Browsing Tag

Filmes

Mostra Harun Farocki começa, nesta quinta (14), com filmes inéditos em Fortaleza

 

 

Dois dos três filmes que abrem nesta quinta-feira, dia 14, a “Mostra Harun Farocki – O trabalho com as imagens”, são inéditos em Fortaleza. O primeiro é “Em comparação” (Áustria, Alemanha. 2009. 16mm. Cor. 61min), que será exibido na sessão das 19h. O segundo inédito da noite é “Intervalo” (Alemanha, Coréia do Sul. 2007. Vídeo. PB. 40min), abrindo a sessão das 20h30, que termina com “Fogo Inextinguível” (Alemanha Ocidental. 1969. 16mm. PB. 25min). A Mostra acontece de 14 a 20 de dezembro no Cinema do Dragão e até o dia 22 com duas instalações do cineasta alemão no Cena 15 (Rua José Avelino, 495 – Praia de Iracema): Parallel I, II, III e IV (2011/2014) e Labour in a single shot (2011/2014). Toda a programação tem acesso gratuito.

Harun Farocki (1944-2014) é um dos mais respeitados e prolíficos realizadores da Alemanha, tendo realizado mais de 120 filmes e instalações. O artista tratou frequentemente de questões ligadas à produção e a percepção de imagens, constituindo-se numa profunda autorreflexão sobre a cultura audiovisual e a tecnologia, a proliferação de mídias, a explosão de consumo e a produção da informação – assuntos de indiscutível relevância na sociedade contemporânea.

Na “Mostra Harun Farocki – O trabalho com as imagens” serão exibidos 12 filmes produzidos entre 1969 e 2010 e duas instalações inéditas em Fortaleza, tendo como fio condutor o modo como o artista exerce seu trabalho ao mesmo tempo em que conduz a um recorte modulado pela categoria trabalho em sua obra. Contemplada no Edital Temporada de Arte Cearense, do Dragão do Mar, a Mostra tem o apoio da Secretaria de Cultura de Fortaleza e do Porto Iracema das Artes. Toda a programação tem acesso gratuito.

 

Os filmes da abertura (dia 14):

Em comparação (Áustria, Alemanha / 2009 / 16mm / cor / 61 min)

As diferenças entre as culturas e formas de trabalho podem ser expressas na fabricação e utilização de tijolos. Os tijolos criam espaços, organizam relações sociais, armazenam conhecimentos. Visualizamos, comparativamente, diversos processos, sociabilidades e temporalidades a partir da tecnologia milenar do tijolo. “Eu queria, disse Farocki, pensar em um filme que contribuísse para o entendimento do conceito de trabalho. Que comparasse o trabalho em uma sociedade tradicional, como a africana [Burkina Faso], com uma sociedade industrializada recentemente, como a Índia, e uma sociedade muito industrializada, como a Europa ou Japão. O objetivo da comparação será o trabalho de construção de casas. Casas habitáveis.”

Título original: Zum Vergleich. Direção: Harun Farocki. Roteiro: Harun Farocki, Matthias Rajmann. Fotografia: Ingo Kratisch. Som: Matthias Rajmann. Montagem: Meggie Schneider. Desenhos: Andreas Siekmann. Colaboração: Antje Ehmann, Anand Narayan Damle, Michael Knauss, Regina Krotil, Iyamperumal Mannankatti, Mamta Murthy, Markus Nechleba, Jan Ralske, Yukara Shimizu, Isabelle Verreet.

Intervalo (Alemanha, Coréia do Sul / 2007 / vídeo / pb / 40 min)
Filme mudo em preto e branco, registrado no momento de funcionamento do campo de concentração nazista de Westerbork, na Holanda. De início, um campo de refugiados para judeus que fugiam da Alemanha, estabelecido em 1939. Após a ocupação da Holanda, sua função fora revertida pelos nazistas. Em 1944, o dirigente do campo encomenda um filme a um dos presos, detentor de conhecimentos cinematográficos, Rudolph Breslauer. Como a maioria dos judeus da Holanda já havia sido deportada, Westerbork fora convertido em um entreposto de trabalho com a aprovação do comandante. Provavelmente o dirigente encomendara o filme para fazer propaganda contra o fechamento do entreposto pela SS. Harun Farocki exuma os fragmentos dispersos e os traços, aparecendo uma cautelosa hermenêutica da imagem a partir deste singular arquivo do Holocausto.

Título original: Aufschub. Realização: Harun Farocki. Colaboração: Antje Ehmann, Christiane Hitzemann, Lars Pienkoß, Matthias Rajmann, Jan Ralske, Meggie Schneider. Documentação: Herinneringscentrum Kamp Westerbork, Memorial Center Camp Westerbork Hoogdalen. Imagens: Nederlands Instituut voor Oorlogsdocumentatie / The Netherlands Institute for War Documentation, Amsterdam. Produção: Harun Farocki Filmproduktion, Berlin. Encomendado e financiado por Jeonju International Filmfestival, Jeonju. Film footage: Rijksvoorlichtingsdienst Filmarchief, The Netherlands Institute for Sound and Vision, Hilversum.

Fogo Inextinguível (Alemanha Ocidental / 1969 / 16mm / pb / 25 min)

“Se lhes mostrarmos imagens de queimaduras de Napalm, vocês fecharão seus olhos. Primeiro fecharão seus olhos às imagens, então fecharão seus olhos à memória, então fecharão seus olhos aos fatos, então fecharão seus olhos ao contexto”. Essas palavras são faladas no início do agitprop. Farocki se abstém de fazer qualquer tipo de apelo emocional. Seu ponto de partida: “Quando o Napalm está queimando, é muito tarde para extinguí-lo. O Napalm deve ser combatido onde ele é produzido, nas fábricas”.
Título original: Nicht löschbares Feuer. Direção, Roteiro e Montagem: Harun Farocki. Assistencia de direção: Helke Sander. Fotografia: Gerd Conradt. Som: Ulrich Knaudt. Atores: Harun Farocki, Hanspeter Krüger, Eckart Kammer, Caroline Gremm, Gerd Volker Bussäus, Ingrid Oppermann. Produção: Harun Farocki, Berlin-West for WDR, Cologne .

 

Serviço:

Mostra Harun Farocki – O trabalho com as imagens – Exibição de 12 filmes e duas instalações de um dos mais respeitados e prolíficos realizadores da Alemanha, Harun Farocki.

Filmes: De 14 a 20 de dezembro de 2017 no Cinema do Dragão (Rua Dragão do Mar, 81 – Praia de Iracema). Sessões às 19h e 20h30, exceto no dia 15, que terá sessões às 16h30 e 18h. Classificação indicativa: 16 anos. Não há programação de cinema no dia 18 (segunda).

Instalações: De 14 a 22 de dezembro, das 10h às 18h, no Cena 15 (Rua José Avelino, 495 – Praia de Iracema). Não há visitação no dia 17 (domingo).

Ingressos: Toda a programação tem entrada gratuita.

Informações: (85)3488.8600 e farockifortaleza2017@gmail.com

Cineteatro São Luiz exibe o inédit Festival Mazaroppi – 105 ANOS

 

 

Fortaleza, através do Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), é a primeira capital a exibir a MOSTRA MAZZAROPI – 105 ANOS, nos dias 5, 6 e 8 de setembro, com todas as sessões gratuitas.

Artista de múltiplas capacidades, versado nas atividades circenses, teatrais, radiofônicas e televisivas – foi um dos pioneiros da televisão no Brasil -, o cineasta e humorista Amácio Mazzaropi (1912 – 1981)  surge no cenário da sétima arte brasileira em 1951, contratado pela Companhia Cinematográfica Vera Cruz, empresa fundada pelo produtor italiano Franco Zampari e pelo industrial Francisco Matarazzo Sobrinho em São Paulo (1949) e que tinha como meta dotar o Brasil das condições necessárias para o pleno florescimento técnico e artístico no campo cinematográfico.

Mazzaropi – como ficou popularmente conhecido o paulista filho de pai italiano e mãe portuguesa – protagonizou 3 filmes de sucesso na célebre produtora paulista, tendo, posteriormente – com a derrocada do projeto da Vera Cruz –  estrelado produções pela Cia. Fama Filme, Cia. Cinematográfica Brasil Filmes e  Cinestri Filmes, esta última em parceria com a Cinelândia Filmes. Todos os 5 filmes realizados nessas companhias, ainda na década de 1950, tiveram grande receptividade por parte do público, colocando Mazzaropi como referência de sucesso no cinema brasileiro.

Em 1959, a grande reviravolta: Mazzaropi, aos 47 anos de idade, funda a PAM-Filmes – Produções Amácio Mazzaropi – e lança a primeira das 23 produções cinematográficas que viria a protagonizar, com sucesso crescente, através de sua própria produtora: “Chofer de Praça”. Nascia ali uma trajetória especial na história do cinema brasileiro, com Mazzaropi assumindo, de maneira inovadora, os rumos de sua própria trajetória artística, atuando como ator, empresário, produtor, argumentista, roteirista e, por fim, diretor de alguns dos seus filmes, sempre com respaldo do público.

“Essa mostra que celebra os 105 anos de nascimento de Mazzaropi é uma ótima oportunidade não só para resgatar um capítulo instigante do nosso cinema, mas também para contrapor, aos dias atuais, um Brasil que, a despeito da política desenvolvimentista implementada pelo Estado entre as décadas de 1950 e 1970, se reconhecia por meio do deboche e da comicidade presente no célebre e estereotipado caipira encarnado por Mazzaropi, nosso eterno Jeca Tatu”, diz Duarte Dias, Programador e Curador do Cinema do Cineteatro São Luiz. “Conferir os filmes de Mazzaropi, portanto, é abrir a possibilidade de diálogo direto com os tipos populares brasileiros,  representações que são das raízes profundas de um amplo aspecto cultural do nosso povo, raízes essas que, mesmo diante de todas as mudanças verificadas na sociedade brasileira nos últimos 40 anos, permanecem, em variados níveis, atuantes no imaginário nacional”, finaliza Duarte.

O Cineteatro São Luiz te convida para conhecer o universo desse ícone do nosso cinema.

Programação do Festival Mazzaropi – 105 Anos:

DIA 05/09 (Terça-feira)

16h  | [CINEMA]  FESTIVAL MAZZAROPI – 105 ANOS: JECA TATU

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre

Direção: Milton Amaral | Gênero: Comédia | País: Brasil | Duração: 1h35 | Ano:1959 |

Áudio: Português

Sinopse: Baseado no célebre personagem de Monteiro Lobato, Jeca Tatu (Mazzaropi) é um caipira preguiçoso e simplório que tem sua propriedade ameaçada pela ganância de um latifundiário.

18h30  | [CINEMA]  FESTIVAL MAZZAROPI – 105 ANOS: CASINHA PEQUENINA

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre

Direção: Glauco Mirko Laurelli | Gênero: Comédia | País: Brasil | Duração: 1h35 |

Ano:1963 | Áudio: Português

Sinopse: Este filme, que é considerado a obra-prima da Mazzaropi, traz um elenco de estrelas e marca a estreia de Tarcísio Meira no cinema. É uma tocante história sobre a luta contra os poderes corruptos dos coronéis e um épico que tem como pano de fundo, a libertação dos escravos no Brasil do século XIX. Interpretações soberbas e imagens belíssimas em um clássico do cinema nacional, campeão de bilheteria!

DIA 06/09 (Quarta-feira)

16h  | [CINEMA]  FESTIVAL MAZZAROPI – 105 ANOS: MEU JAPÃO BRASILEIRO

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre

Direção: Glauco Mirko Laurelli | Gênero: Comédia | País: Brasil | Duração: 1h42 |

Ano:1964 | Áudio: Português

Sinopse: Em uma comunidade rural nipo-brasileira, Mazzaropi é um agricultor chamado Fofuca que enfrenta a exploração descarada do seu Leão, responsável por intermediar os negócios entre os produtores e o comércio na cidade. Após muito penar em suas mãos, ele articula com os camponeses a formação de uma cooperativa agrícola. Mas seu Leão e seus filhos não vêem com bons olhos esta iniciativa e vão fazer de tudo para impedir Fofuca e seus amigos de conseguir se dar bem neste Japão – Brasileiro.

18h30  | [CINEMA]  FESTIVAL MAZZAROPI – 105 ANOS: O GRANDE XERIFE

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre | Áudio: Português

Direção: Pio Zamuner | Gênero: Comédia | País: Brasil | Duração: 1h35 | Ano:1971 |

Áudio: Português

Sinopse: O carteiro (Mazzaropi) de uma cidadezinha do Oeste se envolve com uma quadrilha durante um assalto. O grupo mata o delegado e, por troça, nomeia o carteiro xerife. Mas este faz tantas trapalhadas que acaba desmascarando o chefe do bando e prendendo todos os malfeitores.

DIA 08/09 (Sexta-feira)

16h  | [CINEMA]  FESTIVAL MAZZAROPI – 105 ANOS: UM CAIPIRA… EM BARILOCHE

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre

Direção: Amâncio Mazzaropi e Pio Zamuner | Gênero: Comédia | País: Brasil |

Duração: 1h40 | Ano:1972 | Áudio: Português

Sinopse: Polidoro (Mazzaropi), um fazendeiro ingênuo e dono de muitas terras, é persuadido por seu genro e pela filha para vender a fazenda e mudar-se para a cidade. Acaba vendendo-a para um amigo do genro, Agenor, pessoa sem escrúpulos e vigarista, cuja esposa também é vítima de suas negociatas. Por meio de um ardil, Polidoro é levado a viajar para Bariloche em companhia de Nora, enquanto sua fazenda é vendida a terceiros através de um negócio ilícito. Avisado a tempo, Polidoro regressa para desmascarar o genro.

18h30  | [CINEMA]  FESTIVAL MAZZAROPI – 105 ANOS: A BANDA DAS VELHAS VIRGENS

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre | Áudio: Português

Direção: Amâncio Mazzaropi e Pio Zamuner | Gênero: Comédia | País: Brasil |

Duração: 1h40 | Ano:1979 | Áudio: Português

Sinopse: O caboclo Gostoso (Mazzaropi) é o maestro de uma banda feminina formada unicamente por mulheres idosas e beatas. Orgulho da pequena cidade, a banda é mantida pelos donativos recolhidos pela igreja. Os filhos de Gostoso se envolvem com os do patrão e ele resolve sair da fazenda para evitar perseguições a eles. Gostoso recomeça a vida na cidade, vasculhando o lixão, e se transforma no principal suspeito de um roubo após sua mulher encontrar um pequeno saco com jóias.

27° CINE CEARÁ ANUNCIA MOSTRA OLHAR DO CEARÁ E FILMES DA NOITE DE ABERTURA

 

 

O 27° Cine Ceará – Festival Ibero-Americano de Cinema selecionou 23 filmes de curta-metragem para a mostra Olhar do Ceará, criada na edição de 1999 como um espaço para ver e discutir o audiovisual cearense. Dentre os selecionados: dez filmes de ficção, nove documentários e quatro produções experimentais.  A melhor obra eleita pelo júri receberá o Troféu Mucuripe.

O Cine Ceará acontece de 5 a 11 de agosto em Fortaleza e as exibições da Mostra Olhar do Ceará acontecerão no Cinema do Dragão.

A curadoria desta edição da mostra Olhar do Ceará foi composta por André Bloc, Beatriz Saldanha, Camila Vieira, Diego Benevides e Érico Araújo Lima, membros da Associação Cearense de Críticos de Cinema. A composição curatorial teve por motivação fundamental expressar uma heterogeneidade de formas e desejos na relação com o cinema.

“Dentro da nossa aposta, elaborar essa curadoria consiste menos em estabelecer uma espécie de crivo valorativo do que em desenhar uma paisagem atravessada pelas diferenças constituintes dos cinemas feitos no Ceará”, explicam em texto assinado conjuntamente. “Tentamos possibilitar a uma comunidade de espectadores o encontro com filmes que nos interrogam constantemente sobre caminhos possíveis junto às formas cinematográficas e sobre múltiplas maneiras de engajamento no presente”, continuam.

 

 

FILMES NA NOITE DE ABERTURA

 

Foi escolhido também pelo festival o longa-metragem que vai abrir a 27ª edição, na noite do dia 5 de agosto. Será “Uma mulher fantástica”, que faz no Cine Ceará sua première no Brasil, abrindo também a Mostra Competitiva Ibero-americana de Longa-metragem. Produção chilena de 2017, com direção de Sebastián Lelio, o filme foi vencedor do Urso de Prata de roteiro e o Prêmio Teddy no Festival de Berlim, na Alemanha. O Chile é o país homenageado nesta edição, que realiza, de 1 a 6 de agosto a Mostra do Cinema Chileno, na Caixa Cultural Fortaleza, ocasião em que será exibida uma outra produção de Lelio, “Glória”, de 2013.

 

ENEL COMPARTILHA ANIMAÇÃO

Antes do longa, será exibido o filme de animação “A luz da mata”, realizados pelos alunos do projeto Enel Compartilha Animação, em oficina conduzida pelo cineasta Telmo Carvalho. Será a estreia nacional deste curta-metragem. O Enel Compartilha Animação, antigo Cine Coelce, integra os projetos de sustentabilidade desenvolvidos pela Enel e é realizado pela Associação Cultural Cine Ceará em parceria com a Casa Amarela Eusélio Oliveira, da Universidade Federal do Ceará, viabilizado pelo Mecenato Estadual do Ceará e conta com o apoio do Governo do Estado do Ceará através da Secretaria da Cultura (Secult). Desde sua criação já beneficiou mais de 2 mil crianças de escolas públicas de Fortaleza e outras cidades do interior do estado, realizando oficinas de cinema de animação com foco no meio ambiente e na importância de se preservar os recursos naturais.

 

CINE CEARÁ

O 27° Cine Ceará é uma promoção da Universidade Federal do Ceará (UFC), através da Casa Amarela Eusélio Oliveira, com apoio do Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura, da Prefeitura Municipal de Fortaleza, via Secultfor, e do Ministério da Cultura, através da Secretaria do Audiovisual. A realização é da Associação Cultural Cine Ceará e Bucanero Filmes e conta com patrocínio da SP Combustíveis e M. Dias Branco, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), e da Enel e da OI, por meio do Mecenato Estadual do Ceará. Além disso, conta ainda com Apoio Cultural da Oi Futuro e Indaiá.

 

 

 

Mostra Olhar do Ceará do 27º Cine Ceará:

 

A Lenda Cotidiana – Bárbara Moura e S. de Sousa. Documentário. HD. 11’38”. Cor. CE. 2016. Livre.

Ao Mar – Esaú Pereira Barbosa. Ficção. HD. 9′. Cor. CE. 2017. Livre

Atalanta – Fernanda Brasileiro e Hylnara Vidal. Experimental. HD. 11’40”. Cor. CE. 2017. Livre.

Candeias – Reginaldo Farias e Ythallo Rodrigues. Documentário. HD. 19′. Cor. CE. 2017. Livre.

Close – Rosane Gurgel. Documentário. HD. 20′. Cor. CE. 2016. Livre.

Estudos de Vertigem – Indira Brígido. Experimental. HD. 7′. Cor. CE. 2016. Livre.

Fôlego – Kamille Costa. Ficção. HD. 19′. Cor. CE. 2017. 16 anos.

Guiana Francesa – Edmilson Filho e Olavo Junior. Ficção. HD. 19′. Cor. CE. 2017. 14 anos.

Iracema – Francisco Carneiro. Ficção. HD. 16’19”. Cor. CE. 2016. Livre.

Jonas Banhado em Sangue – Mateus Bandeira. Ficção. HD. 18’30”. Cor. CE. 2016. 16 anos.

Lugar nenhum – Wesley Guerreiro. Experimental. HD. 12’55”. Cor. CE. 2016. 14 anos.

Maria Auxiliadora – Natália Maia. Ficção. HD. 11’26”. Cor. CE. 2016. Livre.

O Céu Desaba – Mariana Gomes. Documentário. HD. 8’09”. Cor. CE. 2016. Livre.

O Dia do Silêncio – Clébson Oscar. Documentário. HD. 12′. Cor. CE. 2017. Livre.

O Vigia – Priscila Smiths e P.H.Diaz. Ficção. HD. 19’53”. Cor. CE. 2016. 16 anos.

Ossuário  Diogo Braga e Thales Luz. Experimental. HD. 10’43”. Cor. CE. 2016. Livre.

Projeto Raízes – Jamylle Cavalcante e Rafaela Batista. Documentário. HD. 21′. Cor. CE. 2016. 12 anos.

Rastros – Sabina Colares e Samarkandra Pimentel. Documentário. HD. 19’34. Cor. CE. 2016. Livre.

Sintera – Fellipe Farias. Documentário. HD. 11’38”. Cor. CE. 2017. Livre.

Sítio Veiga – Carla Moreira. Documentário. HD. 11′. Cor. CE. 2016. Livre.

Soturna – Léia Ávila. Ficção. HD. 12′. Cor. CE. 2017. Livre.

Superdance – Pedro Henrique. Ficção. HD. 20′. Cor. CE. 2016. Livre.

Voar – Cesar Teixeira. Ficção. HD. 13’13”. Cor. CE. 2017. 14 anos.

 

SERVIÇO

27° Cine Ceará – Festival Ibero-Americano de Cinema – De 5 a 11 de agosto de 2017 em Fortaleza. Informações:www.cineceara.com. E-mail: contatos@cineceara.com. Tel: (85) 3055-3465. GRATUITO.

VENCEDOR DO OSCAR DE MELHOR FILME E 50 TONS MAIS ESCUROS ESTREIAM NO NOW EM MAIO

 

O mês de maio do NOW promete agradar fãs dos mais variados gêneros do cinema. Além do vencedor de Melhor Filme no Oscar 2017,Moonlight: Sob a Luz do Luar, a plataforma traz vários filmes que disputaram a mais cobiçada estatueta de Hollywood, como Estrelas Além do Tempo, Um Limite Entre Nós, Loving, Lion: Uma Jornada para Casa e Aliados.

O sucesso mundial de bilheteria, 50 Tons Mais Escuros mostra como Christian Grey (Jamie Doman) tenta reconquistar o amor Ana Steele (Dakota Johson), enquanto precisa lidar com “fantasmas” do seu passado. Misturando sensualidade e romance o filme inspirado no best seller de E.L. James também está entre as novidades no NOW.

Moonlight: Sob a Luz do Luar faturou o Oscar de Melhor Filme, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Ator Coadjuvante (Mahershala Ali) e Melhor Atriz Coadjuvante (Naomie Harris) e concorreu ainda nas categorias Melhor Direção (Barry Jenkins), Melhor Fotografia e Trilha Sonora. O drama acompanha a vida de Chiron, um jovem negro que mora em uma comunidade pobre em Miami.

Já Lion: Uma Jornada para Casa recebeu seis indicações ao prêmio da Academia nas categorias de Melhor Filme, Melhor Ator Coadjuvante para Dev Patel, Melhor Atriz Coadjuvante para Nicole Kidman, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Fotografia e Melhor Trilha Sonora. A obra mostra a trajetória do indiano Saroo que, adotado por australianos, luta para reencontrar sua família biológica.

Baseado em peça teatral, Um Limite Entre Nós faturou a estatueta de Melhor Atriz Coadjuvante (Viola Davis) e concorreu em Melhor Filme e Melhor Ator (Denzel Washington). O longa conta a história de um coletor de lixo, ex-presidiário e ex-jogador de beisebol ao tratar de preconceito e superação.

Com três indicações ao Oscar (Melhor Filme, Melhor Atriz Coadjuvante – Octavia Spencer e Roteiro Adaptado), Estrelas Além do Tempo acompanha os desafios enfrentados por uma equipe de mulheres negras na NASA. O filme venceu o cobiçado SAG (Screen Actors Guild) de Melhor Elenco.

Já em Loving, dirigido por Jeff Nichols, o destaque é a atriz Ruth Negga, que concorreu à estatueta de Melhor Atriz.  O filme, baseado em documentário, apresenta a história de amor entre Richard e Mildred, um casal de etnias diferentes que se casou no final dos anos 1950, foi exilado e lutou pelo reconhecimento dessa união.

Ainda entre os indicados ao Oscar, Aliados, dirigido por Robert Zemeckis, traz Brad Pitt e Marion Cotillard no elenco. O filme, que mescla romance, aventura e suspense, e acompanha dois espiões, que se apaixonam durante uma missão para eliminar um embaixador nazista, concorreu em Melhor Figurino.

Os lançamentos da plataforma podem ser assistidos em Cinema > Lançamentos. Os NETs acessam o NOW pelo canal 1 da NET HDTV. Clientes NET e Claro HDTV também podem curtir em qualquer lugar, no site nowonline.com.br ou aplicativo para tablets e smartphones.

 

Abaixo, mais filmes que chegam ao NOW este mês:

Sangue pela Glória

Direção: Ben Younger

Elenco: Miles Teller, Aaron Eckhart e Katey Sagal

 

A Grande Muralha

Direção: Yimou Zhang

Elenco: Matt Damon, Jing Tian e Pedro Pascal

 

Beleza Oculta

Direção: David Frankel

Elenco: Will Smith, Kate Winslet e Keira Knightley

 

Lego Batman: O Filme

Direção: Chris McKay

Elenco: Will Amett, Zach Galifianakis, Michael Cera e Ralph Fiennes

 

Quatro Vidas de um Cachorro

Direção: Lasse Hallström

Elenco: Britt Robertson, K.J.Apa e John Ortiz

 

Imperium

Direção: Daniel Ragussis

Elenco: Daniel Radcliffe, Toni Collette e Tracy Letts

 

XxX Reativado

Direção: D.J. Caruso

Elenco: Vin Diesel, Nina Dobrev Donnie Yen e Deepika Padukone

 

Queen of Katwe

Direção: Mira Nair

Elenco: Madina Nalwanga, David Oyelowo e Lupita Nyong’o,

 

Eu Fico Loko

Direção: Bruno Garotti

Elenco: Filipe Bragança e Christian Figueiredo

 

O Chamado 3

Direção: F. Javier Gutiérrez

Elenco: Mailda Lutz, Alex Roe e Vincent D´Onofrio

 

SUCESSOS DO CINEMA ESTREIAM NO NOW EM MARÇO

 

O NOW, serviço de vídeo sob demanda da NET HDTV e Claro HDTV, traz alguns dos principais sucessos do cinema. Entre as novidades está o recém-saído do cinema e recorde de público “Minha Mãe é uma Peça 2″, que relata o dia a dia de D. Hermínia, vivida pelo ator Paulo Gustavo.

 

A magia do mundo bruxo de Harry Potter também está de volta ao NOW. O fenômeno do cinema mundial, “Animais Fantásticos e Onde Habitam” e seu elenco formado por Eddie Redmayne, Collin Farrell, Ezra Miller, Dan Fogler, Jon Voight, Katherine Waterston e Alison Sudol entram no catálogo de lançamentos.

 

Ainda no universo das grandes sagas, o spin-off de Star Wars, “Rogue One – Uma História Star Wars”, se passa entre os episódios III e IV e mostra o grupo que ajudou a Aliança Rebelde contra o Império ao roubar os planos da Estrela da Morte. O longa é estrelado por Felicity Jone, Diego Luna, Mads Mikkelsen, Forest Whitaker, Donnie Yen e Alan Tudyk.

 

Para as crianças, a diversão fica com “Sing: Quem Canta seus Males Espanta”. Com uma trilha sonora impecável, contendo canções de Stevie Wonder, Queen, Frank Sinatra, Paul McCartney e Taylor Swift, a animação promete boas risadas e muita música. A versão dublada do filme conta com as vozes de Fiuk, Sandy e Wanessa Camargo.

 

Os NETs podem assistir aos conteúdos do NOW quando, onde e quantas vezes quiserem pelo canal 1 da NET HDTV. Clientes NET e Claro HDTV também podem curtir em múltiplas plataformas pelo aplicativo para tablets e smartphones ou no site www.nowonline.com.br.

 

Confira outros lançamentos do NOW em março:

 

Herança de Sangue

Elenco: Mel Gibson, Erin Moriarty, Diego Luna, Willian H. Macy, Michael Parks

Direção: Jean-François Richet

 

Jack Reacher – Sem Retorno

Elenco: Tom Cruise, Cobie Smulders, Danika Yaroch,

Direção: Edward Zwick

 

100 Streets

Elenco: Idris Elba, Gemma Arterton, Franz Drameh, Ken Stott

Direção: Jim O’Hanlon

 

Snowden – Herói ou Traidor

Elenco: Joseph Gordon-Levitt, Shailene Woodley, Zachary Quinto, Nicolas Cage, Melissa Leo, Tom Wilkinson, Rhys Ifans, Scott Eastwood

Direção: Oliver Stone

 

Tamo Junto

Elenco: Sophie Charlotte, Fábio Porchat, Leandro Soares, Fernanda Souza

Direção: Matheus Souza

 

O Nascimento de uma Nação

Elenco: Nate Parker, Gabrielle Union, Armie Hammer, Aja Naomi King

Direção: Nate Parker

 

Refém do Medo

Elenco: Naomi Watts, Oliver Pratt, Charlie Heaton, Jacob Tremblay

Direção: Farren Blackburn

 

Horizonte Profundo

Elenco: Mark Wahlberg, Kate Hudson, Kurt Russell, Gina Rodriguez, Dylan O’Brien, John Malkovich

Direção: Peter Berg

 

Um Gato de Rua Chamado Bob

Elenco: Luke Treadaway, Joanne Froggatt, Ruta Gedmintas, Anthony Head, Caroline Goodall

Direção: Roger Spottiswoode

 

Desconhecida

Elenco: Rachel Weisz, Michael Shannon, Kathy Bates, Danny Glover

Direção: Joshua Marston

Clássicos na Lagoa reinicia programação com Orquestra de Sopro de Pindoretama

A Orquestra de Sopro de Pindoretama será a primeira atração do ano do Projeto Clássicos na Lagoa, que reinicia sua programação dia 4 de fevereiro, às 16h30min, no Porangabuçu. Formado por 50 integrantes, o grupo já realizou mais de 600 concertos e representou o Brasil em quatro turnês internacionais, três na Alemanha (2002, 2006 e 2014) e uma na Noruega (2010). No repertório, transcrições de clássicos da música erudita, música original para orquestra de sopros, estilos brasileiros (samba, maxixe, chorinho, frevo, bossa-nova e baião) e também gêneros internacionais como jazz e mambo.
Criada há 18 anos pela Associação dos Amigos da Arte (AAMART), a Orquestra já formou mais de mil jovens. O projeto foi idealizado pelo maestro Arley França, diretor artístico do grupo, para suprir a ausência de escolas de formação musical em Pindoretama, como também diminuir a ociosidade dos adolescentes da cidade. A metodologia de ensino coletivo, que agrega teoria musical e prática, foi o passo inicial para formar a orquestra, que com três meses já realizava a sua primeira apresentação.
O projeto oferece formação nos principais instrumentos de sopro: Flauta, Oboé, Fagote, Saxofone, Clarinete, Trompete, Trombone, Trompa, Bombardino, Tuba e instrumentos de percussão. Mais de 300 alunos, de 8 a 18 anos, frequentam a escola de música, que conta com a participação de seis educadores. Adriano Martins, ex-aluno da orquestra, é o regente, mas durante a apresentação do Clássicos na Lagoa o grupo será regido pelo maestro Arley França.
Durante a estadia em Hamburgo, na Alemanha, em 2002 e 2006, o grupo participou de festivais como o Summer Jazz Pinneberg Festival, o Kielewoche Festival e a Fan Fest Fifa da Copa do Mundo de Futebol 2006. Na Noruega, em 2010, representou o Brasil na programação cultural do Projeto Villa-Lobos, desenvolvido pela Embaixada Brasileira em Oslo, realizando concertos em Dramen, Oslo e Larvik. Em 2014, ocupou o palco principal do Festival Altonale, realizou apresentações em praças, escolas e promoveu intercâmbio com estudantes e músicos profissionais de Hamburgo.

Clássicos na Lagoa
O Clássicos da Lagoa promove gratuitamente, nas primeiras sextas-feiras de cada mês, concertos de música erudita às margens da Lagoa do Porangabuçu. Na programação de 2017 está prevista também a apresentação da Camerata de Violões do Instituto Beatriz e Lauro Fiuza (IBLF), a Banda Chiquita Braga e a orquestra da Tapera das Artes, dentre outras atrações.
Este é o quarto concerto oferecido pelo projeto, que já apresentou grupos como a Orquestra Jacques Klein, os Irmãos Cruz e as pianistas Karina Toledo e Michelle Lucena. A iniciativa do Instituto de Ciências Médicas Paulo Marcelo Martins Rodrigues (ICM), em parceria com o IBLF e a Plataforma Sinfonia do Amanhã, tem por objetivo disseminar cultura e promover socialização, ampliando o conceito de saúde para além da oferta de tratamentos médicos.

Serviço:
Projeto: Clássicos na Lagoa
Apresentação: Orquestra de Sopro de Pindoretama
Local: Lagoa do Porangabuçu
Data: 4 de fevereiro
Horário: 16h30min
Contatos: Giovana de Paula (assessoria de comunicação) – 999820608