Browsing Tag

Outubro Rosa

Outubro Rosa: Campanha solidária online arrecada doações para instituições que atendem pessoas em tratamento de câncer

 

 

Aproveitar o momento de uma compra na internet para doar a instituições sociais é a proposta do espaço permanente criado nas plataformas digitais dos shoppings do Grupo JCPM, batizado de “Ação Solidária”. Na capital cearense, os shoppings RioMar Fortaleza e RioMar Kennedy, em parceria com o Instituto JCPM de Compromisso Social, estão realizando a primeira ação solidária em sua plataforma digital de vendas RioMar Online. A iniciativa regional “Um toque de Solidariedade” arrecada doações financeiras para quatro instituições que atendem pacientes em tratamento de câncer: Associação Toque de Vida, Associação Nossa Casa, Casa Vida – Grupo ICC e Instituto Roda Viva. A ação faz parte da Campanha Outubro Rosa, que ao longo do mês conscientiza sobre a prevenção do câncer de mama.

Para contribuir com a causa é muito simples: basta acessar o site da plataforma RioMar Online (www.riomarfortalezaonline.com.br) ou (www.riomarkennedyonline.com.br ), escolher a instituição que quer ajudar, clicar na categoria “ação social”, selecionar o valor da doação (com valor mínimo de R$ 20,00) e finalizar com cartão de crédito. Os sites repassam o valor doado diretamente para a entidade escolhida. A iniciativa busca, sobretudo, encurtar o caminho entre quem quer doar e quem precisa receber.

“Acreditamos que com essa inciativa, estamos contribuindo tanto para conscientização sobre o câncer de mama quanto sensibilizando a população para conhecer e fazer a doação para essas importantes instituições que precisam de apoio para manter seus atendimentos”, explica Edgard Cruz, coordenador do Instituto JCPM de Compromisso Social.

Conheça as Instituições beneficiadas em Fortaleza:

Associação Toque de Vida

A Associação Cearense das Mastectomizadas – Toque de Vida é uma organização sem fins lucrativos, que existe há 27 anos em Fortaleza e apoia mulheres mastectomizadas e/ou que se encontram em tratamento contra o câncer de mama. A entidade desenvolve ainda ações de atenção à saúde mamária e de combate ao câncer de mama, atendendo cerca de 200 mulheres por mês. Banco de perucas, de lenços, sutiãs, maiôs, saída de banho, tudo voltado para mastectomizada, apoio emocional para convencimento de mulheres que têm medo do tratamento. A instituição trabalha muito a autoestima, realiza encontros mensais para conversa e palestras.

Associação Nossa Casa

Fundada em 2004, a Associação Nossa Casa de Apoio a Pessoas com Câncer é uma organização sem fins lucrativos, reconhecida de utilidade pública, estadual e possui o Certificado de Entidades Beneficentes de Assistência Social – CEBAS. Tem por missão oferecer serviços humanizados e especializados na Assistência Social e Saúde para pessoas com câncer do interior do estado e que não têm onde ficar durante o tratamento o em Fortaleza. No espaço, também são desenvolvidas ações de prevenção e informação junto à comunidade, chegando a atender cerca de 500 pessoas por mês.

Casa Vida – ICC

A Casa Vida é um braço de responsabilidade social do Grupo ICC. Acolhe pessoas do interior do Ceará que vem à Capital para fazer tratamento oncológico no Hospital Haroldo Juaçaba e que não têm onde ficar. Oferece não apenas hospedagem e refeições diariamente, mas também afeto, promove ações sociais e oficinas, entre outras atividades. Tem capacidade para atender 3.600 pessoas por mês. É um lugar de acolhimento, suporte emocional e atenção humanizada aos pacientes do SUS.

Instituto Roda da Vida

Com um olhar focado no cuidado humanizado, o Instituto Roda da Vida é uma associação sem fins lucrativos que oferece Medicina Integrativa e Educação em Oncologia para pessoas com câncer, profissionais de saúde, familiares e cuidadores. A Medicina Integrativa do Instituto utiliza técnicas como: meditação, yoga, reiki, biodança, medicina chinesa, homeopatia, medicina ayurvédica; como auxiliares no tratamento convencional do câncer. Todas essas práticas são oferecidas gratuitamente por profissionais voluntários. No local, são realizados cerca de 120 atendimentos por mês.

Ação Solidária Marketeplace do Grupo JCPM

A ideia do Grupo JCPM é que ações como essas sejam realizadas constantemente por meio da plataforma de vendas RioMar Online, que em Fortaleza já conta com cerca de 100 lojas dos dois shoppings já acessíveis digitalmente para o consumidor. Na campanha Outubro Rosa, nos outros shoppings do Grupo serão beneficiadas no RioMar Recife, Hospital do Câncer de Pernambuco, Hospital Oswaldo Cruz, Núcleo de Apoio à Criança com Câncer (NACC), Grupo de Ajuda à Criança Carente com Câncer (GAC) e o Instituto Cristina Tavares. Já no Shopping Jardins, em Aracaju, a entidade do mês será Associação dos Amigos da Oncologia (AMO). No RioMar Aracaju está a AVOSOS (Associação de Voluntários a Serviço da Oncologia de Sergipe). Na Bahia, a entidade dos shoppings Salvador e Salvador Norte será o Núcleo Assistencial para Pessoas com Câncer (Naspec).

Sobre o RioMar Online

O RioMar Online é o novo serviço de vendas online dos shoppings RioMar em Fortaleza, que começou a operar no mês de junho desse ano. Muito mais que uma plataforma de vendas online, com a iniciativa o consumidor agora tem a possibilidade de fazer várias compras em lojas diferentes e receber tudo na mesma hora. Além disso, conta com a garantia da excelência, hospitalidade e padrão RioMar, já que o empreendimento é o responsável por todo o processo – desde o recebimento do pedido com atendimento personalizado, pagamento, retirada na loja por shoppers, organização e entrega dos produtos no destino solicitado. Já são cerca de 100 lojas de segmentos variados, operando na plataforma do RioMar Fortaleza e do RioMar Kennedy.

Serviço:

Campanha “Um Toque de Solidariedade” na plataforma RioMar Online

Doações até 31 de outubro

Onde: www.riomarfortalezaonline.com.br ou www.riomarkennedyonline.com.br

Clínica Medicina Reprodutiva Dr. Fábio Eugênio apresenta evento em alusão ao Outubro Rosa

Nesta quarta-feira, às 19h, a Clínica Medicina Reprodutiva Dr. Fábio Eugênio realiza o evento Diversos Tons de Rosa. A ação reúne especialistas de diversas áreas da saúde com o objetivo de promover uma discussão ampla sobre o câncer de mama. Diversos Tons de Rosa será transmitido pelo Youtube, canal Medicina Reprodutiva.

“O Outubro Rosa vem com o intuito de conscientizar sobre o câncer de mama, e cânceres ginecológicos em geral, a fim de prevenir novas vítimas dessas enfermidades, fornecer acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento precoce de casos de câncer em mulheres, nós da Clínica Medicina Reprodutiva iremos promover o Diversos Tons de Rosa, para tratarmos desse assunto tão delicado”, explica o médico e idealizador do vento, Dr. Fábio Eugênio.

 

Conheça os participantes:

Diversos Tons de Rosa, terá como participante e anfitrião, o especialista em reprodução humana assistida, médico, Fábio Eugênio, Márcia Beretta, nutróloga, Manuela Boyadjian, psicóloga clínica,  Larissa Amorim, oncologista clínica, e  Karla Veruska, da Associação Lua Rosa, que contribuirá com seu depoimento sobre a sua experiência com o câncer de mama. O evento será mediado pela jornalista e diretora da Inspira Comunicação,  Mônika Vieira.

 

Sobre o idealizador

O médico, Fábio Eugênio, é especialista em reprodução humana assistida, atuante há mais de 20 anos nesta especialidade. É Mestre em Tocoginecologia (UFC), Fellow clínico em Medicina Reprodutiva (Universidade de Roma-Itália), Fundador e Diretor da Clínica Medicina Reprodutiva Doutor Fábio Eugênio, e Diretor Clínico do Centro de Medicina Reprodutiva BIOS. Membro atual da diretoria da Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida (SBRA), American Society of Reproductive Medicine (EUA), e membro e ex-presidente seção Ceará da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana (SBRH). Participou da equipe do primeiro bebê de proveta de Fortaleza e é considerado uma das grandes referências nacionais na especialidade, ministrando, inclusive, aulas e palestras pelo Brasil.

Médico veterinário aborda prevenção do câncer de mama em pets

Dedicado exclusivamente para discutir e conscientizar sobre prevenção e tratamento do câncer de mama, o “Outubro Rosa” levanta também a bandeira da doença em pets, como cadelas e gatas, que podem desenvolver a doença durante o ciclo de vida.

Segundo o médico veterinário e professor do curso de Medicina Veterinária da UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau Fortaleza, Herlon Rodrigues, o câncer de mama é um dos tumores que mais acomete os pequenos animais.

“Quando comparamos cães e gatos, os caninos tem maior probabilidade de ser acometida com a doença. Mas quando a doença se manifesta nos felinos, há uma maior malignidade do tumor, que geralmente é benigno”, ressalta.

Já em relação se a doença tem alguma predisposição, assim como acontece em mulheres, o médico veterinário afirma que no caso dos pets, se a mãe da cadela ou gata manifestou a doença, há uma maior probabilidade de os filhotes terem a doença. Outro fator que pode ser levado em consideração para o surgimento da doença é se o animal tem sobrepeso, ou se o tutor do pet administra anticoncepcionais de humanos para animais, o que é totalmente errado.

Como identificar o tumor?

O professor da UNINASSAU explica que os primeiros sinais são a formação de nódulos ou pequenas esferas, que podem ser do tamanho de um grão de feijão ou, em casos mais raros, nódulos de tamanhos maiores. “Muitas vezes os nódulos menores podem passar despercebidos, o que dificulta o diagnóstico da doença e retarda o tratamento”, frisa.

Além da palpação, caso o tutor desconfie que o pet esteja com a doença, o correto é levar ao médico veterinário para fazer exames mais assertivos e coletar material para ver malignidade ou não da doença. “Em algumas situações o animal poderá ter que fazer ultrassonografia ou radiografia para identificar se há metástase”, afirma.

Outros sintomas também são comuns como inchaço, aumento das mamas, secreções com odor e caroço na região mamária.

Como prevenir?

Como metodologia terapêutica ou de prevenção, o doutor explica que ocorre a castração precocemente da gata ou cadela a probabilidade do desenvolvimento de tumores mamários é abaixo de 1%.

Hospitais do Hapvida ganham iluminação em alusão ao Outubro Rosa

Em apoio à campanha do Outubro Rosa, hospitais do Sistema Hapvida, em Fortaleza, vão receber uma iluminação rosa durante todo este mês. A ação já pode ser vista nos Hospitais Eugênia Pinheiro, Aldeota e Antônio Prudente. Além da capital cearense, as luzes rosadas também vão banhar unidades de saúde nas cidades de Maracanaú (CE), Juazeiro do Norte (CE), Feira de Santana (BA), Belém (PA), Teresina (PI), Manaus (AM) e Natal (RN).

Outubro Rosa é uma campanha que busca, todos os anos, levantar o debate sobre a prevenção ao câncer de mama, com foco no autocuidado e diagnóstico precoce da doença. Segundo o Instituto Nacional de Câncer, só em 2020 já são 66 mil novos casos diagnosticados em todo o Brasil.

Sobre o Sistema Hapvida

Com cerca de 6,4 milhões de clientes, o Sistema Hapvida hoje se posiciona como um dos maiores sistemas de saúde suplementar do Brasil presente em todas as regiões do país, gerando emprego e renda para a sociedade. Fazem parte do Sistema as operadoras do Grupo São Francisco e RN Saúde, além da operadora Hapvida. Atua com mais de 30 mil colaboradores diretos envolvidos na operação, mais de 15 mil médicos e mais de 15 mil dentistas. Os números superlativos mostram o sucesso de uma estratégia baseada na gestão direta da operação e nos constantes investimentos: atualmente são 40 hospitais, 184 clínicas médicas, 41 prontos atendimentos, 174 centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial.

Outubro Rosa chama atenção para câncer de mama em cadelas e gatas

 

 

Em cadelas com propensão ao desenvolvimento de neoplasias, de todos os tumores possíveis, a probabilidade da ocorrência do câncer de mama fica entre 45% e 50%. É o que afirma o médico-veterinário Andrigo Barboza de Nardi, autor do livro Quimioterapia Antineoplásica em Cães e Gatos (2008) e coautor de outros dois, Oncologia em Cães e Gatos (2016) e Princípios e Técnicas de Cirurgias Reconstrutivas da Pele em Cães e Gatos (2016).

Com 20 anos de experiência na área e mais de 40 estudos de oncologia publicados em periódicos científicos, toda a sua especialização, do mestrado à pós-doutorado, foi em cirurgia veterinária, com ênfase em oncologia.
Atualmente, é professor de cirurgia, no Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinária, da Universidade Estadual Paulista (Unesp-Jaboticabal). Ele explica que a ocorrência de câncer de mama nas gatas é diferente, sendo o terceiro de maior prevalência, atrás de linfomas e carcinomas de células escamosas (câncer de pele). “A probabilidade da incidência do câncer de mama em gatas com propensão à neoplasia fica entre 20% e 30%”, diz.
Outubro Rosa Pet
Nem por isso os tutores podem descuidar de suas fêmeas de estimação. A prevenção de tumores mamários em cadelas e gatas ainda é a melhor opção. A recomendação é que façam o exame frequente de palpação ao longo das duas cadeias mamárias. “O diagnóstico e o tratamento precoce da lesão ainda é a melhor maneira de proporcionar um prognóstico e, para algumas pacientes, a possibilidade de conferir a cura do tumor”, alerta Nardi.
O mês de outubro chega para reforçar a necessidade de o tutor fazer essa avalição em casa e, ao detectar algum nódulo ou aumento de volume, recomenda-se que o animal seja levado ao médico-veterinário para avaliação clínica e orientação sobre a melhor abordagem de diagnóstico e tratamento.
A cada ano, o Outubro Rosa Pet ganha maior adesão e, em 2020, em meio à condição de distanciamento devido à covid-19, médicos-veterinários se uniram para fortalecer a campanha de um novo jeito, por meio das mídias sociais. Coordenados pelo professor Geovanni Dantas Cassali, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), está sendo promovida a Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Mama em Animais de Companhia.
Na programação do Outubro Rosa Pet Brasil realizará um evento on-line e gratuito, de 26 a 29 de outubro de 2020, que reunirá palestrantes de todo o país. Mais informações podem ser encontradas no Instagram @outubrorosapet.
Prevenção
Segundo Nardi, a literatura cita e na prática ele já comprovou que a castração precoce é uma das formas de prevenir os tumores de mama. Antes, se preconizava a castração antes do primeiro cio. Agora a orientação mudou, pois trabalhos publicados nos últimos cinco anos, descrevem consequências indesejadas relacionadas com a castração precoce, como tendência à incontinência urinária na fase adulta, alterações comportamentais e favorecimento à obesidade. Em cadelas de grande porte e gigantes podem ocorrer até alterações de desenvolvimento ósseo. “Por esses motivos, temos indicado a castração entre o primeiro e segundo clico estral [cio]”, orienta o professor.
De acordo com a médica-veterinária Márcia de Figueiredo Pereira, a influência hormonal é um dos fatores de risco mais relevantes, por isso a indica-se a castração como forma de prevenção.
“O risco de desenvolver carcinomas mamários é de 0,05% em cadelas castradas antes do primeiro cio e houve redução de até 91% [da doença] em gatas castradas antes dos 6 meses de idade. No entanto, a idade de castração ainda é um tópico de discussão considerando-se o risco de problemas ortopédicos ou outras neoplasias”, pondera.
Assim como Nardi, Márcia também sugere a castração entre o primeiro e o segundo cio, e afirma que o uso de progestágenos ou estrógeno-progestágenos também foi associado ao desenvolvimento de tumores benignos ou malignos em gatas e a carcinomas mamários em cadelas.
Causas
Professora associada de Patologia, do Departamento de Medicina Veterinária, da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Márcia lembra que a complexidade dos tumores mamários tem instigado pesquisadores a realizar estudos que contribuam com a redução de riscos de desenvolvimento e evolução da doença. Segundo a docente, o alto risco de morte coloca o câncer de mama em destaque, uma vez que muitos estudos têm demonstrado que a maioria dos tumores mamários em cadelas e gatas é maligno.
Diversos fatores de risco tem sido objeto de estudos, como idade, raça, dieta, obesidade e fatores hormonais, segundo a professora. “As cadelas acometidas têm geralmente entre 7 e 12 anos, enquanto, em gatas, as neoplasias são mais frequentes entre 10 e 11 anos de idade”, afirma. Para ela, a dieta e a obesidade, especialmente em animais obesos desde o primeiro ano de vida, são fatores importantes que têm sido associados ao desenvolvimento de tumores mamários.
Márcia relata que a compreensão dos fatores de risco é importante para a prevenção, mas é necessário ainda estabelecer condutas para o diagnóstico, prognóstico e tratamento dos tumores mamários. Para isso, médicos-veterinários de todo o país reúnem-se periodicamente para elaborar um consenso que conduza a resultados práticos e atualizados, fornecendo diretrizes sobre as neoplasias mamárias. “Estes encontros conduziram a produção de artigos [Braz. J. Vet. Pathol., v.7, n.2, 2014; Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. 2018, v.55, n.2, 2018] que tem auxiliado a aprimorar o diagnóstico e direcionar condutas terapêuticas que melhorem os resultados com relação às neoplasias mamárias”, revela.
Tratamento
Nardi explica que o tratamento de eleição mais apropriado ainda é o cirúrgico, especialmente quando está restrito à mama. Em casos de tumores malignos agressivos, de acordo com critérios e indicadores relevantes de malignidade, , o profissional indica a realização de quimioterapia antineoplásica no pós-operatório, como tratamento complementar, na tentativa de melhorar o prognóstico e aumentar a sobrevida.
Márcia concorda que o protocolo cirúrgico para cada paciente se baseia no tamanho da lesão primária, na presença de metástases em linfonodos e de metástases distantes. “O diagnóstico histopatológico continua sendo o padrão ouro, que é a melhor ferramenta para prever o comportamento biológico, mas o estudo de marcadores prognósticos e preditivos podem auxiliar o planejamento terapêutico, além de oferecer alternativas para tratamento e aumentar as chances de sobrevida e melhorar a qualidade de vida do paciente”, declara.
Como tratamento complementar, para Nardi as práticas integrativas são bem-vindas. “Vemos na prática que a acupuntura ajuda a reduzir a dor e manter o equilíbrio orgânico da paciente, até mesmo para que ela consiga tolerar de forma mais tranquila o tratamento convencional”, explica.
A radioterapia também é uma opção, segundo ele, podendo ser indicada em alguns casos de tumores que não são operáveis. “Lesões muito grandes, que comprometem várias mamas, ao longo das duas cadeias mamárias e com infiltração na parede da cavidade abdominal, a radio pode ser uma opção”.

Prefeitura de Fortaleza intensifica combate ao câncer de mama durante Outubro Rosa

A Prefeitura de Fortaleza iniciou, nesta quinta-feira (01), as atividades em alusão ao Outubro Rosa, mês de conscientização à prevenção e combate ao câncer de mama. Durante este período, os postos de saúde realizarão ações educativas e de prevenção.

Serão realizadas atividades de planejamento familiar, coleta citopatológica, palestras, orientação nutricional, prevenção ginecológica, educação em saúde, exame de mama, solicitação de mamografias, entre outros serviços para a população nas Unidades de Atenção Primária à Saúde em todas as regionais da cidade.

“As atividades serão focadas tanto na prevenção primária quanto na detecção precoce”, afirma Paulo Vasques, assessor técnico da Célula de Atenção à Saúde da Mulher da Secretaria Municipal da Saúde (SMS). A detecção precoce da doença se dá, basicamente, pelo exame de toque, que pode ser realizado pela própria mulher, mas que deve ser realizado anualmente por um médico em pacientes a partir dos 40 anos.

Na rede municipal de saúde, os 116 postos de saúde são a porta de entrada para consultas com profissionais que podem realizar um exame de mama. Quando necessário, é feito um encaminhamento através da Central de Regulação para agendamento de uma mamografia em uma das 11 prestadoras da rede.

Com o objetivo de modificar os números da detecção precoce do câncer de mama, facilitada pelo acesso a mamografia e biópsias, aliada ao tratamento adequado da doença, a SMS vem ampliando a oferta de exames, através da Policlínica do Passaré (Regional IV), inaugurada em setembro, e em breve na Policlínica do Bonsucesso, que tem previsão de entrega para outubro.

Neste Outubro Rosa, companhia reforça seu compromisso com a vida de seus segurados

O mês de outubro é marcado pela campanha de conscientização de
prevenção e diagnóstico do câncer de mama, uma das doenças que mais
acomete as mulheres no Brasil e no mundo. De acordo com o relatório do
Instituto Nacional do Câncer (INCA), as estimativas de incidência da
doença para esse ano chegam a quase 60 mil casos no país. Atenta a
essa situação alarmante, a Porto Seguro adere ao Outubro Rosa e
ressalta a importância de o seguro de vida ser considerado como mais um
auxílio em situações delicadas e imprevisíveis.

“Necessitamos do apoio da família, dos amigos e também do apoio
financeiro. É importante que em episódios como este as finanças
estejam equilibradas, pois muitos gastos não previstos surgem e podem
comprometer o orçamento”, lembra Fernanda Pasquarelli, diretora de
Vida, Previdência e Investimentos da Porto Seguro.

Ao aderir ao Vida Individual para mulheres, a segurada tem acesso à
segunda opinião médica no caso de suspeita de câncer e recebe o
pagamento do valor contratado diretamente na conta corrente em caso de
diagnóstico da doença.

Uma ajuda e tanto para pagar, por exemplo, uma cuidadora, alimentação
diferenciada, remédios específicos ou até mesmo procedimentos não
cobertos pelo plano de saúde. “Ele ainda pode usar o dinheiro do
seguro da maneira que achar melhor, inclusive para manter as contas em
dia em um momento que passa por grandes mudanças na rotina”, completa
a executiva.

SOBRE A PORTO SEGURO

A Porto Seguro é uma empresa brasileira com mais de 70 anos de mercado
e está entre as maiores seguradoras do País, ocupando a primeira
posição nos ramos de Seguro Auto e Residência. Atualmente, são quase
8,5 milhões de clientes únicos, 13,2 mil funcionários, 12,7 mil
prestadores e 36 mil corretores parceiros.

A companhia tem ainda 103 sucursais e escritórios regionais em todo o Brasil. O Grupo Porto Seguro é formado por 27 empresas – entre elas Azul Seguros, Itaú Seguros de Auto e Residência, Porto Seguro Saúde e Porto Seguro Uruguai – que atuam nos mais diversos ramos como seguros, produtos financeiros, serviços de emergência e conveniência, proteção e
monitoramento, plano de saúde para Pets, entre outros. Em 2018, o lucro
líquido da companhia foi de R$ 1,3 bilhão.–

North Shopping Jóquei organiza evento alusivo ao Outubro Rosa

Neste domingo (20), o North Shopping Jóquei organiza ação alusiva ao Outubro Rosa, intitulada “Mulheres que se amam”. A Praça de Alimentação (Piso 3) recebe várias atividades com foco na prevenção e na importância do diagnóstico precoce da enfermidade. Toda a programação é gratuita, com início às 13h.

O público presente acompanha palestras com os temas “Envelhecimento ativo e saudável”, com Cláudia Cardoso (psicopedagoga), “Empoderamento feminino”, com Cíntia Carvalho (psicóloga), e “Prevenção e cuidados com câncer de mama”, com Dr. Waldenrique Macedo (mastologista do Hospital da Mulher/ICC).

Além disso, a iniciativa promove distribuição de laços cor de rosa, abraçasso com roda de conversa, aulões de yoga e dança, e sorteios. A Clínica SantaMed também participa da ação com aferição de pressão e glicemia. Os sorteios são viabilizados pelos parceiros Amávia, Cheppitos, Farmácias Pague Menos, Espaço Laser, N&S Salão e Óticas Diniz.

Serviço: Mulheres que se amam. Ação alusiva ao Outubro Rosa no North Shopping Jóquei. Dia 20 de outubro (domingo), a partir de 13h, na Praça de Alimentação (Piso 3). Acesso gratuito. Informações: (85) 3403.7042, nas redes sociais do shopping (@northshoppingjoquei) e www.northshoppingjoquei.com.br.

Câncer de mama é tema de roda de conversa com mulheres

Um assunto delicado e que apavora muitas mulheres mas que precisa ser conversado de uma forma aberta e ao mesmo tempo sensível. O câncer de mama será tema de uma roda de conversa que a Unimed Fortaleza promoverá no próximo dia 30 de outubro, de 18h às 20h30, para clientes da empresa. A condução do encontro será feita pela médica mastologista Márcia Dallyane Santanna Costa de Freitas que abordará especialmente as formas de prevenção e o tratamento da doença.

Além da roda de conversa para clientes, a Unimed Fortaleza promoveu neste mês de outubro diálogos com colaboradoras para melhor explanar as formas de prevenir o câncer de mama, bem como falar do tratamento e da forma de lidar com a doença. Participaram das rodas de conversas médico mastologista, médico oncologista, nutricionista e psicóloga. Convidados especiais também compartilharam suas experiências com a doença. Os momentos aconteceram no Hospital Regional da Unimed e na sede, nos dias 16 e 17 de outubro. Ao término das rodas de conversas, um espaço de beleza foi montado para maquiagem e cortes de cabelo das colaboradoras.

Bike Rosa

Para ampliar a conscientização sobre o câncer de mama, a Unimed Fortaleza promove a ativação Bike Rosa. Iniciada no dia 13/10 e seguindo até 4/11, a ação tem o objetivo de incentivar as mulheres à prática de exercício físico, hábito saudável que comprovadamente reduz as chances de desenvolver a doença. A Unimed Fortaleza pintou de rosa 80 bicicletas em estações Bicicletar espalhadas pela cidade e instalou mensagens de prevenção nas cestinhas dos veículos e nos painéis. A ativação acontece nas estações Aterro Praia de Iracema, Unifor, Aterrinho Praia de Iracema, Praça Luiza Távora, Unimed Fortaleza, Benfica, Parque do Cocó, Livraria Cultura, North Shopping (Av. Bezerra de Menezes) e Dragão do Mar.

Serviço

Roda de conversa sobre câncer de mama para mulheres clientes Unimed Fortaleza

Data: 30/10/2019

Horário: 18h às 20h30

Local: auditório da sede da Unimed Fortaleza (Avenida Santos Dumont, 949)

Programa de Assistência à Mulher Mastectomizada realiza ações gratuitas em alusão ao Outubro Rosa

O Centro Universitário Estácio do Ceará realiza, por meio do Programa de Assistência à Mulher Mastectomizada (Proamma), uma série de atividades gratuitas em alusão ao Outubro Rosa. Através de palestras, debates e visitas em locais públicos, o objetivo dos professores e alunos da Instituição é alertar sobre o câncer de mama e falar sobre a importância da prevenção através do autoexame.

A Dra. Cleoneide Oliveira, professora e coordenadora do Programa, enfatiza que exercer essas práticas traz a oportunidade de um novo olhar sobre a doença, mostrando que é possível prevenir e tratar. “Através das atividades conseguimos passar para a população que existe uma forma de prevenção e de tratamento para o câncer de mama. Além disso, apresentamos, por meio dos depoimentos de participantes, a superação das mulheres que já passaram por esse processo. Conversar e oferecer suporte faz toda diferença para o resultado positivo do paciente”.

O Projeto Proamma foi criado em 2002 e atende aproximadamente 550 mulheres por mês. As consultas acontecem diariamente na Unidade Via Corpvs (Rua Eliseu Uchoa Becco, 600) e conta com auxílio terapeutico para pacientes diagnosticadas com câncer de mama, ações de prevenção e detecção precoce para toda a comunidade. Para participar do programa, basta entrar em contato através do número (85) 3270-6724 ou por meio de encaminhamento pelos serviços do sistema público de Saúde do Governo do Estado do Ceará. 

Confira programação completa do Projeto:

21/10 (segunda-feira)
13h30 – Palestra “Alimentação Saudável e a Prevenção do câncer de mama”

Local: Proamma (Rua Eliseu Uchoa Becco, 600)

22/10 (terça-feira)
9h – Visita aos setores Cogerh: “Falando sobre o autoexame de mama”, ação de sensibilização e conscientização com os colaboradores da Companhia de gestão de Recursos Hidricos do Estado do Ceará.

Lançamento da campanha “Apoie essa causa, doe um lenço, doe amor!”.

Local: Cogerh (Rua Adualdo Batista, 1550 – Cambeba)

23/10 (quarta-feira)
8h – Roda de conversa: Prevenindo o câncer de mama com hábitos saudáveis de vida
Local: Instituto Sênior (Estácio Via Corpvs – Rua Eliseu Uchoa Becco, 600)

14h – Chá Sensual com as mulheres mastectomizadas/ Happy Our
Local: Proamma (Rua Eliseu Uchoa Becco, 600)

25/10 – (sexta-feira)
8h – Conversando sobre o câncer de mama: Conhecer para prevenir, detectar e tratar
Local: Empresa Lunelli Têxtil Nordeste Ltda. (Av. Manoel Moreira Lima, s/n – Jenipapeiro, Maracanaú)

13h- Palestra “Prevenindo o câncer de mama com hábitos saudáveis de vida”.
Local: ACTIVOX (Rua Pedro Borges, 20. Ed. Clovis Rolim. Sala 805).

27/10(domingo)
16h – Caminhada de sensibilização contra o câncer de mama/ Outubro Rosa.
Local: Aterro Praia de Iracema

Outubro rosa pet é tema de evento gratuito na UNINASSAU

Conhecido por ser um mês de ações voltadas para a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama, o Outubro Rosa traz consigo questionamentos que muitas pessoas desconhecem. A doença também pode afetar animais, sendo comum em cadelas e gatas. Pensando nisso, a UNINASSAU Fortaleza realiza, no próximo dia 21 de outubro, um evento gratuito sobre a temática. A programação acontece no auditório do campus Doroteias a partir das 8h.

O objetivo é debater o tema e envolver estudantes do curso, profissionais da área e sociedade de modo geral a terem consciência sobre a doença e formas de prevenção e tratamento, visto que, as principais causas do câncer estão relacionadas à alimentação, ao uso de anticoncepcionais e obesidade.

O palestrante do encontro será o doutor Márcio Cesar Vasconcelos, responsável pelo serviço de Oncologia Clínica e Cirúrgica da Vetclinic Centro de Oncologia. 

De acordo com o idealizador do evento e coordenador do curso de Medicina Veterinária da Instituição, o objetivo do evento é colocar em evidência o câncer de mama em pets, que muitos ainda desconhecem. “É um tema pouco debatido na sociedade. Precisamos chamar a atenção de que a doença também é prejudicial à saúde dos animais. Nosso intuito é discutir a temática com a visão de um profissional com expertise na área e promover interações que irão agregar na vida profissional dos estudantes do curso”, disse.

Serviço

Outubro Rosa Pets

Data: 21 de outubro

Horário: 08h às 10h

Local: Auditório da UNINASSAU Fortaleza – Av. Aguanambi, nº 251

Outubro Rosa: Instituto Roda da Vida realiza programação especial gratuita com foco em educação em oncologia, promoção de saúde e medicina Integrativa

Nesta terça-feira (15), das 8h às 17h, será realizada mais uma edição do Portas Abertas. Em alusão ao mês de prevenção ao câncer de mama, a programação do evento irá abordar educação em oncologia e promoção de saúde relacionadas ao tema. O evento também irá permitir que o público conheça o Instituto Roda da Vida (IRV), além da troca de experiências com outros pacientes. A programação é gratuita e aberta ao público. 

Durante o encontro, os presentes participam da oficina de sucos funcionais com a onco-hematologista e presidente do (IRV), Paola Tôrres. Dentre as atividades confirmadas estão Yoga, Biodança e a conversa “Vamos falar sobre o câncer de mama”, com a médica oncologista clínica Iane Figueiredo, e a onco-hematologista e presidente do (IRV), Paola Tôrres. O debate também conta com a participação da paciente Socorro Maria. O encontro irá abordar alguns mitos e inovações no tratamento da pessoa com câncer de mama.

O que é a Medicina Integrativa?

A Medicina Integrativa alia ao tratamento convencional de doenças, práticas que garantem serenidade e equilíbrio para o sucesso dos tratamentos. 

De acordo com Paola Tôrres, mais de 50% dos médicos no Ceará já orientam seus pacientes a procurarem essas práticas complementares ao tratamento convencional (quimioterapia, radioterapia).

Sobre o Instituto Roda da Vida

O IRV recebe durante todo o ano pacientes oncológicos, gratuitamente, encaminhados pelo Crio e o Hospital do Câncer, para atividades complementares ao tratamento tradicional (quimioterapia e radioterapia), como Yoga, meditação, dentre outras. Todas as práticas têm relação com a Medicina Integrativa, que é um complemento ao tratamento tradicional e foca no bem estar das pessoas.  

Serviço: 

Outubro Rosa: Instituto Roda da Vida realiza programação especial gratuita sobre práticas integrativas de saúde 

Data: terça-feira, 15 de outubro, a partir das 8h

Local: Rua Lauro Maia, 1245 – Bairro de Fátima

*Evento gratuito e aberto ao público

Outubro Rosa: Cresce número de casos de câncer de mama em mulheres mais jovens

Outubro chegou, e os laços rosas estão espalhados pelas ruas da cidade, para lembrar a população sobre o tipo de câncer mais comum entre as mulheres. Segundo o INCA, o câncer de mama registra cerca de 29% de casos novos a cada ano. São aproximadamente 60 mil brasileiras diagnosticadas anualmente. Outro dado alarmante é o aumento da incidência entre mulheres com menos de 40 anos: um acréscimo de 2,6% entre 2010 e 2015.  

No Brasil, em mulheres com menos de 35 anos, a incidência hoje está entre 4% e 5% dos casos, faixa etária em que historicamente apenas 2% dos casos eram observados. “Este fenômeno está sendo observado não apenas no Brasil e possivelmente tenha relação com estilo de vida contemporâneo: menor número de filhos, gestação mais tardia, período curto de amamentação, alimentação inadequada, aumento do consumo de álcool, sedentarismo e obesidade podem estar influenciando esta mudança de aparecimento de tumores de mama em mulheres mais jovens. A frequência de tumores mais agressivos também é maior entre as mulheres mais jovens”, explica a mastologista do Hospital São Camilo Fortaleza, Lina Barbosa.

As pessoas costumam se assustar com um diagnóstico de câncer, mas existe um caminho a seguir que dá mais chances de sucesso no tratamento. Segundo Lina Barbosa, “o diagnóstico precoce, quando possível, hábitos saudáveis e uma rotina de exercícios são as principais recomendações para evitar qualquer tipo de câncer, para ter sucesso no tratamento e diminuir as chances de recidiva da doença”. 

Umas das formas de se obter esse diagnóstico é através autoexame das mamas, que deve ser feito mensalmente. Além de ajudar no conhecimento do próprio corpo, auxilia a perceber as mudanças habituais sofridas pelas mamas a cada mês. 

Maria Camila Moura, psicóloga, descobriu o câncer em novembro de 2014, com 26 anos. Ela conta que foi por meio de uma selfie, quando notou que seus seios estavam muito aparentes na foto. Ao refazer, colocou a mão cobrindo o decote e acabou identificando um nódulo. Após a realização de exames, foi constatado um tipo raro de câncer de mama (Carcinoma metaplásico), o tipo de câncer com alta velocidade de reprodução.

Camila passou por 16 quimioterapias, 28 radioterapias, mastectomia radical bilateral, ou seja, tirou os dois seios, depois fez uma série de cirurgias plásticas. “Para as mulheres que estão passando por esse tratamento, eu sei que a maioria das pessoas coloca uma frase bem motivacional, tentam dar aquele amparo, mas se eu pudesse contribuir, eu gostaria de dizer para vocês se permitirem ser humanas. Nós não somos guerreiras, não temos que ser fortes o tempo inteiro, não existe isso, de estar o tempo inteiro sorrindo, esse é o imperativo da felicidade que nos é imposto. Mas também não somos vítimas, não é porque eu estou com câncer que eu não tenho como reagir, que eu não tenho nada a fazer'”, afirma. 

UNINASSAU realiza ações alusivas ao Outubro Rosa

A Faculdade UNINASSAU Fortaleza realiza, por meio da Liga de Pesquisa e Extensão em Fisioterapia na Saúde da Mulher, durante todo o mês de outubro, ações alusivas ao Outubro Rosa – mês de prevenção ao câncer de mama. As atividades são gratuitas e vão ocorrer na Instituição de Ensino e em diversos pontos da cidade.

Ao longo do mês, receberão ações do Outubro Rosa o Instituto Povo do Mar (IPOM), o Posto de Saúde do Jóquei Clube, a Praça do Ferreira, a Associação Peter Pan e o campus Doroteias da UNINASSAU. As ações irão ocorrer nos dias 11, 18, 23, 28, 29 e 30 de outubro, nos turnos manhã e noite. A Liga de Pesquisa é coordenada pela docente do curso de Fisioterapia da Instituição, Silvana Montenegro. Segundo a fisioterapeuta, as ações visam promover uma reflexão sobre a campanha e transmitir informações sobre tratamento e prevenção da doença.

“O objetivo é dar visibilidade à causa, envolver a comunidade acadêmica e a sociedade para esse tema que é essencial. O câncer de mama é um dos mais comuns em mulheres. É importante se informar, fazer a mamografia para identificação de nódulos, pois o diagnóstico precoce aumenta as chances de cura”, ressaltou Silvana.

Nos eventos, a UNINASSAU será representada pelos integrantes do Liga de Pesquisa. Entre os serviços que serão ofertados estão: banners explicativos sobre autoexame, orientações sobre como identificar sinais de alerta da doença, hábitos saudáveis para prevenir o câncer e, além disso, dança do ventre, cinesioterapia, pilates e terapia manual.

Confira abaixo a programação:

11/10 – Ação na Praça do Ferreira em homenagem ao Dia do Fisioterapeuta (Manhã)

18/10 – Instituto Povo do Mar (Manhã)

23/10 – Posto de Saúde do Jóquei Clube (Manhã)

28/10 – UNINASSAU campus Doroteias (Noite)

29/10 – Associação Peter Pan (Manhã)

30/10 – Outubro Rosa e Novembro Azul no campus Doroteias (Manhã)

Vem aí mais uma edição do Passeio Ciclístico Outubro Rosa

Outubro é o mês de conscientização sobre o câncer de mama, e para não ficar de fora desta campanha, a Unimed Ceará vai realizar no dia 9 deste mês, juntamente com a Rede Mama, o Passeio Ciclístico Outubro Rosa. A concentração para o evento começa às 18h30 (na Rua Nogueira Acioli, 925), com previsão de saída para às 20h.

Este ano o evento conta com a parceria do Shopping Riomar Fortaleza, que vai abrir as portas para a iniciativa com uma parada obrigatória na metade do percurso no Estacionamento Aberto da Lagoa do Papicu oferecendo lanches saudáveis através de marcas apoiadoras da ação. Além disso, na ocasião serão realizados sorteios de brindes e duas bicicletas.

Para participar basta levar uma lata de leite em pó no dia do evento. Os 500 primeiros inscritos ganharão a camisa do Passeio Ciclístico Outubro Rosa. Os ciclistas irão dispor de ambulância, carro de apoio, batedores, além de água, suco e alimentos saudáveis. Também será possível alugar bicicletas no local.

Ao longo do mês de outubro, a Unimed Ceará fará ainda outras ações, como distribuição de lacinhos rosas em alusão à campanha e a iluminação da fachada na cor rosa. “Mais uma vez, a Unimed Ceará reforça este importante movimento, que surgiu para disseminar conhecimento sobre o câncer de mama”, afirma o presidente da Unimed Ceará, Darival Bringel de Olinda. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o câncer de mama é o tipo de C.A. mais comum e que mais mata mulheres ao redor de todo mundo.

Sobre o Movimento Outubro Rosa

Criado nos Estados Unidos na década de 90, o movimento se espalhou pelo mundo levando à sociedade a importância de prevenção ao câncer de mama, com foco no autoexame. No Brasil, o movimento teve início em 2002 quando um grupo de mulheres teve a iniciativa de iluminar de cor de rosa o Obelisco do Ibirapuera, em São Paulo.

Sobre a Rede Mama

Fundada em junho de 2014, a Rede Cearense de Combate ao Câncer de Mama (Rede Mama) é uma instituição sem fins lucrativos, que tem por missão congregar as instituições que atuam no combate ao câncer de mama no Ceará, desenvolvendo trabalhos em parceria, visando à redução da mortalidade e contribuindo para a disseminação do conhecimento a cerca da doença. A Rede Mama tem, dentre outros objetivos, organizar e promover eventos, campanhas e ações que envolvam a temática do câncer nas mulheres.

Sobre a Unimed Ceará (www.unimedceara.com.br)

A Unimed Ceará atua como operadora de planos de saúde privada em todas as regiões da unidade federativa. Fundada em 1985 sob um modelo empresarial cooperativista, configura-se como Federação das Unimeds do Estado do Ceará ao reunir nove filiadas em seu sistema, compondo uma rede integrada que facilita o acesso de clientes em clínicas, hospitais e consultórios médicos em suas próprias cidades. Sua missão é promover o Cooperativismo Médico por meio do fortalecimento das Unimeds filiadas e prestar serviços como Operadora de Plano de Saúde, com práticas sustentáveis e atendimento humanizado, garantindo a satisfação de seus clientes.