Cirurgia inédita no Ceará diminui riscos de complicação por hipertensão 

Na última sexta-feira, (22), foi realizada pela primeira vez no estado do Ceará a cirurgia de “denervação renal”. O procedimento inédito foi conduzido pelo cardiologista intervencionista Francisco Hedilberto Feitosa Filho, no Hospital São Camilo Fortaleza, sem intercorrências e com duração de duas horas. A paciente, de 77 anos, fazia uso de sete anti-hipertensivos, e já terá alta nesta quarta-feira (27).

A denervação renal consiste na ablação da inervação renal, que produz hormônios responsáveis pela elevação da pressão arterial. O procedimento é indicado para pacientes com hipertensão resistente, ou seja, em uso de várias classes de anti-hipertensivos, mas que mantêm níveis elevados de pressão arterial.

Os benefícios alcançados pela cirurgia são: melhor controle dos níveis de pressão arterial, diminuindo os riscos de complicações decorrentes da hipertensão, e diminuição da quantidade de medicações para pressão, o que diminui, também, os efeitos colaterais.

O procedimento já era realizado em outros locais do Brasil, como Rio de Janeiro, São Paulo e Pernambuco. “O ineditismo no Hospital São Camilo, no Ceará, mostra que a unidade está na vanguarda da medicina no estado, com equipes de excelência em todas as especialidades, podendo oferecer o que há de mais moderno e atual para o tratamento de seus pacientes”, destaca o médico.

 

Você também pode gostar leia