Browsing Tag

Cultura

Vem aí a Mostra Sesc de Culturas Cariri 2019

XX MOSTRA SESC CORTEJO

Consolidada ao longo de duas décadas como um dos maiores projetos de difusão das artes do Brasil, a Mostra Sesc de Culturas Cariri proporciona, mais uma vez, múltiplas experiências estéticas e de imersão cultural na região. Mais do que nunca, o encontro deste ano está baseado na conexão entre tradição e contemporaneidade, por meio da vivência de manifestações em diferentes linguagens, como artes cênicas, artes visuais, música, literatura e audiovisual.


De 08 a 12 de novembro, uma programação intensa vai agregar mais de 300 atividades gratuitas em 23 cidades do Cariri, protagonizadas por mestres da cultura, brincantes, artistas locais e de outros estados. Assim, tanto o público quanto os participantes vão ter a oportunidade de trocar ideias e experiências, a partir do intercâmbio de conhecimento. O fazer artístico e suas variadas expressões, questões de acessibilidade, sustentabilidade, manifestações populares, patrimônio imaterial e memória social são apenas alguns dos temas que vão ser discutidos e partilhados ao longo dos cinco dias da Mostra.


Assim como acontece todos os anos, a Mostra Sesc de Culturas no Cariri tem início com os tradicionais cortejos dos grupos de tradição pelas ruas da cidade de Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha. Já o show de abertura, que acontece no dia 08/11, às 20h, no Parque de Exposição Pedro Feliciano Cavalcante (Crato), fica por conta da cantora Gal Costa. No final do encontro, no dia 12/11, quem se apresenta é o cantor e compositor Nando Reis, que leva para o Largo da Matriz (Juazeiro do Norte) a turnê “Esse Amor Sem Preconceito”. 


Durante a Mostra, vão acontecer ainda diversas atividades culturais, como forma de reforçar a pluralidade do projeto. Além dos artistas convidados, mais de 70 trabalhos foram selecionados por curadoria, levando ao público o melhor da arte e da cultura de estados como Ceará, São Paulo, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Pernambuco e Paraíba, dente outros. No total, a programação tem a participação de 16 estados do País.

Pluralidade

Em 2019, a programação Musical é marcada pela participação de artistas como Curumin, Siba, que acaba de lançar o disco “Coruja Muda”, Yannick Delass, compositor, cantor e guitarrista original da República Democrática do Congo e Cidadão São-tomense, Mestre Luiz Paixão, de Olinda, dentre outros. Além disso, as bandas Casa de Velho e Projeto Rivera, que vêm ganhando cada vez mais destaque no cenário local e nacional, também se apresentam na Mostra.


Nas Artes Visuais, um dos destaques é a exposição Arte Têxtil, da artista cearense Andréa Dall´olio, que poderá ser vista na Galeria de Arte do CCBNB. Na mostra, as telas em tecidos interagem com a própria pintura, de modo a enaltecer o valor artístico do bordado, que é uma tradição reconhecida da cultura cearense. O resultado é uma multiplicidade de formas e temas expressos dentro do abstracionismo, numa técnica tridimensional que cria volume e expande do suporte da pintura tradicional.

A Mostra também vai receber a Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveizcom aDesmontagem Evocando os Mortos – Poéticas da Experiência. O espetáculo refaz o caminho do ator na criação de personagens emblemáticos da dramaturgia contemporânea. Constitui um olhar sobre as discussões de Gênero, abordando a violência contra a mulher em suas variantes, questões que passaram a ocupar centralmente o trabalho de criação do grupo. Essa não é a primeira vez que o Evocando Mortos passa pela Mostra Sesc Cariri. O espetáculo está na programação deste ano justamente por ter sido um divisor de águas na comunidade artística da região.


Acessibilidade e educação ambiental


Vale destacar ainda que, nesta edição, vai haver tradução em LIBRAS em duas atividades do eixo Literatura. A apresentação “Bichos, Cantos em Encantos”, por exemplo, reúne histórias da tradição oral de povos indígenas e povos africanos, além de um belo conto de autor com temática indígena. Já em “Conte a Sua”, misto de cena, histórias, música e jogo, traz a personagem de máscara Véia do Bambu, numa representação da música Tango no Mango (Uzina), clássico da cultura popular brasileira. A proposta é estimular a troca de experiências – matéria-prima para o ser narrativo que habita cada um de nós.

Como forma de estimular atitudes sustentáveis, a Mostra apresenta, mais uma vez, o projeto Pensando Verde, em que o público vai poder participar de oficinas, vivências e troca de livros por mudas de plantas. E, como não poderia deixar de ser, grupos tradicionais da região vão se apresentar durante todo o encontro. Além dos cortejos, grupos de reisado, guerreiros, de dança, capoeira, bandas cabaçais e grupos de coco, por exemplo, animam as ruas, praças e terreiros, celebrando a diversidade e o berço cultural do Cariri.


“Considerado um dos marcos de atuação do Sistema Fecomércio-Ce, a Mostra pode ser considerado a primeira e uma das maiores aldeias culturais do País, a partir do diálogo entre várias linguagens artísticas. São mais de 20 anos de efervescência cultural, promovendo tanto ao público como aos artistas e mestres a troca de experiências e o intercâmbio de conhecimentos. A programação chega com um convite para que o público se permita viver o desconhecido, abrindo o leque de possibilidades e experimentar o novo. Mais do que isso, a Mostra Sesc de Culturas Cariri também contribui para o desenvolvimento socioeconômico da região, impactando positivamente a vida das pessoas que fazem parte de tudo isso, seja aqueles que prestigiam a programação quanto os que trabalham para o sucesso do encontro”, afirma Maurício Filizola, presidente do Sistema Fecomércio. 


Sobre a Mostra Sesc de Culturas Cariri


Idealizada pelo Departamento Regional do Sesc Ceará, instituição que integra o Sistema Fecomércio-CE, a Mostra Sesc de Culturas é palco de difusão das mais diversificadas manifestações artísticas e culturais. Realizada no Cariri, transforma a região em cenário para apresentações de espetáculos de teatro, dança, circo, exposições, shows, rodas literárias, performances poéticas e mostras de cinema e vídeo. 

Ao longo das edições, mais de 6 milhões de espectadores já acompanharam peças de teatro, apresentações musicais e de dança, grupos de tradição popular, exposições, entre muitas outras atividades. A abrangência da programação é outro marco, com início apenas no município de Crato e está, atualmente, em 23 cidades da região do Cariri.

Desde 2004 (6ª edição), a Mostra não tem caráter competitivo, tornando-se espaço de estímulo à produção, nas diversas áreas artísticas, com proposta de intercâmbios culturais, favorecendo o desenvolvimento de projetos colaborativos e de coletivos independentes, nas mais variadas categorias. Os artistas, de todas as regiões do Brasil, veem no projeto uma forma de fortalecer as múltiplas linguagens artísticas, bem como promover encontros e beber na rica fonte cultural caririense.

Serviço: 

Mostra Sesc de Culturas Cariri

Período: 08 a 12 de novembro 

Local: Região do Cariri

Programação: Site www.mostracariri.com.br e no aplicativo de celular “Mostra Sesc de Culturas”, disponível para Android e iOS 

 
Acesso: Para os shows de abertura e encerramento, além dos espetáculos e apresentações em lugares fechados é necessária a doação de 2 kg de alimentos não perecíveis a serem trocados nas Unidades Sesc, em Juazeiro do Norte ou Crato, conforme limite de capacidade dos espaços.

Biografia, terror, drama e questões raciais são destaques da programação cultural do Sesc no Cariri

Diversificada, a programação cultural do Sesc, braço social do sistema Fecomércio-CE, oferece no mês de outubro até novembro, filmes com temas que abordam biografia, drama, terror, questões raciais dentre outros aspectos além de exposição. As mostras são gratuitas e fazem parte dos projetos Cine Sesc e Artes Visuais das unidades do Sesc em Juazeiro e Crato.

Nesta sexta-feira (4/10), o Cine Sesc traz o longa sobre Ingrid Bergman, uma das maiores atrizes da Era de Ouro de Hollywood. Com sua beleza natural e despretensiosa e seu imenso talento de atriz, ela foi uma das figuras mais célebres da história do cinema americano. Além disso, Bergman é também uma das atrizes mais premiadas com o Oscar: ganhou três vezes, sendo duas como Melhor Atriz e uma como Melhor Atriz Coadjuvante. O primeiro foi em 1944 com À Meia Luz, o segundo em 1956 com “Anastácia, a Princesa Esquecida”, e o terceiro em 1974 com Assassinato no Expresso Oriente. O filme tem classificação de 12 anos e será apresentado no Sesc Juazeiro do Norte, a partir das 19h.

No longa “Eu não sou seu negro”, o escritor James Baldwin escreveu uma carta para o seu agente sobre o seu mais recente projeto: terminar o livro Remember This House, sobre o racismo nos EUA para examinar as questões raciais contemporâneas. O livro relata a vida e morte de alguns dos amigos do escritor, como Medgar Evers, Malcolm X e Martin Luther King Junior. Com sua morte, em 1987, o manuscrito inacabado foi confiado ao diretor Raoul Peck. Também no Sesc Juazeiro, o drama será mostrado no dia 22, às 19h. A classificação é de 12 anos.

No mês do Halloween, a unidade do Sesc no Crato traz como destaque a Mostra Terror Giallo, contemplando os quatro maiores diretores do subgênero Giallo: Mario Bava, Dario Argento, Lucio Fulci e Sergio Martino, com suas respectivas obras. A faceta italiana aborda o terror com uma vertente mais evidente na relação entre violência, imagem e beleza.

Em Seis mulheres para um assassino”, a jovem modelo Isabella é assassinada por uma misteriosa figura mascarada numa Casa de Moda, pertencente à Condessa Cristiana. Quando o namorado dela se torna suspeito do assassinato, o diário da vítima, contendo informações que relacionam a jovem ao assassino, desaparece. O mascarado passa então a matar todas as modelos da casa para encontrar o diário. O filme será exibido na Sala do NTD da unidade cratense, no dia 15, a partir das 18h. A classificação é de 18 anos.

No “Quarto escuro de Satã”, também da mostra de terror, Irina (Anita Strindberg) é maltratada constantemente por seu marido, Oliviero (Luigi Pistilli), e ao mesmo tempo, uma onda de assassinatos começa a assolar muitas das pessoas próximas do casal. Devido às mortes serem majoritariamente relacionadas aos ciclos sociais de Oliviero, sua esposa torna-se uma suspeita, mas a verdade parece ser bem mais complexa do que isso. O longa será ofertado no dia 5 de novembro, a partir das 19h, com classificação de 18 anos.

Artes visuais

A programação cultural da unidade Sesc em Juazeiro do Norte, através do projeto Artes Visuais Sesc, traz a exposição “A presença Negra nas Histórias em Quadrinhos”, de Samuel Quixote. O artista visual rememora o seu repertório visual em busca de representatividade negra.

Com heróis e heroínas do cotidiano, Quixote compõe narrativa política/artística com uma relação mantida com pessoas, diásporas e afetos. A exposição revela imagens carregadas de sentidos produzidas com intencionalidade, indagando, ao mesmo tempo, ao público “quais os locais que te empretece?”. A mostra acontece de 4 a 31 de outubro, das 14h às 21h, na galeria de artes.

Programação

Sesc Juazeiro do Norte

Projetos Cine Sesc e Artes Visuais Sesc

Cine Sesc

Filme: Ingrid Bergman
Projeto: Cine Sesc
Data: 04/10
Local: Sesc Juazeiro do Norte
Horário: 19h
Classificação: 12 anos
Gratuito

Filme: Fátima
Projeto: Cine Sesc
Data: 16/10
Local: Sesc Juazeiro do Norte
Horário: 19h
Classificação: 12 anos
Gratuito

Filme: David Lynch – A vida de um Artista
Projeto: Cine Sesc
Data: 21/10
Local: Sesc Juazeiro do Norte
Horário: 19h
Classificação: 12 anos

Gratuito

Filme: Eu não sou seu negro
Projeto: Cine Sesc
Data: 22/10
Local: Sesc Juazeiro do Norte
Horário: 19h
Classificação: 12 anos
Gratuito

Artes Visuais Sesc

Nome da ação: Exposição “A presença Negra nas Histórias em Quadrinhos” do artista Samuel Quixote

Projeto: Artes Visuais Sesc

Data: 04/10 a 31/10 de 2019

Local: Galeria de artes do Sesc

Horário: 14h as 21h

Indicação: Livre

Gratuito

Sesc Crato

Cine Sesc

Dia: 15/10 – terça-feira

19h | Filme: “Seis mulheres para um assassino”

Local: Sesc Crato – Sala do NDT

Classificação: 18 Anos

Gratuito

Dia: 22/10 – Terça-feira

19h | Filme: “Tenebre”

Local: Sesc Crato – Sala do NDT

Classificação: 18 anos

Gratuito

Dia: 29/10 – terça-feira

19h | Filme: “Uma lagartixa no corpo de mulher”

Local: Sesc Crato – Sala do NDT

Classificação: 18 anos

Gratuito

Dia: 05/11 – terça-feira

19h | Filme: “No quarto escuro de Satã”

Local: Sesc Crato – Sala do NDT

Classificação: 18 anos

Gratuito

Fortaleza participa de campanha nacional com projeto de compartilhamento de livros

A instituição de formação política RenovaBR está organizando um ato coletivo de renovação que abrangerá 445 cidades em todo o país. A capital cearense é uma delas.

A um ano das próximas eleições municipais, as cidades brasileiras enfrentam enormes desafios. Da limpeza urbana à conservação de praças e parques, os problemas se multiplicam à espera de solução.

No enfrentamento desse contexto foi criado o #RenovarOBrasil – pertencente ao curso RenovaBR Cidades 2019 -, projeto que irá realizar, no dia 5 de outubro, um sábado, em 445 cidades, 1,4 mil ações de diversas áreas, entre as quais educação, saúde, assistência social, cultura, inclusão, meio ambiente, esporte, entre outras.

Todos os desafios têm um ponto em comum: envolvem algum tipo de renovação que beneficie de forma perene as cidades dos alunos RenovaBR. Em Fortaleza, por exemplo, o advogado Rafael Mota Reis acaba de lançar o projeto #BibliotecasRecicladas, que pretende dar reuso a geladeiras inutilizadas, transformando-as em bibliotecas a serem doadas em escolas da cidade, incentivando a cultura de compartilhamento de livros.

Confira abaixo como você pode participar do projeto #BibliotecasRecicladas:

1. Seja voluntário

A ação conta com doações financeiras via vaquinha online (http://vaka.me/721503), recebimento de livros usados e apoio nas atividades logísticas e de recuperação das geladeiras.

Acesse o instagram: @BibliotecasRecicladas

2. Prestigie a ação no dia 5 de outubro

Será um sábado de mobilização. A primeira geladeira será doada em ato simbólico na Universidade do Parlamento Cearense, onde acontece um aulão para alunos de toda a capital. Nesse ato, o projeto precisará de voluntários para organizar e catalogar todos os livros doados.

Local: UNIPACE – Rua Barbosa de Freitas, esquina com Av. Pontes Vieira.

Data/Hora: 5 de outubro, às 9h

3. Compartilhe nas suas redes sociais

Faremos uma cobertura especial nas redes sociais do RenovaBR. Acesse pelo Twitter, Instagram e Facebook.

Quanto mais pessoas participarem da renovação, mais poderemos consolidar nosso desejo de mudança.

II Festival Letras & Músicas de Pacatuba recebe o poeta Bráulio Bessa

O II Festival Letras & Músicas  movimenta a cidade de Pacatuba nos dias 26, 27 e 28 de setembro, com programação gratuita e diversa proporcionando o intercâmbio de linguagens do  universo da literatura e da música no Ceará. Neste ano, a grande atração é participação do poeta do poeta Bráulio Bessa no encerramento do evento na noite do dia 28.

  A abertura será a partir das 9h, no dia 26, no Teatro Maria Betiza Campos Pinto, com a oficina de Literatura de Cordel com o poeta Paulo de Tarso. Durante a programação, acontecem outras oficinas, palestras, feira literária, conversa com escritores locais e regionais, apresentações artísticas, shows musicais, entre os quais, o show “Somos Todos Nós Assim”, com cantores e compositores cearenses Davi Duarte, Isaac Cândido e Pedro Frota. Na programação também acontecem lançamentos de livros, exposição, gastronomia e feira de artesanato local.

Para o produtor cultural e secretário adjunto de Cultura de Pacatuba, Raimundinho Costa, a ideia que nasceu há dois anos, é de ser um potencial incentivador da produção literária e palco para artistas da música.  “Queremos proporcionar através das linguagens a difusão, a circulação e a venda de livros, como também de ações educativas e de formação. O evento é ideal para revelar novos escritores, cantores e bandas que muitas vezes carecem de um espaço cultural para apresentar a sua arte”, explica.

O secretário de Cultura, Rosteny Cabral, reforça que apesar do evento ser novo já tem feito bastante sucesso. “Em consideração à idade do evento, que já foi um sucesso na primeira edição, temos certeza do sucesso dessa segunda, com a participação de um nome nacional, representante do Nordeste e da literatura, que é o poeta Bráulio Bessa”, destaca. A apresentação do escritor no evento tem grande expectativa dos moradores e do público visitante. A programação almeja mais visibilidade aos grandes poetas, in memorian, filhos de Pacatuba, assim como aos escritores contemporâneos.

Serviço

II Festival Letras & Músicas de Pacatuba

Dias:  26, 27 e 28 de setembro

Praça da Matriz, Pacatuba – Ceará

  Programação gratuita

Vai dar samba: “Demônios da Garoa” anima Crato e Sobral no Estacionamento da Música

“Trem das Onze”, “Saudosa Maloca”, “Mulher Rendeira”, “Tiro ao Alvaro”, “Ai, que Saudade da Amélia”, “Eu Sou o Samba”, esses e outros memoráveis sucessos de “Demônios da Garoa” que marcaram gerações serão relembrados em edição do projeto “Estacionamento da Música” do Sesc que traz o grupo paulistano, nos dias 24 e 25 de outubro, com shows apresentados nas unidades do Sesc Crato e Sobral, respectivamente.  

“Demônios da Garoa” lenda viva da música brasileira, tem a “cara” de São Paulo, mas para isso, foi necessário encontrar um estilo, uma marca muito própria, a forma original de interpretar com humor o falar do cotidiano do povo paulista, que hoje, todo mundo conhece através de mais de sete décadas da carreira deste surpreendente e animado grupo.

É com especial humor, vocais e arranjos bem estruturados, repertório exclusivo, que os “Demônios da Garoa” provocam em cada apresentação, um entusiasmo singular na plateia. Agradam desde os mais antigos que acompanham a carreira, até os mais novos expectadores, que descobriram alegria e a personalidade marcante do grupo, com suas vozes inconfundíveis.

Os muitos prêmios e honrarias concedidos ao “Demônios da Garoa” incluem os troféus Roquete Pinto e Chico Viloa, Ary Barroso “Tributo a Cartola” (1998), o prêmio Sharp de música (1995) “Tributo a Elis Regina”, a medalha Anchieta da Câmara Municipal de São Paulo, o Disco de Ouro pelo CD – 50 anos – (1994), A Chave de São Paulo (1984) e é claro, o reconhecimento do Guinness Book, edição de 1994, como o Grupo mais antigo e em atividade no mundo. Já lançaram ao longo da carreira mais de 2250 discos.

O Estacionamento da Música é um projeto que leva os principais artistas da música popular brasileira para apresentações pelas unidades do Sesc em todas as regiões do Ceará. Com o cartão Sesc, os trabalhadores e empresários do comércio têm descontos em todos os shows. Além de proporcionar cultura e lazer à população, a ação também tem cunho social, pois o público é convidado a doar alimentos não perecíveis no ato da compra do ingresso. Os itens arrecadados são destinados a instituições carentes beneficiadas pelo programa Mesa Brasil Sesc.

Demônios da Garoa

Em 2012 os Demônios lançaram o DVD “Vem Cantar Comigo”, com participações de artistas consagrados na música brasileira como: Dudu Nobre, Péricles, Wando e Arnaldo Antunes. Depois de quatro anos desde a gravação do último CD/DVD, o conjunto traz novo trabalho “Um Samba Diferente” com músicas inéditas e regravações de grandes sucessos do samba. O disco foi lançado em 2014 pela gravadora Biscoito Fino.

SERVIÇO:

Estacionamento da Música com Demônios da Garoa

24/10 (quinta-feira) – Crato

Horário: A partir das 20h30

Local: Unidade Sesc do Crato – Rua André Cartaxo, nº 443 – São Miguel

Informações: (88) 3586 9163

Entrada: Ingresso** + 2kg de alimento não perecível

**R$ 15 (trabalhador do comércio); R$ 18 (empresário); R$ 20 (conveniado); R$ 25 (público geral).

25/10 (sexta-feira) – Sobral

Horário: A partir das 20h30

Local: Escola Educar Sesc Renato Aragão – Rua. Dom Lourenço, nº 855 – Campos dos Velhos

Informações: (88) 3586 9163

Entrada: Ingresso* + 2kg de alimento não perecível

**R$ 15 (trabalhador do comércio); R$ 18 (empresário); R$ 20 (conveniado); R$ 25 (público geral).

Classificação: Livre

Não será permitida a venda, nem a entrada, de bebidas alcoólicas no local.

Baseado na obra de Martha Medeiros, Simples Assim estreia no Theatro Via Sul Fortaleza

Em uma produção original da Turbilhão de Ideias e apresentação do Circuito Cultural Bradesco Seguros, a peça Simples Assim estreia dias 18 e 19 de outubro, no Theatro Via Sul Fortaleza, às 21h (sexta) e 19h e 21h (sábado), respectivamente. Baseado na obra da colunista do jornal O Globo e cronista Martha Medeiros, o texto foi adaptado pela própria autora, ao lado de Rosane Lima. No elenco estão Julia Lemmertz, Georgiana Góes e Pedroca Monteiro, sob a direção de Ernesto Piccolo. 


Sucesso de público e crítica no Rio de Janeiro, a peça é marcada por histórias entrelaçadas e apresenta figuras simultaneamente distópicas e reais, como um casal que apenas interage pelo celular, uma mulher que contrata uma dublê de si mesma e uma jovem que decide viajar para Marte e abandonar o amante. Em todos os casos, há espaço para uma indagação: para onde foi a simplicidade do afeto tête-à-tête? O enredo traz reflexões sobre a roda da vida e os humanos em meio ao caos moderno, à solidão tecnológica, soterrados por informações e desencontros.

A comédia reflete sobre o cotidiano, com muito humor e afeto, como é usual na obra da escritora, uma das mais celebradas cronistas brasileiras. Os atores se revezam em vários personagens, em dez cenas, numa estrutura inspirada em A Ronda, clássico do austríaco Arthur Schnitzler.

“Trazemos o espírito meio esquizofrênico desta época. A vida é difícil, mas a simplicidade salva. Corruptos existem, mas eles nada podem contra a morte. A tecnologia nos domina, mas o amor segue imperioso. Tudo se entrelaça. É um texto para rir e pensar sobre essa birutice toda”, comenta Martha Medeiros.

“As cenas exploram detalhes dessas relações no cotidiano, procurando o que permanece de humano nos personagens em meio a tantas transformações. Montar a peça hoje é abrir um espaço de pensamento e, ao mesmo tempo, de prazer para os espectadores, desejando que eles possam rir e refletir sobre nossa linda e atribulada humanidade”, conclui.

As duas coletâneas em que a peça se baseia reúnem cerca de 200 crônicas. Dessa pesquisa resultaram dez cenas, cada uma delas com duas ou três crônicas entrelaçadas. A livre adaptação do texto apresenta histórias entrecortadas que tratam das relações interpessoais no mundo contemporâneo, de um tempo acelerado e mediado por uma tecnologia invasiva e incontornável. Rosane Lima explica que a estrutura do texto segue um modelo inspirado em A Ronda, clássico do austríaco Arthur Schnitzler, com cenas aparentemente independentes, mas com um personagem sempre se repetindo no quadro seguinte. 

“A estrutura do texto austríaco sempre me encantou pela simplicidade e eficiência. Eu também sabia que teríamos um elenco pequeno e um número razoável de personagens, situação que esse formato favorece. A Ronda foi escrita na virada do Século XX, um período de grandes transformações sociais, morais, etc., possibilitando uma analogia atraente com o momento atual. Na “ciranda” de Simples Assim não surgem apenas casais, como na peça de Schnitzler, mas também relações de irmãs, amigos, empregados, o que, além de ampliar o espectro de visão da peça, contempla a variedade e o alcance das crônicas da Martha.”  

Ernesto Piccolo considera Simples Assim a peça mais atual da escritora. “É a mais antropológica. Ela tem um lado muito humano e também traz lampejos sociais e políticos muito atuais, retrata o nosso desconforto com as coisas que estão acontecendo no mundo”.

Para Julia Lemmertz, a autora tem a capacidade de falar sobre coisas profundas de uma forma muito direta, conseguindo radiografar, através de suas crônicas, o caos dos dias atuais. “Está todo mundo muito conectado em redes, links, mas pouco conectado com a pessoa que está do seu lado, com o presencial, o aqui agora. A peça vai colocando situações para que você reflita como é estar nesse mundo com essa quantidade de informação, de solicitações e como você se forma humano nisso. Como você permanece humano dentro de tanta demanda”, aponta.

Julia destaca ainda a universalidade e importância dos temas abordados no espetáculo. “É um momento de tantas coisas para se refletir. Ele se passa no Brasil, mas o mundo inteiro está assim. Estamos em uma convulsão geral, as pessoas estão em situação limite”, reflete. 

Pedroca Monteiro acrescenta que o espetáculo olha para o agora e aponta que, apesar de tudo, é necessário continuar. “Não adianta ir para Marte, como decide uma das personagens. É preciso estimular as pessoas à mudança. Ao invés de viajar para outro planeta ou mesmo outro país, é fundamental ficar aqui e tentar transformar o nosso lugar”, conclui. “E a Martha consegue traduzir tudo de uma maneira popular, que se comunica com todos”, elogia Georgiana Góes. O espetáculo propõe focar no que realmente importa, tenta alcançar a simplicidade, que é algo tão complexo e difícil. “É preciso buscar gente que converse e se escute, que se aproxime pelo afeto, pelo carinho, pela empatia, pelo interesse pela vida do outro. É trocar, ouvir e ser ouvido.”

A transposição para o palco

Uma das mais importantes escritoras brasileiras da atualidade, Martha Medeiros teve outras obras adaptadas para o teatro como Divã e Doidas e Santas, entre elas. É a primeira vez que ela assina também a versão do texto para o palco. “As peças foram adaptadas com liberdade total, com minha obra servindo como base, mas agora é diferente, não há uma releitura dos meus textos. Em Simples Assim, eles estão mais íntegros. Claro que há também a adaptação da craque Rosane Lima, mas o espírito da peça está mais sintonizado com o que escrevo nos jornais. Há um compromisso real com minhas ideias e meu espírito”, explica.

O projeto nasceu de uma ideia do produtor Gustavo Nunes, em 2016, após um encontro com Martha Medeiros, em Porto Alegre. A parceria entre os dois rendeu também o canal da escritora no YouTube, M de Martha, que estreou no ano passado e prepara uma série de novos episódios ainda este ano.

Diretor de Doidas e SantasErnesto Piccolo já é familiarizado com o universo da escritora e foi uma escolha natural. Amigo de longa data de Julia Lemmertz, é a primeira vez que a dirige. “Sempre sonhei trabalhar com ela”, celebra. 

Sobre o Circuito Cultural Bradesco Seguros

Manter uma política de incentivo à cultura é compromisso permanente do Circuito Cultural Bradesco Seguros. Nos últimos anos, o Grupo Bradesco Seguros orgulha-se de ter patrocinado e apoiado projetos nas áreas de música, dança, artes plásticas, teatro, literatura e exposições, além de outras manifestações artísticas.

Dentre as recentes atrações, destacam-se os musicais “Bibi – Histórias e Canções”, “Chacrinha, O Musical”, “Elis – A Musical”, “A Família Addams”, “O Rei Leão”, “Bem Sertanejo”, “Les Misérables”, “60 – Década de Arromba”, “Cinderella” e “Romeu e Julieta”, além da “Série Dell’Arte Concertos Internacionais”, “Temporada Dell’Arte de Dança – Compañia Antonio Gades” e a exposição “Mickey, 90 anos”.

Para conhecer o calendário 2019 dos espetáculos patrocinados e apoiados pelo Circuito Cultural Bradesco Seguros, acesse www.bradescoseguros.com.br, clique na opção “Outros Portais” e “Circuito Cultural”.

Ficha Técnica

Texto e adaptação: Martha Medeiros e Rosane Lima. Direção Artística: Ernesto Piccolo. Elenco: Julia Lemmertz, Georgiana Góes e Pedroca Monteiro. Produção e idealização: Gustavo Nunes. Cenografia: Clivia Cohen. Projeções Cênicas: Rico Vilarouca / Renato Vilarouca. Figurino: Helena Araújo e Alfaiataria Conrado. Luz: Felício Mafra. Trilha Sonora: Rodrigo Penna.Visagismo:  Uirandê HolandaProdutora de Elenco: Yolanda RodriguesPreparação Corporal: Cristina Moura. Designer e Fotos: Victor Hugo Ceccato. Marketing/ Designer: Julliana Della Costa. Preparação Vocal: Rose Gonçalves. Cenógrafo Assistente: José Cohen. Cenotécnica: Humberto Silva e Humberto Silva Jr. Assistente de direção: Neuza Caribé Assistente Designer: Bruno Karvan. Assistente de Produção: Patrícia Nunes. Assistente Financeiro: Jéssica Veiga. Assistente de Diretor de Palco: Gleison Brito. Operador de Luz: Ari Nagô Operador Multimídia: Janser Barreto. Produção Executiva: Glauce Carvalho. Coordenação de Produção: Lúcia Souza. Financeiro e Prestação de Contas: Helber Santa Rita. Apoio: Lojas Pompéia e Veirano Advogados. Apresentado por Bradesco Seguros. Produção Original: Turbilhão de Ideias Entretenimento. Assessoria de Imprensa: Arteplural.

SERVIÇO

SIMPLES ASSIM
Datas: 18 e 19 de outubro de 2019
Horário: Sexta 21h; Sábado às 19h e 21h00h
Classificação: 12 anos
Duração: 70min
Local: Theatro Via Sul Fortaleza – Av. Washington Soares, 4335 – Edson Queiroz
Ingressos: R$ 80/R$40 (plateia baixa); R$70,00/R$35,00 (plateia alta); R$60,00/R$30,00 (Mezanino Central); R$50,00/R$25,00 (Mezanino lateral)

Vendas: https://site.bileto.sympla.com.br/theatroviasulfortaleza/

Capacidade: 732 Pessoas

Informações: (85) 3099-1290
Horário de funcionamento da bilheteria: De segunda a sábado, das 10h às 22h; Aos domingos e feriados, das 11h às 21h
Acessibilidade: Elevadores, rampas de acesso e assentos especiais.

Estacionamento no Via Sul Shopping

Povos do Mar para crianças: mestres ensinam brincadeiras tradicionais

De segunda a quinta-feira (23 a 26/9), o Encontro Sesc Povos do Mar recebe crianças e jovens para aprender brincadeiras populares, assistir apresentações de teatro de bonecos e participar de oficinas de artesanato, de música e dança. Quem ensina são mestres da cultura, xilogravurista, jangadeiros, povos indígenas e moradores de comunidades nativas do litoral do Ceará.

No dia 23, às 9h30, acontece o espetáculo do grupo de teatro de bonecos Ânima e, em seguida, “As crianças do cajueiro” apresentam suas experiências de participação no Encontro Sesc Povos do Mar ao longo dos anos. À tarde, às 14h, jovens nativos das Praias de Icapuí mostram o tradicional teatro de praia que aprenderam em suas comunidades. Nas oficinas de artesanias, os participantes aprendem com representantes das etnias Jenipapo-Kanindé e Anacé a confeccionar instrumentos musicais indígenas e filtro dos sonhos.

Às 16h, Juaci Araújo, o Mestre Piqueno da Associação Terreiro de Capoeira demonstra os batuques da dança e luta afro-brasileira. À noite, em uma roda de saberes, Mestre Mirandinha e Mestre Francisco Braga Mendes, jangadeiros experientes da Praia do Pecém, ensinam as crianças sobre orientação através dos mares, astros e luzes do continente.

Na terça-feira, 24/9, às 10h, os participantes aprendem a fazer as Calungas, marionetes do teatro de bonecos do litoral, e assistem a apresentação de mestres calungueiros de Aracati e Icapuí. Às15h 30, acontece a vivência de Passos e Danças de Maracatus e Reisados, logo após, os alunos da escola indígena Tapeba encenam a lenda do Curupira.

Os pequenos aprendem com Mestre João Pedro, de Juazeiro do Norte, a fazer xilogravuras, entalhando as imagens em isopor (isogravura), na quarta-feira (25/9), às 9h30, e logo após, os meninos e meninas da etnia Pitaguary mostram a dança ritual do toré. Às 14h, o Cortejo Bumba Peixe Boi envolve todos em atividades lúdicas de preservação ambiental.

Sobre o IX Encontro Sesc Povos do Mar

De ponta a ponta do litoral cearense, a Rede Sesc Povos do Mar encontra tradições, culinárias, danças, cantos, artesanato, convidando as comunidades praianas de 24 municípios a participar do importante projeto de socialização de práticas e saberes. A 9ª edição Encontro Sesc Povos do Mar acontece em setembro, de 22 a 26, e o 5° Encontro Sesc Herança Nativa, de 26 a 29, recebendo diariamente, na reserva ecológica do Sesc, cerca de cinco mil pessoas, entre participantes e o público visitante.

Serviço

IX Encontro Sesc Povos do Mar

Espaço Juventudes em Rede

Data: 23 a 26/9

Local: Local: Sesc Iparana Hotel Ecológico (Av. José de Alencar, 150 – Caucaia)

Aberto ao público

Programação no site: https://www.sesc-ce.com.br/povos-do-mar-heranca-nativa/

Povos do Mar e Herança Nativa – Sesc CearáNo Ceará tem índio sim! E são pelo menos 14 povos, do litoral ao sertão, que o Sesc reúne no Encontro Herança Nativa, além dos povos quilombolas e ciganos, culturas das serras, chapadas e sertões.www.sesc-ce.com.br

MÚSICA BRASILEIRA NO CARIRI


O acesso ao patrimônio e à diversidade musical brasileira são os propósitos dos projetos Sesc Instrumental, o Sonora Brasil, e Sesc Sonoridades que acontecem de 14 a 30 de setembro, no Cariri. Na programação, destaque para o grupo Wiyae, apresentando músicas de povos indígenas, nos dias 24 e 26, nas unidades do Sesc de Juazeiro do Norte e do Sesc Crato, respectivamente.

No repertório, o grupo apresenta músicas do povo Tikuna, além de composições próprias e músicas de outros povos indígenas recolhidos em pesquisas, que serão apresentadas a partir de recriações e arranjos artísticos. Toda a programação é gratuita.

O grupo Wiyae, que significa canto na língua Tikuna, se reuniu especialmente para o projeto Sonora Brasil do Sesc Brasil. É formado por Tikuna – nascida em Umariaçu, nas “fronteiras” do Brasil, Peru e Colômbia; Magda Pucci, cantora, educadora musical e pesquisadora das músicas de vários povos há 23 anos, e também diretora musical do Mawaca, grupo de São Paulo que recria músicas de diferentes tradições do mundo; Diego Janatã, maranhense que tem viajado por diversas comunidades indígenas, por todo o Brasil, pesquisando e registrando a musicalidade dos povos das florestas e também das comunidades quilombolas e tradicionais do Maranhão; e Gabriel Levy, arranjador, compositor, educador e produtor musical, acordeonista do Mawaca.

Enquanto o Sonora Brasil contempla a riqueza da música brasileira, o Sesc Instrumental é um projeto de caráter artístico e educativo que visa proporcionar aos públicos momentos de apreciação sonora e acesso ao patrimônio musical brasileiro. Ambos, primam pela diversidade de estilos e gêneros. Assim, o Sesc Instrumental, promove duas apresentações de: Grupo Contemple, Serginho Groove (RN), Brasuca, Alan Kardec (Fortaleza), Edu Sales, Grupo Cariri Roda de Choro, Sarah Lopes (PE), Ranier Oliveira no Terreiro da Mestra Margarida e Cangaço, em Juazeiro do Norte, e no Arajara Park, em Barbalha. Eles também sobem ao palco do Teatro Sesc Patativa do Assaré, em Juazeiro, por meio de parceria com o projeto Artefatos da Cultura Negra.

O Contemple é fruto e semente da paixão de amigos em torno da música. O grupo é formado pela cantora Fatinha Gomes; o pianista, maestro e educador Diego Amorim; e pelo multiinstrumentista Vinícius Pinho. As apresentações no Cariri ainda contam com a participação do acordeonista Ranier Oliveira.

O cantor, compositor e instrumentista natural do Cariri – CE, apresenta um trabalho que reforça sua identidade plural e múltipla, transbordando o estereótipo de gênero e o do sertão nordestino para propor um outros olhares sobre as tradições de sua terra.

Na unidade Sesc Crato, o projeto Sesc Sonoridades traz Junú interpretando canções que marcaram a sua infância e adolescência, desde a cultura popular tradicional até nomes de artistas nacionais que direta e indiretamente tornaram-se mestres e mestras no início de sua formação musical, desde sempre, sem preconceitos ou discriminações estéticas. Belchior, Raul, Mestre Aldenir, Dorival Caymmi, Marinês, Nelson Gonçalvez, Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto, Beto Guedes, Gonzaga, João Do Vale, Alceu Valença, Elomar, Secos e Molhados, Engenheiros do Hawai, Legião Urbana, Rita Lee, Cazuza, Nelson Gonçalves, Mutantes, Caetano, Chico, Fagner são influências na formação do multiverso criativo da obra do cantor e compositor, um dos maiores expoentes da música cearense da atualidade.

Sesc Sonoridades também contempla o público com o show da Banda Madalena Vinil, que traz as músicas autorais de seu primeiro disco “Entre o Céu e o Bar”, que transita entre algumas vertentes do Rock. A apresentação acontece no Largo da RFSSA. 

A programação se encerra com o projeto Cordel na Feira trazendo o som regional vindo direto da sanfona e triângulos do trio de forró cearense “Chumbo Sim Senhor!” tocando sucesso de grandes nomes como Luiz Gonzaga e Gonzaguinha.  

SERVIÇO

Barbalha

Show Grupo Contemple – Projeto Sesc Instrumental

Data: sábado (14)

Horário: 13h

Local: Arajara Park – Barbalha (Sítios Farias e Santo Antônio, s/n°, Distrito de Arajara, município de Barbalha – CE)

Gratuito

Juazeiro do Norte

Mostra Instrumental – Projeto Sesc Instrumental

Data: 18 a 21/09

Horário: 18h às 20h

Local: Terreiro da Mestra Margarida – Unidade Juazeiro do Norte do Sesc (Rua da Matriz, 227)

Gratuito

Programação:

DataHorárioArtistaLocal
18/09 QUARTA18hSerginho Groove – Natal RNTerreiro Mestra Margarida
20hBrasuca – Juazeiro do NorteCangaço
19/09 QUINTA18hAlan Kardec – Fortaleza – CETerreiro Mestra Margarida
19hEdu Sales – Juazeiro do Norte  – CE
20/09 SEXTA18hGrupo Cariri Roda de Choro – Juazeiro do Norte – CETerreiro Mestra Margarida
19hSarah Lopes – Exu –  PETerreiro Mestra Margarida

Show Grupo Contemple – Projeto Artefatos da Cultura Negra

Data: 23/09

Horário: 19h

Local: Teatro Sesc Patativa do Assaré – Unidade Juazeiro do Norte do Sesc (Rua da Matriz, 227). 

Gratuito

Show Grupo Wiyae – Projeto Sonora Brasil

Data: 25/09

Horário: 17h

Local: Sesc Juazeiro do Norte

Gratuito

Crato

Show banda: Madalena Vinil – Projeto Sesc Sonoridades

Data: 14/9

Horário: 20h                      

Local: Largo da RFSSA – Feira Cariri Criativo

Classificação: livre

Entrada Gratuita

Junú – Show Referências – Projeto Sesc Sonoridades

Data: 19/9

Projeto: Sesc Sonoridades

Horário: 19h30                 

Local: Teatro Adalberto Vamozi – Unidade Sesc Crato

(Rua André Cartaxo, 443 – Palmeiral)

Classificação: livre

Entrada Gratuita

Show Grupo Wiyae – Projeto Sonora Brasil

Data: 24/9

Horário: 19h30                 

Local: Teatro Adalberto Vamozi – Unidade Sesc Crato

(Rua André Cartaxo, 443 – Palmeiral)

Classificação: livre

Entrada Gratuita

Show Trio de Forró – Chumbo Sim Senhor!

Data: 30/9

Projeto: Cordel na Feira

Horário: 8h

Local: Feira Livre do Crato

Classificação: livre

Entrada Gratuita

Secult e Minimuseu Firmeza celebram os 100 anos de Estrigas

O centenário de um dos principais nomes das artes cearenses será celebrado pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) e o Minimuseu Firmeza, com uma programação especial. De 19 de setembro a 18 de outubro, a vida e a obra de Nilo de Brito Firmeza, o Estrigas, serão lembradas a partir de atividades como debates, exposições e a entrega do Diploma Estrigas destinada a artistas e personalidades de destaque da cultura cearense.

A programação acontece com o apoio da Universidade Federal do Ceará (UFC), do Museu de Arte da UFC (Mauc), da Secultfor, do Sobrado Dr. José Lourenço, Museu do Ceará, Porto Iracema das Artes, Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco, Galeria Multiarte, do Instituto de Estudos e Pesquisas sobre o Desenvolvimento do Estado do Ceará – INESP e da TV Assembleia.

Em 19 de setembro de 1919 nascia o pintor, ilustrador, escritor e crítico de arte Nilo de Brito Firmeza, o Estrigas. Cem anos depois, na mesma data, é tempo de celebrar sua vida e obra com uma programação especial,  a começar pela Exposição “100 Estrigas”, em cartaz no Mauc e com abertura às 18h30. Contando com a curadoria de Gilmar de Carvalho, a exposição traz obras do artista e contará com a exibição do documentário “Estrigas”, uma produção Núcleo de Documentários da TV Assembleia do Ceará. A exposição segue em cartaz até dia 18 de outubro com, lançamento do livro “A Grande Arte de Estrigas – Memória Crítica”, de Gilmar de Carvalho.

“Estrigas assumiu vários papéis durante a vida longa que teve: pintou, desenhou, fez aquarelas, poesia, crítica de arte, biografias, e estimulou carreiras de jovens artistas. Defendia o Humanismo, tinha uma profunda consciência do papel social das artes e fugia de qualquer manifestação narcisista, optando pelo coletivo, vendo a História como processo e não se imiscuindo em questões mesquinhas. Pensava grande e nos deixou um legado como artista e como historiador da arte”, destaca o curador da exposição Gilmar de Carvalho.

Diploma Estrigas

Na ocasião de abertura da exposição “100 Estrigas” acontece também a entrega do Diploma Estrigas, uma homenagem da Secult e do Minimuseu ao próprio pintor e a artistas e personalidades da cultura cearense que se dedicam à preservação, à memória e à divulgação da cultura do Estado. São eles: a escritora Ângela Gutiérrez, o colecionador Schubert Machado, a pesquisadora Olga Paiva, o artista Bené Fonteles, o pesquisador Gilmar de Carvalho, o filósofo e professor Auto Filho e o Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará – MAUC/UFC.

Mais programação comemorativa

Para dar continuidade à programação comemorativa do centenário de Estrigas, o Minimuseu Firmeza – equipamento cultura que já foi a casa e ateliê do artista e de sua esposa Nice Firmeza – abre uma nova exposição no dia 20 de setembro do artista e professor de artes visuais Leo Lima, com trabalho produzido por idosos do Lar Francisco de Assis e Lar Torres de Melo. A exposição é resultado de um projeto de oficinas de pinturas, que foi contemplado por meio do XI edital de Incentivo às Artes Visuais da Secult. A mostra terá 96 trabalhos, entre pinturas em telas, como intervenções de pinturas em fotografias. Em cartaz até 20 de outubro, a exposição terá visitações abertas nos horários de funcionamento do espaço.

Já no dia 21 de setembro, às 10h, o Sobrado Dr. José Lourenço, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), fará um Café do Zé especial, em homenagem ao centenário de Estrigas. Também na ocasião acontece uma homenagem especial da Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco, equipamento da Secult, que, por meio de seus alunos e professores, proporcionará um momento de degustação de uma receita da Nice Firmeza.

Na programação, também a distribuição de cópias da Hemeroteca doada ao Sobrado Dr. José Lourenço. Estrigas analisou e documentou o cenário artístico cearense, publicando vários livros sobre o assunto ao longo de sua carreira. Parte dessa história também está registrada na hemeroteca que Estrigas doou ao Sobrado Dr. José Lourenço. São recortes de jornais, folders de exposições e catálogos de arte colecionados pelo artista e que datam dos anos 1950 aos 1990.

O Porto Iracema das Artes, por sua vez, promove um ciclo de palestras, entre os dias 26 e 27 de setembro, sempre às 15h. No dia 26/9, a escritora Ângela Gutiérrez aborda o tema “Estrigas e Nice no território mítico do Mondubim e nas Artes do Ceará” e o pesquisador Gilmar de Carvalho fala sobre o “Estrigas Centenário”. No dia 27/9, acontecem as palestras “Estrigas, o crítico de arte”, com o professor Auto Filho; “Minimuseu Firmeza: formação e permanência de um acervo”, com a historiadora Paula Machado; e “O Minimuseu Firmeza como bem cultural”, com a pesquisadora Olga Paiva.

Por sua vez, como uma bela ação de culminância da semana e para relembrar a vida e obra do nosso querido estrigas em seu terreiro, temos o “O Baobá apresenta” – uma programação afetiva e celebrativa que acontece no dia 28 de setembro, de 9h às 13h, também no Minimuseu Firmeza. A atividade conta com rodas de bordado, artes plásticas, visitas guiadas e apresentações artísticas no antigo sítio e ateliê de Nice e Estrigas.

Sobre Estrigas

Ao longo de sua trajetória de mais de 60 anos, Estrigas (1919-2014) participou ativamente do movimento artístico local e nacional, tendo suas obras alcançado espaço em grandes acervos. Estrigas retratou o mundo das artes plásticas cearense por meio pinturas e estudos sobre o tema, traduzidos em rica bibliografia.

Pesquisador e crítico das artes cearenses, escreveu diversos livros, como: “Arte: Aspectos Pré-Históricos no Ceará” (1969); “Fase Renovadora na Arte Cearense” (1983); “A Saga do Pintor Francisco Domingos da Silva” e “Contribuição ao Reconhecimento de Raimundo Cela” (ambos em 1988); “Barrica: o Alquimista da Arte” (1993); “O Salão de Abril” (1943 a 2009); entre outros.

Foi um dos principais articuladores da Sociedade Cearense de Artes Plásticas (SCAP), ao lado de artistas como Mário Baratta e Raimundo Cela. Em 1953, assumiu a presidência da entidade que o formou e ajudou a captar apoio da gestão municipal para a realização do Salão de Abril.

Sua relação com esta Mostra era sempre de afeto e delicadezas, participou dela como expositor por diversas vezes e publicou sobre ela o livro “Salão de Abril: História e Personagens”, em 1994, e “O Salão de Abril” (1943 a 2009), sendo também homenageado em sua 30ª edição, em 1980. Entre as décadas de 1950 e 1960, Estrigas chega a criar a Escola de Belas Artes do Ceará, projeto que é interrompido após dois anos de existência.

Nesse período, conhece a pintora cearense Nice Firmeza, com quem se casa. Desde então, o casal passou a realizar diversas exposições coletivas em circuito local e nacional.  Os quadros do casal já foram expostos no 10º Salão Paulista de Arte Moderna, em São Paulo, na inauguração do Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará (MAUC) e na exposição Centrèe Hospitalier Specialisè, na cidade francesa de Toulon.

Ao casar-se com Nice, em 1961, mudou-se para o sítio da família Firmeza, no Mondubim. O espaço, no qual viveram até morrer, foi transformado em casa-museu em 1969. Chamado inicialmente de FirmezArte e posteriormente batizado de Minimuseu Firmeza, o espaço conta com obras de autoria de Estrigas e Nice, além de obras dos principais artistas plásticos cearenses, como Raimundo Cela, Mário Baratta, Aldemir Martins, entre outros.

Estrigas faleceu aos 95 anos de idade, em 02 de outubro de 2014.

Sesc Fortaleza garante programação movimentada no mês de setembro

Com o intuito de promover cultura de qualidade, valorizar os artistas locais e reconhecer a arte em suas mais variadas formas, o Sesc Ceará oferece programação cultural ampla e diversificada em diferentes espaços de Fortaleza. Nesta semana (10 a 16/9), o público confere apresentações musicais, espetáculos teatrais, palestras e oficinas para crianças e adultos. Confira abaixo:

PROGRAMAÇÃO 10 a 16/9

         Teatro

Palhaçaria e montagem infantil fazem parte da programação teatral do Sesc no mês de setembro. Durante esta semana, o público adulto e infantil tem opção de espetáculo garantida, em espaço aberto, possibilitando o acesso de todos os interessados.

Data: 10/9 (terça-feira)

Espetáculo: Um São Sebastião Flechado

Grupo: Paula Yemanjá e Zéis

Evento: Terça Encena

Horário: 12h

Local: Unidade Sesc Fortaleza (Rua Clarindo de Queiroz, 1740 –  Centro)

      Música                                             

            Em setembro, a programação musical do Sesc promete agradar a diversos públicos. Do chorinho ao forró, passando também pela MPB, música clássica e tradição, os projetos de música do Sesc trazem a Fortaleza artistas de gêneros musicais variados, primando pela diversidade.

Data: 11/9 (quarta-feira)

Apresentação: Jorge Andrade – Beatles com Sotaque Nordestino

Evento: Sesc Instrumental

Horário: 17h30

Local: Unidade Sesc Fortaleza (Rua Clarindo de Queiroz, 1740 –  Centro)

Entrada Gratuita   

Data: 12/9 (quinta-feira)

Apresentação: Danillo Lima – Ritos

Evento: Degusta Som           

Horário: 12h30

Local: Unidade Sesc Fortaleza (Rua Clarindo de Queiroz, 1740 –  Centro)

Entrada Gratuita   

Data: 13/9 (sexta-feira)

Apresentação: Cariri Roda de Choro – Revivendo Chorinhos

Evento: Sesc Chorinho

Horário: 19h

Local: Unidade Sesc Fortaleza (Rua Clarindo de Queiroz, 1740 –  Centro)

Entrada Gratuita   

XV Seminário Sesc de Educação Popular

Com o objetivo de discutir como o uso das plataformas digitais está cada vez mais inserido na rotina da humanidade, envolvendo diversas faixas etárias e despertando atenção para questões de saúde, o Sesc abre inscrições para o seminário que vai abordar o tema “A influência das mídias sociais e a saúde”, que acontece nos dias 17 e 18 de setembro, em Fortaleza.

O evento faz parte da XV edição do Seminário Sesc de Educação Popular em Saúde, que tem por objetivo promover espaços para debates e reflexões entre educandos, educadores e a sociedade como um todo, acerca das problemáticas sociais e da política de saúde no Brasil.

Para garantir a participação é preciso preencher o formulário disponível no link https://forms.gle/dtykkydFUmh2szWR6 e validá-la com a doação de 1kg de alimento não perecível (com entrega no momento do credenciamento). São ofertadas 25 vagas por oficina e 60 vagas por palestra e qualquer pessoa interessada no tema pode participar. As inscrições seguem até o preenchimento das vagas.

Data: 17 e 18 de setembro

Seminário Sesc de Educação Popular em Saúde

Horário: A partir das 8h

Inscrições:https://forms.gle/dtykkydFUmh2szWR6 

Locais: Unidade Sesc Fortaleza (Rua Clarindo de Queiroz, 1740 – Centro) e Unifametro (Campus Conselheira Estelita – nº 500, Centro).

Sobre o Sesc

O Sesc, instituição integrante do Sistema Fecomércio, oferece ações de educação, cultura, esporte, saúde, lazer e promoção social. Os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo, empresários e seus dependentes são os beneficiados pelo Sistema, mas os serviços também podem ser acessados pela população em geral.

www.sesc-ce.com.br

Facebook: /sescceara

Twitter: @sesc_ce

Instagram: sescce

Sucesso de público, comédia “O Auto do Cumpade Cido” entra em cartaz no Theatro Via Sul Fortaleza

Em cartaz desde 2007, com público estimado de 100 mil pessoas, a comédia “O Auto do Cumpade Cido” entra em cartaz para apresentação no dia 14 de setembro, às 21h, no Theatro Via Sul Fortaleza.

O Auto do Cumpade Cido é uma comédia que faz alusão ao clássico “Auto da Compadecida”, de Ariano Suassuna. Através de dois grandes nomes do humor cearense, Wladson Sidney e João Netto, que fazem o papel de Seu Cido e João Besouro, respectivamente,  prometem arrancar gargalhadas do público, num cenário minimalista. Nesse cenário, apenas um tamborete, um lampião e duas coisas que não têm limitem: as reflexões e as gargalhadas. 

Elenco


Wladson Sidney faz o papel de Seu Cido, um velho coronel, viúvo, que acabou de perder a esposa e mora com um funcionário baixinho e engraçado, que vive querendo arrumar a vida do seu Cido: João Besouro, personagem do incrível João Netto, criador de Zé Modesto e tantos outros.

SERVIÇO

Auto do Cumpade Cido
Datas: 14 de Setembro de 2019

Horário: Sábado 21h;

Classificação: LIVRE

Duração: 60min

Local: Theatro Via Sul Fortaleza – Av. Washington Soares, 4335 – Edson Queiroz

Ingressos: R$50/R$25 (mezanino) e R$60/R$30 (plateia)

Programação e vendas: http://www.theatroviasulfortaleza.com.br/programacao/
Capacidade: 732 Pessoas

Informações: (85) 3099-1290
Horário de funcionamento da bilheteria: De segunda a sábado, das 10h às 22h; Aos domingos e feriados, das 11h às 21h
Acessibilidade: Elevadores, rampas de acesso e assentos especiais.

Estacionamento no Via Sul Shopping

Fortaleza sedia Festival Nordeste de Mágica 2019

Com organização do NUAMAC- Núcleo de Amigos Mágicos do Ceará, Fortaleza sediará de 6 a 8 de setembro um dos maiores eventos de mágica do Brasil, o FENOMA. Festival Nordeste de Mágicos Este é o 16º ano do evento, que já reuniu ao longo da sua história mais de 1.600 mágicos de diversas partes do mundo e um público estimado de pelo menos 10.500 pessoas. Neste ano, o Teatro Dragão do Mar será o palco oficial dos espetáculos  do FENOMA.

Nesta edição, o FENOMA traz como principais atrações os mágicos Anthony (SP) e Rodrigo Lima (PE), uma dupla de artistas que promete encantar o público com espetáculo original, com muita fantasia e encanto. O evento contará ainda com conhecidos mágicos nacionais, vindos do Rio Grande do Norte, como Bisteca e Hórus,  além dos melhores mágicos do Ceará, como Mr. Van, Ed e Tio G do Juazeiro do Norte; além dos mágicos de Fortaleza, Goldini, Jeffy, Ice Rick, Alexandre Yoshida, Tiago Eto, e Peter. Como mestre de cerimônias do maior festival de mágicas do Norte, Nordeste e Cenytro Oeste do Brasil, teremos o mágico Danntys.

Alexandre Yoshida, atual presidente do NUAMAC, destaca a importância do FENOMA dentro do cenário artístico mágico nacional, e que neste ano chega a sua 16ª. Edição  ininterruptas. De acordo com Yoshida nos palcos do Festival Nordeste de Mágicos já passaram importantes atrações do Brasil, e de países como Estados Unidos, França, Japão, Espanha, Portugal, Argentina, Chile, Uruguai, entre outros, o que faz do festival um referencial internacional no mundo da arte mágica.

Especial

Neste ano também, outra inovação  do FENOMA será o lançamento, para o público em geral, do XVI Congresso FLASOMA – Federação Latino Americano de Sociedades Mágicas, maior evento de mágicas das américas que, após 30 anos que não era realizado no Brasil, acontecerá em Fortaleza de 8 a 12 de abril de 2020 no Teatro Rio Mar Fortaleza.  

O FLASOMA Brasil 2020, está sendo organizado pelo NUAMAC- Núcleo de Amigos Mágicos do Ceará, que teve o sócio Fernando Dantas eleito para presidir a Federação Latino Americano de Sociedades Mágicas no triênio 2017-2020. Segundo Fernando Dantas, os desafios são grandes, mas em abril de 2020 Fortaleza será a capital latino americana da mágica, reunindo cerca de 400 congressistas mágicos, e mais de 30 atrações artísticas dentre os melhores mágicos do mundo, que o público poderá assistir de perto em uma oportunidade única.

Exclusivo para mágicos

Dividido em dois momentos, a programação do FENOMA conta ainda com atividades exclusivas para mágicos com leilão, feira de produtos mágicos, conferências e competições

De acordo com o presidente da NUAMAC, Alexandre Yoshida, o FENOMA é um dos maiores eventos da arte mágica no país, tendo o público a oportunidade de assistir a grandes espetáculos do ilusionismo nacional e internacional. Segundo ele, o FENOMA também abre oportunidade para que diversos mágicos possam se reciclar em seus conhecimentos, e se preparar para participar de competições nacionais e internacionais. 

Amigos Mágicos

“A mágica é um setor que depende do sigilo de suas técnicas. Para tanto, mágicos profissionais e amadores se reúnem em associações no mundo todo, promovendo eventos e difundindo o trabalho dos seus associados. Foi assim que surgiu o NUAMAC- Núcleo de Amigos Mágicos do Ceará Com a criação deste núcleo em 2003, o grupo criou o FENOMA – Festival Nordeste de Mágicos além de participar de eventos mágicos na América Latina”, explicaram Yoshida e Dantas.

Serviço:

Festival Nordeste de Mágica 2019

Espetáculos Mágicos e Competição

Local – Teatro Dragão do Mar

Datas e horários – 06/09 (19:30h), 07/09 (19:30h) e 08/09 (19:30h)

Ingressos – Bilheteria do Teatro Dragão do Mar

Conferências, Leilão e Feira Mágica

Data – 07 e 08 de setembro

Hora – 9:00h às 17:30h

Local – Casa de Juvenal Galeno – Rua General Sampaio No. 1128 , Centro

Mais informações: Alexandre Yoshida ( 9 9996-2626)

“Minha vida amorosa é uma comédia” estreia no Theatro Via Sul Fortaleza

Escrita e interpretada pelos fenômenos da Internet, Rafael Magalhães e Ana Clara Paim, a peça Minha Vida amorosa é uma comédia” traz todo o humor e profundidade dos já consagrados livros “Precisava Escrever” agora para o teatro. Com uma abordagem cômica e com a sensibilidade peculiar das obras dos autores, o roteiro mergulha nos dilemas da vida de solteiro(a) e dos relacionamentos modernos.

Em única apresentação, a comédia acontece dia 6 de setembro, às 21 horas, no Theatro Via Sul Fortaleza. Durante uma hora intensa de espetáculo a plateia vai rir, se emocionar e até mesmo ser convidada a ir ao palco e participar da história. Sucesso de público e crítica em sua pré-estreia em Goiânia, com duas sessões lotadas no último mês de dezembro, o projeto agora pega a estrada para invadir os palcos  dos quatro cantos do país.


Sinopse:
Não há quem possa negar, a vida amorosa de Aninha é mesmo uma comédia. Entre idas e vindas com o ex e novas paqueras, a garota não e muito diferente de qualquer outra mulher de sua idade, exceto pelo fato de ser amiga de Rafael Magalhães, o jovem escritos que esta bombando na internet e parece saber tudo sobre os temas que envolvem o coração feminino. Cansada de se dar mal com suas próprias escolhas, Aninha pede ajuda ao Rafa. Eles então fazem um pacto e nossa aventura começa. Um espetáculo que fala sobre o cotidiano dos casais modernos e os percalços da vida de solteiro. Imperdível! Prepare-se para rir e se emocionar com essa dupla carismática e talentosa.

SERVIÇO
MINHA VIDA AMOROSA É UMA COMÉDIA 
Datas: sexta (06)
Horário:  21h; 
Classificação: 12 Anos
Duração: 80min
Local: Theatro Via Sul Fortaleza – Av. Washington Soares, 4335 – Edson Queiroz
Ingressos: R$ 60/R$ 30 (mezanino) e R$80/R$40 (plateia)
Capacidade: 732 Pessoas
Informações: (85) 3099-1290
Horário de funcionamento da bilheteria: De segunda a sábado, das 10h às 22h; Aos domingos e feriados, das 11h às 21h
Acessibilidade: Elevadores, rampas de acesso e assentos especiais.
Estacionamento no Via Sul Shopping

SEMANA SESC DE ARTES INTEGRADAS TRAZ MAIS DE 50 ATRAÇÕES GRATUITAS

Múltiplas linguagens marcam a Semana Sesc de Artes Integradas, que acontece de 23 a 31 de agosto no Sesc Fortaleza. A programação reúne mais de 50 atrações gratuitas em Artes Cênicas – Teatro e Dança, Música, Literatura, Audioviual, Literatura e Artes Visuais, além de apresentações de grupos tradicionais da cultura popular.

Para participar, o Sesc Ceará solicita doação de 1 kg de alimento para o programa Mesa Brasil. Os shows de abertura e encerramento são gratuitos para quem possui Cartão Sesc. Para os demais, o valor do ingresso é de R$ 5,00, com doação de 2kg de alimento para todos.

A exposição Lembra-se a Cada Instante da Graça que é Ser abre a programação, na sexta-feira (23), às 9h, no Hall do Teatro Emiliano Queiroz. O projeto da artista Dávila Pontes e da escritora Anna K Lima busca provocar o outro com considerações cotidianas, através de fotografias que dialogam – ou não – com microtextos estampados. As imagens falam das relações: consigo, de afeto, com a cidade e com o mundo.

No primeiro dia da Semana Sesc de Artes Integradas também tem espetáculo performático Mnemosine: Porque Memória Feminina!, da artista e narradora de histórias Paula Yemanjá; apresentações do multiartista Zéis; do Maracatu Vozes da África; e dos paranaenses da Banda Mais Bonita da Cidade, trazendo o show De Cima do Mundo Eu Vi o Tempo. Quem fecha a noite é a cantora e compositora paulista Ana Cañas.

Em turnê com o show TODXS, ela apresenta as canções do álbum homônimo, quinto lançamento de estúdio da artista. Dirigido pela própria Ana Cañas, o espetáculo tem forte cunho político – especialmente no que diz respeito às pautas feministas e de defesa dos direitos das minorias. Acompanhada de Monica Agena (guitarra e violão) e DJ Nato PK, Ana Cañas apresenta o show mais seguro e inovador da carreira.

No sábado (24), ganha destaque na programação o espetáculo Interior, do Grupo Bagaceira de Teatro, às 19h, no Palco Cênico. Fruto de uma pesquisa realizada durante dois anos, a peça é um mergulho à cultura interiorana e nordestina, da serra, do sertão e do litoral. Para quem gosta de ritmos regionais, às 20h tem show especial de 20 anos do grupo paraibano Cabruêra.  A banda, que se apresenta no Palco Sesc Música, traz influências que vão desde o cancioneiro popular da Paraíba, através do coco, repente, forró, embolada e ciranda, até o rock, reggae, dub, afrobeat e worldmusic. Já fizeram diversas turnês pela Europa, Estados Unidos e África, além de terem quatro álbuns lançados no exterior.

 Já no domingo (25), tem balada divertida e educativa para as crianças, a partir das 17h. Com a Aquarela Mixer, os pequenos vão curtir músicas ao vivo, DJ e brincadeiras, em um show lúdico e agitado, com músicas que marcaram gerações e novos hits infantis. Aliás, atrações infantis não faltam na Semana Sesc de Artes Integradas, comoos espetáculos Má-Gí-Áh com Palhaço Bibildo, do grupo Panelinha de Teatro; As Aventuras de João Sortudo, da Cia Prisma de Artes; e João Botão, do Teatro Máquina .

 Com atrações para todas as idades, na semana acontecem diversas atividades, como Book Crossing – rede de compartilhamento de livros; Exibição de Curtas – Festival Nueva Mirada para a Infância e Adolescência; saraus e até uma oficina de pandeiro com músicos da banda Cabruêra.

Para encerrar a programação, no sábado (31), tem o show do grupo As Bahias e a Cozinha Mineira. O trio, fundado em 2011, é considerado uma das vozes mais fortes do movimento LGBTQ e formado pelos artistas Assucena Assucena, Raquel Virginia e Rafael Acerbi, e lança agora seu terceiro álbum, Tarântula.Veja a programação completa. A maior parte tem classificação etária livre.

SERVIÇO: SEMANA SESC DE ARTES INTEGRADAS

Data: De 23/08 a 31/08

Local: Sesc Fortaleza (R. Clarindo de Queiroz, 1740 – Centro)

Grátis com doação de 1 kg de alimento

SHOW DE CIMA DO MUNDO EU VI O TEMPO – A BANDA MAIS BONITA DA CIDADE

Data: 23/08 (sexta-feira)

Horário: A partir das 19h

Local: Sesc Fortaleza – Palco Sesc Música

Ingressos: Grátis com doação de 2 kg de alimento(mediante Cartão Sesc). Púbico em geral -R$ 5,00 com doação de 2kg de alimento. Venda no local, no dia do show, a partir das 8h.

SHOW TODXS – ANA CAÑAS

Data: 23/08 (sexta-feira)

Horário: A partir das 21h

Local: Sesc Fortaleza – Palco Sesc Música

Ingressos: Grátis com doação de 2 kg de alimento(mediante Cartão Sesc). Púbico em geral -R$ 5,00 com doação de 2kg de alimento. Venda no local, no dia do show, a partir das 8h.

SHOW AS BAHIAS E A COZINHA MINEIRA

Data: 31/08 (sábado)

Horário: A partir das 21h30

Local: Sesc Fortaleza – Palco Sesc Música

Ingressos: Grátis com doação de 2 kg de alimento(mediante Cartão Sesc). Púbico em geral -R$ 5,00 com doação de 2kg de alimento. Venda no local, no dia do show, a partir das 8h.

Programação

SEXTA-FEIRA (23/08)

9h – Abertura de Exposição: Lembra-se a Cada Instante da Graça que é Ser – Artes Visuais

Artista/Grupo: Anna K e Dávilla Pontes

Local: Hall do Teatro

12h30 – Sessões Acústicas – Música

Artista/Grupo: Zéis

Local: Palco Sesc Música

16h30 – Mnemonise: Porque memória feminina! – Artes Visuais

Artista/Grupo: Paula Yemanjá

Local: Espaço Cultural

18h – Maracatu Vozes da África – Tradição

Artista/Grupo: Maracatu Vozes da África

Local: Estacionamento

19h – Show De cima do mundo eu vi o tempo – Música           

Artista/Grupo: A Banda Mais Bonita da Cidade

Local: Palco Sesc Música  

21h – Show TODXS – Música            

Artista/Grupo: Ana Cañas

Local: Palco Sesc Música  

SÁBADO (24/08)

17h – Pandeirada – Oficina de Pandeiro com Pablo Ramires e Arthur Pessoa (Cabruêra)* – Música

Artista/Grupo: Cabruêra

Local: Palco Sesc Música  

*Levar pandeiro

18h – Corpo Fechado para Balanço – Artes cênicas (Teatro)

Artista/Grupo: Leya Ramos

Local: Palco cênico            

19h – Interior – Artes cênicas (Teatro)

Artista/Grupo: Grupo Bagaceira de Teatro  

Local: Palco cênico

20h – Cabruêra 20 anos – Música

Artista/Grupo: Cabruêra

Local: Palco Sesc Música  

DOMINGO (25/08)

17h – Aquarela Mixer – Música/Infantil

Artista/Grupo: Aquarela Entretenimento     

Local: Palco Sesc Música  

18h – Exibição de Curtas – Festival Nueva Mirada para a Infância e Adolescência – Audiovisual     

Local: Espaço Cultural       

18h30 – Má-Gí-Áh Com Palhaço Bibildo – Artes cênicas

Artista/Grupo: Panelinha de Teatro

Local: Espaço Cultural       

SEGUNDA-FEIRA (26/08)

9h – Sarau Autoral de Música e Poesia – Literatura   

Artista/Grupo: Melo Poesia com Bruno D’Almeida

Local: Espaço Cultural       

De 10h às 16h – Biblioteca Raquel de Queiroz/Book Crossing e Exposição de livros – Biblioteca    

Local: Espaço Cultural       

11h – Gran Finale – Artes Cênicas  

Artista/Grupo: As Dezgraças de Palhaçaria

Local: Palco cênico

12h30 – Santos de uma Esquina – Música      

Artista/Grupo: Santos de uma Esquina          

Local: Palco Sesc Música                  

16h – Sarau Autoral de Música e Poesia – Literatura 

Artista/Grupo: Melo Poesia com Bruno D’Almeida

Local: Espaço Cultural

17h – Exposição / Muralismo Grafite – Artes Visuais

Artista/Grupo: Jr. Zapata

Local: Parede da Lanchonete         

18h – Exibição do filme O Shaolin do Sertão – Audiovisual

Direção: Halder Gomes    

Local: Área de Convivência

19h – Concerto aos Três Climas – Música     

Artista/Grupo: Rabecacello

Local: Palco Sesc Música                                                                                                                

TERÇA-FEIRA (27/08)

9h – Circo Pirilampo – Artes Cênicas

Artista/Grupo: Grupo Ânima

Local:

De 10h às 15h – Biblioteca Raquel de Queiroz/Book Crossing e Exposição de livros – Biblioteca    

Local: Espaço Cultural

10h – O Rato comeu meu livro e outras histórias – Literatura

Artista/Grupo: Bruno D’Almeida

Local: Espaço Cultural       

11h – Liberdade – Artes Cênicas

Artista/Grupo: Beatriz Barros dos Santos     

Local: Palco cênico            

12h – Circo de uma Mulher Só – Artes Cênicas

Artista/Grupo: CIM-Companhia Itinerante De Malabares         

Local: Palco cênico

14h – O Mágico Entre Nós – Artes Cênicas    

Artista/Grupo: Cia. Plural de Artes Cênicas

Local: Palco cênico

16h – O Rato comeu meu livro e outras histórias – Literatura

Artista/Grupo: Bruno D’Almeida

Local: Espaço Cultural       

18h – Exibição de Curtas – Festival Nueva Mirada para a Infância e Adolescência – Audiovisual     

Local: Espaço Cultural       

19h – Carrilhão – Artes Cênicas      

Artista/Grupo: Grupo Nopok

Local: Palco cênico

20h – Blues Rock Independent – Música      

Artista/Grupo: Cláudio Oliveira

Local: Palco Sesc Música  

QUARTA-FEIRA (28/08)

9h – A Trupe Do Carrapicho – Artes Cênicas

Artista/Grupo: Aquarela Entretenimento     

Local: Palco cênico

10h – As Histórias que a Vovó Contava – Literatura

Artista/Grupo: Gorette Costa

Local: Espaço Cultural

De 10h às 18h – Biblioteca Raquel de Queiroz/Book Crossing e Exposição de livros – Biblioteca    

Local: Espaço Cultural

14h – A Trupe Do Carrapicho – Artes Cênicas

Artista/Grupo: Aquarela Entretenimento     

Local: Palco cênico

16h – As Histórias que a Vovó Contava – Literatura

Artista/Grupo: Gorette Costa

Local: Espaço Cultural

17h – Afoxé Omorisá Odé – Tradição             

Artista/Grupo: Afoxé Omorisá Odé

Local: Palco Sesc Música

18h – Carrilhão – Artes Cênicas      

Artista/Grupo: Grupo Nopok

Local: Palco cênico

19h – Traficando Poesias – Música 

Artista/Grupo: GhettoRoots

Local: Palco Sesc Música

QUINTA-FEIRA (29/08)

9h – As Aventuras De João Sortudo – Artes Cênicas

Artista/Grupo: Cia Prisma De Artes

Local: Palco cênico

10h – 40 Anos De Conte Lá Que Eu Canto Cá – Literatura        

Artista/Grupo: Daivid Gomes          

Local: Espaço Cultural

De 10h às 17h – Biblioteca Raquel de Queiroz/Book Crossing e Exposição de livros – Biblioteca    

Local: Espaço Cultural

14h – As Aventuras de João Sortudo – Artes Cênicas

Artista/Grupo: Cia Prisma De Artes

Local: Palco cênico

16h – As Histórias que a Vovó Contava – Literatura

Artista/Grupo: Gorette Costa

Local: Espaço Cultural

18h – Exibição de Curtas – Festival Nueva Mirada para a Infância e Adolescência – Audiovisual     

Local: Espaço Cultural       

19h – João Botão – Artes cênicas (Dança)     

Artista/Grupo: Teatro Máquina

Local: Palco cênico                                           

20h – Movendo Nações – Música    

Artista/Grupo: Rafa Winner e Banda

Local: Palco Sesc Música

21h – Nazirê – A vitória vai chegar – Música 

Artista/Grupo: Nazirê        

Local: Palco Sesc Música  

SEXTA-FEIRA (30/08)

10h – Sarau da B1 – Literatura        

Artista/Grupo: Samuel Siqueira

Local: Espaço Cultural       

De 10h às 18h – Biblioteca Raquel de Queiroz/Book Crossing e Exposição de livros – Biblioteca    

Local: Espaço Cultural

12h – Pulso de Marte – Música        

Artista/Grupo: Pulso de Marte       

Local: Palco Sesc Música  

16h – As Histórias que a Vovó Contava – Literatura

Artista/Grupo: Gorette Costa

Local: Espaço Cultural

17h – Os Orixás – Tradição

Artista/Grupo: Afoxé Filhos Da Nação           

Local: Estacionamento                      

19h – Sem Conservantes – Artes Cênicas

Artista/Grupo: Giradança

Local: Palco Sesc

20h – Off the Rails – Música

Artista/Grupo: Gabriel Yang            

Local: Palco Sesc Música  

21h – Babi e Jaques Lasserre – Música           

Artista/Grupo: Babi e Jaques Lasserre          

Local: Palco Sesc Música                                                                                                                                               

SÁBADO (31/08)

18h – Corpo Fechado para Balanço – Artes cênicas

Artista/Grupo: Leya Ramos

Local: Tenda Cultural        

19h – Proibido Elefantes – Artes cênicas

Artista/Grupo: Giradança

Local:  Palco Cênico          

Classificação etária: 14 anos

20h- Projeto Rivera – Turnê Florescer – Música         

Artista/Grupo: Projeto Rivera         

Local:  Palco Sesc Música 

21h30- As Bahias e a cozinha mineira – Música

Artista/Grupo: As Bahias e a cozinha mineira

Local:  Palco Sesc Música            

Monja Coen e médica, Paola Tôrres falam sobre espiritualidade, saúde e cordel na XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará

Saúde, espiritualidade e literatura. Foi isso que uniu dezenas de pessoas, das mais diversas idades, na Praça do Cordel na manhã, deste sábado (17), durante a XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará. Em pé, sentados em cadeiras, e até no chão, o público ativamente do lançamento do livro “Vamos falar sobre câncer? Educação é cura!!!”, da médica oncologista e escritora Paola Tôrres. Ao lado da medica, o jornalista Almir Gadelha, como mediador, e a Monja Coen, um dos nomes mais conhecidos sobre espiritualidade no Brasil.

Como já é de costume nos espaços em que participa, o bate-papo Meditação e Cantoria Como Prevenção do Câncer abriu com cinco minutos de uma meditação silenciosa e guiada pela própria Monja Coen. “A meditação nos centraliza, nos dá um eixo para você poder falar melhor e para as pessoas poderem ouvir melhor”, explica Coen, que apesar de já ter vindo ao Ceará outras vezes, está participando da Bienal Internacional do Livro da Ceará pela primeira vez.

“Doença silenciosa que pode ser encontrada no velho e no jovem”, foi um dos trechos do livro que a médica Paola Tôrres leu durante a conversa. A obra usa da linguagem poética e acessível do cordel para falar sobre um tema extremamente sensível na atualidade: o câncer. Tratando das formas alternativas do tratamento desta doença, Paula falou diretamente aos médicos e estudantes de medicina presentes: “os nossos pacientes não estão a nosso serviço, nós é que estamos a serviço dos nossos pacientes”. 

A defesa da médica é de pensar o tratamento oncológico não apenas no campo técnico e científico, mas no espiritual e emocional também, unindo medicamentos e procedimentos tradicionais com um contato próximo com o paciente e a saúde emocional dele. “É a vida que transforma a vida”, disse Paola Tôrres. Monja Coen reforçou esta ideia: “A espiritualidade pode evitar algumas doenças porque você vai estar mais presente em você e pode perceber mais cedo o que está acontecendo para procurar cura”.

“É uma obra linda”, disse Monja Coen referindo-se ao livro recém lançado da médica Paola Tôrres. “Já conheço ela há algum tempo e a capacidade dela e do cordel, de poder transmitir sobre o câncer de maneira tão simples e direta, para as pessoas não terem medo, para os parentes não terem medo, para saber que há cura, é uma joia, isso”. E completa com um elogio à cultura popular: “O cordel é uma joia, não é? Uma literatura que todos entendemos e, sendo rimado, é mais fácil de guardar”.

O livro “Vamos falar sobre câncer? Educação é cura!!!” tem as ilustrações assinadas por Klévisson Viana e a apresentação escrita por Monja Coen.

Sobre a Bienal

A XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará é apresentada pelo Ministério da Cidadania e pela Secretaria de Cultura do Estado do Ceará. Realizada pelo Instituto Dragão do Mar, Governo do Estado do Ceará, por meio da Secult, e Governo Federal, a Bienal do Livro conta com os patrocínios de Bradesco, Cagece, Grendene e Cegás, e com os apoios de Fecomércio, Sebrae, Universidade de Fortaleza (Unifor), TV Ceará, Sistema Verdes Mares, Grupo O Povo, Café Santa Clara, RPS Eventos, Câmara Cearense do Livro, Sindilivros-CE, Câmara Brasileira do Livro (CBL), Associação Brasileira de Difusão do Livro (ABDL), Associação Nacional de Livrarias (ANL), Prefeitura de Fortaleza e das Secretarias de Educação (Seduc), Turismo (Setur), Cidades (SCidades) e Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado do Ceará (Secitece).

Serviço

XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará

De 16 a 25 de agosto, de 10h às 22h

Centro de Eventos do Ceará

facebook.com/BienalDoLivroDoCeara

instagram.com/bienaldolivroce

bienaldolivro.cultura.ce.gov.br