Clínica cearense para dependência química adota novas medidas durante a pandemia do novo coronavírus

 

Com o intuito de adotar as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) em decorrência da pandemia do Covid-19 (novo coronavírus), a clínica para dependentes químicos Casa Despertar segue as orientações de isolamento social. A medida impacta a realização de visitas, que ficam suspensas até que novas determinações do governo local e da OMS sejam divulgadas.

O acolhimento de novos pacientes está previsto para iniciar assim que a entidade receber os testes rápidos para identificar infectados com o novo coronavírus. O posicionamento segue a Portaria nº 340, de 30 de março de 2020, do Diário Oficial da União.

O documento relata, ainda, que deve ser observado o período de isolamento social de, no mínimo, 14 dias, dentro da instituição para novos pacientes. Em caso de suspeita ou confirmação da infecção pelo coronavírus, é necessário encaminhar o paciente para atendimento em Unidade de Saúde, dar alta administrativa e acolhê-lo ao fim do tratamento.

Para Rodrigo Xavier, diretor administrativo da Casa Despertar, “o ideal é que todas as instituições dessa natureza se organizem para seguir as recomendações das autoridades de saúde em suas dependências, entendendo que preservar a saúde de todos é a prioridade nesse momento de grande alerta”.

As duas unidades da instituição estão com controle de circulação de pessoas. Os colaboradores da Casa do setor administrativo estão em regime home office e os que trabalham nas outras unidades da instituição, localizadas em Aquiraz, usam transporte privado para se deslocar ao trabalho. A entidade impôs, ainda, maior rigidez das normas sanitárias necessárias para seu pleno funcionamento.

“Como somos um serviço essencial para muitas famílias e sociedade, já estamos nos organizando para receber em breve novos pacientes, graças a aquisição de testes rápidos e a disponibilização de área exclusiva para a quarentena para esses recentes pacientes”, afirma Tauama de Morares, diretor terapêutico da Casa Despertar.

Rodrigo ainda ressalta a importância do serviço para a sociedade. “Sabemos da nossa importância para o púbico em geral, afinal, recuperamos vidas e neste momento, mais do que nunca, iremos fazer toda a condução dos processos de maneira muito responsável, como já fazemos desde o início das atividades da instituição”.

Os pacientes, suas famílias e o público em geral dispõem de uma linha telefônica exclusiva e gratuita, para comunicação, orientação e tira dúvidas sobre o período de confinamento. O número é (85) 98865.2500. Além disso, a reunião semanal do Programa de Atendimento Familiar (PAF), que envolve profissionais de saúde da casa, familiares e sociedade, passa a ocorrer por live no Instagram, também obedecendo à regra de evitar aglomerações ou reuniões com grande número de pessoas.

Você também pode gostar leia