Browsing Tag

teatro

A HISTÓRIA DE NÓS 2 EM SÃO PAULO, PORTO ALEGRE E FORTALEZA


​Crédito: Dalton Valerio

O espetáculo “A História de Nós 2” é uma comédia romântica e foi um dos maiores sucessos da temporada teatral carioca dos últimos tempos. É estrelada pelos atores Alexandra Richter e Bruno Garcia e narra as aventuras e desencontros de um casal já separado, que revê a sua própria história na noite em que o marido vai buscar seus pertences no apartamento. As apresentações em São Paulo ocorrem nos dias 24 e 25 de fevereiro, no Teatro Opus; em Porto Alegre, dias 1 e 2 de março, no Teatro do Bourbon Country; e em Fortaleza, dias 10 e 11 de março, no Teatro RioMar Fortaleza. Confira o serviço completo abaixo.

Edu é um homem dividido entre o desejo de ascender profissionalmente, a vontade de manter um casamento e o sonho de se manter eternamente livre. Já Lena é uma mulher ‘partida’ entre carreira, maternidade e paixão. Dois personagens que, em cena, transformam-se literalmente em seis: Edu, Duca, Carlos Eduardo, Lena, Mammy e Maria Helena, dando corpo e voz às diferentes ‘facetas’ de um mesmo homem e uma mesma mulher.

A comédia, que estreou em 2009, já foi vista por mais de 800 mil espectadores e eleita no mesmo ano pelo público, leitores do O Globo, como a melhor peça teatral. O espetáculo transcorre na noite em que Edu, separado de Lena há algum tempo, vai buscar seus últimos pertences no apartamento. O derradeiro encontro do casal converte-se num ajuste de contas a um só tempo cômico e emocionante, em que tentam descobrir quem afinal causou a separação: a mulher, a mãe, a advogada bem-sucedida ou o marido, o adolescente eterno, o publicitário workaholic?

Por meio de humorados e reflexivos flashbacks, os seis personagens ocupam a cena, enquanto no palco é tecida essa “História de nós 2”. Conteúdo de imediata identificação do público e a forma como a história é abordada, pelo viés da comédia, são os principais fatores do sucesso da peça.

 

A ATRIZ
Alexandra Richter é atriz, produtora e esteve em cartaz por três anos com Divã. Atuou ainda na peça Salada (da qual é produtora), também sob a direção de Ernesto Piccolo. Destaque para suas participações nos espetáculos Uma Loira na Lua, Toalete e Esse Monte de Mulher Palhaça. No cinema, atuou em Divã, de José Alvarenga. Esteve no elenco Cheias de Charme. Integrou o elenco fixo do humorístico Zorra Total e de Os Caras de Pau; participou dos programas A Diarista, Os Normais, Toma Lá Dá Cá e Carga Pesada; e também participou das novelas Laços de Família, Coração de Estudante e Passione, A Regra do Jogo e Rock Story.Todas da TV Globo.

 

O ATOR
Bruno Garcia é um dos mais prestigiados atores de sua geração, já protagonizou peças de teatro, filmes e novelas. Na TV, participou da minissérie “Nada será como antes”, da Rede Globo. Ao longo de sua carreira já estrelou mais de 15 novelas e seriados, dentre os quais se destacam: Felicidade, Luna Caliente, Os Maias, O Quinto dos Infernos, Coração de Estudante, Kubanacan, Começar de Novo, BangBang. Fez ainda participações em: Os Normais, A Grande Família, A Diarista, Casos e Acasos. Aos 15 anos, iniciou sua carreira em teatro, fazendo o elefante na peça: Hipopocaré. Em 1988, fez: Hamlet; e ainda: Superléo, o Menor. Em 89, fez: Uma Noite de Cão. Em 95: A Ver Estrelas. Em 96: O Burguês Ridículo. Em 2000: Lisbela e o Prisioneiro. Em 2002: Homem Objeto e Desejos, Basófias e Quedas. Em 2004 e 2005: A Maldição do Vale Negro. Em 2007, ele atuou e dirigiu: Apareceu a Margarida. Em 2009, fez A Comédia dos Erros. Em 2011, A Escola do Escândalo e em 2012, Michael e Eu.

 

O DIRETOR
Ernesto Piccolo é um dos nomes de maior destaque na atual cena carioca e com diversos prêmios na bagagem, o ator e diretor Ernesto Piccolo já foi indicado duas vezes ao Prêmio Shell – nas categorias melhor direção, por Divã, e Especial, pelo desenvolvimento do projeto Oficinas de Criação de Espetáculo, que ele coordena e dirige no Centro de Artes CalousteGulbenkian. Recebeu também o Prêmio Coca-Cola pela direção do musical infantil A Guerrinha de Tróia. Dirigiu grandes sucessos teatrais, como Doidas e Santas, que está comemorando 400 apresentações.

 

A AUTORA
Roteirista de cinema, teatro e TV, Lícia Manzo é redatora na TV Globo, onde escreveu para os humorísticos Retrato Falado, A Diarista e Sai de Baixo. Autora principal de novela com A Vida da Gente, apontada por unanimidade pela crítica como uma das melhores novelas das 18h nos últimos tempos. Foi roteirista final do seriado Tudo Novo de Novo, também da TV Globo, com direção de Denise Saraceni. No teatro, entre outros, escreveu textos para os espetáculos As Noites de Cabrita, com direção de Bibi Ferreira, e Salada, dirigido por Ernesto Piccolo. É mestra em Literatura Brasileira pela PUC/RJ e foi indicada ao Prêmio Jabuti pelo ensaio Era uma vez: eu – a não-ficção na obra de Clarice Lispector (2003/UFJF).

Ficha Técnica

Autor: Licia Manzo

Diretor: Ernesto Piccolo

Elenco: Alexandra Richter e Bruno Garcia

Assistente de direção: Neuza Caribé

Cenógrafo: Clívia Cohen

Figurinista: Cao Albuquerque e Kiara Bianca

Direção de movimento: Marcia Rubin

Trilha sonora: Rodrigo Penna

Iluminador: Maneco Quinderé

Fotografia: Dalton Valério

Programador Visual: Zé Luiz Fonseca
Marketing: Mauricio Tavares
Designer: Julliana Della Costa

Produção Executiva: Glauce carvalho

Coordenação de Produção: Helber Santa Rita

Diretor de produção: Gustavo Nunes

Produção: Turbilhão de Idéias

Realização: Alexandra Richter e Gustavo Nunes
Site: www.ahistoriadenos2.com.br

Classificação: Livre

Duração: 70min.

Realização: OPUS PROMOÇÕES E TURBILHÃO DE IDEIAS

A HISTORIA DE NÓS 2

Dias 24 e 25 de fevereiro, no Teatro Opus (São Paulo / SP)

Dias 1 e 2 de março, no Teatro do Bourbon Country (Porto Alegre / RS)

Dias 10 e 11 de março, no Teatro RioMar Fortaleza (Fortaleza/CE)

FORTALEZA (CE)
Dias 10 e 11 de março
Sábado, às 21h
Domingo, às 20h
Teatro RioMar Fortaleza (Rua Desembargador Lauro Nogueira, 1500 Piso L3 – Shopping RioMar Fortaleza – Papicu / Fortaleza – CE)
www.teatroriomarfortaleza.com.br

INGRESSOS:

Setor

Valor

Meia-Entrada

Plateia Alta

R$ 80,00

R$ 40,00

Plateia Baixa B

R$ 120,00

R$ 60,00

Plateia Baixa A

R$ 140,00

R$ 70,00

*Descontos não cumulativos a demais promoções e/ou descontos;
** Política de venda de ingressos com desconto: as compras poderão ser realizadas nos canais de vendas oficiais físicos, mediante apresentação de documentos que comprovem a condição de beneficiário. Nas compras realizadas pelo site e/ou call center, a comprovação deverá ser feita no ato da retirada do ingresso na bilheteria e no acesso à casa de espetáculo;
***A lei da meia-entrada mudou: agora o benefício é destinado a 40% dos ingressos disponíveis para venda por apresentação. Veja abaixo quem têm direito a meia-entrada e os tipos de comprovações oficiais no Ceará:
– IDOSOS (com idade igual ou superior a 60 anos) mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.
– ESTUDANTES mediante apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) nacionalmente padronizada, em modelo único, emitida pela ANPG, UNE, UBES, entidades estaduais e municipais, Diretórios Centrais dos Estudantes, Centros e Diretórios Acadêmicos. Mais informações: www.documentodoestudante.com.br
– PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E ACOMPANHANTES mediante apresentação do cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social da Pessoa com Deficiência ou de documento emitido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que ateste a aposentadoria de acordo com os critérios estabelecidos na Lei Complementar nº 142, de 8 de maio de 2013. No momento de apresentação, esses documentos deverão estar acompanhados de documento de identidade oficial com foto.
– JOVENS PERTENCENTES A FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA (com idades entre 15 e 29 anos) mediante apresentação da Carteira de Identidade Jovem que será emitida pela Secretaria Nacional de Juventude a partir de 31 de março de 2016, acompanhada de documento de identidade oficial com foto.
– JOVENS COM ATÉ 15 ANOS mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.
– PROFESSORES DA REDE PÚBLICA MUNICIPAL DE ENSINO DE FORTALEZA mediante apresentação de carteira funcional emitida pela Secretaria Municipal de Educação e Assistência Social (SEDAS).
– DOADORES REGULARES DE SANGUE mediante apresentação de documento oficial válido, expedido por banco de sangue. São considerados doadores regulares de sangue aqueles registrados nos bancos de sangue cos hospitais do Estado do Ceará.
**** Caso os documentos necessários não sejam apresentados ou não comprovem a condição do beneficiário no momento da compra e retirada dos ingressos ou acesso ao teatro, será exigido o pagamento do complemento do valor do ingresso.

UHUU (sujeito à taxa de conveniência)

www.uhuu.com
Informações: falecom@uhuu.com

Bilheteria do Teatro RioMar Fortaleza: Rua Desembargador Lauro Nogueira, 1500 Piso L3 – Shopping RioMar Fortaleza – Papicu / Horário de funcionamento: de terça-feira a sábado, das 12h às 21h, e domingo e feriados, das 14h às 20h. Em dias de apresentações: das 12h até o início da última apresentação. Segunda-feira: fechada.

Formas de pagamento: Amex, Aura, Diners, dinheiro, Hipercard, Mastercard, Visa e Visa Electron

Giro das Artes traz a Fortaleza grupos internacionais de música, teatro e dança

 

Uma simbólica volta ao mundo a partir de espetáculos de música, teatro e dança. Essa é a proposta do Giro das Artes, projeto que estreia este ano trazendo a Fortaleza artistas da França, Espanha e Suíça, com apresentações e atividades formativas. Com acesso gratuito, a programação começa no dia 2 de março no Cineteatro São Luiz.

A mostra conta com um apanhado das dimensões e possibilidades de manifestações artísticas proporcionadas pelas diversidades históricas, geográficas e sociais dos territórios onde as obras foram criadas. O intercâmbio cultural experienciado pelo público será expandido por meio da realização de residência artística, workshop e palestra.

Quem abre o Giro das Artes é o grupo espanhol aupaQUARTET, que ministra residência artística de 26 de fevereiro a 3 de março e apresenta o show SetUp no dia 2 de março.Nos dias 11 e 12 de março a programação segue com o espetáculo teatral Hamlet, do diretor suíço Boris Nikitin, que além das apresentações profere uma palestra no segundo dia. A dança será contemplada pelas companhias francesas Kubilai Khan investigations e Herman Diephuis, com espetáculos no dia 4 de maio. Grupos locais de dança participarão do workshop em data a ser confirmada.

Com exceção da residência do aupaQUARTET, que será realizada em Aquiraz para os estudantes de música da Tapera das Artes, toda a programação acontecerá no Cineteatro São Luiz, em Fortaleza. A primeira apresentação acontece no dia 02 de março, às 20h. Já nos dias 11 e 12 de março e 04 de maio, os espetáculos começam mais cedo, às 18h.

 

AS ATRAÇÕES

O grupo aupaQUARTET traz ao público de Fortaleza o show SetUp, trabalho que realiza com uma fusão particular de estilos, alimentados pelo desafio de ser ao mesmo tempo criadores e intérpretes. Este show representa um breve passeio pela história do grupo ao propor a apresentação de músicas de alguns dos artistas que influenciaram e inspiraram suas carreiras como Michael Jackson, Sting, John Coltrane ou James Brown. Preocupados em manter a identidade do som que produzem, combinam as sonoridades de suas influencias com suas próprias composições. O aspecto clássico de seus instrumentos de cordas contrasta com a música que produzem, cheia de estratagema, força e espontaneidade.

Hamlet é um trabalho do diretor suíço Boris Nikitin, um dos principais nomes do teatro contemporâneo do país. Neste espetáculo se utiliza da obra shakespeariana como mote para uma reflexão sobre identidade, individualidade, ilusão e realidade. Em um misto de performance de documentário experimental e teatro-musical queer, o intérprete e eletro-músico Julian Meding assume o papel de um Hamlet contemporâneo que se rebela contra a realidade. No dia 12, às 14h, o diretor fará uma demonstração técnica e um bate-papo sobre seu trabalho com artistas convidados.

A companhia de dança francesa Kubilai Khan investigations tem 20 anos de existência e mais de 30 criações representadas na França e em mais de 60 países. Em Black Belt,espetáculo que traz a Fortaleza, chama o público a contemplar uma África em movimento a partir de uma visão interna e não fantasiada que se tem sobre o continente.

Herman Diephuis traz a obra Tremor and More para explorar, através da dança, a capacidade de transformação do intérprete. Nascido em Amsterdã e residente em Paris, Herman Diephuis trabalhou como intérprete por muitos anos com coreógrafos como Régine Chopinot, Mathilde Monnier, Jean-François Duroure, Philippe Decouflé, François Verret, Jerome Bel, Xavier Le Roy e Alain Buffard. Em 2004 criou a associação ONNO para implementar suas próprias criações e projetos.

O projeto Giro das Artes tem como realizadores a Quitanda das Artes, o Instituto BR Arte e o Cineteatro São Luiz. Patrocínio: Enel. Apoio cultural: Instituto Francês, Fundação suíça para a cultura Pro Helvetia, Embaixada da França no Brasil e Rede de Festivais – MIT SP, MID e Viva Dança. Produção executiva: Marco Zero. Produção: Cinco Elementos Produções. Apoio institucional: Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, através da Lei Nº 13.811, de 16 de agosto de 2006.

 

 

PROGRAMAÇÃO / SERVIÇO

MÚSICA

Giro das Artes apresenta SetUp, de aupaQUARTET (Espanha) – Dia 02 de março, às 20h, no Cineteatro São Luiz (Rua Major Facundo, 500 – Centro, Fortaleza-CE). GRATUITO. Informações: (85)3235.4063.

TEATRO

Giro das Artes apresenta Hamlet, de Boris Nikitin (Suíça) – Dias 11 e 12 de março, às 18h, no Cineteatro São Luiz (Rua Major Facundo, 500 – Centro, Fortaleza-CE). GRATUITO. No dia 12, às 14h, acontece uma demonstração técnica e bate-papo para artistas convidados. Interessados devem enviar e-mail para contato@quitandadasartes.com. Informações: (85)3235.4063.

DANÇA

Giro das Artes apresenta Black Belt, de Kubilai Khan investigations (França) e Tremor and More, de Herman Diephuis (França) – Data: 04 de maio, às 18h no Cineteatro São Luiz (Rua Major Facundo, 500 – Centro, Fortaleza-CE). GRATUITO. Informações: (85)3235.4063.

VIDEOS

aupaQUARTET – “StepUP”. Own compositions

Tremor and More, de Herman Diephuis (França)

Espetáculo “Os Mosqueteiros” tem últimas apresentações no Theatro Via Sul Fortaleza

 

 

O Theatro Via Sul Fortaleza recebe a recriação teatral da famosa obra clássica Os Três Mosqueteiros, de Alexandre Dumas. Encenado pelo Grupo Mirante, o espetáculo intitulado “Os Mosqueteiros” possui uma linguagem infanto-juvenil, voltado para crianças e jovens Sucesso no último final de semana, a peça tem mais duas apresentações finais, dias 24 e 25 de fevereiro, às 17 horas.

Em “Os Mosqueteiros” conhecemos a história de D’Artgnan, um jovem espadachim que sonhava seguir os passos do pai e tornar-se um Mosqueteiro. Porém, em sua chegada à Paris, envolveu-se em confusão e desafiou os guerreiros Athos, Porthos e Aramis: Os Três Mosqueteiros. Era um grupo corajoso e que tinha como líder, Madame Treville, mulher forte e determinada que conduzia com afinco e esmero os fiéis Mosqueteiros. Do outro lado, havia o Cardeal Richelieu, que por ganância tramava junto à Lady Clark a derrocada de um jovem Rei, considerado inexperiente e que se aconselhava com o infiel Cardeal. Muitos os caminhos e aventuras pelos quais passarão nossos heróis até que D’Artagnan, finalmente, alcance seu sonho de tornar-se um Mosqueteiro. No centro de tudo, o ideal coletivo de “Um por Todos e Todos por Um!”

 

Serviço:

Os Mosqueteiros
Datas: 24 e 25 de fevereiro de 2018
Horário: 17 horas
Local: Theatro Via Sul Fortaleza – Av. Washington Soares, 4335 – Edson Queiroz
Ingressos: Inteira R$ 40 e meia entrada R$ 20
Capacidade do Teatro: 732 Pessoas
Informações: (85) 3099-1290
Horário de funcionamento da bilheteria: De segunda a domingo, das 10 às 22h, inclusive feriados.
Acessibilidade: Elevadores, rampas de acesso e assentos especiais.
Estacionamento no Shopping Via Sul

FELICIDADE E LIBERDADE COM LEANDRO KARNAL EM TEATROS PELO BRASIL

 

 

 

Sucesso de público em sua última passagem pelo Rio Grande do Sul, Leandro Karnal já tem novas datas no Rio de Janeiro (RJ), Recife (PE), Natal (RN), Fortaleza (CE), São Paulo (SP) com realização de Kratos Klio e Opus Promoções. O historiador pop, com mais de um milhão de seguidores no Facebook, ministrará palestra que tem como tema Felicidade e liberdade: a busca por um mundo de significados reais.

As palestras ocorrerão nos seguintes dias e locais: dias 28 de fevereiro e 01 de março, no Teatro Bradesco Rio (Rio de Janeiro / RJ); dia 07 de março, no Teatro RioMar Recife (Recife / PE); dia 08 de março, no Teatro Riachuelo (Natal/RN); dia 09 de março, no Teatro RioMar Fortaleza (Fortaleza/CE); dias 11, 12 e 13 de março, no Teatro Bradesco (São Paulo/SP). Confira o serviço completo abaixo.

No encontro com o público, o pensador analisa diversas propostas sobre a liberdade humana e a busca de um mundo de significados reais. O que guia a nossa vida? Quem ousa ser livre e quem se considera feliz? Pode funcionar uma sociedade na qual a felicidade se tornou um imperativo absoluto? Como as redes sociais influenciam ideais de felicidade e de autonomia pessoal? Afinal, onde está a vida plena? Essas e outras questões serão abordadas na palestra, assim como a mudança dos valores que definem uma vida bem-sucedida em cada momento da história.

 

SOBRE LEANDRO KARNAL
Leandro Karnal é historiador, doutor em História Social pela USP e professor na UNICAMP. É reconhecido em todo o país como importante intelectual e formador de opinião. Participa frequentemente de programas como o Jornal da Cultura, Café Filosófico entre outros. Alguns de seus livros estão entre os mais vendidos do Brasil, como Todos Contra Todos; Diálogo de Culturas; Pecar e Perdoar; A Detração – Breve Ensaio Sobre o Maldizer; História dos Estados Unidos e Conversas Com Um Jovem Professor. É colunista fixo do jornal O Estado de São Paulo e tem participações diárias nas rádios e canais de TV do grupo Bandeirantes. Sua página do Facebook ultrapassou 1 milhão de seguidores e seus vídeos e frases circulam pela internet com enorme popularidade.

 

LEANDRO KARNAL

FELICIDADE E LIBERDADE

Dia 09 de março

Sexta-feira, às 20h30

Teatro RioMar Fortaleza (Rua Desembargador Lauro Nogueira, 1500 Piso L3 – Shopping RioMar Fortaleza – Papicu / Fortaleza – CE)
www.teatroriomarfortaleza.com.br

INGRESSOS:

Setor

Inteira

Meia-Entrada

Plateia Alta

R$ 100,00

R$ 50,00

Plateia Baixa B

R$ 140,00

R$ 70,00

Plateia Baixa A

R$ 140,00

R$ 70,00

*Descontos não cumulativos a demais promoções e/ou descontos;
** Política de venda de ingressos com desconto: as compras poderão ser realizadas nos canais de vendas oficiais físicos, mediante apresentação de documentos que comprovem a condição de beneficiário. Nas compras realizadas pelo site e/ou call center, a comprovação deverá ser feita no ato da retirada do ingresso na bilheteria e no acesso à casa de espetáculo;
***A lei da meia-entrada mudou: agora o benefício é destinado a 40% dos ingressos disponíveis para venda por apresentação. Veja abaixo quem têm direito a meia-entrada e os tipos de comprovações oficiais no Ceará:
– IDOSOS (com idade igual ou superior a 60 anos) mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.
– ESTUDANTES mediante apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) nacionalmente padronizada, em modelo único, emitida pela ANPG, UNE, UBES, entidades estaduais e municipais, Diretórios Centrais dos Estudantes, Centros e Diretórios Acadêmicos. Mais informações: www.documentodoestudante.com.br
– PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E ACOMPANHANTES mediante apresentação do cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social da Pessoa com Deficiência ou de documento emitido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que ateste a aposentadoria de acordo com os critérios estabelecidos na Lei Complementar nº 142, de 8 de maio de 2013. No momento de apresentação, esses documentos deverão estar acompanhados de documento de identidade oficial com foto.
– JOVENS PERTENCENTES A FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA (com idades entre 15 e 29 anos) mediante apresentação da Carteira de Identidade Jovem que será emitida pela Secretaria Nacional de Juventude a partir de 31 de março de 2016, acompanhada de documento de identidade oficial com foto.
– JOVENS COM ATÉ 15 ANOS mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.
– PROFESSORES DA REDE PÚBLICA MUNICIPAL DE ENSINO DE FORTALEZA mediante apresentação de carteira funcional emitida pela Secretaria Municipal de Educação e Assistência Social (SEDAS).
– DOADORES REGULARES DE SANGUE mediante apresentação de documento oficial válido, expedido por banco de sangue. São considerados doadores regulares de sangue aqueles registrados nos bancos de sangue cos hospitais do Estado do Ceará.
**** Caso os documentos necessários não sejam apresentados ou não comprovem a condição do beneficiário no momento da compra e retirada dos ingressos ou acesso ao teatro, será exigido o pagamento do complemento do valor do ingresso.

 

CANAIS DE VENDAS OFICIAIS:

Ingresso Rápido: 4003-1212

www.ingressorapido.com.br

Bilheteria do Teatro RioMar Fortaleza: Rua Desembargador Lauro Nogueira, 1500 Piso L3 –

Shopping RioMar Fortaleza – Papicu / Horário de funcionamento: de terça-feira a sábado, das

12h às 21h, e domingo e feriados, das 14h às 20h. Em dias de apresentações: das 12h até o

início da última apresentação. Segunda-feira: fechada.

Peça de Bruno Mazzeo “Enfim Nós” tem montagem local com estreia para convidados

21

 

Com texto de Bruno Mazzeo e direção de Cláudio Torres Gonzaga, a peça ENFIM, NÓS chega a Fortaleza com elenco formado pelos atores cearenses Larissa Goes e Luis Costa, com estreia para convidados dia 23 de fevereiro, às 21h30, no Theatro Via Sul Fortaleza, com a presença do ator Bruno Mazzeo. O grande público poderá conferir o espetáculo nos dias 9, 10 e 11 de março,
(sex e sáb 21h, e dom 20h.).

ENFIM, NÓS foi escrita por dois experientes autores da TV, Bruno Mazzeo e Cláudio Torres Gonzaga; o primeiro, responsável por programas como Cilada, A Diarista e Junto e Misturado; o segundo, por Zorra Total e Sob Nova Direção, dentre outros. Aplaudido pela crítica e público, o espetáculo atingiu média de 96% da lotação no Teatro Folha em São Paulo, 97% no teatro Laura Alvim e 94% no teatro das Artes no Rio de Janeiro. Esteve em turnê por mais de 90 cidades, como Niterói, Vitória, Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Maceió, Natal, Recife, São Luis, Salvador, Belém e Teresina. ENFIM, NÓS é sucesso por onde passa, atingindo a marca de mais de 600 mil espectadores.

ENFIM, NÓS conta em cena com a presença do novo casal, Larissa Góes e Luis Costa, atores cearenses em ascensão. Larissa interpretou o papel de Luzia na fase jovem da personagem na novela Velho Chico em 2016; Luis já é nome conhecido no Nordeste, por ter sido apresentador do Globo Esporte durante oito anos, ingressando em seguida na carreira de ator.

A peça conta a história de Zeca e Fernanda. Os dois vão passar o seu primeiro dia dos namorados juntos, desde que decidiram dividir o mesmo teto. Porém, um pequeno incidente faz com que eles fiquem presos no banheiro. Passar a noite trancados faz muitos sentimentos virem à tona na relação do casal, causando discussões sobre ciúmes, cobranças, manias, amor… Outros contratempos surpreendentes também marcam o roteiro. Sem dúvida, os personagens terão uma noite inesquecível, mesmo que tudo não saia exatamente como o planejado.

Este é um pequeno resumo da comédia “Enfim, nós”, que já foi encenado pelo próprio Bruno Mazzeo e artistas como Fernanda Souza, Maria Clara Gueiros e Ricardo Tozzi, Fernanda Vasconcelos e Cássio Reis, dentre outros pares. E para dar um toque especial à essa comédia romântica, a encenação conta com vozes em off de Luciano Huck, Heloísa Perissé e Leandro Hassum.

Definitivamente, todo casal, antes mesmo de unir os trapos, deveria passar pelo menos uma noite trancado no banheiro.

FICHA TÉCNICA:
Autores: Bruno Mazzeo e Cláudio Torres Gonzaga
Direção: Cláudio Torres Gonzaga
Elenco: Larissa Goes e Luis Costa
Cenário: Edward Monteiro
Iluminação: Luiz Paulo Nenén
Produção de Figurinos: Rhasny Roque (T-SHIRT IN BOX)
Trilha Sonora: Mú Carvalho
Direção de Produção: Mario Alves e Lucia Regina de Souza
Direção Executiva: Manoel Rolim
Produção Nacional: PROCULT e Caravana
Vozes em Off: Luciano Huck, Heloísa Perissé e Leandro Hassum
Serviço:
Estreia VIP Enfim Nós Fortaleza com presença de Bruno Mazzeo – Convidados e imprensa
Data: 23 de fevereiro
Horário: 21h30
Local: Theatro Via Sul Fortaleza – Av. Washington Soares, 4335 – Edson Queiroz

Serviço 2:
Enfim, Nós
Data: 9, 10 e 11 de março
Horário: sexta e sábado 21 horas e domingo 20 horas
Local: Theatro Via Sul Fortaleza – Av. Washington Soares, 4335 – Edson Queiroz

Espetáculo brasiliense “Fio a Fio” aborda a poesia do envelhecer

 

 

Envelhecer é paradoxal. Se a experiência lança um vigor, o curso dos anos impõe limites ao corpo. O espetáculo Fio a Fio – em cartaz no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura entre os dias 2 a 4 de março – é sobre este movimento do tempo, de acúmulos e perdas. Em cena, Giselle Rodrigues e Édi Oliveira, criadores e intérpretes.

A temática nasceu durante sessões de improvisação abertas que os artistas vinham realizando como parte de uma pesquisa sobre processo de criação. Foi surgindo nos dois o desejo de falar sobre como e quando se começa a envelhecer, quando o corpo começa a não realizar atividades que antes eram simples. “Meu próprio corpo é reflexo disso. Voltar a dançar, após vinte anos fora dos palcos, período em que atuei como diretora e coreógrafa, foi uma redescoberta e um aprendizado sobre esse novo corpo, que também envelhece a cada dia”, explica a coreógrafa e pesquisadora Giselle Rodrigues, que dirige a companhia BaSiraH, em Brasília.

No palco, elementos do teatro e da dança se fundem resultando numa dança contemporânea mais dramática e teatral. A coreografia ampliada pela oralidade. O verbo em corpo mais potente. “Desde o princípio do processo, buscamos dar ênfase a uma composição que primasse pelo detalhe, pela sutileza e pela abordagem poética de pontos difíceis e até tabus sobre o processo de envelhecer. Como contraponto, procuramos dar uma poeticidade surgida de um trabalho com a palavra que nasceu do improviso, gerando textos presentes no espetáculo”, afirma Édi Oliveira.

Fio a Fio estreou em outubro de 2015 no Teatro SESC Garagem, em Brasília. Em 2016 participou de dois festivais no Brasil: Festival Brasileiro de Teatro – XVIII Edição (RJ) e o Cena Contemporânea – Festival Internacional de Teatro de Brasília (DF). Participou, ainda em 2016, da Mostra Prêmio SESC do Teatro Candango, na qual foi premiado em 6 categorias: melhor espetáculo, melhor direção e melhor atriz, entre outras. Em agosto de 2017, participou, como convidado, da XVI Edição do Festival de Danza Contemporânea de Costa Rica e do Festival do Teatro Brasileiro em Belo Horizonte (MG). Selecionado pelo Programa Petrobras Distribuidora de Cultura 2017/2018, o trabalho será apresentado em Palmas (TO), Niterói (RJ) e Fortaleza (CE).

Na capital cearense serão duas apresentações para o público em geral, no sábado e domingo, dias 3 e 4 de março, às 20 horas, com bilheteria a preços populares: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Na sexta-feira, 2, o projeto é voltado para a formação de platéia, sob a mediação do arte-educador brasiliense Glauber Coradesqui. Esta sessão será gratuita e direcionada a alunos de escolas e universidades públicas, grupos de idosos e de pessoas surdas. Todas as apresentações serão seguidas de um bate-papo com os artistas. Está previsto ainda, no sábado pela manhã, um encontro dos diretores e intérpretes do espetáculo, Giselle Rodrigues e Édi Oliveira, com artistas locais possibilitando uma troca de experiências. Todas as atividades contam com uma intérprete em libras, ampliando e viabilizando o acesso de surdos.

 

Giselle Rodrigues

Coreógrafa e bailarina, mestre em Artes pela UnB – Universidade de Brasília, foi bailarina do Endança nas décadas de 1980/1990. Fundadora do Basirah Núcleo de Pesquisa em Dança Contemporânea em 1997, dirigiu o grupo por 15 anos. Atualmente é professora do Departamento de Artes Cênicas da UnB e transita nas áreas de dança e teatro como diretora, coreógrafa, provocadora e preparadora corporal. Em 2014 foi selecionada pelo edital Rumos Itaú com o projeto AISTHESIS.

 

Édi Oliveira

Graduado e Mestrando em Artes Cênicas pela Universidade de Brasília, ator, bailarino, coreógrafo, professor de dança e fundador e diretor artístico do dançapequena – Grupo de Dança Contemporânea desde 2000. Dançou na Anti Satus Quo Cia. de Dança, de 1996 a 1998, e integrou o BaSiraH – Núcleo de Pesquisa em Dança Contemporânea, a partir de 1999.

 

Serviço:

Fio a Fio – Espetáculo de teatro-dança, com Giselle Rodrigues e Édi Oliveira
Onde: Teatro Dragão do Mar (Rua Dragão do Mar, 81, Praia de Iracema)
Quando: Dia 2/3*, às 16 horas – Sessão gratuita de formação de platéia (*para público específico)
Dias 3 e 4/3, às 20 horas Quanto: R$ 10 (inteira) / R$ 5 (meia)
Classificação indicativa: 12 anos
Ingressos: na bilheteria do teatro
Fotografia: Diego Bresani

Ficha técnica

Concepção, direção coreografia e interpretação – Giselle Rodrigues e Édi Oliveira
Colaboração artística – Kênia Dias e Marcelo José
Desenho de Luz – Dalton Camargos e Moisez Vasconcellos
Cenário e figurino – Roustang Carrilho
Trilha Sonora – Tomás Seferin
Design Gráfico – Maíra Zannon / Ilha Design
Arte-educador – Glauber Coradesqui
Interprete em Libras – Isah Messias
Produção executiva – Naná Maris Produções Culturais
Produção local –D* Projetos Culturais
Cobertura fotográfica local – Robson Melo

Espetáculo “Os Três Mosqueteiros” será apresentado no Theatro Via Sul Fortaleza

 

O Theatro Via Sul Fortaleza recebe a recriação teatral da famosa obra clássica “Os Três Mosqueteiros”, de Alexandre Dumas. Encenado pelo Grupo Mirante, o espetáculo possui uma linguagem infanto-juvenil e é voltado para crianças e jovens. O espetáculo acontece nos dias 17, 18, 24 e 25 de fevereiro, às 17 horas.

Em “Os Três Mosqueteiros” conhecemos a história de D’Artgnan, um jovem espadachim que sonhava seguir os passos do pai e tornar-se um Mosqueteiro. Porém, em sua chegada à Paris, envolveu-se em confusão e desafiou os guerreiros Athos, Porthos e Aramis: Os Três Mosqueteiros. Era um grupo corajoso e que tinha como líder, Madame Treville, mulher forte e determinada que conduzia com afinco e esmero os fiéis Mosqueteiros. Do outro lado, havia o Cardeal Richelieu, que por ganância tramava junto à Lady Clark a derrocada de um jovem Rei, considerado inexperiente e que se aconselhava com o infiel Cardeal. Muitos os caminhos e aventuras pelos quais passarão nossos heróis até que D’Artagnan, finalmente, alcance seu sonho de tornar-se um Mosqueteiro. No centro de tudo, o ideal coletivo de “Um por Todos e Todos por Um!”

 

Serviço:

Os Três Mosqueteiros
Datas: 17, 18, 24 e 25 de fevereiro de 2018
Horário: 17 horas
Local: Theatro Via Sul Fortaleza – Av. Washington Soares, 4335 – Edson Queiroz
Ingressos: Inteira R$ 40 e meia entrada R$ 20
Capacidade do Teatro: 732 Pessoas
Informações: (85) 3099-1290
Horário de funcionamento da bilheteria: De segunda a domingo, das 10 às 22h, inclusive feriados.
Acessibilidade: Elevadores, rampas de acesso e assentos especiais.
Estacionamento no Shopping Via Sul

NOVA MONTAGEM DE “5 X COMÉDIA”, COM BRUNO MAZZEO, DEBORA LAMM, FABIULA NASCIMENTO, LUIS MIRANDA E THALITA CARAUTA, CHEGA A FORTALEZA

 

 

Após um hiato de quase 20 anos, o “5 X Comédia”, uma das grandes sensações do teatro brasileiro da década de 90 – concebido por Sylvia Gardenberg, produzido pela Dueto e visto por mais de 450 mil espectadores –, voltou repaginado em 2016 com temporadas de sucesso no Rio de Janeiro, Brasília, Belém, Curitiba, Belo Horizonte e São Paulo. A nova montagem, dirigida por Monique Gardenberg e Hamilton Vaz Pereira, agora chega a Fortaleza, onde fica em cartaz, no Teatro Riomar Fortaleza, nos dias 24 e 25 de fevereiro, com cinco esquetes escritos e interpretados por alguns dos mais incensados nomes do humor e da nova dramaturgia do país. Depois da capital cearense, a peça ainda passa por Campinas, Porto Alegre, Natal, Goiânia e Palmas.

Nesta versão do século XXI, Bruno Mazzeo, Debora Lamm, Fabiula Nascimento e Thalita Carauta dão vida aos personagens criados, respectivamente, por Antonio Prata, Julia Spadaccini, Jô Bilac e Pedro Kosovski. A novidade da segunda excursão da nova temporada fica por conta da entrada do ator Luis Miranda – que interpretará um texto de sua própria autoria –, no lugar de Lucio Mauro Filho. O espetáculo tem cenário de Daniela Thomas e Camila Schmidt, iluminação de Maneco Quinderé e figurino de Cassio Brasil. A BB Seguridade, empresa que concentra as operações de seguros, previdência, capitalização e planos odontológicos do Banco do Brasil, apresenta e patrocina o projeto. Ingressos estão à venda no site www.uhuu.com e na bilheteria do Teatro RioMar (mais informações no serviço abaixo).

 

Serviço 5X Comédia

Datas: 24 e 25 de fevereiro;

Horários: Sábado, às 21h. Domingo, às 20h;

Mais informações:

Local: Teatro RioMar Fortaleza (Rua Desembargador Lauro Nogueira, 1500 Piso L3 – Shopping RioMar Fortaleza – Papicu / Fortaleza – CE)

www.teatroriomarfortaleza.com.br

Ingressos:

Setor

Valor

Meia-Entrada

Plateia Alta

R$ 40,00

R$ 20,00

Plateia Baixa B

R$ 80,00

R$ 40,00

Plateia Baixa A

R$ 100,00

R$ 50,00

Classificação: 14 anos;
Gênero: Comédia;

Duração: 100 min.

 

Recife, 18 de novembro de 2017; Teatro RioMar: Apresentação do espetáculo teatral 5x Comédia. Foto: Helder Tavares/Divulgação

 

ESPETÁCULO A MARCA DA ÁGUA, DA ARMAZEM COMPANHIA DE TEATRO, ENTRA EM CARTAZ NA CAIXA CULTURAL FORTALEZA

 

​Crédito: Mauro Kury

A CAIXA Cultural Fortaleza apresenta, de 02 a 04 de fevereiro, o espetáculo “A Marca da Água”, da Armazém Companhia de Teatro. Com texto de Maurício Arruda Mendonça e Paulo de Moraes, que também assina a direção, a peça, eleita pelo Jornal O Globo com uma das melhores de 2012, recebeu o Prêmio Shell de Melhor Ator, Prêmio APTR de Melhor iluminação. Além disso, foi agraciada com o Prêmio Fringe First Award, durante o Festival de Edimburgo, na Escócia, em 2013.

O espetáculo apresenta ao público uma história que transita ente o sonho e a realidade de seus personagens. Vivendo numa aparente placidez, numa espécie de cotidiano automático e morno, Laura, aos 40 anos, é surpreendida pelo misterioso aparecimento de um enorme peixe em seu jardim. Esta perturbadora aparição traz de volta à vida desta mulher sintomas de uma doença neurológica causada por um acidente na infância. A partir daí, Laura passa a ter acesso profundo e muito nítido às suas mais antigas memórias e é arrebatada por uma música imaginária e constante dentro de sua cabeça.

Com tons e movimentos que reforçam o universo de “A Marca da Água” entre o real e sonhado, a busca e o delírio da personagem flagram estados sutis quando a fragilidade física pode se transformar em afirmação de vida. A encenação explora uma inspirada ambientação cenográfica, em que movimentos dentro de uma piscina e coloridas projeções auxiliam na condução da ação.

Antes de dar voz ao texto caprichado de Maurício Arruda Mendonça e Paulo de Moraes, que “bebem” em fontes como os livros do neurologista britânico Oliver Sacks, o elenco fez intenso preparo corporal para, em cena, conseguir, sem embaraço, atuar tendo que a quase todo instante se lançar num tanque com 3 mil litros de água. Os figurinos de Rita Murtinho, em neoprene e tactel, faz com que os atores alternem o visual molhado/seco ao longo da encenação.

 

 

Sobre a Armazém Companhia de Teatro

A Armazém Companhia de Teatro foi formado em 1987, em Londrina, em meio à efervescência cultural vivida pela cidade paranaense na década de 80 – de onde saíram nomes importantes no teatro, na música e na poesia. Liderados pelo diretor Paulo de Moraes, o senso de ousadia daqueles jovens buscando seu lugar no palco impregnaria para sempre os passos do grupo: a necessidade de selar um jogo com o seu espectador, a imersão num mundo paralelo, recriado sobretudo pela ação do corpo, da palavra, do tempo e do espaço.
Com sede no Rio de Janeiro desde 1998, a companhia completou, recentemente, 30 anos de sua formação. Sempre baseando seus espetáculos em pesquisas temáticas (com a criação de uma dramaturgia própria com ênfase nas relações do tempo narrativo) e formais (que se refletem na utilização do espaço, na construção da cenografia, ou nas técnicas utilizadas pelos atores para conviver com o risco de encenar em cima de um telhado, atravessando uma fina trave de madeira ou imersos na água), a questão determinante para a companhia segue sendo a arte do ator. Busca-se para o ator uma dinâmica de corpo, voz e pensamento que dê conta das múltiplas questões que seus espetáculos propõem. E a encenação caminha no mesmo sentido, já que é o corpo total do ator que a determina.
Apesar da construção de espetáculos tão díspares e complementares como A Ratoeira é o Gato (1993), Alice Através do Espelho (1999), Toda Nudez Será Castigada (2005) e O Dia em que Sam Morreu (2014), a Armazém Companhia de Teatro segue sua trajetória sempre investindo numa linguagem fragmentada, que ordene o movimento do mundo a partir de uma lógica interna. Essa lógica interna é a voz da Armazém, talvez a grande protagonista do mundo representacional dacompanhia.

O grupo conta com o patrocínio da Petrobras desde o ano 2000.

Ficha técnica

A Marca da Água

Dramaturgia: Maurício Arruda Mendonça e Paulo de Moraes

Direção: Paulo de Moraes

Elenco: Patrícia Selonk, Ricardo Martins, Marcos Martins, Marcelo Guerra e Lisa Eiras

Iluminação: Maneco Quinderé

Figurinos: Rita Murtinho

Direção Musical: Ricco Viana

Cenografia: Paulo de Moraes

Vídeografismo: Rico Vilarouca e Renato Vilarouca

Assessoria de Imprensa: Ney Motta

Projeto Gráfico: Jopa Moraes

Fotografias: Mauro Kury

Produção Executiva: Flávia Menezes

Produção: Armazém Companhia de Teatro

Serviço

Teatro: A Marca da Água

Local: CAIXA Cultural Fortaleza

Endereço: Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema

Data: 02 a 04 de fevereiro

Horários: Sexta e sábado, às 20h, e domingo, às 19h
Duração: 70 minutos

Classificação indicativa: 14 anos

Ingressos: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia-entrada)

Vendas a partir do dia 01 de fevereiro, das 10h às 20h, na bilheteria do local

Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais
Serviço de manobrista gratuito no local

Paraciclo disponível no pátio interno

Informações gerais | Bilheteria da CAIXA Cultural Fortaleza:
(85) 3453-2770

Gretchen faz participação especial no musical “Prometemos não chorar” no Theatro Via Sul Fortaleza


O Grupo Ás de Teatro comemora quatro anos da estreia da comédia musical “Prometemetos não chorar”, com a partipação especial da Rainha do Bumbum e dos memes, Gretchen, nesta sexta-feira, 2 de fevereiro, às 21 horas, no Theatro Via Sul Fortaleza. A peça, que tem grande engajamento nas redes sociais, já atraiu mais de 12.000 espectadores e participou de diversos festivais de teatro em Fortaleza.

Gretchen
Quase ninguém a conhece como Maria Odete Brito de Miranda, mas quando alguém menciona seu nome artístico, conhecido há mais de 30 anos nacionalmente, não há como deixar de ter alguma referência, mesmo que não tenha nascido na década de 80. Gretchen é uma cantora, atriz e dançarina brasileira conhecida como “Rainha do Bumbum” e por sucessos que emplacou há anos, como “Freak le boom boom”, “Conga, conga, conga”e “Melô do piripipi (je suis la femme)”, que atingiram o topo das paradas na América Latina e países hispânicos.

 

O musical
O texto do espetáculo, escrito pelo diretor Glauver Souza em parceria com Vanessa Pinheiro e Bruno do Vale, passeia pelo universo brega, apresentando à plateia os sucessos e a estética do gênero. As canções foram escolhidas entre sucessos dos anos 1960 aos dias de hoje.

O elenco de 10 atores transporta a plateia à Fortal City, na década de 1950, para conhecer as irmãs Perfídia, Carol e Diana, que são obrigadas a trabalhar e conviver no Irapuan Clube, um bar comandado por Charlie Brown, já que a madrasta delas, Lady Laura, e sua filha, Sandra Rosa, usufruem de toda a fortuna que restou do falecido pai banqueiro das três. Enquanto Perfídia sonha em ser descoberta por Conceição, a famosa estrela de rádio, Diana se aproxima de Fernando, namorado de Sandra Rosa e sobrinho de Charlie Brown, e Carol continua investigando o mistério da morte de seu pai. Tudo muda quando ela chega perto da verdade, o que traz à tona a presença do Detetive Falcão para reacender a investigação.

As músicas bregas dão o tom indispensável na encenação. Com um repertório preenchido pelos maiores clássicos do gênero, PROMETEMOS NÃO CHORAR é uma viagem ao universo do romantismo exagerado e do amor sofrido. Todas as canções são interpretadas ao vivo pelos artistas. Figurinos e cenários transitam entre o luxuoso e o kitsch e revelam influência do Teatro de Revista de Walter Clark.

 

 

Grupo Ás de Teatro

O Grupo Ás de Teatro foi fundado em um ambiente educacional no bairro Montese, em Fortaleza, no ano de 2004. Em 2009, sai dos muros da escola e apresenta seu primeiro espetáculo adulto: “Você Não Consegue Parar!”, adaptação do musical “Hairspray”, com um elenco de 23 atores, a peça é construída em nove meses de ensaios e foi bem recebida por público e crítica em temporadas em diversos teatros da cidade até 2011 e obtendo público superior a 2.500 pessoas.

Em 2011, investindo na pesquisa de Teatro Musical e encarando desafios, o Ás de Teatro resolve montar um espetáculo com temática diferente do anterior. Em “Companhia” (adaptação do musical norte-americano “Company”), o grupo dissertou sobre relacionamentos adultos. “Companhia” esteve em cartaz até o ano de 2013, também recebendo plateias cheias e boa resposta da classe teatral. A peça foi reconhecida como Melhor Espetáculo, Direção, Ator, Atriz e Ator Revelação dos Prêmios Destaques do Ano de 2011.

Em outra decisão audaciosa, o Ás de Teatro muda novamente de estilo em seu espetáculo seguinte. Com “Audições Abertas – O Musical” (adaptação de “A Chorus Line”), de 2012, o elenco do grupo se renova ao contar a dura seleção de bailarinos para um espetáculo cênico.

Em 2013, celebrando seus quatro anos de trajetória profissional, o Grupo Ás de Teatro promoveu o “Concerto Ás em Quatro”. Admiradores do trabalho do coletivo e público em geral relembraram os três espetáculo anteriores, que foram retratados em algumas cenas representativas, e conferiram uma prévia da nova produção do grupo, o musical brega PROMETEMOS NÃO CHORAR. O “Concerto Ás em Quatro” foi apresentado na edição cearense do projeto Palco Giratório (em abril de2013), do Sesc, sendo o segundo espetáculo de maior público na mostra.
Após a estreia de PROMETEMOS NÃO CHORAR, o grupo, em 2016, deu mais um importante passo em sua trajetória ao estrear seu primeiro espetáculo infantil: “Os Bardos Cantadores de Histórias”. Além disso, era o primeiro espetáculo do grupo com canções autorais. Utilizando a estética Mambembe como referência, o grupo ressignificou signos presentes na cultura popular brasileira e mundial, desde sua narrativa até figurinos, objetos cenográficos e cenário.

Texto original de Vanessa Pinheiro, Glauver Souza e Bruno do Vale
Grupo Ás de Teatro
Direção: Glauver Souza

 

Serviço:
Prometemos não chorar – Um musical de Classe com participação especial de Gretchen

Datas: 2 de fevereiro (sextas-feira)
Horário: 21 horas
Local: Theatro Via Sul Fortaleza – Av. Washington Soares, 4335 – Edson Queiroz
Ingressos: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia)
Pontos de venda: Bilheteria do Theatro Via Sul e no site Ingresso Rápido (www.ingressorapido.com.br)
Capacidade do Teatro: 732 Pessoas
Informações: (85) 3099-1290

Sobral apresenta o espetáculo “Quem tem medo de travesti?” nesta quinta, 25


​Coletivo artístico “As Travestidas” (Foto: Lorena Armond)

 

Enquanto uma multidão se reunia na Praia de Iracema, no último sábado (20), para celebrar a diversidade e prestigiar o Bloco das Travestidas, comandado pelo ator e pesquisador cearense Silvero Pereira, alguma pessoa no Brasil morria por causa de sua orientação sexual ou identidade de gênero. Trata-se de uma contradição, que cria dois países: um que abre cada vez mais espaço para as demandas por representatividade e pela equidade de direitos, e outro que é campeão no mundo em crimes de ódio, contra travestis e transexuais.

Para ajudar a entender este cenário e acreditando na cultura como ferramenta de combate ao preconceito, o coletivo artístico “As Travestidas”, composto por atores, cantores e bailarinos, retorna aos palcos cearenses, na próxima quinta-feira (25), para discutir os principais desafios do universo “trans”, como o preconceito vivido ainda na infância e juventude, a baixa inclusão de transexuais no mercado de trabalho e a baixa expectativa média de vida das travestis brasileiras – 35 anos.

Em uma apresentação única e gratuita no Theatro São João (Praça São João, 156, Centro), em Sobral, às 19 horas, o coletivo artístico apresenta o espetáculo “Quem Tem Medo de Travesti?”, escrito e dirigido por Silvero Pereira, construído a partir de uma pesquisa histórica do papel da travesti no teatro e na sociedade, bem como fragmentos de vidas reais, coletados através de conversas com travestis, transexuais e transformistas que relatam sua participação no início das primeiras encenações, passando pelo glamour do teatro de revista e chegando à decadência e marginalização da figura “trans” na sociedade contemporânea.

 

Verão Sobral

De acordo com a presidente da Escola de Cultura, Comunicação, Ofícios e Artes (Ecoa), Luísa Cela, responsável por formular e implementar políticas culturais no município, o espetáculo selecionado para compor a programação do “Verão Sobral – Férias e Pré-Carnaval”, reafirma a arte como instrumento de questionamento e transformação social.

“A cultura tem uma capacidade muito forte de promover cidadania. Isso acontece quando você levanta uma discussão, que muitas vezes não tem espaço para ser publicizada, como é o caso da violência contra a comunidade LGBT, e você mostra (através da arte) que isso não é normal e que precisa ser combatido. Trazer esse espetáculo para o interior do Ceará é uma forma de contribuir para que a população LGBT possa se expressar em qualquer lugar sobre temas que dizem respeito a realidade de quem vive nessa condição”, explica.

 

Fique por dentro

O teatro-musical “Quem tem Medo de Travesti?” tem direção de Jezebel De Carli e Silvero Pereira. No elenco estão os artistas Denis Lacerda (Deydianne Piaf), Alicia Pietá, Patrícia Dawson, Italo Lopes (Karolaynne Carton), George Hudson (Bethânia Houston) e Rodrigo Ferreira (Mulher Barbada). A classificação etária é de 16 anos.

 

Serviço:

Quem tem Medo de Travesti?
Data: 25 de Janeiro (quinta-feira)
Local: Theatro São João (Praça São João, 156, Centro – Sobral)

Mais informações pelo telefone: (88) 3611.3324

“É o Gera”, projeto de ocupação do Teatro Carlos Câmara (TCC), promove formação gratuita na área cultural com certificação técnica

 

“É o Gera”, uma realização da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) e do Teatro Carlos Câmara (TCC), promove formação gratuita na área cultural com certificação técnica. O projeto já iniciou suas ações formativas com a turma de Roadie com o Facilitador Mateus Coruja, profissional que possui 13 anos de experiência e atua em grandes eventos do Ceará. Além das aulas no Teatro, o curso propôs aulas práticas com um show da banda Vento Mareia e em uma passagem de som do Bloco Luxo da Aldeia na Praça do Ferreira.

No dia 23 de janeiro, uma nova turma: oficina Técnica em Áudio como o Facilitador Emídio Braga, atua no mercado cultural desde o final da década de 70. Atuou como produtor e promotor de eventos, bem como técnico de som. Atualmente é diretor da empresa Sonoriza Eventos e é professor do Iatec Fortaleza. A oficina de Técnica em Áudio recebeu 324 inscrições, 20 foram selecionados e se destaca por ser uma qualificação completa de 69h, dividido em 4 módulos com duração de 2 meses.

O Projeto “É O GERA” surge a partir do diálogo entre profissionais que atuam na cena cultural de Fortaleza e os coletivos Servilost, Coletivo Natora, Raízes da Periferia e Ocupa Cajueiro, com o intuito de ocupar os espaços da cidade com a voz e a cara da juventude, gerando formação, a difusão e o intercâmbio de novos protagonistas das artes na cidade, onde toda a programação é gratuita por fazer parte da proposta selecionada no edital de ocupação do Teatro Carlos Câmara, equipamento da Secretaria da Cultura do Ceará.

Para além das apresentações, outras formas de ocupação contribuirão para o desenvolvimento das atividades, tais como feiras que impulsionam a economia criativa e o empreendedorismo, bem como debates, rodas de conversas e outros tipos de formações nas áreas técnicas de som, luz e produção, voltados para a profissionalização dos agentes integrantes de coletivos da periferia, qualificando os trabalhos que já são realizados.

As formações são divididas em área técnica através com certificação pelo IATEC, área de produção, comunicação e cultura popular, buscando atender diversas demandas do setor cultural e dando prioridade a agentes que fazem parte de coletivos para que possam ser multiplicadores dos conhecimentos adquiridos nas oficinas.

Até o final da ocupação, diversas oficinas e as inscrições serão realizadas pelo Mapa cultural, plataforma da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará onde é realizada inscrições em editais, cadastro de agentes, coletivos e agendas culturais com de todo o Ceará.

Espetáculo sobre o Drácula estreia no TJA esta semana

 

Nesta quarta (24), no Palco Principal do TJA estreia o novo espetáculo do Coletivo Soul, ‘DRÁCULA ou o Desmortal’. Fruto de viagens exploratórias o espetáculo, com dramaturgia do brasileiro Alexandre Dal Farra e da portuguesa Patrícia Portela, propõe uma revisão deste nosso tempo presente, em favor do encontro com diferentes temporalidades e geografias, que Drácula encarna como aquilo que permanece ou convive com a sua própria morte (Un-Dead), sobrevivente, ameaçador. A direção geral é de Thiago Arrais.

Contemplado pelo Itaú Rumos Cultural 2015-2016, o projeto itinerou, ao longo de um ano por cinco países, no cumprimento de sua pesquisa e atividades, Colômbia, Romênia, Alemanha, França e Portugal. A peça fica em cartaz até o dia 28 de janeiro, de quarta a sexta no horário de 19h30 e sábado e domingo no horário de 18h30. O ingresso custa R$10, R$5 e a classificação indicativa é 18 anos.

Na Sexta de Música da semana teremos reggae e rock com o músico Kaya Araújo e convidados no show “Me reggae com seu rock”. A atividade acontece na Praça Mestre Pedro Boca Rica a partir das 19h e contará com a participações de Mateus Lessa ,Eduarda Quintela e Mateus Galvão. Os ingressos serão vendidos na hora no valor de R$10 e R$5 (meia). Classificação indicativa: Livre.

 

Domingo é dia de Pauta Aberta Infantil

No Teatro Morro do Ouro, às 16h, o grupo Teatro Esgotado apresenta o espetáculo “Sonhei com bolhas intergalácticas”. Em cartaz todos os domingo de janeiro, a peça conta a história de dois viajantes que se encontram em um mesmo sonho. Os dois precisam atravessar as galáxias em busca de novas histórias e novas formas de viver no mundo.”

“Sonhei com bolhas intergalácticas” é o primeiro espetáculo infantojuvenil do grupo Teatro Esgotado, proposição que surgiu na pesquisa com os filmes de animação, atravessando histórias na formação de outros mundos. Os ingressos estarão ao preço de R$8 e R$4 (meia). Classificação indicativa: Livre.

Ainda no domingo (28), o programa Sala de Concerto recebe o show “Bem Melhor” do músico Alisson Félix no foyer do TJA às 17h. Violonista e compositor, Félix é atuante na área do choro, realizou diversos shows com o Grupo Chega Chora em homenagem a compositores cearenses. É membro do grupo Syntagma com o qual realizou uma turnês em Fortaleza, Juazeiro e Sousa na Paraíba. Atualmente está à frente do Felix Quarteto projeto no qual o violonista apresenta composições próprias. A entrada é gratuita e e a classificação indicativa livre.

Confira a programação completa do TJA no site: www.secult.ce.gov.br

Espetáculo “Os Homens Querem Casar e as Mulheres Querem Sexo 2” será apresentado em Fortaleza, nesta sexta (12)

 

 

O espetáculo “Os Homens Querem Casar e as Mulheres Querem Sexo 2” estará em cartaz em Fortaleza, neste final de semana, sexta (12), às 21h, no Teatro RioMar Fortaleza. O Espetáculo já foi assistido por mais de 2 milhões de pessoas, em mais de 150 cidades completando dez anos em cartaz.

Após dez anos em cartaz, chega a segunda parte de Os Homens Querem Casar e as Mulheres Querem Sexo 2. A comédia conta a história de Jonas (Carlos Simões) e sua busca desastrada pela mulher perfeita e nesse processo, encontra Deus (Drika Mattos) e descobre que além de ser mulher, é cearense. Deus então propõe a Jonas a passar a sentir tudo que as mulheres sentem para entender a visão feminina sobre o universo masculino.

 

Serviço: 

TEATRO RIO MAR FORTALEZA

R. Des. Lauro Nogueira, 1500 – Lj 3001 – Papicu

Dia: 12 de janeiro às 21h

Ingressos: R$ 80,00 – Plateia Baixa A (Inteira)
R$ 80,00 – Plateia Baixa B (Inteira)

R$ 60,00 – Plateia Alta (Inteira)

Informações: (85) 3066-2000

Horário de Funcionamento: De Terça a Sábado das 12h às 21h

Domingos e Feriados das 14h às 20h

Vendas: www.ingressorapido.com.br

 

FICHA TÉCNICA

Texto/Direção Carlos Simões

Elenco Carlos Simões e Drika Mattos

Diretora de Produção Isabelle Graniso

Duração 80 Min

Classificação 14 anos

Comédia “Três casamentos, uma história” chega ao Theatro Via Sul Fortaleza este final de semana

 

 

Retratar de maneira bem-humorada como lidar com os encontros e desencontros entre um homem e uma mulher, mais precisamente de uma mulher e seus ex-maridos. Esse é o ponto de partida para a comédia “Três casamentos, Uma história”, em cartaz no Theatro Via Sul Fortaleza, dias 13 e 14 de dezembro. O espetáculo conta com Naura Schneider, Kadu Moliterno, Carlos Simões e Daniel Blanco no elenco, direção do experiente José Lavigne e produção de Caravana Produções e Voglia Produções Artísticas.

Na comédia, Joana se dá conta que só conseguiria comemorar Bodas de Prata se somasse o tempo de seus três casamentos. Então resolve convidar para jantar os ex-maridos, cada um com sua história, opções de vida e diferenças impressionantes. Durante o jantar, Joana revela um desejo e um segredo que os deixa atônitos, e ao conversarem sobre seus casamentos cada um descobre que Joana é bem diferente, em situações surpreendentes e engraçadas, às vezes dramáticas.

 

Serviço:

Três casamentos, uma história
Datas: 13 e 14 de dezembro de 2017
Horário: sábado às 21h e domingo às 20h
Local: Theatro Via Sul Fortaleza – Av. Washington Soares, 4335 – Edson Queiroz
Entrada: A partir de R$ 25
Informações: (85) 3099-1290 ou 99105-0786 (WhatsaApp)