Como adotar cartinhas do Papai Noel dos Correios Digital

 

 

Este ano, a adoção de cartas da campanha Papai Noel dos Correios é digital. Em razão da pandemia do novo coronavírus, a estatal fez adaptações para assegurar a realização, com segurança, de um dos maiores projetos sociais do país.

As cartas direcionadas ao Bom Velhinho devem ser cadastradas no blog da campanha e estarão disponíveis para os ajudantes do Papai Noel na internet. No Ceará, a iniciativa contempla cartinhas de crianças de até 10 anos de idade em situação de vulnerabilidade social, além da garotada atendida por mais de 15 entidades cadastradas pelos Correios, a exemplo da APAE, do Instituto dos Cegos, da Associação Peter Pan e da Vidança. 

Para adotar, padrinhos e madrinhas devem acessar o blog da campanha, clicar em “Seja você Noel” e seguir os próximos passos. Com base na localidade informada, serão disponibilizadas as cartinhas e as sugestões de locais para entrega dos presentes.

Cada padrinho ou madrinha pode adotar até 25 pedidos. Quando a adoção for finalizada, aparecerão as etiquetas com os códigos das cartinhas selecionadas, que devem ser coladas nos pacotes de cada presente, antes de entregá-los.

A entrega dos presentes deve ser feita presencialmente nos pontos de entrega, sempre com atenção aos protocolos de segurança – uso de máscaras e distanciamento – para evitar aglomerações.

No blog da campanha, estão disponíveis todas as informações sobre as datas, locais e horários de funcionamento dos pontos de entrega, em cada Estado.

Um passo a passo está disponível no canal oficial dos Correios, no Youtube.

Sonhos no papel – Os pedidos das crianças são dos mais variados: bolas, bonecas, calçados e até materiais escolares. A cada fim de ano, a estatal coloca toda a sua expertise em logística e a força de seus empregados para atender às expectativas desses meninos e meninas, concretizar bondades e conectar corações.

Além de estimular as crianças a escreverem cartas, a campanha Papai Noel dos Correios propaga também os valores natalinos, como solidariedade e esperança.

Os Correios contam, mais uma vez, com a participação voluntária dos brasileiros nessa grande corrente do bem para atender, dentro do possível, aos pedidos de presentes daqueles que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

Mais informações sobre a campanha Papai Noel dos Correios podem ser acessadas nas redes sociais da empresa.

Você também pode gostar leia