Browsing Tag

Cineteatro São Luiz

Espetáculo “Somos Todos Nós Assim” reúne compositores cearenses

Três grandes compositores e cantores, de distintas gerações da música brasileira feita a partir do Ceará, se reúnem em um novo e intenso espetáculo. SOMOS TODOS NÓS ASSIM é o mote/tema/mantra da união de vozes, violões, poesia e canções entre Isaac Cândido e Davi Duarte (desde os anos 1990, dois dos mais aclamados compositores cearenses, autores de canções reconhecidas por sua força dramática e criatividade harmônica, melódica e poética) e Pedro Frota, uma das vozes de mais belo timbre da nova cena musical cearense, chamando atenção pela beleza e sensibilidade de suas interpretações.

Unidos pela ousada opção em fazer uma música que não encontra fronteiras em modelos, tendências, nichos ou rótulos, os três artistas se entregam no palco ao público, ao mesmo tempo em que o provocam, instigam, conclamam: “Ei, você, parado nessa plateia…”. “Cômicos de bar, mágicos de Oz, místicos demais, sôfregos de dor… Somos todos nós assim. Somos todos nós, enfim”.

O espetáculo lança foco, em um formato inovador, sobre os atrativos líricos e musicais das composições de Isaac Cândido, em parceria com autores como Marcus Dias, Alexandre Silva, Rogério Lima e Dalwton Moura, e das canções de Davi Duarte, ambos compositores consagrados no Ceará desde a chamada geração 90, que também contou com nomes como Kátia Freitas, Edmar Gonçalves, Serrão, Paulo Façanha, Marcus Caffé, Aparecida Silvino, Marcílio Homem, entre muitos outros.

Muitos deles se haviam lançado na música desde a década anterior, mas foi principalmente a partir de 1995 que muitos deram forma mais definida ao seu projeto poético, harmônico, melódico, a partir do lançamento de dezenas de discos autorais, na esteira do primeiro grande momento catalisador de novos álbuns a partir da lei estadual de incentivo à cultura.

Passados mais de 20 anos, Isaac Cândido e Davi Duarte, consolidados como compositores aclamados e referências para as gerações que se seguiram, se unem no palco, em uma parceria criativa inédita, e recebem de braços abertos outro compositor, cantor e violonista que chama atenção pelo talento e pelo timbre de voz: o jovem Pedro Frota, que vem trabalhando com nomes como o pianista Thiago Almeida e o contrabaixista Miqueias dos Santos. Sempre chamando atenção pelo belo e sensível e suave vocal, assim como pela presença no palco e pelas composições que, mesmo bastante jovem, já se acostumou a cultivar.

Isaac, Davi, Pedro. Essa trinca de nomes bíblicos se propõe fazer do palco um chão sagrado para semear canções e convidar os ouvintes e espectadores a uma fruição mais atenta, potente, detalhada. Como que a compor junto o repertório, cantar junto mesmo sem soltar a voz, cuidar para que os silêncios, contrapontos, percepções, imagens, respiros também façam parte da tessitura incerta, improvisada e imprevisível do novo espetáculo. Que traz um esmero em elementos como figurino e presença cênica, mas faz questão de manter, como cerne e como objetivo, como origem e como fortaleza, a intensidade plena da palavra e da música.

“Se você faz a música pra cantar… Se você faz a música pra virar palavra”, anunciava Davi Duarte em seu belíssimo segundo álbum, não por acaso intitulado Palavra música. “Verbo azul, verbo encarnado, como amar, sofrer, mentir. Dizer que não procura mais o verbo. E que ele vem naturalmente”, cantava Isaac em seu disco de estreia, escandindo sobre melodias e harmonias complexas as intrigantes palavras do poeta Marcus Dias.

Com direito a clássicos do repertório de Isaac e parceiros (como MáquinaDescontroleBrisaQuaseCoroaDisneylândiaOutros motivos, entre muitas outras), de Davi (Outra cançãoBússolaNoiteNenhum medoO que eu queria, entre várias possibilidades) e a canções inéditas de autoria de Pedro Frota, o show também revela ao ouvinte músicas até hoje intocadas pela mão do tempo, sejam novas composições ou gemas guardadas nas paredes da memória e nos baús de chaves de há muito escondidas, esperando o sol brilhar.

SOMOS TODOS NÓS ASSIM, o espetáculo, que conta com direção dos próprios Isaac, Davi e Pedro, em parceria com o compositor e jornalista Dalwton Moura e com o jornalista e crítico de música Marcos Sampaio, expressa renovada certeza da enorme qualidade da música brasileira feita no Ceará. Propõe um reencontro do público local com três dos grandes nomes dessa cena. Mais do que isso: expõe a urgência desse (re)conhecimento, diante da extrema qualidade, da indisfarçável beleza, do incontido sentimento do mundo presente e potente nessas canções. Que o Brasil precisa conhecer e cantar e viver e amar. A hora é agora. Ao ouvinte, o convite está feito. Sejamos todos nós enfim!

> Quem somos nós

Davi Duarte

Cantor, compositor, instrumentista e produtor musical, o cearense Davi Duarte já afirmou que não se prende a nenhum estilo musical, estando aberto a todas as tendências. Lançou três CDs solo independentes e participou de diversos projetos coletivos do Ceará. De 1997, seu primeiro álbum, Dentro do Sonho mostra uma renovação poética e musical na Música Popular Brasileira. O segundo álbum, 2 em 1, com 17 faixas, mistura canções do primeiro álbum – Nenhum MedoBússolaNoiteMatiz, entre outras – com faixas bônus. Suas composições já foram gravadas por conterrâneos como Kátia Freitas (Babe Baby), Daniela Montezuma (Pela Vida), Edmar Gonçalves (Bússola) e Marcus Brito (Matiz). Em 2003, a música O que eu Queria, do álbum 2 em 1, tornou-se sucesso de execução nas rádios de Fortaleza e, posteriormente, ganhou regravação na voz de Marcos Lessa. David Duarte venceu importantes festivais de música em Fortaleza e foi finalista no Festival Canta Nordeste, promovido pela Rede Globo, com a músicaCódigo. Também ganhou o prêmio de melhor intérprete masculino, no 4° Prêmio NelSons do Ceará, em 2004. Em 2006, no III Festival de Inverno da Serra de Meruoca (CE), na mostra competitiva de música, o cantor teve sua canção Dor pra Cantarapontada pelo júri como a melhor do festival.

Isaac Cândido

Isaac Cândido é cantor, compositor, instrumentista e produtor cultural, nascido em Orós (CE). Seu trabalho é marcado pela ousadia e diversidade, através de ricas melodias, sofisticadas harmonias e textos de forte influência concretista. São mais de 350 composições numa fusão de choro, baião, tango, salsa, baladas, rock. Isaac Cândido lançou seu disco de estreia em 1995, trazendo alguns de seus principais sucessos: DescontroleQuase e a inesquecível Os Bêbados. Em 2005, foi a vez de Algo Sobre a Distância e o Tempo, álbum que reafirma a parceria de Isaac com o poeta Marcus Dias. Produzido pelo baterista Pantico Rocha, o disco apresenta canções como BrisaSóbrio e Enquanto, além de uma versão inédita de Asa Partida, com participação de Raimundo Fagner. Os trabalhos realizados de forma independente já foram apresentados em palcos do Rio de Janeiro – Rival BR (RJ), Teatro Municipal de Niterói, Bar do Tom, Lona Cultural Gilberto Gil e Hermeto Pascoal – e em Brasília. Em 2011, a cantora Simone Guimarães gravou o disco Cândidos, apenas com composições de Isaac e parceiros. De Isaac e Marcus Dias, a músicaEnquanto entrou na trilha sonora do filme Área Q.

Pedro Frota

Pedro Frota é cantor, violonista e compositor. Desenvolve trabalho interpretando composições próprias, numa linguagem contemporânea inspirada na tradição da Musica Popular Brasileira. Com seu primeiro show autoral, Influência, foi selecionado para integrar a Temporada de Arte e Cultura do Governo do Estado do Ceará. O show foi apresentado no Anfiteatro do Centro Cultural Dragão do Mar, Centro Cultural Bom Jardim, Teatro do Sesc Iracema, foyer do Teatro José de Alencar, Teatro Sesc Emiliano Queiroz e Centro Cultural Banco do Nordeste. Participou do Tributo a Chico Pinheiro, no projeto Jazz em Cena (CCBNB). Participou do show solo do baixista Miqueias dos Santos, no projeto Por do som (Dragão do Mar). Durante temporada em Londres se apresentou em tradicionais pontos da cena inglesa, como Ronnie Scott´s Bar, Primo Bar e The Spice of Life.

Serviços:

“Somos Todos Nós Assim”

Dia 30 de junho

Às 18h

No CineTeatro São Luiz

Luciana Mello faz apresentação única no Cineteatro São Luiz

Neste domingo (16), às 18h, Luciana Mello se apresenta no Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), em show que celebra 35 anos de sua carreira: repleta de sucessos, respeito e amor à música e à cultura brasileira. Os ingressos já estão à venda por R$20 (inteira) e R$40 (inteira) na bilheteria do Cineteatro e no site da Tudus.

Filha de Jair Rodrigues, Luciana traz em suas canções a influência do samba e da black music e é considerada uma das grandes cantoras da música popular brasileira. Com apenas 5 anos de idade Luciana Mello gravou sua primeira música, “O Filho do Seu Menino” (Hildo Hora), ao lado do pai. Desde então, nunca mais parou de de cantar. Hoje, são 7 discos solos, 2 álbuns de projetos especiais, inúmeras participações em discos de artistas consagrados como Luiz Melodia, Jair Rodrigues, Sandra de Sá, Tom Zé, Pedro Mariano, Jair Oliveira entre outros; 4 peças de teatro musical, apresentações em programas de televisão e muitos, muitos shows por palcos brasileiros e internacionais.

SERVIÇO

Luciana Mello em apresentação única no Cineteatro São Luiz

16/06/2019, às 18h

Ingressos: R$20 (meia) e R$40 (inteira)À venda na bilheteria do Cineteatro e no site da Tudus (https://checkout.tudus.com.br/cineteatro-sao-luiz-luciana-mello–/selecione-seus-ingressos)

Visite Ceará apoia concerto da Orquestra Sinfônica da UECE no Cineteatro São Luiz

Nesta sexta-feira (24), a Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual do Ceará (UECE), recebe a cantora internacional Uxía para um concerto no Cineteatro São Luiz.

O evento conta com o apoio do Visite Ceará, entidade que promove e divulga ações que tratam sobre turismo de evento no Estado. Os ingressos estão à venda na bilheteria e no site do Tudus (https://checkout.tudus.com.br/cineteatro-sao-luiz-uxia-e-orquestra-sinfonica-da-uece/selecione-seus-ingressos).

O Visite Ceará prospecta, desenvolve e incrementa eventos já existentes e que se enquadrem nos objetivos traçados pela entidade, além de promover a integração das atividades culturais e artísticas em geral, relacionadas a congressos, eventos e simpósios.

Em apresentação única, o concerto marca o reencontro entre a formação orquestral cearense e a cantora natural da Galiza, Espanha. Uxía é considerada a grande dama da música e da poesia galega e uma de suas maiores embaixadoras.

Serviço
Data: 24 de maio de 2019

Horário: 19h

Entrada: R$ 40,00 (inteira) / R$ 20,00 (meia)

Classificação indicada: Livre

Local: Cineteatro São Luiz

Soledad lança seu novo disco, Revoada, no Cineteatro São Luiz

Revoada é o segundo disco de Soledad, que saiu no dia 26 de abril de 2019, nas plataformas digitais. Se em seu disco de estreia, Soledad tinha Fernando Catatau (Cidadão Instigado) tocando guitarra em algumas das faixas, agora a parceria se firma com ele assinando a produção musical do disco.

O show do lançamento do álbum acontece no dia 1º de junho, às 19h, no Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), e está com ingressos à venda nos valores: R$15 (meia) e R$30 (inteira).

“Trabalhar com Fernando era um desejo antigo. Me identifico muito com o que ele propõe poeticamente e musicalmente. Os timbres de guitarras, o romance e a intensidade das letras, a psicodelia”, comenta Soledad.

O álbum traz uma cantora mais experimental, dando voz à um belo recorte da cena contemporânea. Ela interpreta composições de Alzira E e arrudA (“Próximos ao Máximo”), Alessandra Leão e Xico Sá (“Pássaros, Mulheres e Peixes”), Jonas Sá, Negro Leo e Santiago Botero Rodriguez (“2013”), Junio Barreto, Otto e Bactéria (“Amigos Bons”), Giovani Cidreira (“Dança na Chuva”), Luis Capucho (“Céu”), Vitor Colares (“O Silêncio é o Espaço Vazio Entre as Bocas”) e até do próprio Fernando Catatau (“Por Amor)”. Este último foi lançado como single e ganhou clipe.

Em “Revoada” Soledad experimenta novas sonoridades. Traz para o estúdio instrumentos inusitados como uma mesa altec, um órgão minami, um echoplex e um microfone electro-voice Re 15 vintage. Tudo isso traz um timbre diferente. Uma assinatura forte da cearense com raízes em São Paulo há 4 anos.

“Esta cidade me colocou dentro de um espaço/tempo/desejo diferentes. Andar nas ruas, a Casa do Povo, as manifestações, os filmes embebidos de vinho no Cinesesc, as amizades que me abraçaram, o Loki Bicho, o Ocupeacidade, a saudade do mar, de minha mãe… tudo tudo tudo é um atravessamento poético e se encontra no meu desejo pela música. Revoada é o coletivo de pássaro. É o vôo desse bando. Esse disco fala sobre a minha arribação. Sobre voar junto, compreendendo as necessidades coletivas e as nossas relações/necessidades afetivas. sobre a libertação da mulher, de nossos desejos”, complementa.

Soledad é acompanhada pela banda formada por Xavier Francisco, Allen Alencar, Felipe Faraco e Davi Serrano.

Serviço
Evento: “Revoada” de Soledad
Data: 01/06 às 19h
Ingressos: R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia) – ingressos à venda na bilheteria do Cineteatro (de terça a sábado, das 10h às 18h30) e no site da Tudus (https://checkout.tudus.com.br/cineteatro-sao-luiz-revoada–soledad/selecione-seus-ingresso)
Classificação indicativa: Livre
Duração: 60 min.
Local: Cineteatro São Luiz (Rua Major Facundo, 500 – Centro)

Serviço:
● Evento: Sessão Sonora Erasmo Carlos
● Data: 09/06 (domingo)
➜ 15h30 [CINEMA] Exibição do filme “Minha Fama de Mau”
Entrada: mediante compra do ingresso da Sessão Sonora / Obs.: Entrada permitida até 30 minutos após o início do filme | Classificação Indicativa: 12 anos
➜ 18H [SHOW] “…AMOR É ISSO” – ERASMO CARLOS
Entrada: mediante compra do ingresso da Sessão Sonora Classificação indicativa: Livre | Duração: 90 min
● Entrada: R$50,00 (inteira), R$ 25,00 (meia) – assentos numerados | limitação de 40% de meia-entrada e de dois ingressos por CPF. (À venda na bilheteria do Cineteatro e no site da Tudus.)

Sessão Sonora “Erasmo Carlos” ocorre no início de junho no Cineteatro São Luiz

Os ingressos para o evento variam de R$25 (meia) a R$50 (inteira) e começam a ser vendidos nesta sexta-feira (17/5).

O Tremendão é o personagem da sessão sonora de junho que terá a exibição do filme “Minha Fama de Mau”, do diretor Lui Farias, com a biografia musical do artista seguido de seu show “… Amor é isso”. Os ingressos para o evento, que ocorre no dia 9 de junho (domingo) a partir das 15h30, começam a ser vendidos nesta sexta-feira (17/5), a partir das 10h, na bilheteria do Cineteatro e no site da Tudus.

Sobre a venda dos ingressos

Os assentos serão marcados, haverá limitação de dois ingressos por CPF (cada pessoa pode apresentar apenas um CPF no ato da compra) e limitação de meia-entrada em 40% do total de ingressos.

A venda será simultânea na bilheteria e no site da Tudus (com taxa de conveniência). No ato da compra, é necessária a apresentação do CPF, documento de identificação com foto e comprovante de meia entrada.

Quem tem direito a meia entrada: estudantes, idosos (pessoas com mais de 60 anos), pessoas com deficiência e seu acompanhante, professores da Rede Pública de Ensino de Fortaleza, jovens pertencentes à famílias de baixa renda com idade entre 15 e 29 anos e doadores regulares de sangue.

O filme

Lutando para sobreviver e se virando com pequenos trabalhos, o jovem Erasmo Carlos (Chay Suede) alimenta uma paixão: o rock and roll. Fã de Elvis Presley, Bill Halley & The Comets e Chuck Berry, ele aprende a tocar violão e passa a perseguir a ideia de viver da música. Misturando talento e um pouco de sorte, ele conquista a admiração do apresentador de TV Carlos Imperial (Bruno de Luca), um cara influente no meio artístico, e através dele conhece o cantor Roberto Carlos (Gabriel Leone), com quem começa a compor diversas canções. A parceria dá muito certo e o sucesso logo chega, transformando para sempre a vida de Erasmo.

A biografia musical é do diretor Lui Farias, tem duração de 1h56 e classificação indicativa de 12 anos.

Só será permitida a entrada para o filme até às 16h. Após esse horário, o público que não chegar a tempo para a exibição do filme, terá entrada liberada às 17h para o show.

O show

“…Amor é isso” é o 31º trabalho do cantor e compositor carioca Erasmo Carlos que, com 53 anos de carreira fonográfica retoma a trilha explorada no clássico LP “Carlos, Erasmo”, lançado em 1971 e que se tornaria referência fundamental aos artistas da geração da música brasileira do século 21.

Em 12 faixas inéditas, Erasmo abre parcerias com Emicida, Dadi Carvalho, Adriana Calcanhotto, Samuel Rosa e até Tim Maia, além de retomar o trabalho com parceiros de outros tempos, como Arnaldo Antunes e Marisa Monte. Há também canções escritas especialmente para ele por Nando Reis e Marcelo Camelo, além da faixa “Não Existe Saudade no Cosmos”, de Teago Oliveira, lançada como primeiro single. Completando o repertório, três faixas escritas por Erasmo sozinho.

“Só sou feliz enquanto estiver nos palcos!”. Com esta frase, Erasmo resume de forma definitiva onde se sente melhor. Entre seus eternos sucessos e o frescor de músicas novas, o artista, que completa 77 anos de vida, emociona no seu novo show que segue em turnê nacional.

Sessão Sonora

A “Sessão Sonora” nasceu da ideia de valorizar à potência de Cineteatro do São Luiz em criar sinergias entre as duas linguagens artísticas mais populares no Brasil: o cinema e a música. Expressões artísticas apreciadas por todas as pessoas, de todas as idades e classes sociais, dos gostos mais ecléticos e variados. O projeto afirma a vocação do equipamento como um dos poucos Cineteatros do Brasil.

SERVIÇO
● Evento: Sessão Sonora Erasmo Carlos
● Data: 09/06 (domingo)
➜ 15h30 [CINEMA] Exibição do filme “Minha Fama de Mau”
Entrada: mediante compra do ingresso da Sessão Sonora / Obs.: Entrada permitida até 30 minutos após o início do filme | Classificação Indicativa: 12 anos
➜ 18H [SHOW] “…AMOR É ISSO” – ERASMO CARLOS
Entrada: mediante compra do ingresso da Sessão Sonora Classificação indicativa: Livre | Duração: 90 min
● Entrada: R$50,00 (inteira), R$ 25,00 (meia) – assentos numerados | limitação de 40% de meia-entrada e de dois ingressos por CPF. (À venda na bilheteria do Cineteatro e no site da Tudus.)

Cátia de França apresenta repertório de seu clássico disco “20 Palavras ao Redor do Sol” em Fortaleza

Show comemora 4 anos da reabertura do Cineteatro São Luiz

Um dos maiores nomes da cultura paraibana, a cantora e compositora Cátia de França volta a Fortaleza para um show especial no dia 19/05 (sexta-feira). Comemorando o aniversário da reabertura do Cineteatro São Luiz, ela apresentará o show do histórico álbum “Vinte Palavras ao Redor do Sol”, que completa 40 anos esse ano e chegou às plataformas de música digital em formato remasterizado.

O evento acontecerá às 18h e os ingressos variam entre R$ 15 e R$ 30. A classificação é livre.

Nascida em João Pessoa, Cátia de França tem seis discos de estúdio e se tornou uma lenda viva da música regional brasileira. Suas canções já foram gravadas por grandes nomes da MPB, como Elba Ramalho, Amelinha e Xangai. Versátil e estudiosa, desde menina aprendeu a dominar instrumentos como o piano, a sanfona e o violão. Mais tarde, se interessou pelos acordes de flauta e pela percussão.

Chegou a ser professora de música e, em meados dos anos 70, se aventurou nas composições próprias em parceria com o poeta Diógenes Brayner. A poesia e a admiração pela literatura seriam marcas de sua música a partir daí. Na época, a artista morava no Rio de Janeiro e integrava um grupo de músicos e amigos nordestinos que a ajudaram a iniciar a sua carreira. Acompanhou Zé Ramalho na lendária turnê “Avohai”, tocando sanfona.

Era 1979 quando Cátia de França lançou seu LP de estreia, “20 Palavras ao Redor do Sol”. Como inspiração, ela recorreu às obras literárias de João Cabral de Melo Neto, Graciliano Ramos e de seu conterrâneo José Lins do Rego para costurar uma verdadeira colcha de ritmos e linguagens.

Se a inspiração veio da literatura, nas letras colaboraram Xangai, Israel Semente, Sérgio Natureza e Lourival Lemes. Entre os músicos de apoio, Dominguinhos, Sivuca e Severo na sanfona; Sérgio Boré e Chico Batera na percussão; Bezerra da Silva no berimbau; Lulu Santos na guitarra; e Amelinha e Elba Ramalho nos vocais de apoio. Tudo isso amarrado pela viola de 12 cordas, arranjos e direção musical de Zé Ramalho.

Nos últimos anos, Cátia circulou pelo Recife (PE), João Pessoa (PB), Chapada dos Veadeiros (GO), Rio de Janeiro (RJ), Vitória (ES), São Paulo (SP), além de eventos importantes como o Festival de Inverno de Garanhuns (PE, em 2016) Psicodália (SC, em 2017), Mostra Cantautores (MG em 2018).

Nesses shows, Cátia convidou no palco parceiros de vida e composição como Xangai, Chico César e Socorro Lira; mas também se aproximou da efervescente cena atual com Júlia Vargas, Anelis Assumpção e Russo Passapusso (Baiana System).

Além do repertório do álbum “20 Palavras”, Cátia apresenta músicas de seus outros discos. Destaque para as faixas do seu mais recente álbum “Hóspede da Natureza” (Porangareté/Natura Musical), que ganha em 2019 uma edição especial em um vinil laranja, com direito a encarte completo e acabamento especial.

O Cineteatro São Luiz é um equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), localizado à Rua Major Facundo, 500, no centro de Fortaleza.

Serviço

Cátia de França

Data: 19/05/2019 (sexta-feira)

Horário: 18h

Local: Cineteatro São Luiz

Endereço: Rua Major Facundo, 500 – Centro – Fortaleza/CE

Ingressos: R$ 30 (inteira)/ R$ 15 (meia)

Classificação etária: Livre

Com produção da TE&A, Cineteatro São Luiz recebe lançamento de livro de poesias e a Orquestra Sinfônica da Uece com a artista da música galega, Uxía

O público se encantará com o livro de poesias “Caderno do Nilo” e com o concerto que reunirá a cantora galega Uxía e a Orquestra Sinfônica da Uece (OSUECE)

A Universidade Estadual do Ceará (Uece) e o Cineteatro São Luiz, em parceria com a TE&A (Turismo Educacional & Aprendizagem e Damadriña Producións), realizarão, no dia 24 de maio, a partir das 18h, no Cineteatro, o evento que mesclará duas formas de arte – poesia e música.

A ocasião terá início com o lançamento do livro de poesias Caderno do Nilo, de autoria do escritor galego Cesáreo Sánchez Iglesias, tradução de José Jackson Coelho Sampaio, revisão técnica e leitura crítica de Verônica Carvalho Barbazan, com o apoio de Jakson Renner Rodrigues Soares.

Editado pela EdUECE, a obra mescla, de modo harmônico, lírico e simbólico, três viagens feitas pelo autor ao rio Nilo, entre Cairo e Assuã, com viagens que outros escritores europeus narraram, intertextualizando. O livro consta de um único poema, dividido em 245 segmentos de duas ou três estrofes cada, que constituem um convite irrecusável para uma viagem pelos fluxos do rio Nilo, das nascentes à foz, da época dos faraós à atualidade, belezas e histórias, azuis e sóis cegantes do deserto.

Além de líder cultural, com participação em entidades literárias, atualmente preside a Associação de Escritores em Língua Galega e, além da militância social na criação e organização do Sindicato dos Servidores Públicos da Galícia, Cesáreo Sánchez Iglesias é poeta de refinada sensibilidade e vasta produção, destacando-se no cenário galego, espanhol, ibérico e latino. Publicou 19 livros, participou de 29 antologias e recebeu três prêmios culturais. Lançado em 2013, “Caderno do Nilo” recebeu o prêmio Antón Losada Diéguez, de Criação Literária, em 2014.

Em um segundo momento, a partir de 19h, a música tradicional da Galícia será tema do concerto da OSUECE. A apresentação terá como convidada a cantora Uxía, considerada a grande dama da música galega e uma de suas maiores embaixadoras. Os arranjos são da compositora galega Zeltia Montes e a regência é do maestro e professor da Uece Alfredo Barros.

Nos seus mais de 30 anos de carreira artística, a cantora galega renovou a música tradicional da Galícia, conectando-a com as culturas atlânticas, combinando alalás (a forma de música tradicional galega mais antiga e característica) com morna, fado e ritmos brasileiros. Alinhado a esta conexão, o concerto sinfônico terá ainda a participação de Sérgio Tannus, músico “brasilego”, como se define o artista brasileiro residente na Galícia. Ele acrescenta à apresentação a sonoridade de instrumentos como violão, cavaquinho, viola caipira e pandeiro.

Este projeto sinfônico parte de um disco fundamental de Uxía, Estou vivindo no ceo (1995), e de temas emblemáticos da sua longa e intensa trajetória, alguns incluídos no seu disco Meu canto (2011), gravado nos estúdios da gravadora Biscoito Fino, no Rio de Janeiro, com a produção de Jaime Alem, apresentado em shows no Brasil. O caminho de Santiago está representado pela rica lírica medieval galego-portuguesa, que esteve tão presente nos primeiros anos da trajetória de Uxía, que agora retoma as “cantigas de amigo” com arranjos contemporâneos para reforçar a irmandade linguística entre Galícia e Brasil. No repertório do concerto, composições como “Tua nai é meiga” e “Alalás das mariñas”, entre outras.

Para preparação do concerto, a cantora realizará, no Campus Itaperi, ensaio gratuito e aberto ao público, com data a ser divulgada.

Durante sua passagem pelo Brasil, Uxía participará ainda de evento voltado exclusivamente para alunos do curso de Música da Uece.

O evento no Cineteatro São Luiz conta com apoio cultural do Curso de Mestrado Profissional em Gestão de Negócios Turísticos da Uece (CMPGNT), Instituto Nacional de Gestão, Educação, Tecnologia e Inovação (INGETI), Secretaria de Cultura do Estado do Ceará (Secult), Instituto de Estudos, Pesquisas e Projetos da Uece (Iepro), Hotel Praia Centro e Fortaleza Convention & Visitors Bureau.

Cesáreo Sánchez Iglesias

Estudou Arquitetura Técnica e Sociologia e Ciência Política em Madri e foi um dos fundadores da Associação Cultural de Relâmpago, que presidiu. Foi cofundador da Associação Cultural Avantar, do Carballiño e presidente da Associação Cultural, Alexandre Bóveda, da Corunha. Ele também foi fundador e diretor de edição da Editions A Nosa Terra e presidente da revista semanal de mesmo nome. Participou da fundação da União Galega de Funcionários do Serviço Civil.

Atualmente é presidente da Associação de Escritores em Língua Galega e trabalha como diretor do Serviço de Patrimônio Cultural da Xunta de Galicia em A Coruña. 

Ele é autor de um amplo trabalho poético, iniciado em 1978 com silêncios e conversas de inverno. Sua poesia é caracterizada pela elaboração de chave simbólica e evocativa, realizada em pequenos versos.

A cantora Uxía

Desde a sua estreia com Foliada de marzo, em 1986, o trabalho de Uxía representa um ponto de encontro de diferentes culturas. Ela criou o seu repertório através das suas contínuas viagens e intercâmbios com músicos do Brasil, Portugal, Cabo Verde e Guiné-Bisáu, como Lenine, Chico César, Ceumar, Vítor Ramil, Socorro Lira, Fred Martins, Dulce Pontes, António Zambujo, Sara Tavares, Rui Veloso e Tito Paris. Lançou 13 discos, tendo recebido importantes reconhecimentos, como o Prêmio da Cultura Galega 2017, o Prêmio da Crítica Galiza 2016 e o Prêmio a Melhor álbum de música de raiz nos Prêmios da música independente de Espanha por Meu canto, selecionado também como Top of the World pela revista britânica Songlines.

OSUECE

A Orquestra Sinfônica da UECE é formada por cerca de 65 integrantes distribuídos dentre os naipes das madeiras, metais, percussão e cordas. A direção e regência titular é do prof. Alfredo Barros, maestro e compositor, doutor em Artes Musicais pela Universidade do Texas, Austin, EUA.

O projeto da OSUECE é uma ação tríplice de ensino, pesquisa e extensão que atua como um forte agente aglutinador de músicos de diferentes camadas sociais e alunos matriculados em cursos superiores da UECE. É sobretudo uma orquestra jovem que tem um compromisso de inclusão social e acadêmica. Abre perspectivas para a orientação e apoio àqueles estudantes de música que procuram uma oportunidade de ingressar na universidade. A Reitoria e Vice-Reitoria da UECE, as Pró-Reitorias de Assuntos Estudantis–PRAE, de Extensão–PROEX, de Pesquisa e Pós-Graduação–PROPGP têm dado importantíssimo apoio à Orquestra.

SERVIÇO:

Lançamento de livro e Concerto Sinfônico

Data: 24 de maio (sexta-feira)

Horário: a partir de 18h

Local: Cineteatro São Luiz

Endereço: Rua Major Facundo, 500 – Centro, Fortaleza/CE

Ingressos: R$40 / R$20

Informações (85) 3252-4138

Domingo de Clássicos especial “Dia das Mães” conta com apresentação da Orquestra Contemporânea Brasileira e da exibição do “Festival Ópera na Tela”

No dia 12 de maio, às 10h30, a orquestra realizará o terceiro concerto oficial da Temporada 2019, no Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), trazendo uma programação especial voltada para o dia das mães.

A primeira parte do concerto apresentará músicas que marcaram o repertório das orquestras de cordas, incluindo obras de Vivaldi, Corelli, Mozart e Bach, enquanto que na segunda parte do concerto a orquestra contará com a participação especial do Tenor cearense Franklin Datas, que interpretará obras de Mascagani, Augustin Lara, Carlos Gardel e Ary Barroso. Os ingressos para o evendo estão à venda por R$20 (inteira) e R$10 (meia) na bilheteria do São Luiz e no site da Tudus.

Às 14h será exibido o “Festival Ópera na Tela”: Romeu e Julieta de Charles Gounod – Grande Teatro do Liceu de Barcelona. A exibição tem entrada gratuita, classificação indicativa de 12 anos, duração de 2h30 e é legendado.

O Maestro é Josep Pons, o Diretor Stephen Lawless, o Figurino Ashley Martin Davis e o Coro e orquestra do Liceu Opera Barcelona. Na história, Julieta foi prometida ao conde Páris, mas acaba se apaixonando por Romeu, cuja família está em conflito aberto com a sua. Frei Lourenço promete auxiliar os amantes na expectativa de que a união ajude a reconciliar as duas famílias. Contudo, é o oposto que acontece, com a rivalidade se exacerbando ainda mais. Frei Lourenço sugere uma estratégia, cujo fracasso terminará por levar os dois amantes à morte.

Serviço
Orquestra Contemporânea Brasileira faz apresentação especial para o “Dia das Mães”
Domingo, 12 de maio, às 10h30
Entrada: R$ 20 (interia) e R$ 10 (meia)
À venda na bilheteria do Cineteatro e no site da Tudus (https://checkout.tudus.com.br/cineteatro-sao-luiz-orquestra-contemporanea-brasileira/selecione-seus-ingressos)
Cineteatro São Luiz (Rua Major Facundo, 500 – Centro)

Festival Ópera na Tela
12/05/2019 às 14h
Entrada: gratuita – retirada de ingressos a partir das 13h na bilheteria do Cineteatro mediante apresentação de documento com foto
Cineteatro São Luiz (Rua Major Facundo, 500 – Centro)

Programação da semana, de 7 a 12 de maio, no Cineteatro São Luiz

Nesta semana (de 7 a 12 maio), entra em cartaz na programação do Cineteatro São Luiz a “Mostra Perfil de Cinema Brad Pitt” que exibirá seis filmes em sessões únicas e gratuitas: “Guerra Mundial Z” (7/5 às 16h), “O Curioso Caso de Benjamin Button” (8/5, às 15h50), “Clube da Luta” (8/5, às 19h), “Lendas da Paixão” (9/5, às 16h), “Troia” (10/5 às 15h) e “Bastardos Inglórios” (10/5 às 19h). Também entra em cartaz o filme “Cine Holliúdy 2 – A Chibata Sideral” com ingressos à R$10 (inteira) e R$5 (meia).

No final da semana, o equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) recebe o show “Viva” de Lidia Maria, com participação especial de Fausto Nilo. Já no domingo, acontece uma celebração ao dia das mães com a Orquestra Contemporânea Brasileira.

Programação completa:

10 minutos antes de cada sessão de cinema é exibido o projeto “Sons do Ceará”.
Sinopse: Exibição de videoclipes de artistas, músicos e bandas cearenses ou residentes no Estado antes de cada sessão de cinema. Obs.: o acesso do público está condicionado a classificação indicativa, gratuidade ou cobrança de ingresso do filme exibido na sequência da programação.

DIA 07/05 (TERÇA-FEIRA)

9h e 14h30 [CINEMA] ESCOLA NO CINEMA

Sinopse: Exibições gratuitas de premiados filmes de curta-metragem brasileiros com temáticas infanto-juvenis para alunos da rede pública e privada de ensino, instituições, entidades e associações diversas da capital e do interior.

Agendamento prévio pelo e-mail: agendamentocineteatrosaoluiz@gmail.com

16h [CINEMA] MOSTRA PERFIL DE CINEMA – BRAD PITT | GUERRA MUNDIAL Z

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção: Marc Forster | Ficção Científica, Terror, Drama | EUA | 2013 | 2h03 | Legendado

Sinopse: Uma terrível e misteriosa doença se espalha pelo mundo, transformando as pessoas em uma espécie de zumbis. A velocidade do contágio é impressionante e logo o Governo americano recruta um ex-investigador da ONU (Organização das Nações Unidas) para investigar o que pode estar acontecendo e assim salvar a humanidade, tendo em vista que as previsões são as mais catastróficas possíveis. Gerry Lane (Brad Pitt) tinha optado por dedicar mais tempo a sua esposa Karen (Mireille Enos) e as filhas, mas seu amor a pátria e o desejo de salvar sua família acabam contribuindo para que ele tope a missão. Agora, ele precisa percorrer o caminho inverso da contaminação para tentar entender as causas ou, ao menos, indentificar uma maneira de conter o contágio até que se descubra uma cura antes do apocalipse. Começa uma verdadeira corrida contra o tempo, que mostra-se cada vez mais curto, na medida que a população de humanos não para de diminuir..

19h [CINEMA] CINE HOLLIÚDY 2 – A CHIBATA SIDERAL

Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia) | Classificação indicativa: 12 anos | Direção: Halder Gomes | Comédia | Brasil | 2019 | 1h41 | Português

Sinopse: Pacatuba, interior do Ceará, 1980. A popularização da TV obriga Francisgleydisson (Edmilson Filho) a fechar seu adorado Cine Holliúdy e ir morar na casa da sogra, ao lado da esposa Maria das Graças (Miriam Freeland) e do filho Francin (Ariclenes Barroso). Após passar por uma experiência alienígena, na qual um amigo foi abduzido, ele tem a ideia de rodar um longa-metragem de ficção científica onde Lampião enfrenta os seres extra-terrestres. Para tanto, consegue o apoio do prefeito Olegário (Roberto Bomtempo) e de sua esposa Justina (Samantha Schmütz), candidata às próximas eleições.

DIA 08/05 (QUARTA-FEIRA)

9H [CONCERTO DIDÁTICO] ORQUESTRA CONTEMPORÂNEA BRASILEIRA

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre | Duração: 60 minutos

Release: Nos concertos didáticos as crianças e jovens passam a conhecer o instrumentos que compõem a orquestra e a sua função no grupo. Além disso, o público faz uma apreciação musical de músicas que marcaram o repertório orquestral e também descobrem como o maestro e músicos precisam atuar para que a orquestra funcione perfeitamente. Espera-se, através dos concertos didáticos, tornar a música de concerto mais acessível à população e criar novos públicos para este tipo de música.

A OCB tem a direção artística do maestro Arley França, que é Doutor em Educação, Mestre e Licenciado em Música, e fundador da Orquestra de Sopros de Pindoretama. O maestro acumula a experiência de criação de mais de 40 bandas e orquestras infantojuvenis no Ceará e a direção de concertos na Alemanha e Noruega. Orientou-se em regência em cursos realizados na Inglaterra, Itália e Estados Unidos e integra o projeto Orquestrando o Brasil, do maestro João Carlos Martins.

13h30 [CINEMA] CINE HOLLIÚDY 2 – A CHIBATA SIDERAL

Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia) | Classificação indicativa: 12 anos | Direção: Halder Gomes | Comédia | Brasil | 2019 | 1h41 | Português

Sinopse: Pacatuba, interior do Ceará, 1980. A popularização da TV obriga Francisgleydisson (Edmilson Filho) a fechar seu adorado Cine Holliúdy e ir morar na casa da sogra, ao lado da esposa Maria das Graças (Miriam Freeland) e do filho Francin (Ariclenes Barroso). Após passar por uma experiência alienígena, na qual um amigo foi abduzido, ele tem a ideia de rodar um longa-metragem de ficção científica onde Lampião enfrenta os seres extra-terrestres. Para tanto, consegue o apoio do prefeito Olegário (Roberto Bomtempo) e de sua esposa Justina (Samantha Schmütz), candidata às próximas eleições.

15h50 [CINEMA] MOSTRA PERFIL DE CINEMA – BRAD PITT | O CURIOSO CASO DE BENJAMIN BUTTON

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção: David Fincher | Drama, Fantasia | EUA | 2009 | 2h35 | Legendado

Sinopse: Nova Orleans, 1918. Benjamin Button (Brad Pitt) nasceu de forma incomum, com a aparência e doenças de uma pessoa em torno dos oitenta anos mesmo sendo um bebê. Ao invés de envelhecer com o passar do tempo, Button rejuvenesce. Quando ainda criança ele conhece Daisy (Cate Blanchett), da mesma idade que ele, por quem se apaixona. É preciso esperar que Daisy cresça, tornando-se uma mulher, e que Benjamin rejuvenesça para que, quando tiverem idades parecidas, possam enfim se envolver.

19h [CINEMA] MOSTRA PERFIL DE CINEMA – BRAD PITT | CLUBE DA LUTA

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 18 anos

Direção: David Fincher | Suspense, Drama | Alemanha, EUA | 1999 | 2h19 | Legendado

Sinopse: Jack (Edward Norton) é um executivo jovem, trabalha como investigador de seguros, mora confortavelmente, mas ele está ficando cada vez mais insatisfeito com sua vida medíocre. Para piorar ele está enfrentando uma terrível crise de insônia, até que encontra uma cura inusitada para o sua falta de sono ao frequentar grupos de auto-ajuda. Nesses encontros ele passa a conviver com pessoas problemáticas como a viciada Marla Singer (Helena Bonham Carter) e a conhecer estranhos como Tyler Durden (Brad Pitt). Misterioso e cheio de ideias, Tyler apresenta para Jack um grupo secreto que se encontra para extravasar suas angústias e tensões através de violentos combates corporais.

DIA 09/05 (QUINTA-FEIRA)

9h e 14h30 [CINEMA] ESCOLA NO CINEMA

Sinopse: Exibições gratuitas de premiados filmes de curta-metragem brasileiros com temáticas infanto-juvenis para alunos da rede pública e privada de ensino, instituições, entidades e associações diversas da capital e do interior.

Agendamento prévio pelo e-mail: agendamentocineteatrosaoluiz@gmail.com

16h [CINEMA] MOSTRA PERFIL DE CINEMA – BRAD PITT | LENDAS DA PAIXÃO

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção: Edward Zwick | Guerra, Romance | EUA | 1995 | 2h13 | Legendado

Sinopse: Três irmãos, três destinos. Alfred (Aidan Quinn) é o mais velho e reservado, o caçula Samuel (Henry Thomas) é o protegido por todos, e o do meio, Tristan (Brad Pitt), aprendeu com os índios a ter um espírito aventureiro. Ao trazer de volta para o rancho do pai (Anthony Hopkins) uma bela jovem (Julia Ormond), noiva de Samuel, os irmãos se encantam por ela e iniciam um conflito de paixões que pode terminar em tragédia para sua família.

19h [CINEMA] CINE HOLLIÚDY 2 – A CHIBATA SIDERAL

Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia) | Classificação indicativa: 12 anos

Direção: Halder Gomes | Comédia | Brasil | 2019 | 1h41 | Português

Sinopse: Pacatuba, interior do Ceará, 1980. A popularização da TV obriga Francisgleydisson (Edmilson Filho) a fechar seu adorado Cine Holliúdy e ir morar na casa da sogra, ao lado da esposa Maria das Graças (Miriam Freeland) e do filho Francin (Ariclenes Barroso). Após passar por uma experiência alienígena, na qual um amigo foi abduzido, ele tem a ideia de rodar um longa-metragem de ficção científica onde Lampião enfrenta os seres extra-terrestres. Para tanto, consegue o apoio do prefeito Olegário (Roberto Bomtempo) e de sua esposa Justina (Samantha Schmütz), candidata às próximas eleições.

DIA 10/05 (SEXTA-FEIRA)

12h30 [CURTA SÃO LUIZ] DUDU HOLANDA

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre | Duração: 60 min

Local: Hall do Cineteatro São Luiz (Foyer)

Release: Trabalha como guitarrista e faz a direção musical na banda do Artista Marcos Lessa. Mais recentemente, vem apresentar seu show instrumental em que, como instrumentista, faz referências a compositores brasileiros que fizeram e fazem parte de sua trajetória musical com arranjos próprios ressaltando a grandiosidade da escola do violão brasileiro.

Ao longo de sua carreira como violonista, acompanhou e gravou com vários artistas do cenário local e nacional, como: Aparecida Silvino, Fhátima Santos, Evaldo Gouveia, Dominguinhos, Waldonys, Margareth Menezes, Simone Guimarães, Consiglia Latorre, Zé Luiz Mazziotti, Marcos Lessa, Flávia Wenceslau, Adelson Viana, dentre outros.

15h [CINEMA] MOSTRA PERFIL DE CINEMA – BRAD PITT | TRÓIA (Versão do Diretor)

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção: Wolfgang Petersen | Épico, Ação, Aventura | Reino Unido, EUA | 2004 | 3h15 | Legendado

Sinopse: Em 1193 A.C., Paris (Orlando Bloom) é um príncipe que provoca uma guerra da Messência contra Tróia, ao afastar Helena (Diane Kruger) de seu marido, Menelaus (Brendan Gleeson). Tem início então uma sangrenta batalha, que dura por mais de uma década. A esperança do Priam (Peter O’Toole), rei de Tróia, em vencer a guerra está nas mãos de Aquiles (Brad Pitt), o maior herói da Grécia, e seu filho Hector (Eric Bana).

19h [CINEMA] MOSTRA PERFIL DE CINEMA – BRAD PITT | BASTARDOS INGLÓRIOS

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 18 anos

Direção: Quentin Tarantino | Guerra, Ação | Alemanha, EUA | 2009 | 2h33 | Legendado

Sinopse: 2ª Guerra Mundial. A França está ocupada pelos nazistas. O tenente Aldo Raine (Brad Pitt) é o encarregado de reunir um pelotão de soldados de origem judaica, com o objetivo de realizar uma missão suicida contra os alemães. O objetivo é matar o maior número possível de nazistas, da forma mais cruel possível. Paralelamente Shosanna Dreyfuss (Mélanie Laurent) assiste a execução de sua família pelas mãos do coronel Hans Landa (Christoph Waltz), o que faz com que fuja para Paris. Lá ela se disfarça como operadora e dona de um cinema local, enquanto planeja um meio de se vingar.

DIA 11/05 (SÁBADO)

10H às 11H [EXPOSIÇÃO] “NUNCA SE VIAJA EM VÃO… SE O DESTINO É FORTALEZA” + RODA DE BORDADO

Entrada: gratuita

Local: Foyer do Cineteatro

Release: O Grupo de Bordadeiras ENTRELAÇADAS optou para bordar em 2018/2019 alguns ícones /espaços da cidade de Fortaleza com significados para a cidade e/ou para a história de vida de cada mulher integrante do grupo. A agenda constará da exposição dos ícones bordados em telas (cerca de 25 telas) e de uma roda de bordado facilitada pelo grupo com temática vinculada à cidade.

19H [SHOW] “VIVA”, DE LIDIA MARIA – COM PARTICIPAÇÃO DE FAUSTO NILO

Entrada: 20,00 (inteira), 10,00 (meia) | Classificação indicativa: Livre | Duração: 90 min

Local: Palco

Release: Viva é o nome do mais novo álbum da cantora cearense Lidia Maria que será lançado dia 11 de maio, às 19h, no Cineteatro São Luiz. O trabalho tem formato diferenciado, reunindo gravações de estúdio e do show gravado ao vivo na Virada Cultural do Centro Cultural Banco do Nordeste em 2017. O repertório conta com várias composições inéditas de sua autoria, regravações do seu primeiro disco, além de releituras para clássicos da MPB e do rock nacional. A noite de lançamento terá a participação do compositor Fausto Nilo, uma grande influência e referência para a artista.

DIA 12/05 (DOMINGO)

10H30 [CONCERTO] ORQUESTRA CONTEMPORÂNEA BRASILEIRA – SÉRIE CONCERTOS NO CEARÁ (Especial Dia das Mães)

Entrada: R$ 20,00 (inteira) e R$10,00 (meia) | Classificação indicativa: Livre | Duração: 60 minutos

Release: Sediada em Fortaleza, a Orquestra Contemporânea Brasileira estreou sua Temporada de Concertos no Ceará no último dia 26 de março, no palco principal do Cineteatro São Luiz. No dia 12 de maio, a Orquestra realizará o terceiro concerto oficial da Temporada 2019, trazendo uma programação especial voltada para o Dia das Mães. A primeira parte do concerto apresentará músicas que marcaram o repertório das orquestras de cordas, incluindo obras de Vivaldi, Corelli, Mozart e Bach. Na segunda parte do concerto, a Orquestra contará com a participação especial do tenor cearense Franklin Dantas, que interpretará obras de Mascagani, Augustin Lara, Carlos Gardel e Ary Barroso.

14h [CINEMA] FESTIVAL ÓPERA NA TELA | ROMEU E JULIETA, de Charles Gounod

Grande Teatro do Liceu de Barcelona

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 12 anos | Duração: 2h30 | Legendado

Maestro: Josep Pons | Diretor: Stephen Lawless | Figurino: Ashley Martin Davis | Coro e orquestra do Liceu Opera Barcelona

Sinopse: Julieta foi prometida ao conde Páris, mas acaba se apaixonando por Romeu, cuja família está em conflito aberto com a sua. Frei Lourenço promete auxiliar os amantes na expectativa de que a união ajude a reconciliar as duas famílias. Contudo, é o oposto que acontece, com a rivalidade se exacerbando ainda mais. Frei Lourenço sugere uma estratégia, cujo fracasso terminará por levar os dois amantes à morte.

17h [CINEMA] CINE HOLLIÚDY 2 – A CHIBATA SIDERAL

Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia) | Classificação indicativa: 12 anos

Direção: Halder Gomes | Comédia | Brasil | 2019 | 1h41 | Português

Sinopse: Pacatuba, interior do Ceará, 1980. A popularização da TV obriga Francisgleydisson (Edmilson Filho) a fechar seu adorado Cine Holliúdy e ir morar na casa da sogra, ao lado da esposa Maria das Graças (Miriam Freeland) e do filho Francin (Ariclenes Barroso). Após passar por uma experiência alienígena, na qual um amigo foi abduzido, ele tem a ideia de rodar um longa-metragem de ficção científica onde Lampião enfrenta os seres extra-terrestres. Para tanto, consegue o apoio do prefeito Olegário (Roberto Bomtempo) e de sua esposa Justina (Samantha Schmütz), candidata às próximas eleições.

Mostra Perfil de Cinema será com Brad Pitt, em maio, no Cineteatro São Luiz


De 7 a 10 de maio, o Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), coloca em cartaz a “Mostra Perfil de Cinema Brad Pitt”. Ao todo, são seis filmes com entrada gratuita.

O premiado ator e produtor americano, Brad Pitt, recebeu sua primeira indicação ao Prêmio Globo de Ouro com o filme “Lendas da Paixão” (em exibição no dia 9/5, às 16h) de 1994; estreou em Clube da Luta de 1999 (8/5, às 19h). Seus maiores sucessos comerciais foram “Troia” de 2004 (10/5 às 15h) e “Guerra Mundial Z” de 2013 (7/5 às 16h).

Sua segunda nomeação ao Oscar, no caso na categoria de Melhor Ator Principal, foi pelo papel no filme “O Curioso Caso de Benjamin Button” de 2008 (8/5, às 15h50). Em 2009, estrelou “Bastardos Inglórios” (10/5 às 19h) dirigido por Quentin Tarantino. Filme sucesso de bilheteria, na crítica e de prêmios – incluindo oito indicações ao Oscar e dez indicações aos Prêmios Critics’ Choice Movie, vencendo, inclusive.

Programação completa:

DIA 07/05  (TERÇA-FEIRA)

16h [CINEMA] MOSTRA PERFIL DE CINEMA – BRAD PITT | GUERRA MUNDIAL Z

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção: Marc Forster | Ficção Científica, Terror, Drama | EUA | 2013 | 2h03 | Legendado

Sinopse: Uma terrível e misteriosa doença se espalha pelo mundo, transformando as pessoas em uma espécie de zumbis. A velocidade do contágio é impressionante e logo o Governo americano recruta um ex-investigador da ONU (Organização das Nações Unidas) para investigar o que pode estar acontecendo e assim salvar a humanidade, tendo em vista que as previsões são as mais catastróficas possíveis. Gerry Lane (Brad Pitt) tinha optado por dedicar mais tempo a sua esposa Karen (Mireille Enos) e as filhas, mas seu amor a pátria e o desejo de salvar sua família acabam contribuindo para que ele tope a missão. Agora, ele precisa percorrer o caminho inverso da contaminação para tentar entender as causas ou, ao menos, indentificar uma maneira de conter o contágio até que se descubra uma cura antes do  apocalipse. Começa uma verdadeira corrida contra o tempo, que mostra-se cada vez mais curto, na medida que a população de humanos não para de diminuir..

DIA 08/05 (QUARTA-FEIRA)

15h50 [CINEMA] MOSTRA PERFIL DE CINEMA – BRAD PITT | O CURIOSO CASO DE BENJAMIN BUTTON

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção: David Fincher | Drama, Fantasia | EUA | 2009 | 2h35 | Legendado

Sinopse: Nova Orleans, 1918. Benjamin Button (Brad Pitt) nasceu de forma incomum, com a aparência e doenças de uma pessoa em torno dos oitenta anos mesmo sendo um bebê. Ao invés de envelhecer com o passar do tempo, Button rejuvenesce. Quando ainda criança ele conhece Daisy (Cate Blanchett), da mesma idade que ele, por quem se apaixona. É preciso esperar que Daisy cresça, tornando-se uma mulher, e que Benjamin rejuvenesça para que, quando tiverem idades parecidas, possam enfim se envolver.

19h [CINEMA] MOSTRA PERFIL DE CINEMA – BRAD PITT | CLUBE DA LUTA

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 18 anos

Direção: David Fincher | Suspense, Drama | Alemanha, EUA | 1999 | 2h19 | Legendado

Sinopse: Jack (Edward Norton) é um executivo jovem, trabalha como investigador de seguros, mora confortavelmente, mas ele está ficando cada vez mais insatisfeito com sua vida medíocre. Para piorar ele está enfrentando uma terrível crise de insônia, até que encontra uma cura inusitada para o sua falta de sono ao frequentar grupos de auto-ajuda. Nesses encontros ele passa a conviver com pessoas problemáticas como a viciada Marla Singer (Helena Bonham Carter) e a conhecer estranhos como Tyler Durden (Brad Pitt). Misterioso e cheio de ideias, Tyler apresenta para Jack um grupo secreto que se encontra para extravasar suas angústias e tensões através de violentos combates corporais.

DIA 09/05 (QUINTA-FEIRA)

16h [CINEMA] MOSTRA PERFIL DE CINEMA – BRAD PITT | LENDAS DA PAIXÃO

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção: Edward Zwick | Guerra, Romance | EUA | 1995 | 2h13 | Legendado

Sinopse: Três irmãos, três destinos. Alfred (Aidan Quinn) é o mais velho e reservado, o caçula Samuel (Henry Thomas) é o protegido por todos, e o do meio, Tristan (Brad Pitt), aprendeu com os índios a ter um espírito aventureiro. Ao trazer de volta para o rancho do pai (Anthony Hopkins) uma bela jovem (Julia Ormond), noiva de Samuel, os irmãos se encantam por ela e iniciam um conflito de paixões que pode terminar em tragédia para sua família.

DIA 10/05 (SEXTA-FEIRA)

15h [CINEMA] MOSTRA PERFIL DE CINEMA – BRAD PITT | TRÓIA (Versão do Diretor)

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção: Wolfgang Petersen | Épico, Ação, Aventura | Reino Unido, EUA | 2004 | 3h15 | Legendado

Sinopse: Em 1193 A.C., Paris (Orlando Bloom) é um príncipe que provoca uma guerra da Messência contra Tróia, ao afastar Helena (Diane Kruger) de seu marido, Menelaus (Brendan Gleeson). Tem início então uma sangrenta batalha, que dura por mais de uma década. A esperança do Priam (Peter O’Toole), rei de Tróia, em vencer a guerra está nas mãos de Aquiles (Brad Pitt), o maior herói da Grécia, e seu filho Hector (Eric Bana).

19h [CINEMA] MOSTRA PERFIL DE CINEMA – BRAD PITT | BASTARDOS INGLÓRIOS

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 18 anos

Direção: Quentin Tarantino | Guerra, Ação | Alemanha, EUA | 2009 | 2h33 | Legendado

Sinopse: 2ª Guerra Mundial. A França está ocupada pelos nazistas. O tenente Aldo Raine (Brad Pitt) é o encarregado de reunir um pelotão de soldados de origem judaica, com o objetivo de realizar uma missão suicida contra os alemães. O objetivo é matar o maior número possível de nazistas, da forma mais cruel possível. Paralelamente Shosanna Dreyfuss (Mélanie Laurent) assiste a execução de sua família pelas mãos do coronel Hans Landa (Christoph Waltz), o que faz com que fuja para Paris. Lá ela se disfarça como operadora e dona de um cinema local, enquanto planeja um meio de se vingar.

SERVIÇO

Mostra perfil de Cinema Brad Pitt

De 7 a 10 de maio

Entrada GRATUITA (retirada de ingressos inicia uma hora antes de cada sessão)

Cineteatro São Luiz (Rua Major Facundo, 500 – Centro)

Cineteatro São Luiz apresenta “Domingo Clássico”

 

O Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), divulga uma nova programação, o “Domingo Clássico” no dia 28 de abril com apresentação, às 10h30min, da Orquestra Contemporânea Brasileira (OCB), com o Festival Ópera na Tela, às 14h, e, às 17h30, a exibição do documentário sobre dança “Marcia Haydée”. Um domingo todo com atividade, um convite para o dia inteiro no Cineteatro.

 

Orquestra Contemporânea Brasileira (OCB)

No dia 28, às 10h30 quem sobe ao palco é a Orquestra Contemporânea Brasileira (OCB). O evento integra um novo horário de programação do Cineteatro: concertos aos domingos pela manhã. Os ingressos estão à venda por R$20 (inteira) e R$10 (meia). A Orquestra Contemporânea Brasileira (OCB), sediada em Fortaleza, estreou sua Temporada de Concertos no Ceará no último dia 26 de março, no palco principal do Cineteatro São Luiz.

O evento contou com a participação de 35 músicos profissionais, entre instrumentistas de cordas, sopros e percussão, que surpreenderam o público com um repertório que passou pela música barroca do Século XVII até sucessos de Luiz Gonzaga, o “Rei do Baião”.

O segundo concerto oficial da Temporada da OCB no Cineteatro São Luiz contemplará músicas que marcaram o repertório das orquestras de cordas, incluindo obras de Vivaldi, Corelli, Mozart e Bach, além de clássicos da música popular brasileira e internacional. A combinação da chamada música erudita com a música popular é uma das principais características da OCB. A apresentação será dia 28 de abril, às 10h30 min.

 

Festival Ópera na Tela

Também no domingo às 14h tem Festival Ópera na Tela: Carmen de Georges Bizet. Teatro da Ópera de Roma – Termas de Caracalla. A entrada é Gratuita com classificação indicativa de14 anos, duração: 2h40 (Legendado). A apresentação tem como maestro: Ryan McAdams, diretora: Valentina Carrasco, Figurino: Luis Carvalho | Orquestra, Coro e Corpo de Baile do Teatro dell’Opera di Roma.

Documentário “Marcia Haydée

Fechando a programação do dia, às 17h30 será exibido o documentário “Marcia Haydée – Uma Vida Pela Dança” de Daniela Kallman. A classificação indicativa é livre, os valores das entradas são: R$10 (inteira) e R$5 (meia)

Orquestra Contemporânea Brasileira realiza segunda apresentação no Cineteatro São Luiz

 

O segundo encontro do público cearense com a Orquestra Contemporânea Brasileira (OCB) já tem data e local para acontecer: será dia 28 de abril, às 10h30, no Cineteatro São Luiz. O concerto da Temporada da OCB contemplará músicas que marcaram o repertório das orquestras de cordas, incluindo obras de Vivaldi, Corelli, Mozart e Bach, além de clássicos da música popular brasileira e internacional.

A combinação da chamada música erudita com a música popular é uma das principais características da orquestra. Os ingressos são vendidos na bilheteria do cineteatro e custam R$ 20,00 (inteira) / R$ 10,00 (meia) – sem limite de meia entrada. O projeto tem apoio da EDP, por meio do Instituto EDP.

Sediada em Fortaleza, a Orquestra Contemporânea Brasileira estreou sua Temporada de Concertos no Ceará no último dia 26 de março. O evento contou com a participação de 35 músicos profissionais, entre instrumentistas de cordas, sopros e percussão, que surpreenderam o público com um repertório que passou pela música barroca do Século XVII até sucessos de Luiz Gonzaga, o “Rei do Baião”.

Os primeiros passos da Orquestra foram dados em 2016, como fruto de uma ação cultural do Sistema Brasileiro de Bandas e Orquestras (Sinfonia.br), em parceria com a Associação dos Amigos da Arte (AAMARTE). Desde então o grupo tem se apresentado em versão reduzida, através do seu Quarteto de Cordas. A agenda de 2019 prevê uma série de apresentações da formação sinfônica, como também da camerata, que inclui a participação de 14 a 45 músicos, dependendo do repertório.

A Orquestra Contemporânea Brasileira contribui com a ampliação do mercado da música no Estado, como também com a formação de novos profissionais. Foi aberto um edital de seleção de jovens bolsistas, que recebem formação musical na orquestra e realizam ensaios e concertos ao lado dos profissionais que compõem a OCB. O programa de educação musical inclui ainda núcleos de formação de orquestras infantojuvenis no Ceará, a exemplo de Fortaleza, São Gonçalo e Pindoretama. A Orquestra é patrocinada pela Energia de Portugal (EDP), que apoia sobretudo o projeto de São Gonçalo, onde são atendidas cerca de 160 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social no Ceará.

A OCB tem a direção artística do maestro Arley França, que é Doutor em Educação, Mestre e Licenciado em Música, e fundador da Orquestra de Sopros de Pindoretama. O maestro acumula a experiência de criação de mais de 40 bandas e orquestras infantojuvenis no Ceará e a direção de concertos na Alemanha e Noruega. Orientou-se em regência em cursos realizados na Inglaterra, Itália e Estados Unidos e integra o projeto Orquestrando o Brasil, do maestro João Carlos Martins.

 

Sobre EDP e IEDP

Com mais de 20 anos de atuação, a EDP é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico a operar em toda a cadeia de valor. A Companhia, que tem mais de 10 mil colaboradores diretos e terceirizados, atua em Transmissão, Comercialização e Serviços de Energia, e possui 6 unidades de geração hidrelétrica e uma termelétrica. Em Distribuição, atende cerca de 3,4 milhões de clientes em São Paulo e no Espírito Santo. Recentemente, adquiriu participação na CELESC, em Santa Catarina. No Brasil, é referência em áreas como Inovação, Governança e Sustentabilidade, estando há 12 anos consecutivos no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3.

Desde que foi fundado em 2008, o Instituto EDP investiu mais de R$ 100 milhões em projetos socioculturais, que beneficiaram cerca de três milhões de pessoas, em cerca de 400 programas espalhados por todo o País. Somente em 2018, iniciativas apoiadas pela organização favoreceram 80 mil moradores das comunidades do entorno das áreas de atuação da Companhia. O Instituto EDP tem como responsabilidade estruturar os investimentos e as iniciativas sociais da EDP em frentes ligadas à valorização da Língua Portuguesa, à educação, ao desenvolvimento local com geração de renda, ao empreendedorismo e ao voluntariado, por meio do esporte, cultura e saúde.

 

Serviço:

Concerto da Orquestra Contemporânea Brasileira

Local: Cineteatro São Luiz

Data: 28 de abril

Horário: 10h30

Valor do ingresso: R$ 20,00 (inteira) / R$ 10,00 (meia) – sem limite de meia entrada

Realização: Sinfonia BR e AAMARTE

Apoio: Cineteatro São Luiz, IFCE, Holy Cow Criações, Instituto EDP, Ministério da Cidadania

Patrocínio: EDP, por meio do Instituto EDP

Filmes que homenageiam os cinemas de rua do Brasil entram em cartaz nesta semana no Cineteatro São Luiz

 

Com direção de Eudaldo Monção Jr. e exibições em mais de 30 cidades do Brasil e em Tel Aviv (Israel), “Mostra Cinemas do Brasil: Quando a sala de projeção vira personagem” será exibida no cinema que ostenta a condição de único remanescente de uma era de ouro dos cinemas de rua em Fortaleza, o Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), em sete sessões com diferentes títulos e entrada gratuita.

A Mostra integra a política do São Luiz em apoiar e valorizar a produção audiovisual brasileira. Para se ter uma ideia, de janeiro a maio de 2019 o equipamento terá exibido 46 filmes brasileiros de curta, média e longa metragem. Isso, sem falar na faixa de programação “Sons do Ceará”, que consiste na exibição de videoclipes cearenses antes das sessões.
“Cinemas do Brasil” apresenta um panorama de curtas-metragens, em sua maioria documentários, que homenageiam os cinemas de rua do país. Entre as sessões, encontram-se: Cinema no Interior (que exibe os filmes “Cine Rio Branco” de Eudaldo Monção Jr – BA, “Cine Centímetro” de Dannon Lacerda – RJ, “Extintos Cinemas” de William Tenório – PE, “Uma balada para Rocky Lane” de Djalma Galindo – PE e “Memórias do Cine Argus” de Edivaldo Moura – PA), Memorabilia (com os filmes “A Morte do Cinema” de Evandro de Freitas – BA, “Cine Rincão” de Fernando Grostein Andrade – SP, “O Que Se memora” de Caio Dornelas e Ernesto Rodrigues – PE, “Cinemas de Rua de Curitiba” de Roberval Machado – PR e “Cine Paissandu: histórias de uma geração” de Christian Jafas – RJ), O Cinema Vive! (“Cine S. José” de William Tenório – PE, “Cine Vaz Lobo” de Luiz Claudio Lima – RJ, “Cinema, Onde Você Está?” de Edvaldo Santos – PE, “Cinema do Meu bairro, cadê você?” de Renata Lima – RJ e “Cine Brasília” de Boca Migotto – RS), O Novo Cinema de Rua (“Cosmorama – Relatos dos cinemas em Caruaru” de Moema França – PE, “Sessão entre amigos” de Cristhine Lucena – PB, “Cine Éden” de Edson Bastos e Henrique Filho – BA e “Casa sem janela” de Juliette Yu-Ming, Marcelo Engster e Vitor Kruter – RJ), Espectadores (“Entre Andares” de Aline Van der Linden e Marina Moura Maciel – PE, “Cine São Vicente” de Kleber Camelo – PE, “Isso Vale um filme” de Bruna Cabral, Gisele Siqueira, Italo Rodrigues, Suednes Teixeira, Taynah e Wellington Caetano – AL e “Victor vai ao cinema” de Albert Tenório – PE) e o longa “Quando a Sala de Cinema Vira Personagem” de Ricardo Martensen e Felipe Tomazelli.

“Olhos d’água – Da Lanterna Mágica ao Cinematógrapho” de Eduardo Souza não faz parte da mostra, mas ganha exibição única no dia 25, às 19h, e finaliza a programação que homenageia o cinema brasileiro. Após a exibição deste filme haverá debate com a presença do diretor Eduardo Souza e do escritor e pesquisador Ary Leite.

 

O Cinema e o Cineteatro São Luiz
Cerca de 73 cinemas de rua fizeram parte da história de Fortaleza. O primeiro foi inaugurado em 1908, o “Art-Nouveau”. Em 1911, nasceu o Cine Theatro Polytheama, em 1917, o Cine Theatro Majestic Palace, seguidos pelo Cine Moderno e Cine Diogo, em 1921 e 1940, respectivamente. E foi em 26 de março de 1958, que o empresário cearense Luiz Severiano Ribeiro inaugurou, na rua Major Facundo, em frente à Praça do Ferreira, aquele que foi considerado por muitos e pelo próprio Severiano a joia da coroa do seu circuito exibidor, então o maior do Brasil: o Cinema São Luiz.
Sucesso absoluto desde seu momento inaugural, o Cinema São Luiz foi, durante os anos que se seguiram a sua inauguração, a estrela maior da sétima arte no Ceará e espaço simbólico e efetivo de contato com a arte para gerações de cearenses
De todos esses cinemas de rua de Fortaleza, o único que continua a oferecer programação à cidade é o São Luiz. Programação esta que é em sua grande maioria gratuita ou a preços populares. Que recebe estreias cearenses e nacionais, Festivais, Mostras Especiais, 3D, Maratonas, Maratonas de Séries, Mostra Gêneros de Cinema (Terror, Comédia, Drama, Faroeste, etc.) e Clássicos, além de projetos como o Sons do Ceará e o Escola no Cinema.
Programação completa:

DIA 23/04 (TERÇA-FEIRA)

16h [CINEMA] MOSTRA CINEMAS DO BRASIL | SESSÃO 01 – CINEMA NO INTERIOR

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre

Direção: Vários | Documentários | Brasil | 1h25 | Português

19h [CINEMA] MOSTRA CINEMAS DO BRASIL | SESSÃO 02 – MEMORABILIA | SESSÃO 03 – O CINEMA VIVE!

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre

Direção: Vários | Documentários | Brasil | 2h09 | Português

DIA 24/04 (QUARTA-FEIRA)

16h30 [CINEMA] MOSTRA CINEMAS DO BRASIL | SESSÃO 04 – O NOVO CINEMA DE RUA

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre

Direção: Vários | Documentários | Brasil | 1h04 | Português

19h [CINEMA] MOSTRA CINEMAS DO BRASIL | SESSÃO 05 – ESPECTADORES

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre

Direção: Vários | Documentários | Brasil | 1h02 | Português

DIA 25/04 (QUINTA-FEIRA)

16h [CINEMA] MOSTRA CINEMAS DO BRASIL | SESSÃO 06 – QUANDO A SALA DE CINEMA VIRA PERSONAGEM

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre

Direção: Ricardo Martensen e Felipe Tomazelli | Documentário | Brasil | 1h17 | Português

Sinopse: A Mostra Cinemas do Brasil apresenta um panorama de curtas-metragens, em sua maioria documentários, que homenageiam os cinemas de rua do país.

19h [CINEMA] OLHOS D’ÁGUA – DA LANTERNA MÁGICA AO CINEMATÓGRAPHO

Programação seguida de debate com o Diretor Eduardo Souza e Ary leite

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção: Eduardo Souza | Documentário | Brasil | 2015 | 1h13 | Português

Sinopse: O filme busca as origens do pré-cinema brasileiro através dos ambulantes e aventureiros que “fizeram as Américas”, e aqui chegaram por um dos portos mais famosos do mundo à época, fazendo história na agitada e efervescente cidade de Belém do Pará, principal capital da Amazônia. O filme faz um panorama sobre a Belém de meados do século XIX e início do século XX, e seu papel de vanguarda no cenário cultural mundial.

 

Serviço:

Evento: Mostra Cinemas do Brasil

Data: 23, 24 e 25 de abril

Entrada: GRATUITA

Local: Cineteatro São Luiz (Rua Major Facundo, 500 – Centro)

Mostra das Nações estreia no Cineteatro São Luiz

 

O Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), apresenta, no mês de abril, uma nova faixa de sua programação de cinema, a MOSTRA DAS NAÇÕES, que se propõe a exibir, a cada edição, filmes consagrados e representativos da cinematografia dos mais variados países, sempre com entrada gratuita.

“A ideia é proporcionarmos ao público a oportunidade de uma experiência que se estende para além do cinema, qual seja, o contato com obras que expressam, no seu conjunto, a possibilidade de uma leitura estética, política, cultural e social acerca de um determinado país”, explica Duarte Dias, programador e curador do cinema do Cineteatro São Luiz.

Nessa primeira edição da Mostra das Nações o país escolhido é a Rússia, que segue produzindo obras de altíssimo nível, além de ser a herdeira natural de um dos mais importantes legados da sétima arte, que são as produções realizadas ainda na época da extinta União Soviética.

“Essa mostra exibe desde títulos clássicos, como ‘Aleksandr Nevsky’, de Serguey Eisenstein, até obras recentes, como o aclamado ‘O Caminho para Berlim’, de Serguei Popov, uma produção de 2015 premiada em festivais internacionais.”, destaca Duarte Dias. “Também requer uma atenção especial os filmes ‘A Mãe’, de Gleb Panfilov, premiado no Festival de Cannes, e ‘Ascensão’, da extraordinária Larisa Shepitko, ganhador do Urso de Ouro no Festival de Berlim, entre outros”, finaliza Duarte.

A “Mostra das Nações – URSS/Rússia” trás ainda uma das grandes obras do diretor Andrei Tarkovsky, “Stalker”, além do celebrado “O Fascismo de Todos os Dias”, de Mikhail Romm, considerado pela crítica especializada como um dos mais profundos, criativos e impactantes documentários já realizados sobre o fascismo.

Veja a programação completa:

DIA 02/04 (TERÇA-FEIRA)

16h [CINEMA] MOSTRA DAS NAÇÕES – URSS/RÚSSIA | ALEKSANDR NEVSKY
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre
Direção: Serguey Eisenstein | Drama, Guerra | URSS/Rússia | 1938 | 1h48 | Legendado
Sinopse: Na primeira metade do século 13, o príncipe russo Alexandr Nevsky organiza um exército popular que derrota a invasão dos ancestrais das hordas hitleristas, os Cavaleiros Teutônicos. Com trilha musical de Serguey Prokofiev, o filme foi cuidadosamente restaurado em 2015.

19h [CINEMA] MOSTRA DAS NAÇÕES – URSS/RÚSSIA | O CAMINHO PARA BERLIM
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 14 anos
Direção: Serguei Popov | Drama, Guerra | Rússia | 2015 | 1h23 | Legendado
Sinopse: Condenado por covardia à pena de fuzilamento, tenente russo cruza a estepe escoltado por soldado cazaque até o posto de comando, local da execução. Para chegarem ao destino, eles terão que enfrentar juntos o cerco alemão. Com base no romance “Dois na Estepe” de Emmanuil Kazakevich e nos diários de guerra de Konstantin Simonov, o filme foi lançado em 2015 por ocasião das comemorações do 70º. aniversário da vitória do Exército Vermelho sobre o fascismo. Os acontecimentos que ele evoca ocorreram no verão de 1942, na Frente Sul.

DIA 03/04 (QUARTA-FEIRA)

14h30 [CINEMA] MOSTRA DAS NAÇÕES – URSS/RÚSSIA | A MÃE
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre
Direção: Gleb Panfilov | Drama | URSS/Rússia | 1989 | 3h20 | Legendado
Sinopse: Retrato duro, vigoroso e pungente da Rússia pré-revolucionária, focado na transformação de Pelageya Nilovna, de camponesa submissa, escrava dos seus medos e da brutalidade doméstica, em mulher que se engaja na luta dos trabalhadores, ocupando progressivamente o lugar de seu filho Pavel, preso e encarcerado pela polícia política. Realizada por Gleb Panfilov, em 1989, esta é a quarta adaptação cinematográfica do romance homônimo de Maksim Gorki, As outras três são de Vsevolod Pudovkin (1926), Leonid Lukov (1941) e Mark Donskoy (1956). Ganhou o Prêmio Especial do Juri no Festival de Cannes..

19h [CINEMA] MOSTRA DAS NAÇÕES – URSS/RÚSSIA | O FASCISMO DE TODOS OS DIAS
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 14 anos
Direção: Mikhail Romm | Documentário | URSS/Rússia | 1965 | 2h18 | Legendado
Sinopse: Intercalando imagens do presente (1965) e material capturado do arquivo do Ministério de Propaganda do III Reich, da coleção pessoal de Hitler e fotografias apreendidas de soldados alemães da SS, Mikhail Romm, diretor e também narrador do filme, desenvolve uma aguda reflexão sobre a natureza do fascismo, enquanto reconstrói a trajetória de sua ascensão e queda. “O Fascismo de Todos os Dias” é de longe o mais profundo, criativo e impactante documentário realizado sobre o tema.

DIA 04/04 (QUINTA-FEIRA)

16h [CINEMA] MOSTRA DAS NAÇÕES – URSS/RÚSSIA | A ASCENSÃO
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 16 anos
Direção: Larisa Shepitko | Drama| URSS/Rússia | 1977 | 1h49 | Legendado
Sinopse: No rigoroso inverno que assola a URSS durante a 2a. Guerra Mundial, dois partisans deixam seu acampamento a procura de alimentos para o grupo. A jornada é de provações e sofrimento. Capturados pelos nazistas, reagem diferentemente ao mesmo tratamento brutal. Adaptação do romance ‘Sotnikov’, do escritor Vassil Bykov. O filme ganhou o Urso de Ouro, no Festival de Berlim (1977).

18h30 [CINEMA] MOSTRA DAS NAÇÕES – URSS/RÚSSIA | STALKER
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 14 anos
Direção: Andrei Tarkovsky | Drama, Ficção Científica | Rússia | 2015 | 2h43 | Legendado
Sinopse: Em um país não nomeado, a suposta queda de um meteorito criou uma área com propriedades estranhas, onde as leis da física e da geografia não se aplicam, chamada de Zona. Dentro da Zona, segundo reza uma lenda local, existe um quarto onde todos os desejos são realizados. Com medo de uma invasão da população em busca do tal quarto, autoridades vigiam o local e proíbem a entrada de pessoas. Apenas alguns têm a habilidade de entrar e conseguir sobreviver lá dentro, são os “Stalkers”. Um escritor e um cientista querem entrar e contratam um stalker para guiá-los lá dentro. No caminho até o quarto, vão passar por rotas misteriosas e muitas vezes, mutáveis.

Orquestra Contemporânea Brasileira faz apresentação gratuita no Cineteatro São Luiz, em Fortaleza

 

 

A EDP, empresa que atua em todos os segmentos do setor elétrico, por meio do Instituto EDP, tem a honra de anunciar a primeira apresentação profissional do projeto Orquestra Contemporânea Brasileira, da Associação dos Amigos da Arte (AAMARTE), apoiada pela empresa. O evento ocorrerá em 26 de março, às 19 horas, no cineteatro São Luiz, em Fortaleza. A apresentação gratuita faz parte da programação que comemora os 61 anos do equipamento cultural.

Formada por músicos profissionais, a Orquestra se apresenta com formação sinfônica, constituída por 43 artistas que tocam instrumentos de corda, sopro e percussão. No evento inaugural serão interpretadas obras de compositores como Bach, Mozart, Vivaldi e dos brasileiros Guerra-Peixe, Luiz Gonzaga e Chiquinha Gonzaga. O repertório passará por estilos que vão do Barroco à música popular brasileira.

É o primeiro ano de apoio da EDP ao projeto, que atende cerca de 160 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social no Ceará. “A transformação social se fortalece quando a cultura é fomentada e ampliada por meio de parcerias construtivas como esta. Estamos muito felizes em fazer parte desta conquista da primeira apresentação da orquestra profissional”, diz Paulo Ramicelli, assessor de diretoria do Instituto EDP.

Além de contribuir com a ampliação do mercado da música no Estado, a iniciativa assumiu um importante compromisso com a formação de novos instrumentistas. Jovens bolsistas serão selecionados para se apresentarem junto aos músicos profissionais e participarão de aulas e “masterclasses” com professores do Brasil e do exterior. Com o apoio da EDP, a AAMARTE também está criando um novo núcleo de formação musical, em São Gonçalo do Amarante, onde jovens terão aulas de música e posteriormente poderão se apresentar junto ao Grupo em apresentações profissionais.

A direção artística da OCB é do maestro Arley França, que é Doutor em Educação, Mestre e Licenciado em Música, e fundador da Orquestra de Sopros de Pindoretama, acumula a experiência de criação de mais de 40 bandas e orquestras infantojuvenis no Ceará e a direção de concertos na Alemanha e Noruega.

 

Cineteatro São Luiz

Sala com maior média de espectadores por sessão de cinema no Brasil, o Cineteatro São Luiz, em seu primeiro ciclo de gestão desde sua reabertura pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (maio de 2015 a dezembro de 2018) recebeu 602.437 espectadores em 2.667 atividades, chegando a média diária de 450 espectadores.

Sendo capaz de abrigar, em alta performance, diversas linguagens artísticas em seus “seis palcos”, o equipamento rebatizado de Cineteatro chega em março de 2019 aos 61 anos em plena atividade. Para comemorar a data, 36 filmes serão exibidos em 42 sessões de cinema gratuitas, além de espetáculos musicais, teatrais, de dança, musical e a estreia da Orquestra Contemporânea Brasileira.
Serviço:

Concerto inaugural da Orquestra Contemporânea Brasileira

Local: Cineteatro São Luiz

Data: 26 de março

Horário: 19 horas

Gratuito

 

Sobre EDP e IEDP

Com mais de 20 anos de atuação, a EDP é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico a operar em toda a cadeia de valor. A Companhia, que tem mais de 10 mil colaboradores diretos e terceirizados, atua em Transmissão, Comercialização e Serviços de Energia, e possui 6 unidades de geração hidrelétrica e uma termelétrica. Em Distribuição, atende cerca de 3,4 milhões de clientes em São Paulo e no Espírito Santo. Recentemente, adquiriu participação na CELESC, em Santa Catarina. No Brasil, é referência em áreas como Inovação, Governança e Sustentabilidade, estando há 12 anos consecutivos no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3.

Desde que foi fundado em 2008, o Instituto EDP investiu mais de R$ 100 milhões em projetos socioculturais, que beneficiaram cerca de três milhões de pessoas, em cerca de 400 programas espalhados por todo o País. Somente em 2018, iniciativas apoiadas pela organização favoreceram 80 mil moradores das comunidades do entorno das áreas de atuação da Companhia. O Instituto EDP tem como responsabilidade estruturar os investimentos e as iniciativas sociais da EDP em frentes ligadas à valorização da Língua Portuguesa, à educação, ao desenvolvimento local com geração de renda, ao empreendedorismo e ao voluntariado, por meio do esporte, cultura e saúde.