Browsing Tag

Ação Social

Fortaleza Esporte Clube apoia Associação Peter Pan na campanha de vaquinha virtual 

Unindo solidariedade e amor ao futebol, a Associação Peter Pan conta com o apoio do time Fortaleza Esporte Clube na campanha da vaquinha virtual Transportando Esperança. Com o objetivo de trocar o caminhão que coleta as doações, a instituição está realizando essa inciativa desde maio deste ano e no mês de julho a campanha entra em sua reta final. A meta da vaquinha é alcançar o valor de R$ 150.000,00 e, para ajudar a APP a atingir este resultado, o Leão está incentivando seus torcedores, por meio das redes sociais do clube, a marcar um gol de solidariedade fora dos campos.

Os interessados em participar da vaquinha virtual podem doar a partir de R$ 25,00, por meio de cartão de crédito, boleto, pix e paypal, no site https://www.vakinha.com.br/vaquinha/transportando-esperanca e aqueles que doarem a partir de R$ 1.000,00 terão seus nomes gravados na lateral do novo caminhão, como forma de homenagem pelo gesto solidário.

A Superintendente da Associação Peter Pan, Michele Holanda, explica a importância dessa parceria. “Nós sabemos que a força do futebol em nosso país é muito grande e esta não é a primeira vez que unimos esporte e solidariedade. O Fortaleza é um grande parceiro da APP em outras campanhas, contribuindo com as ações, realizando sonhos de pacientes e muito mais. Trazer essa torcida solidária para uma causa tão importante como a luta contra o câncer infantojuvenil é algo que vai fazer a diferença na campanha e milhares de crianças e adolescentes serão beneficiados com essa ajuda”.

O caminhão 

O veículo atual, um modelo Hyundai HR HDB, ano 2014, já rodou mais de 84.000 km e vem apresentando problemas dos mais diversos, como buracos no piso do baú onde são levadas as doações, desgaste na instalação elétrica, peças enferrujadas, além de falhas na embreagem. Mediante as dificuldades encontradas a Gerente de Captação de Recursos da APP, Admara Pinheiro, explica a urgência da aquisição de um novo transporte. “Todos os dias colocamos o caminhão para rodar por Fortaleza e Região Metropolitana, recolhendo doações. Mas, infelizmente, o nosso carro vem apresentando muitos problemas e, nos últimos meses, não estamos conseguindo recolher as doações com a celeridade necessária porque o veículo está constantemente no conserto. Este é o motivo da realização da vaquinha virtual. Precisamos do apoio de toda sociedade para continuar atendendo aos muitos apoiadores que ajudam a Associação Peter Pan e que não podem vir pessoalmente entregar sua doação em nossa sede”.

Associação Peter Pan será beneficiada na 3ª edição do projeto 1.000 Km Pela Vida 

 

Nesta sexta-feira (02) o projeto 1.000 Km Pela Vida irá correr novamente em prol das crianças da Associação Peter Pan na edição Sertão. Criado pelo triatleta e ex-jogador profissional de futebol, Igor Chacon, em parceria com os atletas Mauricio Leão, Dicson Falcão e Leandro Gadelha, a iniciativa tem como objetivo ajudar ONGs de Fortaleza por meio da doação de alimentos, produtos e serviços. O percurso irá partir da capital cearense nesta sexta, às 17h, na loja Ceará Motor (Av. Pontes Vieira, 855 – Aldeota), passando por cidades como São Gonçalo, Sobral, Novo Oriente, Canindé, Caridade e retornando para Fortaleza no dia 4 de Julho.

O percurso será feito por meio de um revezamento entre os atletas, onde cada um, individualmente, irá percorrer um trecho do trajeto, correndo ou pedalando. A cada Km alcançado serão realizadas doações às 4 instituições beneficiadas. Pessoas físicas e jurídicas podem ajudar o projeto doando alimentos, produtos ou serviços. Os interessados em contribuir podem entrar em contato no telefone (85) 9 9966-8300.

Idealizadores do projeto 

Igor Chacon teve uma jornada de vida intensa, com muitos sonhos, desafios, superações e realizações. Passou por alguns problemas pessoais e, com a fé e o esporte, buscou pelos hábitos saudáveis e realizou os sonhos de criança: tornar-se um jogador de futebol profissional e um triatleta. No projeto 1.000 Km Pela Vida o atleta fará parte do percurso no modal da corrida e a outra parte no ciclismo.

Maurício Leão é ciclista profissional, professor de Educação Física na Maurício Leão Assessoria e percorrerá seus quilômetros de bicicleta.

Dicson Falcão é corredor amador e profissional de Educação Física na KM Assessoria Esportiva. Na corrida, fará seu percurso a pé.

Leandro Gadelha é corredor amador e profissional de Educação Física na Santiago Ascenço Assessoria Esportiva. O atleta irá encerrar a corrida a pé.

Associação Peter Pan 

Concorrendo com 756 instituições de todo o país, a APP foi eleita a Melhor ONG do Brasil em 2019 e está entre as 100 Melhores ONGs de 2020. A instituição assiste crianças e adolescentes com câncer em todo estado do Ceará e regiões do Norte e Nordeste. Com 25 anos de história, se tornou destaque pelo trabalho que realiza com o Diagnóstico Precoce e ações que viabilizam o Tratamento Humanizado, desenvolvido por meio dos 16 programas sociais existentes. Somente em 2020 foram mais de 50 mil assistências sociais.

Serviço: 

Evento: 1.000 Km Pela Vida – edição Sertão

Largada: 02/07/2020

Chegada: 04/07/2020

Local da largada: loja Ceará Motor (Av. Pontes Vieira, 855 – Aldeota)

Horário de largada: 17h

Percurso: Fortaleza – Canindé – Fortaleza

 

Inec realiza distribuição de 20.850 litros de bebidas doados pela Coca-Cola para Campanha Brasil Sem Fome

 

Dando continuidade às ações do Brasil Sem Fome, o Instituto Nordeste Cidadania (Inec), principal articulador da campanha nos estados de Alagoas, Ceará, Espírito Santo, Minas Gerais, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe, realiza, neste sábado (19), a entrega de 20.850 litros de bebidas (sucos e água) doados pela Coca-Cola, para 11 instituições sociais de Fortaleza, Maracanaú e Caucaia. Dentre elas, estão: o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Maracanaú, o Centro de Promoção Cultural e Vivência Ecológica de Caucaia e a Associação Intercomunitária São Sebastião, o Projeto Comunitário Sorriso da Criança, Projeto Ceará Vida Solidária, Centro de Defesa da Criança e do Adolescente do Ceará, Movimento de Saúde Mental Comunitária do Bom Jardim e outras. A ação acontece como forma de amenizar os impactos da pandemia sobre a população mais atingida, que além dos riscos inerentes à crise sanitária, também sofre com a insegurança alimentar.

A Coca-Cola é uma das empresas parceiras do Brasil Sem Fome desde o seu lançamento, em fevereiro, e tem contribuído de forma constante com a doação de itens para compor as cestas básicas que são distribuídas pelo Inec para as famílias e instituições de acolhimento a pessoas em situação de vulnerabilidade social. Só entre maio e abril, a marca doou cerca de 159.060 litros de água e sucos para a campanha.

Por sua vez, o Brasil Sem Fome é uma ação ininterrupta e de alcance nacional promovida pela ONG Ação da Cidadania para combater a extrema pobreza e a insegurança alimentar no País. Junto à rede de parceiros e articuladores, como o Inec, tem ajudado o Brasil a enfrentar os problemas sociais e econômicos agravados pela pandemia.

Em âmbito nacional, a ação conta com a parceria de duas agências da ONU, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e o Programa Mundial de Alimentos (PMA). Organizações e empresas como Ifood, AME, Mastercard, Lojas Americanas, Camil, Rede de Shoppings Ancar Ivanhoe, Fiocruz e CBF também participarão nacionalmente de toda a Campanha. No Ceará a iniciativa conta, ainda, com a parceria da Ticket, Camed Corretora, Defesa Civil do Ceará, Super Lagoa, Movimento ODS Ceará e Conselhos de Segurança Alimentar e Nutricional (Conseas) do Ceará e de Fortaleza.

Como doar

No site www.inec.org.br ou no site https://www.brasilsemfome.org.br/, empresas e pessoas interessadas em ajudar a ação, podem efetuar doações em dinheiro. Todo o valor é revertido na compra de cestas básicas que serão entregues a famílias em situação de vulnerabilidade social em todo o Brasil que foram mapeadas e cadastradas pela Campanha. Doações de alimentos não perecíveis também são bem-vindas. No Ceará, elas podem ser entregues, na Sede do Inec, localizada na Av. Dr. Silas Munguba, 3500, bairro Itaperi. No restante do Brasil, além do Comitê Nacional da Campanha, vários comitês regionais estão espalhados pelos estados e podem ser acionados para receber os alimentícios. Para ver a lista dos postos de coleta, basta acessar o link https://www.brasilsemfome.org.br/postos-de-coleta/ e combinar a entrega com o comitê mais próximo.

Mais dados sobre a extrema pobreza no Brasil

 

O problema da extrema pobreza e da insegurança alimentar têm alcançado números cada vez mais alarmantes. Segundo projeções da Fundação Getúlio Vargas (FGV), baseadas em dados das Pesquisas Nacionais por Amostra de Domicílios (Pnads) Contínua e Covid-19, em fevereiro deste ano, o País chegou a 27,2 milhões de pessoas – 12,8% dos brasileiros – vivendo com menos de R$ 246 ao mês, ou somente R$ 8,20 ao dia. Esse número é 11% superior ao constatado em 2019, período antes da pandemia. Diante desse cenário, o objetivo da Campanha é fazer doações de cestas básicas para todo o país de forma ininterrupta.

A situação da miséria no País também é reflexo do aumento do desemprego que bateu recorde em 2020, em pelo menos 20 dos 27 estados brasileiros, de acordo com levantamento divulgado no dia 10 de março, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa média anual de desocupação do país em 2020 foi de 13,5%, a maior de toda a série histórica da Pnad. Outro fator que impactou a elevação da taxa de pobreza extrema no Brasil em 2021 foi o fim do auxílio emergencial pago pelo governo durante o ano passado.

Em 2019, 10,97% da população recebia menos de R$ 246 por mês. Com o pagamento do auxílio, esse número caiu para 4,52%. Com o fim do benefício em dezembro de 2020, o índice ficou ainda maior, chegando aos 12,83% em fevereiro de 2021. A situação esbarra ainda no aumento dos preços dos alimentos. Nesse contexto, o fantasma da fome continua a assombrar o Brasil com cada vez mais força.

Dados do IBGE divulgados em setembro do ano passado indicavam que 10,3 milhões de brasileiros conviviam com a insegurança alimentar grave, ou seja, não tinham condições de se alimentar de forma adequada. Isso representa o aumento de 42% no índice de fome grave no País, passando de sete milhões para 10 milhões em cinco anos. Com o colapso da saúde, o desemprego, a alta do valor dos produtos e o fim do auxílio emergencial, teme-se que em 2021 a situação esteja muito pior.

Dessa forma, cada vez mais pessoas dependem da solidariedade das outras para sobreviver. No ano passado, o Inec arrecadou cerca de 442 toneladas de alimentos para o Natal Sem Fome só no Nordeste. Mais de 43 mil famílias e 46 instituições de acolhimento a pessoas em situação de vulnerabilidade social foram ajudadas. Em 2021, de mãos dadas com a Ação da Cidadania mais uma vez, o Instituto mobilizará todos os esforços necessários para a articulação do Brasil Sem Fome, durante todo o ano, de modo a atingirem a meta das doações e minimizar o sofrimento dos que convivem com a fome diária no Brasil.

Além das campanhas em parceria com a Ação da Cidadania e da realização de outros projetos voltados para o desenvolvimento sustentável, o Inec já promove ações de arrecadação e distribuição de gêneros alimentícios durante o ano todo. Desde o início da pandemia, esse trabalho foi reforçado com a mobilização dos mais de sete mil colaboradores do Inec e a ajuda de parceiros. De abril a setembro, foram entregues pela Campanha Ação contra o Coronavírus 53.319 cestas básicas (649 toneladas de alimentos), 50.999 kits de higiene e 17.286 máscaras de proteção facial em toda a região Nordeste e nortes de Minas Gerais e do Espírito Santo.

Sobre a Ação da Cidadania

A Ação da Cidadania foi fundada em 1993 pelo sociólogo Herbert de Souza, conhecido como Betinho, com o intuito de combater a fome e a desigualdade socioeconômica em nosso país e ajudar os mais de 32 milhões de brasileiros vivendo abaixo da linha da pobreza naquele ano. Desde sua criação, a ONG deu início a uma série de iniciativas, sendo o Natal Sem Fome a mais célebre delas. Após dez anos sem ser realizada, a campanha voltou em 2017 e, em 2020, ganhou força total para ajudar dezenas de milhões de brasileiros que vivem abaixo da linha da pobreza, segundo dados do Cadastro Único do Governo Federal.

 

Sobre o Inec

Fundado em 1993, o Instituto Nordeste Cidadania (Inec) é uma Organização da Sociedade Civil (OSC) que tem como foco principal o desenvolvimento sustentável de comunidades na região Nordeste do Brasil. Atua por meio de programas de microfinanças e socioambientais nas áreas cultural, de tecnologia e desenvolvimento comunitário, atendendo crianças, jovens e adultos. É parceiro do Banco do Nordeste na operacionalização dos programas Crediamigo e Agroamigo. É a maior operadora de microcrédito da América Latina. Saiba mais em www.inec.org.br.

Casa Bauducco arrecada R$27 mil para programa de acolhimento de crianças por famílias voluntárias

 

 

A parceria entre a Casa Bauducco, o Instituto Fazendo História (IFH) e a Editora Mol na campanha do Dia de Doar 2020 arrecadou mais de R$27 mil para ajudar a manter crianças e adolescentes que vivem em situação de vulnerabilidade social, assistidas pelo instituto.

O repasse do primeiro cheque, no valor de R$23.892,53, foi realizado num pequeno evento no prédio administrativo da Casa Bauducco, em Guarulhos, e, até o final de junho, a companhia deve entregar mais R$3.330 à ONG. O valor vai beneficiar integrantes do Programa Famílias Acolhedoras, serviço de acolhimento familiar executado pelo IFH que garante o direito à convivência familiar e comunitária a crianças e adolescentes que estão com o vínculo familiar rompido, provisória ou definitivamente.

“Como uma empresa que respira família no dia a dia, mantemos um olhar cuidadoso para a consolidação de laços afetivos no desenvolvimento humano, especialmente na primeira infância e adolescência. Com isso, queremos ajudar crianças e jovens separados de suas famílias a construir suas histórias de vidas, interrompendo o ciclo de abandono, ruptura e violência”, explica Fernanda Bordini, gerente da Casa Bauducco.

A parceria entre Casa Bauducco e IFH surgiu em 2018 e, em 2020, contou com o apoio da Editora Mol no desenvolvimento e gestão do projeto e com a criação de cartões presenteáveis com mensagens positivas, vendidos nas lojas da CB por R$4,90, cada. Todo valor arrecadado com as vendas de cartões é convertido em doação direta ao Instituto Fazendo História.

Saiba mais em: https://www.fazendohistoria.org.br e https://www.fazendohistoria.org.br/familias-acolhedoras.

Sobre a Bauducco

Uma das empresas alimentícias mais tradicionais do Brasil, a Bauducco foi fundada em 1952 e é hoje líder em diversas categorias, como torradas, wafers e cookies. Além disso, é a maior produtora de panettones do mundo. Moderna e industrializada, possui seis unidades fabris e sete centros de distribuição, atendendo a mais de 180 mil pontos de vendas no Brasil e exportando seus produtos para mais de 50 países. Mais informações: www.bauducco.com.br | SAC: 0800 701 1599

Shoppings RioMar em Fortaleza se unem a entidades e lançam campanha de combate ao trabalho infantil

 

O trabalho infantil é um dos mais cruéis problemas sociais. Com a pandemia, a situação se tornou ainda mais grave nas grandes cidades. Para alertar a população, o Grupo JCPM, por meio do Instituto JCPM de Compromisso Social e dos shoppings RioMar Fortaleza e RioMar Kennedy, se uniu a entidades da rede de proteção à criança e adolescentes para lançar uma campanha de sensibilização visando o combate ao trabalho infantil. Com a frase “Respeite o futuro de uma criança”, a iniciativa visa buscar apoio da sociedade em não estimular a permanência delas em atividades com algum tipo de remuneração, seja comercializando pequenos itens ou mesmo praticando a mendicância. As peças vão ocupar todo o mall dos shoppings a partir desta segunda-feira, dia 14 de junho.

São parceiros na iniciativa junto com o Instituto JCPM e os shoppings RioMar em Fortaleza: a Superintendência de Inspeção do Trabalho – SIT (Ligado à Superintendência Regional do Trabalho); o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente – COMDICA; o Instituto da Infância – IFAN; a Fundação da Criança e da Família Cidadã – FUNCI; O Pequeno Nazareno – OPN e a Terre des Hommes Brasil.

“No mês de junho é lembrado nacionalmente o combate ao trabalho infantil. Estamos realizando neste momento em quatro Estados (Bahia, Sergipe, Ceará, além de Pernambuco) parcerias com entidades da rede de proteção à criança e ao adolescente para trabalhar a temática. Em Fortaleza, O RioMar está colocando o assunto de forma leve e, ao mesmo tempo, firme sobre os efeitos danosos no futuro de cada criança ao permanecer trabalhando nas ruas”, destaca a diretora de Desenvolvimento Social do Grupo JCPM, Lucia Pontes.

Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil

O dia 12 de junho foi instituído em 2002 pela Organização Mundial do Trabalho (OIT) como o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil a fim de reforçar a conscientização das famílias, sociedade, governos e empresários sobre a importância de se erradicar essa prática. “É super importante que nós tenhamos a realização de várias campanhas de combate ao trabalho infantil, considerada uma das piores formas de trabalhos. E as crianças e adolescentes precisam estar desenvolvendo atividades na área do conhecimento, realizando atividades emocionais e exercendo o direito de brincar, acima de tudo, pois é uma fase essencial na vida das pessoas, não é o momento para se estar trabalhando. Sabemos que em Fortaleza existem vários casos de trabalho infantil e que o poder público, o terceiro setor e o setor privado precisam trabalhar de mãos dadas. Então, nesse momento, a campanha do Grupo JCPM é super importante para exatamente dar visibilidade, para falar com a sociedade que lugar de criança é na escola e é também desenvolvendo atividades lúdicas e tendo o direito ao brincar.”, enfatiza Iraguassu Filho, presidente da Funci.

Sobre a Campanha

A concepção da campanha foi feita pela equipe de marketing do RioMar Recife a partir de diretrizes do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e adotada em todos Estados onde o Grupo JCPM tem atuação. As peças buscaram, a partir de frases e ilustrações, fazer a sociedade refletir sobre o tema. Entre os alertas estão: Respeite o futuro de uma criança. Diga sim a mais crianças e adolescente nas escolas; Diga sim a mais crianças com direto a acolhimento de um lar; Diga sim para mais crianças com acesso à cultura e lazer. Um vídeo de posicionamento também será veiculado nos canais oficiais dos empreendimentos, além de TV aberta e fechada, ao longo da campanha.

“Os shoppings RioMar em Fortaleza sempre procuram dialogar com essa temática no dia a dia, seja com lojistas, clientes, colaboradores e os órgãos competentes. Acreditamos que a situação do trabalho infantil é uma questão social que merece atenção e cuidado, por isso acreditamos que essa Campanha é também uma forma de convidar a sociedade para refletir sobre esse assunto tão importante”, Ressalta Gian Franco, Superintendente RioMar Fortaleza.

Influenciador Víctor Costa apoia projeto de doação de refeições solidárias

Em tempos de pandemia do novo coronavírus, incentivar a ajuda e doação de recursos a quem mais precisa é essencial. O influenciador digital Víctor Costa apoia o projeto Macarrão Amigo Fortaleza, ação sem fins lucrativos que distribui gratuitamente, a cada semana, refeições a instituições de caridade e pessoas em situação de rua, provendo comida em um período sanitário tão grave.

“Já são 62 distribuições realizadas até o momento, e me sinto engrandecido por dedicar parte do meu tempo a uma ação tão humana e necessária. Incentivo a todos a contribuírem com o projeto, seja financeiramente, seja com ajuda na linha de montagem das refeições. O amor ao próximo é exercitado em situações como essa”, afirma Víctor.

Criado em maio de 2020, projeto Macarrão Amigo Fortaleza conta com a ajuda de dezenas de voluntários que preparam, montam e distribuem refeições solidárias. É possível doar para a iniciativa entrando em contato pelo perfil de Instagram do projeto, @macarraoamigofortaleza.

Por meio do movimento #VaiDarCerto, Unimed Fortaleza doa 796 cestas básicas para instituições filantrópicas

A Unimed Fortaleza, por meio da campanha #VaiDarCerto, realiza nos meses de maio e junho a doação de cestas básicas, que serão destinadas para as instituições Edisca, por meio do projeto Passos do Bem, e para a Associação Maria Mãe da Vida. A primeira entrega de alimentos da campanha solidária aconteceu no último dia 27 de maio, com a doação de 594 cestas básicas. Neste mês de junho, serão entregues ainda mais 202, totalizando 796 cestas doadas ao longo da campanha. A iniciativa é promovida com o apoio da área de Responsabilidade Socioambiental (RSA) da Cooperativa.

“Desde o ano passado, a EDISCA criou o projeto Passos do Bem para garantir a assistência às famílias que estão em situação de vulnerabilidade social e ter a Unimed Fortaleza como parceira é muito bom, porque está ligada à nossa missão de alcançar mais crianças, famílias e instituições e assegurar a estabilidade alimentar”, comenta Madeline Abreu, Psicóloga da Edisca.

Para a articulação da iniciativa solidária, o movimento #VaiDarCerto se uniu à marca T-shit in Box para a criação de uma camiseta especial com o bordão da campanha, onde parte do valor das vendas foi destinado para a compra dos alimentos doados pelo projeto.

“Um parceiro que faz uma doação às vezes pode achar que não faz diferença, mas ajuda muito. E todas as pessoas que são contempladas se sentem acolhidas porque foram lembradas, por isso essas doações são importantes”, agradece Irmã Rúbia, Coordenadora da  Associação Maria Mãe da Vida em Fortaleza.

Movimento #vaidarcerto

Desde o início da pandemia da Covid-19 no ano passado, o presidente da Unimed Fortaleza, Dr. Elias Leite, tem publicado na sua conta do Instagram (@eliasbezerraleite) e divulgado pelo WhatsApp vídeos relatando a situação dos atendimentos nos hospitais da rede. Nas gravações, o gestor sempre busca transmitir para a população uma mensagem de esperança dizendo que esse momento vai passar e que “vai dar certo!”. O bordão, citado pelo Dr. Elias, começou a ser utilizado por diversos estabelecimentos e marcas, em apoio ao presidente da Cooperativa, enaltecendo todo o trabalho realizado pela Unimed Fortaleza e pelos profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate à pandemia, além de propagar uma mensagem de otimismo neste período tão difícil.

A corrente de otimismo viralizou nos mundos on e offline e inúmeras empresas e membros da sociedade civil cearense vêm aderindo à campanha utilizando a hashtag #vaidarcerto. Alguns estabelecimentos estão estampando em suas fachadas a mensagem e outras empresas vêm propagando essa onda de otimismo nas suas redes sociais.

Sobre a Associação Maria Mãe da Vida (AMMV)

A Associação Maria Mãe da Vida, fundada de maneira informal em 1990 e reconhecida juridicamente em 1993, conta com a ajuda de voluntários para ampliar suas atividades e possui hoje ações presentes na capital e no interior do Ceará.

A instituição assiste muitos jovens, principalmente grávidas e jovens em situação de vulnerabilidade social, com exames de pré-natal, atendimento psicológico, pediátrico e odontológico, além de oferecer cursos de iniciação profissional nas cidades de Fortaleza, Quixadá e Juazeiro do Norte.

Sobre a Edisca

A Edisca – Escola de Desenvolvimento e Integração Social para Criança e Adolescente é uma organização não governamental sem fins lucrativos que desde 1991 vem promovendo o desenvolvimento humano de crianças, adolescentes e jovens que se encontram em circunstância de vulnerabilidade social, através de uma educação interdimensional com centralidade na Arte para formar cidadãos sensíveis, criativos e éticos.

Em 2020, a Edisca lançou a Campanha Passos do Bem para ajudar os mais vulneráveis socialmente, entre eles as famílias cujos filhos são alunos da companhia, que estavam enfrentando dificuldades em razão da pandemia da Covid-19. No ano passado, foram arrecadados e entregues donativos para essas famílias e, em março deste ano, a instituição relançou a campanha para nova arrecadação de donativos.

Faculdade CDL cria movimento solidário de combate à fome

 

A insegurança alimentar é um problema histórico no Brasil. A crise econômica e sanitária causada pela covid-19 agravou a situação e a fome voltou a assolar os lares da população brasileira. Acreditando que a luta contra a fome é um desafio de todos, a Faculdade CDL junto aos seus professores desenvolveram o movimento solidário “Educar também é alimentar”. A ação consiste na realização de palestras em troca de cestas básicas, que serão entregues a comunidades carentes de diversos pontos da capital.

Segundo a supervisora da ação, Manuela Furtado, mais da metade da população está vivendo na insegurança alimentar trazendo ainda como consequências problemas sociais graves e essa ação vem para ajudar a quem precisa comer, através da fome pelo saber. “É uma ação que queremos realizar durante o restante do período de 2021. Serão momentos ricos de aprendizagem e a estimativa é de que a cada 20 participantes em uma palestra deverá ocorrer a doação de 10 cestas básicas”, conclui.

As palestras acontecerão de forma virtual com temas atuais envolvendo os segmentos de marketing, gestão, finanças, logística e recursos humanos. Os participantes receberão certificado de participação.

Para as empresas que desejarem fazer parte dessa ação do bem, o agendamento de palestras pode ser feito através dos canais de comunicação da instituição de ensino: (85) 3771-0750/ 0775.

SERVIÇO

Faculdade CDL – Movimento solidário “Educar também é alimentar”

Site: www.faculdadecdl.edu.br/sem-categoria/movimento-solidario/ | Redes Sociais: @ faculdadecdl | Informações: (85) 3771.0750 | (85) 9.8957.8261

8ª Edição do “Café do Ben” aborda educação profissional e pessoal para jovens em situação de vulnerabilidade social

 

A Benévolo Café e Gelado e a SIB Game promovem, na próxima segunda-feira (17), às 19h, a 8ª edição do “Café do Ben”. A transmissão ocorrerá por meio virtual, através do perfil da Benévolo no Instagram, com bate-papo com Mauro Oliveira, presidente do IFCE e idealizador do projeto Pirambu Digital e Dora Andrade, fundadora da Escola de Desenvolvimento e Integração Social para Criança e Adolescente (Edisca).

A mediação terá à frente o assessor de comunicação da Benévolo e CEO da Cenários Comunicação, Lucílio Lessa e a fundadora da SIB Game e idealizadora do Café do Ben, Larissa Gurjão.

Em foco, conversa sobre educação profissional e pessoal para os jovens do IFCE na transformação digital inteligente da sociedade e a importância na conexão com a Edisca, que há 30 anos traz um grande significado à vida de inúmeras crianças e adolescentes por meio da dança.

“O Café do Ben sempre me inspirou muito para fundar a  SIB Game para que as pessoas se inspirem a fazer o bem. Tínhamos dado um tempo no projeto por causa da pandemia, mas resolvemos retomar ainda neste momento, até porque o momento é muito propício. Queremos debater e saber o que as pessoas estão fazendo para se reinventar e resolver os problemas que estão ocorrendo na sociedade neste momento”, explicou Larissa Gurjão.

A SIB Game surgiu em 2019 com a proposta de educar todo o ecossistema da sustentabilidade (Empresas, Governos, Startups, Governos, Investidores, ONGs, Comunidade, Universidades e Escolas) com o objetivo em comum de criar soluções inovadoras para solucionar os problemas socioambientais do mundo.

“O Café do Ben nasceu de um dos pilares da Benévolo, que é estimular as pessoas que porventura vierem visitar a casa, não só os clientes de consumo, mas os visitantes de modo em geral. Queríamos que eles fossem impactados de forma positiva, que se motivasse a seguir o seu sonho, colocar uma ideia adormecida pra nascer e ao mesmo tempo que ele visse o mundo de uma forma na qual entendesse o que poderia fazer para contribuir com o mundo e com a sociedade de modo em geral”, destaca Jefferson Deywis.

CAFÉ DO BEN

Uma vez por mês o “Café do Ben” traz organizações, ações e projetos do bem que estão sendo realizados no Ceará e agora no formato virtual, no mundo. O evento é voltado para pessoas interessadas em negócios e sustentabilidade e empresas que tenham interesse em desenvolver ideias de impacto positivo no mundo

Instituto Povo do Mar reforça a importância da campanha Imposto do Bem

Várias Organizações da Sociedade Civil (OSCs) em todo o país sobrevivem apenas por meio de doações. Mas você sabia que existe um recurso que pode ajudar a manter projetos como o do Instituto Povo do Mar, sem que haja um custo a mais para as empresas ou pessoas que pagam Imposto de Renda?

Sabendo disso, o grupo LIDE CEARÁ lançou a campanha Imposto do Bem, para incentivar que o empresariado local reverta 100% do valor que iria para o Fisco, em benefício de OSCs.

Dado Montenegro, presidente do Instituto Povo do Mar, que atende a mais de 500 crianças e adolescentes do Grande Vicente Pinzón, ressalta que os recursos recebidos podem transformar centenas de vidas e que a colaboração das empresas é fundamental. “Sabemos que a maioria das empresas já destina parte desse recurso, mas ainda não é 100%. A intenção é que os empresários façam uma consulta ao seu contador para que a destinação seja a maior possível. Lembrando que não é doação, é a destinação de um imposto que iria para o Fisco”, ressalta.

A presidente do LIDE CEARÁ, Emília Buarque, lembra que é importante as empresas cearenses destinarem o imposto a iniciativas do próprio Estado. “Muitas vezes, as empresas realizam a destinação para projetos de São Paulo, do Rio de Janeiro. É importante que o imposto gerado pelas empresas do Ceará fique aqui. Para termos uma melhor distribuição dos recursos”, disse ela em recente live que abordou o assunto.

 

Para entender melhor

Hoje empresas e pessoas físicas que pagam Imposto de Renda podem doar até 8% do valor cobrado pelo Fisco a projetos do Terceiro Setor, podendo ser até 4% para a Lei Rouanet (Cultura), 1% para a Lei de Incentivo ao Esporte, 1% para o Fundo do Idoso, 1% para o Fundo da Criança e do Adolescente, 1% para o Pronas (Pessoa com Deficiência) e 1% para Pronon (Tratamento ao Câncer).

Pessoas físicas que pagam IR também podem contribuir com até 8% do imposto devido, caso a destinação seja feita ainda no ano base, ou com 3% se for realizada na declaração.

 

Sobre o Instituto Povo do Mar

O Instituto Povo do Mar acredita que o amor transforma vidas. E só transformando muitas vidas é que a gente consegue mudar o nosso mundo, tornando-o cada vez mais humano, e com oportunidades para todos. Com isso em mente, o IPOM vem desenvolvendo atividades sociais, educativas e esportivas com crianças e adolescente do Grande Vicente Pinzón há 10 anos. Hoje, já são 530 meninos e meninas atendidos. Todos conhecidos pelo nome, amados e acolhidos pelos cerca de 30 colaboradores que se orgulham em vestir a camisa do IPOM.

A organização sem fins lucrativos nasceu lá em 2010, quando 4 amigos surfistas, frequentadores da praia do Titanzinho, em Fortaleza, perceberam as dificuldades enfrentadas pelas crianças da área e resolveram contribuir para o desenvolvimento humano dos pequenos. Ali, nascia a semente do que hoje é o IPOM.

O Instituto funciona na Praia do Futuro e todas as atividades são oferecidas gratuitamente às crianças e aos adolescentes. Desde o ano passado, a equipe do Instituto arregaçou as mangas para não deixar de oferecer as atividades, mesmo em meio à pandemia do coronavírus. Hoje, elas ocorrem em formato virtual.

 A arrecadação e distribuição de cestas básicas é outra ação muito importante que vem sendo desenvolvida pelo IPOM ao longo dos meses. Além disso, o Instituto também está recebendo equipamentos eletrônicos para que seus alunos possam assistir às aulas.

Associação Peter Pan promove vaquinha virtual para trocar caminhão de coleta de doações 

A Associação Peter Pan lança neste mês de maio uma nova campanha para ajudar a trocar o caminhão que realiza o recolhimento das doações. O veículo, que já rodou mais de 84.000 km, é fundamental para a sobrevivência da instituição, pois atende tanto capital quanto região metropolitana, recolhendo todos os tipos de doações. Os interessados em participar da vaquinha virtual podem doar qualquer valor no site https://www.vakinha.com.br/vaquinha/transportando-esperanca e aqueles que doarem a partir de R$ 1.000,00 terão seus nomes gravados na lateral do novo caminhão, como forma de homenagem pelo gesto solidário. A campanha segue até o dia 31 de julho.

O veículo atual, um modelo Hyundai HR HDB, ano 2014, vem apresentando problemas estruturais, como buracos no piso do baú onde são levadas as doações, desgaste na instalação elétrica, peças enferrujadas, além de falhas na embreagem. Mediante as dificuldades encontradas, a Gerente de Captação de Recursos, Admara Pinheiro, explica a urgência da aquisição de um novo transporte. “Todos os dias colocamos o caminhão para rodar por Fortaleza e Região Metropolitana, recolhendo doações. Mas, infelizmente, o nosso carro vem apresentando muitos problemas e, nos últimos meses, não estamos conseguindo recolher as doações com a celeridade necessária porque o veículo está constantemente no conserto. Este é o motivo da realização da vaquinha virtual. Precisamos do apoio de toda sociedade para continuar atendendo aos muitos apoiadores que ajudam a Associação Peter Pan e que não podem vir pessoalmente entregar sua doação em nossa sede”.

O objetivo da instituição é levantar o valor de R$ 150.000,00 para a compra de um novo caminhão leve e, assim, dar continuidade ao importante de trabalho de atendimento aos doadores, como a empresária Samara Pinheiro. Doadora da instituição há 2 anos, ela explica como o serviço de recolhimento facilita a realização da doação: “Frequentemente estou doando roupas da minha empresa para o bazar da Associação Peter Pan, mas nem sempre consigo entregar as peças lá por conta da correria do dia a dia. Ter alguém que venha até a sua casa para recolher as doações faz toda a diferença. Você acaba ficando tranquilo em saber que a sua doação será entregue de forma segura e ainda será revertida em uma causa tão nobre”

Conheça a Associação Peter Pan 

Concorrendo com 756 instituições de todo o país, a APP foi eleita a Melhor ONG do Brasil em 2019 e está entre as 100 Melhores ONGs de 2020. A instituição assiste crianças e adolescentes com câncer em todo estado do Ceará e regiões do Norte e Nordeste. Com 25 anos de história, tornou-se destaque pelo trabalho que realiza com o Diagnóstico Precoce e ações que viabilizam o Tratamento Humanizado, desenvolvido por meio dos 16 programas sociais existentes. Somente em 2020 foram mais de 50 mil assistências sociais.

Panela cheia: movimento de MRV&CO e Inter mobiliza público para ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade social

Neste cenário de pandemia, em que muitas famílias brasileiras enfrentam dificuldades no dia a dia, torna-se essencial que a solidariedade esteja em primeiro plano. Desta forma, para ajudar pessoas que estão em situação de vulnerabilidade social, a plataforma habitacional MRV&CO e o Inter estão apoiando o Movimento Panela Cheia, criado pela ONG Gerando Falcões em parceria com a CUFA e a Frente Nacional Antirracista, com o objetivo de arrecadar recursos para a compra e doação de cestas básicas.

Com a temática “Fome mata, panela cheia salva”, a corrente do bem vai até o dia 09 de maio. Para colaborar com a ação e ajudar a matar a fome de milhões de pessoas, basta fazer a doação na conta da ONG Gerando Falcões. A cada R$ 1 doado, as empresas doarão mais R$ 1. A meta é que cada instituição consiga R$ 1 milhão em doações. E, assim, ambas dobrarão o valor arrecadado, com a expectativa de atingir o total de R$ 4 milhões.

“É muito gratificante participar deste projeto, engajando todo o público a colaborar neste cenário tão difícil. Estamos unindo todos os esforços para ajudar as pessoas que mais precisam”, ressalta Rubens Menin, presidente do Conselho de Administração de ambas as corporações. De acordo com ele, a união das empresas privadas têm sido indispensável no processo, com impacto positivo no desenvolvimento social, especialmente nesta fase crítica.

Edu Lyra, fundador e CEO da Gerando Falcões, aponta que o alcance da meta ainda está distante, mas revela otimismo. “E a ação da MRV e do Inter é fundamental para atravessarmos este momento tão desafiador”, garante.

 

Confira os dados bancários para doar*:

Banco Inter: 077

Agência: 0001

Conta: 11939705-6

Favorecido: Gerando Falcões

CNPJ: 18.463148/0001-28

*Confira sempre se os dados do favorecido estão corretos antes de efetivar a doação

CUFA Ceará e Aurora Alimentos se unem para doação de 28 toneladas de aves para mães da favela

 

Visando proporcionar um almoço especial no dia das mães para cerca de 8.400 mães que vivem em situação de vulnerabilidade social, a Aurora Alimentos e a CUFA Ceará farão a entrega de 28 toneladas de frangos a mulheres de 50 favelas em 20 municípios do Ceará. A distribuição das aves será realizada nas associações de cada região e, em Fortaleza, será na sede da CUFA, localizada na Rua Regina de Fátima, 110, no Barroso. Em todos os municípios, a ação acontecerá simultaneamente na quinta-feira (06), a partir das 8h.

Para receber a doação, as interessadas devem se dirigir, a partir desta terça-feira (04), de 08h às 17h, ao local da entrega e preencher uma ficha cadastral. No dia 06, ao apresentar o comprovante do cadastramento, a mãe receberá uma senha.

As 28 toneladas de frangos irão beneficiar famílias de favelas localizadas nos municípios de Maracanaú, Juazeiro do Norte, Canoa quebrada, Santa Teresa (Aracati), Caucaia, Icaraí, Uruburetama, Acaraú, Quixadá, Paracuru, Redenção, Cascavel, Beberibe, Itapipoca, Santa Quitéria, Pitombeira e Aracoiaba.

Sobre a CUFA

A CUFA (Central Única das Favelas) é uma organização social brasileira presente em 5 mil favelas por todo o país. A entidade existe há mais de 20 anos e trabalha com esporte, formação de lideranças e empreendedorismo, educação, lazer, cultura e cidadania. Durante a pandemia da Covid-19, a CUFA utilizou sua capilaridade para amenizar ao máximo as dificuldades que os moradores de favela enfrentam. Por meio do programa Mães da Favela, a instituição entregou cestas básicas, físicas e digitais, e chips com internet gratuita por 6 meses para as mulheres assistidas pela iniciativa. Por seu conhecimento sobre esses territórios, a CUFA criou uma rede de proteção que atingiu mais de 5,8 milhões de pessoas em todo o Brasil, já que está presente e atua nos 26 estados e também no Distrito Federal.

 

Serviço

Ação Dia das Mães

Data: 06 de maio

Horário: a partir das 8h

Para mais informações, entrar em contato pelo telefone (85) 99742.9866

Solidariedade na pandemia: empresa cearense estimula o público a ser benévolo

 

Neste momento de combate ao novo coronavírus, a solidariedade se tornou uma das principais armas contra a pandemia. Estimular as pessoas a fazerem o bem tem sido o lema da Benévolo Café, Gelato e Boulangerie desde a sua fundação. Recentemente a marca lançou em suas redes sociais uma ação para incentivar as pessoas a continuarem essa corrente do bem.

A campanha solidária convida as pessoas a praticarem boas ações em favor da população em situação de vulnerabilidade social, e estimula a doação de comida a quem precisa.  O Benévolo ressalta o Movimento Panela Cheia Salva, e tem à frente instituições como Gerando Falcões, Cufa, e a Frente Nacional Anti-racista.

O movimento #sejabenevolo, lançado nas redes sociais da marca, lembra além da benevolência, o gesto de retribuir e convida as pessoas a exercerem a sua generosidade, seja no momento da vacinação contra a Covid-19, ou até mesmo quem já foi curado, possa retribuir doando 1kg de alimento, uma cesta básica, retribuindo a bênção.

“Muitos estão passando dificuldades nesse momento, mas acreditamos que não ter o que comer ou oferecer ao seu filho, seja uma das piores privações. Encontramos em nossas redes sociais, um canal para repercutir esse chamado. Se tocarmos uma pessoa que seja, já valeu a pena.  Convidamos outras empresas a incentivar e promover também ações com seu público, essa missão deve ser de todos”, explica Jefferson Deywis, proprietário da Benévolo.

 

Sobre a Benévolo Café Gelato e Boulangerie

A marca cearense conta com 04 lojas em Fortaleza e apresenta em seu menu a junção de uma especiaria italiana, o gelato italiano, com uma bebida nacional, o café, esse 100% cearense. Recentemente foi lançada a boulangerie e agora, os pães, assim como os cafés, vão  estar presentes nos principais supermercados do Ceará.

Instituto JCPM realiza nova remessa de doações de alimentos este mês

 

A fome ainda é uma das consequências mais cruéis da pandemia. Com a necessidade de isolamento social, iniciativas públicas e da sociedade em geral são os únicos caminhos para amenizar essa problemática. Nesta semana, de 26 a 28 de abril, o Instituto JCPM de Compromisso Social inicia nova rodada de distribuição de cestas básicas, com a entrega de 3.392 unidades nas cidades onde atua – Fortaleza, Recife, Aracaju e Salvador. Entre os beneficiados estão todos os 1.367 jovens matriculados nos cursos de qualificação oferecidos nas sedes, sendo cerca de 500 pessoas atendidas só na capital cearense.

Além disso, haverá repasse para 15 instituições parceiras com atuação social nas comunidades. “É visível que a fome vem aumentando nas cidades. É extremamente duro ver pessoas que não têm absolutamente nada para comer. É preciso aumentar essa corrente de solidariedade. Sabemos que toda a sociedade está sendo impactada, mas a fome é o mais urgente dos problemas. A retomada da economia ainda é cercada de incerteza, prolongando o sofrimento de quem não tem renda”, pontua a diretora de Desenvolvimento Social do Grupo JCPM, Lucia Pontes.

Foram levados em consideração os bolsões com maior vulnerabilidade social, identificados, também, a partir de uma sondagem realizada pelo IJCPM, considerando a precariedade de estrutura das residências, além de maior quantidade de pessoas morando na mesma unidade. Outro indicador de apoio foi uma sondagem sobre os impactos da pandemia na população da região e o cadastro dos inscritos no Fundo Social – programa criado pelo Instituto em 2020 para apoiar os pequenos empreendedores informais que foram impactados com a perda de mercado consumidor.

Este é segundo mês de doação de alimentos por parte da instituição em 2021. Em março, foram doadas outras 2.955 cestas. Considerando desde o início da pandemia, chega-se à entrega de 43.215 famílias beneficiadas com a doação de alimentos.