de desenvolver um trabalho artístico no mais importante teatro do Ceará. Artes visuais, música, dança, teatro, circo, audiovisual, literatura e outras linguagens artísticas podem ocupar os espaços que compõem a edificação tombada, jardim e todo o Anexo CENA.

Ao todos foram contemplados 121 projetos nos anos de 2017 e 2018. Alguns programas disponibilizam apoio financeiro e outros são cedidos espaços para realização de atividades culturais das mais variadas linguagens artísticas.

Com esta iniciativa, o Theatro José de Alencar busca promover o fortalecimento e fomento desta centenária casa de espetáculos junto à classe artística e ao grande público. Após cumprir o calendário disposto na Chamada, serão divulgados os selecionados, de acordo com os espaços pretendidos e linguagens.

 

Confira o edital e faça sua inscrição:
http://mapa.cultura.ce.gov.br/oportunidade/1371/

“Abril com Bonecos”: TJA realiza programação especial, em referência ao Dia Nacional do Teatro de Bonecos


Para comemorar o Dia Nacional do Teatro de Bonecos, 24 de abril, o Theatro José de Alencar (TJA), equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), preparou uma programação especial neste mês, que acontece sempre às quarta-feiras, com entrada franca, e classificação livre, na calçada do Theatro.

A programação começa nesta quarta-feira, 3, às 17h30, com a apresentação do Mestre da Cultura do Estado: o Mestre Chico Bento Calungueiro. Natural do Trairi, o mestre traz em sua trajetória a participação no livro “Cassimiro Coco de Cada Dia – Botando Boneco no Ceará”, de autoria da artista e pesquisadora Ângela Escudeiro. A atividade acontece na calçada

Já no dia 10/4, às 17h30, o Grupo Epidemia de Bonecos apresenta o espetáculo “A Saga de Jesus Cristo”, que é um mergulho nas tradições cearenses para contar uma das histórias mais conhecida no mundo, narrando os momentos mais significativos da vida de Jesus: de sua entrada em Jerusalém até a sua morte e ressurreição.

Dois espetáculos serão apresentados no dia 17/4. A programação começa às 16h, com o “Folia de Bonecos”, apresentado por Bibi e seus Bonecos. Às 17h, Calu Maravilha apresenta “As aventuras do Professor Tiridá nas terras do Coronel da Conceição”.

No último dia do “Abril com Bonecos”, 24/4, às 17h30, acontece a Tenda Aberta – Varietês, oportunidade para ver diversos artistas e grupos, entre eles: Grupo Formosura de Teatro, Cia Chacoalho, Grupo Mamulengo Tradição, Bibiu e seus bonecos, Calu Maravilha, Cia. Tercelões, Augusto Bonequeiro, Grupo Epidemia de Bonecos, Grupo Bricoleiros, Toinho de Toni do Quixeré.

 

 

ORQUESTRA CONTEMPORÂNEA BRASILEIRA ESTREIA NO CINETEATRO SÃO LUIZ

 

Fortaleza sediará uma orquestra profissional. No dia 26 de março, às 19 horas, a Orquestra Contemporânea Brasileira estreia no palco do Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), como parte da programação alusiva aos 60 anos do equipamento cultural. Formada por músicos profissionais, o grupo se apresenta com formação sinfônica, constituída por 43 músicos que tocam instrumentos de corda, sopro e percussão.

Os primeiros passos da Orquestra foram dados em 2016, como fruto de uma ação cultural do Sistema Brasileiro de Bandas e Orquestras (Sinfonia.br), em parceria com a Associação dos Amigos da Arte (AAMARTE). Desde então o grupo tem se apresentado em versão reduzida, através do seu Quarteto de Cordas. A agenda de 2019 prevê uma série de apresentações da formação sinfônica, como também da camerata, que inclui a participação de 14 a 28 músicos, dependendo do repertório.

Na apresentação inaugural serão interpretadas obras de compositores como Bach, Mozart, Vivaldi e dos brasileiros Chiquinha Gonzaga, Guerra-Peixe e Luiz Gonzaga. O repertório passará por estilos que vão do Barroco à música popular brasileira, marcando uma das características da orquestra que é a combinação de música erudita e popular e a valorização de compositores nacionais. Esta é a primeira de uma série de apresentações que serão realizadas mensalmente no Cineteatro São Luiz.

Além de contribuir com a ampliação do mercado da música no Estado, a Orquestra Contemporânea Brasileira assumiu um importante compromisso com a formação de novos instrumentistas. Estão sendo selecionados jovens bolsistas que irão se apresentar junto aos músicos profissionais e participar de aulas e masterclasses com professores do Brasil e do exterior. A orquestra tem um núcleo de formação musical em Fortaleza, em parceria com o IFCE (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará), que prepara monitores e regentes com o apoio da Secult. No interior do Estado, já foi criado um núcleo em Pindoretama e dia 15 de março será inaugurado outro em São Gonçalo do Amarante, com o apoio da Energia de Portugal (EDP), patrocinadora da Orquestra Contemporânea Brasileira.

A direção artística da OCB é do maestro Arley França, que é Doutor em Educação, Mestre e Licenciado em Música, e fundador da Orquestra de Sopros de Pindoretama. O maestro acumula a experiência de criação de mais de 40 bandas e orquestras infantojuvenis no Ceará e a direção de concertos na Alemanha e Noruega. Orientou-se em regência em cursos realizados na Inglaterra, Itália e Estados Unidos e integra o projeto Orquestrando o Brasil, do maestro João Carlos Martins.

Sala com maior média de espectadores por sessão de cinema no Brasil, o Cineteatro São Luiz em seu primeiro ciclo de gestão desde sua reabertura pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (maio de 2015 a dezembro de 2018) recebeu 602.437 espectadores em 2.667 atividades, chegando a média diária de 450 espectadores. Sendo capaz de abrigar, em alta performance, diversas linguagens artísticas em seus “seis palcos”, o equipamento rebatizado de Cineteatro chega em março de 2019 aos 61 anos em plena atividade. Para comemorar a data, 36 filmes serão exibidos em 42 sessões de cinema gratuitas, além de espetáculos musicais, teatrais, de dança, musical e a estreia da Orquestra Contemporânea Brasileira.

 

Serviço:
Concerto inaugural da Orquestra Contemporânea Brasileira
Local: Cineteatro São Luiz
Data: 26 de março
Horário: 19 horas
Gratuito
Realização: Sinfonia BR e AAMARTE
Apoio cultural: Cineteatro São Luiz, Instituto EDP, Ministério da Cidadania
Patrocínio: EDP

Abertura do “Ano Cultural Sérvulo Esmeraldo” ocorre na quarta-feira (27/2)

 

O Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura, e o Instituto Sérvulo Esmeraldo, realizam na próxima quarta-feira (27/2), às 19h, no Cineteatro São Luiz, a solenidade de abertura do ano Cultural Sérvulo Esmeraldo no Ceará. A data é celebrada em alusão aos 90 anos que o artista completaria em 2019. A programação, gratuita e aberta ao público, conta com cerimonial celebrativo, apresentação musical e a exibição do documentário “Sérvulo Esmeraldo: o espaço no infinito” (produzido pelo Cine Group).

A ação se destina a prestar homenagem “in memoriam” para Esmeraldo, um bravo e pioneiro artista; inventor reconhecido nacionalmente e internacionalmente como desenhista, escultor, gravador, ilustrador e pintor cearense. Sérvulo sempre foi preocupado em difundir a cultura no Estado do Ceará e fez uso de seu prestígio como artista internacional, agindo em defesa da política cultural, bem como da classe artística.

“Declarar o ano de 2019 como o Ano Cultural Sérvulo Esmeraldo não trata-se de uma simples homenagem e sim de um ato justo de reconhecimento a um artista inigualável, que mostrou ao mundo a cultura Cearense, projetando o estado internacionalmente, destacando-o na história da arte dos séculos XX e XXI”, ressalta o secretário da Cultura Fabiano Piúba. Este reconhecimento se dará também em forma de lei. Para tanto, estará sendo enviado pelo Governador do Estado, Camilo Santana, um Projeto de Lei a ser votado pela Assembleia Legislativa, cuja finalidade é instituir 2019 como o Ano Cultural Sérvulo Esmeraldo.

 

 

Sobre Sérvulo Esmeraldo

O Grande artista visual cearense e universal Sérvulo Esmeraldo, o poeta das linhas, tinha o mundo por ateliê. Faleceu em 2017, aos 88 anos, deixando um grande legado nas diversas técnicas e linguagens que atuou, reconhecido graças aos seus incansáveis esforços como artista dos traços, das linhas, como um eterno brincante com a luz. Seu talento atraiu a atenção do meio cultural e a classe artística ainda na adolescência, quando iniciou seus trabalhos com a xilogravura, seguida pela pintura quando integrou a Sociedade Cearense de Artes Plásticas, a histórica SCAP.

Sua obra é a síntese de uma vida trabalhada no Brasil e na Europa. Desde a primeira exposição realizada no Crato em 1951, o artista que viria a se tornar uma referência na história da arte brasileira, alçou voo na Europa, construindo uma sólida carreira na famosa Escola de Paris, primeiramente como gravador, e depois como o artista cinético detentor de uma obra extremamente original, que chamou de “Excitáveis”.

Em Fortaleza, Sérvulo Esmeraldo notabilizou-se, sobretudo, como o artista das grandes esculturas expostas a céu aberto na capital cearense. São dele alguns marcos importantes da cidade, a exemplo do Monumento ao Interceptor Oceânico, considerada a primeira escultura contemporânea braseira, instalada na Praia do Náutico, a escultura composta por cinco quadrados paralelos, na entrada do Campus do Pici, dentre outras mais de 30 obras de tal magnitude. Com centenas de exposições realizadas no Brasil e no exterior, e participação em importantes Salões, Bienais e outras coletivas nacionais e internacionais, sua obra está representada em museus brasileiros e estrangeiros

 

Serviço:

2019 Ano Cultural Sérvulo Esmeraldo
Abertura no Cineteatro São Luiz
Dia: 27/02/2019
às 19h
Atividade gratuita e aberta ao público.

Conheça os Novos Mestres e Mestras da cultura – Secult divulga resultado final do Edital dos Tesouros Vivos da Cultura 2018

 

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) divulgou, nesta quarta-feira, 20/02, o resultado final do Edital do “Tesouros Vivos da Cultura” do Estado do Ceará 2018 para reconhecimento dos novos Mestres e Mestras da Cultura, novos grupos e coletividades. Com esse resultado, mais uma meta do Plano Estadual de Cultura do Ceará foi atingida: a da ampliação do número de Mestres da Cultura do Estado. Confira o resultado no site de editais da Secult: http://editais.cultura.ce.gov.br/.

Com o Edital do Tesouros Vivos da Cultura 2018, foram contemplados 11 (onze) novos Mestres e Mestras da Cultura. Além deles, 02 (dois) grupos e 01 (uma) coletividade estão na lista. No processo seletivo, 119 inscrições foram validadas, sendo 105 inscritos para a categoria pessoa natural – mestres e mestras da Cultura, 11 para categoria grupos e 03 para coletividade.

O processo seletivo do Edital contou com a avaliação de uma Comissão Especial formada por Jana Rafaella Maia Machado, mestra em Preservação do Patrimônio Cultural pelo Mestrado Profissional em Preservação do Patrimônio Cultural – PEP-MP/IPHAN; Sílvia Maria Aragão de Andrade Furtado, mestra em Educação, pela Universidade Federal do Ceará, editora e secretária executiva da Fundação Waldemar Alcântara; Francisco Otávio de Menezes, historiador e coordenador do Arquivo Intermediário da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará; Raimundo Oswald Cavalcante Barroso, doutor em Sociologia, pela Universidade Federal do Ceará, professor da Universidade Estadual do Ceará, dramaturgo, poeta, jornalista, folclorista e teatrólogo; e Poliana Santos Braga, presidente da Comissão Cearense de Folclore.

1. Mestres e Mestras da Cultura

Adrião Sisnando de Araújo (Juazeiro do Norte – Cabaceiro) – Cabaceiro Siará, com 52 anos, é filho do Cariri cearense. Destaca-se pelas atividades de pesquisador e museólogo popular, coletando e mantendo um importante acervo no seu Museu das Cabaças, preservando a memória do povo cabaceiro.

Aécio Rodrigues de Oliveira (Crato – Luthieria) – Com 62 anos de idade, Aécio de Zaira tem como ofício, há 21 anos, a produção artesanal de instrumentos musicais (luthieria), por meio da reciclagem de madeiras mortas e outros materiais descartados no lixo, além de materiais em decomposição encontrados na natureza. Representa também através da música e da poesia popular as tradições do Cariri. Sua produção tem como raízes os saberes e fazeres de sua bisavó paterna, índia Kariri que morava na região rural do Crato. Seus conhecimentos foram adquiridos em família através da oralidade e do convívio cotidiano e, atualmente, transmite-os voluntariamente no quintal de sua casa em aulas de música e de luthieria.

Antônio Ferreira Evangelista (Juazeiro do Norte – Reisado) – Mestre Antônio, 57 anos, natural de Juazeiro do Norte, é líder de reisado e brincante há mais de 40 anos. Tem uma ligação tão forte com a manifestação que se torna impossível separar sua existência da brincadeira do reisado. Começou a participar da atividade quando criança no Reisado do Mestre Pedro, após o falecimento do mesmo, Antônio e seus irmãos deram continuidade ao grupo que passou a ser chamado de Reisado dos Irmãos, em 1996.

Expedito Antonio do Nascimento (Juazeiro do Norte – Banda Cabaçal) – Mestre Expedito Caboco possui 69 anos, dos quais 60 têm sido vivenciando e difundindo a tradição das bandas cabaçais e 50 representando o personagem Mateus em reisados e guerreiros de Juazeiro do Norte. Mantém com muito afeto e respeito a cultura da banda cabaçal, que tem sido vivida e transmitida entre as diversas gerações de sua família. Recebeu de seu pai, João Marques de Souza, em 1971, a direção da banda cabaçal fundada por seu avô e irmãos deste, em 22 de março de 1901, sob as bênçãos de Padre Cícero. À frente da banda cabaçal, hoje denominada Banda Cabaçal Santo Expedito, mantém, com sua memória, criatividade e incrível habilidade, os repertórios, os instrumentos, as danças e os demais saberes e fazeres ligados a esta importante tradição.

Francisco Alves de Freitas (Caridade – Artesanato em Couro) – Conhecido como Chico Belo, nasceu há 70 anos em Caridade, no Sertão de Canindé. Desenvolve o artesanato em couro, ofício herdado do pai e do avô. Em suas mãos, o couro curtido vira selas e arreios, botas e sandálias, cintos e chicotes. Mestre Chico Belo se destaca pelo esmero e pela delicadeza do seu trabalho, certamente por considerar seu ofício uma arte.

João Pedro de Carvalho Neto (Fortaleza – Xilogravura e Literatura de Cordel) – João Pedro (54 anos), reside em Fortaleza desde 2001. Conhecido como João Pedro de Juazeiro, é um artista inquieto e muito produtivo na área de xilogravura e literatura de cordel. Começou a desenvolver seus trabalhos com xilogravura na Lira Nordestina, em Juazeiro do Norte. Além de produzir, preocupa-se em transmitir seus conhecimentos através de oficinas e fomentar sua arte em exposições. O Mestre empenha-se ainda em preservar a memória de seu povo, mantendo e protegendo um acervo de mais de 8000 mil peças composto por xilogravuras impressas e equipamentos para a fabricação dessa arte que tanto representa o Nordeste.

Raimunda Rodrigues Teixeira (Caucaia – Cultura Indígena – Povo Tapeba) – Dona Raimunda Tapeba (73 anos) é líder de seu povo, ocupando a função de pajé, sendo considerada a primeira mulher indígena a ocupar o papel de pajé numa etnia indígena no Ceará. Sua comunidade está estimada, atualmente, numa população de oito mil indígenas da etnia Tapeba, que vivem na margem do rio Ceará, em Caucaia. D. Raimunda mantém os costumes indígenas vivos através de sua memória e seus ensinamentos acerca das lendas, culinária, ervas, rituais e costumes. A Mestra Pajé Raimunda Tapeba é uma representante valente e incansável dos indígenas do Ceará.

Maria Josefa da Conceição (Porteiras – Comunidade Quilombola dos Souza – Dança do Coco e Maneiro Pau) – Conhecida como Maria de Tiê tem 58 anos, dos quais 41 anos são dedicado aos fazeres e saberes da dança do coco e do maneiro-pau na Comunidade Quilombola dos Souza, localizada no Sítio de Vassourinha, zona rural do município de Porteiras. Suas toadas e emboladas de coco divulgam as tradições e práticas culturais próprias de seu povo, como forma de reconhecimento e valorização da transmissão entre as gerações dos saberes de raiz cultural africana e afro-brasileira, esta advinda da singularidade, história e cultura repassada pelo seu pai, o Mestre Luiz Manoel de Souza, que foi mestre de reisado, embolador de coco e Maneiro-Pau. Maria de Tiê dedica-se também através de sua dança, cores e cantos à luta pelos direitos da mulher negra, pelo respeito à diversidade étnica e à sua própria história.

José Maria Pereira dos Santos (Aratuba – Cultura Indígena – Povo Kanindé) – Cacique Sotero, hoje com 75 anos, cresceu em meio às matas, acompanhando os pais desde pequeno nas caçadas e nos trabalhos agrícolas. Tem trabalhado na agricultura familiar de subsistência por toda a sua vida, dedicando-se também às lutas dos movimentos sociais e populares desde a década de 1960, especialmente como liderança indígena. É o idealizador do Museu dos Kanindé, o primeiro museu indígena do Ceará e segundo do Brasil, reinterpretando os saberes e técnicas herdados dos seus ancestrais.

Edite Dias de Oliveira Silva (Crato – Dança do Coco) – Dona Edite do Coco, com 78 anos de vida, é a principal responsável por manter viva a dança do coco na comunidade das Batateiras, no Crato. Ela lidera o Grupo de Mulheres do Coco da Batateira, um grupo de 17 agricultoras cratenses, com idades entre 56 e 84 anos, criado em 1979, quando ela e três amigas se reuniram para fazer uma apresentação da turma do Movimento Brasileiro de Alfabetização (MOBRAL) na programação do Dia do Folclore na Praça da Sé do Crato. O grupo hoje é reconhecido com um dos mais importantes do Nordeste, tendo sido já objeto de diversas pesquisas.

Francisco Gildamir de Sousa Chagas (Aurora – Escultor e Luthier) – Conhecido como Gil D’Aurora, nasceu há 60 anos, em Juazeiro do Norte, mas, desde três meses de idade, reside em Aurora, considerando-se assim “aurorense de coração”. Aprendeu cedo com o pai e o avô a transformar madeira em arte e, no grupo dos notáveis escultores de Aurora, destacou-se nas esculturas em movimento. Gil foi deixando sua marca nos vários segmentos que explora, seja nas esculturas em movimentos, ex-votos ou móveis, mas foi inspirado pelo Mestre Antônio Pinto Fernandes que Mestre Gil D’Aurora entrou de cabeça no ofício de luthier, apaixonando-se fulminantemente pelas curvas e pela sonoridade da rabeca.

2. Grupos

Reisado Mirim Santo Expedito (Juazeiro do Norte – Reisado) tem origem na dedicação a esta expressão que é transmitida entre as gerações como tradição familiar. Foi fundado por um grupo de meninas entre nove e dezoito anos, que conquistaram o seu espaço em um universo marcadamente masculino, evidenciando a beleza mística encarnada de guerreiras ou semideusas. O protagonismo das meninas, sob a condução de Flatenara Silva, reconfigura o papel do feminino no universo do reisado e representa o futuro de uma tradição que, através dos jovens, encanta e atualiza a memória dos mais velhos e de seus antepassados.

Maracatu Rei de Paus (Fortaleza- Maracatu) é o maracatu em atividades contínuas há mais tempo em Fortaleza. Foi fundado há 65 anos pelos irmãos Antônio Barbosa, José Bernardino Barbosa e Geraldo Barbosa. Já recebeu vinte e sete (27) títulos de campeão do carnaval de rua de Fortaleza, destacando-se, tradicionalmente, nos seus cortejos, por seus ritmos, cores, loas, alas e coroação de sua rainha. A família Barbosa mantém com muito amor essa tradição familiar, buscando sempre fortalecer os elos afetivos da comunidade para com esta expressão afro-brasileira, promovendo momentos de aprendizado, socialização e ludicidade através de seus mutirões para confecção de material, ensaios e apresentações.

3. Coletividade

Associação União dos Moradores do Jatobá (Chaval – Farinhada / Mandiocultura) foi reconhecida como coletividade pelo fazer cultural da farinhada, tradição ancestral da agricultura familiar da zona rural de Chaval. Sua prática resiste ao tempo há mais de 40 anos, e tem a farinha como referência de suas memórias, passando entre as gerações até os dias atuais. A casa de farinha é um espaço sagrado de produção de um dos principais alimentos do povo nordestino, lugar de convívio e socialização onde diversas famílias e gerações praticam a reciprocidade, alimentando seus laços de afeto e convivência. Em Chaval, a produção da farinha preservar a forma artesanal, baseada na herança ancestral indígena e afrodescendente. Dentre várias atividades realizadas pela associação está o rito que celebra a colheita da mandioca entre os meses julho a outubro de cada ano, reunindo as trabalhadoras e os trabalhadores rurais para vivenciar este momento de fortalecimento da identidade coletiva dando sentido ao conhecimento e à técnica do fazer tradicional.

Saiba mais

O aumento do número de Mestres e Mestras da Cultura do Estado se deu com a alteração da Lei dos Tesouros Vivos da Cultura, sancionada pelo Governador Camilo Santana, ampliando o limite de 60 para 80 mestres(as) reconhecidos(as).

Os Mestres da Cultura do Ceará são reconhecidos pelas leis 13.351/2003 e 13.842/2006 que instituem o registro dos Tesouros Vivos da Cultura do Estado do Ceará. Por meio de seleção pública, os mestres agraciados passam a receber um auxílio financeiro mensal e os grupos tradicionais recebem apoios para suas atividades.

8º Fórum Nacional de Museus acontecerá em Fortaleza, com apoio da Secult

 

O secretário da Cultura do Estado do Ceará, Fabiano dos Santos Piúba, e a equipe da Secretaria da Cultura (Secult) receberam, na tarde desta segunda-feira, 18/2, a diretora do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) Eneida Braga, para tratar do 8º Fórum Nacional de Museus. Contando com o apoio da Secult, o evento acontecerá no segundo semestre em Fortaleza.

“O  Fórum Nacional de Museus irá receber cerca de mil pessoas de vários lugares do País e vai contar com a parceria do Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura, no âmbito da programação e dos espaços de realização do evento. Estaremos definindo quais serão os ambientes em deve acontecer o Fórum, com os museus vinculados à Secult e demais equipamentos culturais. Esse encontro é fundamental para o fortalecimento da política nacional de museus, de articular os sistemas estaduais de museus e o próprio Fórum, que envolve tanto os museus público, como privados e comunitários. Também pensamos em um fortalecimento institucional do Ibram, que é um instituto fundamental para as políticas de patrimônio e memória no Brasil”, destacou o secretário Fabiano Piúba sobre a parceria.

Fortaleza foi a cidade sede escolhida na última edição do Fórum Nacional de Museus, que ocorreu em Porto Alegre, em 2017. “O Fórum é o maior encontro realizado pelo setor museológico brasileiro. No Brasil nós temos mais de 3.700 museus e este é um espaço de interlocução, de debates, de propostas e de discussão das políticas públicas para a área de museus no País”, ressaltou a a diretora do Ibram, Eneida Braga.
Mais sobre o Fórum Nacional de Museus

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) é responsável pelas políticas públicas para o setor museal no Brasil e realiza, a cada dois anos, o Fórum Nacional de Museus (FNM). Evento de abrangência nacional, o fórum tem por objetivo refletir, avaliar e delinear diretrizes para a Política Nacional de Museus (PNM), consolidando as bases para a implantação de um modelo de gestão integrado dos museus brasileiros, por meio do Sistema Brasileiro de Museus (SBM). Museólogos, gestores, pesquisadores, estudantes e demais interessados na área de museus e memória no Brasil terão espaço para refletir sobre os rumos dos museus brasileiros, e da Política Nacional de Museus.