Browsing Tag

surdez

DIA NACIONAL DE PREVENÇÃO E COMBATE À SURDEZ TRAZ ALERTA SOBRE CUIDADOS COM A SAÚDE AUDITIVA

 

 

Se você parar agora e perceber a quanto ruído você está exposto, vai se assustar. Hoje, a perda auditiva é uma das deficiências mais comuns na população brasileira. No dia 10 de novembro é celebrado o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Surdez. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Otologia, de cada mil crianças nascidas no país, três a cinco já nascem com deficiência auditiva. Segundo a Organização Mundial da Saúde, mais de 15 milhões de brasileiros têm problemas auditivos.

 

O que é a surdez

A surdez é ausência, perda ou diminuição considerável do sentido da audição. Ela pode acontecer por causas congênitas, quando a pessoa já nasce com a deficiência, ou adquirida ao longo da vida, por uma predisposição genética, traumatismo ou doença que afete este órgão.

 

Causas da perda de audição

Bebês

De acordo com o otorrinolaringologista o presidente da Cooperativa de Otorrinolaringologistas do Ceará, João Paulo Bastos, ao nascer, por exemplo, o bebê pode vir ao mundo com uma deficiência auditiva por problemas na gestação. ” Se a mãe teve sífilis, ou rubéola durante a gravidez e mãe é usuária de droga, pode ser que a criança nasça com problemas no ouvido. Por isso importância do teste da orelhinha, que é um exame rápido e indolor e que pode diagnosticar problemas na audição em quase 100% dos casos, se realizado nos primeiros seis meses de vida”, explica.

Crianças

É preciso bastante atenção com as otites em crianças. O problema deve ser tratado com cuidado. Verificar se a caderneta de vacina dos pequeninos está em dias é imprescindível. Só para os pais ficarem atentos, ” doenças como meningite e caxumba podem causar perda de audição” , explica o médico.

Jovens

O uso irregular dos equipamentos de som é um grande problema. Segundo o presidente da Cooperativa de Otorrinolaringologistas do Ceará, João Paulo Bastos, “se você utiliza muito fone de ouvido e num volume bem alto, essa prática pode causar perda irreversível da audição. Apesar de ser prazeroso para algumas pessoas ouvir a música no volume máximo, a conseqüência deste “prazer” é a destruição das células auditivas. É importante utilizar os fones com moderação e não escutar música muito alta ou por muito tempo”.
Sobre a Coorlece:

Cooperativa dos Otorrinolaringologistas do Ceará (Coorlece), a maior cooperadora deste segmento no Brasil, viabiliza, há 18 anos, a união entre a classe médica de otorrinolaringologia em todo o estado. Atualmente composta por cerca de 180 profissionais e presidida pelo Dr. João Paulo Catunda Bastos, a Coorlece foi fundada em 1999 por 37 sócios que acreditaram no potencial de uma cooperativa que poderia fortalecer a classe. A congregação presta assistência administrativa, econômica e social, além de fortalecer o diálogo com contratantes e as relações entre cooperativa, médicos, operadoras de plano de saúde e usuários.

Dia Nacional da Surdez chama atenção para check-up auditivo

 

A importância de um check-up para a saúde é sempre enfatizada pelos médicos. Muitas vezes, associa-se a prática aos procedimentos mais “tradicionais”, como a aferição de pressão arterial, de glicemia, de colesterol, etc. Mas, você sabia que conferir como anda sua saúde auditiva também é de suma importância? O dia 26 de setembro marca o Dia Nacional do Surdo. A data é importante porque traz à tona a discussão acerca da inclusão das pessoas com deficiência auditiva na sociedade brasileira, além de reforçar a necessidade de buscar ajuda profissional em casos de problemas auditivos.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 466 milhões de pessoas no mundo tem problemas auditivos, deste total, 34 milhões são crianças Ainda de acordo com a OMS, até 2050, 900 milhões de pessoas em todo o mundo poderão vir a ter surdez. Dados de 2015 atestam que, no Brasil, existe um total de 28 milhões de pessoas com surdez. Esse número representa 14% da população brasileira.Diante destas informações, é preciso incluir o médico otorrinolaringologista na lista de check up anual tendo em vista que 60% dos casos de surdez no mundo podem ser prevenidos com acompanhamento rotineiro de um otorrino.

O ouvido é um dos órgão mais importantes no nosso dia a dia e muitas pessoas não dão a devida atenção. A busca tardia por tratamento, quando os sintomas já estão proeminentes leva a diminuição na eficácia do tratamento.Isso se explica pelo fato das células da audição não possuírem capacidade regenerativa ou de cicatrização. Isto é, uma vez que são danificadas, não é possível recuperá-las.

“Boa parte da população que coloca de lado os cuidados com os ouvidos ao longo da vida está cometendo um erro terrível. A falta de atenção com a saúde auditiva pode não chegar em pouco tempo, mas a longo prazo é um perigo iminente. A visita de rotina anual a um otorrinolaringologista faz parte de uma série de medidas preventivas capazes de reduzir o impacto da deficiência auditiva na população.” conta o João Paulo Catunda Bastos, presidente da Cooperativa dos Otorrinolaringologistas do Ceará (Coorlece).

 

Sobre a Coorlece:

Cooperativa dos Otorrinolaringologistas do Ceará (Coorlece), a maior cooperadora deste segmento no Brasil, viabiliza, há 18 anos, a união entre a classe médica de otorrinolaringologia em todo o estado.

Atualmente composta por cerca de 180 profissionais e presidida pelo Dr. João Paulo Catunda Bastos, a Coorlece foi fundada em 1999 por 37 sócios que acreditaram no potencial de uma cooperativa que poderia fortalecer a classe. A congregação presta assistência administrativa, econômica e social, além de fortalecer o diálogo com contratantes e as relações entre cooperativa, médicos, operadoras de plano de saúde e usuários.