Famosos participam de desafio em tempos de pandemia

Para se proteger da covid-19, a orientação do Ministério da Saúde é o distanciamento social e o reforço da higiene pessoal, lavando sempre bem as mãos com água e sabão, além de tomar banho sempre depois que chegar em casa. Mas e quem não tem casa, quem não tem banheiro e não tem água potável? Já imaginou como deve ser difícil para quem não pode ter acesso ao mínimo de higiene? E se fosse você nessa situação? A população em situação de rua está entre os grupos mais desprotegidos para enfrentar a pandemia de coronavírus. A falta de condições básicas e de materiais para realizar a prevenção da doença é agravada pela falta do elemento essencial para a vida: a água.

Para sensibilizar e mostrar o que as pessoas em situação de rua enfrentam no dia a dia, o digital influencer cearense Lucas Fernandes (ex-BBB) e o missionário Guilherme Pontes, da Comunidade Católica Shalom, aceitaram o desafio criado pela Agência Delantero de Comunicação de ficar três dias sem tomar banho. Cada um dentro de suas casas, eles compartilharam em suas redes sociais as dificuldades de ficarem restritos desse hábito tão comum e necessário para a manutenção da saúde em geral. O que para muitos seguidores podia ser uma brincadeira, ficar sem tomar banho é uma triste realidade para muitos em todo o Brasil. “A ideia é mostrar que viver na rua gera uma série de dificuldades que a gente não consegue nem imaginar. Esperamos que essa ação gere uma reflexão e que a gente possa tocar o coração de muitas pessoas para ajudar, neste momento, verdadeiramente quem precisa”, explica o publicitário e sócio da Agência Delantero, Marcel Pinheiro.

A Campanha “E se Fosse Você” foi realizada com o objetivo de divulgar e ajudar também o projeto “Shalom Amigos dos Pobres”, da Comunidade Católica Shalom, que neste período de pandemia abriu as portas dos seus centros de evangelização para acolher a população mais vulnerável, diminuir o risco de contaminação e restituir a dignidade dessas pessoas. O projeto oferece diariamente refeições, equipamentos de proteção individual, atendimento de saúde, banheiro e um espaço de lavanderia. Desde o início do projeto, em março deste ano, 12 mil refeições já foram distribuídas e 527 pessoas já receberam atendimento de saúde. No entanto, para o projeto ter continuidade, é preciso generosidade e colaboração de todos.

“Nosso projeto conta com diversas pessoas e empresas que estão unidas com o objetivo comum de socorrer os mais necessitados. Acreditamos que cada refeição doada, cada palavra de afeto, cada oração feita pode amenizar pelo menos um pouco do sofrimento que esses nossos irmãos vivem. Precisamos avançar e, por isso, contamos com as doações e voluntários que queiram se juntar ao projeto”, explica Tobias Cortez, gerente de desenvolvimento da Comunidade Católica Shalom.

Voluntários e Doações
O projeto “Shalom Amigo dos Pobres” conta com o apoio de cerca de 140 voluntários, que ajudam nas demandas de distribuição de alimentos, higienização, triagem, espiritualidade, atividades grupais, lavanderia e momentos de convivência. As pessoas que desejam participar do projeto como voluntário, basta entrar no site amigodospobres.org e se inscrever. O projeto “Shalom Amigo dos Pobres” precisa também de donativos e recursos financeiros.

Link do vt: https://youtu.be/fvkbLcOu9SY

Serviço: Projeto Amigo dos Pobres
Contato: (85) 98802 5381
Cadastro para voluntários: amigodospobres.org
Doações: amigodospobres.org

Você também pode gostar leia