Browsing Tag

quixadá

ESCOLA DE CINEMA DO SERTÃO ABRE INSCRIÇÕES PARA CURSOS GRATUITOS

A Escola de Cinema do Sertão – projeto desenvolvido pelo Instituto Assum Preto de Arte, Cultura, Cidadania e Meio Ambiente de Senador Pompeu – está com inscrições abertas para os cursos de Produção para Documentário e Animação em Stop Motion até dia (05/07). Para participar dos cursos, os candidatos devem ter disponibilidade e idade mínima de 16 anos. Os cursos são gratuitos e as inscrições podem ser realizadas por formulário eletrônico disponível no site do projeto www.escoladecinemadosertao.com.br, e nas páginas das redes sociais,facebook.com/escoladecinemadosertao/ e @escoladecinemadosertao. 

Após as inscrições, ocorre o processo de seleção, com divulgação dos selecionados até o dia 05 de julho. Ao todo, entre cursos de qualificação e aperfeiçoamento, serão mais que 500 vagas distribuídas entre ex-alunos e novos integrantes da escola.

As aulas acontecem a partir do dia 08 de julho em Quixadá. No curso de Produção para Documentário os participantes aprendem a desenvolver de maneira simples e eficiente como produzir um documentário. Tem duração de 60 horas/aula e a grade curricular contempla todas as etapas de realização, além das técnicas de abordagem inerentes ao ofício do documentarista. Como atividade prática, os estudantes transformam em filmes os roteiros construídos pelos estudantes do curso de Roteiro para Documentário; oportunidade em que vivenciam na prática todo o processo de produção.

Já no curso de Animação em Stop Motion, que também está com inscrições abertas, os alunos adquirem os conhecimentos técnicos para o desenvolvimento das atividades de animação, passando por todo o processo da produção de um vídeo de animação – da elaboração do roteiro à finalização.

No mês de maio foi ministrado o curso de Roteiro para Cinema (filmes de ficção) e, nesta semana, estão sendo concluídas as atividades do curso de Roteiro para Documentário. Ainda esse ano deve começar o de Realização Audiovisual, anuncia o produtor cultural Adriano Souza, fundador do Instituto Assum Preto de Arte, Cultura, Cidadania e Meio Ambiente de Senador Pompeu. Para a próxima turma de Realização Audiovisual, a Escola de Cinema do Sertão firmou parceria com o Cinema Instantâneo (CI), integrando o Ceará nesse movimento cinematográfico que surgiu em São Paulo, mas que agrega cineastas dos estados da Paraíba e Pernambuco.

O CI tem a proposta de somar saberes e possibilidades transformadoras da vida de cada localidade em que se faz presente, revelando talentos e criando narrativas a partir do espaço e das pessoas de cada localidade. O movimento usa a arte como ferramenta que fundamenta o processo de comunicação, ensino e aprendizagem, expandindo suas ações, abrindo espaço e incentivando produções independentes.

Dessa forma, contribui para a preservação da história das comunidades por onde passa e, consequentemente, para o desenvolvimento cultural e regional das mesmas. Cada atividade realizada, além de envolver toda a sociedade, prestigia e ressignifica a memória local, por meio das narrativas imagéticas dos espaços e das pessoas.

“Buscamos novas parcerias para agregar conhecimento, provocar reflexões e proporcionar novas vivências aos nossos alunos. Afinal, a escola é para quem deseja mergulhar nos estudos teóricos e práticos do fazer cinematográfico e audiovisual. Para os nossos jovens, essa é a oportunidade de ir além da formação técnica e adquirir competência profissional, seja para atuar no mercado de trabalho ou para desenvolver seus projetos autorais”, explica Adriano. Apenas em 2019, a Escola de Cinema do Sertão deve atender mais de 1000 alunos dos municípios de Quixadá, Quixeramobim, Pedra Branca, Ibicuitinga e Senador Pompeu.

Sobre a Escola de Cinema do Sertão 

O projeto Escola de Cinema do Sertão atua com formação técnica e produção audiovisual desde 2012, especialmente em Quixadá. O projeto já possibilitou formação a mais de 800 jovens no Sertão Central do Ceará, e produziu 21 curtas-metragens, entre filmes de animação, documentário e ficção, com temáticas diversas, como: cidadania, patrimônio, cultura, meio ambiente, quilombolas etc., muitos dos quais premiados em festivais nacionais e internacionais.

A programação de cursos da Escola de Cinema do Sertão conduz os participantes a uma imersão no processão de produção audiovisual, desde a elaboração de roteiro até a edição, passando por todas as etapas fundamentais da realização. No total, oferta mais de 10 cursos gratuito. As qualificações contemplam: Roteiro para Cinema, Roteiro para Documentário; Produção para Documentário; Animação em Stop Motion; Roteiro e Desenho de Animação em 2D; Produção para Cinema, Publicidade e Novas Mídias; além de Realização Audiovisual.  Já os aperfeiçoamentos são nas áreas de Linguagem Audiovisual e Videomapping; Técnicas e Produção de Jogos RPG; Concepção, Gestão, Captação de Recursos e Financiamento para conteúdo Audiovisual.

O projeto Escola de Cinema do Sertão é realizado pelo Instituto Assum Preto de Arte, Cultura, Cidadania e Meio Ambiente, produzido pela Assum Preto Produções em parceria com o NAVI – Núcleo de Pesquisas e Experimentos Audiovisuais do Instituto Federal do Ceará campus Quixadá, e o apoio cultural da Secretaria de Cultura do Governo do Estado do Ceará através do Edital Cinema e Vídeo, a Casa de Saberes Cego Aderaldo e a Prefeitura Municipal de Quixadá.

Serviço:

CURSO: Produção para Documentário

Inscrições: De26/06 a 05/07

Aulas: De08/07 a 20/07

Local/Endereço: Casa de Saberes Cego Aderaldo – Praça José de Barros (Praça do Leão) – Quixadá

Horário: das 8h30min às 22h

Pré-requisitos: Idade mínima de 16 anos

GRATUITO

CURSO: Animação em Stop Motion

Inscrições: 26/06 a 05/07

Curso: 08/07 a 19/07

Local/Endereço: IFCE campus Quixadá

Horário: das 8h às 11h30 (Manhã)*

Pré-requisitos: Idade mínima de 16 anos

*Haverá ônibus saindo diariamente da Praça do Leão às 7h30min e retornando às 11h40min

GRATUITO

Loja Pinheiro Supermercado em Quixadá tem programação especial de aniversário para clientes

 

O Pinheiro Supermercado comemora aniversário da loja do município de Quixadá. Para celebrar, uma programação diferenciada foi pensada para os clientes. As comemorações começaram na quinta-feira (7), com o encarte de ofertas, válidas até domingo (10).

Como parte das festividades, todos têm direito à meia entrada no Cine Bom Vizinho durante o fim de semana. Além disso, na sexta-feira, haverá um aulão de malhação, às 6h30, e Chef Show Especial sobre decoração de mini bolos com a chef Naara Barros, às 16h. No sábado é dia de se cuidar. A loja vai receber, de 9h às 12h, serviços de aferição de pressão, medição de Índice de Massa Corporal (IMC), corte de cabelo, maquiagem e limpeza de pele. Encerrando a programação, no domingo pela manhã, os clientes poderão realizar degustação no interior da loja e aproveitar a feira de doação de cães e gatos no espaço do estacionamento.

 

Serviço:

Aniversário do Pinheiro Supermercado de Quixadá

Data: 8, 9 e 10 de fevereiro

Local: Rua José de Queiroz Pessoa, 2500 – Planalto Universitário

Telefone (88) 3412.1910

Oportunidade de renda extra no Natal faz profissionais buscarem qualificação

 

 

Final de ano é sinônimo de festa para a maior parte de nós, mas também significa mais trabalho e renda extra para muitas pessoas. Seguindo as previsões da Confederação Nacional do Comércio (CNC), o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (Fecomércio-CE), Maurício Filizola, estima que o Natal movimente mais de R$ 1 bilhão no estado.

Com o aquecimento em diversos setores da economia, algumas empresas precisam aumentar a produtividade para dar conta da demanda e outras oferecem serviços extra para conquistar uma parcela de consumidores que estão dispostos a gastar no período. A contratação de trabalhadores temporários também é comum nessa época. Para os últimos quatro meses de 2018, a estimativa do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Ceará (IPDC), da Fecomércio-CE, é de que sejam geradas 6.500 vagas desse tipo no estado.

Seja almejando uma dessas oportunidades, seja com a intenção de conquistar renda extra no período, é muito comum que os profissionais procurem qualificação como forma de se destacar. Nesse cenário, são mais procurados os cursos rápidos. Dentre as formações que podem ajudar os profissionais nestes meses, estão desde alguns específicos para as festividades de fim de ano, quanto outros que, mesmo atemporais, são focados em áreas cujo movimento cresce bastante nessa época do ano.

Na área de Gastronomia, o Senac/CE oferece um curso de Preparação de Ceia Natalina (20h), voltado não apenas para aqueles que cozinham profissionalmente, mas também para qualquer um que queira aprender novas técnicas e receitas especiais para as festas. Na mesma linha, está o curso de Sobremesas Natalinas (20h), que ensina receitas e técnicas para fazer doces bonitos e saborosos a serem servidos nas confraternizações.

Nos dois últimos meses do ano, também aumenta consideravelmente o movimento em estabelecimentos de alimentação fora de casa. Assim, cursos como o de Qualidade no Atendimento em Bares e Restaurantes (40h) podem ajudar a enfrentar a alta demanda sem perder a excelência.

Outra área que tem aumento de demanda nessa época é a de Beleza. Para os profissionais que trabalham como cabeleireiro e desejam se aperfeiçoar, o curso Penteados Básicos: Preparação e Montagem (20h) apresenta diversas técnicas para modelar diferentes tipos de cabelo e criar visuais para ocasiões como festas e formaturas.

 

Serviço:

Informações e inscrições: http://cursos.ce.senac.br

CURSO PREPARAÇÃO DE CEIA NATALINA

Senac Centro

Data: De 17/11 a 15/12

Horário: De 13h às 17h, aos sábados

Local: Senac Centro (Av. Tristão Gonçalves, 1245 – Centro)

Tel.: 85 3270.5400

Senac Aldeota

Data: De 10 a 14/12

Horário: De 18h às 22h, de segunda a sexta-feira

Local: Senac Aldeota (R. Tibúrcio Cavalcante, 1750 – Aldeota)

Tel.: 85 3433.3884

Senac Sobral

Data: De 19 a 28/11

Horário: De 18h30 às 21h30, de segunda a quinta-feira

Local: Senac Sobral (R. Dr. João Monte, 980 – Centro)

Tel.: 88 3677.8700

Senac Crato

Data: De 03 a 07/12

Horário: De 18 às 22h, de segunda a sexta-feira

Local: Senac Crato (Praça da Sé, 596 – Centro)

Tel.: 88 3586.8750

Senac Quixadá

Data: De 26 a 30/11

Horário: De 18h às 22h, de segunda a quinta-feira

Local: Senac Quixadá (R. Presidente Kennedy, s/n -Alto São Francisco)

Tel.: 88 3582.7793

CURSO SOBREMESA NATALINA

Senac Crato

Data: De 10 a 14/12

Horário: De 18h às 22h, de segunda a sexta-feira

Local: Senac Crato (Praça da Sé, 596 – Crato)

Tel.: 88 3586-8750

Senac Quixadá

Data: De 10 a 14/12

Horário: De 18h às 22h, de segunda a sexta-feira

Local: Senac Quixadá (R. Presidente Kennedy, s/n -Alto São Francisco)

Tel.: 88 3582.7793

QUALIDADE NO ATENDIMENTO EM BARES E RESTAURANTES

Senac Centro

Data: De 26/11 a 13/12

Horário: De 18h30 às 21h30, de segunda a sexta-feira

Local: Senac Centro (Av. Tristão Gonçalves, 1245 – Centro)

Tel.: 85 3270.5400

PENTEADOS BÁSICOS: PREPARAÇÃO E MONTAGEM

Senac Juazeiro

Data: De 26/11 a 03/12

Horário: De 18h às 22h, de segunda a quinta-feira

Local: Senac Juazeiro (R. São Luís, s/n – São Miguel)

Tel.: 88 35668950

Cia. de Dança Rastro, de Quixadá, participa de Festival de Teatro em Portugal, em parceria feita pela Casa de Saberes Cego Aderaldo

A Casa de Saberes Cego Aderaldo, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), em articulação de parceria junto ao Instituto Dragão do Mar, proporciona a ida da Companhia de Dança Rastro, de Quixadá, para o Festival Internacional de Teatro ACERT ( 24º Finta), que acontece na cidade de Tondela, em Portugal, de 14 a 17 de novembro de 2018.

Oito artistas do Sertão Central embarcam nesta quinta-feira, 15/11, para Portugal. Integrantes da Cia. Rastro estarão apresentando no Festival, um espetáculo sobre os Campos de Concentração em Senador Pompeu – O CURRAIS, que foi criado a partir de uma parceria da Companhia de Dança de Quixadá com o Instituto Assum Preto de Senador Pompeu, financiado pela Secult, pelo Edital Incentivo às Artes 2015. O Tema dos Campos de Concentração na cidade de Senador Pompeu e no Estado do Ceará é objeto de pesquisa da Casa de Saberes Cego Aderaldo desde 2016.

O intercâmbio dos artistas neste festival é fruto de uma articulação que vem desde o Fevereiro de 2018 quando a Coordenadora da Casa de Saberes Cego Aderaldo, Paula Geórgia Fernandes, esteve em Portugal em atividades de articulação junto à Universidade do Porto e de Aveiro. Em julho, junto às outras três escolas de Saberes do Ceará, aconteceu o II Encontro de Artes Culturas e Saberes dos Sertões, realizado no equipamento da Secult e também nas cidades de Juazeiro do Norte, Farias Brito, Crato e Barbalha.

Outras instituições como a Universidade do Porto, a Universidade de Angola, a Associação ACERT (Grupo de Teatro Thigolimpo e Ceramistas), Fundação Calouste Gulbenkian e Fundação José Saramago foram parceiros na realização e estiveram presentes nas ações do encontro, que foram desde palestras, rodas de conversa, às vivências. Foram a partir dessas vivências que o convite à Cia Rastro surgiu.

“Esses artistas quixadaenses participam pela primeira vez desse evento de caráter internacional e de grande importância para o meio artístico das artes do espetáculo. O contato com o festival Finta se deu a partir uma parceria que a Casa de Saberes Cego Aderaldo já possui com a Faculdade do Porto através do curso de Belas Artes, que nos levou ao encontro com os artistas do Grupo Trigo Limpo de Teatro ACERT. Assim surgiu a oportunidade de um intercâmbio, onde recebemos os artistas em julho, vindos com o apoio direto da Fundação Calouste Gulbenkian, a Fundação José Saramago e o Concelho de Tondela.

Cinco Artistas da cidade de Tondela – sendo três artistas do grupo de Teatro Trigo Limpo da ACERT e dois artistas da arte da cerâmica – vieram em julho para o Encontro de Saberes realizado pela Casa de Saberes Cego Aderaldo. Esses três artistas do grupo de Teatro realizaram uma vivência compartilhada com vários artistas da região do Sertão Central e posteriormente no Cariri. Os integrantes da Companhia Rastro participaram desta vivência no Sertão Central. Foi a partir da apresentação do portfólio da Companhia de Dança Rastro, e o espetáculo CURRAIS em especial, para o Diretor Artístico do Festival, o José Rui Tavares, que a seleção aconteceu. O Festival Finta está em sua 24ª edição e reúne artistas do mundo inteiro para espetáculos que vão desde a espaços de auditório à espetáculos de rua. A Cia. de Dança Rastro apresenta o espetáculo CURRAIS no último dia no Festival, fechando a programação com chave de ouro sertanejo” comenta a coordenadora da Casa de Saberes Cego Aderaldo, Paula Geórgia Fernandes.

 

Confira mais informações sobre o Finta e o espetáculo da Cia. de Dança Rastro: https://bit.ly/2OGVW5e

Cooperativismo e empreendedorismo são motores para fortalecimento da agricultura familiar no Sertão Central

 

 

O Sertão Central cearense é uma das áreas mais castigadas pelas secas que atingem o Estado. Os açudes da região permanecem com baixa carga hídrica, uma vez que as chuvas deste ano foram insuficientes para reverter o quadro de estiagem prolongada. Mas nem tudo é desalento. A força e a união dos homens e mulheres que moram e trabalham nos 12 municípios da região têm feito a diferença e confirmam que é possível fazer mais por meio do cooperativismo e empreendedorismo.

Para debater os desafios e alternativas para o homem do campo, o Instituto de Arte, Cultura, Lazer e Educação (IARTE), com o apoio do Instituto Agropolos, realizará no próximo dia 20 de julho, das 8h às 16h, a 2ª etapa do Ciclo de Seminários “Cenários para o Fortalecimento da Agricultura Familiar”, na Bodega Ecológica, no município de Quixadá.

Para o coordenador técnico do evento, Antonio José Monteiro, o objetivo do Ciclo de Seminários é fortalecer as cadeias produtivas, como princípio básico do desenvolvimento sustentável e solidário da agricultura familiar no estado do Ceará. “O apoio à realização do conjunto dessas ações implica em um esforço permanente e sistêmico de aprimorar os instrumentos operacionais de fortalecimento e consolidação das institucionalidades necessárias à gestão social das políticas públicas para a agricultura familiar.”

A diretora executiva do IARTE, Gizélia Ribeiro, pontua que valorizar a agricultura familiar, por meio do empreendedorismo é uma tarefa árdua, mas, ao mesmo tempo, necessária e eficaz para melhorar sensivelmente a vida no campo, especialmente quanto à segurança alimentar das famílias. De acordo com ela, muitos esforços têm sido feitos para fortalecer o processo produtivo.

“Quando abordamos os agricultores com condições concretas, nós conseguimos discutir e formá-los para a produção, reduzindo as perdas no plantio e, consequentemente, no armazenamento, que gera uma melhora na distribuição e otimiza os ganhos. Isso ocorre porque gera renda para a família, que vê na organização o seu meio de confiança. Transformamos então as cadeias produtivas e o beneficiamento através das agroindústrias que vão garantir qualidade e padronização dos produtos”, revela.

Gizélia diz ainda que o objetivo é evitar o atravessador criando maior autonomia das famílias. “Como a região do Serão Central possui a maior bacia leiteira do Estado, o que se pretende é que o agricultor não comercialize apenas o leite, mas também o queijo, a nata, a manteiga, a coalhada. Assim garantimos um preço melhor e disponibilizamos para a sociedade produtos com preços acessíveis e de qualidade que serão ofertados desde as feiras aos supermercados locais e regionais”, aponta.

Políticas públicas

Segundo o diretor técnico do IARTE, Raimundo Bezerra, as políticas públicas motivam as famílias a fazerem a transição da produção convencional para a agroecológica. É a partir da cooperação de pessoas e das organizações que vamos conseguir fortalecer a agricultura familiar e o setor como um todo.

“Temos que transformar iniciativas como o PAA [Programa de Aquisição de Alimentos] em políticas públicas permanentes, porque elas são importantes para os pequenos agricultores colocarem seus produtos no mercado. Em Quixadá e Quixeramobim, temos feiras tradicionais que ficaram mais fortes com o cooperativismo e onde são comercializados produtos com valor agregado, como galinhas caipiras com melhoramento genético”, explica.

Potência do Sertão

Além da cidade natal de Raquel de Queiroz, o Sertão Central é composto pelos municípios de Banabuiú, Choró, Deputado Irapuan Pinheiro, Ibaretama, Milhã, Mombaça, Pedra Branca, Piquet Carneiro, Senador Pompeu, Solonópole e Quixeramobim. A população total é constituída de 352.397 habitantes, sendo que 46,87% deste total vivem em áreas rurais, sendo 28.808 agricultores familiares, 2.096 famílias assentadas, 304 famílias de pescadores e 03 (três) comunidades Quilombolas

Até meados da década de 1980, a principal atividade econômica desta região era a produção de algodão em grandes fazendas e destinado à exportação. Atualmente, o que tem mais peso é a pecuária e o município de Quixeramobim é considerado a maior bacia leiteira do Estado. A agricultura familiar, por sua vez, é incentivada a ser menos de subsistência e buscar uma diversificação das culturas com produção de hortaliças, fruteiras, pequenos animais como ovinos e caprinos e aves, além da ascendência da apicultura.

Parceiros

O Ciclo de Seminários “Cenários para o Fortalecimento da Agricultura Familiar” já passou por Barbalha (Cariri) no mês de junho e ainda ocorrerá em outras três cidades, representando as macrorregiões do Estado: Aracati (Litoral Leste), Itapipoca (Litoral Oeste) e Morada Nova (Jaguaribana).

A 2ª etapa do Ciclo de Seminários tem o apoio das Prefeituras municipais e dos Sindicatos dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais dos Municípios do Sertão Central.

 

Programação

8h – Acolhida: Atividade Cultural

8h30 – Café da manhã regionalizado

9h – Abertura oficial

Repentista acolhendo os participantes e autoridades para composição da mesa

10h – Políticas públicas para a agricultura familiar

Secretário do Desenvolvimento Agrário, Francisco de Assis Diniz

Presidente do Instituto Agropolos, Ana Teresa Carvalho

11h30 – Experiência exitosa do Sertão Central

Presidente da COOPVALE e agricultor familiar, Deusimar Cândido de Oliveira

12h – Almoço regional

13h30 – Empreendedorismo na Agricultura Familiar

Presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Quixadá, Francisca da Conceição de Sousa

14H30 – Segurança Alimentar e Nutricional na Agricultura familiar

Presidente do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA/CE), Malvinier Macedo

16h – Encerramento

Serviço: 2ª etapa do Ciclo de Seminários “Cenários para o Fortalecimento da Agricultura Familiar”

Data: 20 de julho

Horário: 8h às 16h

Local: Bodega Ecológica – Rua Autran Moreno, 162, Centro, Quixadá (ao lado da Ematerce)

I Festival de Fotografia do Sertão Central

 

 

 

Entre os dias 13 e 17 de março de 2018, os municípios de Quixadá e Quixeramobim, no Ceará, sediarão o I Festival de Fotografia do Sertão Central, o QXAS. Ao deslocar o eixo do litoral para o sertão, o Festival reafirma a força deste território em termos artísticos, sociais, políticos e poéticos, atraindo fotógrafos de todo o país e dando visibilidade à produção local.

Além de exposições fotográficas, o Festival terá workshops, palestras, leituras de portfólio, lançamentos de livro e oficinas em escolas públicas. Serão dias de intensa imersão fotográfica. O QXAS é uma realização do Instituto da Fotografia (Ifoto) e do Fórum Cearense da Fotografia, e conta com apoio da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult)

Nesta primeira edição, o QXAS tem como tema “O sertão de Antônio Conselheiro”, beato nascido em Quixeramobim, responsável por liderar uma guerrilha nordestina que tencionou as oligarquias e os coronéis dos sertões. A abertura do evento acontece em 13 de março, dia em que se celebra o nascimento do cearense que foi líder do movimento popular massacrado na Guerra de Canudos, há 120 anos.

Entre os convidados confirmados – que ministrarão cursos e palestras – estão Evandro Teixeira, um dos maiores fotojornalistas brasileiros; a paraense Elza Lima, fotógrafa que documenta diferentes manifestações culturais; Guy Veloso, com expressiva obra no campo das festas religiosas; Ângela Berlinde, artista e curadora que foi diretora dos Encontro da Imagem em Braga, Portugal. Também estarão presentes na programação o Descoletivo, formado por Marília Oliveira e Régis Amora; o fotógrafo e pesquisador Silas de Paula; Tiago Santana, fotógrafo e editor da Tempo d’Imagem; Júlio Santos, um grande mestre da Fotopintura; Fernando Jorge, fotógrafo e professor da Casa Amarela; Iana Soares, fotógrafa e editora de fotografia do O POVO; Fernanda Meireles e Emi Teixeira, que farão oficinas de fotozines; o fotógrafo Chico Gome, que falará sobre seu projeto Francisco de Canindé; e os fotógrafos Celso Oliveira e Gentil Barreira, responsáveis por construir uma obra que tem forte imersão sertão.

Entre as exposições confirmadas estão: “Sertão Imaginário”, montada a partir de convocatória do Festival; “Cocosi”, de Fernando Jorge e Rubens Venâncio; “Caminho das Abelhas”, exposição sobre a desertificação em Irauçuba, dos fotógrafos Vanessa Andion, Sérgio Carvalho, Markos Montenegro, Iana Soares, Paulo Gutemberg e Silas de Paula; exposição em homenagem ao fotógrafo Paulo Harding; “Os Sertões de José Celso”, com fotografias realizadas durante a passagem do Teatro Oficina por Quixeramobim. A exposição do coletivo de Mulheres da Imagem do Ceará, realizada durante o último Encontros de Agosto, também vai ao Sertão.

Em Quixeramobim, as atividades acontecem no Memorial Antônio Conselheiro, na Casa do Conselheiro, no Sesc Ler, no Liceu, Salão Paroquial, Ruas da cidade de Quixeramobim e em escolas estaduais e municipais. Acontecerão também projeções fotográficas na Praça da Matriz, em Quixeramobim. Em Quixadá, o evento ocorre na Casa de Saberes Cego Aderaldo.

 

Página do evento no facebook:

https://www.facebook.com/qxasfestival/.

 

Serviço:

QXAS – I Festival de Fotografia do Sertão Central

Data: de 13 a 17 de março de 2018

Local: Quixadá e Quixeramobim, no Sertão Central