Browsing Tag

Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco

Escola Ivens Dias Branco promove ciclo formativo em gastronomia social


Após aula inaugural com João Diamante, premiado chef e criador do projeto de gastronomia social Diamantes na Cozinha, e início dos três primeiros cursos profissionalizante nas áreas de panificação, confeitaria e cozinha fundamental, a Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco inicia, de 9 a 12 de outubro, um ciclo formativo em gastronomia social, com aula show e masterclasses gratuitas abertas ao público, sempre à 19h. Com vagas limitadas, as inscrições serão presenciais, sendo abertas 1 hora antes das atividades, por ordem de chegada.

Metade das vagas será destinada a alunos da Escola e a outra metade será destinada ao público em geral. Quem abre a programação, com a aula show “Panetone Arretado”, na próxima terça-feira (9), na cozinha da Escola, é a chef de cozinha e patissière Neiva Terceiro. Proprietária da panificadora artesanal que leva seu nome, ela demonstrará aos participantes a arte de fazer um panetone com a cara do Ceará.

Na quarta-feira (10), a idealizadora e coordenadora do Projeto Primórdios da Cozinha Mineira do SENAC em Minas, Vani Pedrosa, ministra a masterclass “Inovação na gastronomia: o chef pesquisador”, ocasião em que apresentará as principais linhas de pesquisa da profissão e sua aplicabilidade no mercado.

Joanna Martins, diretora executiva do Instituto Paulo Martins – IPM –, entidade que promove o estudo e a divulgação da gastronomia paraense e amazônica brasileira, será a ministrante da masterclass “Amazônia e Ceará: o papel da gastronomia na construção de identidades”, nesta quinta-feira (11).

Para encerrar esse primeiro ciclo de formações, na sexta-feira (12), Gabriela Franzoi, discorre sobre importantes competências a serem desenvolvidas na carreira de cozinha profissional, na masterclass “Ser cozinheiro profissional: postura e estilo de vida”. Gabriela é coordenadora do Lab.Maní, programa de treinamento do Grupo Maní que oferta cursos livres de cozinha.

 

 

Edital à vista

Junto a outras experts, como a chef de cozinha e patissière Sanae Mattos (SP) e a diretora de conteúdo Cláudia Muniz (SP), ambas do Instituto Capim Santo, as convidadas participam também de reuniões internas na escola, na medida em que integram grupo de consultoras para elaboração de edital para os laboratórios de criação em confeitaria e panificação, que será lançado no dia 15 de outubro, no site do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (www.dragaodomar.org.br). A coordenadora de formação da Escola de Gastronomia Social Lina Luz destaca que esse trabalho de consultoria inclui ainda a participação remota da chef Morena Leite, uma das mais respeitadas chefs do Brasil, reconhecida por misturar técnicas francesas com ingredientes típicos do Brasil e uma das sócias do grupo Capim Santo. De acordo com Lina, os laboratórios estão sendo formulados com o objetivo de promover o aperfeiçoamento dos trabalhos em gastronomia que já existem no Ceará, com vistas à valorização da gastronomia local e ao uso de insumos da região.

Flávia Castelo, diretora de gastronomia, esporte e conhecimento do Instituto Dragão do Mar, diz que os laboratórios de criação são como faróis: “Eles iluminam o caminho da gastronomia cearense. Voltados para o passado e para o futuro, reinventam, recriam, o que faz do Ceará o Ceará em termos de cultura alimentar. Os laboratórios criativos de confeitaria e panificação combinam hábitos e descobertas socioculturais no desenvolvimento de processos e produtos da e para a nossa gastronomia. São, portanto, uma experiência inédita lançada pela Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco, que mistura arte, ofício, inovação e tecnologia, no convite para a inserção cultural através da comida.
Sobre as consultoras convidadas:

 

Neiva Terceiro (SP)

Chef de Cozinha e Patissière com 25 anos de experiência, é sócio-proprietária da Neiva Terceiro Padaria Artesanal, ranqueada entre as 100 Melhores Padarias do Brasil. Eleita Padeira do Ano 2018, atua como consultora na área e é conselheira fiscal da Associação Cearense de Chefes de Cozinha do Estado do Ceará. Autora do Livro Voltamos Porque tem Pão. Foi Capa da Revista Prazeres da Mesa, em 2011, e ganhou o título de Melhor Padaria da Cidade pela mesma publicação, em 2012.

 

Vani Pedrosa (MG)

Acumulando uma experiência de 24 anos de atuação na gastronomia para eventos, idealizou e atualmente coordena o Projeto Primórdios da Cozinha Mineira do SENAC, em Minas Gerais. Constitui a Frente de Gastronomia Mineira e gere o Plano de Desenvolvimento com Base na Gastronomia, para Região Entre serras da Piedade ao Caraça.

 

Joanna Martins (PA)

Nasceu e cresceu dentro do restaurante de sua família, o Lá em Casa, em Belém (PA), que foi precursor no movimento a valorização da gastronomia regional amazônica, na região e no país. Em 2012, liderou a criação do Instituto Paulo Martins, onde é diretora-executiva. A Instituição dá continuidade ao trabalho desenvolvido pela família Martins, e tem atuação direta no desenvolvimento da gastronomia amazônica através do incentivo à pesquisa, educação e divulgação. Desde 2009, é pesquisadora gastronômica e a partir da criação do Instituto, atua em seus projetos culturais gastronômicos, tais como curadoria e coordenação geral do Festival Ver-o- Peso da Cozinha Paraense (maior festival gastronômico da Amazônia, que em 2018 terá a sua 15ª edição), criação e coordenação da I Conferência Livre de Gastronomia da Amazônia, do Projeto Editorial Culinária Papa-Chibé, do Projeto Educacional Broca Pai D’égua e do Cuia. Em 2014, criou e está a frente da empresa Manioca (maniocabrasil.com), pequena indústria de produtos gourmets com ingredientes Amazônicos.

 

Gabriela Franzoi (SP)

Formada em gastronomia pela Universidade Anhembi Morumbi, apaixonada por cozinha italiana, foi proprietária de um café italiano em São Paulo, ministrou cursos livres no Senac, trabalhou durante 4 anos em diferentes praças do restaurante Maní, conceituado restaurante contemporâneo que conta com a chefia da premiada Helena Rizzo. Implantou e hoje coordena o projeto Lab. Maní.
Claudia Muniz (SP)
Pedagoga, pós-graduada em Psicopedagogia pelo Mackenzie e MBA em Gestão e Liderança pela FGV. Assessora Pedagógica e Coordenadora Geral em Instituições Privadas de Ensino. Formadora de professores, diretores e coordenadores na Rede Municipal de Barueri, São Caetano do Sul e Caraguatatuba. Membro do Corpo de Profissionais do Instituto Capim Santo – Escola de Gastronomia, uma iniciativa da Chef Morena Leite que visa a capacitação profissional de jovens e adultos.

Sanae Mattos (SP)

Chef de Cozinha e Patissière formada pela instituição Senac em 2007, fez especializações em escolas conceituadas como a Ecole de Cusine Lenotre na França-Paris e com grandes profissionais da Gastronomia.Há dez anos faz parte do grupo Capim Santo, e ao lado da Chef Morena Leite, ajuda na criação e elaboração de novos pratos, desenvolvendo pesquisas de ingredientes para o resgate da cultura de um povo através da gastronomia.Hoje, recém chegada de uma incrível experiência em Bali\Indonesia, esta focada em uma alimentação saudável e funcional, com produtos homemade que despertam o interesse das pessoas que valorizam o confort food livre de preconceitos com a nova tendência da gastronomia, dá aulas, consultorias e faz eventos. Procura usar ingredientes brasileiros de fácil acesso e transforma-los em refeições nutritivas para o dia a dia.
Sobre a Escola
A Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco leva o nome do fundador do grupo M. Dias Branco por ter sido, ele, o financiador da sede e da infraestrutura da escola, inaugurada e doadas para o Estado, em 29 de junho de 2018. A Escola é um dos equipamentos geridos pelo Instituto Dragão do Mar, sendo ligada à Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, e tem como finalidade oferecer cursos básicos, técnicos e avançados em panificação e confeitaria, além de tutorias para desenvolvimento de produtos e projetos, através dos Laboratórios de Criação. O público-alvo da escola são jovens e adultos com ou sem experiência em gastronomia.
Serviço: Ciclo de Formação em Gastronomia

Data: 09 a 12 de outubro de 2018

Hora: 19h

Local: Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco (Rua Manoel Dias

Branco, 20 – Mucuripe, Fortaleza/CE)

Inscrição presencial gratuita, por ordem de chegada

Vagas limitadas

Mais informações: (85) 3263-4596

Instituto Dragão do Mar realiza, nesta quinta-feira (9), segunda noite de apresentação das escolas de gastronomia em jantar com as chefs Morena Leite (SP) e Van Régia (CE)

 

O Instituto Dragão do Mar (IDM) realiza, nesta quinta-feira (9), às 19h30, jantar de apresentação do conceito da Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco e da Escola de Hotelaria e Gastronomia da Estação das Artes, instituições da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará sob gestão do IDM. Promovida pelo Grupo M. Dias Branco para convidados da cadeia gastronômica e hoteleira do Ceará, a noite terá cozinha comandada pelas chefs Morena Leite, do restaurante Capim Santo (SP), e Van Régia, da Culinária da Van (CE).

Juntas, elas apresentam menu exclusivo que demonstram o que as escolas serão capazes de produzir utilizando insumos locais, afinal, a valorização da cultura alimentar do Ceará, dos nossos saberes e da cadeia produtiva da nossa gastronomia despontam como as grandes diretrizes do conteúdo pedagógico destes centros de ensino e conhecimento.

Unindo prática e ensino, a chef Morena Leite, do restaurante Capim Santo, em São Paulo, tem hoje seis restaurantes, oito livros publicados, uma escola de cozinha e um instituto (com 5 unidades de capacitação e inserção de jovens de baixa renda no mercado de trabalho), além de dar aulas de cozinha brasileira pelo mundo. Já a chef Van Régia, do restaurante Culinária da Van, com um genuíno cardápio regional, é uma das cozinhas mais indicadas pelos fortalezenses. O evento será realizado no terraço da Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco, no bairro Mucuripe, em Fortaleza, com pocket show de Toquinho.

Esta é a segunda noite de apresentação do conceito das escolas de gastronomia. No último dia 2 de agosto, comandaram o cardápio os chefs Helena Rizzo, do restaurante Maní, de São Paulo, eleita a melhor chefe mulher pela revista inglesa “The Restaurant”; o chefe Luciano Boseggia, do Restaurante Verbena de São Paulo, que comandou a cozinha do Fasano por mais de uma década; e o chefe Leo Gonçalves, dos restaurantes O Mar Menino e Uru, no Ceará, eleito o melhor chefe e o melhor restaurante regional (O Mar Menino) pela revista Veja Fortaleza.

 

Perfil da Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco

A Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco leva o nome do fundador do grupo M. Dias Branco por ter sido ele o financiador da sede e da infraestrutura da escola recém-inaugurada e doada para o Estado. A Escola Ivens Dias Branco está localizada no bairro Mucuripe (com uma bela vista para o mar de Fortaleza e as velas eternizadas na canção de Fagner) e tem como finalidade oferecer cursos básicos, técnicos e avançados em panificação e confeitaria, além de tutorias para desenvolvimento de produtos e projetos, através dos Laboratórios de Criação. O público-alvo da escola são jovens e adultos com ou sem experiência em gastronomia.

 

Áreas de Formação

Panificação

Matérias-primas Elementares da Panificação; História e Cultura da Panificação; Higiene e Segurança na Indústria Alimentar; Controle de Gestão, Pães Tradicionais do Mundo; Liderança e Gestão de Carreiras; Padaria funcional; Desenvolvimento de Produtos, Técnicas de Comunicação e Story Telling.

Confeitaria

Matérias-primas Elementares da Confeitaria, Desenvolvimento Pessoal e Criativo, Confeitaria Artística, Confeitaria Festiva, Bombonaria, Marketing Digital, Técnicas de Comunicação e Story Telling.

Perfil da Escola de Hotelaria e Gastronomia Estação das Artes

Já a Escola de Hotelaria e Gastronomia Estação das Artes fica no lado poente da orla de Fortaleza, próxima ao centro histórico da capital cearense, igualmente de frente para o mar. O escopo de atuação da EHGEA é mais abrangente. Essa pretende ser a primeira grande experiência pública em formação na área de hospitalidade e gastronomia do Brasil. O prédio tem cinco torres e oito andares que serão destinados para Hotel Escola, alojamento de alunos vindos de outras regiões, salas de aulas, laboratórios, biblioteca, refeitório e áreas de convivência. A inauguração está prevista para novembro e suas atividades suplementam as da Escola de Gastronomia Social.
Hotelaria

Línguas (Espanhol, Inglês, Francês, Italiano); Gestão de Alimentos e Bebidas, Hoteleira, Governança, Sustentabilidade no Turismo e Hotelaria, Desenvolvimento de produtos para o Turismo Gastronômico, Guest Relation, Marketing Turístico, Mídia Digital para Turismo.

Gastronomia

Línguas (Espanhol, Inglês, Francês, Italiano); Cozinha Fundamental, Cozinha do Mar, Cozinha do Sertão, Cozinha das Serras, Cozinha Afetiva, Cozinha Internacional, Bar, Empreendedorismo e Gestão em Gastronomia, Tecnologias; Logística, manutenção e promoção de insumos locais.

 

Serviço
Jantar de apresentação das Escolas de Gastronomia do Instituto Dragão do Mar, com Morena Leite e Van Régia + pocket show de Toquinho
Data: quinta-feira, 9

Horário: às 19h30
Local: Rua Manoel Dias Branco, 20 – Mucuripe, Fortaleza-Ce
Evento para convidados

Instituto Dragão do Mar apresenta Escolas de Gastronomia para convidados

 

 

O Ceará vive um momento de grande alegria com a chegada da Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco (local dos eventos) e da Escola de Hotelaria e Gastronomia da Estação das Artes. A valorização da cultura alimentar do Ceará, dos nossos saberes e da cadeia produtiva da nossa gastronomia despontam como as grandes diretrizes do conteúdo pedagógico destes centros de ensino e conhecimento.

Além dos cursos de formação, um dos papéis das escolas é a promoção da cadeia produtiva da gastronomia do Ceará. Para demonstrar o que as escolas serão capazes de produzir, convidamos cinco dos melhores chefs do Brasil para prepararem menus utilizando insumos locais.

Os chefs Helena Rizzo, do restaurante Maní, de São Paulo, eleita a melhor chefe mulher pela revista inglesa “The Restaurant”; o chefe Luciano Boseggia, do Restaurante Verbena de São Paulo, que comandou a cozinha do Fasano por mais de uma década; e o chefe Leo Gonçalves, dos restaurantes O Mar Menino e Uru, no Ceará, eleito o melhor chefe e o melhor restaurante regional (O Mar Menino) pela revista Veja Fortaleza, assinam o menu da noite do próximo dia 02 de agosto. O evento será realizado no terraço da Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco, no bairro Mucuripe, em Fortaleza, com pocket show de Geraldo Azevedo.

Já no dia 09 de agosto, a cozinha será comandada pelas chefs Morena Leite, do restaurante Capim Santo, em São Paulo, hoje com seis restaurantes, oito livros publicados, uma escola de cozinha e um instituto (com 5 unidades de capacitação e inserção de jovens de baixa renda no mercado de trabalho), além de dar aulas de cozinha brasileira pelo mundo; e Vângela Régia, do restaurante Culinária da Van, que, com um genuíno cardápio regional, é uma das cozinhas mais indicadas a visitação em Fortaleza. A noite encerra com pocket show de Toquinho.

 

Perfil das Escolas

A Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco leva o nome do fundador do grupo M. Dias Branco por ter sido, ele, o financiador da sede e da infraestrutura da escola, recém-inaugurada e doadas para o Estado. A Escola Ivens Dias Branco está localizada no bairro Mucuripe (com uma bela vista para o mar de Fortaleza e as velas eternizadas na canção de Fagner) e tem como finalidade oferecer cursos básicos, técnicos e avançados em panificação e confeitaria, além de tutorias para desenvolvimento de produtos e projetos, através dos Laboratórios de Criação. O público-alvo da escola são jovens e adultos com ou sem experiência em gastronomia.

 

Áreas de Formação

Panificação

Matérias-primas Elementares da Panificação; História e Cultura da Panificação; Higiene e Segurança na Indústria Alimentar; Controle de Gestão, Pães Tradicionais do Mundo; Liderança e Gestão de Carreiras; Padaria funcional; Desenvolvimento de Produtos, Técnicas de Comunicação e Story Telling.

Confeitaria

Matérias-primas Elementares da Confeitaria, Desenvolvimento Pessoal e Criativo, Confeitaria Artística, Confeitaria Festiva, Bombonaria, Marketing Digital, Técnicas de Comunicação e Story Telling.

Já a Escola de Hotelaria e Gastronomia Estação das Artes fica no lado poente da orla de Fortaleza, próxima ao centro histórico da capital cearense, igualmente de frente para o mar. O escopo de atuação da EHGEA é mais abrangente. Essa pretende ser a primeira grande experiência pública em formação na área de hospitalidade e gastronomia do Brasil. O prédio tem cinco torres e oito andares que serão destinados para Hotel Escola, alojamento de alunos vindos de outras regiões, salas de aulas, laboratórios, biblioteca, refeitório e áreas de convivência. A inauguração está prevista para novembro e suas atividades suplementam as da Escola de Gastronomia Social.
Hotelaria

Línguas (Espanhol, Inglês, Francês, Italiano); Gestão de Alimentos e Bebidas, Hoteleira, Governança, Sustentabilidade no Turismo e Hotelaria, Desenvolvimento de produtos para o Turismo Gastronômico, Guest Relation, Marketing Turístico, Mídia Digital para Turismo.

Gastronomia

Línguas (Espanhol, Inglês, Francês, Italiano); Cozinha Fundamental, Cozinha do Mar, Cozinha do Sertão, Cozinha das Serras, Cozinha Afetiva, Cozinha Internacional, Bar, Empreendedorismo e Gestão em Gastronomia, Tecnologias; Logística, manutenção e promoção de insumos locais.

Jantar 01

Data: 02 de Agosto de 2018

Horário: a partir das 19h30

Local: Rua Manoel Dias Branco, 20. Mucuripe. Fortaleza-Ce

Menu

por Leo Gonçalves (O Mar Menino), Helena Rizzo (Maní, SP) e Luciano Boseggia (Fasano/ Verbena, SP)

+ Pocket Show Geraldo Azevedo
Jantar 02

Data: 09 de Agosto de 2018

Horário: a partir das 19h30

Local: Rua Manoel Dias Branco, 20. Mucuripe. Fortaleza-Ce

Menu

por Vângela Régia (Culinária da Van- CE) e Morena Leite (Capim Santo-SP)

+ Pocket Show Toquinho

Governo do Ceará recebe nesta quarta-feira (4), prédio que sediará a Escola de Hotelaria e Gastronomia da Estação das Artes.

 

O Governo do Ceará recebe nesta quarta-feira (4), prédio que irá sediar a Escola de Hotelaria e Gastronomia da Estação das Artes, situada em frente ao Marina Park Hotel. Instituição irmã da Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco, inaugurada na última sexta-feira (29), a escola irá oferecer formação e qualificação profissional no campo da gastronomia e hotelaria para a população cearense. A inauguração e o início das atividades da escola estão previstas para o segundo semestre de 2018.
A programação contará com a presença do Governador Camilo Santana e começa a partir das 20h, com o lançamento do livro “Além da Peixada e do Baião – Histórias da alimentação do Ceará”, da editora Senac-CE, organizado por Valeria Laena, Domingos Abreu e Fátima Farias, que terá a presença do antropólogo Raul Lody. Em seguida, o arquiteto e chef João Luiz Lima, articulador de gastronomia do Governo do Estado e a ex-diretora administrativa e financeira do Instituto Dragão do Mar, Lina Luz, ambos da equipe gestora da escola de Gastronomia, irão apresentar um resumo do conceito e plano de ação da escola assim como o cronograma de atividades. A noite continua com a “Festa da Cumeeira”, com show da banda local Juruviara e um coquetel. O evento é aberto ao público, sujeito à lotação do espaço.
Lançado em 2013, o projeto da escola é uma requalificação do antigo condomínio Panorama Artesanal, projetado pelos arquitetos Fausto Nilo e Delberg Ponce de Leon. A construção da obra foi de responsabilidade da Secretaria da Educação (Seduc). O prédio tem cinco torres e oito andares, uma parte será destinada para o alojamento de alunos vindos de outras regiões do estado. O edifício terá salas de aulas, laboratórios, biblioteca, refeitório e áreas de convivência espalhadas por todo o espaço.
O Secretário de Cultura do Ceará, Fabiano Piúba, afirma que a Escola de Hotelaria e Gastronomia da Estação das Artes se inscreve na política cultural de diversas formas. Compõe a Rede dos equipamentos culturais da Secretaria da Cultura no âmbito do Programa Escolas da Cultura e está inserida no projeto Estação das Artes do Ceará, grande complexo onde funcionarão a Pinacoteca, o Mercado das Artes e o Mercado da Gastronomia como um investimento estratégico na requalificação do centro da cidade de maneira integrada ao “Fortaleza 2040” e às ações do “Juntos por Fortaleza” do Governo do Estado e da Prefeitura da cidade.

Portanto, a Escola de Hotelaria e Gastronomia estará integrada à Estação das Artes, principalmente ao que toca ao Mercado da Gastronomia. Mas tem uma outra ação que merece destaque nesse investimento. Trata-se da requalificação urbana e do convívio social do entorno da Escola que está instalada entre o centro da cidade e os bairros Moura Brasil e o Oitão Preto. Dessa maneira, será uma escola com uma marca de inclusão social e ambiente de formação com ênfase para a juventude. “Nesse sentido, estaremos realizando uma política integrada de cultura, educação, urbanismo e juventude, priorizando a formação de jovens para o desenvolvimento de competências e capacidades profissionais no campo de duas áreas vocacionais de nosso estado e cidade: o turismo e a cultura alimentar”, conclui o secretário.

O Presidente do Instituto Dragão do Mar, Paulo Linhares, ressalta que a escola se insere como um grande centro de formação do domínio da gastronomia, que é uma atividade central no setor de serviços e se destaca junto com o da cultura e tecnologia na geração de empregos no mundo. “O Ceará possui hoje 750 mil jovens, de 16 a 26 anos, que fazem parte da geração ‘nem nem’ ou seja, que nem estuda nem trabalha, e que precisam dessa nova formação, então, é urgente que o estado ofereça oportunidades para essa juventude que não se enquadra mais no velho mundo do trabalho e no modelo de escola formal, eles querem trabalhar com linguagem criativa e isso permitirá a mobilidade social desses jovens”. Pontua o presidente.
A Escola de Hotelaria e Gastronomia Estação das Artes integra a Rede de Escolas Criativas, estrutura de instituições da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará e de suas políticas de artes, formação e economia criativa, sendo sua administração realizada em parceria com o Instituto Dragão do Mar – IDM, por meio de contrato de gestão.
Serviço

‘”Festa da Cumeeira”, entrega do prédio da Escola de Hotelaria e Gastronomia da Estação das Artes.

Data: 4 de julho, às 20h.

Local: Rua Senador Jaguaribe, 324, Centro.

Gratuito

Interessados em participar dos cursos podem preencher o cadastro de intenção acessando o link 👇 https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdjVSM7jsAMstpIsc3Xb7PezpdxVjdi0_yWnQuKqtsahZr4zw/viewform.