Browsing Tag

musica

Sertanejo universitário e jogos juninos marcam o fim de semana no Shopping Eusébio

No fim de semana que antecede o Dia de São João (24 de junho), o Shopping Eusébio preparou uma programação para toda a família. Na sexta-feira, 21, tem mais uma edição do projeto “Música na Praça”, a partir das 19 horas. Desta vez, o show fica por conta de Nayrton Lima. O cantor faz interpretações diferenciadas de grandes sucessos do momento no ritmo do sertanejo universitário. Com um estilo próprio para fazer voz e violão, ele promete animar o público e colocar todo mundo pra dançar.

No domingo, 23, a partir das 17 horas, tem muitos jogos para criançada e também para os adultos em clima junino. Tem pescaria, jogo das argolas, boca de forno, rabo de burro, dança da laranja, corrida do milho, corrida de três pés e cabo de guerra. Além das brincadeiras, tem teatro de casamento matuto, quadrilha improvisada e camarim caipira. 

Toda a programação acontece na praça de alimentação do Shopping Eusébio, que fica na Avenida Eusébio de Queiroz, 1890, no bairro Tamatanduba, no município de Eusébio, às margens da CE-040. A entrada é gratuita.

Serviço

Música na Praça com Nayrton Lima

Data: 21

Horário: a partir das 19 horas

Domingo no Shopping – jogos juninos

Data: 23

Horário: a partir das 17 horas

Local: Praça de alimentação do Shopping Eusébio (Avenida Eusébio de Queiroz, 1890, bairro Tamatanduba, no município de Eusébio)

Grupo Uirapuru – Orquestra de Barro encerra temporada do espetáculo Passarinhada em Fortaleza

Composta por jovens músicas do povoado de Moita redonda, Cascavel, a apresentação une o canto dos pássaros ao som dos instrumentos de barro, produzidos na própria comunidade, a partir de técnicas ancestrais

O Grupo Uirapuru – Orquestra de Barro retorna aos palcos de Fortaleza e se apresenta, nos dias 14 e 15 de junho de 2019, às 20h, no Teatro São José, com o espetáculo Passarinhada.

Os shows são gratuitos e contam com apoio do Governo do Estado do Ceará e Secretaria de Cultura do Estado do Ceará (Secult), por meio do XI Incentivo as Artes, inovando e encantando os espectadores de todas as idades ao unir o canto de pássaros ao som dos instrumentos de barro.

“Passarinhada”, que nessa última temporada passou por Cascavel, Aquiraz, Nova Olinda e Crato, tem direção de Tércio Araripe, músicas de Jorge Santa Rosa e regência de Joel Rocha. Composta por jovens da Moita Redonda, pequeno povoado rural do município de Cascavel-CE, que tem como tradição a cerâmica feita com técnicas ancestrais, a orquestra é formada por instrumentos como guitarra, cello, marimba, flauta, harpa, por exemplo, todos feitos de barro na própria comunidade.

Além da apresentação, a orquestra vai realizar nas cidades por onde passar uma exposição e venda de peças feitas na Moita Redonda. Além disso, serão realizadas oficinas gratuitas de cerâmica, com vagas limitadas até 20 participantes por cidade. Inscrição via e-mail tercioararipe@gmail.com

Som do barro

Iniciativa realizada pelo Instituto 3 ARTE – Arte, tecnologia e educação, o Grupo Uirapuru – Orquestra de Barro é uma ação conjunta entre o luthier e artista plástico Tércio Araripe e as “senhoras do barro” de Moita Redonda. Conforme explica Araripe, a ideia do grupo, que foi criado em 2009 pelo próprio artista e luthier, foi o de resgatar a memória de uma tradição que vinha sendo abandonada pela nova geração da região com a realização de oficinas para a produção de instrumentos musicais feitos de barro.

“Precisamos despertar o interesse das novas gerações em seguir adiante com a tradição do barro, algo que vinha perdendo espaço por conta do surgimento de novos materiais, como o alumínio e o plástico. No entanto, acredito que é possível acompanhar a modernidade sem abrir mão do que já foi feito pelos nossos antepassados, o que abre uma série de possibilidades de formação para esses jovens com o barro”, diz Tércio Araripe.

Serviço: Passarinhada, com Grupo Uirapuru – Orquestra de Barro

Fortaleza

Dia: 14 e 15/06

Horário: 20h

Local: Teatro São José

Classificação: livre

Entrada gratuita

Roberta Campos faz show em única apresentação no Theatro Via Sul Fortaleza

Com mais de 18 músicas em novelas e um leque variado de hits, a cantora e compositora mineira Roberta Campos celebra 10 anos de sua trajetória profissional no show do seu primeiro DVD “Todo Caminho é Sorte – Ao Vivo”, dia 22 de junho, às 21h, no Theatro Via Sul Fortaleza para única apresentação.

Não foi difícil escolher o repertório para o DVD. Os três álbuns seguintes, lançados pela gravadora Deck, renderam hits perenes e bem assimilados pelo público que acompanha a carreira de Roberta ou conhece sua voz das trilhas de novelas. “Todo Dia” é a canção mais recente, t

rilha da novela “Órfãos da Terra”. A canção “Minha Felicidade”, por exemplo, presente no DVD, foi tema de abertura de Sol Nascente. Outros sucessos do set list são “Abrigo”, “Aqui, Ali”, “Diário de Um Dia” e a poderosa “De Janeiro a Janeiro”, gravada originalmente em dueto de Nando Reis e cujo clipe bateu a marca de mais de 40 milhões de visualizações no YouTube.

“Juntei músicas que achei importantes, aquelas que eu tinha vontade de cantar e as que as pessoas queriam ouvir. Acho que elas representam bem esse tempo de carreira”, diz a artista mineira, de Caetanópolis, radicada em São Paulo, que hoje contabiliza mais de 500 canções escritas solitariamente ou com parceiros. Ao repertório conhecido, acrescentou duas composições próprias inéditas – “Todo Dia” e “Dois Flamingos” – e mais uma versão muito pessoal para “My Love”, uma das grandes canções românticas de Paul McCartney. Outras duas releituras já gravadas por Roberta também ganharam espaço no show: “Casinha Branca”, de Gilson e Joran, e “Quem Sabe Isso Quer Dizer Amor”, de Lô e Márcio Borges.

A banda que acompanha Roberta foi montada especialmente para a gravação do DVD, no Teatro Porto Seguro, em São Paulo, sob direção musical do pianista e tecladista Fabio Pinc e Rafael Ramos. “Apesar de ser uma banda nova, o processo fluiu muito tranquilamente, pois o Fabio já entendia bem o meu som e conseguiu transmitir isso aos músicos. Também tivemos o cuidado de escolher instrumentistas que já tivessem participado dos meus discos, que tinham uma identificação com as minhas músicas”, conta Roberta.

Vídeo “Minha Felicidade”: https://www.youtube.com/watch?v=ccMlCsl6G5E&list=PLTaRWr5sdDvloWT3GHIGR81jQWeCY7uUf&index=5
Release e fotos: https://drive.google.com/drive/folders/16906z18c4bFbSo4KY0ZX1k75vaW7WAZH

SERVIÇO

ROBERTA CAMPOS
Datas: 22 de Junho
Horário: Sábado às 21h
Classificação: Livre
Duração: 90min
Local: Theatro Via Sul Fortaleza – Av. Washington Soares, 4335 – Edson Queiroz
Ingressos: R$ 60/R$ 30 (mezanino) e R$80/R$40 (plateia)
Pontos de venda: Bilheteria do Teatro Via Sul e no site ingresso rápido (www.ingressorapido.com.br)
Capacidade: 732 Pessoas
Informações: (85) 3099-1290
Horário de funcionamento da bilheteria: De segunda a sábado, das 10h às 22h; Aos domingos e feriados, das 11h às 21h
Acessibilidade: Elevadores, rampas de acesso e assentos especiais.
Estacionamento no Via Sul Shopping

Geraldo Azevedo apresenta show de seu quarto DVD no Theatro Via Sul Fortaleza

O cantor e compositor pernambucano Geraldo Azevedo desembarca na capital cearense para duas apresentações, dias 1° e 2 de junho, no Theatro Via Sul Fortaleza. O músico lançou recentemente o seu quarto DVD, “Geraldo Azevedo – Solo Contigo”, e espera emocionar a plateia com seu show, no formato mais recorrente da carreira: voz & violão.

Intimista e delicada, a apresentação busca gerar um clima aconchegante, envolvendo e emocionando a plateia com seu repertório variado, no qual não falta espaço para os grandes sucessos e músicas inéditas.

Acompanhado de seu virtuoso violão, Geraldo Azevedo passeia por mais de cinco décadas de composições, apresentando desde sucessos do início de sua carreira até canções do seu último álbum, “Salve São Francisco”, incluindo também algumas músicas inéditas, como “Amor Antigramático” (composta por Geraldo a partir de poema de Mário Lago), e uma homenagem a Luiz Melodia, com “Estácio, Eu e Você”. Entre os sucessos, “Bicho de Sete Cabeças” (Geraldo Azevedo, Zé Ramalho e Renato Rocha), “Dia Branco” (Geraldo Azevedo e Renato Rocha) e “Táxi Lunar” (Geraldo Azevedo, Zé Ramalho e Alceu Valença) estão no repertório.

O cenário, elaborado pelo artista Fabio de Souza, é formado por 400 baixelas simulando prata, que refletem e emolduram as cenas dos mais de 50 anos de carreira de Geraldo Azevedo. O figurino, de Gustavo de Carvalho, e a luz, pilotada por Valmyr Ferreira, dialogam com o grande painel, batizado de “O tempo e sua própria natureza”.

Serviço:

Geraldo Azevedo – Solo Contigo
Datas: 1° e 2 de junho de 2019

Horário: Sábado 21h e Domingo 20h;

Classificação: 12 Anos

Duração: 80min

Local: Theatro Via Sul Fortaleza – Av. Washington Soares, 4335 – Edson Queiroz

Ingressos: R$120/R$60 (plateia baixa central e lateral) R$100/R$50 (plateia alta central e lateral ) R$ 90/R$45 (mezanino)
Capacidade: 732 Pessoas

Informações: (85) 3099-1290

Horário de funcionamento da bilheteria: De segunda a domingo, das 10 às 22h, inclusive feriados.

Acessibilidade: Elevadores, rampas de acesso e assentos especiais.

Estacionamento no Via Sul Shopping

Teatro, dança e música são destaques da programação do TJA esta semana

O Theatro José de Alencar, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), inicia nesta quarta-feira (22/5), às 19h, a temporada de 2019 do programa “Cantares – Mostra de Corais do TJA”. Com o objetivo de difundir a diversidade de coros, corais e grupos vocais do Estado do Ceará, o Cantares abre oportunidades para que diversos grupos apresentem seus trabalhos de uma forma democrática sempre alternando grupos. Na edição de maio a apresentação fica por conta do “Coral 7a Voz – Sindissétima”, “Coral Vozes da Justiça – SINJE e SINTRAJUFE”, “Coral BNB CLUBE” e “Coral Vitrola Nova”. A entrada é gratuita e a classificação Indicativa é livre.

Ainda na quarta-feira (22/5), a Cia Lamparim de Circo e Teatro de Quixeramobim-CE faz sua última apresentação do espetáculo “A incrível, a estupenda, a maravilhosa dupla dinâmica de dois” no programa Arte de Rua. Com início às 17h30, a peça é formada por números cômicos de palhaço e de malabarismo, onde o público é convidado a viajar no universo lúdico e mágico do circo. A apresentação acontece na calçada, tem entrada gratuita e classificação livre. A programação da quarta contará também com a apresentação do projeto “Percurso Instalativo Sonoro – Especial Sala Vazia Residência Artística” com participação de Ayrton Pessoa Bob. A atividade tem início às 19h e entrada gratuita. Todas as atividades do dia 22/5 tem classificação indicativa livre.

Na quinta-feira, 23/5, os alunos do Curso de Iniciação em Dança Contemporânea (CIDC) apresentam o “Festival dos Corre – Mostra de trabalho dos alunos do CIDC”. Com início às 18h, a mostra apresenta alguns dos processos autorais dos alunos da 3ª turma que é residente no TJA. A atividade acontece no teatro Morro do Ouro – Anexo TJA e tem entrada é colaborativa. Classificação indicativa: 14 anos.

Peça infantil narra as aventuras de Pinóquio

A Cia Camarim de Teatro apresenta o espetáculo infantil “Pinóquio – Uma aventura mágica” na sexta-feira, 24/5, às 14h30. A peça conta a clássica história do boneco, feito por um carpinteiro solitários, que ganha vida e sempre ao mentir seu nariz cresce. A atividade acontece no palco principal e tem entrada de R$40 (inteira) e R$20 (meia). Classificação indicativa: livre.

Canto da Apa realiza mais uma edição do projeto “Conexões Sonoras”

No sábado, 25/5, o projeto Conexões Sonoras apresenta “07 Cantos da Minha Música”. Com início às 20h, a apresentação tem em seu repertório inspirações individuais de cada cantor que o fazem sentir-se pleno sendo instrumento de cada canção, como Chico Buarque, Cazuza, Legião Urbana, Renato Russo dentre autorais dos alunos Gabriel e Pedro que juntos formam a banda Gravatas Borboletas.

A apresentação conta com a direção musical de Aparecida Silvino, acompanhada dos músicos Eduardo Holanda e Hoto Júnior, direção do espetáculo de André Ximenes e com os cantores do Canto da Apa. O encontro acontece no palco principal às 20h. Os ingressos estão à venda na bilheteria do Theatro José de Alencar e tem o custo de R$ 20 (inteira) e R$10 (meia).

Cultura Coreana em destaque

A “5ª edição do Hana Dul Hallyu” acontece no Theatro José de Alencar no domingo, 26/5, a partir das 12h. O evento que tem como temática a cultura sul coreana, mais conhecida como K-pop (o famoso pop coreano), traz ao TJA competições de dança (dance cover, pocket dance, estilo livre), competição de canto, workshops de danças (com certificados), apresentações de convidados e stands de vendas. A entrada custa R$50 (inteira) R$25 (meia), primeiro lote, e R$70 (inteira) R$35 (meia), segundo lote. Classificação indicativa livre.

Ainda no domingo, 26/5, a partir das 17h a Sala de Concerto recebe o “Núcleo de Experimentações Operísticas da UFC – Projeto Sinfonia Brasileira”. Entrada é gratuita e Classificação indicativa livre.

Funcionamento Bilheteria do TJA
de terça a sexta-feira – 14h às 18h – sábados e domingos – 14h às 19h.
Informações: 85 3101-2583

Ayrton Pessoa Bob lança álbum “Horizonte Aparente” no Teatro Dragão do Mar

Nos dias 24 e 31 de maio, o músico multi-instrumentista Ayrton Pessoa Bob lança seu segundo álbum “Horizonte Aparente” no Teatro do Dragão do Mar, às 20h. O trabalho é resultado do encontro de músicos e pesquisadores durante Projeto do Porto Iracema das Artes 2018

Depois do sucesso no show de lançamento na Casa Absurda, no dia 11 de maio, o multi-instrumentista cearense, Ayrton Pessoa (Bob) traz novamente para o público a temporada de lançamento do álbum “Horizonte Aparente”, nos dias 24 e 31 de maio, às 20h, no Teatro Dragão do Mar.

“Horizonte Aparente ad infinitum” é como termina uma das faixas do Álbum “Horizonte Aparente”, um verdadeiro convite ao não-aparente e presente de vários ritmos, sonoridades e encontros. Com composições e acordeon de Ayrton Pessoa (Bob), o trabalho tem a orientação do pianista, compositor e produtor paulistano Benjamin Taubkin e participação de Jônatas Gaudêncio no clarinete e Raí Santorini no desenho de luz.

Resultado do projeto contemplado pelo Edital das Artes da Secult-CE e do processo de criação vivido no Laboratório de Música da Escola Porto Iracema das Artes em 2018.O projeto, que teve início ainda em 2016, com Bob e Jônatas, num processo de composição, experimentação e apresentação ao longo do ano seguinte, resulta de um disco nas plataformas digitais acompanhado de um vídeo da gravação na íntegra.

A experiência do laboratório rendeu investigações, encontros e parcerias. Além das composições sonoras e da condução do clarinete, criou-se ambientes visíveis para imersão nas transformações de som-luz que dialogam também através de sensores e se somaram às colaborações de texto (Honório Félix) e performance (Thales Luz, Diogo Braga e Natália Coehl). “Horizonte Aparente” então se constrói na sobreposição de paisagens e nas narrativas de viagem, oscilando entre densidade e esvaziamento na composição sonora e visual, abrindo um passeio poético por mitologia, astronomia e cotidiano.

Diálogos

Após o lançamento de um EP digital (novembro/2017), o então duo lançou videoclipes das músicas (resultado de colaborações com os artistas Noá Bonoba, Juliana Tavares, Devon Zoal, Gil Rodrigues e Jupira Carvalho), iniciando uma abertura de meios e linguagens através da qual ganhou a participação constante de Raí para investigar a ambiguidade nos desenhos de luz e som. Com o intuito de aprofundar esses diálogos, ampliar o repertório e expandir os meios criativos, o trio ingressou no Labmus do Porto Iracema das Artes VI edição.

Ayrton Pessoa (Bob) é artista sonoro e visual, compositor, graduado em Filosofia (UECE), mestre em Artes (UFC). Atua como instrumentista e arranjador em apresentações e gravações de diversos grupos e intérpretes. Com várias influências e direções, costuma trabalhar em colaboração com outras linguagens e traz para sua música um pensamento transdisciplinar.

Ao seu processo criativo agregam-se desenho, fotografia, texto, dramaturgia e performance, os quais divide com outros artistas, coletivos etc. Desde o lançamento de seu primeiro álbum, “Manual Prático da Saudade”, em 2012, Bob tem realizado diversas experimentações com grupos mais reduzidos e buscando sonoridades em territórios musicais menos delineados. Somando influências de “noise”, “drone” e noções de paisagem e ambiente às referências de choro e sertão (muito presentes em projetos anteriores) o músico vem sintetizando estilos e geografias no seu recente trabalho.

Entre os mais recentes para os palcos estão as trilhas sonoras de: Nossos Mortos (Teatro Máquina, 2018), Restos Cavam Janelas (Comedores de Abacaxi, 2017), Baldio (Pavilhão da Magnólia, 2015), Fatzer (Teatro Máquina, 2014), Hamlet: Solo (Coletivo Soul, 2013) e Ivanov (Teatro Máquina, 2011).

Jônatas Gaudêncio (1989, Fortaleza) é clarinetista, procedente da banda do Colégio Piamarta. Em 2012 ganhou uma bolsa de estudos para estudar no Conservatório da cidade de Briançon na França onde fez apresentações de música de câmara nas cidades de Bardonechia (Itália) e Briançon (França), participou da gravação com a orquestra do conservatório de Briançon e terminou o conservatório com nota máxima dos jurados. Atualmente faz parte da OSUECE (Orquestra Sinfônica da UECE) como 1°Clarinete sob a Regência do Maestro Alfredo Barros, da Banda sinfônica da UECE como Clarinete Piccolo sob a Regência do Professor Marcio Landi e do Duo de Clarinete e Piano com a pianista Michelle Lucena onde fazem concertos em escolas da rede pública e particular.

Raí Santorini (1993, Fortaleza) é ator e técnico em iluminação, graduado em Licenciatura em Teatro pelo Instituto Federa do Ceará (IFCE). Já trabalhou com diversos artistas e coletivos. Entre os trabalhos de iluminação e operação técnica estão: Uma de Duas – A Vida Comum de LucyLady (2013 – Direção: Yuri Yamamotto), Caio e Léo (2014 – Outro Grupo de Teatro), Elefantes Famintos (2014 – Teatro Esgotado),Notas de Uma Terra Devastada (2016 – Teatro Esgotado), Marlene – Dissecação do Corpo do Espetáculo (2016 – No Barraco da Constância Têm!), /OLARIA (2016 – IFCE), PLAYBACK (2017 – Teatro Suspenso) e RARA (2017 – No Barraco da Constância Tem).

FICHA TÉCNICA

Direção Musical e composições (Ayrton Pessoa Bob), Músicos (Jônatas Gaudêncio clarinete), Ayrton Pessoa Bob (programações, controladores, acordeom e voz), Desenho de luz e cenografia (Raí Santorini), Performance (Diogo Braga, Natália Coehl e Thales Luz), Figurino (Devon Zoal), Texto (Honório Félix), Voz (Natasha Faria), Orientação (Benjamin Taubkin)

Serviço:

Lançamento do álbum Horizonte Aparente, de Ayrton Pessoa Bob

Teatro Dragão do Mar

Dias 24 e 31

Horário: 20h

Ingressos: R$ 20 e R$ 10

Informações: 85 9.9277-4000 – 85 3037.4618

Confira a programação musical do Hard Rock Cafe Fortaleza de 16 a 19 de maio

Fim de semana no restaurante será de muito Rock in Roll

O fim de semana será movimentado no Hard Rock Cafe Fortaleza, com apresentações que prometem animar os frequentadores ao som de muita música boa, embalados pelo Rock in Roll. A programação traz shows de quinta a sábado, com início sempre às 22h. No domingo, a apresentação tem início às 21h.

Love Guns, cover do grupo Kiss, se apresenta na quinta-feira (16). No dia seguinte, sexta (17), o som fica por conta da banda The Mob e no sábado (18), quem assume o palco principal é grupo Singular. Encerrando a programação, no domingo (19), é a vez do cover Killer Queen, no melhor estilo da banda britânica fundada em 1970.

O funcionamento é de domingo a quinta das 11h45 à meia-noite e nas sextas e sábados, das 11h45 à 1h da manhã. O estabelecimento é localizado no Shopping RioMar Papicu. A incorporação do projeto está sob a responsabilidade da VCI Holding, incumbida por trazer o Hard Rock Cafe ao Brasil.

Programação do Hard Rock Café Fortaleza de 16 a 19

16 – Love Guns (Cover do Kiss)

17 – The Mob

18 – Singular

19 – killer Queen

Serviço

Hard Rock Café Fortaleza

Shopping RioMar Papicu (Entrada da Lagoa do Papicu)

Horário: domingo a quinta das 11h45 a 00h / sextas e sábados das 11h45 à 1h

Concurso “Sinfonia do Amanhã – Música Transforma” abre inscrições online nesta quinta-feira (18)

 

 

Artistas amadores ou profissionais do cenário musical brasileiro terão a oportunidade de mostrar a sua arte por meio do concurso “Sinfonia do Amanhã – Música Transforma”, que começa nesta quinta-feira, 18 de abril, e segue até o dia 18 de maio. A ideia é promover a música e contemplar novos artistas. A participação de cada concorrente será por meio de vídeo no Youtube e Facebook. O vencedor receberá R$ 3 mil e os dez melhores colocados serão indicados para a curadoria do Festival Acordes do Amanhã.

Podem se inscrever artistas em formações instrumentais e vocais diversas (solos, duos, trios, quartetos, quintetos, sextetos, grupos de câmara, entre outros), sem limite de participantes por apresentação, porém cada formação só poderá concorrer com um vídeo. Cada grupo ou artista poderá escolher e executar seu próprio repertório.

Promovido pelo Instituto BR Artes em parceria com a Plataforma Sinfonia do Amanhã e o Festival Acordes do Amanhã, o concurso visa estimular o desenvolvimento de músicos profissionais e amadores, contribuir com o fortalecimento de instituições que atuam na área da educação musical em diferentes níveis e estimular a formação de grupos musicais variados.

 

INSCRIÇÕES

O regulamento e a inscrição estarão disponíveis, somente, no site www.plataformasinfonia.org. Ao acessar, o artista deve preencher um formulário, escolhendo uma das duas categorias: estudantes de música e ampla concorrência. Em seguida, deve gravar um vídeo com a apresentação de apenas uma música e postar no Youtube e no Facebook em modo público.

A postagem deverá conter, obrigatoriamente, o texto “Eu, (nome do artista) ofereço a música (nome da música) ao Concurso Sinfonia do Amanhã – Música Transforma”, no caso da inscrição individual. Já na inscrição de um grupo, o texto deve ser “Nós, do (nome do grupo), oferecemos a música (nome da música) ao Concurso Sinfonia do Amanhã – Música Transforma”. Para validar a inscrição, em ambos, também devem constar as hashtags: #musicatransforma, #plataformasinfonia, #acordesdoamanha, #enelbrasil e #enel.

 

AVALIAÇÃO

Os candidatos competirão por meio do número de curtidas e compartilhamentos dos vídeos no Facebook. Para avaliar esses resultados, os candidatos deverão informar no dia 18 de maio, no formulário de avaliação disponibilizado no site do concurso, o número de curtidas, comentários e compartilhamentos, e anexar o link da postagem para que a comissão avaliadora possa conferir o resultado.

A soma dessas interações na publicação definirá a colocação final de cada participante, em ordem decrescente. Em caso de empate, o vencedor será o que tiver o maior número de curtidas em seu vídeo. Caso o empate persista, o número de comentários será o segundo critério de desempate.

Persistindo o empate de dois ou mais concorrentes na primeira colocação, o prêmio será dividido entre estes, em partes iguais. O primeiro colocado só será contemplado com o prêmio do Concurso, caso atinja o índice mínimo de desempenho de 15 compartilhamentos e 500 curtidas. Caso nenhum concorrente atinja essa marca, nenhum inscrito será premiado.

O resultado do concurso “Sinfonia do Amanhã – Música Transforma” será divulgado no site da Plataforma Sinfonia do Amanhã no dia 27 de maio. O vídeo mais bem colocado para cada categoria (estudantes de música e ampla concorrência) receberá o prêmio em dinheiro e os 10 melhores concorrentes serão indicados para a curadoria do Festival Acordes do Amanhã, que irá selecionar aqueles com maior qualidade artística e técnica para compor a programação do evento, com direito a cachê estabelecido entre a direção do evento e os artistas selecionados.

O candidato que desejar contestar o resultado do concurso poderá entrar com recurso no prazo de até 5 dias úteis após a divulgação, através de ofício a ser enviado diretamente para o e-mail: plataformasinfonia@gmail.com

 

Serviço:

Concurso Sinfonia do Amanhã – Música Transforma: Inscrições abertas de 18 de abril a 18 de maio no site (http://www.plataformasinfonia.org/). Mais informações: (85) 3235-4063 ou plataformasinfonia@gmail.com.

Espetáculo Bem Sertanejo chega a Fortaleza com um passeio pela história da música sertaneja no Brasil

Foto: Deivid Correia

O espetáculo Bem Sertanejo, musical de sucesso por todo Brasil, chega a Fortaleza do dia 26 ao dia 28 de abril, trazendo grandes sucessos que contam a história do gênero no Brasil.

Durante a história, o público poderá ver desde a origem da música sertaneja no país, no século 17 até os tempos atuais, trazendo em seu repertório cerca de 56 músicas de nomes consagrados no gênero, como Tonico e Tinoco, Sérgio Reis, Almir Sater, Renato Teixeira, Chitãozinho e Xororó, Leandro e Leonardo, Zezé Di Camargo e Luciano, Gustavo Lima, Henrique e Juliano, Jorge e Mateus, entre outros. Os ingressos já estão à venda na Bilheteria do Teatro ou pelo site: www.teatroriomarfortaleza.com.br

 

Serviço:

Local: Teatro Riomar Fortaleza

Datas: de 26 a 28 de abril

Horários:

Sexta | duas sessões | 17h e 20h30

Sábado | uma sessão | 20h30

Domingo | duas sessões | 16h e 19h30

Preços:

Plateia Baixa A: R$ 200,00
Plateia Baixa B: R$ 150,00
Plateia Alta: R$ 75,00

Capacidade: 900 lugares

Vendas – www.teatroriomarfortaleza.com.br

REDES SOCIAIS

Facebook: https://www.facebook.com/Bem-Sertanejo-O-Musical

Instagram: @bemsertanejoomusical

Twitter: https://twitter.com/BemSertanejoMus

Site: www.bemsertanejomusical.com.br

APRESENTAÇÃO
Ministério da Cidadania

PATROCÍNIO MASTER
PagSeguro

PATROCÍNIO
UOL, Nissan, Atlas Schindller

TURMAS DE EUSÉBIO E FORTALEZA DO PROJETO TOQUE DE VIDA FAZEM ENCERRAMENTO DE CURSOS

 

 

Dedicação, descobertas de talentos, de potenciais e principalmente de desenvolvimento. Estas são algumas das experiências passadas pelos jovens participantes do Projeto Toque de Vida, que finaliza mais duas turmas: a primeira na manhã desta sexta-feira, 05, às 10h, na Escola de Ensino Fundamental Mário Sales, em Eusébio, onde acontecem os cursos de Canto Coral e Flauta. E à tarde, às 16h, evento de encerramento da turma do curso de Flauta, na Escola Municipal Professor Álvaro Costa, no Cais do Porto, em Fortaleza.

Pela manhã, os alunos participantes farão apresentações artísticas, haverá entrega de certificados e palestra dos autores do livro Sorrindo para Vida 2. Durante os cursos, os alunos tiveram aulas com o professor e músico, Jofran Fonteles.

À tarde, os alunos do curso de Flauta farão recital e receberão certificados de conclusão de curso, que teve como professora, a musicista Brenna Freire.

A próxima turma a ser concluída será a do curso de Violão que acontece na cidade de Maracanaú.

O Projeto Toque de Vida é um projeto de inclusão social por meio da música cujo trabalho é destinado aos jovens carentes do interior do Ceará. Os cursos são gratuitos, totalizam 250 horas/aula e no final, os alunos recebem certificado de conclusão e os instrumentos serão doados à alguma instituição da cidade que sedia o curso para que possam continuar o ensino da música.

“O objetivo não é a formação de músicos e sim promover e desenvolver a musicalidade de jovens carentes através de cursos específicos, aprimorando a criatividade, a sensibilidade e criando oportunidades de expressão artística. O Projeto Toque de Vida se define não somente na realização de aulas e sim, na socialização através da música. O objetivo é promover e desenvolver a musicalidade de jovens carentes através de cursos específicos, aprimorando a criatividade, a sensibilidade e criando oportunidades de expressão artística”, destaca Léo Lanter, músico e coordenador do projeto.

O Projeto Toque de Vida tem apoio cultural da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura. Agradecimentos: M. Dias Branco. Produção: Modo Maior.

 

Serviço

Projeto Toque de Vida

Evento de encerramento do Curso de Canto Coral e Flauta

Dia 05 de abril, às 10h

Local: Escola de Ensino Fundamental Mário Sales

Rua Mário Sales, 319 – Jabuti – Eusébio

Evento de encerramento do Curso de Flauta

Dia 05 de abril, às 16h

Local: Escola Municipal Professor Álvaro Costa

Av. Vicente de Castro, 6074 – Cais do Porto, Fortaleza

Mais informações

(085) 9 8787 8742/ 9 9991 2626

http://projetoumtoquedevida.blogspot.com.br/
https://www.facebook.com/projetoumtoquedevida

Ermelinda Paz resgata cancioneiro nacional utilizado na educação infantil no início do século XX

 

 

Referência em pesquisa musical e responsável por publicações que se tornaram emblemáticas (“Pedagogia Musical brasileira no século XX: metodologias e tendências” – 2013/ “500 Canções Brasileiras” – 2015/ “Jacob do Bandolim” – 2018/ “Edino Krieger: crítico, produtor musical e compositor” Vol I e Vol. II – 2012), Ermelinda Paz apaixonou-se pela Educação Musical Infantil bem cedo, em 1967, quando começou a coletar um cancioneiro de apoio à prática, em sua maioria extraído de uma apostila produzida pela Secretaria de Educação e Cultura do Município do antigo Estado da Guanabara, e distribuída mensalmente para as coordenadorias das escolas municipais.

 

Sua experiência com a docência com crianças na Escola Municipal Guatemala, no Rio de Janeiro, deu vez à pesquisadora e a levou para outros caminhos. Hoje, passados aproximadamente 45 anos do seu afastamento das atividades na Educação Musical Infantil, Ermelinda resgata a antiga paixão, especialmente em virtude do nascimento de seu primeiro neto José. Assim, nascem os CDs “Cantando e brincando com Vovó Linda Vol.1 e vol.2”, dois álbuns de imensa riqueza histórica e educativa, que teve como grande inspiração – no caso do Vol. 1 – o vasto trabalho de Liddy Chiaffarelli, educadora musical, musicista e pianista que teve seu auge de produção nas décadas de 30 e 40 do século XX, casada também com Francisco Mignone. Os CDs já estão disponíveis nas plataformas digitais (Deezer, Spotify, iMusic, Shazam).

 

CD “Cantando e brincando com Vovó Linda vol.1”

O Vol. 1 do CD Cantando e brincando com Vovó Linda foi finalizado em 2017, mas lançado apenas em meados de 2018, em função das pendências envolvendo autores. Essas músicas fizeram parte do repertório de vários educadores musicais, como Regina Márcia Simão Santos (com quem Ermelinda intercambiava a descoberta de novas músicas para inseri-las nos cadernos de apoio) e Helena Rosa Trope, bem como dos educadores musicais do Instituto Bennett nos anos 50, 60 e parte de 70. Além disso, um extenso trabalho de pesquisa foi realizado, seja através de pessoas-fonte (como o pesquisador Flávio Silva, da FUNARTE, e Cesar Borges Barbosa, filho de Cacilda Barbosa, herdeiro e autor de “A janelinha”, composta quando ele tinha 8 anos de idade) seja de importantes centros de documentação e pesquisa, como o Museu Villa-Lobos, Arquivo Público do Estado do RJ, o Centro Brasileiro de Memória – ISERJ, a AMAR/SOMBRÁS, Escola de Música da UFRJ, dentre outros.

“Como pesquisadora, entendi que devia oferecer ao meu neto – a motivação real para a realização desse trabalho – esse repertório esquecido, trazendo-o de volta ao século XXI. Inicialmente, era somente para ele, mas à medida que outras pessoas tomavam ciência de meu fazer, surgiram indagações como: ‘mas porque não disponibilizar para todas as outras crianças e, ainda, para os educadores musicais da atualidade?’ Bem, deu no que deu”, brinca Ermelinda.

As músicas que integram o CD Cantando e brincando com Vovó Linda vol.1 trazem, em geral, uma movimentação autoexplicativa e sua aplicação fica à critério da criatividade dos educadores musicais, acrescidas da espontaneidade e expressividade que as crianças naturalmente agregam às canções. A canção “Senhor caçador” é um jogo com dupla função, que implica em percepção tímbrica (reconhecimento das vozes dos colegas quando se conhecem) ou percepção da direção da fonte sonora. Já “Vamos viajar” era utilizada, segundo Ermelinda, formando vários pequenos trens, com um mínimo de três e uma máximo de cinco crianças, que se prendiam uma as outras através de ambas as mãos nos ombros do colega da frente. Com essa música eram trabalhadas as diferentes alterações de andamento, pois as crianças andavam no pulso da música. “Passarinho” e “Galopando”, além da questão da expressividade, eram utilizadas onomatopeias, indicando o pio do passarinho ou o trotar do cavalo. A única canção que foge à essa época é “Acalanto para José”, de autoria da própria pesquisador, feita para ninar o neto.

 

CD duplo “Cantando e brincando com Vovó Linda vol.2”

Trata-se de uma coletânea de canções brasileiras, lançada em formato duplo: um CD completo com 27 faixas e outro com os playbacks, para utilização dos educadores em aula, somando um total de 54 faixas. Na sua grande maioria, as letras falam de animais, ajudam os adultos a lidar com as crianças de forma amorosa e divertida. Muitas canções podem funcionar como acalanto, jogos musicais, brincadeiras, cantiga de roda. Não faltam ritmos de balanço, gostosos para se dançar, melodias cômicas e poéticas, letras que ambientam situações de fábulas e histórias infantis.

Na seleção, a autora limitou-se à música folclórica, notória pela simplicidade, clareza e sobriedade. A voz aguda da Vovó-Linda aproxima-se do registro vocal infantil, incentivando a identificação e imitação do netinho, enquanto o canto a meia voz assegura aproximação e intimidade. Por outro lado, as melodias de maior enlevo poético inspiram o fôlego de um voo vocal mais amplo, compatível com a densidade lírica do todo. Mas em tudo está presente uma doce leveza, inclusive nos arranjos, que além de vestir as melodias com delicadeza de mestre, intensificam sua brasilidade com os timbres de viola sertaneja, cavaquinho e violão.

O maestro, pesquisador, compositor e professor Hélio Sena, que assina a apresentação do Vol.2, conclui da melhor forma sobre a importância dos CDs: “essa coletânea chega na hora certa. No momento em que a neurociência ressalta de modo enfático a importância do canto para o desenvolvimento da criança, esse ato de amor da Vovó-Linda mostra o prosseguimento da tradição oral fora do ensino formal da música e traz, com o enriquecimento do repertório infantil do país, uma contribuição cultural e educativa”.

 

PARA OUVIR ONLINE:

· CD Cantando e brincando com Vovó Linda vol.1

· CD Cantando e brincando com Vovó Linda vol.2

Compra cd´s físicos – cdvovolinda@gmail.com

Ermelinda A. Paz – http://ermelinda-a-paz.mus.br

Cearense Cainã Cavalcante lança seu primeiro álbum autoral em Fortaleza

 

 

O violonista cearense, Cainã Cavalcante, lança seu primeiro álbum solo intitulado “Corrente”, como compositor e arranjador, dia 06 de fevereiro, às 20h, no Teatro RioMar Fortaleza. O álbum é uma celebração aos quase 20 anos de dedicação à música e traz um repertório autoral que contempla diversos gêneros brasileiros. A obra reúne as composições Forró Gaúcho, Balanço Zona Norte, Corrente, Canção da Noite, Mar de Saudade, PoiZé, Vento Sul, Que seja Leve e a Vida no Sertão, entre outras.

O primeiro disco solo e quarto da carreira do violonista e compositor, Cainã Cavalcante, apresenta a direção de gravação da violonista francesa Elodie Bouny e texto de apresentação de Guinga.

“Estar no formato solo é algo novo e desafiador, mas que sempre tive vontade. Me sinto feliz por poder mostrar as minhas composições e tocar violão de forma livre e espontânea, logo, vejo um mar de possibilidades. Isso me encanta! Outra coisa interessante é que, ao contrário da palavra solo, não me sinto só, mas extremamente amparado e acolhido pelas referências que trago comigo, pelas emoções que me alcançam e perpassam o público que me ouve”, comenta Cainã.

 

Participação especial

A apresentação contará com a participação especial do bandolim de Hamilton de Holanda que será inédito neste formato, prometendo um concerto memorável e do sanfoneiro Mestrinho, que já esteve ao lado de grandes ícones da música popular brasileira como Gilberto Gil, Ivete Sangalo, Vanessa da Mata, Saulo, entre outros.

 

Sobre Cainã Cavalcante

Nascido em Fortaleza em 1990, Cainã vem de uma família musical e iniciou os passos na arte aos 7 anos de idade. Dois anos depois, já tocando profissionalmente, foi considerado pelos músicos, críticos e jornalistas como um prodígio da música. Aos 10 anos conquistou o 1° lugar no IV Concurso Nacional de Violão “Musicalis”, realizado em São Paulo no ano de 2000. Em 2001 gravou seu primeiro CD “Morador do Mato”, com produção de Manassés de Sousa, Tarcísio Sardinha, Aroldo Araújo e participação mais do que especial do poeta e padrinho de batismo, Patativa do Assaré.

Em 2005, esteve no 19° Festival Internacional de Musique Universitaire de Ville, em Paris, apresentou-se no Espaço Cultural Jemmapes (Paris) com o integrante do Trio Madeira Brasil e Época de Ouro Ronaldo do Bandolim e seu irmão Rogério Sousa.

Cainã, hoje vive em São Paulo, divide sua carreira trabalhando ao lado de artistas como Mestrinho, Elba Ramalho e Arismar do Espírito Santo. Também se dedica ao ensino musical de crianças, adolescentes e adultos, participando como professor de diversos festivais de música que atuam no campo da formação musical, oferecendo oficinas, workshows unindo sempre a vivência do músico, técnica e musicalidade.

Vendas de Ingressos

Os ingressos para o show já estão à venda no Teatro RioMar Fortaleza, Piso L3. Os valores são: Plateia Alta R$ 60,00, Plateia Baixa B R$ 80,00 e Plateia Baixa A R$ 120,00

 

Serviço

Lançamento do álbum “Corrente”, de Cainã Cavalcante

Data:  quarta-feira (06.02)

Horário: 20h

Local: Teatro RioMar Fortaleza, Piso L3 (R. Des. Lauro Nogueira, 1500 – Papicu)

Mais informações: 3066-2000

Ingressos: Plateia Alta R$ 60,00; Plateia Baixa B R$ 80,00; Plateia Baixa A R$ 120,00

Vendas na Bilheteria do Teatro e online na Uhuu

Os músicos da Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto se juntam a Carlos Malta e Marimbanda para gravação de DVD ao vivo no TJA

 

O projeto Epifania Kariri, do flautista Heriberto Porto, com produção de Rosina Torres, promove a união desses artistas, sugerindo a interação de linguagens e o diálogo entre diversas vertentes da música brasileira. O trabalho apresenta 12 composições inéditas e será gravado em show no Theatro José de Alencar, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará. A ação foi selecionado pelo Rumos Itaú Cultural.

No dia 25 de janeiro, às 19h30, a Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto, patrimônio vivo do estado do Ceará, sobe ao palco com os conterrâneos do quarteto instrumental Marimbanda e o carioca Carlos Malta para gravação do DVD Epifania Kariri, projeto contemplado pelo Rumos Itaú Cultural 2017-2018. Idealizado por Heriberto Porto, flautista da Marimbanda, com produção de Rosina Torres,. A apresentação já passou por Crato e Nova Olinda, ambos também no Ceará, e Rio de Janeiro (RJ).

Promovendo a descentralização da produção cultural, Epifania Kariri sugere a interação de linguagens – dança e música –, dialoga entre o rural e o urbano, entre a tradição e a contemporaneidade. “Queremos envolver o nosso público neste diálogo, valorizando a cultura tradicional, olhando para novos rumos”, explica Rosina.

A união entre esses artistas sinaliza um diálogo entre diversas vertentes da música brasileira. A tradição cabaçal centenária dos Irmãos Aniceto se permite olhar para o futuro, sem renegar o passado, misturar-se com outros músicos de renome e buscar uma nova sonoridade, tendo suas composições apoiadas por arranjos elaborados e instigantes, feitos pelos artistas envolvidos. Epifania Kariri brinca com a palavra pife e fala de sonhos de difícil realização, do encontro de um significado, da essência, de anunciação, de manifestação de algo mágico.

Os músicos se conhecem há longa data, mas é a primeira vez que participam de um trabalho como esse, todos juntos. O encontro ente os Irmãos e Malta se deu nas filmagens do documentário Xingu Kariri Caruaru Carioca (2015), de Beth Formaggini, no qual a Banda Cabaçal fez participação. O filme registrou o músico carioca percorrendo os quatro cantos do Brasil através do Pífano e desvelando ritmos e instrumentos típicos da cultura brasileira. O flautista Heriberto Porto da Marimbanda, por sua vez, conheceu os Irmãos em 1998, quando pesquisou sobre o grupo para um trabalho para a Universidade Estadual do Ceará (UECE), onde ensina música.

Passados 10 anos, tocou com os mestres da tradição carirense na gravação do DVD dos Irmãos Aniceto com a Orquestra Eleazar de Carvalho, em uma comunhão do erudito e do tradicional. A Marimbanda encontrou Carlos Malta em 2010 durante o Festival Jazz e Blues de

Guaramiranga. Em 2017, o quarteto cearense convidou Malta para um show no histórico Theatro José de Alencar, de Fortaleza (CE).

Depois do Crato e Nova Olinda, o show segue para Fortaleza e Rio de Janeiro (RJ). A escolha das cidades de circulação foi feita levando-se em conta o vínculo dos músicos com suas origens.

Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto

Já se apresentou em todo Brasil, na França e no Portugal. Tocou com músicos consagrados como Hermeto Paschoal, Carlos Malta, Banda de Pífanos de Caruaru e Marília Pêra. Além de encantar com seus Benditos, os Irmãos Aniceto arremedam no palco o amplo linguajar vocal e corporal do roceiro. Criam sonidos, relatam causos e envolvem a todos numa atmosfera surreal com pifes, caixa, zabumba, pratos. Aureolados pela mística dos Pajés Kariri, eles recriam por manifestação natural os saberes dos seus ancestrais e energizam os terreiros por onde passam com a alegria e o vigor da espontaneidade visceral.

Marimbanda

É formada por Luizinho Duarte, na bateria, Heriberto Porto, nas flautas, Miqueias dos Santos, no contrabaixo, e Thiago Almeida, no piano. É o mais aclamado grupo de música instrumental em atividade no Ceará. Em 18 anos de atuação conquistou repercussão nacional no 4° Prêmio Visa – MPB Instrumental (SP), Circuito SESC Instrumental Paulista, Sala FUNARTE Sidney Miller (RJ), Circuito Cultural Banco do Brasil entre outros. Atuou em importantes Festivais, como o Festival Choro e Jazz, Festival Jazz e Blues em Guaramiranga (CE) e a Plataforma de Circulação de Música e Artes Cênicas do Ceara, da Petrobrás. O repertório é composto por ritmos brasileiros, como baião, frevo, samba, choro e bossa nova, além de um jazz autoral e de releituras jazzísticas.

Carlos Malta

Multi-instrumentista, compositor, orquestrador, educador, produtor e dono de um estilo original e criativo. Acompanhou Hermeto Pascoal de 1981 a 1993. Tocou também com Egberto Gismonti, Pat Metheny, Bob Mc Ferrin. Participou na gravação de discos de Guinga, Lenine, Sérgio Ricardo, Leila Pinheiro, Marcus Suzano, Paralamas do Sucesso, Caetano Veloso, Gilberto Gil e apresentou-se com seus grupos em dezenas de países. Em 1993 aliou-se ao violoncelista suíço Daniel Pezzotti para a gravação do disco Rainbow, concorrendo ao Prêmio Sharp de 1995. Em 1997 apresentou-se no Free Jazz Festival com o Coreto Urbano e o Pife Muderno, em um show eleito pelo jornal O Globo como o melhor show do ano. Recebeu o troféu Guarnicê de melhor trilha sonora no 26º Festival de Cinema, realizado em 2003, no Maranhão.

Sobre o Rumos Itaú Cultural

Um dos maiores editais privados de financiamento de projetos culturais do país, o Programa Rumos, é realizado pelo Itaú Cultural desde 1997, fomentando a produção artística e cultural brasileira. A iniciativa recebeu mais de 64,6 mil inscrições desde a sua primeira edição, vindos de todos os estados do país e do exterior. Destes, foram contempladas mais de 1,4 mil propostas nas cinco regiões brasileiras, que receberam o apoio do instituto para o desenvolvimento dos projetos selecionados nas mais diversas áreas de expressão ou de pesquisa.

Os trabalhos resultantes da seleção de todas as edições foram vistos por mais de 6 milhões de pessoas em todo o país. Além disso, mais de mil emissoras de rádio e televisão parceiras divulgaram os trabalhos selecionados. Nesta edição de 2017-2018, os 12.616 projetos inscritos foram examinados, em uma primeira fase seletiva, por uma comissão composta por 40 avaliadores contratados pelo instituto entre as mais diversas áreas de atuação e regiões do país.

Em seguida, passaram por um profundo processo de avaliação e análise por uma Comissão de Seleção multidisciplinar, formada por 21 profissionais que se inter-relacionam com a cultura brasileira, incluindo gestores da própria instituição. Foram selecionados 109 projetos, contemplando todos os estados brasileiros.

SERVIÇO:
Epifania Kariri Dia 25 de janeiro Às 19h30
Theatro José de Alencar
Rua Liberato Barroso, 525, Praça José de Alencar, Centro Fortaleza (CE)
788 lugares
Telefone: (85) 3101-2566
Entrada gratuita (retirada de ingressos a partir das 14h)

Shopping Iguatemi monta megaestrutrura para I´Music

 

Um grande palco de 41 metros de frente e altura correspondente a um prédio de sete andares começa a ganhar forma e chamar a atenção no estacionamento do Shopping Iguatemi Fortaleza. É nele que subirão dez atrações, entre cantores e bandas nacionais, que prometem shows imperdíveis durante os três dias de I´Music, nos dias 18, 19 e 20 de janeiro. No total, serão 16 dias para a montagem de toda a megaestrutura envolvendo cerca de 300 pessoas.

Todo o projeto cenográfico foi desenvolvido especialmente para o festival de música. Os números do I´Music impressionam: 60 m2 de LED de alta resolução; 1,5 tonelada de equipamentos de som; 2,5 toneladas de aparatos de luz; 13 grupos geradores; 7 módulos contêineres climatizados; 16 toneladas de capacidade de carga no palco; 12 bares; 10 operações de food truck na praça de alimentação; 250 músicos e produtores envolvidos; 500 pessoas, por dia de evento, trabalhando entre equipes de serviço, limpeza, apoio, segurança privada, brigada de incêndio e posto médico avançado.

“Estamos trabalhando para oferecer uma megaestrutura para nosso público. Realizamos o primeiro I´Music para comemorar os 35 anos do shopping e tivemos um retorno muito positivo da cidade e dos nossos parceiros lojistas. Este feedback motivou o Iguatemi a repetir o festival como uma importante e mais próxima ação de relacionamento com nossos clientes, proporcionando experiências incríveis durante três dias de evento”, comenta Rachel Mendonça, gerente de Marketing do Shopping Iguatemi Fortaleza.

Além dos 10 cantores e bandas, vão se apresentar atrações locais e DJs, em uma estrutura que contempla ainda espaços com roda gigante e experiências sensoriais. Os portões do festival estarão abertos a partir de 16h e os shows começarão às 17h30. O I´Music tem o patrocínio de Coca-Cola, Itaipava e Indaiá. O apoio é do Gran Marquise Hotel, da Unimed Fortaleza e do TNT Energy Drink.

Ingressos com preço acessível para quem compra no Iguatemi

Os ingressos podem ser adquiridos nos dois quiosques do festival, localizados próximos à Zara Home e à Casa dos Relojoeiros. O ingresso para cada dia do I´Music custa R$ 200 (inteira) e R$ 100 (meia). Para esta segunda edição, o Iguatemi Fortaleza oferece aos seus clientes uma oportunidade diferenciada de unir as compras de final de ano com a possibilidade de assistir aos grandes shows. A cada R$ 150 em compras no Iguatemi o cliente poderá comprar até dois ingressos a R$ 50,00 cada.

 

Sobre o Iguatemi

O Shopping Iguatemi Fortaleza tem 35 anos de existência. Empresa do grupo JCC – Jereissati Centros Comerciais, que também controla shopping centers em Belém (PA) e Campo Grande (MS), o Iguatemi Fortaleza traz números bastante positivos. São mais de 450 lojas e quiosques que reúnem o mais completo mix de compras, lazer, gastronomia e serviços de Fortaleza em mais de 90 mil metros quadrados. Distribuídos por corredores amplos e projetados para o melhor aproveitamento da iluminação natural, fazer um passeio pelo Iguatemi é experimentar conforto, comodidade e aproveitar o que a vida tem de melhor.

Shopping realiza programação musical gratuita durante esta semana

 

O RioMar Fortaleza promove projetos que traz músicos da cidade toda semana para apresentarem-se no shopping gratuitamente, trazendo boa música e entretenimento para o público. Com gêneros musicais e artistas diferentes a cada semana, o público pode apreciar apresentações nas quartas, sextas e domingos nos respectivos projetos: Quarta Musical, Menu Musical, Almoço com Felipe Adjafre e Chorinho na Praça.

As apresentações acontecem no Piso L3, na área de alimentação, com horários diferentes a cada dia.

Neste dia 19/12, acontece a Quarta Musical com a presença do cantor Matu Miranda, trazendo o melhor do MPB, das 18h às 20h. Já na sexta-feira, 21/12, o Menu Musical apresenta a cantora Rebeca Câmara, das 20h às 22h.

No sábado, 22/12, é a vez do Almoço com Felipe Adjafre, em que o pianista vem com repertórios de jazz, blues e MPB. A atração acontece quinzenalmente, das 12h30 às 14h30, revezando a cada sábado com o Chorinho na Praça com a banda Chorinho do Brasil e convidados.

 

Confira a programação deste mês:

Quarta Musical

Data: Quartas-feiras, 19 e 26 de dezembro
Horário: 18h às 20h
Local: Piso L3, Praça de Alimentação – RioMar Fortaleza (Des. Lauro Nogueira, 1500 – Papicu)

Menu Musical

Data: Sextas-feiras, 21 e 28 de dezembro

Horário: 20h às 22h

Local: Piso L3, Boulevard de Restaurantes – RioMar Fortaleza (Des. Lauro Nogueira, 1500 – Papicu)

Almoço com Felipe Adjafre

Data: Sábado, 22 de dezembro

Horário: 12h30 às 14h30

Local: Piso L3, Praça de Alimentação – RioMar Fortaleza (Des. Lauro Nogueira, 1500 – Papicu)

Chorinho na Praça

Data: Sábado, 29 de dezembro

Horário: 12h30 às 14h30

Local: Piso L3, Praça de Alimentação – RioMar Fortaleza (Des. Lauro Nogueira, 1500 – Papicu)

Mais informações: (85) 3066-2000
Entrada gratuita