“FESTIVAL FARTURA –COMIDAS DO BRASIL FORTALEZA” REUNIU MAIS DE 70 ATRAÇÕES GASTRONÔMICAS DE TODAS AS REGIÕES DO BRASIL

 

A quarta edição do Festival Fartura – Comidas do Brasil Fortaleza, no último fim de semana, dias 10 e 11 de novembro, reuniu mais de 70 atrações gastronômicas de todas as regiões do Brasil. Seis mil pessoas passaram pelo Iate Clube da cidade durante os dois dias, o que resultou em 12 mil pratos servidos, um total de 3,6 toneladas de alimentos. Com vista para o mar à sombra de coqueiros, com o vento típico da capital cearense, o público experimentou as iguarias da culinária local, que marcou forte presença, bem como pratos de diversos outros estados. O evento integra a Plataforma Fartura – Comidas do Brasil, que tem como objetivo mapear personagens, produtores, cozinheiros, chefs, receitas, produtos, ingredientes e seu caminho da origem até o prato.

No espaço Chefs e Restaurantes, a chef Van Régia foi sucesso absoluto com a Quenga do Sertão, Serra e Mar – um arroz cremoso de peixe com alcaparras, coberto com filé de beijupirá, purê de macaxeira e chips de jaca no azeite de babaçu. Os hambúrgueres do Marco Gil também agradaram o público, com burger de sol, queijo manteiga, maxixe, pimentões, cebolas na rapadura, além da versão vegana. Entre os Petiscos, Lanches e Doces, as coxinhas de caranguejo de Lia Quinderé disputaram o pódio com os pastéis artesanais do chef Sandro Gouveia, que trouxe nos recheios os três grandes biomas cearenses: mar (atum confitado), sertão (carne de sol na manteiga de garrafa) e serra (banana da terra caramelada).

Os participantes das Cozinhas ao Vivo inovaram em Fortaleza. O espaço que costuma ter pratos feitos com arroz em grandes tachos, desta vez, foi variado. Receitas de inspiração oriental, como o caldo de milho com caranguejo ao perfume de coco, capim santo e gengibre da chef Juliana Moura, de Triadentes (MG), agradaram o público. Ou o salpicão vegano da carioca Natalie Passos, que também surpreendeu quem passou pelo evento.

As aulas do espaço Conhecimento Senac foram disputadas. Com temas das cozinhas paulista, maranhense, cearense, rio-grandense e receitas de pratos inusitados, quem passou por lá aprendeu muito. Já no espaço Interativo as receitas ensinadas pelo próprio chef, ao vivo, ganham outro significado. O cheesecake de queijo de cabra, pimentão e maracujá, da chef Anna Paula Rezendo (CE) foi um dos destaques.

É claro que quem passa pelo Festival Fartura quer levar um pouquinho dos ingredientes pra casa. No espaço Produtos e Produtores foi possível encontrar produtos selecionados pela curadoria gastronômica, como cafés especiais, cachaças, queijos de cabra, castanha de caju, rapadura e doce de caju, geleias e compotas, azeites saborizados e doce de leite direto de Minas Gerais.

Dois palcos embalaram a experiência de quem visitou o Fartura Fortaleza. Os shows de Nayra Costa, Madeira Trio, Cristiano Pinho, Macaxeira Chips, Camila Marietta, Fartura Nordestina, Samuel Rocha e Nonato Lima, Lorena Nunes e Mateus Faria animaram o público. Destaque para a apresentação de Yamí Music e Castello Branco no sábado, que casou com o pôr do sol e fez o público curtir muito, sentado em frente ao palco.

No domingo, o mineiro Thiago Delegado mostrou toda sua técnica no violão e recebeu duas grandes convidadas, Luiza Brina e Fernanda Takai, que cantou músicas de seu mais recente disco solo – O Tom da Takai – interpretando Tom Jobim. O guitarrista paraense Lucas Estrela encerrou a noite com um público animado, que não queria ir embora. Intervenções cênicas também permearam o evento, como a Boneca Gigante do Fartura, o projeto Circolando Animação, as gentilezas da Cia Prisma de Arte, entre outras.

Todas as atrações gastronômicas do evento foram pesquisadas por meio da Expedição Fartura – Comidas do Brasil, que já percorreu todos os Estados brasileiros, mais o Distrito Federal. Foram mais de 70 mil quilômetros, visitando mais de 200 cidades e entrevistando mais de 550 personagens da culinária do país, coletando informações sobre chefs, produtores, produtos, ingredientes, mercados e receitas. A presença dos Festivais Fartura em todas as regiões, assim como a amplitude de suas pesquisas e o detalhamento dos conteúdos produzidos, consolida a Fartura – Comidas do Brasil como a mais completa plataforma e fonte gastronômica do país.

 

SOBRE A PLATAFORMA FARTURA – COMIDAS DO BRASIL

A Plataforma Fartura – Comidas do Brasil percorre todo o país pesquisando a origem dos ingredientes e seu caminho até a mesa por meio da Expedição Fartura, que já visitou os 26 estados brasileiros e o Distrito Federal. Todo o conhecimento adquirido é transformado em conteúdo e disponibilizado no site e nas redes sociais (Facebook e Instagram), vídeos, livros, programas de rádio e em projetos customizados. A Plataforma Fartura – Comidas do Brasil recebeu o prêmio de Inovação em Turismo, do Second Runner-up – United Nation World Tourism Organization.

 

 

EXPEDIÇÃO FARTURA

A gastronomia brasileira é farta e rica – por isso a origem do nome da Plataforma. A expedição, desde 2012, acumula os seguintes números:

– 26 estados e o Distrito Federal visitados, fechando o ciclo do Brasil.

– mais de 70 mil quilômetros percorridos.

– mais de 200 cidades visitadas.

– mais de 550 personagens da culinária brasileira entrevistados.

 

 

FESTIVAL FARTURA – COMIDAS DO BRASIL

Os festivais levam o conteúdo da Plataforma ao público, em forma de experiência. Alguns resultados:

– Mais de 185 toneladas de alimentos servidos (2016 e 2017).

– Mais de 10 toneladas de insumos coletados para reciclagem somente em Tiradentes/2017.

– Mais de 4 mil atividades gastronômicas (1998-2017).

– Mais de 4 mil profissionais da gastronomia (1998-2017).

– Mais de 1.000 apresentações culturais (1998-2017).

– Mais de 700 mil pessoas (1998-2017).

 

Livros

Cada estado visitado pela Expedição Fartura tem um personagem que a gente não esquece. São produtores, chefs, mercados e receitas que têm aquele tempero a mais. Tudo isso é registrado e lançado em livros premiados nacional e internacionalmente. As publicações já ganharam prêmios como o Jabuti e por duas vezes o Gourmand World Cookbook – principal premiação gastronômica do mundo. As viagens resultaram em 5 livros até o momento.

 

Filmes

Cada edição da expedição gera vídeos com conteúdos que complementam os registros nos livros. Ao longo de quatro anos, o Fartura registrou inúmeras entrevistas em curta, média e longa metragens que são distribuídos em instituições educacionais, além de estarem disponíveis nas redes sociais. Inscreva-se em nosso canal no YouTube. Um deles recebeu o 1º lugar na 1ª Mostra de Ensaios de Sabores Audiovisuais – MESA, como melhor obra de até 30′.

 

Programa de rádio

Programas com as descobertas e dicas gastronômicas da curadora Luiza Fecarotta, obtidas durante as Expedições. Rádio CDL FM, 102,9, em Belo Horizonte, de segunda a sexta-feira, três vezes ao dia.

 

Site e Redes Sociais

O portal Fartura – Comidas do Brasil tem como missão reunir o conteúdo coletado na Expedição e tornar acessível o compartilhamento desse material. No site, assim como nas redes sociais como Facebook e Instagram, encontram-se receitas, vídeos, informações dos festivais, curiosidades gastronômicas e até contato dos produtores.

 

Conteúdos e viagens customizados

A partir do conhecimento adquirido pela Plataforma, são construídos produtos específicos para empresas dos setores de alimentação, aviação, turismo, entre outros. Os conteúdos são desenvolvidos entendendo a estratégia de marca de cada cliente. Tanta informação compartilhada também possibilitou que a Fartura criasse viagens customizadas.

Você também pode gostar leia