Boas-vindas do Programa Corredores Digitais reuniu mais de 800 jovens

A Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (SECITECE) realizou no último dia 11 boas-vindas para os 220 novos times participantes do Programa Corredores Digitais 2019. Mais de 800 potenciais empreendedores de todo o Estado do Ceará se reuniram no Cineteatro São Luiz, e ouviram histórias inspiradoras de cearenses que já enfrentaram uma jornada do empreendedorismo e hoje são cases nacionais.

Um deles foi William Cordeiro, que participou do painel “Como conseguir investimento para sua startup”. Ele é diretor-executivo do GVAngels (um dos mais importantes grupos de investidores anjos do Brasil), e deu várias dicas para quem deseja empreender. “Primeiro, é importante pensar em um problema, se apaixonar pelo problema – e não pela solução – e trabalhar bastante pra resolver isso. Os grandes negócios que existem hoje nasceram de problemas que foram identificados, então se você tem interesse em montar um negócio, procure um problema que você tenha bastante conhecimento, monte um time de fundadores (recomendo no mínimo 3 e no máximo 4 pessoas) e se apaixone pelo problema, encontre formas criativas para resolvê-lo”, diz.

Inácio Arruda, titular da Secitece, destacou o crescimento do programa Corredores Digitais em três anos. “Lembro que nós começamos com poucas pessoas, e fomos aumentando o desafio e mostrando que a gente pode mobilizar nossos jovens a criar empresas que resolvam problemas não só do Ceará, mas do país inteiro.

A maneira de colocar essas ideias para fora é o Estado oferecer um programa que tem custo baixíssimo, mas que é muito envolvente, e que faz a diferença. O Ceará está obrigado a fazer essa opção. Estamos plantando essa semente, que está brotando e que vai render muitos frutos para o estado”, afirmou.

Gabriela Purcaru, coordenadora de empreendedorismo da Secitece, destacou que o evento alcançou o objetivo de inspirar esses jovens que estão iniciando a jornada empreendedora. “Trouxemos cases de negócios cearenses que estão atuando não apenas no Ceará, para mostrar para eles que é possível empreender. Não é fácil, ees têm que ser resilientes e criativos; é uma jornada dura, mas prazerosa”, destacou.

O evento foi ainda um preparatório para a Feira do Conhecimento, que já tem data marcada: dias 16 a 19 de outubro, no Centro de Eventos do Ceará.

Você também pode gostar leia