Teatro Novo comemora 12 Anos de “Anônimos” e 22 de Artes Cênicas de Sidney Malveira

 

O espetáculo “Anônimos” que carrega em sua bagagem, uma trajetória de sucesso de público e prêmios, levando não só a cultura, como também, a preocupação com o social, será encenado nesta quinta-feira (06/12), no Teatro Morro do Ouro (Anexo do Theatro José de Alencar), na Praia de Iracema. A apresentação do Grupo Teatro Novo celebra 12 anos de trajetória do monólogo encenado pelo ator/diretor Sidney Malveira, que comemora 22 anos de carreira em 2018.

Para viabilizar essa dupla comemoração e dar continuidade as atividades deste grupo teatral de meio século de existência, foi idealizado o projeto sócio-cultural-educativo “Anônimos Formando Multiplicadores do Saber” contemplado pelo Edital das Artes de Fortaleza que consiste na realização de programação gratuita composta por ações a exemplo de sessões comemorativas seguidas de diálogo, oficinas, produção textual, entre outras, que beneficiaram diretamente 20 atores/atrizes iniciantes da periferia, como o Bom Jardim e entorno, 300 espectadores do público em geral, 50 espectadores cegos e 2.000 jovens estudantes do Ensino Médio das 10 Escolas da Rede Pública em Fortaleza.

Neste período de mais de uma década, “Anônimos” representou o Ceará/Brasil em festivais nacionais e internacionais, como o 32º Festival de Inverno de Campina Grande (PB); 24º Festival Internacional de Teatro Construção em Portugal (PT); 43º Festival Internacional de Londrina – FILO (PR); dentre outros, nos quais, público e críticos têm expressado resposta positiva quanto à temática e técnicas teatrais abordadas na obra.

Esta montagem teatral assume o papel de colaborador sócio-cultural-educativo na intenção de promover o teatro cearense e a conscientização social às diversas plateias quanto aos cuidados e respeito ao idoso. Segundo pesquisas feitas pelo IBGE, Disque Denúncia, Jornais e Sites Nacionais, existe um crescente índice de longevidade no Brasil e, também, um elevado número de maus tratos aos idosos no País.

 

Anônimos

O espetáculo mostra um dia como outro qualquer num lar de idosos, onde os moradores esperam ansiosamente pela visita de seus familiares, parentes, amigos ou de qualquer pessoa que se disponibilize a ouvir suas histórias, alegrias, tristezas e sonhos que se renovam a cada amanhecer. Enfim, o público poderá está diante da descoberta de que há uma beleza muito singular na velhice.
A peça é fundamentada numa premissa de que os idosos são sábios que habitam corpos frágeis. Talvez por isso muitas pessoas não enxerguem tal preciosidade e facilmente se desvencilham deles, da mesma forma que se livram de objetos usados, aparentemente sem utilidade. O espetáculo proporciona a troca de experiências e a conscientização do espectador no cuidado com os idosos.

O ator Sidney Malveira procura “reviver” cenas do cotidiano de três idosos, fazendo com que um espectador coadjuvante, sinta como se estivesse num “bate-papo” descontraído. “Anônimos” aborda o tema de forma lúdica envolvendo o público com as histórias que levam os seres humanos às suas próprias vidas e ações cotidianas.

 

Pesquisa e Montagem

“Anônimos” é um espetáculo que surgiu em 2006, resultado da pesquisa que Sidney Malveira realizou in loco, no Lar Torres de Melo em Fortaleza, e do estudo da mimese corpórea como linguagem cênica para a construção de uma obra de arte atemporal e genuinamente brasileira. A ação gerada de profundas mudanças socioculturais propõe um intercâmbio entre as faixas etárias e a reflexão da condição humana de cada um, independente do fator tempo.

Esta peça justifica-se na tentativa de amenizar o destrato e abandono destes frágeis sábios, na tentativa de resgatar a autoestima dos idosos e de contribuir para a conscientização das novas gerações na valorização e respeito por eles; assim como, na difusão cultural, dando oportunidade às pessoas de todas as classes sociais, o acesso à cultura.

 

Prêmios

O espetáculo “Anônimos” foi agraciado com os prêmios Funarte de Teatro Myriam Muniz, na Categoria Pesquisa-Montagem (2006) e patrocínio da Petrobrás; I Edital das Artes da FUNCET, na Categoria Circulação e Prêmio Balaio de Fortaleza – Destaque 2006, na Categoria Melhor Ator e, também, Prêmio de “Melhor Espetáculo” 2018 no Festival de Monólogos – Teatro e Dança / Solos Brasileiros.

 

O Lar Torres de Melo

Criado em 1905, o Lar Torres de Melo é uma instituição filantrópica, que abriga idosos. A entidade vem se mantendo ao longo dos anos por meio de recursos dos governos federal, estadual e municipal, bem como, de doações da sociedade civil.

Ficha Técnica

*Pesquisa, texto, direção e atuação:

Sidney Malveira

*Supervisão:

Ricardo Guilherme

*Assistência de direção, design gráfico e produção:

Dryca Lima

*Figurinos:

Thaís de Campos

*Iluminação:

Aldo Marcozzi

*Realização:

Grupo Teatro Novo

Serviço:

“Anônimos”

>06 de Dezembro de 2018 (quinta-feira)

>14h

>Teatro Morro do Ouro – Anexo do Theatro José de Alencar

>Entrada Gratuita

*Mais informações: (85) 9 8802.9707

Você também pode gostar leia