Browsing Tag

equipamento

Unimed Fortaleza adquire novo equipamento de raio X tornando os exames de imagem 100% digitais

 

 

Garantir a melhor assistência com estrutura moderna e equipamentos de ponta é uma das prioridades da Unimed Fortaleza. Nessa busca contínua por proporcionar o melhor atendimento aos seus clientes, o Hospital Regional Unimed (HRU) adquiriu um novo aparelho raio X, tornando o Centro de Imagem da Unimed Fortaleza 100% digital.

Segundo o coordenador médico do Centro de Imagens do HRU, Alamo Costa, com a chegada do equipamento, a capacidade produtiva do setor aumenta em 25%. “Com a aquisição deste aparelho, o Centro de Imagem passa a oferecer inúmeros benefícios aos pacientes, como maior rapidez e controle de exposição. Estamos empenhados em oferecer o melhor aos nossos clientes internos e externos”, afirma o coordenador.

O novo equipamento de raio X traz benefício também ao meio ambiente com a redução de impressão em películas e papel, já que, a Unimed disponibiliza um portal online (https://www.unimedfortaleza.com.br/exames) permitindo aos clientes e médicos a visualização dos exames. Além disso, o equipamento possui funções de controle de exposição, reduzindo a dose de radiação ionizante emitida aos pacientes. “Outro diferencial do Centro de Imagem do HRU é a realização de todos os exames de raio X contrastados, sendo possível a visualização de estruturas que não seriam possíveis com um raio X comum”, explica Alamo.

Porto Seguro registra crescimento na contratação do seguro para Câmeras fotográficas

 

 

A contratação do seguro para câmeras fotográficas da Porto Seguro cresceu mais de 10% no primeiro semestre de 2018, em comparação ao mesmo período do ano anterior. Apesar do aumento, muitas pessoas ainda não conhecem a existência desta proteção.

Os equipamentos portáteis, além de ferramentas de trabalho, são por vezes investimentos valiosos e pensando nos riscos do dia a dia, a Porto Seguro desenvolveu um produto que oferece proteção para seus equipamentos e tranquilidade para você que é amante de fotografia, profissionais autônomos ou empresas do setor de fotografia e imagem.

O produto é personalizado e oferece cobertura para danos físicos (ocasionados por acidente, incêndio, queda de raio, impacto de veículos ou na tentativa de roubo); subtração do bem; danos elétricos (causados por descargas elétricas, oscilações de energia e curtos circuitos); danos por água ou líquido (provocados de maneira acidental e involuntária por água ou qualquer substância líquida).

Além disso, oferece a garantia internacional, que estende a garantia contratada para ocorrências fora do Brasil e perda ou pagamento de aluguel, reembolso ao locatário ou pagamento do valor do aluguel ao proprietário do equipamento para danos cobertos. “Antes de viajar ou após adquirir os equipamentos, é importante assegurar, além dos equipamentos, seus acessórios também, que podem chegar a custar até mais que a própria câmera fotográfica”, explica Jarbas Medeiros, Superintendente de Ramos Elementares da Porto Seguro.

A contratação é simples e rápida e pode ser contratado pelo corretor de seguros ou acessar o canal de vendas online disponível no site da Porto Seguro www.portoseguro.com.br/equipamentos-portateis.

 

Confira algumas dicas para proteger o equipamento:

Capas de proteção – Além de evitar arranhões, as capas de proteção podem impedir que as peças internas do aparelho sejam danificadas em casos de batidas e, até mesmo, em casos de quedas.

Cuidados ao viajar – Seja em trajetos de ônibus ou avião, evite despachar seus equipamentos. Leve-os na bagagem de mão, sempre com você.

Cuidados redobrados na praia – A praia é a vilã dos equipamentos eletrônicos: sol, calor, água, areia, maresia e muitas pessoas em um mesmo lugar. Ao levar o aparelho para a praia, mantenha- na sombra quando possível. Use as cordinhas de pescoço na hora que estiver com o equipamento fora da capa.

Atenção com bolsas e mochilas – Sempre verifique se sua bolsa ou mochila estão devidamente fechadas. Mantenha-as junto ao corpo, principalmente em locais com grande aglomeração de pessoas.

Consciência Negra: equipamentos da Secult promovem programação especial em alusão à data

 

O Dia da Consciência Negra, 20 de novembro, será celebrado com uma programação especial nos equipamentos da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará. Exibição de filmes e apresentações artísticas no Cineteatro São Luiz, palestras na Biblioteca Pública Espaço Estação, Museu do Ceará e Casa de Juvenal Galeno, além de uma Missa Afro no Theatro José de Alencar e o Festival Internacional de Folclore do Ceará estão programados para acontecer em alusão à data. A programação dos equipamentos pode ser conferida no site da Secult: www.secult.ce.gov.br.

 
Museu do Ceará 

O Museu do Ceará realizou, no dia 16/11, a oficina colaborativa para a reformulação do módulo Escravidão e Abolicionismo no Ceará, componente da exposição de longa duração do Museu do Ceará. Com a atividade, o Museu do Ceará convida professores, pesquisadores, estudantes e demais interessados nas questões que envolvem o Negro e a História do Ceará para participarem do processo de reelaboração da proposta expositiva do módulo “Escravidão e Abolicionismo no Ceará”.

Já na manhã do dia 21 de novembro, a partir de 8h, acontece no Museu o  urso de Formação Política para Mulheres Negras, ministrado em parceria com o Instituto Negra do Ceará – INEGRA.  No dia 23 de novembro, às 10h, é a vez da palestra sobre o dia da Consciência Negra, com a Professora Mestra em História, Cícera Barbosa, do Instituto INEGRA. Toda a programação é aberta ao público.

 

Centro Dragão do Mar

No dia 19/11, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura recebe o Festival Internacional de Folclore do Ceará, evento apoiado pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará. No anfiteatro do Dragão, a partir de 18h30, a programação tem início com uma coroação de homenagem aos Maracatus Cearenses. Vários outros grupos se apresentam durante a noite. Mais detalhes em http://www.festivaldefolcloredoceara.com.br.

 

Cineteatro São Luiz 

O curta-metragem “Cappuccino com Canela” Curta-metragem escrito e dirigido por Déo Cardoso (o mesmo diretor de “Pode me chamar de Nadí”), será exibido no Cineteatro São Luiz, no dia 20 de novembro, às 11h, seguindo de debate. A programação inteira tem entrada franca.

Durante o mês de novembro, o São Luiz também exibe o curta-metragem “Disque Quilombola”, de David Reeks, que retrata aspectos da cultura afrodescendente dentro da programação do projeto ‘Escola no Cinema”, a ser realizado nos dias 07, 08, 14, 16, 17, 22, 23 e 24/11, com sessões sempre às 9h e 14h30, para escolas e outras instituições, com agendamento prévio.

 

Casa de Juvenal Galeno

A casa da cultura popular cearense realiza no dia 20/11, às 17h, duas palestras envolvendo a temática do Dia da Consciência Negra, em parceria com Academia Afrocearense de Letras (AAFROCEL). A primeira delas é intitulada “A criação do Movimento Negro”, ministrada pela professora Joelma Gentil. A segunda se chama “Gênero e Racismo”, ministrada por Thiana Rodrigues.

 

Theatro José de Alencar

No dia 21 de novembro, às 17h, no Theatro José de Alencar, acontece um momento de celebração intitulado Missa Inculturada – Missa Afro, com o Maracatu Nação Iracema. A Missa Inculturada acontece no dia da Consciência Negra e busca refletir sobre a memória de Zumbi dos Palmares, líder quilombola martirizado em defesa da liberdade do povo negro. O Maracatu Nação Iracema irá apresentar partes da Missa Inculturada que reúne elementos da cultura afro-brasileira em memória da história e da cultura do povo negro, presente no uso das cores, na música, nas danças e na reverência à memória dos antepassados.

 

Biblioteca Pública Espaço Estação

Já no dia 21/11, às 14h, a Biblioteca Pública do Ceará – Espaço Estação realiza a Leitura Compartilha especial, trazendo a acessibilidade para as leituras de mundo, em alusão ao Dia Nacional da Consciência Negra. O objetivo da atividade é fazer uma reflexão sobre a importância do povo e da cultura africana, assim como o impacto que tiveram no desenvolvimento da identidade da cultura brasileira. A Biblioteca celebra a data trazendo a Leitura Compartilhada, que é uma forma acessível de leitura coletiva, realizada por uma pessoa com deficiência auditiva e uma pessoa com deficiência visual, contemplando a leitura em Braille e a tradução em libras. Seguida a essa leitura, haverá uma palestra com Hilário Ferreira, pesquisador da Cultura e História do Negro no Ceará. A atividade é gratuita.