“Educar para Transformar”, Chamada Pública de Projetos do Instituto MRV, tem cerca de 400 inscrições

 

 

A 7ª edição do Programa Educar para Transformar, Chamada Pública de Projetos do Instituto MRV, encerrou a fase de inscrições, no dia 01 de novembro, com cerca de 400 projetos inscritos. As regiões do país com mais inscrições são Sudeste e Nordeste, com 45% e 28%, respectivamente. O programa tem como objetivo  promover a transformação social por meio da educação. Serão selecionados dez projetos de Organizações da Sociedade Civil (OSCs) que atuem em parceria com escolas da rede pública de ensino fundamental II e médio para participarem do programa ao longo de dois anos. Cada um dos dez projetos receberá capacitações em gestão, acompanhamento de sua evolução e um aporte financeiro de R$160 mil para o desenvolvimento das atividades.

 

No dia 5 de dezembro serão divulgados os projetos pré-selecionados que irão para votação popular, o resultado, com os dez vencedores, será anunciado no dia 23 de dezembro. “Em um país com grande desigualdade social é muito gratificante ver o interesse das OSC’s e das escolas em fazer a diferença, em proporcionar inclusão e melhorar as condições de acesso à educação de crianças e adolescentes”, afirma Eduardo Fischer, presidente do Instituto MRV. Segundo ele, ao oferecer outras possibilidades de aprendizagem e estimular mudanças culturais em seus públicos diretos e indiretos, o Instituto busca transformar a realidade de escolas públicas do Brasil.

 

Sobre o Instituto MRV

O Instituto MRV, fundado em 2014 pela maior construtora da América Latina, tem o objetivo de promover a transformação social por meio de projetos que estimulam o desenvolvimento de crianças e adolescentes que vivem em comunidades em situação de vulnerabilidade social. Com 1% do lucro líquido anual da construtora, a instituição trabalha com programas, projetos e parcerias que contribuem para o desenvolvimento sustentável das comunidades onde atua, e já impactou mais de 325 mil pessoas em cinco anos.

Você também pode gostar leia