Browsing Tag

prefeitura de Fortaleza

Fortaleza vacinou mais de 67 mil idosos na segunda fase da campanha contra a Covid-19

 

Entre 22 e 29 de março, 67.042 doses de esperança foram aplicadas em Fortaleza nos idosos pertencentes à segunda fase da vacinação contra a Covid-19. O resultado alcançado é celebrado pela gestão municipal, que visa intensificar as atividades nos próximos dias conforme o recebimento de novos lotes do imunobiológico.

“Este fim de semana muito nos alegrou, atingimos nosso recorde diário de vacinação. Somando o sábado e o domingo (27 e 28/03), 33.293 idosos receberam o imunobiológico. Resultado de muito esforço em prol do cidadão de Fortaleza. O intuito é dar mais celeridade nos próximos dias, conforme formos recebendo novas doses da vacina”, afirma Ana Estela Leite, secretária da Saúde de Fortaleza.

A nova etapa da campanha, iniciada em 22 de março, contempla os idosos de 60 a 74 anos e está ocorrendo de forma gradual e escalonada. Foi iniciada pelos idosos de 74 anos e, agora, estão sendo vacinados os que possuem a partir de 68 anos cadastrados na plataforma Saúde Digital (https://vacinacaocovid.saude.ce.gov.br), da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa) e previamente agendados pela Prefeitura de Fortaleza.

De acordo com o último balanço, entre 18 de janeiro e 29 de março, 247.771 pessoas receberam a primeira dose dos imunobiológicos disponíveis.

 

Primeira fase da campanha

Em Fortaleza, a primeira fase da campanha contra a Covid-19 contemplou até 29 de março 180.729 fortalezenses com a primeira dose da vacina. Desses, 100.204 já receberam o reforço do imunobiológico.

Entre os vacinados com a primeira dose até o momento, 80.876 profissionais da saúde, 10 indígenas e 224 pessoas com deficiência acima de 18 anos institucionalizadas. Fazem parte também do somatório 99.619 idosos acima de 75 anos, incluindo os que vivem em instituições de Longa Permanência (ILPI) .

Fortaleza vacina 16.326 idosos em um único dia contra a Covid-19

Esta quinta-feira (25), feriado da Data Magna do Ceará, Fortaleza vacinou 16.326 idosos contra a Covid-19 e bateu recorde de pessoas beneficiadas com o imunobiológico em um único dia. Atualmente, estão sendo contemplados idosos a partir de 70 anos, apenas mediante agendamento, dentro da segunda fase da campanha de vacinação na Capital.

O prefeito de Fortaleza, José Sarto, anunciou a notícia em suas redes sociais. “Essa tem sido a nossa prioridade, vacinar a população com a maior celeridade possível! Agradeço a cada um dos profissionais que estão envolvidos nessa nobre missão de proteger a nossa gente, levando doses de esperança a tantas famílias”, celebrou.

A Prefeitura de Fortaleza ampliou o número de locais de vacinação para o feriado. Foram oito centros de vacinação mais 43 postos de saúde em funcionamento exclusivamente para a aplicação das doses. Esta logística de ampliação dos locais também será executada no fim de semana (27 e 28/03). A relação dos endereços será divulgada no portal da Prefeitura.

Segunda fase da campanha de vacinação

A segunda fase da campanha de vacinação contra a Covid-19 contemplará os idosos de 60 a 74 anos e está ocorrendo de forma gradual e escalonada, desde a última segunda-feira (22/03). Foi iniciada pelos idosos de 74 anos e, atualmente, estão sendo vacinados os idosos a partir de 70 anos.

A Prefeitura continua organizando a vacinação por agendamento, a partir daqueles que já realizaram o cadastro na plataforma Saúde Digital (https://vacinacaocovid.saude.ce.gov.br), da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa).

Passo a passo para cadastro no Saúde Digital:
1) Acesse o site https://vacinacaocovid.saude.ce.gov.br
2) Selecione a opção “Ainda não tenho cadastro”
3) Identifique-se preenchendo corretamente seus dados
4) Nesta etapa do cadastro, deve ser informado se a pessoa idosa está acamada. Caso a resposta seja positiva, a Prefeitura realizará agendamento para a modalidade domiciliar
5) Confirme seus dados e crie uma senha de acesso ao cadastro
6) Finalize o cadastro e confira seu e-mail de confirmação, para garantir que o cadastro seja concluído.
7) Acompanhe no site https://coronavirus.fortaleza.ce.gov.br as listas dos agendados, que são divulgadas diariamente. Você também receberá orientações sobre data, horário e local, por e-mail e WhatsApp, próximo ao seu dia do atendimento.

No caso dos idosos que não têm acesso à internet ou possuem dificuldades em realizar seu cadastro, a Prefeitura atua diariamente com a busca ativa deste público, por meio das equipes da Estratégia da Saúde da Família (ESF), orientando sobre o cadastro para vacinação.

Serviço

Cadastro pelo sistema Saúde Digital
https://vacinacaocovid.saude.ce.gov.br/ 

Relação diária dos idosos agendados
https://coronavirus.fortaleza.ce.gov.br 

Telefone 0800 275 1475 – para pessoas que realizaram o preenchimento dos seus dados no sistema Saúde Digital e que não receberam confirmação do cadastro por e-mail poderem consultar a efetivação do cadastro.

Prefeitura mantém seis postos em funcionamento contra Covid-19 no feriado e no fim de semana

 

A Prefeitura de Fortaleza manterá seis postos de saúde em funcionamento nesta sexta-feira, feriado de São José, e no fim de semana (19 a 21/03), das 8h às 17h, para acolher, exclusivamente, pacientes com síndrome gripal leve. A iniciativa objetiva fortalecer a assistência para acolher a demanda da população, reforçando as medidas de enfrentamento à pandemia da Covid-19.

A ação abrange diversas Regionais da Cidade para facilitar o atendimento aos fortalezenses. Cada posto contará com equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF), compostas por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, entre outros, que realizam o acolhimento, triagem e consultas de pacientes com suspeita de infecção pelo novo coronavírus.

Todos os postos são equipados com oxímetros, aparelho que mede o nível de saturação de oxigênio no sangue, para auxiliar no diagnóstico precoce de possível comprometimento pulmonar. Ele pode detectar rapidamente até pequenas mudanças na eficiência com que o oxigênio está sendo transportado para as extremidades mais distantes do coração, incluindo as pernas e os braços.

 

Atendimento nas UPAs para casos de média complexidade

Além dos postos, que atendem pacientes com sintomas leves de síndrome gripal, Fortaleza conta com 12 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), sendo seis delas administradas pelo Município, todas funcionando 24h por dia, aptas para realizar atendimento de pacientes com sintomas de média complexidade, sugestivos à Covid-19.

Medidas Sanitárias

A Prefeitura esclarece que o cumprimento das orientações sanitárias previstas em decreto segue executando importante papel no controle da pandemia, a exemplo do distanciamento social, do uso de máscaras e da higienização adequada de mãos.

Confira os postos:

Sexta-feira – Feriado de São José (19/03)

Posto de Saúde Fernando Façanha – R. Rio Tocantins – Jardim Iracema

Posto de Saúde Irmã Hercilia – Rua Frei Vidal, 1821 – São João do Tauape

Posto de Saúde Licinio Nunes – Rua VI, 197 – Quintino Cunha

Posto de Saúde Francisco Monteiro –  Av. dos Eucaliptos, s/n – Dendê

Posto de Saúde Regis Jucá – Av. Pref. Evandro Ayres de Moura, 618 – Mondubim

Posto de Saúde Luiz Franklin – R. Alexandre Vieira – Coaçu

Sábado e domingo (20 e 21/03)

Posto de Saúde João Medeiros – Av. Dom Aloísio Lorscheider, 982 – Vila Velha

Posto de Saúde Irmã Hercilia – Rua Frei Vidal, 1821 – São João do Tauape

Posto de Saúde Licinio Nunes – Rua VI, 197 – Quintino Cunha

Posto de Saúde Antonio Círiaco – R. Gomes Brasil, 555 – Parangaba

Posto de Saúde Argeu Hebert –  R. Geraldo Barbosa, 1095 – Bom Jardim

Posto de Saúde Jangurussu – R. Estrada do Itaperi – Passaré

Projeto de rastreamento de casos suspeitos da Covid-19 em Fortaleza supera 14 mil acompanhamentos

O Covid Tracker, projeto da Prefeitura de Fortaleza que realiza o monitoramento e rastreamento de contatos de casos suspeitos ou confirmados para a Covid-19, já realizou mais de 14 mil acompanhamentos, entre agosto de 2020 e março de 2021. A iniciativa visa bloquear precocemente a disseminação do coronavírus, encerrando a cadeia de contágio.

A equipe do projeto, composta por aproximadamente 25 profissionais, acompanha a evolução da doença nos casos positivados para a Covid-19 e identifica as pessoas que tiveram contato próximo com estes pacientes. A investigação e o rastreamento ocorrem por meio de ligações telefônicas, que orientam sobre como proceder e alertam para evitar futuras contaminações.

A Secretaria da Saúde do Município (SMS) coleta os contatos em diversas esferas da sociedade como servidores municipais, componentes do ambiente escolar e pessoas atendidas nas unidades da Rede Municipal de Saúde.

“O monitoramento e rastreamento, além de consolidar os dados e as informações relativas à incidência de casos de Covid, também contribuiu com as estratégias de prevenção e de controle da doença dentro das escolas. Durante o funcionamento, isso foi fundamental para não deixar cadeia de transmissão se instalaram nas escolas, então nosso agradecimento a toda equipe da SMS, que nos ajudou desde o início, possibilitando a compreender o que era a doença”, afirma Andréa Nogueira Graça, vice-presidente do Sindicato de Educação da Livre Iniciativa do Ceará (Sinepe-CE)

Histórico do Projeto Covid Tracker

A ação teve início em agosto de 2020, contemplando os servidores do Município. Diariamente, os profissionais preenchem um cadastro no sistema, indicando a existência de sintomas gripais ou sinalizando um possível contato com casos confirmados. Em setembro, a Prefeitura ampliou o serviço aos alunos e colaboradores de escolas particulares, que tiveram o expediente retomado durante este período. Dois meses depois, em novembro, a ação foi ampliada aos pacientes da Rede Assistencial Municipal. Usuários que procuram postos e UPAs e que obtêm um resultado médico de suspeita de Covid-19 também recebem ligações diárias das equipes.

Como saber se sou um possível transmissor?

Conforme o Ministério da Saúde, é um possível contato qualquer pessoa que esteve próximo a um caso confirmado de Covid-19 durante o período de transmissibilidade, que são 2 dias antes e 10 dias após a data de início dos sintomas, além de:

– Pessoas que estiveram a menos de um metro de distância, por um período mínimo de 15 minutos, com um caso confirmado;
– Teve contato físico direto com um caso confirmado, a exemplo de abraço ou aperto de mão;
– Profissional da saúde que prestou assistência em saúde ao caso de Covid-19 sem utilizar equipamentos de proteção individual (EPI), conforme preconizado, ou com EPIs danificados;
– Residente na mesma casa/ambiente (dormitórios, creche, alojamento, dentre outros) de um caso confirmado.

 

Prefeitura de Fortaleza garante a oferta de oxigênio nas unidades de saúde

 

 

A Prefeitura de Fortaleza continua garantindo os insumos necessários ao atendimento dos casos de infecção pelo coronavírus, realizando a compra e manutenção de oxigênio para as unidades de saúde do Município. Dentre os principais sintomas da Covid-19, que já infectou quase 359 mil pessoas em Fortaleza de acordo com o IntegraSUS, estão a infecção do sistema respiratório, que pode levar ao óbito. Com o aumento da demanda por oxigênio nas unidades, ocasionado pela pandemia, a necessidade de oxigênio também passa a ser maior.

O Município disponibiliza oxigênio a pacientes nos 10 Hospitais, seis Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e 116 Unidades de Atenção Primária à Saúde (UAPS). O insumo nessas unidades pode ser usado no auxílio da respiração de usuários, nebulização, casos de intubação e no tratamento de doenças respiratórias, possibilitando segurança e estabilidade para o paciente. O oxigênio serve também em casos de inalação, expurgo, esterilização de equipamentos e outros casos.

As entradas de oxigênio de três UPAs são abastecidas por usinas dentro das próprias unidades. Essas usinas funcionam filtrando o ar e outros elementos por meio de compressores e permitindo a passagem do oxigênio. Dependendo da demanda, as usinas produzem 5,6m³ de oxigênio por hora através de energia. Caso haja queda de eletricidade no local, são disponibilizados cilindros reservas para manter a disponibilidade do insumo a todo momento.

As unidades hospitalares e pré-hospitalares, como o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e três UPAs municipais, possuem tanques de oxigênio, cujo tamanho varia conforme a demanda da unidade, e que são reabastecidos constantemente. Por meio de contrato com empresa privada, a rede hospitalar possui 900 mil m³ de oxigênio a serem utilizados de setembro de 2020 a setembro de 2021. Nos últimos três meses, os hospitais utilizaram 25% da capacidade total. Além disso, foi aberto um processo de aditivo desse valor que pretende disponibilizar mais 225 mil m³ de oxigênio à rede.

Prefeitura de Fortaleza promove mais um mutirão contra o mosquito Aedes aegypti

A Prefeitura de Fortaleza intensifica, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), as ações de combate aos focos do mosquito Aedes aegypti (mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya) e roedores (vetores da leptospirose) com mais um mutirão da Operação Inverno, nesta sexta-feira (29/01), no bairro Vicente Pinzón. A concentração acontece a partir das 8h, envolvendo 80 profissionais da Vigilância Ambiental de Fortaleza.

Estão previstas 2.022 visitas domiciliares, em um raio de 32 quarteirões, contemplando cerca de 47.573 pessoas. Durante a programação, serão promovidas também visitas aos estabelecimentos comerciais, afixação de cartazes, blitz educativa e controle químico por meio de máquinas portáteis. A população também poderá esclarecer dúvidas e conhecer o ciclo evolutivo do vetor transmissor. Além disso, haverá disponibilização de vacinação antirrábica e teste rápido para leishmaniose canina (calazar).

Dentre os critérios de seleção dos bairros dos mutirões, estão o histórico de incidência elevada das arboviroses, população suscetível ao soropositivo da Dengue 2 e as áreas com maior número de criadouros do mosquito. Neste ano, 142 visitas já foram realizadas e 253 focos do mosquito eliminados. No último dia 15 de janeiro, o bairro Bom Jardim e adjacências receberam a inspeção das equipes, que realizaram a vistoria de 4.433 imóveis.

A Operação Inverno iniciou em novembro do ano passado, visando intensificar a prevenção, reduzir o número de criadouros do mosquito e sensibilizar a população sobre as práticas preventivas a serem adotadas. As medidas adotadas contam com a parceria de outras Secretarias Municipais e entidades não governamentais que fazem parte do Comitê Intersetorial de Controle Enfrentamento das Arboviroses.

Serviço
Mutirão Operação Inverno no Vicente Pinzón
Data: 29/01 (sexta-feira)
Hora: 8h às 12h
Local: Praça Vitória, localizada na Rua Brisamar

Prefeitura de Fortaleza inicia vacinação domiciliar de idosos contra a Covid-19

A Prefeitura de Fortaleza inicia, nesta quarta-feira (27/01), a vacinação domiciliar aos idosos a partir de 75 anos de idade que realizaram agendamento. O público faz parte da primeira fase do Plano de Vacinação de Fortaleza, em execução desde a última segunda-feira (18/01). O agendamento para este grupo segue sendo realizado pelo aplicativo Mais Saúde Fortaleza (disponível para todos os sistemas operacionais) e pelo site Vacine Já (http://vacineja.sepog.fortaleza.ce.gov.br/).

Os idosos deste primeiro dia de vacinação em domicílio receberam previamente informações via e-mail e Whatsapp. Para esta quarta-feira, serão disponibilizadas 10 equipes que vão aplicar o imunobiológico em 100 pessoas, conforme planejamento das rotas. Entre eles, estão os idosos que, devido a uma inconsistência no sistema, conseguiram agendar a vacinação no Centro de Eventos (local onde ocorre a imunização de profissionais de saúde) e que, como indicado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), não compareceram ao local.

Para a vacinação domiciliar contra a Covid, a Prefeitura irá estabelecer logística similar à implantada em 2020, em meio à pandemia, para a imunização contra a Influenza. “Vamos traçar informações e iniciar a vacinação a partir de rotas. Iremos avaliar o quantitativo cadastrado e implantar a vacinação de acordo com a localização das residências”, afirma Ana Estela Leite, secretária da Saúde de Fortaleza.

Estes idosos receberão as vacinas da Oxford/Astrazeneca, recebidas na noite do último sábado (23/01) pelo Governo do Ceará após aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O imunobiológico foi produzido no Brasil em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O quantitativo destinado a Fortaleza está em definição pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesa).

Quanto aos idosos que, no ato do agendamento, optaram pela opção de vacinação drive-thru, em breve, a SMS também entrará em contato via e-mail e WhatsApp orientando com a data e local indicados.

Profissionais identificados

Os profissionais de saúde que irão realizar a vacinação domiciliar estarão devidamente uniformizados e paramentados com todos os equipamentos de proteção individual (EPIs), e portando crachá de identificação da Prefeitura de Fortaleza.

Vacinação nos próximos dias

De quarta-feira a domingo (27 a 31/01), continuarão a ser vacinados trabalhadores da saúde ativos atuantes em hospitais. A vacinação acontece no Centro de Eventos e nas unidades hospitalares. A validação do cadastro prévio para a imunização será realizada mediante apresentação de documento de identidade com foto e comprovante profissional (contracheque, carteira de trabalho e declaração do equipamento de saúde em que atua).

Governador Camilo Santana e Prefeito José Sarto acompanham envio do primeiro lote de vacinas contra o coronavírus

O prefeito José Sarto e o governador Camilo Santana acompanharam, nesta segunda-feira (18/01), o envio do primeiro lote de vacinas para a imunização contra o coronavírus para o Ceará. Os gestores estiveram em Guarulhos, durante a manhã, na solenidade do Ministério da Saúde que marcou o início da campanha nacional de vacinação e, em seguida, no local de embarque das 218 mil doses da CoronaVac, que devem chegar a Fortaleza no final desta tarde.
 
Conforme o governador, a pretensão é iniciar a vacinação ainda hoje na Capital e começar a distribuição dos lotes para as cidades do interior, contando com toda uma logística de aviões e helicópteros. Também já foram adquiridas seringas, agulhas, álcool e refrigeradores, dentre os itens citados por Camilo.
 
“Estamos prontos para vacinar a população cearense. A expectativa da população e de todos nós é que sabemos que só voltaremos à normalidade com a vacina. Este será um processo que vai demorar, espero que, até o meio do ano, possamos ter uma quantidade bastante significativa da população imunizada. Vamos ter que trabalhar muito. Este é um momento de união, em parceria com os prefeitos. Queremos fazer a imunização o mais rápido possível”, enfatizou o governador.
 
Sarto lembrou, contudo, que apesar de o momento ser de celebração pela chegada da vacina, este ainda é o primeiro passo de um longo processo. “Os procedimentos que são determinados pelas autoridades sanitárias devem prosseguir, distanciamento social, evitar aglomeração, uso de máscaras, higienização das mãos, e tudo isso faz parte de um conjunto de fatores importantes até que tenhamos imunizado uma grande parcela não só de Fortaleza, mas de todo o Estado do Ceará”, ressaltou.
 
Novos lotes
 
O governador Camilo Santana se reuniu com outros governadores no intuito de cobrar do Ministério da Saúde um calendário de imunização mais efetivo. Além da organização e da logística, o avanço da vacinação dependerá, conforme o gestor, da quantidade de vacinas produzidas pela Fiocruz e pelo Instituto Butantan, além das importadas que devem chegar ao Brasil nos próximos dias.
“Conversamos com o presidente da Fiocruz e com o ministro da Saúde. A previsão é de que, nos próximos dias, cheguem as vacinas da Astrazeneca. Aguardamos, também, o ingrediente farmacêutico ativo (IFA), que terá seu processo de fabricação pela Fiocruz”, explicou.
Segundo o governador, a Fiocruz tem capacidade de produção de 15 milhões de doses por mês a partir do recebimento do IFA, cujas doses são para o Brasil inteiro. Além disso, há duas milhões de doses cuja previsão é de que a Índia libere para o Brasil já nos próximos dois dias.
“Já temos as vacinas produzidas em São Paulo e já estamos dando entrada para o uso emergencial das vacinas produzidas da CoronaVac aqui no Brasil, para que também possam ser utilizadas e distribuídas. O importante é que em breve vamos imunizar todo o Estado do Ceará”, completou.

Ponte dos Ingleses recebe obra de reforma estrutural antes do projeto de revitalização

A Prefeitura de Fortaleza deu início, na última quinta-feira (14), às obras de reparo estrutural da Ponte dos Ingleses, na Praia de Iracema, que passará por diversas melhorias em toda a sua infraestrutura para oferecer mais segurança para os frequentadores do local e permitir, novamente, o funcionamento do espaço. As intervenções visam recuperar todos os pilares e vigas do equipamento, que há anos sofre com a ação da maresia e corrosão.

Os serviços incluem a ancoragem da edificação, a concretagem das ferragens, além de manutenção preventiva e de restauro. Nesta primeira frente de obra, as equipes trabalham na retirada dos quiosques existentes e de todo o madeiramento antigo da ponte que possui, aproximadamente, 2.369 m² de área, espaço que deve receber uma laje em concreto, que irá substituir o atual piso em madeira. A escolha do material tem como objetivo dar mais durabilidade, resistência e evitar manutenções periódicas.

Com investimento de R$ 4,1 milhões, a obra de reparo estrutural da Ponte dos Ingleses está sendo executada pela Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf) e deve ter duração de seis meses. Após esse período o Governo do Estado do Ceará deve iniciar, por meio da Secretaria do Turismo e da Superintendência de Obras Públicas (SOP), as obras de requalificação da ponte, com a implantação de piso industrial, guarda-corpo e quiosques.

Antes dessa etapa, numa primeira fase dos trabalhos, a SOP já havia providenciado demolição de piso, retirada de pedra natural e colocação de tapumes, isolando a área.

Sobre a ponte

A Ponte dos Ingleses, também conhecida como Ponte Metálica, foi inaugurada em 1921 e durante muitos anos se tornou um dos pontos turísticos mais visitados da Capital, sendo a escolha favorita para apreciar o pôr do sol e golfinhos que nadam naquela área do litoral. A última reforma realizada no equipamento aconteceu em 1994 e, desde de janeiro de 2018, o local foi interditado para visitação ao público. Neste ano, a Ponte dos Ingleses completa 100 anos de construção.

Entenda a nova territorialização administrativa de Fortaleza

A Prefeitura de Fortaleza dá início, neste janeiro de 2021, ao processo de transição e reestruturação das regiões que compõem a Cidade. O projeto, aprovado por lei ainda no ano de 2019, passa a dividir a Capital em 12 Regionais e 39 territórios administrativos sem impactos financeiros para o Município.
A mudança, amplamente discutida com a população e lideranças comunitárias, tem como base o Plano Fortaleza 2040 – planejamento para a Cidade apresentado pela gestão municipal em 2016 – e objetiva diminuir as diferenças entre as regiões de Fortaleza, garantindo maior autonomia administrativa às Secretarias Regionais.
Com a reestruturação, os 121 bairros da Capital foram agrupados em 39 territórios seguindo critérios, como a quantidade de habitantes, a área de cada bairro, a aproximação cultural e a utilização de equipamentos públicos pelos habitantes.
As Secretarias Regionais, que passam de sete para 12, irão compor a Secretaria Municipal de Gestão Regional (SEGER), que substituiu a Coordenadoria Especial de Articulação das Secretarias Regionais.
O secretário de Governo de Fortaleza, Renato Lima, reiterou o intuito da proposta. “A intenção é facilitar e aproximar a interlocução do cidadão com o poder público. O foco será no acolhimento das demandas comunitárias, no cuidado estratégico com o território e, em especial, na articulação das Secretarias Regionais com os outros órgãos que compõem a estrutura administrativa do Município”, esclareceu.
Principais atribuições
A partir da reestruturação, as 12 Secretarias Executivas Regionais serão as principais responsáveis pelas manutenções referentes aos bairros que a integram. A limpeza de ruas ou de espaços utilizados de maneira imprópria para o lixo, o recapeamento de ruas e avenidas, além da capinação, estarão dentro da alçada de serviços que as Regionais devem passar a oferecer diretamente, sem a necessidade da atuação de nenhuma secretaria temática. As Regionais também serão as responsáveis pela manutenção preventiva de equipamentos públicos, como creches, escolas e postos de saúde.
Sem impactos financeiros
Ainda de acordo com Renato Lima, a nova territorialização não impacta as finanças municipais. “Não haverá um real de aumento de gasto público, uma vez que estrutura administrativa anterior, composta por sete Regionais, foi simplesmente redistribuída em 12 novas estruturas”, apontou.
Fóruns territoriais
O processo prioriza o fortalecimento do diálogo comunitário. Para a finalidade, em cada território, haverá um fórum territorial para discussões locais. “O conjunto de fóruns formará o conselho territorial composto por representantes dos bairros da sociedade civil. A instância será aberta e qualquer cidadão poderá participar das reuniões. Os componentes dos fóruns escolherão seus representantes”, detalhou Renato.
Todo o processo
A nova regionalização foi criada por Lei Complementar nº 278, de 23 de dezembro de 2019. Já o Decreto nº 14.590, de 6 de fevereiro de 2020, trouxe a renomeação das Regionais, com novos mapas. Em 31 de dezembro de 2020, por meio do Decreto nº 14.899, o então prefeito Roberto Cláudio publicou a nova regulamentação da estrutura administrativa e do processo de transição das Regionais.

Fortaleza inicia Campanha Nacional contra poliomielite e multivacinação nesta segunda-feira (05)

A partir desta segunda-feira (05), todas as crianças de um ano a menores de cinco terão a oportunidade de atualizar seus esquemas vacinais e receber as duas gotinhas da vacina Pólio, que protege contra a paralisia infantil, conforme cada situação vacinal. As doses serão ofertadas gratuitamente nos 116 postos de saúde de Fortaleza, das 7h30 às 18h30, de segunda à sexta feira, além dos sábados e domingos, das 8h às 16h30, nos postos de saúde Paulo Marcelo e Messejana. A atual Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite segue até o dia 30/10. O dia “D” de mobilização será no sábado, 17 de outubro. A meta do Ministério da Saúde é vacinar, pelo menos, 95% das crianças dessa faixa etária.

A multivacinação também estará disponível, com o importante objetivo de colocar em dia a carteira de vacinação de crianças e adolescentes (0 a 14 anos, 11 meses e 29 dias).  É importante que os pais levem o cartão de vacinação do seu filho, para que seja atualizado, no entanto, casos de perda ou esquecimento não será impedimento para a imunização.

A coordenadora de imunização de Fortaleza, Vanessa Soldatdelli, destaca que, apesar do vírus da Poliomielite não ter sido mundialmente erradicado, ele não está mais presente nas Américas. Portanto, a manutenção da alta taxa de cobertura vacinal é essencial para que novos casos não surjam. “As pessoas deixam de vacinar porque não estão mais convivendo com a doença, mas, temos o dever de esclarecer à população que isso se deve única e exclusivamente ao grande trabalho de imunização que vêm sendo realizado ao longo dos anos. Reforçamos que a melhor maneira de prevenir, continua sendo a vacina. Temos à disposição as doses em todas as nossas unidades, com salas funcionando de forma adequada, durante todo o horário de funcionamento”, afirma a coordenadora.


A doença

A Poliomielite é uma doença infectocontagiosa aguda, causada por um vírus de gravidade extremamente variável: o Poliovírus. Essa doença pode afetar tanto adultos quanto crianças, mas por ser mais contraída na infância, ficou conhecida como “paralisia infantil”.

Não há registro de casos de Poliomielite no país desde 1989 e isso fez com que, em 1994, o Brasil obtivesse o certificado de erradicação do poliovírus selvagem autóctone pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS).

A poliomielite é transmitida por água e alimentos contaminados ou contato com uma pessoa infectada. Muitas pessoas infectadas com o poliovírus não ficam doentes nem apresentam sintomas.

Recomendações

Visando evitar aglomerações nas unidades de saúde, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) orienta que a ida ao local de imunização limite-se a um familiar e a pessoa que será vacinada. Os postos irão seguir as regras de prevenção a Covid-19, incluindo uso obrigatório da máscara e uso de álcool em gel.  Também será realizada a triagem das pessoas que apresentam sintomas respiratórios, antes da entrada na sala de vacinação, para evitar a propagação do coronavírus.

Prefeitura de Fortaleza intensifica combate ao câncer de mama durante Outubro Rosa

A Prefeitura de Fortaleza iniciou, nesta quinta-feira (01), as atividades em alusão ao Outubro Rosa, mês de conscientização à prevenção e combate ao câncer de mama. Durante este período, os postos de saúde realizarão ações educativas e de prevenção.

Serão realizadas atividades de planejamento familiar, coleta citopatológica, palestras, orientação nutricional, prevenção ginecológica, educação em saúde, exame de mama, solicitação de mamografias, entre outros serviços para a população nas Unidades de Atenção Primária à Saúde em todas as regionais da cidade.

“As atividades serão focadas tanto na prevenção primária quanto na detecção precoce”, afirma Paulo Vasques, assessor técnico da Célula de Atenção à Saúde da Mulher da Secretaria Municipal da Saúde (SMS). A detecção precoce da doença se dá, basicamente, pelo exame de toque, que pode ser realizado pela própria mulher, mas que deve ser realizado anualmente por um médico em pacientes a partir dos 40 anos.

Na rede municipal de saúde, os 116 postos de saúde são a porta de entrada para consultas com profissionais que podem realizar um exame de mama. Quando necessário, é feito um encaminhamento através da Central de Regulação para agendamento de uma mamografia em uma das 11 prestadoras da rede.

Com o objetivo de modificar os números da detecção precoce do câncer de mama, facilitada pelo acesso a mamografia e biópsias, aliada ao tratamento adequado da doença, a SMS vem ampliando a oferta de exames, através da Policlínica do Passaré (Regional IV), inaugurada em setembro, e em breve na Policlínica do Bonsucesso, que tem previsão de entrega para outubro.

Primeira Casa da Gestante Municipal é entregue nesta quinta-feira (24)

A nova Casa da Gestante do Hospital Distrital Gonzaga Mota (Gonzaguinha Messejana) será entregue para a população nesta quinta-feira (24/09) às 16h. A obra, no valor de aproximadamente R$646 mil, contempla uma área de 311m², em um espaço anexo ao Gonzaguinha de Messejana, hospital com linha de cuidado no atendimento materno-infantil. A solenidade contará com presença do prefeito Roberto Claudio, da secretária de Saúde, Joana Maciel; e da secretária da Regional VI, Darlene Braga.

A estrutura do espaço conta com cinco dormitórios com quatro camas em cada sala, totalizando 20 leitos de repouso, banheiros com acessibilidade, copa, recepção e sala de convivência, além de um consultório com atendimento multidisciplinar com obstetra, neonatologista, nutricionista, enfermeiro e psicólogo. O espaço, que tem como foco o acolhimento de gestantes e puérperas, também possui berços para acolher os recém-nascidos, mantendo-os próximos da mãe após o nascimento.

O espaço acolherá mulheres que precisam de acompanhamento no pré e pós parto, e mães que possuem um recém-nascido na UTI neonatal do hospital. “Todo o espaço foi pensado para que a gestante e o bebê tenham um acolhimento humanizado e digno em todo o seu período de tratamento e acompanhamento no pré e pós parto”, afirma Romel Araújo, Coordenador de Redes Pré Hospitalar e Hospitalar da Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

Para ter acesso aos serviços da Casa da Gestante, a usuária deve iniciar o pré-natal em uma das 116 Unidades de Atenção Primária à Saúde (UAPS) do Município e em seguida ser encaminhada para realizar os procedimento de pré-parto no Gonzaguinha da Messejana. A unidade, além de acolher as mães, otimiza os leitos de enfermaria da maternidade e evita complicações no pós-parto.

Linha Materno Infantil Fortaleza

A Rede Materno Infantil da Capital é composta pelos hospitais distritais Gonzaga Mota da Barra do Ceará, do José Walter e de Messejana, além do Hospital Dra Zilda Arns Neumann (Hospital da Mulher) e Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC).

O Hospital Nossa Senhora da Conceição, no Conjunto Ceará, já passou por expansão, com o incremento de 20% dos leitos da Unidade Neonatal de Cuidados, além de sala de PPP (pré-parto/parto/pós-parto), com ampliação de seis para dez leitos de berçário e ampliação de dois para doze leitos de observação das gestantes.

Além do HNSC, a Rede conta com os três Gonzaguinhas (Messejana, Barra do Ceará e José Walter). Na área obstétrica, foram revitalizados 18 leitos do Gonzaguinha de Messejana, além da reforma da coberta e revisão das instalações elétricas e a entrega da Casa da Gestante. O Gonzaguinha da Barra do Ceará também recebeu reforma da coberta e elétrica, além de um novo complexo de emergência do pronto atendimento. A unidade ganhará um novo Centro de Parto Normal, aumentando em quase 60% da capacidade instalada para partos na unidade.

Já o Hospital e Maternidade Dra. Zilda Arns Neumann é um hospital de retaguarda, referência no atendimento às mulheres, com 16 especialidades, entre elas: obstetrícia, ginecologia, endocrinologia, mastologia, neurologia, cardiologia, dermatologia e ortopedia. Faz cirurgias vasculares, oncológicas, plásticas e de cabeça e pescoço. A unidade tem posto de coleta de leite humano, salas de pré-parto e parto normal, alojamento conjunto, berçário, Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal, e leitos para clínica médica e ortopedia.

Serviço
Inauguração da Casa da Gestante – Gonzaguinha da Messejana
Data: 24/09/2020
Horário: 16h
Endereço: Av. Washington Soares, 7700 – Messejana

Prefeitura de Fortaleza promove ações educativas durante a Semana Branca da Odontologia

A Prefeitura de Fortaleza abre as atividades da “Semana Branca da Odontologia” nesta segunda-feira (21/09) com a realização de um simpósio online sobre biossegurança nos diversos procedimentos odontológicos. A semana o objetivo de incentivar a prevenção e promover o diagnóstico precoce das doenças odontológicas como cárie, doença periodontal, má oclusão, fissuras lábio-palatinas e câncer de boca.

Também serão realizadas ações de promoção à saúde bucal nos 116 Postos de Saúde da Capital, com atividades de estímulo ao auto-exame para a prevenção ao câncer de boca, educação em saúde para gestantes/puérperas e puericultura odontológica. O Posto de Saúde Luís Franklin, localizado no bairro Coaçu, promoverá ações de saúde bucal voltadas para a primeira infância, na Sala de Apoio à Mulher que Amamenta.

As atividades, que também serão realizadas nos três Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs) do Município, serão focadas na prevenção e educação sobre saúde bucal. “Nosso objetivo é mostrar à população os serviços disponíveis e alertar sobre a necessidade de realizar consultas e exames para evitar doenças como o câncer de boca, por exemplo”, afirma José Carlos de Sousa, coordenador da área de Saúde Bucal da Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

Prefeitura de Fortaleza entrega Posto de Saúde Gilmário Mourão Teixeira

O prefeito Roberto Cláudio entregou, nesta quarta-feira (16/09), o Posto de Saúde Gilmário Mourão Teixeira. A Unidade, integrada à Coordenadoria de Desenvolvimento Familiar da Universidade Federal do Ceará (CDFAM), irá fortalecer a Atenção Primária do Município, garantindo atendimento a 12 mil pessoas residentes no bairro Planalto Pici.

O equipamento disponibiliza 15 salas de atendimento, incluindo consultórios, clínica de saúde bucal, setores destinados à imunização e à realização de exames laboratoriais, além de ambiente direcionado a práticas integrativas e complementares em Saúde.

“Este equipamento estará de portas abertas para ser um instrumento de transformação de vidas. Servirá para que a comunidade tenha acesso à infraestrutura e aos suportes necessários para cuidar da saúde, tratar doenças e ser mais feliz. Por meio do projeto de extensão entre a UFC e a Prefeitura, muitos profissionais serão formados assistindo e tratando os usuários do Sistema Único de Saúde, aprimorando a assistência capacitada e humanizada”, declarou o prefeito Roberto Cláudio.

Estratégia Saúde da Família (ESF)

Para assegurar a assistência adequada à população, a Unidade irá disponibilizar quatro equipes completas da Estratégia Saúde da Família (ESF), compostas por médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, dentistas, além de agentes comunitários de saúde (ACS) e de endemias.

Horário ampliado de funcionamento

Além disso, a informatização de prontuários, a implantação do ponto eletrônico para profissionais e a ampliação do horário de funcionamento do Posto de Saúde, aberto das 7 às 19 horas, compõem o conjunto de melhorias capazes de otimizar o atendimento à demanda espontânea e programada.

Logística de acolhimento

A logística acontecerá de forma similar à desenvolvida nos 115 postos da Capital. A assistência terá início no acolhimento do Núcleo de Atendimento ao Cliente (NAC), que direcionará o usuário para o serviço adequado à sua necessidade.

As atividades serão reforçadas, ainda, pelo acompanhamento médico destinado a gestantes, puérperas, crianças e idosos. Além disso, a Unidade facilitará o acesso a programas voltados a pacientes com hipertensão, diabetes, hanseníase, tuberculose e HIV.

Paralelamente, a população terá à disposição medicamentos, testes rápidos de HIV e sífilis, verificação de pressão arterial, medição de glicemia, curativos para pequenos ferimentos, retirada de ponto e drenagens de abscessos.

Gestão compartilhada

O pró-reitor de Planejamento e Administração da Universidade Federal do Ceará, Almir Bittencourt, destacou os benefícios intersetoriais estimados a partir da parceria entre a academia e o poder público.

“Esta será uma extensão da Universidade. Além de servir à comunidade do entorno, será importante para a formação de profissionais da saúde da própria UFC, enfermeiros, médicos, dentistas e estudantes, fortalecendo a formação acadêmica por meio do auxílio direto à população”, apontou.

116 Postos de Saúde em funcionamento

“Em oito anos, o prefeito Roberto Cláudio vem investindo em todos os pontos de Atenção, da Primária à Terciária. Em Fortaleza, com este, já são 116 Postos de Saúde em pleno funcionamento. Isso tem trazido um ganho enorme para a população no tocante ao cuidado integral”, concluiu a titular da Secretaria Municipal da Saúde, Joana Maciel.