Browsing Tag

Festival

FESTIVAL CURTA CANOA DIVULGA OS SELECIONADOS PARA MOSTRA COMPETITIVA 2017

 


O Festival Latino Americano de Canoa Quebrada (Curta Canoa) divulga, nesta segunda-feira (04), as 50 produções selecionadas para a mostra Competitiva da 12ª edição, que será realizada entre os dias 07 e 12 de dezembro, na praia Canoa Quebrada, em Aracati.

Este ano, o festival recebeu cerca de 500 curtas e, por meio de uma criteriosa curadoria, foram selecionadas onze produções do Rio de Janeiro, sete de São Paulo, quatro do Ceará, três da Paraiba e Rio Grande do Sul, dois do Rio Grande do Norte, Pernambuco, Espirito Santo, Paraná, Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais e Santa Catarina, um do Pará, Mato Grosso, Alagoas, Maranhão, Piauí e Bahia.

Segundo o idealizador do Curta Canoa, Adriano Lima, essa é uma seleção muito potente. “O Brasil se consolidou no audiovisual e é, hoje, uma potência de resistência”, afirma. Adriano Lima também destaca a forte participação das produções cinematográficas cearenses nesta edição: “Felizmente a participação do Ceará foi muito forte e, por isso, decidimos realizar mais uma vez a mostra Bons Ventos, que vai exibir 56 filmes que não entraram na mostra competitiva”.

 

 

De olho na programação

Além das mostras Competitiva e Bons Ventos, a 12ª edição do Festival Curta Canoa realiza oficinas de formação em cineclubismo e preparação de atores para cinema e TV, com os facilitadores Henrique Dídimo e Giovanni Marsallis, respectivamente.

A programação também traz apresentações de teatro, canto e dança de grupos locais, e promete levar a magia da sétima arte para o cotidiano das crianças da rede publica de ensino de Aracati, em duas sessões de cinema infantil no Cinema Bom Vizinho.

 

Confira abaixo os filmes selecionados para o Festival Curta Canoa

Mostra competitiva de curta-metragem

A GENTE NASCE SÓ DE MÃE – CARU ROELIS – MG

A MARGEM DO UNIVERSO – TIAGO ESMERALDO – DF

APESAR DE TUDO – JANAÍNA DÓREA – RJ

AS CARTAS QUE NÃO LI – LUCIA CAUS – ES

AS AVENTURAS DO CRAUÁ – PATRÍCIA CARTES – ES

AS AVENTURAS DO MENINO PONTILHADO – LEO TABOSA – PE

BAUNILHA – LEO TABOSA – PE

BRAÇOS ABERTOS – MONIQUE LIMA – RJ

CINE RIO BRANCO – EUDALDO MONÇÃO JR. – BH

CLOSE – ROSANE GURGEL – CE

COCEIRINHA NA MÃO – LUCIANO IRRTHUM – MG

CUSCUZ PEITINHO – RODRIGO SENA E JULIO CASTRO – RN

DANNY – FERNANDO ALVES – SP

DESFRAGMENTO – HELENA LUKIANSKI E GIULIANA HEBERLE – RS

DIGA AO MEU PAI QUE ESTOU BEM – BRUNA FRACASCIO – SP

DIZ A LENDA – MARCIO DEL PICCHIA – SP

É NATAL – JAIME QUEIROZ – SP

ENTRE O ANJO E O POLICHINELO – GALVANDA GALVÃO & IZABELA LEAL – PR

EPÍLOGOS – ANDRÉ GLASNER – RJ

EU ME PREOCUPO – PAULO SILVER – AL

FEIRA LIVRE – ONDE O PASSADO E O PRESENTE SE ENCONTRAM – DYNHO SILVA – RN

FERIDA – DANDI QUEIROZ – SP

FLECHA DOURADA – CÍNTIA DOMIT BITTAR – SC

FRENÉTICA ILUSÃO – EDUARDO SUTIL – PR

GUIANA FRANCESA – EDMILSON FILHO E OLAVO JUNIOR – CE

HINO AOS ORIXÁS COM A PUREZA DAS CRIANÇAS – SÉRGIO ROSSINI – RJ

INTERVENÇÃO – ISAAC BRUM SOUZA – GO

LUIZ – ALEXANDRE ESTEVANATO – SP

MARIAS – EDEM ORTEGAL – MA

MORREU MARIA PREÁ – G. ANDRÉ MELO – CE

NEY SOUZA – O SENHOR DO TEMPO – ESTEVAN SILVERA – PR

O CD DE 2 BILHÕES DE DOLARES – NADABE RIBEIRO – CE

O QUEBRA-CABEÇA DE SARA – ALLAN RIBEIRO – RJ

O VENDEDOR DE PALAVRAS – ANDRÉ FALCÃO – RJ

PEDACINHO DO CÉU – CAIO ALVARENGA – RJ

QUANDO PAREI DE ME PREOCUPAR COM CANALHAS – TIAGO VIEIRA – SP

REDEMUNHO – MARCÉLIA CARTAXO – PB

ROLETA RUSSA EM TRANSITO – TAIGUARA BRUNO – PI

RUÍNA – ALAILSON BERNARDO – GO

SÉCULO XXI – LEONARDO GOOD GOD – MG

SERIA MELHOR SE VOCÊ TIVESSE MORRIDO – CLARA FERRER E MARCELLA DE FINIS – RJ

SOBRE UM FILME QUE NÃO ACABOU – DIEGO TAFAREL – RS

SONHOS DA LUISAH – JOAO RICARDO COSTA – SC

SURDEZ – GABRIEL FIGUEIRA – RJ

TELENTREGA – ROBERTO BURD – RS

TERCENDO LABIRINTO – RAQUEL GRANDA – RJ

UMA AVENTURA NA CAATINGA – LAERCIO FILHO – PB

UM POUCO A MAIS – ALEQUES EITERER – RJ

URSORTUDO – JANUÁRIO JR – DF

VOCÊ CONHECE DERRÉIS? – VERUZA GUEDES – PB

Garage Sounds anuncia mais duas capitais que vão receber o festival em 2018

 

O Festival Garage Sounds se consolidou como um dos maiores festivais de música independente do país e alça voos mais altos. Em 2018, o FGS traz grandes novidades. Além de Fortaleza, o festival chega a mais duas capitais nordestinas: Natal e Recife. Na capital cearense, o público vai poder curtir muita música em duas datas diferentes: nos dias 06 de janeiro e 10 de março.

Em 06 de janeiro, um sábado, os fortalezenses vão poder curtir a primeira edição “Garage Sounds – Only Locals”, que chega com a proposta de fomentar a cena cearense, levando ao público mais de 50 bandas locais em um único dia.

Em março, o festival volta a acontecer em Fortaleza marcado para o dia 10/03 (sábado), na Praça Verde do Centro Cultural Dragão do Mar. Dessa vez, trazendo atrações locais já consagradas na cena cearense como: Damn Youth, Sulamericana e Facada, além de bandas nacionais queridinhas do público como: Scalene, Project46 e Pense.

No dia anterior, sexta-feira, dia 9, o evento acontece em Recife (Pernambuco). Já no domingo, dia 11, é a vez de Natal (Rio Grande do Norte) receber o festival e encerrar o evento com chave de ouro.

O Garage Sounds, é um festival independente que chega para fortalecer o lançamento de tendências e novos artistas locais e nacionais, além de abrir espaço e servir de vitrine aos músicos e bandas que lutam por um espaço no mercado tão concorrido, como o musical.

Serviço:

FORTALEZA – LOCALS ONLY | 06 DE JANEIRO

Evento: Festival Garage Sounds (50 atrações | Somente bandas locais)

Quando: 06 de janeiro de 2018

Horário: 14 horas

Local: Praça Verde do Dragão do Mar

Meia: R$ 20,00.

Entrada social: R$ 20,00 + um livro.

Combo | Meia Locals Only + Garage Sounds (10/03/18): R$ 65,00.

Ponto de venda: Lojas Clikks dos Shoppings RioMar Fortaleza, Iguatemi, Benfica e Parangaba.

Compre online: bit.ly/GSLocalsOnly

Informações: 85 9 9868.9843|www.garagesounds.com.br

Redes sociais: @garagesounds; www.facebook.com/garagesoundsfestival/.

 

EDIÇÃO RECIFE: 09 DE MARÇO

Evento: Festival Garage Sounds | Recife (Pernambuco)

Quando: 09 de março de 2018

Horário: 16 horas

Local: Baile Perfumado

Compre online: bit.ly/PrevendaGSrecife

Valores pré-venda:

R$30,00 Meia

R$35,00 Inteira Social (Ingresso + um kg de ração ou 1 livro em bom estado)

R$60,00 Inteira

Informações: 85 9 9868.9843|www.garagesounds.com.br

 

EDIÇÃO FORTALEZA: 10 DE MARÇO

Evento: Festival Garage Sounds (Bandas locais e nacionais)

Quando: 10 de março de 2018

Horário: 14 horas

Local: Praça Verde do Dragão do Mar

Meia: R$ 50,00

Entrada social: R$50,00 + a doação de um livro.

Ingressos disponíveis nas lojas Clikks Eyewear a partir de sexta

Compre online: http://bit.ly/ingressosGS18

Informações: 85 9 9868.9843|www.garagesounds.com.br

 EDIÇÃO NATAL: 11 DE MARÇO

Evento: Festival Garage Sounds | Natal (Rio Grande do Norte)

Data: 11 de março de 2018

Horário: 13 horas

Local: Arena das Dunas

Compre online: bit.ly/prevendaGSnatal

Valores pré-venda:

R$35,00 Meia

R$35,00 Meia Social (Ingresso + um kg de ração ou 1 livro em bom estado)

R$70,00 Inteira

Informações: 85 9 9868.9843|www.garagesounds.com.br

VI FESTIVAL INTERNACIONAL DE FOLCLORE DO CEARÁ 2017 SERÁ REALIZADO EM PACOTI E FORTALEZA

 

 


A sexta edição do Festival Internacional de Folclore do Ceará será realizada entre os dias 16 e 19 de novembro e, este ano, amplia suas ações para além da capital cearense, realizando a maior parte de suas atividades na Serra de Baturité, em Pacoti. Com ampla programação, o Festival terá apresentações musicais, dança folclórica, comercialização de artesanato, literatura de cordel, gastronomia regional, além de ações formativas com atividades como aulas-show, vivências e exposições, valorizando a cultura popular e fortalecendo o Ceará como cena internacional da dança, arte e cultura. Toda a programação será gratuita.

Para democratizar ainda mais o acesso do público às mais diversas formas de expressão da cultura popular, estimular o diálogo entre artistas e espectadores, além de repensar meios de valorizar as tradições, o Festival Internacional de Folclore do Ceará sobe a Serra de Baturité e ocupa praças, pátios e escolas de Pacoti, do dia 16 ao dia 18 de novembro (quinta a sábado), ampliando o raio de abrangência do Festival.

“Escolhemos Pacoti para esta descentralização nas atividades do Festival por ser uma cidade que já tem uma tradição na realização de feiras culturais e mostras juninas, onde o trade turístico se desenvolve e cresce a cada dia, além de ter uma população de moradores e visitantes ávida por cultura, lazer e entretenimento de qualidade”, explica Sheila Fernandes, Coordenadora do Festival. O encerramento do Festival será no dia 19/11 (domingo), no Anfiteatro do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, em Fortaleza.

O VI Festival Internacional de Folclore do Ceará irá reunir cerca de 500 artistas de Grupos de Projeção Folclórica de abrangências local e nacional, Grupos de Etnia e Grupos Internacionais. A expectativa é atingir um público de 10 mil pessoas durante os quatro dias de evento, nos diversos espaços ocupados, que terão a oportunidade de desfrutar do rico intercâmbio artístico-cultural.

Além de valorizar as tradições, a pesquisa e a experimentação, o VI Festival Internacional de Folclore do Ceará será um encontro entre as mais distintas manifestações culturais e trará reflexões sobre as danças folclóricas em um contexto internacional, por meio do qual será possível conhecer aspectos da trajetória de um povo e ampliar conhecimentos. Os grupos internacionais que irão participar do Festival são: Paraguay Ete do Paraguai e Raíces de Mi Chile, do Chile.

De outros estados brasileiros virão especialmente para o Festival o Elenco Adulto do C.T.G – Centro de Tradições Gaúchas Fagundes dos Reis, de Passo Fundo (RS), o Grupo Folclórico Beneficente Bumba-Meu-Boi de Axixá, de São Luís (MA) Grupo Apolo de Danças Gregas (SP). Do Ceará, já confirmaram presença a Cia de Dança Estrelas da Rua, o Grupo de Dança Tablado, o Grupo de Tradições Cearenses, o Grupo de Tradições Folclóricas Raízes Nordestinas, o Grupo Mira Ira – IFCE e a TXAI Cia de Danças Populares, todos de Fortaleza.

O Festival homenageia duas personalidades da Cultura Popular Cearense: a professora Graça Martins e o produtor Clerton Vieira, além do Grupo de Dança Tablado. Todos têm trabalhado para fortalecer a cultura popular do Ceará.

Diante da grande influência da cultura africana nas manifestações artísticas brasileiras e por acreditar e valorizar esta ancestralidade e matriz genética, o VI Festival Internacional de Folclore do Ceará fará uma ação alusiva ao dia da consciência negra com a coroação de homenagem aos maracatus. Evidenciando o ícone da cultura negra cearense que é patrimônio imaterial.

Transmissão ao Vivo – As apresentações do palco principal serão transmitidas pelo site do Festival (www.festivaldefolcloredoceara.com.br), aproximando e ampliando o público por meio da tecnologia, possibilitando a interação durante as apresentações, em qualquer dispositivo com acesso à internet (computadores, notebooks, tablets e smartphones).

 

 


ATIVIDADES
Feira de Artesanato – Comercialização de CDs, DVDs, camisas, artesanato, entre outros produtos, de cada estado e país participante;
Vivências – Troca de conhecimento cultural entre os grupos participantes, com roda de conversa, experimentações de dança e instrumentação musical, costumes e expressões da cultura de cada lugar, visando a interação e integração entre os grupos;
Educar com Folclore – Visitação a escolas e creches da rede pública ou particulares, com apresentação de aula-show pelos grupos participantes. Dançarinos e coordenadores explicarão a origem da dança, a musicalidade regional, os costumes da região de origem, a cultura, os adereços e figurinos usados na apresentação, bem como a geografia e história da cidade, possibilitando a troca de conhecimento, a disseminação da cultura, a transmissão de valores, a fruição.

Folclore Itinerante – Inserção das comunidades da Zona Rural na programação de apresentações e aulas-shows do festival, contemplando um público que, geralmente, não tem oportunidade de desfrutar de programações culturais oferecidas na cidade. Esta ação será realizada exclusivamente em Pacoti, democratizando e descentralizando o acesso à cultura.

O VI Festival Internacional de Folclore do Ceará é uma realização da Encena Produções em parceria com a Prefeitura Municipal de Pacoti, Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, Instituto Dragão do Mar, Universidade Estadual do Ceará (UECE), Curso Pré-Universitário UECEVEST e Ernanitur; apoio institucional da ENEL, Conselho Internacional de Dança (Cid-Unesco), Comissão Nacional de Folclore, Comissão Cearense de Folclore e Associação Txai Cultura e Arte; promoção do Instituto União de Arte, Educação e Culturas Populares e apoio cultural da Secretaria da Cultura do Ceará.

 

 

 

PROGRAMAÇÃO

16/11 (quinta-feira), Pacoti

Educar com Folclore
09h30 – Paraguay Ete Villa Elisa (Paraguai)
Local: Creche São José

Arena Cultura das Tradições
09h30 – Grupo Folclórico Beneficente Bumba-Meu-Boi de Axixá (São Luís–MA)
Conjunto Folklórico Raíces de Mi Chile (Chile)
Local: Ginásio Poliesportivo José Evandro Pimenta

Folclore Itinerante
14h30 – Paraguay Ete Villa Elisa (Paraguai)
Local: EMEIF Fernando Moreira Sales
Comunidade: Santana

Arena Cultura das Tradições
14h30 – Grupo Folclórico Beneficente Bumba-Meu-Boi de Axixá (São Luís–MA)
Conjunto Folklórico Raíces de Mi Chile (Chile)
Local: Ginásio Poliesportivo José Evandro Pimenta

Cortejo
17h30 – Ação com todos os grupos participantes e convidados
Local: Praça da Prefeitura

Palco Principal
18h30 – Abertura VI Festival Internacional de Folclore do Ceará
Coroação de Homenagem aos Maracatus Cearenses
Mostra Escolar de Dança Folclórica
Grupo Folclórico Beneficente Bumba-Meu-Boi de Axixá (São Luís–MA)
Grupo Apolo de Danças Gregas (São Paulo–SP)
Elenco Adulto – C.T.G Fagundes dos Reis (Passo Fundo–RS)
Paraguay Ete Villa Elisa (Paraguai)
Conjunto Folklórico Raíces de Mi Chile (Chile)
Local: Polo de Lazer Raimundo Menezes Jucá

17/11 (sexta-feira), Pacoti

Folclore Itinerante
09h30 – Elenco Adulto – C.T.G Fagundes dos Reis (Passo Fundo–RS)
Local: EMEF São Sebastião
Comunidade: Boa Hora

09h30 – Grupo Apolo de Danças Gregas (São Paulo–SP)
Local: EMEIF Rosa Maia Rebouças
Comunidade: Volta do Rio

Educar com Folclore
09h30 – Grupo Folclórico Beneficente Bumba-Meu-Boi de Axixá (São Luís–MA)
Local: EEM Menezes Pimentel

09h30 – Conjunto Folklórico Raíces de Mi Chile (Chile)
Local: Escola Monteiro Lobato
09h30 – Paraguay Ete Villa Elisa (Paraguai)
Local: Instituto Maria Imaculada

Cortejo
17h30 – Ação com todos os grupos participantes e convidados
Local: Praça da Prefeitura

Palco Principal
18h30 – Mostra Escolar de Dança Folclórica
Paraguay Ete Villa Elisa (Paraguai)
Grupo Folclórico Beneficente Bumba Meu Boi Axixá (São Luís–MA)
Elenco Adulto – C.T.G Fagundes dos Reis (Passo Fundo–RS)
Grupo Apolo de Danças Gregas (São Paulo–SP)
Conjunto Folklórico Raíces de Mi Chile (Chile)
TXAI Cia de Danças Populares (Fortaleza–CE)
Local: Polo de Lazer Raimundo Menezes Jucá

18/11 (sábado), Pacoti

Palco Principal
18h30 – Grupo Apolo de Danças Gregas (São Paulo–SP)
Grupo MIRAIRA (Fortaleza–CE)
Elenco Adulto – C.T.G Fagundes dos Reis (Passo Fundo–RS)
Paraguay Ete Villa Elisa (Paraguai)
Grupo Folclórico Beneficente Bumba-Meu-Boi de Axixá (São Luís–MA)
Conjunto Folklórico Raíces de Mi Chile (Chile)
Grupo de Dança Tablado (Fortaleza–CE)
Local: Polo de Lazer Raimundo Menezes Jucá

19/11 (domingo), Fortaleza
18h30 – Coroação de Homenagem aos Maracatus Cearenses
Grupo Tradições Cearenses (Fortaleza–CE)
Paraguay Ete Villa Elisa (Paraguai)
Grupo Folclórico Beneficente Bumba-Meu-Boi de Axixá (São Luís–MA)
Grupo Apolo de Danças Gregas (São Paulo–SP)
Cia de Dança Estrelas da Rua de Fortaleza (Fortaleza–CE)
Elenco Adulto – C.T.G Fagundes dos Reis (Passo Fundo–RS)
Conjunto Folklórico Raíces de Mi Chile (Chile)
Grupo de Tradições Folclóricas Raízes Nordestina (Fortaleza–CE)
Local: Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura

Serviço:
VI Festival Internacional de Folclore do Ceará
Pacoti, 16 a 18 de novembro de 2017:
Palco Principal – Polo de Lazer de Raimundo Menezes Jucá – Pacoti;
Palco Paralelo / Arena Cultura das Tradições – Ginásio Municipal de Pacoti;
Fortaleza, 19 de novembro de 2017:
Palco Principal – Anfiteatro do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura
Transmissão ao Vivo – www.festivaldefolcloredocera.com.br
Programação gratuita

Mais informações pelos telefones 85 99677.5031 / 3023.3064 ou nas redes sociais:
Facebook: https://www.facebook.com/festivaldefolcloredoceara
Instagram: @folcloredoceara
Site: www.festivaldefolcloredoceara.com.br

A cidade pulsa com a oitava edição do Festival Popular de Teatro de Fortaleza

 

Com o tema “Rua que pulsa. Teatro que transforma”, o Festival Popular de Teatro de Fortaleza, que já faz parte do calendário cultural da cidade, prepara-se para ocupar as praças, ruas e terminais da capital, entre os dias 17 e 24 de novembro.

 

A capital irá pulsar a magia do Teatro, com 25 peças que contemplam todos os públicos, desde o infantil ao adulto. Ao todo, foram selecionados oito grupos nacionais e dois internacionais, com mais de 60 artistas envolvidos, dos mais variados Estados, como Sergipe, São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Goiás e Argentina.

 

“Nosso objetivo, claro, é sempre levar arte para as ruas. Sabemos que muitas pessoas têm pouco ou nenhum contato com essa forma da manifestação artística. Essa é nossa forma de tentar mudar essa realidade. Além disso, a cada edição, procuramos promover alguma ação de cunho social. Dessa vez, estaremos recebendo doações de rações para cães e gatos, que serão doados à Companhia Acontece”, ressalta Raimundo Moreira, o coordenador geral do festival.

 

Paralelo a isso, os grupos de Teatro participantes do festival irão realizar um “Encontro de Troca de Saberes entre os Grupos Locais e Nacionais”, no dia 21/11, das 8 às 14h, no espaço Cena Casarão. O objetivo é justamente o intercâmbio de conhecimento e análise crítica da arte nos dias atuais. Além disso, o projeto realiza oficinas gratuitas, que acontecem entre os dias 07 a 26 de novembro, tanto no Centro Cultural Bom Jardim como na sede Sede do grupo Populart.

 

A abertura do evento, que conta com apoio cultural da Enel – através da Lei do Mecenato Estadual, será na sexta-feira, dia 17/11, a partir das 16h, na Praça José de Alencar. Além das peças teatrais, o público poderá conferir Di Ferreira e Claudio Mendes com Beat N’ Jazz.

 

 

Sobre a Cia. Prisma de Artes

A Cia. Prisma de Artes foi fundada em 1985, trazendo na bagagem um imenso trabalho junto à periferia da cidade. A Companhia deu origem a outras iniciativas culturais na comunidade, como blocos de pré-carnaval, festas juninas e de reisado.

O grupo surgiu a partir de jovens que trabalhavam em movimentos culturais na Igreja Católica e que mais tarde passou a ampliar a sua área de atuação. Em sua trajetória de metáforas e linguagens simbólicas, participou de eventos culturais levando apresentações artísticas a vários bairros de Fortaleza, cidades do Ceará e empresas estatais.

Inserindo-se na vida cultural da cidade, a Companhia encontrou muitos parceiros, levando o Festival Popular de Teatro de Fortaleza a conquistar o reconhecimento do público e do meio artístico. Em 2010, ano da primeira edição do Festival, a Cia. recebeu o Prêmio Carlos Câmara de destaques do ano.

 

 

 Serviço:

Data: 17 a 24 de novembro

Mais informações- Facebook: www.facebook.com/feptef/

 

PROGRAMAÇÃO

 

DIA 17/11 – SEXTA-FEIRA

 

MOSTRA TERMINAL:

TERMINAL PAPICU

12:00 – Le Son Sur Scène – Gustavo Portela (CE)

 

MOSTRA CENTRO:

PRAÇA JOSÉ DE ALENCAR

15h – Acordes do Amanhã – Orquestra (CE)

 

16h – Cerimônia de abertura

 

16:15 – Autômato – Dona Zefinha (CE)

 

17:15 – Show Di Ferreira (CE)

 

DIA 18/11 – SÁBADO

 

MOSTRA COMUNIDADE:

DIAS MACEDO

Praça do Renascer

 

16h – A menina que buscava o sol – Cia Prisma de Artes (CE)

 

BEIRA MAR – Meireles

 

17h – Conversa de Lavadeiras – Coletivo Rei Leal (CE)

 

MOSTRA ALTERNATIVA:

 

CUCA MONDUBIM

 

19h – O Incansável Dom Quixote – Magnífica Trupe de Variedades (RJ)

 

DIA 19/11 – DOMINGO

 

MOSTRA COMUNIDADE:

DIAS MACEDO

Praça do Renascer

 

17h – O Felizardo – Ovorini Carpintaria Cênica (MG)

 

MOSTRA ALTERNATIVA:

SEDE POPULART

 

18h – Dois Perdidos Numa Noite Suja – Grupo Imagens (CE)

 

DIA 20/11 – SEGUNDA-FEIRA

 

MOSTRA TERMINAL:

TERMINAL ANTONIO BEZERRA

12H – Mira So Kariri Me Voe Artesania (CE)

 

MOSTRA CENTRO:

PRAÇA DO FERREIRA

12h – Circo do KO´S Os Clássicos da Palhaçaria –  K’Os Coletivo (CE)

 

PRAÇA JOSÉ DE ALENCAR

18h – Patética – Cia Estável (SP)

 

MOSTRA COMUNIDADE:

MOURA BRASIL

16h – A Bruxa e a Natureza – Calu Maravilha (CE)*

 

MOSTRA ALTERNATIVA:

EPA – Espaço Popular de Artes

19h – Aquelas: uma dieta para caber no mundo – Coletivo Manada Teatro (CE)

 

DIA 21/11 – TERÇA-FEIRA

 

ENCONTRO EM REDE:

CENA CASARÃO

9h – Encontro entre os grupos locais e nacionais participantes do festival

 

MOSTRA CENTRO:

PRAÇA DOS LEÕES

16h – Dandys Acrobático -Cia Theastai de Artes Cênicas (MS)

 

MOSTRA COMUNIDADE:

PRAIA DO FUTURO II

16h – A Farsa do Panelada – Arte Jucá (CE) *

 

MOSTRA ALTERNATIVA:

CENA CASARÃO

20h – Show musical – Feita de Poeira – Jocasto Britto (CE)

 

 

DIA 22/11 – QUARTA-FEIRA

 

MOSTRA TERMINAL:

TERMINAL SIQUEIRA

12h – Le Son Sur Scène – Gustavo Portela (CE)

 

MOSTRA CENTRO:

PRAÇA DOS LEÕES

15h – Aparições Forçadas – Akellare Teatral (COL)* 15 h

 

16h – Os Cegos – Olho Rasteiro (PR)

 

MOSTRA COMUNIDADE:

 

DIAS MACEDO

EPA – Espaço Popular de Artes

16h – Relato Final – Cia Teatral Acontece (CE)

 

JÓQUEI CLUBE

16h – Puxa! Era uma bruxa?! – Rebeka Lúcio (CE)

 

MOSTRA ALTERNATIVA:

 

CUCA BARRA

15h – Sobre Anjos e Grilos: Universo de Mario Quintana – Cia de Solos e Bem Acompanhados (RS)

 

CUCA JANGURUSSU

15h – Se desconcierta el concierto – Latin Duo (ARG)

 

CINE SÃO LUIZ

19h – Gato Preto – Cia Teatral Oops! (GO) *

 

CCBJ – Centro Cultural Bom Jardim

18h – La Risa Es Bella – Diego Bruzzone (ARG)*

 

 

DIA 23/11 – QUINTA-FEIRA

 

MOSTRA TERMINAL:

TERMINAL PARANGABA

12h – A Bruxa e a Natureza – Calu Maravilha (CE) *

 

MOSTRA CENTRO:

 

PRAÇA JOSÉ DE ALENCAR

16h – O Imaginário Criador – Trupe Motim (CE)

 

MOSTRA COMUNIDADE:

COMUNIDADE JARDIM AMÉRICA

16h – Bom é o que acaba bem – Grupo Garajal (CE)

 

MOSTRA ALTERNATIVA:

TEATRO CARLOS CÂMARA

19h – Olho – Cia Teatral Oops! (GO) *

 

DIA 24/11 – SEXTA-FEIRA

MOSTRA TERMINAL:

TERMINAL MESSEJANA

12h – Do Que Parece Invisível – Silvia Moura (CE)

 

MOSTRA COMUNIDADE:

GENIBAÚ

16h – Entra na Roda – Comedores de Abacaxi S/A (CE)

 

MOSTRA ALTERNATIVA:

DIAS MACEDO

Praça do Renascer

 

17:30 – Os Cavaleiros da Triste Figura – Grupo Teatral Boca de Cena (SE)

 

19h – Cerimonia de Encerramento

 

19:30 – Show Musical *

Garage Sounds confirma data e anuncia pré-venda

 


O festival de rock Garage Sounds já tem data para a sua terceira edição: dia 06 de janeiro de 2018. O evento, que já está firmado no calendário roqueiro da cidade, traz cerca de 40 bandas em mais de 12 horas de festa. Nesta  edição, serão montados quatro palcos na Praça Verde do Dragão do Mar.

 

O Garage Sounds segue o modelo de festivais americanos e europeus de “rock fair”. Com o line-up ainda para ser anunciado, a organização promete seguir a fórmula de trazer atrações de renome nacional, e dar espaço para as melhores bandas da cidade. Na 2ª edição, o festival contou com nomes conhecidos na música nacional como Fresno; DeadFish; DFC e Dance ofDays, além de banda estabelecidas na cena local com MadMonkees; SiegeofHate;  DamnYouth e Jack The Joker.

 

A pré-venda de ingressos já está disponível pelo site ingressando.com.br e podem ser adquiridos pelo preço especial de lançamento a partir de R$ 35,00. A entrada dá acesso aos quatro palcos e a todos os espaços do evento como a Galeria Garage Sounds, setor onde o púiblico vai encontrar artigos relacionados à cultura do rock. Maiores informações serão publicadas em GarageSounds.com.br e nas redes sociais do evento.

 

O lado social sempre esteve presente nas edições do Garage Sounds. Mais uma vez, o festival fez parceria com a ONG Abrace, que trabalha na área de proteção animal, com objetivo de estimular a posse responsável de animais domésticos. A entrada social custa – na pré-venda – R$35,00. Ao adquirir este tipo de ingresso o comprador deverá doar na entrada do evento 1 kg de ração ou um livro em bom estado.

 

 

Serviço:

Evento: Festival Garage Sounds

Data: 06 de janeiro de 2018

Horário: 14 horas

Local: Praça Verde do Dragão do Mar

Ingressos:

Meia especial pré-venda: R$ 35,00.

Entrada social pré-venda: R$ 35,00 + doação de 1kg de ração ou um livro em bom estado a ser entregue no dia do evento.

Inteira pré-venda: R$ 70,00.

Informações: 85 9 9868.9843|garagesounds.com.br.

Redes sociais: instagram.com/garagesounds (@garagesounds); www.facebook.com/garagesoundsfestival/

Restaurant Week realiza 11ª edição em Fortaleza

 

De 27 de outubro a 19 de novembro, o maior festival gastronômico do país, Restaurant Week, chega para a sua 11ª edição contemplando a capital cearense. Pela segunda vez este ano, o evento promete mais uma série de experiências gastronômicas únicas, apresentando uma variedade de sabores e pratos irresistíveis. Serão mais de três semanas durante as quais o público poderá aproveitar os menus exclusivos e a preços com excelente custo-benefício nos mais de 20 restaurantes confirmados. São esperadas mais de 25 mil pessoas.

Com o conceito “Temperos do Quintal”, o evento pretende instigar a criação autoral dos chefs participantes, que vão criar menus especiais para a ocasião, dando evidência a sabores com ervas, especiarias e sementes, entre outros insumos com a cara da agricultura brasileira e que ressaltam o sabor único dos preparos. Além disso, o tema visa o incentivo aos pequenos produtores locais, chamando a atenção dos comensais da agricultura com produção familiar do país.

Durante o evento, os estabelecimentos participantes vão disponibilizar menus que incluem entrada, prato principal e sobremesa a preços fixos no almoço de R$ 41,90 + R$ 1 de doação e R$ 54,90 + R$ 1 de doação no jantar.  O tour gastronômico é, portanto, o momento ideal para o público curtir aquele restaurante que gostaria muito de ir, mas em um período normal fica acima da média financeira.

A cada prato vendido, o valor de R$ 1,00 será doado ao Instituto da Primeira Infância. (Iprede), instituição dedicada a promover a nutrição e o desenvolvimento na primeira infância articulando-os com ações que visam ao fortalecimento das mulheres e da inclusão social de famílias que vivem em situação de vulnerabilidade social e pobreza.

A Restaurant Week é uma realização do Grupo Mica e é apresentada pela 99, empresa de mobilidade urbana, que oferece um desconto de R$15 para usuários novos na primeira corrida com o cupom RWFOR pelo aplicativo 99POP. (*Promoção válida apenas para novos usuários e com pagamento via app: cartão de crédito ou Paypal)

Os cardápios e mais detalhes sobre as casas participantes estarão em breve disponíveis em www.restaurantweek.com.br, onde também será possível fazer reserva online para os restaurantes. Os amantes da boa gastronomia também poderão obter mais informações sobre o festival ao baixar o “Restaurant Week Brasil”, aplicativo gratuito oficial do evento e já disponível para download nos sistemas IOS e Android.

Brasil Restaurant Week

Presente em diversas cidades brasileiras, a Brasil Restaurant Week é um dos maiores festivais gastronômicos do mundo e conquista um público cada vez maior a cada edição. Com o objetivo de oferecer o melhor da gastronomia do Brasil e do mundo a preços democráticos, os principais restaurantes do país preparam, durante o evento, um menu especial no qual os clientes podem degustar uma entrada + prato principal + sobremesa por um preço fixo. “A RW é uma ótima oportunidade para os apreciadores da boa gastronomia provarem menus diferenciados e de qualidade, preparados por grandes e renomados chefs”, ressalta Fernando Reis, realizador da Restaurant Week brasileira.

Mídias Restaurant Week Brasil

Facebook: https://www.facebook.com/RestaurantWeekBrasil

Twitter: @_RestaurantWeek

Instagram: @restaurantweekbrasil

Aplicativo Restaurante Week. Acesse (Android) https://goo.gl/jfD3Im ou (iOS) – https://goo.gl/i1VQC7

 

Restaurantes Participantes em Fortaleza

Serviço

Período: 27 de outubro a 19 de novembro de 2017

Valor: R$41,90 + R$ 1,00 no almoço / R$ 54,90+ R$ 1,00 no jantar

Reservas Online: www.restaurantweek.com.br

ITINERÂNCIA ANIMA MUNDI CHEGA A FORTALEZA

 

 

Contando Ovelhas

 

Os apaixonados por filmes de animação terão a chance de participar da programação especial de um dos mais importantes festivais do mundo, que conta com exibição de curtas e oficina gratuita de animação para crianças e adultos na técnica Pixilation. A CAIXA Cultural Fortaleza apresenta, entre os dias 27 e 29 de outubro de 2017, o Circuito Itinerante Anima Mundi.

A versão itinerante da mostra que aportará em Fortaleza conta com uma seleção de curtas nacionais e internacionais de autores consagrados, em diversas técnicas de animação. É um amplo recorte do que foi apresentado na versão integral do Anima Mundi nos últimos anos.

Com acesso gratuito, as exibições dos curtas serão distribuídas em 7 sessões. A abertura será na sexta-feira (27/10), às 20h, com a exibição de alguns dos curtas que serão projetados nos dois dias seguintes. No sábado (28) e domingo (29) acontecem sessões às 15h, 17h e 19h, com duração em torno de uma hora cada. O público poderá conferir um panorama do que vem sendo produzido no mundo e no Brasil em termos de animação.

 

Oficina de Pixilation:

Além dos filmes, esta edição do festival Anima Mundi conta com oficina gratuita de animação na técnica Pixilation. Com esta técnica, os participantes criam uma história, se fantasiam e fazem poses sucessivas, fotografadas uma a uma. A idade mínima para a participação é de 6 anos. A atividade acontecerá nos dias 28 e 29, das 13h às 19h, com grupos de até cinco pessoas a cada 15 minutos. A inscrição é feita na hora, por ordem de chegada.

 

Programação

27/10

20h – Sessão: Abertura

 

28/10

15h – Sessão: Retrospectiva National Film Board Infantil

17h – Sessão: Retrospectiva National Film Board (*14 anos)

19h – Sessão: Anima Mundi 25 anos (*14 anos)

 

29/10

15h – Sessão: Infantil 2       

17h – Sessão: Infantil 1

19h – Sessão: Premiados Anima Mundi 2017 (*14 anos)

 

28 e 29/10

13h às 19h – Oficina de animação (Pixilation)
Serviço

Cinema: Circuito Anima Mundi em Fortaleza
Local: 
CAIXA Cultural Fortaleza

Endereço: Av. Pessoa Anta, 287 – Praia de Iracema
Data: 27 a 29 de outubro de 2017 (abertura no dia 27 às 20h)
Sessões: 28 e 29 de outubro, às 15h, 17h e 19h

Ingressos: Entrada gratuita, com distribuição de senhas com uma hora de antecedência

Classificação indicativa: Conferir individualmente na programação.
Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais

Paraciclo disponível no pátio interno

 

Oficina Pixilation

Data: 28 e 29 de outubro

Horário: das 13h às 19h

Inscrições: Por ordem de chegada, nos dias das oficinas
Vagas: Grupos de até 5 pessoas, a cada 15 minutos
Classificação indicativa: 6 anos

 

Bilheteria CAIXA Cultural Fortaleza:
(85) 3453-2770

Encontro de Narrativas para a Infância acontece em Sobral e Fortaleza durante o 7º TIC

 


Adriana Klisys, que ministrará a oficina “A imaginação que brinca”. Foto: Divulgação

Desde 2013, o TIC – Festival Internacional de Teatro Infantil do Ceará realiza o Encontro de Narrativas para a Infância, um espaço de reflexão e discussão sobre os diferentes aspectos da Cultura Infância, perpassando por sua extensão antropológica, social, produtiva, econômica, simbólica e estética. São realizadas oficinas e palestras contemplando diferentes manifestações artísticas e culturais. A proposta é refletir sobre a relação entre cultura e infância diante da contemporaneidade e reunir diferentes referências e perspectivas em torno da criação, produção e distribuição de conteúdo cultural.

Em 2017, o Encontro de Narrativas para a Infância ofertará, em Fortaleza e Sobral, palestras e oficinas sobre as convergências entre a arte contemporânea e o brincar, destacando as semelhanças dos processos criativos do artista e da criança e o papel do educador neste contexto. As atividades serão gratuitas e destinadas a educadores e artistas.

Em Fortaleza, as palestras e oficinas visam qualificar a equipe do Programa Brincando e Pintando do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Em Sobral, as palestras serão voltadas para educadores da rede de educação básica municipal. No entanto, todas as atividades também são abertas ao público mediante prévia inscrição.

Nas duas cidades serão proferidas as seguintes palestras:

“Mediação nos processos criativos e lúdicos” com Adriana Klisys (PA) – A palestra refletirá acerca da mediação nos processos criativos e lúdicos. Partirá do princípio que a criatividade não é algo que se ensina. Será destacado papel do educador no desenvolvimento artístico da criança e também qual é o seu limite. O brincar será reforçado no processo de mediação em artes.

“Arte Contemporânea e a Poética das crianças pequenas”, com Denise Nalini (SP) – O intuito é refletir sobre a interface entre a arte contemporânea e as crianças pequenas. A palestra destacará as interseções entre a poética da criança pequena e os modos de fazer arte contemporânea, constatando similaridades de temáticas e de procedimentos.

“Brinquedo, brincadeira e Arte Contemporânea”, com Simone Barreto (CE) – O intuito é refletir sobre processos artísticos da arte contemporânea na infância. A palestra destacará as possibilidades de pensarmos a criação de brincadeiras, brinquedos e experimentações artísticas por meio de performances, pinturas de ação, fotografias e instalações contemporâneas.

Em Fortaleza Adriana Klisys (PA) e Denise Nalini (SP) ministram, respectivamente, as oficinas “A imaginação que brinca” e “Brincar com Arte Contemporânea”, onde aprofundam assuntos abordados em suas palestras e trazem outras

Programação em Sobral:

Palestras
Dia 02/10 (segunda-feira)
Local: a definir

13h30 – Palestra “Mediação nos processos criativos e lúdicos” com Adriana Klisys (PA)
14h00 – Palestra “Arte Contemporânea e a Poética das crianças pequenas”, com Denise Nalini (SP)
14h30 – Palestra “Brinquedo, brincadeira e Arte Contemporânea”, com Simone Barreto (CE)
15h00 – Debate com os palestrantes.

Programação em Fortaleza

Palestras
Dia 03/10 (terça-feira)
Local: Porto Iracema das Artes

16h – Palestra “Mediação nos processos criativos e lúdicos” com Adriana Klisys (PA)
16h30 – Palestra “Arte Contemporânea e a Poética das crianças pequenas”, com Denise Nalini (SP)
17h – Palestra “Brinquedo, brincadeira e Arte Contemporânea”, com Simone Barreto (CE)
17h30 – Debate com os palestrantes.

Oficinas
De 4 a 7/10 (quarta a sábado)
Local: Porto Iracema das Artes

8h30 às 12h30 – Oficina “A imaginação que brinca” com Adriana Klisys (PA) – 16h/a
Nesta oficina acontecem vivências estéticas, criativas e culturais permeadas de um toque sutil de brincadeira, onde os participantes terão a oportunidade de recordar o lado inventivo da infância. Será explorado um terreno fértil para a brincadeira e a arte se manifestarem em sua total potência. Os alunos vão apreciar e interagir com artistas que têm uma forte conexão com os aspectos lúdicos em suas obras.

14h às 18h – Oficina “Brincar com Arte Contemporânea” com Denise Nalini (SP) – 16h/a
Oferecer aos educadores oportunidades de conhecer a Arte Contemporânea, pode contribuir para reflexões sobre sua prática cotidiana e ampliar significativamente os campos de experimentação com as crianças. Nessa oficina, será percorrido um caminho que passo por propostas sensoriais e os modos de fazer da arte contemporânea.

Sobre as palestrantes e professoras:

Adriana Klisys (PA) é considerada uma das mais importantes autoras brasileiras sobre o brincar na infância. Formada em psicologia pela PUC-SP, Klisys atua em diversos segmentos, como a criação de jogos, produção de materiais educativos, montagem de brinquedotecas, entre outras. Autora dos livros: Quer Jogar?, Ciência, Arte e Jogo, Brincar e Ler para Viver, Brinca Ciência volumes 1 e 2 e Bem-vindo, mundo! Sua brincadeira favorita é inventar.

Denise Nalini (SP) é Doutora pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo na linha de pesquisa de Psicologia e Educação/ FEUSP(2015). Mestrado em História e Filosofia da Educação/FEUSP (1996). Estuda e pesquisa as relações entre a poética da criança pequena e a Arte Contemporânea. Realiza consultorias presenciais e a distância em Arte-Educação, Educação Infantil e Leitura e Escrita.

Simone Barreto (CE) é artista visual, com ênfase em sua formação em desenho e gravura. Criou ÕWÃ, um projeto de brinquedos, brincadeiras de pano e práticas de arte educação. Ministra diversas oficinas e cursos de desenho, pintura, gravura, bordado, bonecos de pano para adultos e crianças.

Apresentado pelo Ministério da Cultura, CAIXA e Enel, o 7º TIC é uma realização do Governo Federal, por meio do Ministério da Cultura (via Lei de Incentivo à Cultura). Tem o patrocínio da M Dias Branco e Caixa. Agradecimento: Naturagua e Enel. Apoio: Hapvida, Marisol e Governo do Ceará, através da sua Secretaria da Cultura. Parceria: Escola Porto Iracema das Artes, Instituto Francês, Cinemateca da Embaixada da França, Consulado da França em Recife, Fecomércio, SESC, Theatro José de Alencar, Instituto Dragão do Mar, Prefeitura de Sobral e ECOA. Produção: Invento Produções Culturais. Promoção: Instituto Seara.

Inscrições:

Link para inscrição das Palestras em Sobral: https://goo.gl/forms/y9wy2vZa1jBn3Px82
Link para inscrição das Palestras em Fortaleza: https://goo.gl/forms/dhBaYccKe5tkfmgN2
Link para inscrição da oficina “A imaginação que brinca” com Adriana Klisys (PA):
https://goo.gl/forms/l9tEnwxWanVNj4413
Link para inscrição da oficina “Brincar com Arte Contemporânea” com Denise Nalini (SP):
https://goo.gl/forms/2uMrX8njoFIZyJSx1

Serviço:

7° TIC – Festival Internacional de Teatro Infantil do Ceará – De 6 a 12 de outubro em Fortaleza e de 11 a 16 em Sobral. Informações: (85) 3048 6077. Email: fest.teatroinfantil@gmail.com. Site: www.festivaltic.com.br.

Encontro de Narrativas para a Infância – Dia 02 de outubro em Sobral e de 3 a 7 em Fortaleza. Informações e inscrições: (85) 3048 6077. Email: fest.teatroinfantil@gmail.com. Site: www.festivaltic.com.br.

Com proposta multicultural, Selvagem ArtMix Festival é um convite a uma noite cheia de experiências com música, teatro, dança e arte de rua

 

O lema “Culture-se, reinvente-se, experimente-se” guia o evento, que acontece no dia 2 de dezembro em Fortaleza. Entre as atrações, estão confirmados os shows de BaianaSystem e Raimundos

Música, teatro, dança, arte de rua, tudo no mesmo lugar, do pôr do sol ao amanhecer. Essa é a proposta do Selvagem ArtMix Festival, evento que estreia no próximo dia 2 de dezembro.

Ser selvagem é a vibe do momento: é encarar com muita garra o dia a dia na selva de pedra, vivendo a cidade e a cultura urbana ao máximo, é se conectar com as raízes, de onde tiramos personalidade, inspiração e criatividade e, claro, é também a catuaba, bebida favorita na noite da juventude.

O mix de referências se reflete na programação, que convida a uma mistura de experiências nessa virada multicultural. São shows de grandes nomes da música nacional, de nomes fortes da música cearense e apresentações de teatro, dança e grafite ao vivo.

“A ideia do Selvagem ArtMix é acontecer em várias cidades. Além de Fortaleza, em dezembro, vamos fazer em novembro no Rio de Janeiro, dentro do espaço Vivo Rio”, comenta Maurílio Fernandes, da Empire, que assina o evento.

 

 

 

Estrutura

O Selvagem ArtMix Festival conta com dois palcos, o Selvagem (para atrações nacionais) e o ArtMix (para as locais), além de espaço dedicado a food trucks de cardápio variado. O local será anunciado em breve.

 

Programação

Todo o line-up do festival está fechado, e duas atrações já foram divulgadas. BaianaSystem, grupo que busca ressignificar a sonoridade da música urbana produzida na Bahia – sob a influência dos sound systems, eles se utilizam do conceito de sistema como forma de amplificar não só o som, mas a essência das tradições populares.

E Raimundos, clássico do rock nacional com 20 anos de estrada que traz a turnê comemorativa com 20 hits escolhidos pelos fãs pela internet e músicas do trabalho mais recente, “Cantigas de Garagem”. Segundo Canisso, “o novo show é uma tentativa de contar essa história, são 20 anos de rock, uma dezena de discos, reggae, ska, forró, HC, pauleira, baladas, escolhidas a dedo pra galera pular muito e cantar junto, soltar os bichos. Festa do rock, pra quem aprecia e pra quem quer conhecer. Uma coisa é certa, difícil  é ficar parado!”.

II Ecléticos Livre Festival acontece nos dias 26 e 27 de agosto, no Parque do Cocó, e anuncia atrações confirmadas

 

 

A segunda edição do Projeto Ecléticos Livre Festival vai acontecer nos dias 26 e 27/08 (sábado e domingo), de 15h às 21h, no Parque do Cocó, em Fortaleza. O evento plural e eclético, como o nome mesmo sugere, conta com a parceria da Enel, apoio institucional da  Secretaria do Meio Ambiente do Estado do Ceará, apoio da Cagace, coprodução da lluca Design de Ideias, realização da WM Cultural e apoio cultural do Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria de Cultura. Com acesso gratuito, o festival tem como temática este ano a “Música, Criatividade e Cultura Digital”, apresentando estéticas musicais para os mais variados gostos.

 

O “Ecléticos” tem como proposta, a renovação e  ressignificação da relação com o espaço urbano, com a cidadania, com a formação de novas plateias e com a valorização da cultura cearense, tendo como diferencial o diálogo com temas transversais como meio ambiente, ações de consciência ambiental e atividades voltadas à sustentabilidade, acessibilidade e mobilidade urbana.  As atrações Jaloo (PA) e Jesuton (UK) já estão confirmadas e fazem show dias 26 e 27, respectivamente.

 

Uma banda de rock do sul do Brasil, uma cantora e um cantor, ambos cearenses, vão apresentar um show exclusivo nesta edição do Ecléticos, contextualizando diferentes gêneros e ritmos de forma sintética, contando com um repertório diversificado, a partir de músicas autorais e versões do saudoso Belchior. Um show provocante e vigoroso. Dividem o palco para esta homenagem: Banda Cadillac Dinossauros (PR), Daniel Peixoto (CE) e Jord Guedes (CE).A banda que animou as micaretas e carnavais cearenses nos anos 90 está de volta. Pimenta Malagueta se apresenta no sábado (26) com os clássicos do axé.  Ainda no  mesmo dia tem a participação do DJ Léo Teruz. No domingo (27), é a vez da Banda Soulpop (CE) e da DJ Beth Silvério.

 

Uma troca musical interessante. Mel Mattos (CE), que lançou recentemente o álbum Démodé?! e o clipe do single “Pensando Só” ganhou repercussão nacional em um dos maiores canais especializados em indústria musical, o Billboard Brasil, também conhecido como “A Bíblia da Música”, convida  Daniel Groove (CE).  O cantor e compositor teve seu álbum Giramundo eleito o melhor de MPB no Prêmio Dynamite 2014. As Canções e as referências de Groove, assim como as de Mel Mattos, são um mosaico de várias vertentes da música brasileira e passeia pelo rock, pelo brega e pela MPB.  Esse encontro musical será também uma maneira de reverenciar a nova MPB ‘made in ceara’. 

 

Todas as ações terão acesso facilitado, censura livre e serão gratuitas. A ocupação pública do Parque do Cocó será garantida pela oferta de transporte gratuito, em parceria com a  Rede Cuca, com duas rotas durante os dois dias de evento: uma saindo do Cuca Barra e outra do Cuca Mondubim, passando pelo Cuca Jangurussu, com destino ao evento.

 

O Projeto Ecléticos já conquistou seu público cativo. Prova disso é o expressivo número de oito mil participantes da primeira edição e a adesão e empatia da população e da mídia local. Segundo o organizador, William Mendonça, o festival tem como objetivo consolidar, na medida em que dá início à integração desses vários equipamentos culturais e sociais, a criação e ocupação de forma plural e eclética. “A meta é trabalhar a acessibilidade, mobilidade e sustentabilidade na cidade, atraindo público para reflexão e para a atitude de  responsabilidade social, tendo como  proposta um  grande encontro de artistas e plateias de diferentes estéticas da música brasileira”, declara.

 

Em breve será divulgada a programação completa do evento, incluído ações formativas.

 

Sobre o Ecléticos Livre Festival

O nome “eclético” quer dizer  “aquele que é partidário de diversas formas de conduta ou opinião, aquele que aprecia diversos tipos de música, de comidas, de leituras etc. É aquele que é partidário do ecletismo. É um termo de origem grega “eklekticós”, que significa aquele que escolhe. O evento  propõe fortalecer os espaços de multiconvivência através da fruição cultural, por isso, a escolha do Parque do Cocó, revitalizado pensando para a acessibilidade; mobilidade urbana, e oferecendo rotas de ônibus totalmente gratuitas  para o público.

O projeto resulta artisticamente na troca de saberes e do conhecimento estético, na democratização do acesso às diferentes camadas da população; na difusão da cultura de diferentes povos e regiões, na fruição entre artistas e plateia. No estímulo à produção cultural local, a difusão dos produtos de outros territórios, a cooperação ente os artistas brasileiros e estrangeiros e órgãos institucionais para o desenvolvimento de uma proposta plural e democrática. As ações visam programar espetáculos e oficinas que estimulem a liberdade criativa, que proporcione espaço para as diversas identidades e manifestações culturais, que fortaleça a promoção e difusão artístico-cultural de diversos povos contribuindo para democratização do acesso ao patrimônio material e imaterial.

 

Serviço:

II Ecléticos Livre Festival – Música l Criatividade l Cultura Digital

Data: 26 e 27 de agosto de 2017

Local: Parque do Cocó

Horário: 15h às 21h

Inauguração do anexo do Mercado dos Pinhões será nesta quarta-feira (26)

 

Na próxima quarta (26), será lançado o anexo do Mercado dos Pinhões, que promete mobilizar ainda mais o turismo em Fortaleza, com a inauguração do Festival de Comida de Boteco.

Com realização da Prefeitura de Fortaleza, em conjunto com Associação dos Chefs de Cozinha do Ceará, que preparou o Festival de Comida de Boteco para brindar a inauguração do anexo do Mercado dos Pinhões de Fortaleza, projeto que visa a valorização do local, onde a cultura cearense recebe destaque e pode ser exposta a todos os turistas que visitam a nossa capital.

O evento acontecerá, a partir das 17h, com um desfile de renomados chefs de cozinhas apresentam suas receitas nordestina. Dentre os pratos, teremos Bacurim Torrado, Brochete de Lagosta, Arraiá no Mar, Pudim de Caipirinha e muito mais.

Os Chefs que marcarão presença: Chef Demão, Chef Giorgio Guastella, Chef Luciano Ferreira, Chef Ana Kataria, Chef Francisco Vieira, Chef Cláudia Pinheiro, Chef Carlos Henrique, Chef Charton, Chef Irene, Chef Raul, Chef Rozi, Chef Nice, Chef Luhen, Chef Marie Anne, Bartender Maurício Campos, Cervejas Especiais, Bar da Itaipava, Além da Manhas e Castanhas, Cachaça Gole de Ouro, Pimenta Ardoza, Artesanato Arte em Inox e o Instituto Ecoco.

 

Mercado dos Pinhões
O mercado é um bem cultural tombado pela Prefeitura de Fortaleza.
Sua abertura foi no dia 18 de Abril de 1987. Sua estrutura metálica foi pré – fabricada, em ferro, na França, nas oficinas de Guillot Pelletir, em Orleans. O lugar servia para venda de carnes e verduras. Atualmente, tornou-se, um pouco turístico, onde é realizado a venda de artesanato nordestino.

 

Serviço
Lançamento do anexo do Mercado dos Pinhões “Festival de Comida de Boteco”.
Dia: 26/07/17
Horário: 17h às 23h
Praça Visconde de Pelotas, 41, Aldeota, Fortaleza

Primeira noite do Halleluya reúne mais de 100 mil pessoas

 

 

O primeiro dia do Festival Halleluya mexeu com mais de 100 mil corações. O Festival foi aberto com celebração da Santa Missa, presidida pelo padre Antônio Furtado e concelebração de padres da Parnaíba, Portugal, Boston e Roma.

Após a celebração o público entrou em oração e silêncio com o momento de Adoração ao Santíssimo, que passou entre a multidão e emocionou a todos.

O primeiro show foi o do cantor Hygor Fernandes, estreando no palco principal. Na sequência Ana Lúcia e o cantor Emanuel, ambos da Comunidade Canção Nova, que também estrearam no palco Halleluya.

O cantor Thiago Brado também foi uma atração muito esperada, e cantou um de seus maiores sucessos, a música “Minha Essência”.

Diante de uma arena lotada de pessoas sedentas por uma “Alegria que nunca acaba”, a animação dos jovens foi contagiante. Bergson Oliveira (22) comentou: “Este é o sétimo ano que curto o Halleuya, essa primeira noite foi marcante. O momento que mais me emocionou foi à adoração ao Santíssimo, mas o espaço que mais gosto é o da Misericórdia. Sinto-me atraído por ele, e percebo que a cada ano, a organização capricha neste lugar, que é reservado para o Senhor”, disse o jovem emocionado.

Já para Brena Rayane, que veio de Itapipoca/Ce, com o esposo e a filha de 6 anos (Ana Clara), “o que mais me surpreende no Halleluya é a quantidade de jovens que optam por participar de um evento como esse, onde podem conhecer o amor de Deus e ao mesmo tempo se divertirem de forma sadia e em paz”.

Adriana Arydes, uma das atrações mais esperadas e presença cativa no Halleluya, encerrou a noite

O Mi – 13º Festival Música da Ibiapaba abraça as sonoridades contemporâneas e promove uma programação ampla e democrática para todos os públicos

 

O Festival Música da Ibiapaba chega à 13ª edição cheio de novidades, mas sem abrir mão do pioneirismo de promover a formação cultural de músicos e instrumentistas, além de uma programação artística inspiradora e acessível para todos os públicos. Considerado uma referência no calendário cultural do Estado e uma das principais ações de interiorização da política cultural, o “Mi”, como está sendo chamado, acontece de 22 a 29 de julho, e se aproxima das sonoridades contemporâneas, como forma de apresentar a multipluralidadade de sons e ritmos do Ceará e de todo o Brasil.

Realizado pelo Governo do Estado do Ceará, por meio da Secult e do Instituto Dragão do Mar, em parceria com a Secretaria da Educação, o “Mi” traz nesta edição mais diversidade em toda a sua programação. Durante oito dias, Viçosa do Ceará vai receber uma série de atividades de formação para jovens e veteranos músicos, no total de30 oficinas e workshops, ministrados por um time de professores de diversas partes do País, como Aparecida Silvino (CE), Heriberto Porto (CE), Gilvando Pereira (PB), Miquéias dos Santos (CE) e Misael da Hora (RJ).Com 800 inscrições recebidas, o evento oferece 600 vagas para as oficinas, 400 destinando-se a estudante da rede pública estadual e 200 ao público em geral como uma oportunidade única para a troca de ideias, experiência e saberes, em que o talento e o conhecimento se misturam a enorme vontade de aprender.

O secretário da cultura do Estado, Fabiano dos Santos Piúba, comenta o novo momento do evento. “A identidade do festival é a formação. O Festival Música da Ibiapaba traz em sua gênese a formação. Essa identidade se mantém e se renova, mas estamos buscando novas dimensões, estabelecendo conexões do Festival com a música em suas vertentes erudita, popular e contemporânea e de como isso se traduz em sua programação. Estamos falando de um festival que existe desde 2004 e que precisa passar por uma ressignificação, seja no seu conceito, na sua programação artística e na conexão com outros setores das artes, da economia da cultura, do turismo, da artesania, da gastronomia e com o próprio patrimônio cultural da cidade de Viçosa do Ceará e da região da Ibiapaba”, diz.

O secretário da cultura do Estado, Fabiano dos Santos Piúba, comenta o novo momento do evento. “A identidade do festival é a formação. O Festival Música da Ibiapaba traz em sua gênese a formação. Essa identidade se mantém e se renova, mas estamos buscando novas dimensões, estabelecendo conexões do Festival com a música em suas vertentes erudita, popular e contemporânea e de como isso se traduz em sua programação. Estamos falando de um festival que existe desde 2004 e que precisa passar por uma ressignificação, seja no seu conceito, na sua programação artística e na conexão com outros setores das artes, da economia da cultura, do turismo, da artesania, da gastronomia e com o próprio patrimônio cultural da cidade de Viçosa do Ceará e da região da Ibiapaba”, diz.O secretário da cultura do Estado, Fabiano dos Santos Piúba, comenta o novo momento do evento. “A identidade do festival é a formação. O Festival Música da Ibiapaba traz em sua gênese a formação.

Essa identidade se mantém e se renova, mas estamos buscando novas dimensões, estabelecendo conexões do Festival com a música em suas vertentes erudita, popular e contemporânea e de como isso se traduz em sua programação. Estamos falando de um festival que existe desde 2004 e que precisa passar por uma ressignificação, seja no seu conceito, na sua programação artística e na conexão com outros setores das artes, da economia da cultura, do turismo, da artesania, da gastronomia e com o próprio patrimônio cultural da cidade de Viçosa do Ceará e da região da Ibiapaba”, diz.

O secretário da cultura do Estado, Fabiano dos Santos Piúba, comenta o novo momento do evento. “A identidade do festival é a formação. O Festival Música da Ibiapaba traz em sua gênese a formação. Essa identidade se mantém e se renova, mas estamos buscando novas dimensões, estabelecendo conexões do Festival com a música em suas vertentes erudita, popular e contemporânea e de como isso se traduz em sua programação. Estamos falando de um festival que existe desde 2004 e que precisa passar por uma ressignificação, seja no seu conceito, na sua programação artística e na conexão com outros setores das artes, da economia da cultura, do turismo, da artesania, da gastronomia e com o próprio patrimônio cultural da cidade de Viçosa do Ceará e da região da Ibiapaba”, diz.O secretário da cultura do Estado, Fabiano dos Santos Piúba, comenta o novo momento do evento. “A identidade do festival é a formação.

O Festival Música da Ibiapaba traz em sua gênese a formação. Essa identidade se mantém e se renova, mas estamos buscando novas dimensões, estabelecendo conexões do Festival com a música em suas vertentes erudita, popular e contemporânea e de como isso se traduz em sua programação. Estamos falando de um festival que existe desde 2004 e que precisa passar por uma ressignificação, seja no seu conceito, na sua programação artística e na conexão com outros setores das artes, da economia da cultura, do turismo, da artesania, da gastronomia e com o próprio patrimônio cultural da cidade de Viçosa do Ceará e da região da Ibiapaba”, diz.

Segundo a coordenadora de artes e diversidade cultural da Secult, Valéria Cordeiro, um aspecto importante do “Mi” em 2017 é a introdução de discussões voltadas para a experiência e a inserção no mercado. “Além do talento, de ter uma formação estruturada, como o músico pode entrar no mercado, de que outras formas? Vamos discutir as várias possibilidades de inserção desse músico, trazendo inclusive o diálogo dos mestres da cultura com os profissionais que atuam no mercado e que estarão no festival”, diz. As políticas públicas de cultura voltadas para a música também entram na programação do festival, com o Encontro Estadual de Regentes de Bandas e o Encontro Setorial da Música, que deve reunir o fórum estadual e os representantes das entidades ligadas ao setor.

Programação artística

Contemplando os tons abordados pelo evento, a programação artística do Mi reflete esse mix do erudito com o contemporâneo, passando ainda pela música popular.Durante todos os dias do evento, Viçosa do Ceará recebe atrações que traduzem bem o que temos de melhor, entre jovens e experientes artistas, locais e nacionais, que transmitem emoção e muita personalidade em suas belas melodias.

Cristiano Pinho abre a programação do Festival, com sua guitarra, retornando ao cenário de Viçosa, sua cidade Natal, seguido da apresentação do Spok Quinteto, diretamente de Pernambuco. Conectando patrimônio e cultura, o emocionante show de Amaro Freitas Trio, dentro da Igreja da Matriz de Nossa Senhora.O bandolinista e compositor Hamilton de Holanda também é uma das atrações confirmadas do Festival, assim como Daniel Ganjaman, que promete fazer um show cheio de swing e recheado de participações especiais.

A banda Por um Trio e os músicos Marcio Resende, Miquéias dos Santos e Thiago Almeida levam para os palcos do Mi o que há de melhor na música instrumental cearense, em uma animada Jam com alunos das oficinas formativas. Já o Projeto Rivera, Casa de Velho, Procurando Kalu e Flor Amorosa, que traduzem tão bem o espírito transformador, criativo e ousado do cenário atual da música independente no Ceará, também vão se apresentar no Festival. Além disso, a programação artística do Mi busca valorizar a música e a cultura local, a partir de shows de grupos da região de Ibiapaba e Mestres da Cultura. Música de qualidade para todos os gostos e estilos.

Curadoria

Para abraçar todos os timbres e vibrações do eixo formativo, o “Mi” buscou um trio experiente que soma expertises e experiências e que reverbera por todo o evento: Alfredo Barros (PE), Amilson Godoy (SP) e Daniel Ganjaman (SP). A escolha dos três curadores também é um reflexo do novo posicionamento do Festival, cada vez mais aberto para todos os tipos de sons e ritmos.

O professor e maestro da Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual do Ceará (OSUECE), Alfredo Barros, acompanha de perto o cenário da formação musical no Estado, especialmente a erudita, mas conjuga esse trabalho com um olhar também voltado para as tradições populares.

Já o maestro Amilson Godoy traz consigo a experiência da música popular brasileira com o tratamento elaborado da música erudita. Tendo participado do grupo Bossa Jazz Trio, na década de 1960, e criado o Grupo Medusa, um dos ícones do instrumental brasileiro, ele é o regente da Orquestra Sinfônica Arte Viva. Surgida em 1996, a orquestra leva a diversas cidades releituras da música popular brasileira, em parceria com grandes artistas nacionais.

O músico, arranjador e produtor Daniel Ganjaman é um dos formuladores da música contemporânea brasileira. É ele o responsável pela produção de alguns dos melhores discos dos últimos anos, de artistas como Criolo, Céu, Sabotage, BaianaSystem, entre outros.

Patrono

A genialidade, o talento e o legado do maestro Alberto Nepomuceno serviram de inspiração para toda a programação do 13º Mi. Não por acaso, este grande artista cearense foi escolhido como o patrono do evento este ano. Compositor, organista, pianista e regente, Nepomuceno soube com ninguém trazer elementos da cultura popular para a música erudita, aproximando-a cada vez mais das pessoas. E é justamente esse o legado que a Festival Música na Ibiapaba já vem deixando ao longo de 13 edições.

Mi Gastronomia e Produtos da Serra

A programação de Gastronomia foi pensada para contar as histórias da Serra Grande por meiodas tradições e riquezas culturais, em suas mais diferentes formas. Surgindo como uma atração à parte do já renomado Festival, o Mi Gastronomia e Produtos da Serravai buscar nas várias cidades da região, como Ipu, Tianguá e Ubajara, representantes da gastronomia e do artesanato local, que refletem tão bem o modo de viver, de entender a terra e dela tirar a matéria prima para viver. Assim, o evento vai levar os saberes, os produtos e as tantas histórias de sua população que, tão gentilmente, costuma compartilhar com todos aqueles que visitam a região. São licores, peças em cerâmica, doces caseiros, cachaças, a famosa peta, bolos, cestos, mel, entre outros. No Mi Gastronomia e Produtos da Serra, tem um pouco de tudo de melhor na Serra Grande e como cenário de tantas delícias e de tanta riqueza cultural.

 

13º FESTIVAL MÚSICA DA IBIAPABA

PROGRAMAÇÃO MUSICAL

(sujeita a alterações)

 

:: Sábado (22/07) ::

8h – Alvorada com banda de música de Viçosa

Local: Patamar da Igreja

 

20h – Cristiano Pinho

Local: Igreja Matriz (Patamar)

 

21h30 – Spok Quinteto

Local: Anfiteatro Alberto Nepomuceno

 

:: Domingo 23/7 ::

8h – Alvorada com banda de música de Viçosa

Local: Patamar da Igreja

 

17h – Amaro Freitas Trio – “Sangue Negro”

Local: Igreja Matriz (o show será dentro da igreja)

 

18h – Flor Amorosa

Local: Palco Eleazar de Carvalho (Pça General Tibúrcio)

 

21h30 – Procurando Kalu

Local: Anfiteatro Alberto Nepomuceno

 

:: Segunda-feira (24/7) ::

19h – Marcio Resende + Jam de Alunos

Local: Anfiteatro Alberto Nepomuceno

 

:: Terça-feira (25/7) ::

18h – Mestres da Cultura

Local: Palco Eleazar de Carvalho (Pça General Tibúrcio)

 

19h – Por um trio + Jam de alunos

Local: Igreja Matriz (Patamar)

 

:: Quarta-feira (26/5) ::

18h – Mestres da Cultura

Local: Palco Eleazar de Carvalho (Pça General Tibúrcio)

 

19h – Miquéias dos Santos + Jam de Alunos

Local: Anfiteatro Alberto Nepomuceno

 

:: Quinta-feira (27/7) ::

18h – Mestres da Cultura

Local: Palco Eleazar de Carvalho (Pça General Tibúrcio)

 

19h – Thiago Almeida + Jam de professores

Local: Anfiteatro Alberto Nepomuceno

 

21:30 – Projeto Rivera

Local: Anfiteatro Alberto Nepomuceno

 

:: Sexta-feira (28/7) ::

18h – Mestres da Cultura

Local: Palco Eleazar de Carvalho (Pça General Tibúrcio)

 

21h30 – Daniel Ganjaman convida

Local: Anfiteatro Alberto Nepomuceno

 

:: Sábado (29/7) ::

18h – Casa de Velho

Local: Palco Eleazar de Carvalho (Pça General Tibúrcio)

 

21h30 – Hamilton de Holanda

Local: Anfiteatro Alberto Nepomuceno

 
SERVIÇO:

Festival Música da Ibiapaba (Mi)

Período: 22 a 29 de julho

Local: Viçosa do Ceará

Site: www.festivalmi.com

North Shopping Jóquei segue com programação de festejos juninos

 

A festa de São João no North Shopping Jóquei segue no mês de julho. Entre os dias 11 e 16, a partir de 18h, o shopping recebe a 4ª Edição do Festival Junino, em uma cidade cenográfica ambientada para a ocasião, onde o público além de acompanhar as quadrilhas, vai degustar as comidas típicas e aproveitar o arrasta-pé.

Este ano, o evento apresenta ao público o 15º Festival Cearense de Quadrilhas Juninas e dias dedicados às apresentações de música.

Quem abre a programação musical na quinta-feira (13) é a banda Forró Real. Na sexta-feira (14), a atração é a dupla Pedro e Benício. Sábado (15), é o dia da banda Forró do Seu Minino e finalizando no domingo (16) sobe ao palco a cantora Taty Girl.

O ingresso para cada dia de festa vai custar R$ 12 (meia para todos), e podem ser daquiridos nas Óticas Diniz (Piso 1)  do North Shopping Jóquei e no site ingressando.com. Nos dias 11 e 12 o acesso é gratuito.

 

Serviço:

Festival Junino do North Shopping Jóquei

Data: 11 a 16 de julho

Horário: a partir das 18h

Local: Estacionamento externo

Vendas de ingressos: Óticas Diniz do North Shopping Jóquei e no site ingressando.com

Fresno e Dead Fish são atrações do Festival Garage Sounds, sábado (8)

 


​​ 

“Se a música tem qualidade, há espaço”, afirma Rafael Neutral, um dos organizadores do evento. Depois do sucesso da primeira edição realizada em janeiro deste ano, o Garage Sounds chega à segunda etapa ainda mais forte. O festival se consolidou como o maior evento de música independente do Nordeste e está entre os mais importantes do Brasil.

A edição 2017.2 do Garage Sounds acontece neste sábado, 8 de julho. Serão montados cinco palcos na Praça Verde do Dragão do Mar, por onde vão passar mais de 60 atrações que se apresentam durante 12 horas de festa.

O Garage Sounds, é um festival independente que chega para fortalecer o lançamento de tendências e novos artistas locais e nacionais, além de abrir espaço e servir de vitrine aos músicos e bandas que lutam por um espaço no mercado tão concorrido, como o musical.

O festival permite que o público local tenha acesso às bandas de outros estados, bem como fomentar a cena musical independente do Ceará. O Garage segue fiel aos seus objetivos e, nesta segunda edição, conta com 55 bandas cearenses, das mais variadas vertentes musicais.

No festival, o gênero mais recorrente é o rock, que é representado pelos seus diversos estilos que vai desde o Doindie ao Heavy Metal. O Garage Sounds tem o rock em suas veias, mas não exclui outros segmentos musicais.

No line-up, estão nomes como Dead Fish, uma das mais populares bandas de hardcore do país e chega ao festival lançando o seu DVD XXV, comemorativo de 25 anos de carreira; Zimbra, jovem banda de Santos (SP), que despontou nacionalmente após se apresentar no Lollapalooza 2015 e já é referencia no indie pop; Dance of Days lendária banda paulistana que alçou ao sucesso no início dos anos dois mil. Tem como uma de suas maiores marcas as letras compostas pelo vocalista, e também escritor, Nenê Altro; Fresno, também surgida no começo dos anos dois mil. Explodiu em plena febre do emocore. Passaram por mudanças no estilo e integrantes e alcançaram uma maturidade musical que a coloca entre uma das mais populares bandas de rock alternativo desta pátria verde e amarela; Zumbis do Espaço, é paulista e formada em 1996. Combina punk rock, metal, country e rockabilly com temática influenciada por filmes, quadrinhos e literatura de terror; DFC, sigla para Distrito Federal Caos, fundada em 1993, toca o hardcore da forma mais pura possível com consciência, protesto, atitude e muita diversão.

 

Bandas cearenses são destaque na segunda edição do Festival Garage Sounds

​O Garage Sounds tem o rock em suas veias, mas não exclui outros segmentos musicais. No festival, o gênero mais recorrente é o rock, que é representado pelos seus diversos estilos que vai desde o Doindie ao Heavy Metal. E quem disse que do Ceará não sai rock, se enganou. Reflexo disso, é o número de bandas cearenses escritas no festival. Das 60 atrações que vão passar pelo palco do Garage Sounds, 55 são cearenses. “Se a música tem qualidade, há espaço”, afirma Rafael Neutral, um dos organizadores do evento.

 

Festival Garage Sounds promove a meia- entrada solidária e recebe doação de ração e/ou livros

O festival, que se consolidou como o maior evento de música independente do Nordeste e está entre os mais importantes do Brasil, se preocupa também em abraçar causas sociais.

Assim como na primeira edição, o evento abre a “meia-entrada social”. Ou seja, quem não tem direito à meia-entrada, poderá comprar o ingresso com desconto doando um livro, que será encaminhado a instituições de ensino e lares de idosos.

A novidade desta edição é que, além do livro, o público pode optar por doar um quilo de ração, que será destinado ao abrigo São Lázaro. O instituto SãoLázaro é uma Organização Não Governamental, sem fins lucrativos, que abriga em torno de 400 animais sustentados por doações.

Os alimentos dos bichinhos, assim como os livros, serão arrecadados na entrada do evento. O público deve apresentar o ingresso e mais a doação (1 livro e/ou 1kg de ração). O intuito da ação beneficente é usar o alcance do festival, somado ao grande número de bandas participantes e do público em geral e, assim, ajudar algumas instituições da cidade.

 

 

 

 

LINK:

FRESNO: https://www.youtube.com/watch?v=ivB8cOQTQnU

FRESNO: https://www.youtube.com/watch?v=74-UP7LfLdU

DEAD FISH: https://www.youtube.com/watch?v=i8lPEm6z5aA

 

 

SERVIÇOS:

Data: Sábado (8)

Local: Praça Verde do Dragão do Mar

Horário: 14h

Ingressos: R$50,00 (meia) | R$55,00 + Livro (meia social)

Pontos de venda: Lojas Clikks Eyewear (Shopping Iguatemi, Shopping Riomar, Shopping Benfica, Shopping Parangaba), loja Bronx Street Culture  – Galeria Pedro Jorge (Centro)

Venda Online já disponível: www.ingressando.com.br

Informações:  www.garagesounds.com.br | (85) 99868-9843