Orquestra Contemporânea Brasileira realiza segunda apresentação no Cineteatro São Luiz

 

O segundo encontro do público cearense com a Orquestra Contemporânea Brasileira (OCB) já tem data e local para acontecer: será dia 28 de abril, às 10h30, no Cineteatro São Luiz. O concerto da Temporada da OCB contemplará músicas que marcaram o repertório das orquestras de cordas, incluindo obras de Vivaldi, Corelli, Mozart e Bach, além de clássicos da música popular brasileira e internacional.

A combinação da chamada música erudita com a música popular é uma das principais características da orquestra. Os ingressos são vendidos na bilheteria do cineteatro e custam R$ 20,00 (inteira) / R$ 10,00 (meia) – sem limite de meia entrada. O projeto tem apoio da EDP, por meio do Instituto EDP.

Sediada em Fortaleza, a Orquestra Contemporânea Brasileira estreou sua Temporada de Concertos no Ceará no último dia 26 de março. O evento contou com a participação de 35 músicos profissionais, entre instrumentistas de cordas, sopros e percussão, que surpreenderam o público com um repertório que passou pela música barroca do Século XVII até sucessos de Luiz Gonzaga, o “Rei do Baião”.

Os primeiros passos da Orquestra foram dados em 2016, como fruto de uma ação cultural do Sistema Brasileiro de Bandas e Orquestras (Sinfonia.br), em parceria com a Associação dos Amigos da Arte (AAMARTE). Desde então o grupo tem se apresentado em versão reduzida, através do seu Quarteto de Cordas. A agenda de 2019 prevê uma série de apresentações da formação sinfônica, como também da camerata, que inclui a participação de 14 a 45 músicos, dependendo do repertório.

A Orquestra Contemporânea Brasileira contribui com a ampliação do mercado da música no Estado, como também com a formação de novos profissionais. Foi aberto um edital de seleção de jovens bolsistas, que recebem formação musical na orquestra e realizam ensaios e concertos ao lado dos profissionais que compõem a OCB. O programa de educação musical inclui ainda núcleos de formação de orquestras infantojuvenis no Ceará, a exemplo de Fortaleza, São Gonçalo e Pindoretama. A Orquestra é patrocinada pela Energia de Portugal (EDP), que apoia sobretudo o projeto de São Gonçalo, onde são atendidas cerca de 160 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social no Ceará.

A OCB tem a direção artística do maestro Arley França, que é Doutor em Educação, Mestre e Licenciado em Música, e fundador da Orquestra de Sopros de Pindoretama. O maestro acumula a experiência de criação de mais de 40 bandas e orquestras infantojuvenis no Ceará e a direção de concertos na Alemanha e Noruega. Orientou-se em regência em cursos realizados na Inglaterra, Itália e Estados Unidos e integra o projeto Orquestrando o Brasil, do maestro João Carlos Martins.

 

Sobre EDP e IEDP

Com mais de 20 anos de atuação, a EDP é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico a operar em toda a cadeia de valor. A Companhia, que tem mais de 10 mil colaboradores diretos e terceirizados, atua em Transmissão, Comercialização e Serviços de Energia, e possui 6 unidades de geração hidrelétrica e uma termelétrica. Em Distribuição, atende cerca de 3,4 milhões de clientes em São Paulo e no Espírito Santo. Recentemente, adquiriu participação na CELESC, em Santa Catarina. No Brasil, é referência em áreas como Inovação, Governança e Sustentabilidade, estando há 12 anos consecutivos no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3.

Desde que foi fundado em 2008, o Instituto EDP investiu mais de R$ 100 milhões em projetos socioculturais, que beneficiaram cerca de três milhões de pessoas, em cerca de 400 programas espalhados por todo o País. Somente em 2018, iniciativas apoiadas pela organização favoreceram 80 mil moradores das comunidades do entorno das áreas de atuação da Companhia. O Instituto EDP tem como responsabilidade estruturar os investimentos e as iniciativas sociais da EDP em frentes ligadas à valorização da Língua Portuguesa, à educação, ao desenvolvimento local com geração de renda, ao empreendedorismo e ao voluntariado, por meio do esporte, cultura e saúde.

 

Serviço:

Concerto da Orquestra Contemporânea Brasileira

Local: Cineteatro São Luiz

Data: 28 de abril

Horário: 10h30

Valor do ingresso: R$ 20,00 (inteira) / R$ 10,00 (meia) – sem limite de meia entrada

Realização: Sinfonia BR e AAMARTE

Apoio: Cineteatro São Luiz, IFCE, Holy Cow Criações, Instituto EDP, Ministério da Cidadania

Patrocínio: EDP, por meio do Instituto EDP

Você também pode gostar leia