Browsing Tag

musica

Giro das Artes traz a Fortaleza grupos internacionais de música, teatro e dança

 

Uma simbólica volta ao mundo a partir de espetáculos de música, teatro e dança. Essa é a proposta do Giro das Artes, projeto que estreia este ano trazendo a Fortaleza artistas da França, Espanha e Suíça, com apresentações e atividades formativas. Com acesso gratuito, a programação começa no dia 2 de março no Cineteatro São Luiz.

A mostra conta com um apanhado das dimensões e possibilidades de manifestações artísticas proporcionadas pelas diversidades históricas, geográficas e sociais dos territórios onde as obras foram criadas. O intercâmbio cultural experienciado pelo público será expandido por meio da realização de residência artística, workshop e palestra.

Quem abre o Giro das Artes é o grupo espanhol aupaQUARTET, que ministra residência artística de 26 de fevereiro a 3 de março e apresenta o show SetUp no dia 2 de março.Nos dias 11 e 12 de março a programação segue com o espetáculo teatral Hamlet, do diretor suíço Boris Nikitin, que além das apresentações profere uma palestra no segundo dia. A dança será contemplada pelas companhias francesas Kubilai Khan investigations e Herman Diephuis, com espetáculos no dia 4 de maio. Grupos locais de dança participarão do workshop em data a ser confirmada.

Com exceção da residência do aupaQUARTET, que será realizada em Aquiraz para os estudantes de música da Tapera das Artes, toda a programação acontecerá no Cineteatro São Luiz, em Fortaleza. A primeira apresentação acontece no dia 02 de março, às 20h. Já nos dias 11 e 12 de março e 04 de maio, os espetáculos começam mais cedo, às 18h.

 

AS ATRAÇÕES

O grupo aupaQUARTET traz ao público de Fortaleza o show SetUp, trabalho que realiza com uma fusão particular de estilos, alimentados pelo desafio de ser ao mesmo tempo criadores e intérpretes. Este show representa um breve passeio pela história do grupo ao propor a apresentação de músicas de alguns dos artistas que influenciaram e inspiraram suas carreiras como Michael Jackson, Sting, John Coltrane ou James Brown. Preocupados em manter a identidade do som que produzem, combinam as sonoridades de suas influencias com suas próprias composições. O aspecto clássico de seus instrumentos de cordas contrasta com a música que produzem, cheia de estratagema, força e espontaneidade.

Hamlet é um trabalho do diretor suíço Boris Nikitin, um dos principais nomes do teatro contemporâneo do país. Neste espetáculo se utiliza da obra shakespeariana como mote para uma reflexão sobre identidade, individualidade, ilusão e realidade. Em um misto de performance de documentário experimental e teatro-musical queer, o intérprete e eletro-músico Julian Meding assume o papel de um Hamlet contemporâneo que se rebela contra a realidade. No dia 12, às 14h, o diretor fará uma demonstração técnica e um bate-papo sobre seu trabalho com artistas convidados.

A companhia de dança francesa Kubilai Khan investigations tem 20 anos de existência e mais de 30 criações representadas na França e em mais de 60 países. Em Black Belt,espetáculo que traz a Fortaleza, chama o público a contemplar uma África em movimento a partir de uma visão interna e não fantasiada que se tem sobre o continente.

Herman Diephuis traz a obra Tremor and More para explorar, através da dança, a capacidade de transformação do intérprete. Nascido em Amsterdã e residente em Paris, Herman Diephuis trabalhou como intérprete por muitos anos com coreógrafos como Régine Chopinot, Mathilde Monnier, Jean-François Duroure, Philippe Decouflé, François Verret, Jerome Bel, Xavier Le Roy e Alain Buffard. Em 2004 criou a associação ONNO para implementar suas próprias criações e projetos.

O projeto Giro das Artes tem como realizadores a Quitanda das Artes, o Instituto BR Arte e o Cineteatro São Luiz. Patrocínio: Enel. Apoio cultural: Instituto Francês, Fundação suíça para a cultura Pro Helvetia, Embaixada da França no Brasil e Rede de Festivais – MIT SP, MID e Viva Dança. Produção executiva: Marco Zero. Produção: Cinco Elementos Produções. Apoio institucional: Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, através da Lei Nº 13.811, de 16 de agosto de 2006.

 

 

PROGRAMAÇÃO / SERVIÇO

MÚSICA

Giro das Artes apresenta SetUp, de aupaQUARTET (Espanha) – Dia 02 de março, às 20h, no Cineteatro São Luiz (Rua Major Facundo, 500 – Centro, Fortaleza-CE). GRATUITO. Informações: (85)3235.4063.

TEATRO

Giro das Artes apresenta Hamlet, de Boris Nikitin (Suíça) – Dias 11 e 12 de março, às 18h, no Cineteatro São Luiz (Rua Major Facundo, 500 – Centro, Fortaleza-CE). GRATUITO. No dia 12, às 14h, acontece uma demonstração técnica e bate-papo para artistas convidados. Interessados devem enviar e-mail para contato@quitandadasartes.com. Informações: (85)3235.4063.

DANÇA

Giro das Artes apresenta Black Belt, de Kubilai Khan investigations (França) e Tremor and More, de Herman Diephuis (França) – Data: 04 de maio, às 18h no Cineteatro São Luiz (Rua Major Facundo, 500 – Centro, Fortaleza-CE). GRATUITO. Informações: (85)3235.4063.

VIDEOS

aupaQUARTET – “StepUP”. Own compositions

Tremor and More, de Herman Diephuis (França)

Maraponga ganha maior espaço de gastronomia e entretenimento da Zona Oeste

 

 

Um dos bairros mais charmosos e movimentados de Fortaleza vai ganhar o maior espaço de gastronomia e entretenimento da Zona Oeste, nesta quinta-feira (22). Conhecida como a ‘nova Aldeota’, o bairro Maraponga é um pólo de moda e lazer, e tornou-se também, referência em ambientes gastronômicos e de entretenimento.

 

Com uma estrutura nunca vista na Região Sul da capital cearense, o Complexo Maraponga chega para misturar o melhor da gastronomia e do entretenimento no mesmo espaço. O Complexo vai atender ao público desde restaurante, barzinho com área externa, sala de jogos, à balada mais dançante no pub climatizado localizado no próprio Complexo.

 
No dia da abertura da casa, quinta-feira (22), os freqüentadores vão poder curtir a música sertaneja das duplas Fran e Diego e Stéfano e Leonardo, além de muitos convidados que vão embalar a noite no formato acústico e intimista, na parte externa do Complexo.

 

A inauguração se estende pela sexta-feira (23) com Paulo Calado, Rafa Silva e DJ Sandiego e, no sábado (24), com Clauber Mariano, Erick Land e o projeto Let´s Funk. Sexta e sábado, a programação musical acontece no pub que vira boate, localizada na parte interna do Complexo.

Serviço:

Local: Avenida Godofredo Maciel, 3800 – Maraponga

Data: 22, 23 e 24 de fevereiro

Horário: 22h

Atrações e valores:

Quinta-feira, dia 22: Fran e Diego, Stéfano e Leonardo e convidados | R$10

Sexta-feira, dia 23: Paulo Calado, Rafa Silva e DJ Sandiego | R$15

Sábado, dia 24: Clauber Mariano, Erick Land e o projeto Let´s Funk | R$15

*Para a sexta e o sábado, a entrada fica R$10 com cadastro no site www.listavipfortal.com.br

Informações: 85 3298.5252

Programação artística e ações ambientais vão marcar o 19º Festival Jazz & Blues que começa no dia 10 de fevereiro

 

Mais de 20 shows, além de ensaios abertos, bate-papos e oficinas para adultos e crianças estão na programação artística musical do 19º Festival Jazz & Blues, que começa no dia 10 de fevereiro. São seis dias de atividades, sendo quatro em Guaramiranga (10 a 13) e, depois da Quarta-feira de Cinzas, mais dois em Fortaleza (15 e 16). Na cidade serrana, o Festival promove também ações ambientais, em parceria com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (SEMA).

 

JAZZ E BLUES NA SERRA

Em Guaramiranga a música entra em pauta já pela manhã com o Café no Tom, um bate-papo com uma das atrações do Festival, sobre sua carreira e sua música. É sempre às 11h, no restaurante Basílico, na Praça do Teatro Rachel de Queiroz. Participam dessa conversa, respectivamente de sábado a terça, Juarez Moreira (MG), Davi Duarte (CE), Filó Machado (SP) e Jefferson Gonçalves (RJ). Também às 11h, no domingo e na segunda-feira, acontecem oficinas na sede da Associação dos Amigos da Arte de Guaramiranga (AGUA). No domingo a oficina é de sopros, com o músico mineiro naturalizado canadense Marcelo Padre, do Duo Estro Cuba, e na segunda-feira é de guitarra com o cearense Lu D’Sosa.

Às 16h30 o público já pode chegar à Cidade do Jazz & Blues, estrutura erguida pelo Festival na rua principal, a cerca de 600 metros da Praça do Teatro Rachel de Queiroz. Começa com os Ensaios Abertos dos espetáculos das 21h, e segue com a sessão Shows ao Pôr do Sol, às 17h, com duas atrações por dia. No sábado, se apresentam no fim de tarde o Trio Guara (CE) e Juarez Moreira (MG). No domingo, a sessão começa com o show do homenageado desta edição do Festival, o cearense Macaúba do Bandolim, acompanhado por seu filho Marinaldo (também um virtuoso nesse instrumento), Ribamar Freire (nome histórico do violão de 7 cordas) e Fernando do Pandeiro, e depois o palco é do também cearense Davi Duarte com o Duo Estro Cuba.

Na segunda-feira, quem abre a sessão das 17h é o trio instrumental de baixo, bateria e guitarra formado por Netinho de Sá, Robertinho Marçal e Lu D’Sosa (CE). O show seguinte é de Filó Machado Trio (SP), com Filó e Felipe Machado nos violões e Fábio Leandro no piano. Na terça-feira, a primeira apresentação da tarde é do trio de gaita, violão e percussão formado por Rebeca Câmara, Natanael Pereira e Igor Ribeiro (CE). Em seguida, quem sobe ao palco é o guitarrista mineiro Gustavo Andrade com o carioca Jefferson Gonçalves, que juntos apresentam o show “Explosion Blues”.

Tem mais shows à noite. Na sessão das 21 horas, o festival recebe quatro grandes atrações. No sábado, o show é do sanfoneiro Waldonys com o Sexteto de Jazz da Big Band Unifor. No domingo, o som jazzístico instrumental é levado ao palco pelo multi-instrumentista Arismar do Espírito Santo (SP), com o gaitista brasiliense Gabriel Grossi, o gaúcho Bebê Kramer no acordeon e o violonista cearense Cainã Cavalcante. Na segunda-feira, a atração é Dori Caymmi (violão), um dos grandes mestres da música brasileira, que se apresenta ao lado de Itamar Assiere (piano), Jefferson Lescowich (contrabaixo) e Ricardo Costa (bateria). Na sessão das 21h, na terça-feira, o Festival apresenta o projeto “Blues for Africa”, do paulista Adriano Grineberg (piano), tendo como convidado especial o cantor gaúcho Filipe Catto.

Depois é a hora das tradicionais Jam Sessions, que esse ano começam mais cedo, às 23 horas. Serão quatro noite de blues, blues rock e outros sons afins. Quem se apresenta na Jam de sábado é a cearense Marília Lima. No domingo, o guitarrista cearense Rafael Balboa faz um tributo a Eric Clapton. Quatro guitarristas de estados distintos se juntaram no projeto que será apresentado na Jam de segunda-feira: Blues do Nordeste, com André de Sousa (Piauí), Gustavo Cocentino (Rio Grande do Norte), Roberto Lessa (Ceará) e Rodrigo Morcego (Pernambuco). E as mulheres fecham a programação de shows na serra com “Divas do Blues”, apresentado pelas intérpretes Marília Lima, Raíssa Dantas e Fernanda Fialho.

 

AÇÕES AMBIENTAIS

Guaramiranga está localizada em uma APA (Área de Proteção Ambiental) do Maciço de Baturité. Para que seu público conheça a riqueza natural da serra e mantenha uma boa convivência com sua flora e fauna, o Festival soma, às atividades musicais, uma série de ações ambientais, começando no sábado de manhã, na entrada da cidade, com a Blitz Ecológica, que busca sensibilizar quem chega para a importância da preservação ambiental. Com a participação da Secretaria do Meio Ambiente (SEMA) e da Cagece, são distribuídas mudas de plantas aos visitantes, que recebem também orientações para o descarte correto do lixo e a programação destas ações. As outras ações ambientais são as oficinas de repelente natural de citronela e de produção de mudas, palestra sobre a APA de Baturité, trilha ecológica e exibição do filme “A lei da água”. Essas ações buscam aproximar as pessoas da natureza e reforçar o respeito ao meio ambiente. A programação pode ser conferida no site do Festival.

 

PARA AS CRIANÇAS

Uma programação especial foi criada para o público infantil. O Espaço Do Ré Mi, na Cidade Jazz & Blues, vai oferecer oficinas de musicalização ministradas pelos professores Amanda Montenegro e Diego Gomes, da escola BSB Musical, de Fortaleza. A atividade, destinadas a crianças de 6 a 10 anos, acontecerá das 9h30 às 10h30 nos dias 11, 12 e 13, respectivamente com aulas de prática de canto, percussão/expressão corporal através de dinâmicas rítmicas e, no último dia, atividades de ritmo com apoio de instrumentos percussivos (canos sonoros) e uma dinâmica de grupo. O objetivo é proporcionar a comunicação e a expressão através da música.

 

EXPRESSO JAZZ & BLUES

O Expresso Jazz & Blues sobe a serra novamente esse ano, com destino a Guaramiranga. O transporte oficial do Festival faz um ‘bate-volta’ nos quatro dias de programação na serra, saindo de Fortaleza às 13h e retornando à meia-noite. O passaporte inclui o translado ida-e-volta para um dia e um ingresso para o show das 21h. O passaporte custa R$ 140,00.

 

DOIS DIAS EM FORTALEZA

Em Fortaleza três espaços vão receber a programação. No Cineteatro São Luiz acontecerão shows de Dori Caymmi na quinta-feira, dia 15, e “Blues for Africa” de Adriano Grineberg com o convidado Filipe Catto na sexta-feira, 16, ambos às 19 horas. No Centro Cultural Banco do Nordeste haverá oficina de gaita no dia 15, às 17h, com Jefferson Gonçalves, que na sequência, às 18h30, apresenta o show “Explosion Blues” com o guitarrista Gustavo Andrade. E para fechar esta edição, tem festa de encerramento no dia 16, às 20h30, no Theatro José de Alencar, com shows de Davi Duarte e Duo Estro Cuba e do Blues do Nordeste.

Apresentado pelo Ministério da Cultura, com apoio institucional da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará e da Prefeitura Municipal de Guaramiranga, o 19° Festival Jazz & Blues tem como patrocinadores: Hipercor, Nacional Gás e BNB. Apoio cultural: Cineteatro São Luiz, Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, Theatro José de Alencar, Indaiá, Café Santa Clara Reserva da Família, Cagece, Dakota, Casa Pio, Mercadinhos São Luiz e Servis Segurança. Agradecimentos: ENEL e Coca-Cola. Promoção: Diário do Nordeste. Realização: Ministério da Cultura e Via de Comunicação.

 

Serviço:

19° Festival Jazz & Blues – De 10 a 13 de fevereiro de 2018 em Guaramiranga e nos dias 15 e 16 em Fortaleza. Informações: (85) 3262.7230. Site: www.jazzeblues.com.br. Instagram: @festivaljazzeblues. Facebook: Festival Jazz & Blues (CE).

Ingressos para os shows das 21h em Guaramiranga: À venda até o dia 9 de fevereiro na Bilheteria Virtual (www.bilheteriavirtual.com.br) e nos seguintes pontos de venda em Fortaleza: Mercadinhos São Luiz Cambeba (Av. Washington Soares, 6180) e Mercadinhos São Luiz Cocó (Av. Engenheiro Santana Júnior, 2977). De 10 a 13 os ingressos serão vendidos somente em Guaramiranga, na bilheteria, que funcionará das 15h às 20h. R$ 40,00 (inteira) / R$ 20,00 (meia). O restante da programação em Guaramiranga tem acesso gratuito.

Ingressos para os shows no Cineteatro São Luiz, em Fortaleza: À venda no local (Rua Major Facundo, 500 – Centro). Horário de funcionamento da bilheteria: Terça a sábado das 10h às 18h30 e, aos domingos, a bilheteria é aberta uma hora antes de cada evento e fecha no início da última atividade (conforme programação do dia). R$ 30,00 (inteira) / R$ 15,00 (meia). Venda com taxa de conveniência no Tudus (www.tudus.com.br). Informações no Cineteatro São Luiz: (85) 3252.4138 (horário comercial). Em breve informações sobre venda de ingressos para a programação do dia 16 às 20h30 no Theatro José de Alencar.

Vila Azul do Mar traz shows gratuitos de música nacional e reggae nesta quinta

 

 

A quinta-feira será de muita música nacional e de reggae na Vila Azul do Mar. A porta de entrada para o Beach Park que se consolidou como um dos principais ambientes de entretenimento gratuito do Porto das Dunas tem programação gratuita a partir das 17h. A primeira banda que sobe ao palco da Vila é a Bateria Mix Brasil, que traz o melhor da música brasileira ao público. Em seguida, o som da Banda Aquarela invade o Coqueiral Bar e Restaurante com um repertório especial de reggae nacional e internacional. A noite ainda conta com outro show da Bateria Mix Brasil no Palco Vila e se despede do público com a banda Aquarela no espaço Food Truck.

 

 

Serviços Beach Park:

Site: www.beachpark.com.br
Blog: http://blog.beachpark.com.br
Face: https://www.facebook.com/BeachParkBrasil
Insta: https://instagram.com/beachpark
Twitter: https://twitter.com/beachpark
Youtube: https://www.youtube.com/user/tvbeachpark

19º Festival Jazz & Blues divulga programação de Guaramiranga e Fortaleza

 

Do jazz ao blues, passando pelo choro, o forró, a valsa, o mambo… Música do Brasil e universal. Ritmos diversos, arranjos autorais ou ricos improvisos que transformam tudo em um grande encontro da música nos palcos do Festival Jazz & Blues. A 19ª edição acontece de 10 a 13 de fevereiro em Guaramiranga, na região serrana do Ceará, dá uma pausa na Quarta-Feira de Cinzas, e segue com mais programação nos dias 15 e 16 em Fortaleza. A realização é do Ministério da Cultura e da Via de Comunicação.

Para os dias de Festival na serra, a Cidade Jazz & Blues será erguida na rua principal de Guaramiranga, a cerca de 600 metros da Praça do Teatro Rachel de Queiroz. O local abrigará os Shows ao Pôr do Sol, os espetáculos das 21h, as Jam Sessions, além dos Ensaios Abertos à tarde e as atividades musicais pela manhã, destinadas às crianças. Em Fortaleza três espaços vão receber a programação. No Cineteatro São Luiz acontecerão shows nos dias 15 e 16, às 19 horas. No Centro Cultural Banco do Nordeste haverá oficina de gaita no dia 15 às 17h e show às 18h30 e, para fechar esta edição, o Theatro José de Alencar será palco da Festa de Encerramento no dia 16 às 20h30, com direito a dois grandes shows.

Homenageado: Macaúba do Bandolim

Um verdadeiro mestre da cultura musical do Ceará e do Brasil, José Felipe da Silva, o Macaúba, ganha uma homenagem reconhecimento à sua história de virtuosismo no bandolim e à sua inestimável contribuição a várias gerações. São 65 anos de dedicação ao instrumento, que aprendeu a tocar sozinho ainda criança e hoje transcende a própria música, sendo reconhecido como um verdadeiro personagem da Fortaleza do passado e do presente, das coisas e dos costumes da vida boêmia e da grande arte do choro. Neste show será acompanhado por seu filho Marinaldo (também um virtuoso do bandolim), Ribamar Freire (nome histórico do violão de 7 cordas) e Fernando (pandeiro), todos grandes nomes da cena do choro no Ceará. Será no dia 11, na sessão das 17 horas.

Shows nas duas cidades

Grandes shows desta edição vão acontecer em Guaramiranga e depois em Fortaleza. A voz grave, as composições inspiradíssimas, os arranjos elaborados e a notável sensibilidade de um dos maiores mestres da música brasileira aportam no Festival este ano. Dori Caymmi destaca a autenticidade da beleza melódica da voz do pai, Dorival Caymmi, a quem se refere o título do novo álbum, “Voz de Mágoa”. No show, que acontece no dia 12 em Guaramiranga e 15 em Fortaleza, ele apresenta sua forma única de tocar violão com afinações pouco convencionais e harmonias criativas. Tudo ao lado dos virtuosos Itamar Assiere (piano), Jefferson Lescowich (contrabaixo) e Ricardo Costa (bateria).

O cantor e compositor gaúcho Filipe Catto, uma das maiores vozes que surgiu na música brasileira nos últimos 30 anos, e o pianista, cantor e compositor Adriano Grineberg, uma das principais referências do blues no Brasil, sobem juntos ao palco do Festival em Guaramiranga no dia 13 e em Fortaleza no dia 16. Estas são as últimas apresentações do projeto “Blues for Africa”, lançado em 2013 por Grineberg, já responsável por apresentações antológicas ao longo da história do evento.

“Explosion Blues” é o resultado do encontro de duas grandes referências do gênero no Brasil, o cantor e guitarrista mineiro Gustavo Andrade e o gaitista carioca Jefferson Gonçalves, um dos nomes mais destacados na história do Festival Jazz & Blues. O álbum da dupla é fruto de um trabalho musical de mais de 25 anos, que chega à 19ª edição do Festival com um show alto astral e contagiante, repleto de clássicos do blues, country-blues, folk e funk-blues, também com Fabio Mesquita (baixo) e Andre Obermuller (bateria). Eles se apresentam no dia 13 na serra e no dia 15 no Centro Cultural Banco do Nordeste, em Fortaleza, onde Jefferson Gonçalves ministra também oficina de gaita.

O piano do cubano Néstor Lambida, o sax e a flauta do mineiro Marcelo Padre, estes dois viajados e experientes músicos que formam o Duo Estro Cuba, se unem à voz e ao violão do compositor e cantor cearense Davi Duarte, autor e intérprete dos mais respeitados na música do Ceará desde a década de 90, e ao músico Nilton Fiore, carioca radicado há muitos anos em Fortaleza, percussionista de grande talento e sensibilidade. Na cidade serrana o show será no dia 11 e em Fortaleza no dia 16.

Para ressaltar toda a qualidade da produção bluseira da Região, o Festival apresenta em Guaramiranga, na Jam Session do dia 12, e em Fortaleza no dia 16 o show “Blues do Nordeste”, reunindo quatro virtuosos guitarristas, representantes dessa efervescente produção musical: André de Sousa (Piauí), Gustavo Cocentino (Rio Grande do Norte), Roberto Lessa (Ceará) e Rodrigo Morcego (Pernambuco). Cada um deles, um expoente em seu Estado e um frontman por natureza, unindo forças em um novo espetáculo, marcado pela intensidade e pela forma brasileira de vivenciar o blues. Com os quatro guitarristas, Victor Fontenele (contrabaixo) e Marcelo Holanda (bateria) se alternam no palco em duplas para, na segunda metade do concerto, se reunirem em um quarteto de guitarristas, com muita energia, improvisação e interação com o público.

Mais atrações nos palcos de Guaramiranga

Waldonys com Big Band Unifor (CE) – Referência nacional do acordeon, aprendiz do Rei do Baião Luiz Gonzaga, artista incansável na missão de provar possível a união entre música popular e qualidade musical, o cearense Waldonys apresenta um espetáculo inédito e diferenciado. Sua voz e sua sanfona serão ladeadas pelos instrumentistas da Big Band Unifor, regida pelo maestro Robson Lima. Uma união entre as cores nordestinas e comunicativas da musicalidade de Waldonys e as múltiplas possibilidades dos arranjos de metais na escola do jazz das big bands, seguida e recriada pelo grupo mantido pela Universidade de Fortaleza. O show acontece no dia 10 em Guaramiranga.

Juarez Moreira (MG) – Um poeta do violão, dono de uma escola própria e de refinadas e pessoalíssimas composições, o mineiro Juarez Moreira se iniciou no instrumento aos 12 anos e cedo foi considerado um dos maiores violonistas do Brasil. Aclamado pela crítica internacional, teve reconhecimento de grandes artistas brasileiros, como Milton Nascimento e Toninho Horta, que gravou a canção “Diamantina”, de autoria de Juarez, em 1988. Ivan Lins, Maria Bethânia e Gal Costa são outros artistas que com ele dividiram palcos e estúdios. Ansiosamente aguardada, sua presença no Festival Jazz & Blues, no dia 10, ao lado do cearense Jorge Helder (contrabaixo), de Joatan Nascimento (trompete) e Kiko Freitas (bateria), torna ainda mais especial esta edição, para privilégio do público.

Arismar do Espírito Santo (SP) – Show “Roda Gingante” – No que promete ser um dos mais marcantes encontros desta edição, o Festival Jazz & Blues promove no palco a reunião de quatro grandes instrumentistas, de diferentes estados, bagagens e trajetórias, mas com fortes pontos em comum: o amor pela música, o virtuosismo e a sensibilidade, a dedicação à música instrumental, com grandes contribuições à cena brasileira. São eles, o multiinstrumentista paulista Arismar do Espírito Santo, com o brasiliense Gabriel Grossi, que redefiniu a estética da gaita no Brasil, o acordeonista gaúcho Bebê Kramer e o cearense Cainã Cavalcante (violonista e guitarrista). Mais que um mestre, Arismar é considerado uma verdadeira escola da música do Brasil e do mundo. No show “Roda Gingante”, que será no dia 11, Arismar parte do repertório deste disco em que reúne uma orquestra imaginária, através dos timbres da gaita de boca, do acordeon, da guitarra, do baixo e do violão de 7 cordas.

Filó Machado Trio (SP) – Um dos mais aclamados cantores e violonistas do País, capaz de sintetizar as melhores características da música brasileira entre a riqueza harmônica de sua mão esquerda e o ritmo arrebatador da mão direita, Filó Machado faz no dia 12 sua estreia no Festival Jazz & Blues, como uma das grandes atrações da programação em 2018. Releituras do jazz e da música instrumental nacional, composições próprias e de outros grandes nomes da música nacional estarão no repertório do Filó Machado Trio, que reúne o jovem, talentoso e carismático cantor e violonista Felipe Machado, neto de Filó, e o virtuoso pianista e arranjador Fabio Leandro.

Trio Guará (CE) – Formado por Denny Almeida (violão), William Madeiro (guitarra) e Juan Madeiro (acordeon), três músicos de Guaramiranga, o Trio Guará tem um repertório inspirado em grandes nomes da música brasileira, como João Gilberto, Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Ary Barroso, Cartola, Noel Rosa e Gonzaguinha. No palco, oferece uma mistura fina de bossa nova, samba, choro com um toque de flamenco. Os músicos mostram um equilíbrio ideal entre versões exclusivas de grandes criações clássicas e originais brasileiras. No dia 10, o trio abre a programação de shows do Festival, com a participação do baterista Rafael Teixeira e a cantora Soraia Novaes.

Netinho de Sá, Robertinho Marçal e Lu D´Sosa (CE) – Três grandes instrumentistas cearenses se reuniram neste show, especialmente para o Festival Jazz & Blues. “Nunca tem fim” é o nome do espetáculo que une as bagagens, os saberes e fazeres musicais de Lu D´Sosa (guitarrista virtuoso, de influências jazzísticas, roqueiras e brasileiras), Netinho de Sá (contrabaixista reconhecido pelo suingue e pela criatividade) e Robertinho Marçal, baterista que também conta com grande trajetória na música do Ceará e que mais recentemente vem correndo o Brasil na banda de Raimundo Fagner. Nesse espetáculo, no dia 12, os músicos viajam do afrobeat ao reggae, do fusion ao funk. Tudo concretizado em composições de Lu D´Sosa e arranjos especialmente concebidas para o Festival. De quebra, uma releitura para “Puccini”, do mestre John Patitucci.

Rebeca Câmara, Natanael Pereira e Igor Ribeiro (CE) – Um encontro entre três representantes jovens, mas já de considerável bagagem na cena musica cearense, para recriar com sotaque próprio clássicos da música instrumental brasileira. Assim é o show que a violonista, cantora e compositora Rebeca Câmara, o gaitista Natanael Pereira e o percussionista Igor Ribeiro apresentam no dia 13. Montado há dois anos por Rabeca e Natanael, que convidaram Igor Ribeiro para se somar à formação, o espetáculo tem um repertório brasileiro e diversificado, visando contemplar tanto o público já habituado à música brasileira de harmonias mais elaboradas quanto quem deseja conhecer mais sobre esse universo musical, surpreendendo-se com novidades no Festival.

Marília Lima (CE) – Desde a segunda metade dos anos 2000, Fortaleza vem revelando uma nova geração de cantoras de blues e black music. Uma das mais marcantes, com trajetória destacada, público consolidado e participação bem-sucedida em diversos projetos, é Marília Lima. No Festival ela apresenta o show “Rosa Negra”, na Jam Session do dia 10, inspirado em grandes divas da música universal, como Dalva de Oliveira, Etta James, Maysa, Aretha Franklin, Janis Joplin, Núbia Lafayette, Ella Fitzgerald, Amy Winehouse e Nina Simone. Com ela, Leonardo Vasconcelos (piano e teclado), Débora Marciel (guitarra), Romualdo Filho (baixo) e Marcelo Holanda (bateria).

Rafael Balboa (CE) – Tributo a Eric Clapton – Cantor e guitarrista de grande destaque na cena blueseira cearense, Rafael Balboa, autor do disco “Birth” (2016), apresenta um tributo a um mestre do blues e do rock no mundo: o guitarrista, cantor e compositor inglês Eric Clapton, um dos músicos mais influentes de todos os tempos e um dos que melhor souberam assimilar a herança da música negra norte-americana, reinventando-a para criar uma personalidade musical própria, capaz de cativar gerações e gerações de ouvintes. O show, na Jam Session do dia 11, terá uma seleção especialíssima da obra de Clapton, incluindo músicas de seus discos mais recentes, como “Reptile” e “I Still Do”. Tudo preparado por Rafael Balboa especialmente para o público do Festival Jazz & Blues, em um espetáculo inédito e imperdível.

Divas do Blues (CE) – As mulheres assumem a linha de frente também neste show, que encerra a programação do Festival Jazz & Blues 2018 na serra, na Jam Session do dia 13. “Divas do Blues” é o espetáculo que reúne três das mais aplaudidas intérpretes da cena blues cearense: Marília Lima, Raíssa Dantas e Fernanda Fialho, em uma grande homenagem à presença das mulheres na história deste gênero musical, ressaltando as várias intérpretes que fizeram fama cantando blues. De Etta James (1938-2012) a Janis Joplin (1943–1970). Elas cantam ao lado de Débora Marciel (guitarra), Leonardo Vasconcelos (teclado), Romualdo Filho (contabaixo) e Ricardo Pinheiro (bateria).

Café no Tom

Pela manhã, nos dias de seus respectivos shows, Juarez Moreira, Davi Duarte, Filó Machado e os músicos Gustavo Andrade e Jefferson Gonçalves têm um encontro com o público às 11 horas no restaurante Basílico, na Praça do Teatro Rachel de Queiroz, para o Café no Tom, um descontraído bate-papo sobre suas carreiras e músicas.

Workshops na serra

Dois workshops serão ministrados na sede da AGUA – Associação dos Amigos da Arte de Guaramiranga sempre às 11h. No domingo, dia 11, a oficina é de sopros com Marcelo Padre, do Duo Estro Cuba. Na segunda-feira, é a vez do guitarrista Lu D’Sosa passar um pouco de sua experiência musical.

Espaço Dó Ré Mi

Uma programação especial foi criada para o público infantil do Festival. O Espaço Do Ré Mi, na Cidade Jazz & Blues, vai oferecer oficinas de musicalização ministradas pelos professores Amanda Montenegro e Diego Gomes, da escola de música BSB Musical Fortaleza. A atividade acontecerá das 9h30 às 10h30 nos dias 11, 12 e 13, respectivamente com aulas de prática de canto, percussão/expressão corporal através de dinâmicas rítmicas e, no último dia, atividades de ritmo com apoio de instrumentos percussivos (canos sonoros) e uma dinâmica de grupo. As atividades, destinadas a crianças de 6 a 10 anos, têm o objetivo de proporcionar a comunicação e a expressão através da música.

Apresentado pelo Ministério da Cultura, com Apoio Institucional da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará e Prefeitura Municipal de Guaramiranga, o 19° Festival Jazz & Blues tem como patrocinadores: Hipercor, Nacional Gás e BNB. Apoio cultural: Cineteatro São Luiz, Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, Theatro José de Alencar, Indaiá, Café Santa Clara Reserva da Família, CAGECE, Dakota, Casa Pio, Mercadinhos São Luiz.

Serviço:

19° Festival Jazz & Blues – De 10 a 13 de fevereiro de 2018 em Guaramiranga e nos dias 15 e 16 em Fortaleza. Informações: (85) 3262.7230. Site:www.jazzeblues.com.br. Instagram: @festivaljazzeblues. Facebook: Festival Jazz & Blues (CE). Ingressos para os shows das 21h em Guaramiranga à venda na Bilheteria Virtual (www.bilheteriavirtual.com.br). R$ 40,00 (inteira) / R$ 20,00 (meia).

 

Encontro reúne nomes de peso da cena nacional para debater o mercado musical no Ceará

 

 

O produtor cultural gaúcho Iuri Freiberger é um dos convidados do Circuladô
Créditos: Raul Krebs

A música é a expressão artística mais presente no cotidiano da sociedade brasileira. Ela chega a consumidores de todas as idades, gêneros e classes sociais. E ao contrário do que normalmente se imagina, as oportunidades de negócios para o setor musical não estão restritas apenas ao grande mercado. Atualmente, existem mais de 91 mil pequenos negócios formalizados operando na indústria da música no Brasil.

Ou seja, viver de música é possível. Mas, como em qualquer outra atividade econômica, também existem riscos e adversidades. Para ajudar a entender este cenário e também aumentar as chances de sucesso nesta indústria, o Instituto Ecoa (Escola de Cultura, Comunicação, Ofícios e Arte) lança o “Conexões Circuladô”, um programa de circulação e agenciamento de grupos artísticos de Sobral, nos dias 11 e 12 de janeiro.

De acordo com Xaui Peixoto, diretor de ação cultural e cidadania do Ecoa Sobral, o projeto vai oferecer encontros, masterclass, rodadas de negócios, oficinas e conexões sobre o mercado da música e suas variadas vertentes. “A ideia é trabalhar essas oportunidades de negócios para quem pretende empreender nessa indústria da música, que envolve diversos profissionais da área, como artistas, produtores, órgãos fiscalizadores, empresas de divulgação, empresas de logística e consumidores finais.”

 

Abertura do Circuladô

E para fazer muito “barulho” já nesta primeira edição, o Circuladô escalou um time de profissionais da música de primeira classe para conduzir os debates. Às 14h30, a Casa da Cultura de Sobral recebe a mesa-redonda “Projetos e Políticas para a Música” do qual participam Ivan Ferraro (Feira Internacional de Música do Ceará), Camila Rodrigues (Centro Dragão do Mar) e Fabiana Batistela (Semana Internacional da Música/SP).

Em seguida, às 17 horas, no mesmo local, será a vez de debater os “Cenários Locais e Regionais no Campo da Música” com Marcelo Damaso (Festival Se Rasgum/PA), Ana Morena (Festival DoSol/RN), Rafael Bandeira (Festival Ponto.Ce – CE), Gutie (Festival Rec-Beat/PE), Romualdo Teixeira (Festival Conecta Música/CE) e Maria Carvalho (diretora de projetos e políticas públicas culturais da Secult – Juazeiro do Norte).

A programação ainda contará com o “Largo Musical Especial Circuladô”, a partir das 20 horas no Largo das Dores, onde novas bandas e artistas se apresentarão em shows de curta duração, com o intuito de mostrar conteúdo e performance para o público de profissionais do mercado da música e formadores de opinião.

E para fechar a primeira noite do evento, o público ainda vai curtir o show especial de Juruviara com a participação do cantor, compositor e ator cearense Daniel Medina, que está marcado para às 23 horas.

 

Programação do segundo dia

Já na sexta-feira (12), o ponto de encontro é a Sala Multiuso Ecoa (Travessa Adriano Dias, 135), que recebe a masterclass “Carreira e Produção Musical 1 – Planejamento e Design Estratégico para Projetos de Música” com Iuri Freiberger (Mestre em design estratégico e produtor musical), a partir das 9 horas.

Às 14 horas, o público poderá conferir a mesa-redonda “Produção Musical e Processos de Formação e Criação na Música” com Daniel Groove (cantor, compositor e produtor musical), Fábio Cavalcante (Festival PréAmp), Paulo Sidney (Selo Mangaio) e Márcio Caetano (consultor, curador e articulador de projetos e políticas para o campo da música).

E para marcar o encerramento geral do Circuladô está marcada uma rodada de dicas, ideias e orientações sobre produção artística e musical. O “Feedback” acontece às 16h30 e contará com a participação de todos os produtores, diretores e programadores de festivais que passaram pela programação do projeto.

Banda Onze:20 volta à Fortaleza com nova turnê em show com a Banda SOJA

 

 

A mistura roots do rock com o reggae da banda Onze:20 vai invadir Fortaleza em uma apresentação única no próximo dia 19 de janeiro, no Centro de Eventos do Ceará. Juntamente com a banda americana SOJA e o DJ Felipe BK, os meninos da Onze:20 prometem um show cheio de energia positiva e boas vibrações para iniciar bem 2018. O evento é uma realização da Multi Entretenimento e os ingressos já podem ser adquiridos pelo site Bilheteria Virtual e nas lojas Bloquinho Charmoso e DLT.

 
Batizada inicialmente de “Fração de Segundos”, a banda está na estrada desde 2009, e em 2018 traz à capital cearense sua mais recente música de trabalho, chamada “Não Dá”, que pertence ao novo álbum da carreira – “Histórias Pra Cantar” – previsto para ser lançado no primeiro semestre de 2018. De Juiz de Fora (MG), a banda é formada por Vitin (voz), Chri Baumgratz e Fabio Barroso (guitarras), Marlos Vinicius (baixo), Athos Santos (teclados) e Fabio Mendes (bateria).

 
Carreira

Com os singles “Meu Lugar” e “Não Vai Voltar”, eles ganharam em 2013 as rádios do país e até hoje têm seus clipes entre os mais visualizados no canal oficial da banda no Youtube. No início de 2014, lançaram a música “Pra Você”, que fez parte da trilha sonora da novela global “Em Família”, tornando-se o maior hit do sexteto até hoje, o que os levou a uma extensa turnê, incluindo alguns festivais nacionais e uma passagem pelo Japão, onde tocaram no Brazilian Day de Hamamatsu. Indicados ao Grammy Latino em 2015 na categoria Melhor Álbum POP Contemporâneo Brasileiro, com a música “Vida Loka”, a banda realizou uma apresentação ao vivo no palco da premiação em Las Vegas (EUA). Onze:20 já acumula grandes hits na bagagem, milhões de fãs nas redes sociais – cerca de 3 milhões – e quase 300 milhões de views apenas no Youtube.

 

Ingressos:
2º LOTE

Frontstage: R$ 200 (inteira) | R$ 100 (meia)

1º LOTE

Arena: R$ 100 (inteira) | R$ 50 (meia)
Pontos de venda:

Loja do Bloquinho Charmoso (Shopping Iguatemi Fortaleza)

Horário de funcionamento: seg a sáb, das 10h às 22h | dom: das 14h às 20h.
Lojas DLT (Shoppings RioMar Fortaleza, RioMar Kennedy e Via Sul)

Horário de funcionamento das lojas: seg a sáb, das 10h às 22h | dom: das 14h às 21h.
Vendas on-line: www.bilheteriavirtual.com

 

 

Serviço

SOJA em Fortaleza

Realização: Multi Entretenimento

Atrações: SOJA, Onze:20 e DJ Felipe BK

Data: 19 de janeiro de 2018

Local: Centro de Eventos do Ceará (Av. Washington Soares, 999 – Edson Queiroz)

Horário de abertura de portas: 21h

Classificação: 16 anos

Informações: (85) 3033.1010

Fortaleza recebe “Sacode Verão”, de 11 a 14 de janeiro, na Beira Mar

 

Depois do sucesso da edição pernambucana em 2017, o projeto “Sacode Verão” chega a Fortaleza, de 11 a 14 de janeiro, no espigão da Beira Mar que fica em frente ao Náutico. Na programação, que sempre tem início às 14h, oficinas culturais, espetáculos de música clássica, números de dança, shows de forró e funk. Toda a programação é gratuita e aberta ao público. Para os idealizadores do evento, Rosana Almeida e Olívio Rafael, diretores da Rever Promo, a escolha da capital cearense para sediar o “Sacode Verão” deste ano deveu-se ao potencial turístico e cultural da cidade.

 

“Além de realizar o segundo maior réveillon do país, Fortaleza tem se tornado um referencial de eventos culturais”, ressalta Olívio Rafael. A programação já passou por Jaboatão dos Guararapes (PE), e vem agora celebrar o verão de Fortaleza (CE) e de Recife (PE) com a cultura de grupos artísticos e companhias locais, tem realização do Ministério da Cultura, através da Lei Rouanet de Incentivos Fiscais, e patrocínio do Atacadão.

 

As oficinas musicais serão ministradas a partir das 14h, pelo professor de música Marcelo Leite, com instrumentos feitos de materiais recicláveis. As inscrições podem ser realizadas no local, antes do início do curso, respeitando o limite de vagas.

 

As aulas de teatro, também abertas ao público e com inscrições no evento, serão realizadas pelo professor de teatro Anderson Gaspar, que aplicará técnicas básicas e dirigirá uma apresentação no palco principal do “Sacode Verão”, no último dia, 14/01/2018. Além das oficinas, serão realizados espetáculos voltados para o público infantil e adulto.

 

A Companhia de Dança Preto Zezé Grupo Dançante, que é cearense, também se apresentará nos quatro dias de evento, com números de hip hop, funk, break, forró de favela, entre outros. Já os espetáculos de música clássica serão realizados pela Orquestra de Sopros de Pindoretama, sob a regência do maestro Arley França, entre outros. Para encerrar cada noite, serão realizados shows de forró e funk.

 

O público também terá acesso a ações promocionais de marcas, que vão oferecer brindes e lanches. Além disso, quem participar das atividades culturais e de entretenimento, contará com uma estrutura completa de banheiros, limpeza e segurança.

 

 

Confira programação do “Sacode Verão”:

Dia 11/01/2018 – quinta-feira

ATIVIDADE

HORA

GRUPO ARTÍSTICO

ESPETÁCULO

OFICINA DE MÚSICA

14h

SINFONIA BR

PRODUÇÃO DE INSTRUMENTOS

OFICINA DE TEATRO

15h

BICO KIDS

EXPRESSÃO CORPORAL

OFICINA DE DANÇA

16h

MC NICK SOL

PRIMEIROS PASSOS DO FUNK

ESPETÁCULO DE MAMULENGO

17h

EPIDEMIA DE BONECOS

A RAINHA DE QUASE NADA

ESPETÁCULO DE TEATRO

18h

BICO KIDS

SALTIMBANCOS

ESPETÁCULO DE DANÇA

19h

PRETO ZEZÉ GRUPO DANÇANTE

O EFEITO DE FÉ CREW DO WILKER

ESPETÁCULO DE MÚSICA

20h

ORQUESTRA DE SOPROS

ORQUESTRA DE SOPROS – O MELHOR DA MÚSICA POPULARNACIONAL E INTERNACIONAL

Dia 12/01/2018 – sexta-feira

ATIVIDADE

HORA

GRUPO ARTÍSTICO

ESPETÁCULO

OFICINA DE MÚSICA

14h

SINFONIA BR

PRODUÇÃO DE INSTRUMENTOS

OFICINA DE TEATRO

15h

BICO KIDS

EXPRESSÃO CORPORAL

OFICINA DE DANÇA

16h

MC NICK SOL

PRIMEIROS PASSOS DO FUNK

ESPETÁCULO DE MAMULENGO

17h

EPIDEMIA DE BONECOS

A RAINHA DE QUASE NADA

ESPETÁCULO DE TEATRO

18h

BICO KIDS

CHAPEUZINHO VERMELHO

ESPETÁCULO DE DANÇA

19h

GRUPO DE DANÇA DE RUA TALYTA

O TEAM BGIRL DA TALYTA

ESPETÁCULO DE MÚSICA

20h

VIOLONCELOS DA UFC

ENTRE VILLAS E TONS, CAETANEAR O QUE HÁ DE BEM

SHOW

21h

CONDE DO FORRÓ

FORRÓ DO VERÃO

Dia 13/01/2018 – sábado

ATIVIDADE

HORA

GRUPO ARTÍSTICO

ESPETÁCULO

OFICINA DE MÚSICA

14h

SINFONIA BR

PRODUÇÃO DE INSTRUMENTOS

OFICINA DE TEATRO

15h

BICO KIDS

EXPRESSÃO CORPORAL

OFICINA DE DANÇA

16h

MC NICK SOL

O FUNK DA FAVELA

ESPETÁCULO DE MAMULENGO

17h

EPIDEMIA DE BONECOS

A RAINHA DE QUASE NADA

ESPETÁCULO DE TEATRO

18h

BICO KIDS

A BELA E A FERA

ESPETÁCULO DE DANÇA

19h

GRUPO WILLIAM

O BAILE DE FAVELA DO WILLIAM

ESPETÁCULO DE MÚSICA

20h

TRIO NEPOMUCENO

VIOLINO E PIANO, DO ERUDITO AO POPULAR

SHOW

21h

O BONDE DO FUNK

O BONDE DO FUNK

Dia 14/01/2018 – domingo

ATIVIDADE

HORA

GRUPO ARTÍSTICO

ESPETÁCULO

OFICINA DE MÚSICA

14h

SINFONIA BR

PRODUÇÃO DE INSTRUMENTOS

OFICINA DE TEATRO

15h

BICO KIDS

EXPRESSÃO CORPORAL

OFICINA DE DANÇA

16h

MC NICK SOL

O FUNK DA FAVELA

ESPETÁCULO DE MAMULENGO

17h

EPIDEMIA DE BONECOS

A RAINHA DE QUASE NADA

ESPETÁCULO DE TEATRO

18h

BICO KIDS

A BELA E A FERA

ESPETÁCULO DE DANÇA

19h

SULCLAN DO JANGURUSSU

SULCLAN DO JANGURUSSU

ESPETÁCULO DE MÚSICA

20h

QUARTETO DE ORQUESTRA

DO BARROCO AO BAIÃO, TODA MÚSICA É EMOÇÃO

SHOW

21h

A BARCA DO FUNK

MC DETONANDO NO FUNK

Espetáculo Cearábia apresenta a mistura exótica das culturas nordestina e árabe através da dança e da música


​Lenna Beauty. Foto: Caroline Bittencourt

Uma viagem que atravessa o antigo oriente e desembarca no sertão nordestino. O espetáculo CEARáBIA percorre as origens da miscigenação cultural, étnica e religiosa através da música e da dança, expondo traços das culturas islâmica, judaica, cigana, cristã, africana e indígena. De 11 a 14 de janeiro, às 20 horas, o Teatro do Dragão do Mar recebe um show que traz uma linguagem musical inovadora. Composta por um coletivo feminino de 20 bailarinas, com cerca de 150 figurinos com peças trazidas de várias partes do mundo, utilizados em nove atos, a apresentação conta com uma trilha sonora original e música ao vivo.

Idealizado e criado pela bailarina Lenna Beauty com o músico e produtor Yury Kalil e dirigido por Cristiane Azem, o espetáculo CEARáBIA estreou em 2012 em São Paulo, mas em 2017 passou por um processo de formação criativa, ganhando um novo formato. Ao invés de uma bailarina em cena, passou a contar com um coletivo de mulheres de diferentes idades e ocupações, profissionais da dança ou não, mas que carregam em comum a força do ser feminino e o amor pela arte.

Fugindo de todos os lugares-comuns, CEARáBIA apresenta as duas artes – dança e música – com pesos equivalentes, levando ao palco um grupo de mulheres que tecem uma narrativa histórica sobre a fusão cultural entre o Oriente e o Nordeste brasileiro, trazendo personagens míticos como a Sacerdotisa de Ur, Sherazade, Iracema e Maria Bonita, que simbolizam as culturas miscigenadas retratadas nas canções.

 

A banda

Mesclando baião com antigas melodias judaicas, passando por tradicionais hinos ciganos em rock’n’roll e guitarras distorcidas, a banda formada para as apresentações do CEARáBIA é composta por Yury Kalil (bateria, direção musical e composições), Fernando Catatau (guitarra), Milton Ferreira (baixo) e Bruno Rafael (guitarra).

As diversas similaridades entre o Nordeste, a Península Ibérica e o Oriente são notadas nos ritmos, cantos, rituais e trajes, fazendo com que o espetáculo viaje no tempo e no espaço. A apresentação inicia-se nas areias da antiga Mesopotâmia, com o número da Sacerdotisa de Ur, ao som de uma trilha misteriosa e pungente, finalizando nas areias do sertão com a cangaceira Maria Bonita, referência mítica do Cangaço.

 

Projeto

Cearense, a bailarina Lenna Beauty deixou o estado muito jovem para morar na Espanha, onde permaneceu durante 12 anos viajando constantemente ao Norte da África e Oriente Médio, formando-se com grandes maestros de música e dança, desenvolvendo uma sólida carreira internacional. Na sua trajetória se destaca a permanência por oito anos em MAYUMANA, importantíssima companhia de música e dança de Israel atuando em mais de 20 países em suas turnês. Através das profundas experiências com as culturas árabe, judaica e flamenca, Lenna reestabeleceu relações com sua terra natal. Embasada em pesquisas históricas sobre a colonização ibérica e nos intercâmbios pessoais, a artista construiu uma parceria com o produtor musical cearense e descendente de libanês Yury Kalil, proporcionando-lhe ainda mais liberdade na expressão de seus conhecimentos por meio da arte. Assim, nasce o projeto CEARáBIA, com música original criada por esses dois artistas cearenses unindo o Estúdio Lenna Beauty e com renomado Totem Estúdio, criado por Yury Kalil.

 

Serviço:

CEARáBIA – Dias 11, 12, 13 e 14 de janeiro de 2017, às 20h, no Teatro do Dragão do Mar (Rua Dragão do Mar, 81 – Praia de Iracema, Fortaleza – CE). Telefone: (85) 3488 8600 / (85) 3488 8608. Entrada: R$ 20,00 (meia) e R$ 40,00 (inteira).

ITAIPAVA É A CERVEJA OFICIAL DO I’MUSIC

 

 

Em janeiro, mês de férias e diversão, Fortaleza recebe o Festival I’Music, nos dia 5, 6 e 7. O evento reúne os shows de AnaVitória, Projota, Selvagens à Procura, Frejat, Paralamas do Sucesso, Jota Quest, Ney Matogrosso, Jorge Ben Jor e Monobloco, no estacionamento do Shopping Iguatemi. Para reforçar a imagem de cerveja do verão, a Itaipava marca presença como patrocinadora oficial do I’Music.

“Acreditamos que os shows, principalmente os realizados no mês de janeiro, são eventos que materializam o Espírito de Verão: a energia do público está alta e o único objetivo é curtir e se divertir ao máximo. Por isso, fazemos questão de ser parceiros e incentivar os nossos consumidores a viverem com intensidade todas as possibilidades que a estação propõe, aproveitando as inúmeras experiências”, explica Eliana Cassandre, gerente de propaganda da marca.

Com expectativa de receber um público diversificado, podendo chegar a 15 mil ao longo dos três dias do evento, o Festival I’Music é visto pela Itaipava como grande agregador à marca. Isso porque, além de associar a cerveja à estação mais quente do ano, e reforçar o posicionamento da marca, a Itaipava ainda aproveita a ocasião para unir entretenimento e consumo consciente, com a divulgação do Saber Beber, programa de consumo responsável de bebida alcoólica desenvolvido pelo Grupo Petrópolis. A ação aborda o tema de forma positiva e educativa, trazendo para a população mais conhecimento sobre as implicações e os benefícios que envolvem o consumo moderado de álcool.

 

 

 

SOBRE A ITAIPAVA

Criada na década de 1990 em Petrópolis (RJ), Itaipava foi conquistando o consumidor ao longo das décadas. Hoje é uma das cervejas mais consumidas no país. Sua linha conta com tipos diferentes para todos os gostos e ocasiões: Pilsen, Premium, Malzbier e Zero Álcool. www.cervejaitaipava.com.br

SABER BEBER – Programa de consumo responsável do Grupo Petrópolis, que reúne ações de conscientizações para disseminar informações sobre as implicações e os benefícios que envolvem o consumo moderado de álcool. Englobando todo o mercado de bebidas alcoólicas e independente de marcas, o programa desenvolve atividades por todo o país. Saiba mais em: www.saberber.com.br e @saberbeber, no Instagram e Facebook.

Semana de homenagens, música e dança no TJA

 

 

 

Na última semana de programação do ano, o Theatro José De Alencar recebe a XXVIII Noite Das Estrelas – Troféu Cultura Do Ano, a Escola de Ballet Janne Ruthe, Conexões Sonoras e o espetáculo de encerramento da residência artística da Academia Do Riso 2.0

Iniciando a semana, na terça (19) acontece na calçada do Theatro o projeto “Práticas E Intervenções Em Artes Sonoras”. O grupo cearense ADSR, apresenta e performances sonora tem como matriz criativa a investigação e criação de sintetizadores e efeitos construídos de forma artesanalmente.

A apresentação inicia às 16h. Ainda na terça, o Teatro Morro do Ouro recebe o espetáculo do Coletivo Cascalho, “Jingobel”. No palco você pode conferir a história de Elisa, uma travesti que mora com a mãe inválida e na noite de natal é abandonada por seu amante e tem seu relacionamento inesperadamente rompido por telefone. Deprimida e dominada pela fúria ela acaba por transformar duas visitas inesperadas em reféns. Durante toda a noite esses seres passam por situações cômicas e mais que absurdas. O espetáculo inicia às 18h, e os ingressos serão vendidos ao preço de R$10 e R$5 (meia). Classificação Indicativa: Livre

 

Temporada de Dança

Na terça (19) e quarta (20) é a vez da Escola De Ballet Janne Ruthe se apresentar no Palco Principal com os ballet “Xeque-mate e O Corsário”. Os espetáculos iniciam às 18h30, e os ingressos estarão à venda no valor de R$40 e R$20 (meia). Classificação Indicativa: Livre

Encerrando a Temporada de Dança a Escola de Ballet Nocturno apresenta o ballet “A Bela Adormecida” na quinta (21) às 18h30. No palco principal, o público poderá conferir a história da princesa Aurora, uma encenação musical e artística apresentada pelos alunos e alunas da escola. Os ingressos estarão à venda no valor de R$40 e R$20 (meia). Classificação Indicativa: Livre.

A programação continua na quarta (20) às 14h, no Foyer do Theatro com o programa “Percurso Instalativos Sonoros”. O criador do projeto o pesquisador, artista sonoro e compositor – Eric Barbosa; realiza um processo de intervenção sonora utilizando referências e conceitos de paisagens sonoras, improvisação livre. Gratuito. Classificação Indicativa: Livre. Às 17h, o Pastoril Pirambu se apresenta na calçada do Theatro José de Alencar.

Na noite de quarta (20) o Teatro Morro do Ouro é palco da “XXVIII Noite Das Estrelas – Troféu Cultura Do Ano”. Iniciando às 19h, o troféu cultura existe a 27 anos e esse ano faz homenagem a artistas cearenses. Entregando 20 as melhores personagens do ano nas áreas de cultura e educação e meio ambiente nosso forma de dizer valeu povo pela festa de arte dada ao nossos país. Entrada gratuita e classificação indicativa livre.

E encerrando a semana temos o espetáculo de conclusão de formatura da residência artística Academia do Riso – Escola de Iniciação à Palhaçaria, quinta (21) no Teatro Morro do Ouro, com sessões às 18h e 20h. Neste segundo semestre de 2017, a Academia foi Residência Artística pelo Edital de Ocupação do Theatro José de Alencar, um verdadeiro apoio à arte do riso e da boa bobagem! Os ingressão estarão à venda ao preço de R$10 e R$5 (meia). Classificação Indicativa: Livre. também às 18h, acontece na calçada do TJA o Musical de natal da Cia Palomar. Gratuito e classificação Indicativa: Livre.

Ainda na quinta, o foyer recebe o programa mensal “Conexões Sonoras” às 19h. Nesta sétima edição o projeto trás ao foyer os cantores Afranio Soares, Bat Materson, Maiko Fonseca, Marcio Juaçaba e Paulo Probo e um repertório recheado de beleza com os músicos Eduardo Holanda e Hoto Júnior. Os ingressão estarão à venda ao preço de R$20 e R$10 (meia). Classificação Indicativa: Livre.

Confira a programação completa do TJA no site: www.secult.ce.gov.br

BACKDROP FALLS LANÇA CLIPE DO NOVO SINGLE “BACK OF THE LINE”

 

 

 

A banda Backdrop Falls acaba de lançar seu primeiro videoclipe para divulgar seu mais novo single “Back of the line”. A música faz parte do primeiro álbum do quarteto, intitulado “There’s no such place as home”, que deve ser lançado no primeiro semestre de 2018. O trabalho pode ser conferido na conta oficial do grupo no You Tube acessando o link https://www.youtube.com/watch?v=PghZsuHHMwE.

Os cearenses, que já estão na estrada há quase dois anos, vêm aos poucos conquistando seu espaço no cenário do rock nacional, e algumas menções em blogs e rádios internacionais, como o conhecido “Dying Scene” (usa).

Com apenas cinco músicas lançadas, o grupo já tem no currículo participações em festivais consagrados nacionalmente, como o Garage Sounds, Ponto CE e DoSol, além de abrir a noite para a primeira passagem dos canadenses do Sum 41 em 2016, em São Paulo.

O clipe foi dirigido pelo próprio baterista Roger Capone, com direção de fotografia de Lucas Martins. A banda se prepara para turnê junto a galera do Dead Fish, que vai passar pelas cidades de Osasco, São Paulo e Curitiba, começando no dia 16 de dezembro e terminando no dia 21, com o show de despedida de uma das mais icônicas casas de show do underground brasileiro, Hangar 110, que encerra suas atividades depois de quase 20 anos.

Música Natalina invade o Shopping Aldeota nesta sexta (15)

 

Dar um tempo na rotina e se deixar encantar pelo clima de Natal. É essa oportunidade que o Shopping Aldeota traz para seus frequentadores nesta sexta-feira (15), a partir das 17h. O grupo Vocal Harmonia estará no shopping para uma apresentação gratuita de músicas natalinas no piso L1.

Quem for prestigiar a apresentação, pode ainda aproveitar para exercer a solidariedade doando leite em pó para a Santa Casa de Misericórdia de Fortaleza e a Associação Peter Pan nos coletores disponíveis no shopping. As duas instituições também são contempladas na campanha de Natal do shopping, que dará um veículo adaptado para o transporte de doentes e 10 cadeiras de rodas para as instituições, além de sortear um vale-compras no valor de R$ 10mil.

 

Sobre o Shopping Aldeota

Inaugurado em dezembro de 1998, o Shopping Aldeota conquistou seu espaço no mercado pelo seu projeto arquitetônico diferenciado e o mix de lojas e serviços. Localizado no coração da Aldeota, o shopping fica numa região com forte presença de escritórios de grandes empresas e uma das áreas residenciais de maior poder aquisitivo de Fortaleza. São cinco andares climatizados, com 220 lojas das melhores marcas, cinemas, praça de alimentação, supermercado, magazine e estacionamento coberto. Tudo para unir conforto, funcionalidade, diversão e segurança.

Canto da Apá celebra um ano com encontro de corais gratuito, no Theatro José de Alencar, nesta sexta (15)

 

 

A oitava e última edição deste ano do Projeto Conexões Sonoras tem um gostinho especial: a comemoração de um ano do Centro Cultural Canto da Apá. Para celebrar esse momento em grande estilo, a cantora e idealizadora do projeto, Apá Silvino, reúne os corais da Sefaz, Secult e Canto da Apá para um encontro gratuito no Theatro José de Alencar, nesta sexta-feira (15), às 17h30.

Com um repertório exclusivamente natalino, os corais irão apresentar-se juntos e separados, sempre acompanhados por Eduardo Holanda no violão.

Apá tem uma história pessoal como regente de canto coral, principalmente nesta época do ano, quando sempre fazia apresentações pela cidade. Depois de cerca de cinco anos, é a primeira vez que consegue juntar grupos distintos para cantar juntos. “Eu tava com muita saudade de nessa época, neste momento em que a gente tá vivendo tanta desigualdade, violência e tanto desencontro, reunir 60 pessoas para espalhar, generosamente, essa energia de Natal, de solidariedade, de esperança e de paz”, explica Apá.
Conhecendo os corais

O coral da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará (Secult) foi criado por Apá e tem 23 anos, mas ficou parado por dez. Há seis meses retornou com Apá como maestrina e a maior parte dos integrantes são servidores que estão cantando pela primeira vez.
Apresentando um repertório natalino pela primeira vez, o Coral do Canto da Apá tem 10 meses e fez a sua primeira apresentação no Encontro de Corais ADUFCE em abril de 2017. O grupo é formado por cantores que possuem alma na ponta da língua e fazem do canto a sua motivação pessoal.

Também criado por Apá, o coral da Secretaria da Fazenda do Estado do Ceará (Sefaz) tem 23 anos e, assim como o coral da Secult, é formado por servidores que se propõem a humanizar as suas carreiras através do canto. O grupo já participou de encontros de corais fora do estado.

Com entrada gratuita, o encontro de corais do Canto da Apá promete uma noite especial e regada a muita emoção. “É isso que iremos fazer lá, cantar e ser feliz”, finaliza Apá.

 

Sobre o Canto da Apá

Com sede inaugurada oficialmente em 12 de dezembro de 2016, em Fortaleza, o Centro Cultural Canto da Apá foi concebido pela cantora, compositora, regente e preparadora vocal, Aparecida Silvino e sua equipe. Hoje, o espaço tem, ao todo, 33 cantores recebendo orientação em técnica vocal, interpretação, gerenciamento de carreira e formação de repertório.

 

Serviço:

Centro Cultural Canto da Apá apresenta Projeto Conexões Sonoras edição especial com Encontro de Corais
Local: Theatro José de Alencar
Dia: 15 de dezembro (sexta-feira)
Horário: 17h30
Ingresso: Gratuito.

Mais informações: cantodaapa@gmail.com ou https://www.facebook.com/cantodaapa.

Divulgada programação completa do Festival Cearense de Hip Hop


O Festival Cearense de Hip Hop – FCH2, que está na sétima edição, divulgou a programação completa. Considerado o maior evento do Gênero do Norte e Nordeste, acontece de 09 a 12 de dezembro no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. O evento é uma realização do Instituto de Dança, Arte, Cultura e Educação – IDANCE, com o apoio institucional da ENEL e do Governo do Estado através da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará.

Todos os dias do festival acontecem as Mostra Livre, que contempla diversas modalidades de Dança e a Competitiva, separada por modalidades e categorias como: Hip Hop Freestyle (Júnior – até 14 anos; Sênior – 15 a 17 anos e avançado – a partir de 18 anos), onde também será a Seletiva Nordeste para o 17º FIH2 – FESTIVAL INTERNACIONAL DE HIP HOP; Battle Crews; Popping Battles; FCH2 Bboy; FCH2 Bgirl; FCH2 Experimental e FCH2 House.

Já a partir do dia 10/12 (domingo), começam os Workshops com convidados nacionais e internacionais. O primeiro é o “House Dance Collab”, com Loly Pop (CE), Coreano (CE) e Libel Lia (IT), de 09h a 12h.

Na segunda (11), de 9h às 12h, tem o internacional Mr. Ringo (U.S.A); Guiga de Souza (BR), de 9h às 10h15 e Vini Azevedo (BR), de 10h30 às 12h.

Terça (12), os franceses Cinthia (9h às 10h15) e Edson Guiu (10h30 às 11h45); Pelezinho (BR), de 9h às 10h15 e FabGirl (BR), de 10h30 às 11h45, ministram as ações de formação.

A programação completa, inscrições e locais dos Workshops, estão disponíveis através do site www.fch2.com.br .

FCH2 em números

O FESTIVAL CEARENSE DE HIP HOP – FCH2 vem fortalecendo, desde 2011, a cena das Danças Urbanas no estado do Ceará e nordeste Brasileiro, com programação que prevê o intercâmbio entre artistas consagrados e criadores de estilos de Danças Urbanas com milhares de jovens e adultos. Prova disso, são números alcançados na última edição.

Ao todo, em 2016, participaram do festival 1629 dançarinos, em 431 apresentações (mostras livre e competitiva), representando 22 municípios de 9 estados do país, 342 artistas foram qualificados através das ações formativas e 195 intervenções urbanas aconteceram em alguns cartões postais da cidade de Fortaleza.

 

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

DIA 09 DE DEZEMBRO (SÁBADO)
ATIVIDADE
LOCAL
HORÁRIO
GRAFFITI
ESPAÇO HARLEM
14h00
CYPHER
ESPAÇO HARLEM
14h00
FCH2 B-GIRL
ESPAÇO HARLEM
17h00
BATALHA MC’s
ESPAÇO HARLEM
18h30

10 DE DEZEMBRO (DOMINGO)

ATIVIDADE
LOCAL
HORÁRIO
MASTER CLASS HOUSE DANCE COLLAB – LOLY POP/ COREANO/ LIBEL LIA
AUDITÓRIO DRAGÃO DO MAR
09h às 12h
MESA REDONDA-ECONOMIA CRIATIVA NAS DANÇAS URBANAS
AUDITÓRIO DRAGÃO DO MAR
09h às 12h
SELETIVA POPPING
ESPAÇO HARLEM
15h00
BATALHA HOUSE
ESPAÇO HARLEM
16h30
SUNSET
ESPAÇO ROGACIANO LEITE
17h00
SUNSET
ESPAÇO ROGACIANO LEITE
17h00
ABERTURA OFICIAL
PALCO BRONX
18h00
HIP HOP AVANÇADO (PARTE 01)
PALCO BRONX
18h45
SELETIVA BATTLE CREW
PALCO BRONX
19h30

11 DE DEZEMBRO (SEGUNDA)

ATIVIDADE
LOCAL
HORÁRIO
WORKSHOP GUIGA DE SOUSA
SALA DE DANÇA DO SESC
09h às 10h30
WORKSHOP VINI AZEVEDO
SALA DE DANÇA DO SESC
10h30 às 12h
WORKSHOP MR. RINGO
TEATRO SESC IRACEMA
09h às 12h
CYPHER
ESPAÇO HARLEM
16h00
BATALHA EXPERIMENTAL
ESPAÇO HARLEM
17h00
SUNSET
ESTATUA DE IRACEMA
17h00
FCH2 B-BOY
ESPAÇO HARLEM
18h30
MOSTRA LIVRE
PALCO BRONX
19h30
HIP HOP JÚNIOR, SÊNIOR E AVANÇADO PARTE 2
PALCO BRONX
20h30

12 DE DEZEMBRO (TERÇA)

ATIVIDADE
LOCAL
HORÁRIO
WORKSHOP PELEZINHO
SALA DE DANÇA DO SESC
09h às 10h15
WORKSHOP FABGIRL
SALA DE DANÇA DO SESC
10h30 às 11h45
WORKSHOP CINTIA
TEATRO SESC IRACEMA
09h às 10h15
WORKSHOP EDSON GUIU
TEATRO SESC IRACEMA
10h30 às 11h45
CYPHER
ESPAÇO HARLEM
16h00
SUNSET
NOME CEARÁ – PRAIA DE IRACEMA
17h00
MOSTRA LIVRE
PALCO BRONX
18h30
POPPING BATTLE FINAL
PALCO BRONX
19h00
BATTLE CREW FINAL
PALCO BRONX
20h10

* EPAÇO HARLEM – PALCO EMBAIXO DO PLANETÁRIO.
* PALCO BRONX – ANFITEATRO DRAGÃO DO MAR.
SERVIÇO

7ª EDIÇÃO DO FESTIVAL CEARENSE DE HIP HOP

Mostras Livre e Competitiva l Intervenções Urbanas l Espetáculos l Shows

QUANDO: 09 a 12 de dezembro

ONDE: Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (Palco embaixo do Planetário e Anfiteatro)

PROGRAMAÇÃO COMPLETA E INSCRIÇÕES WORKSHOPS: Através do site www.fch2.com.br

INFORMAÇÕES: (85) 99984.4704