Browsing Tag

Cultura

17ª edição da Mostra de Teatro Transcendental está com inscrições abertas

 

Estão abertas as inscrições até o dia 28 de fevereiro para a 17ª Mostra Brasileira de Teatro Transcendental, que acontece na segunda quinzena de agosto deste ano, em Fortaleza/CE. Através do site: www.teatrotranscendental.com, grupos de teatro de todo o país podem baixar o edital e inscreverem seus espetáculos gratuitamente.

Após esse período, a Associação Estação da Luz, organizadora do evento, juntamente com especialistas da área, farão a seleção dos espetáculos que irão compor a Mostra. Para participar, os grupos deverão apresentar a relação de atores, temática do espetáculo, informações técnicas (duração, iluminação necessária, cenário), entre outras informações.

 
O evento:
A Mostra Brasileira de Teatro Transcendental é um evento artístico/cultural, sem fins lucrativos e, sim, solidários, realizado há 17 anos no Estado do Ceará pela Associação Estação Luz. São dias de muita arte, com suas temática passando mensagens de fé, amor e altruísmo. Os espetáculos são gratuito, pedindo apenas que os interessados em assistir troquem doações (alimentos não perecíveis) pelos ingressos. Os alimentos arrecadados são destinados a instituições de caridade.

 
Serviço:
Inscrições 17ª Mostra Brasileira de Teatro Transcendental

Data: até 28 de fevereiro

Local: www.teatrotranscendental.com

VII FESTIVAL INTERNACIONAL DE FOLCLORE APRESENTA 10 GRUPOS DO BRASIL E DO PARAGUAI

 

O VII Festival Internacional de Folclore do Ceará, que será realizado de 7 a 10 de fevereiro nas cidades de Alto Santo, Limoeiro do Norte, Morada Nova, Quixeré, Russas e Tabuleiro do Norte, terá a participação de 10 grupos de cinco estados brasileiros e do Paraguai. Do Ceará, participarão a Companhia de Ritmos e Danças Populares – CORDAPES, Grupo de Dança Tablado, Grupo Oré Anacã – Grupo de Danças da UFC, Grupo Parafolclórico Fulô do Sertão (Senador Pompeu) e Txai Cia de Danças Populares, que será homenageada nesta edição.

Da Paraíba, virá a Tropa de Danças Regionais; de Pernambuco, o Grupo de Xaxado Cabras de Lampião; do Pará, o Grupo Parafolclórico Asa Branca; de São Paulo, o Grupo Apolo de Danças Gregas; e do Paraguai, o Grupo Paraguay Ete Villa Elisa. Entre as atrações, haverá ainda a Coroação das Rainhas dos Maracatus Cearenses : Az de Ouro, Nação Baobab, Nação Iracema, Reis de Paus e Vozes da África, todos de Fortaleza.

A programação do VII Festival Internacional de Folclore do Ceará será realizada em escolas, ginásios, faculdades e centros culturais das sete cidades do Vale do Jaguaribe, totalizando mais de 20 espaços cênicos, que receberão apresentações musicais, de dança folclórica e comercialização de artesanato, literatura de cordel e gastronomia regional. A população também poderá participar das ações formativas, que incluem aulas-show, vivências e exposições, valorizando a cultura popular e fortalecendo o Ceará como cena internacional da dança, arte e cultura. Todas as atividades são gratuitas.

A sétima edição do Festival Internacional de Folclore do Ceará irá reunir, durante os quatro dias de evento, cerca de 300 artistas de Grupos de Projeção Folclórica de abrangências local e nacional, Grupo de Etnia e Grupo Internacional. Além de valorizar as tradições, a pesquisa e a experimentação, o Festival promoverá o encontro entre as mais distintas manifestações culturais e trará reflexões sobre as danças folclóricas em um contexto internacional, por meio do qual será possível conhecer aspectos da trajetória de um povo e ampliar conhecimentos.

Em reconhecimento pelos trabalhos de fortalecimento da cultura popular, o Festival irá homenagear em 2019 a Txai Cia de Danças Populares, que acaba de completar 18 anos de atividades; e o pesquisador Clerton Martins, professor-titular do curso de Psicologia da Unifor, doutor em Psicologia pela Universitat de Barcelona e pós-doutorado em Estudos do Ócio pela Universidad de Deusto, na Espanha.

O VII Festival Internacional de Folclore do Ceará é uma realização da EnCena Produções em parceria com as Prefeituras Municipais de Limoeiro do Norte e de Morada Nova, Colégio Diocesano Padre Anchieta, Academia Limoeirense de Letras, Universidade Estadual do Ceará (UECE) / FAFIDAM, Brisanet, Doces Limoeiro e Multiplac; apoio do Conselho Internacional de Dança (Cid-Unesco), Organização Internacional de Folclore e Arte Popular (IOV), Comissão Nacional de Folclore, Comissão Cearense de Folclore e Associação Txai Cultura e Arte; e promoção do Instituto União de Arte, Educação e Culturas Populares. O Festival tem o apoio institucional do Governo do Estado do Ceará, via Secretaria da Cultura (Lei Estadual Nº 13.811 – Mecenato Estadual). Agradecimentos à Enel.

 

Serviço:

VII Festival Internacional de Folclore do Ceará

Data: De 7 a 10 de fevereiro de 2019

Local: Vale do Jaguaribe (CE)

Programação gratuita

Espaço Cultural do North Shopping Fortaleza recebe obras de Valber Benevides

Para promover sua nova exposição, o Espaço Cultural do North Shopping Fortaleza organiza coquetel de abertura da mostra “Artes do Valber Benevides”. O evento se realiza neste sábado (02), a partir de 19h, no próprio Espaço Cultural, localizado no Piso 3.

A exposição exalta as obras do artista plástico Valber Benevides, chargista natural de Itapipoca (CE). Ele é o criador do famoso painel do Cais Bar, que retrata diversas personalidades da MPB, e que faz parte do acervo do Estado do Ceará. Valber é pioneiro na charge animada sistemática e participa semanalmente do programa Leruaite, apresentado por Falcão na TV Ceará.
Sobre a exposição

A mostra “Artes do Valber Benevides” apresenta diversos estilos, desde caricatura e escultura a diversas pinturas, retratando as mulheres, a religiosidade, o sertão e grandes artistas nacionais e internacionais. O público confere obras únicas dentro da unidade do renomado artista. A exposição fica em cartaz até o dia 28 de fevereiro, com acesso gratuito, com visitação de segunda a sábado, de 10h às 22h, e aos domingos, de 13h às 21h.

 

Serviço:

Coquetel de abertura da exposição “Artes de Valber Benevides”.

Dia 02 de fevereiro (sábado), às 19h, no Espaço Cultural do North Shopping Fortaleza (Piso 3). Acesso gratuito. Informações: (85) 3404.3000 e www.northshoppingfortaleza.com.br

Visitas guiadas marcam última semana das exposições Miragem e Sueño de La Razón, no Centro Dragão do Mar

 

 

Esta é a última semana para conferir as exposições “Miragem”, na Multigaleria, e “Sueño de La Razón”, no Museu da Cultura Cearense (MCC), no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Para marcar o encerramento, serão realizadas visitas guiadas nesta quinta (31) e sexta-feira (1º), respectivamente. Com acesso gratuito, as mostras ficam abertas à visitação do público até este domingo, dia 3 de fevereiro. Ambas foram abertas durante a primeira edição do Fotofestival Solar (https://www.solarfotofestival.com/pt), festival internacional de fotografia realizado de 5 a 9 de dezembro de 2018, no Dragão do Mar.

 
Nesta quinta-feira, dia 31 de janeiro, às 19h, será realizada visita guiada à exposição “Miragem”, que reúne, na Multigaleria, os trabalhos de 29 autores cearenses selecionados a partir de convocatória pública. Na sexta-feira, dia 1º de fevereiro, às 18h, é a vez da exposição “Sueño de la razón: fotografia e política”, no MCC. A mostra celebra o projeto editorial homônimo que completa dez anos de articulação em torno da fotografia feita na América do Sul. A visita será conduzida por Tiago Santana, fotógrafo e um dos editores do projeto, e Rodrigo Costa Lima, responsável pelo projeto expográfico.

 
A exposição “Terra em Transe”, com curadoria de Diógenes Moura, segue em cartaz até o dia 31 de março de 2019 no Museu de Arte Contemporânea do Ceará (MAC-CE). Já a mostra “Sobre a cor da sua pele”, com curadoria de Rosely Nakagawa, permanece em exibição no Museu da Cultura Cearense, com data de encerramento a definir. Essas exposições também fazem parte do Solar.

 
Com regularidade bienal, o Fotofestival Solar é realizado pelo Instituto da Fotografia, em parceria com a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará e o Instituto Dragão do Mar, e faz parte do plano estratégico de fortalecimento da cultura e das artes por meio da fotografia.

 

Sobre as exposições
// Miragem

Até dia 3 de fevereiro (domingo), na Multigaleria

Visita guiada dia 31 de janeiro (quinta-feira), às 19h
A MIRAGEM é um fenômeno ótico que ocorre em dias ensolarados e quentes, induzindo o observador a perceber uma imagem a partir do intenso contato da luz com outra superfície. Não se trata de uma “alucinação” de quem vê, e sim de uma refração: o desvio dos raios do sol em contato com o mundo produz uma imagem. O fenômeno também é conhecido como “espelhismo” e pode até ser fotografado.
Na contemporaneidade, o fotógrafo é um colecionador de miragens: um criador de “reflexos” cheios de intenções que, simultaneamente, investiga o real que tenta espelhar. Perceber a miragem seria uma estratégia de antecipar outro mundo possível em contato com o atual? A miragem transita entre o presente, o futuro e a esperança? Ou é apenas uma ilusão?
Com mais de 90 inscrições, foram selecionados 29 projetos em que os fotógrafos cearenses, ou residentes no Estado há mais de dois anos, refletem sobre questões políticas e poéticas atuais, ao criar imagens a partir da observação dos turbulentos tempos que atravessamos. Nesta convocatória, o Fotofestival SOLAR buscou reunir o que é possível enxergar sob a ação intempestiva das transformações sociais que ora parecem se abrir às liberdades, ora caminham rumo ao fascismo.
Autores participantes da exposição MIRAGEM

Allan Bastos • Ana Carolina Mundim • Chico Gomes • Dayane Araújo • Emrah Kartal • Fernanda Siebra • Fernando Maia da Cunha • Fernando Silva • Francisco Flor • Coletivo Zóio • Henrique Torres • Igor Cavalcante Moura • Jean Sousa dos Anjos • Júnior Pimenta • Lua Alencar • Lucas Dilacerda • Maira Ortins • Mariana Smith • Marilia Oliveira • Matheus Dias • Nivando Bezerra • NÍvia Uchoa • Osmar Gonçalves • Paula Georgia Fernandes • Régis Amora • Rubens Venâncio • Sérgio Carvalho • Valdir Machado • Yuri Juatama
Comissão de seleção

Ana Soter • Ângela Berlinde • Iana Soares • Isabel Terron • Tiago Santana
Fotos: https://drive.google.com/drive/u/0/folders/1wXp6v40NlwuQrQIcU6ZZjd48xZzuB_qs?ogsrc=32
Visitação de terça a domingo, das 14h às 21h, com acesso até as 20h30. Acesso gratuito. Classificação etária: Livre.
// Sueño de La Razón

Até dia 3 de fevereiro (domingo), no Museu da Cultura Cearense
Visita guiada nesta sexta-feira (1º), ás 18h
Sueño de la Razón é uma revista colaborativa de fotografia, cujos objetivos são a difusão, a pesquisa e a valorização da fotografia sul-americana. Trabalhamos com uma linha editorial que busca abarcar diferentes concepções fotográficas da região, desde as pesquisas históricas até o desenvolvimento das linguagens contemporâneas. Nosso projeto, criado em 2009, é uma estrutura uma estrutura de gestão de redes, é autogerido e não tem fins lucrativos. Editores e colaboradores participam com a única intenção de dar visibilidade à produção sul-americana.

Sueño de la razón está centrado na possibilidade de construir diversas e múltiplas histórias sobre nossos contextos sociais, culturais, geográficos, econômicos, territoriais, através do reconhecimento, da análise e da pesquisa da produção visual, artística e teórica que se produz no sul do continente. É uma forma de contextualizar a produção e a questão da imagem.

Os colaboradores são fundamentais para nossa política editorial, pois nos interessa construir um arquivo que possa falar em primeira pessoa, como referente direto. Neste mesmo sentido, os editores que participam deste projeto são integrantes ativos de suas respectivas comunidades fotográficas, onde atuam como fotógrafos, artistas e gestores.

A exposição, realizada no marco do Fotofestival SOLAR, em Fortaleza, pretende mostrar o trabalho realizado nos últimos dez anos e exibir, no formato de publicação aberta, uma proposta sobre o político das imagens e do fotográfico, compreendendo o potencial de reflexão que a produção visual possui, tanto a nível de construção cultural e simbólica, como das formas de nos relacionarmos e nos comunicarmos. No contexto político que vive atualmente nosso continente, criar esses espaços de reunião e de difusão é ainda mais relevante para voltarmos a pensar sobre nós e a nos olhar.

Fotos: https://drive.google.com/drive/u/0/folders/1wXp6v40NlwuQrQIcU6ZZjd48xZzuB_qs?ogsrc=32
Visitação de terça a sexta-feira, das 9h às 19h, com acesso até as 18h30; e aos sábados e domingos, das 14h às 21h, com acesso até as 20h30. Acesso gratuito. Classificação etária: Livre.
// Terra em Transe

Até dia 31 de março de 2019, no Museu de Arte Contemporânea do Ceará
Um filme. Um livro. Uma exposição. A carne treme. A terra treme. Há Terra em Transe. Violência e paixão: onde está o meu rosto? Quem matou o meu filho? Amor? Amor só de mãe. A imagem alucina. A fotografia está com os dias contados. A carne treme. Há Terra em Transe. A bomba relógio vai explodir.
Curadoria Diógenes Moura

Escritor, curador de fotografia, roteirista e editor. Premiado no Brasil e exterior, acaba de publicar O Livro dos Monólogos (Recuperação para ouvir objetos) pela Editora Vento Leste. Escreve sobre abandono, imagem e existência. Vive em São Paulo, à beira do abismo.
Fotos: https://drive.google.com/drive/u/0/folders/1wXp6v40NlwuQrQIcU6ZZjd48xZzuB_qs?ogsrc=32
Visitação de terça a sexta-feira, das 9h às 19h, com acesso até as 18h30; e aos sábados e domingos, das 14h às 21h, com acesso até as 20h30. Acesso gratuito. Classificação etária: Livre.
// Sobre a Cor da Sua Pele

Em cartaz no Museu da Cultura Cearense
Encerramento em data ainda a definir
Até o século XIX, o retrato pintado a óleo sobre tela era um privilégio das camadas mais abastadas das sociedades. Ocupando o espaço central do quadro, posado na frente de um fundo contextualizado e cercado por mobília, adornos e adereços, o retratado impunha ao espectador a visão que este deveria ter, de reverência e adoração, na esteira da arte religiosa. Personalidades foram perpetuadas em palácios, igrejas, museus, escolas, bibliotecas. E assim, através do retrato, herdamos uma escala de valores que usamos para lembrarmos e sermos lembrados.

O advento da fotografia no século XX provocou uma transformação. Popularizou o retrato e permitiu que outras camadas sociais, sobretudo as surgidas na Revolução Industrial, tivessem acesso a essa perpetuação da própria imagem. Pudemos enfim colocar as personalidades nas paredes das salas de casa e reverenciá-las. Só que elas eram mais próximas, não menos personalidades: eram os nossos ancestrais.

No Brasil, a partir da década de 1930, em algumas capitais se estabeleceram estúdios populares que além de retratos produziam fotos para documentos de identidade, carteira de trabalho e recebiam encomendas vindas do interior. Eram os chamados “foto-estúdios”, localizados em regiões centrais de comércio e que também realizavam uma modalidade muito particular de retrato em cópias colorizadas.

No início da década de 1950, com a introdução da película e do papel em cores na fotografia, o uso dessa técnica diminuiu, mas a força do retrato se manteve. A partir da Consolidação das Leis do Trabalho, em 1943, todo cidadão pôde ter um documento com um retrato e uma representação na sociedade. O retrato 3×4 da carteira de trabalho introduziu os homens e mulheres do povo a uma certa cidadania. Eles posavam nos foto-estúdios com suas roupas de domingo, num ritual feito de alguma preparação e cerimônia, como num rito de passagem.

As ocasiões pediam: eram casamentos, batizados, aniversários, a chegada ou partida de alguém – eternizados em cópias e encadernações caprichadas entregues pelos foto-estúdios. Elas durariam gerações.

Mais tarde, a partir dos anos 1960, as câmeras portáteis e automáticas representam o primeiro passo para a banalização desse ritual. O retrato, agora feito pela própria família, quase sempre pelo pai, desvincula-se do olhar sagrado e formal, passando a registrar o cotidiano, banal e doméstico. Com advento da câmera digital anos 1990, a identificação em documentos e nas portarias banaliza ainda mais o retrato e, a partir dos telefones celulares, fortalece em escala maciça a auto-imagem, o autorretrato. É a era das selfies, que voltam a banalizar o retrato, mas não só ele desta vez. As selfies vulgarizam as ações cotidianas e a privacidade. Cada momento é dissecado e estendido até a fissura do real, desconstruindo a auto-imagem à beira da obscenidade, ou seja, mostrando o que está além da cena e do que deve ser visto publicamente.

Com as selfies registramos nossos passos e nossas ações desprovidos de cerimônia, com toques de exibicionismo e solidão. E tudo é eternizado nas redes de relacionamento virtual: o indivíduo aos olhos da multidão.

A mostra é composta dos núcleos

“O Outro”

“Sobre Cor da Sua Pele”

“Quem Somos Nós”

Curadoria

Rosely Nakagawa é curadora e arquiteta. Nasceu em 1954 em São Paulo, Brasil onde vive e trabalha. É graduada em Arquitetura pela FAU-USP em 1977. Fez especialização em Museologia pela USP, em 1978/80, e em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP, em 2005. Desenvolveu atividades de curadoria em diversos espaços e galerias, entre eles o Armazém Cultural 11, a FNAC Brasil, a Casa da Fotografia FUJI, o Festival de mídia eletrônica VideoBrasil, o SENAC Escola de Comunicações e Artes, Núcleo Amigos da Fotografia NAFOTO, no qual realizou o I , II e III Mês Internacional de Fotografia e Seminário Internacional da Fotografia. Foi curadora também do Espaço Cultural CITIBANK.
Fotos: https://drive.google.com/drive/u/0/folders/1wXp6v40NlwuQrQIcU6ZZjd48xZzuB_qs?ogsrc=32
Visitação de terça a sexta-feira, das 9h às 19h, com acesso até as 18h30; e aos sábados e domingos, das 14h às 21h, com acesso até as 20h30. Acesso gratuito. Classificação etária: livre.

Cristiano Pinho é uma das atrações a se apresentar no palco do Cineteatro São Luiz em janeiro de 2019

 

Um dos mais aclamados instrumentistas do Ceará, o guitarrista, violonista, rabequeiro, compositor, arranjador e produtor musical Cristiano Pinho se apresenta no Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), no dia 31 de janeiro, às 19h, no projeto “Dentro do Som” – o público é acomodado no palco. A apresentação é o encerramento da Oficina de Guitarra e Improvisação, ministrada por ele de 21 a 29 de janeiro, na escola Porto Iracema das Artes e contará com a participação dos alunos. Os ingressos para o evento, que é limitado a 70 lugares, já estão à venda por R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) na bilheteria do Cineteatro e no site da Tudus (com taxa de conveniência).

 

Sobre a oficina

A Oficina de Guitarra e Improvisação ocorre nos dias 21, 22, 28 e 29 de janeiro, sempre no horário das 15h às 17h, na sala de música do Porto Iracema das Artes. Serão oferecidas 15 vagas, para músicos com conhecimento básico de guitarra e de teoria musical. As inscrições são gratuitas.

A oficina aborda aspectos históricos e técnicos do instrumento, sonoridades, acessórios, os grandes guitarristas do mundo, bem como os conceitos básicos de improvisação, escalas, modos, exercícios práticos e preparação de repertório para a apresentação de encerramento.

Todos estes elementos de sua vasta e intensa experiência musical resultam numa sonoridade vigorosa e única, que os alunos poderão acompanhar de perto, em aulas teóricas e práticas, além da oportunidade de dividir o palco com o guitarrista, em um dos mais belos teatros de Fortaleza.

 

Sobre Cristiano Pinho

Cristiano Pinho é um dos mais talentosos, criativos e versáteis guitarristas do Brasil. Natural de Viçosa do Ceará, começou a tocar com 12 anos de idade. Estudou Harmonia e Improvisação na Escola Ian Guest de Aperfeiçoamento Musical, no Rio de Janeiro, e graduou-se em Música na Universidade Estadual do Ceará (UECE).

O talento do músico ganhou reconhecimento nacional por enriquecer os discos e shows de cantores e compositores como Raimundo Fagner, Kátia Freitas, Fausto Nilo, Amelhinha, Ednardo, Dominguinhos, entre outros.

Multi-instrumentista, compositor, arranjador e produtor musical, Cristiano lançou dois álbuns solo de música instrumental: “Pessoa” (1997) e “Cortejo” (2010), com participação especial de Fagner.

Participou de inúmeros festivais de música instrumental, entre eles o Festival Jazz e Blues de Guaramiranga e o Festival Música na Ibiapaba, neste último, sendo convidado, também, em várias edições, como professor.

Em 2004, Cristiano tocou como músico convidado com a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, sob a regência do maestro Roberto Minczuk, na Sala São Paulo. No mesmo ano, a revista Guitar Player publicou matéria especial com o guitarrista.

Desde 1997, Cristiano Pinho integra a banda do cantor e compositor Raimundo Fagner em suas turnês pelo Brasil e exterior, nas gravações de seus álbuns e DVDs e em suas apresentações em programas de televisão.

Em 2006, foi produtor e arranjador da música “Pra Não Dizer Que Não Falei Das Flores” (Geraldo Vandré), em versão gravada pelo cantor Fagner para integrar a trilha sonora da novela Cidadão Brasileiro, exibida pela TV Record. Cristiano também foi responsável pela direção musical do álbum “Fortaleza”, de Fagner, lançado pela gravadora Som Livre, em 2007.

Em 2013, a canção “Relógio do Mundo”, de sua autoria, conquistou a primeira colocação no IV Festival Nacional de Música da Associação das Rádios Públicas Brasileiras (ARPUB). Cristiano também tem canções gravadas por Fagner e Kátia Freitas. Em 2014, lançou dois singles em formato videoclipe, “Gitano” e “Há Quanto Tempo”, disponíveis no seu canal do YouTube.

Atualmente, Cristiano está se apresentando com seu power trio, evidenciando a influência do rock em seu trabalho autoral, e experimentando releituras de clássicos da música nordestina, brasileira e universal. O guitarrista está gravando seu novo álbum instrumental, com lançamento previsto para o primeiro semestre de 2019.

Para ouvir: https://www.youtube.com/user/CristianoPinhoVideo/videos

 

Serviço
Evento: Dentro do Som com Cristiano Pinho e alunos
Data: Quinta-feira, 31 de janeiro de 2019, às 19h
Local: Cineteatro São Luiz (Rua Major Facundo, 500 – Centro, Fortaleza)
Entrada: R$ 20,00 (inteira), R$ 10,00 (meia)
À venda na bilheteria do Cineteatro São Luiz e no site da Tudus (com taxa de conveniência)
Capacidade: 70 lugares
Classificação: Livre

Evento: Oficina de Guitarra e Improvisação | Professor: Cristiano Pinho
Data: 21, 22, 28 e 29 de janeiro de 2019 (segundas e terças), das 15h às 17h
Local: Porto Iracema das Artes (Rua Dragão do Mar, 160 – Praia de Iracema, Fortaleza)
Vagas: 15 / Pré-requisito: conhecimento básico de guitarra e teoria musical
Para mais informações: (85) 3219-5865 / (85) 3219-5842
Gratuito

VII FESTIVAL INTERNACIONAL DE FOLCLORE DO CEARÁ SERÁ REALIZADO EM SETE CIDADES DA REGIÃO JAGUARIBANA

 

Entre os dias 7 e 10 de fevereiro, sete municípios da Região Jaguaribana acolhem o VII Festival Internacional de Folclore do Ceará. Escolas, ginásios, faculdades e centros culturais de Alto Santo, Limoeiro do Norte, Morada Nova, Quixeré, Russas, São João do Jaguaribe e Tabuleiro do Norte, totalizando mais de 20 espaços cênicos, que receberão grupos de 5 estados brasileiros e do Paraguai com apresentações musicais, dança folclórica, comercialização de artesanato, literatura de cordel, gastronomia regional e ações formativas, com atividades como aulas-show, vivências e exposições, valorizando a cultura popular e fortalecendo o Ceará como cena internacional da dança, arte e cultura. Toda a programação é gratuita.

“Depois de subirmos a serra na edição anterior, decidimos este ano levar o Festival Internacional de Folclore do Ceará para o Vale do Jaguaribe, uma região riquíssima em tradições, cultura, história, turismo e gastronomia. Acreditamos que haverá uma intensa troca cultural entre os grupos convidados e os moradores da região, que poderão desfrutar de ampla programação, gratuita e aberta ao público”, avalia Sheila Fernandes, Coordenadora do Festival. A expectativa é atingir um público de 15 mil pessoas durante os quatro dias de evento, nos diversos espaços ocupados, que terão a oportunidade de desfrutar do rico intercâmbio artístico-cultural.

A sétima edição do Festival Internacional de Folclore do Ceará irá reunir, durante os quatro dias de evento, cerca de 300 artistas de Grupos de Projeção Folclórica de abrangências local e nacional, Grupos de Etnia e Grupos Internacionais. Além de valorizar as tradições, a pesquisa e a experimentação, o Festival promoverá o encontro entre as mais distintas manifestações culturais e trará reflexões sobre as danças folclóricas em um contexto internacional, por meio do qual será possível conhecer aspectos da trajetória de um povo e ampliar conhecimentos.

Este ano, o Festival irá homenagear pelos trabalhos de fortalecimento da cultura popular a Txai Cia de Danças Populares, que acaba de completar 18 anos de atividades, e o pesquisador Clerton Martins, professor-titular do curso de Psicologia da Unifor, doutor em Psicologia pela Universitat de Barcelona e pós-doutorado em Estudos do Ócio pela Universidad de Deusto, na Espanha.

O VII Festival Internacional de Folclore do Ceará é uma realização da EnCena Produções em parceria com as Prefeituras Municipais de Limoeiro do Norte e de Morada Nova, Colégio Diocesano Padre Anchieta, Academia Limoeirense de Letras, Universidade Estadual do Ceará (UECE) / FAFIDAM, Brisanet, Doces Limoeiro e Multiplac; apoio institucional do Conselho Internacional de Dança (Cid-Unesco), Organização Internacional de Folclore e Arte Popular (IOV), Comissão Nacional de Folclore, Comissão Cearense de Folclore, Associação Txai Cultura e Arte e Enel; promoção do Instituto União de Arte, Educação e Culturas Populares e apoio cultural da Secretaria da Cultura do Ceará.

 

Serviço:

VII Festival Internacional de Folclore do Ceará

Vale do Jaguaribe-CE, 7 a 10 de fevereiro de 2019

Programação gratuita

“Prometemos não chorar” faz única apresentação no Theatro Via Sul Fortaleza neste domingo

 

 
O Grupo Ás de Teatro apresenta a comédia musical PROMETEMOS NÃO CHORAR, com única apresentação no Theatro Via Sul Fortaleza, sábado (27), às 20h. A peça, que tem grande engajamento nas redes sociais, já atraiu mais de 12.000 espectadores e participou de diversos festivais de teatro em Fortaleza.

O texto do espetáculo, escrito pelo diretor Glauver Souza em parceria com Vanessa Pinheiro e Bruno do Vale, passeia pelo universo brega, apresentando à plateia os sucessos e a estética do gênero. As canções foram escolhidas entre sucessos dos anos 1960 aos dias de hoje.

O elenco de 10 atores transporta a plateia à Fortal City, na década de 1950, para conhecer as irmãs Perfídia, Carol e Diana, que são obrigadas a trabalhar e conviver no Irapuan Clube, um bar comandado por Charlie Brown, já que a madrasta delas, Lady Laura, e sua filha, Sandra Rosa, usufruem de toda a fortuna que restou do falecido pai banqueiro das três. Enquanto Perfídia sonha em ser descoberta por Conceição, a famosa estrela de rádio, Diana se aproxima de Fernando, namorado de Sandra Rosa e sobrinho de Charlie Brown, e Carol continua investigando o mistério da morte de seu pai. Tudo muda quando ela chega perto da verdade, o que traz à tona a presença do Detetive Falcão para reacender a investigação.

As músicas bregas dão o tom indispensável na encenação. Com um repertório preenchido pelos maiores clássicos do gênero, PROMETEMOS NÃO CHORAR é uma viagem ao universo do romantismo exagerado e do amor sofrido. Todas as canções são interpretadas ao vivo pelos artistas. Figurinos e cenários transitam entre o luxuoso e o kitsch e revelam influência do Teatro de Revista de Walter Clark.

 

Texto original de Vanessa Pinheiro, Glauver Souza e Bruno do Vale
Grupo Ás de Teatro
Direção: Glauver Souza

 
Serviço:
PROMETEMOS NÃO CHORAR
Data: 27 de janeiro de 2019
Horário: Domingo, às 20h
Local: Theatro Via Sul Fortaleza – Av. Washington Soares, 4335 – Edson Queiroz
Ingressos: R$40/R$20 (mezanino) e R$40/R$20 (plateia)
Capacidade do Teatro: 732 Pessoas
Informações: (85) 3099-1290
Horário de funcionamento da bilheteria: De segunda a domingo, das 10 às 22h, inclusive feriados.
Acessibilidade: Elevadores, rampas de acesso e assentos especiais.
Estacionamento no Shopping Via Sul

Mostra Retroexpectativa 2018/2019 segue até 30 de janeiro, no Cinema do Dragão

 

Iniciada no dia 17 de janeiro, a Mostra Retroexpectativa 2018/2019, realizada pelo Cinema do Dragão, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, segue até o dia 30 de janeiro, trazendo longas-metragens divididos nas faixas retrospectiva, que reúne os filmes de maior sucesso do ano que passou ; expectativa, que adianta os lançamentos do primeiro semestre deste ano; e, por fim, a faixa clássicos, com cópias remasterizadas do cinema mundial. Os ingressos para as exibições podem ser adquiridos na Bilheteria do Cinema do Dragão, a R$ 14,00 (inteira) e R$ 7,00 (meia). Às terças, o ingresso tem valor reduzido, sendo R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia).

 

FORMAÇÃO

A Mostra Retroexpectativa caracteriza-se também por trazer no bojo ações de formação em cinema. Além dos filmes e debates, a programação oferece também, em parceria com a Escola Porto Iracema das Artes, a masterclass “Distribuição e Exibição do Cinema Brasileiro Independente”, no dia 29 de janeiro, das 14h às 18h, no Auditório da Porto Iracema (Rua Dragão do Mar, nº 60 – Praia de Iracema), com o programador mineiro Daniel Queiroz. Serão disponibilizadas 50 vagas, por ordem de chegada

A masterclass abordará as diversas possibilidades de circulação da produção autoral e independente, realizada no Brasil, em curta, média e longa-metragem. Além de apresentar e avaliar o desenvolvimento histórico e como o mercado de distribuição e exibição de filmes está estabelecido no país, ela irá também propor a reflexão sobre novas possibilidades e caminhos, numa área que se encontra em grande transformação. Ela pretende ser útil para produtores e realizadores que planejam a carreira de suas obras e para curadores e programadores interessados no desenvolvimento de projetos de difusão de filmes, abarcando tanto o circuito de mostras e festivais (brasileiros e internacionais), quanto as janelas: cinema, tv e internet/ VOD (video on demand).

Além de masterclass, a Mostra realiza debates com realizadores. Depois de promover o diálogo do público com Petrus Cariry (filme O BARCO) e Beatriz Seigner (filme LOS SILENCIOS), a Mostra realiza, nesta semana, debate com Tavinho Teixeira (filme SOL ALEGRIA), Guto Parente (filme CLUBE DOS CANIBAIS) e Gustavo Vinagre (filme LEMBRO MAIS DOS CORVOS).

 

Cada faixa, uma seleção de peso
Segundo Pedro Azevedo, a faixa retrospectiva apresenta os filmes que fizeram boa carreira nas salas do Dragão, como Uma Noite de 12 anos e Me Chame Pelo Seu Nome – que são os de maior bilheteria do ano de 2018 -, mas também filmes inéditos do circuito independente de arte que não tiveram espaço de estreia em Fortaleza como: Minha filha, Meu Anjo, O terceiro assassinato, Rota Selvagem, Museu, Lámen Shop e 1945.
Com 17 filmes na lista, a faixa expectativa traz diversidade com produções de diferentes nacionalidades e que circularam por grandes festivais internacionais, como os de Berlim, Veneza e Cannes. “Mais especial ainda para nós é exibir filmes brasileiros inéditos no circuito comercial e que fizeram excelente carreira em festivais nacionais e internacionais. Serão chances únicas de assistir a filmes como Sol Alegria, Clube dos Canibais, Los Silencios, Lembro Mais dos Corvos, Os Jovens Baumann e O Barco”, destaca Pedro.
Parte do DNA da programação do Cinema do Dragão, os clássicos têm lugar garantido em todas as edições da Mostra Retroexpectativa. Neste ano, o destaque é para a cópia remasterizada em 4K de Central do Brasil, em comemoração aos vinte anos do filme. Será o único da mostra com exibição gratuita, realizada em parceria com a Vídeo Filmes. Além do clássico brasileiro, são destaques ainda dessa faixa os títulos Juventude Transviada e O Iluminado, trazidos em cópias 4K negociadas diretamente com distribuidoras de fora do Brasil.
PROGRAMAÇÃO 23 A 30 DE JANEIRO DE 2019

Quarta-feira (23)

14h00 – Antes que tudo desapareça (Sala 2)

15h00 – Asako I & II (Sala 1)

16h40 – Em Chamas (Sala 2)

17h20 – Assunto de Família (Sala 1)

19h30 – Amor até as cinzas (Sala 2)

19h40 – O terceiro assassinato (Sala 1)

Quinta-feira (24)

14h00 – Assunto de Família (Sala 1)

15h30 – Infiltrado na Klan (Sala 2)

16h10 – Visages, Villages (Sala 1)

18h00 – Persona (Sala 2)

18h00 – Amanda (Sala 1)

20h00 – Eu não sou uma bruxa (Sala 1)

20h00 – O Iluminado (Sala 2)

Sexta-feira (25)

15h00 – O Sacrifício do Cervo Sagrado (Sala 2)

15h30 – Infiltrado na Klan (Sala 1)

17h10 – A casa que Jack construiu (Sala 2)

18h00 – Os Sonâmbulos (Sala 1)

20h00 – Temporada (Sala 1)

20h00 – Juventude Transviada (Sala 2)

Sábado (26)

14h00 – 120 batimentos por minuto (Sala 2)

15h00 – Assunto de Família (Sala 1)

17h00 – Tinta Bruta (Sala 2)

17h20 – The Square – A arte da discórdia (Sala 1)

19h30 – Sol Alegria + Debate com Tavinho Teixeira (Sala 2)

20h00 – 3 Faces (Sala 1)

Domingo (27)

13h40 – Infiltrado na Klan (Sala 1)

15h00 – As boas maneiras (Sala 2)

16h00 – O futuro adiante (Sala 1)

17h30 – O Animal Cordial (Sala 2)

18h00 – Minha Filha (Sala 1)

19h30 – Clube dos Canibais (Sala 2)

20h00 – Meu Anjo (Sala 1)

Segunda (28)

14h00 – A fábrica de nada (Sala 1)

14h00 – Você nunca esteve realmente aqui (Sala 2)

16h00 – Cachorros (Sala 2)

17h20 – Me chame pelo seu nome (Sala 1)

17h50 – Hereditário (Sala 2)

19h50 – Desobediência (Sala 1)

20h00 – Halloween (Sala 2)

Terça (29)

14h00 – Infiltrado na Klan (Sala 2)

15h30 – Deixe a luz do sol entrar (Sala 1)

16h30 – A câmera de Claire (Sala 2)

17h30 – Museu (Sala 1)

18h00 – Os Jovens Baumann (Sala 2)

19h30 – Lembro mais dos corvos + Debate com Gustavo Vinagre (Sala 2)

19h50 – A Rota Selvagem (Sala 1)

Quarta (30)

14h00 – Diamantino (Sala 1)

15h30 – Infiltrado na Klan (Sala 2)

15h50 – Verão (Sala 1)

18h – Acossado (Sala 2)

18h00 – Estação do Diabo (Sala 1)

20h – Imagem e Palavra (Sala 2)
NÚMEROS DA MOSTRA
74 longas-metragens

Sendo 17 na faixa de expectativa, 52 na faixa de retrospectiva e 5 na faixa de clássicos

5 debates

1 masterclass

1 ateliê de crítica cinematográfica

LISTA DE FILMES
// Retrospectiva

The Square

O dia depois

A câmera de Claire

Em chamas

120 Batimentos por minuto

Deixe a luz do sol entrar

O terceiro assassinato

As boas maneiras

Cachorros

Lámen Shop

A Fábrica de nada

Minha Filha

Meu anjo

A prece

Verão

Assunto de família

Zama

O Processo

Benzinho

Uma noite de 12 anos

Tinta Bruta

Diamantino

Me chame pelo seu nome

Desobediência

The Post – Guerra Secreta

Trama Fantasma

Jurassic World – Reino Ameaçado

Halloween

Infiltrado na Klan

Western

Antes que tudo desapareça

O Parque

Tesnota

Asako I & II

1945

Você nunca esteve realmente aqui

Custódia

Museu

O futuro adiante

O amante duplo

O animal cordial

A casa que Jack construiu

O Sacrifício do Cervo Sagrado

Projeto Florida

Hereditário

A pé ele não vai longe

A Rota Selvagem

Visages, Villages

À sombra de duas mulheres

Amante por um dia

Arábia

A misteriosa morte de Pérola

// Expectativa

Raiva

Amor até as cinzas

Amanda

3 Faces

Eu não sou uma bruxa

Imagem e Palavra

Temporada

Los Silencios

Vermelho Sol

Lembro mais dos corvos

Os Jovens Baumann

Estação do Diabo

Guerra Fria

Os Sonâmbulos

O Barco

Sol Alegria

Clube dos Canibais
// Clássicos

Central do Brasil

Persona

Juventude Transviada

O Iluminado

Acossado

SERVIÇO
Mostra Retroexpectativa 2018/2019

Quando: de 17 a 30 de janeiro de 2019

Onde: Cinema do Dragão, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (Rua Dragão do Mar, 81 – Praia de Iracema)

Ingressos: R$ 14,00 (inteira) e R$ 7,00 (meia). Às terças-feiras, o valor do ingresso é promocional, R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia).

Orquestra Popular do Nordeste apresenta “O Canto da jandaia” com entrada gratuita, dia 30, no Cineteatro São Luiz

 

No final de janeiro, mais precisamente na quarta-feira do dia 30, às 19h, o São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), recebe o espetáculo inédito “O Canto da Jandaia” da Orquestra Popular do Nordeste. O evento, que tem entrada gratuita e classificação indicativa livre, traz uma pesquisa que inclui obras de autores cearenses, desde Alberto Nepomuceno, Lauro Maia, até compositores contemporâneos.

“Aqui canta o nosso pássaro, jandaia-sol, cacaué, nandaia, nhandaia, queci-queci, quijuba. Pifes, rabecas, comidas, cachaças, violinos, batucadas, bandolins, baixarias, pianos, rendeiras, menina praieira, viola, violão, Alberto Nepomuceno, Macaúba, Zé Menezes, Tô só dizendo Sardinha também, Macaxeira Chips e baião Nesse banquete onde correm as águas do Jaguaribe, Poti, Cocó, compositores mergulham nos arranjos desse mapa, minha terra quente, olha o berro! Esse é o nosso concerto, nosso canto do Ceará!”

 

Serviço:
O canto da Jandaia
Dia 30/01/2019 às 19h
Entrada GRATUITA
Classificação indicativa: livre

“Férias no São Luiz” segue com programação gratuita para toda a família

 

Casa cheia, alegria muita. Mais uma edição do Férias no Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult). A programação gratuita, aberta ao público e para toda a família segue até o final do mês com filmes para todos os gostos. E a primeira semana já traz ótimos resultados: um público de 4.985 espectadores, o que dá uma média de 124 espectadores por sessão – a média do circuito comercial brasileiro é de 37 espectadores por sessão.

E melhor ainda: com os números dessa primeira semana, o Cinema do Cineteatro São Luiz ultrapassou a marca dos 350 mil espectadores desde a reabertura do equipamento, em maio de 2015, atingindo, para ser mais preciso, o expressivo número de 352.294 em 3 anos e 8 meses de funcionamento, um dado a ser celebrado.

 

Confira a programação:

DIA 22/01 (TERÇA-FEIRA)

18H30 [TERÇA DE GRAÇA] MALASOMBRO, COM A CIA. CEARENSE DE MOLECAGEM
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 12 anos | Duração: 90 min
Local: Palco do Cineteatro
Release: Anoitece na mansão dos Vampetas. A penumbra vem acompanhada de um toró sem proporções. Tábata e Cunha, funcionários da obscura casa, se desdobram em satisfazer as necessidades malucas de seu morador ilustre, em meio a falcatruas e revelações todos vão convivendo da pior forma possível até que em meio a uma manifestação da elite do bairro, um casal de Black bloc`s Waldisney e Britiney invadem o velho casarão. A esculhambação come de esmola. Em meio ao clima de sustos e malassombros, os jovens se entregam às delícias obscuras do terror, sem saber que rumam para um fatídico destino nos dentes do coxinha Vampeta.

DIA 23/01 (QUARTA-FEIRA)

10h [CINEMA] FÉRIAS NO SÃO LUIZ | HOMEM-FORMIGA E VESPA (SESSÃO 3D)
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 12 anos
Direção: Peyton Reed | Fantasia, Ação | EUA | 2018 | 1h 58min | Legendado
Sinopse: Após ter ajudado o Capitão América na batalha contra o Homem de Ferro na Alemanha, Scott Lang (Paul Rudd) é condenado a dois anos de prisão domiciliar, por ter quebrado o Tratado de Sokovia. Diante desta situação, ele foi obrigado a se aposentar temporariamente do posto de super-herói. Restando apenas três dias para o término deste prazo, ele tem um estranho sonho com Janet Van Dyne (Michelle Pfeiffer), que desapareceu 30 anos atrás ao entrar no mundo quântico em um ato de heroísmo. Ao procurar o dr. Hank Pym (Michael Douglas) e sua filha Hope (Evangeline Lilly) em busca de explicações, Scott é rapidamente cooptado pela dupla para que possa ajudá-los em sua nova missão: construir um túnel quântico, com o objetivo de resgatar Janet de seu limbo.

14h [CINEMA] FÉRIAS NO SÃO LUIZ | VENON
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 14 anos
Direção: Ruben Fleischer | Fantasia, Ação | EUA | 2018 | 1h 52min | Dublado
Sinopse: San Francisco, Estados Unidos. Eddie Brock (Tom Hardy) é um jornalista investigativo, que tem um quadro próprio em uma emissora local. Um dia, ele é escalado para entrevistar Carlton Drake (Riz Ahmed), o criador da Fundação Vida, que tem investido bastante em missões espaciais de forma a encontrar possíveis usos medicinais para a humanidade. Após acessar um documento sigiloso enviado à sua namorada, a advogada Anne Weying (Michelle Williams), Brock descobre que Drake tem feito experimentos científicos em humanos. Ele resolve denunciar esta situação durante a entrevista, o que faz com que seja demitido. Seis meses depois, o ainda desempregado Brock é procurado pela dra. Dora Skirth (Jenny Slate) com uma denúncia: Drake estaria usando simbiontes alienígenas em testes com humanos, muitos deles mortos como cobaias.

16h30 [CINEMA] FÉRIAS NO SÃO LUIZ – HOMEM-FORMIGA E VESPA
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 12 anos
Direção: Peyton Reed | Fantasia, Ação | EUA | 2018 | 1h 58min | Dublado
Sinopse: Após ter ajudado o Capitão América na batalha contra o Homem de Ferro na Alemanha, Scott Lang (Paul Rudd) é condenado a dois anos de prisão domiciliar, por ter quebrado o Tratado de Sokovia. Diante desta situação, ele foi obrigado a se aposentar temporariamente do posto de super-herói. Restando apenas três dias para o término deste prazo, ele tem um estranho sonho com Janet Van Dyne (Michelle Pfeiffer), que desapareceu 30 anos atrás ao entrar no mundo quântico em um ato de heroísmo. Ao procurar o dr. Hank Pym (Michael Douglas) e sua filha Hope (Evangeline Lilly) em busca de explicações, Scott é rapidamente cooptado pela dupla para que possa ajudá-los em sua nova missão: construir um túnel quântico, com o objetivo de resgatar Janet de seu limbo.

19h [CINEMA] FÉRIAS NO SÃO LUIZ – DEADPOOL
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 16 anos
Direção: Tim Miller | Fantasia, Ação | EUA | 2016 | 1h 48min | Dublado
Sinopse: Ex-militar e mercenário, Wade Wilson (Ryan Reynolds) é diagnosticado com câncer em estado terminal, porém encontra uma possibilidade de cura em uma sinistra experiência científica. Recuperado, com poderes e um incomum senso de humor, ele torna-se Deadpool e busca vingança contra o homem que destruiu sua vida.

DIA 24/01 (QUINTA-FEIRA)

10h [CINEMA] FÉRIAS NO SÃO LUIZ | JURASSIC WORLD: REINO AMEAÇADO
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 12 anos
Direção: Juan Antonio Bayona | Ficção Científica, Ação | EUA | 2018 | 2h 08min | Dublado
Sinopse: Três anos após o fechamento do Jurassic Park, um vulcão prestes a entrar em erupção põe em risco a vida na ilha Nublar. No local não há mais qualquer presença humana, com os dinossauros vivendo livremente. Diante da situação, é preciso tomar uma decisão: deve-se retornar à ilha para salvar os animais ou abandoná-los para uma nova extinção? Decidida a resgatá-los, Claire (Bryce Dallas Howard) convoca Owen (Chris Pratt) a retornar à ilha com ela.

14h [CINEMA] FÉRIAS NO SÃO LUIZ | HOTEL TRANSILVÂNIA 3: FÉRIAS MONSTRUOSAS
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre
Direção: Genndy Tartakovsky | Animação | EUA | 2018 | 1h 37min | Dublado
Sinopse: Solitário e infeliz, buscando um novo amor na internet, Drácula é surpreendido com um presente da querida filha: férias em um cruzeiro. Inicialmente resistente à ideia, ele acaba engajado no passeio ao se encantar pela comandante, que, no entanto, esconde um segredo nada amigável.

16h30 [CINEMA] FÉRIAS NO SÃO LUIZ – OS INCRÍVEIS 2
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre
Direção: Brad Bird | Animação | EUA | 2018 | 1h 58min | Dublado
Sinopse: Quando Helena Pêra é chamada para voltar a lutar contra o crime como a super-heroína Mulher-Elástica, cabe ao seu marido, Roberto, a tarefa de cuidar das crianças, especialmente o bebê Zezé. O que ele não esperava era que o caçula da família também tivesse superpoderes, que surgem sem qualquer controle.

19h [CINEMA] FÉRIAS NO SÃO LUIZ – DEADPOOL 2
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 16 anos
Direção: David Leitch | Fantasia, Ação | EUA | 2018 | 2h | Dublado
Sinopse: Quando o super soldado Cable (Josh Brolin) chega em uma missão para assassinar o jovem mutante Russel (Julian Dennison), o mercenário Deadpool (Ryan Reynolds) precisa aprender o que é ser herói de verdade para salvá-lo. Para isso, ele recruta seu velho amigo Colossus e forma o novo grupo X-Force, sempre com o apoio do fiel escudeiro Dopinder (Karan Soni).

DIA 25/01 (SEXTA-FEIRA)

12H30 [CURTA A TRADIÇÃO, CURTA A CULTURA, CURTA O SÃO LUIZ] MESTRE ZÉ PIO
Entrada: gratuita | Classificação indicativa: Livre | Duração: 60 min | Acessibilidade em libras
Local: Hall de entrada (Foyer)
Release: José Francisco Rocha, o Mestre Zé Pio, Começou a brincar de boi aos três anos de idade. Mais tarde, tornou-se o índio do Boi Reis de Ouro. Criou o Boi Juventude, na Barra do Ceará, e desenvolve trabalho social com crianças, ensinando a cultura do bumba meu boi.

14h [CINEMA] FÉRIAS NO SÃO LUIZ – OS INCRÍVEIS 2
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre
Direção: Brad Bird | Animação | EUA | 2018 | 1h 58min | Dublado
Sinopse: Quando Helena Pêra é chamada para voltar a lutar contra o crime como a super-heroína Mulher-Elástica, cabe ao seu marido, Roberto, a tarefa de cuidar das crianças, especialmente o bebê Zezé. O que ele não esperava era que o caçula da família também tivesse superpoderes, que surgem sem qualquer controle.

16h30 [CINEMA] FÉRIAS NO SÃO LUIZ | HOTEL TRANSILVÂNIA 3: FÉRIAS MONSTRUOSAS
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre
Direção: Genndy Tartakovsky | Animação | EUA | 2018 | 1h 37min | Dublado
Sinopse: Solitário e infeliz, buscando um novo amor na internet, Drácula é surpreendido com um presente da querida filha: férias em um cruzeiro. Inicialmente resistente à ideia, ele acaba engajado no passeio ao se encantar pela comandante, que, no entanto, esconde um segredo nada amigável.

19h [CINEMA] FÉRIAS NO SÃO LUIZ – DEADPOOL 2
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 16 anos
Direção: David Leitch | Fantasia, Ação | EUA | 2018 | 2h | Legendado
Sinopse: Quando o super soldado Cable (Josh Brolin) chega em uma missão para assassinar o jovem mutante Russel (Julian Dennison), o mercenário Deadpool (Ryan Reynolds) precisa aprender o que é ser herói de verdade para salvá-lo. Para isso, ele recruta seu velho amigo Colossus e forma o novo grupo X-Force, sempre com o apoio do fiel escudeiro Dopinder (Karan Soni).

DIA 26/01 (SÁBADO)

10h [CINEMA] FÉRIAS NO SÃO LUIZ | JURASSIC WORLD: REINO AMEAÇADO
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 12 anos
Direção: Juan Antonio Bayona | Ficção Científica, Ação | EUA | 2018 | 2h 08min | Legendado
Sinopse: Três anos após o fechamento do Jurassic Park, um vulcão prestes a entrar em erupção põe em risco a vida na ilha Nublar. No local não há mais qualquer presença humana, com os dinossauros vivendo livremente. Diante da situação, é preciso tomar uma decisão: deve-se retornar à ilha para salvar os animais ou abandoná-los para uma nova extinção? Decidida a resgatá-los, Claire (Bryce Dallas Howard) convoca Owen (Chris Pratt) a retornar à ilha com ela.

14h [CINEMA] FÉRIAS NO SÃO LUIZ | HOTEL TRANSILVÂNIA 3: FÉRIAS MONSTRUOSAS
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre
Direção: Genndy Tartakovsky | Animação | EUA | 2018 | 1h 37min | Dublado
Sinopse: Solitário e infeliz, buscando um novo amor na internet, Drácula é surpreendido com um presente da querida filha: férias em um cruzeiro. Inicialmente resistente à ideia, ele acaba engajado no passeio ao se encantar pela comandante, que, no entanto, esconde um segredo nada amigável.

16h30 [CINEMA] FÉRIAS NO SÃO LUIZ – OS INCRÍVEIS 2
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre
Direção: Brad Bird | Animação | EUA | 2018 | 1h 58min | Dublado
Sinopse: Quando Helena Pêra é chamada para voltar a lutar contra o crime como a super-heroína Mulher-Elástica, cabe ao seu marido, Roberto, a tarefa de cuidar das crianças, especialmente o bebê Zezé. O que ele não esperava era que o caçula da família também tivesse superpoderes, que surgem sem qualquer controle.

19h [CINEMA] Conclusão do curso de Realização em Audiovisual da Vila das Artes
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre
Resumo: Alunos da quarta turma de Realização em Audiovisual da Vila das Artes apresentam, sábado (26/01) no Cineteatro São Luiz, filmes de conclusão do curso. Os curtas terão exibição gratuita, com sessões abertas ao público, a partir das 19h. A Vila das Artes é um equipamento cultural da Prefeitura de Fortaleza, administrado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor).

Na ocasião, serão exibidos os filmes “Janela do Alto” (Rodrigo Ferreira, 2019), “Papoulas” (Paolla Martins, 2019), “Montação” (Ariel Volkova, 2019) e “Paisagem na Garganta” (Mike Dutra/Gabi Trindade, 2019). Todos os filmes apresentam classificação livre e a duração total é de 76’30.

A quarta turma de Realização em Audiovisual da Vila das Artes contou com mais de 500 inscritos. Deste total, 40 alunos foram selecionados e concluíram o curso de dois anos de duração, durante os anos de 2016 a 2018.

DIA 27/01 (DOMINGO)

[SESSÃO SONORA] SELVAGENS À PROCURA DE LEI
Entrada: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia)
Release: Após a longa turnê de divulgação do disco Praieiro, os Selvagens à Procura de Lei voltaram a Fortaleza para filmar a apresentação no festival Maloca Dragão 2018. Com produção de Paul Ralphes, o show aberto ao público para mais de 20 mil pessoas, com palco erguido no Poço da Draga, mostra a energia da banda junto aos fãs, que cantam todas as músicas a plenos pulmões. O lançamento e a exibição do filme será no Cineteatro São Luiz na primeira edição do projeto Sessão Sonora de 2019, seguido de show acústico com os últimos lançamentos e os clássicos da banda.

16H [CINEMA] SELVAGENS À PROCURA DE LEI NA MALOCA DRAGÃO
Classificação indicativa: Livre | Duração: 90 min | Gênero: Documentário Musical

18H [SHOW] SELVAGENS À PROCURA DE LEI – ACÚSTICO
Entrada: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia) | Classificação indicativa: livre | Duração: 50 min
Local: Palco do Cineteatro

DIA 29/01 (TERÇA-FEIRA)

18H30 [TERÇA DE GRAÇA] ENFIM, SÓS!, COM CIA DE TEATRO LUA
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 12 anos | Duração: 90 min
Local: Palco do Cineteatro
Release: Generosa e Imaculada são irmãs devotadas à família e aos valores de sua classe social, a alta burguesia. Suas rotinas, no entanto, serão abaladas por uma série de assassinatos que colocarão em xeque suas crenças e revelarão estranhos comportamentos. Segredos virão à tona e mistérios serão desvendados. Diante de tamanho caos, conseguirão as irmãs conservar o mundo aparente que tanto prezam?

DIA 30/01 (QUARTA-FEIRA)

19H [MÚSICA] ORQUESTRA POPULAR DO NORDESTE APRESENTA “O CANTO DA JANDAIA”
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre | Duração: 90 min
Local: Palco do Cineteatro São Luiz
Release: Aqui canta o nosso pássaro, jandaia-sol, cacaué, nandaia, nhandaia, queci-queci, quijuba. Pifes, rabecas, comidas, cachaças, violinos, batucadas, bandolins, baixarias, pianos, rendeiras, menina praieira, viola, violão, Alberto Nepomuceno, Macaúba, Zé Menezes, Tô só dizendo Sardinha também, Macaxeira Chips e baião Nesse banquete onde correm as águas do Jaguaribe, Poti, Cocó, compositores mergulham nos arranjos desse mapa, minha terra quente, olha o berro! Esse é o nosso concerto, nosso canto do Ceará!

DIA 31/01 (QUINTA-FEIRA)

19H [DENTRO DO SOM] CRISTIANO PINHO
Entrada: R$ 20,00 (inteira) / R$ 10,00 (meia) | Classificação indicativa: Livre | Duração: 70 min
Local: Sobre o palco do Cineteatro São Luiz – limitado a 70 lugares
Release: Cristiano Pinho, um dos mais aclamados instrumentistas do Ceará, guitarrista, violonista, rabequeiro, compositor, arranjador e produtor musical, faz show dentro do projeto “Dentro do Som” no Cineteatro São Luiz. A apresentação será o encerramento da Oficina de Guitarra e Improvisação, ministrada por ele, de 21 a 29 de janeiro, no Porto Iracema das Artes, e contará com a participação dos alunos.

// INFORMES IMPORTANTES //

REGULAMENTAÇÃO PARA ENTRADA DE MENORES NO CINETEATRO SÃO LUIZ (PORTARIA N.º 7/2.017 – Poder Judiciário – Comarca de Fortaleza – Coordenação da Infância e Juventude)

● Para eventos com classificação indicativa “livre”, o ingresso ou permanência de criança somente deverá ser permitido, na hipótese de encontrar-se acompanhada de adulto, independente da comprovação de parentesco. Nesse caso, será exigido documento de identificação exclusivamente do acompanhante adulto.

● A entrada ou permanência de adolescentes deverá obedecer a faixa etária de indicação, dispensada a presença de acompanhantes adultos.

● Na hipótese de filmes com classificação indicativa acima da idade da criança ou do adolescente, o ingresso e permanência somente deverá ser permitido, caso haja a presença dos pais ou responsáveis legais, ou, ainda, mediante autorização destes. Os pais devem preencher, assinar e entregar a autorização no cinema que deverão reter e arquivar o documento. O Cineteatro São Luiz disponibiliza os documentos de autorização para impressão na bilheteria.

● Considera-se criança a pessoa com até 12 (doze) anos de idade incompletos, e adolescente aquela entre 12 (doze) e 18 (dezoito) anos de idade, nos termos da Lei 8.069/90.

 

SOBRE A VENDA DE INGRESSOS

Pontos de venda sem taxas de conveniência:
Cineteatro São Luiz Fortaleza.
Endereço: Rua Major Facundo, 500. Centro – Fortaleza – CE
Venda com taxa de conveniência: Site www.tudus.com.br
Horário de funcionamento da bilheteria do Cineteatro São Luiz:
Terças a sábados: 10h às 18h30
Domingos: No mínimo 1h antes de cada evento até o início da última atividade. Horário sujeito a alterações, de acordo com a programação.
Telefones para contato: 3252-4138 (em horário comercial).

 

Regras para meia-entrada e descontos:
Meia-entrada: Estudantes, idosos (pessoas com mais de 60 anos), pessoas com deficiência e seu acompanhante, professores da Rede Pública de Ensino de Fortaleza, jovens pertencentes a famílias de baixa renda com idade entre 15 e 29 anos e doadores regulares de sangue. Em todos os casos é necessária a apresentação do(s) documento(s) comprobatório(s) e do documento de identificação com foto.

Caso o benefício não seja comprovado, o portador deverá complementar o valor do ingresso adquirido para o valor do ingresso integral, caso contrário, o acesso ao Cineteatro não poderá ser autorizado.

Para compras na internet, a comprovação obrigatória se dará na retirada do respectivo ingresso na bilheteria do Cineteatro (a troca deve ser efetuada com antecedência, preferencialmente) ou na apresentação do ticket virtual na entrada do Cineteatro.

Descontos promocionais, somente na bilheteria do teatro

Mostra Retroexpectativa 2018/2019 se inicia nesta quinta-feira (17), no Cinema do Dragão

 
Nesta quinta-feira (17), tem início a Mostra Retroexpectativa 2018/2019, realizada pelo Cinema do Dragão, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Abre oficialmente a mostra a cópia remasterizada em 4K de Central do Brasil, em comemoração aos vinte anos do filme. A exibição será gratuita, às 20h, nas duas salas do cinema. Ao longo da mostra, serão realizados ainda cinco debates com cineastas brasileiros. O primeiro deles é com o diretor e roteirista cearense Petrus Cariry, apresentando o premiado “O Barco”, neste sábado (19), às 19h30, com ingressos a R$ 14,00 (inteira) e R$ 7,00 (meia).
De 17 a 30 de janeiro, a Mostra Retroexpectativa 2018/2019 apresenta ao público 74 longas-metragens divididos nas faixas retrospectiva, que reúne os filmes de maior sucesso do ano que passou; expectativa, que adianta os lançamentos do primeiro semestre deste ano; e, por fim, a faixa clássicos, com cópias remasterizadas do cinema mundial. Além dos filmes e debates, a programação oferece também, em parceria com a Escola Porto Iracema das Artes, a masterclass “Distribuição e Exibição do Cinema Brasileiro Independente”, no dia 29 de janeiro, com o programador mineiro Daniel Queiroz; e o Ateliê de Crítica Cinematográfica, que teve início na segunda-feira (14), com o curador do Cinema do Dragão, Pedro Azevedo.

Cada faixa, uma seleção de peso
Segundo Pedro Azevedo, a faixa retrospectiva apresenta os filmes que fizeram boa carreira nas salas do Dragão, como Uma Noite de 12 anos e Me Chame Pelo Seu Nome – que são os de maior bilheteria do ano de 2018 -, mas também filmes inéditos do circuito independente de arte que não tiveram espaço de estreia em Fortaleza como: Minha filha, Meu Anjo, O terceiro assassinato, Rota Selvagem, Museu, Lámen Shop e 1945.
Com 17 filmes na lista, a faixa expectativa traz diversidade com produções de diferentes nacionalidades e que circularam por grandes festivais internacionais, como os de Berlim, Veneza e Cannes. “Mais especial ainda para nós é exibir filmes brasileiros inéditos no circuito comercial e que fizeram excelente carreira em festivais nacionais e internacionais. Serão chances únicas de assistir a filmes como Sol Alegria, Clube dos Canibais, Los Silencios, Lembro Mais dos Corvos, Os Jovens Baumann e O Barco”, destaca Pedro.
Parte do DNA da programação do Cinema do Dragão, os clássicos têm lugar garantido em todas as edições da Mostra Retroexpectativa. Neste ano, o destaque é para a cópia remasterizada em 4K de Central do Brasil, em comemoração aos vinte anos do filme. Será o único da mostra com exibição gratuita, realizada em parceria com a Vídeo Filmes. Além do clássico brasileiro, são destaques ainda dessa faixa os títulos Juventude Transviada e O Iluminado, trazidos em cópias 4K negociadas diretamente com distribuidoras de fora do Brasil.

Discutir cinema
Além da exibição dos filmes, a Mostra Retroexpectativa caracteriza-se por trazer no bojo ações de formação em cinema. Nesta edição, a programação terá cinco debates com os seguintes realizadores brasileiros: Petrus Cariry (filme O BARCO), Beatriz Seigner (filme LOS SILENCIOS), Tavinho Teixeira (filme SOL ALEGRIA), Guto Parente (filme CLUBE DOS CANIBAIS) e Gustavo Vinagre (filme LEMBRO MAIS DOS CORVOS).
Será realizada ainda, em parceria com a Escola Porto Iracema das Artes, a masterclass “Distribuição e Exibição do Cinema Brasileiro Independente”, no dia 29 de janeiro, com o programador mineiro Daniel Queiroz, que é um dos coordenadores da Semana de Cinema. Outra novidade da mostra é o Ateliê de Crítica Cinematográfica, com o curador do Cinema do Dragão, Pedro Azevedo. A formação será realizada de 14 a 18 de janeiro, no Porto Iracema. As inscrições já estão encerradas.

NÚMEROS DA MOSTRA
74 longas-metragens

Sendo 17 na faixa de expectativa, 52 na faixa de retrospectiva e 5 na faixa de clássicos

5 debates

1 masterclass

1 ateliê de crítica cinematográfica

LISTA DE FILMES
// Retrospectiva

The Square

O dia depois

A câmera de Claire

Em chamas

120 Batimentos por minuto

Deixe a luz do sol entrar

O terceiro assassinato

As boas maneiras

Cachorros

Lámen Shop

A Fábrica de nada

Minha Filha

Meu anjo

A prece

Verão

Assunto de família

Zama

O Processo

Benzinho

Uma noite de 12 anos

Tinta Bruta

Diamantino

Me chame pelo seu nome

Desobediência

The Post – Guerra Secreta

Trama Fantasma

Jurassic World – Reino Ameaçado

Halloween

Infiltrado na Klan

Western

Antes que tudo desapareça

O Parque

Tesnota

Asako I & II

1945

Você nunca esteve realmente aqui

Custódia

Museu

O futuro adiante

O amante duplo

O animal cordial

A casa que Jack construiu

O Sacrifício do Cervo Sagrado

Projeto Florida

Hereditário

A pé ele não vai longe

A Rota Selvagem

Visages, Villages

À sombra de duas mulheres

Amante por um dia

Arábia

A misteriosa morte de Pérola

// Expectativa

Raiva

Amor até as cinzas

Amanda

3 Faces

Eu não sou uma bruxa

Imagem e Palavra

Temporada

Los Silencios

Vermelho Sol

Lembro mais dos corvos

Os Jovens Baumann

Estação do Diabo

Guerra Fria

Os Sonâmbulos

O Barco

Sol Alegria

Clube dos Canibais
// Clássicos

Central do Brasil

Persona

Juventude Transviada

O Iluminado

Acossado

SOBRE A FORMAÇÃO
// Ateliê de Crítica Cinematográfica

Facilitador: Pedro Azevedo
A proposta do ateliê consiste em trabalhar noções teóricas e práticas da crítica cinematográfica, construindo um local de experimentação onde os participantes possam escrever textos sobre os filmes exibidos durante a mostra Retroexpectativa 2018/2019. Entre os temas abordados, pretende-se estudar os meios enunciadores da crítica cinematográfica e de que forma o espaço de veiculação altera a estrutura do texto crítico. Também serão trabalhados métodos e técnicas de análise fílmica, estudo de textos e trechos de filmes, e a compreensão da crítica de cinema enquanto instrumento de reflexão, abrindo diálogos entre os elementos internos e externos de um filme.

As críticas produzidas no ateliê serão co-editadas pelo facilitador e publicadas no Blog do Dragão. Além das aulas, os participantes serão agraciados com credenciais de livre acesso ao Cinema do Dragão durante todo o período da mostra.
Período: 14 a 18 de janeiro, das 10h às 13h
Carga horária: 15h

Local: Porto Iracema da Artes (Rua Dragão do Mar, nº 60 – Praia de Iracema)

Vagas: 10
Inscrições: de 8 a 11/01/2019 (até as 12h), no site http://www.portoiracemadasartes.org.br/
*O resultado será divulgado nesta sexta-feira (11), a partir das 18h.
Mini-bio do facilitador

Mestrando em Estudos de Arte pela Universidade do Porto, com especialização em curadoria, museologia e crítica de arte, Pedro Azevedo é bacharel em Cinema e Audiovisual pela Universidade de Fortaleza e atua como curador do Cinema do Dragão desde 2013, onde já programou diversas mostras e festivais como a tradicional Retroexpectativa, Fotofestival Solar e o FAROL (Festival Internacional de Cinema de Fortaleza). Enquanto crítico, já colaborou com o Jornal O Povo nas coberturas dos festivais de Berlim e de Cannes, além de ser membro da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine), por onde já integrou júris em diversos festivais nacionais e foi autor no livro Documentário brasileiro: 100 filmes essenciais. Também ministrou oficinas de crítica e curadoria para o Curso de Cinema Audiovisual da Unifor e foi co-idealizador do TVCine Dragão, programa de debates exibido pela TV Ceará entre 2015 e 2017.

// Masterclass Distribuição e Exibição do Cinema Brasileiro Independente

Facilitador: Daniel Queiroz
A masterclass abordará as diversas possibilidades de circulação da produção autoral e independente, realizada no Brasil, em curta, média e longa-metragem. Além de apresentar e avaliar o desenvolvimento histórico e como o mercado de distribuição e exibição de filmes está estabelecido no país, ela irá também propor a reflexão sobre novas possibilidades e caminhos, numa área que se encontra em grande transformação. Ela pretende ser útil para produtores e realizadores que planejam a carreira de suas obras e para curadores e programadores interessados no desenvolvimento de projetos de difusão de filmes, abarcando tanto o circuito de mostras e festivais (brasileiros e internacionais), quanto as janelas: cinema, tv e internet/ VOD (video on demand).
Quando: dia 29 de janeiro de 2019

Horário: das 14h às 18h

Local: Auditório da Porto Iracema das Artes (Rua Dragão do Mar, nº 60 – Praia de Iracema)

Vagas: 50 (por ordem de chegada)
Mini-bio do facilitador

Daniel Queiroz nasceu em Belo Horizonte e começou a trabalhar com programação de cinema no CEC – Centro de Estudos Cinematográficos, na década de 1990. Foi Diretor de Audiovisual da Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais, programador do Cine Humberto Mauro, do Cine 104 e Diretor Artístico do Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte. Atualmente, é um dos coordenadores da Semana de Cinema, festival do qual participa como programador desde 2013. Em 2018, passou também a atuar também na área de distribuição, com a Embaúba Filmes, que tem em seu catálogo filmes como Arábia, Inferninho, Inaudito, Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos e Os Sonâmbulos (www.embaubafilmes.com.br)

 
Serviço:
Mostra Retroexpectativa 2018/2019

Data: de 17 a 30 de janeiro de 2019

Local: Cinema do Dragão, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (Rua Dragão do Mar, 81 – Praia de Iracema)

Ingressos: R$ 14,00 (inteira) e R$ 7,00 (meia). Às terças-feiras, o valor do ingresso é promocional, R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia).

VI Gincana Ceará Cultural anima férias de São Gonçalo do Amarante com homenagem ao universo do Samba e aos Desenhos Animados

 

 

O município de São Gonçalo do Amarante, localizado na Região Metropolitana de Fortaleza, recebe mais uma vez a Gincana Ceará Cultural.O evento, que acontece entre os dias 25 e 27 de janeiro de 2019, será realizado na praça da matriz, na unidade do Sesc e nos distritos da cidade. Em sua sexta edição, a iniciativa consiste numa competição que reúne cultura, lazer e cidadania, bem como apresentações artísticas (dança, teatro e performances) para animar o final das férias no município. As inscrições para a Gincana são gratuitas e livres para todos os públicos.

Com uma programação diversificada, este ano a Gincana conta com algumas novidades. A tarefa do tradicional Baile Cultural, que mescla dança, música e teatro, traz o tema “Samba – 102 anos de história”. Para este desafio, as equipes deverão apresentar um musical contando a história do samba com no máximo de 25 minutos, incluindo montagem e desmontagem de cenário, ter no mínimo 12 integrantes, incluindo a rainha da equipe. Cada equipe deverá apresentar no mínimo três subgêneros do samba. Para a escolha do melhor musical serão avaliados: criatividade, figurino, fidelidade ao tema, harmonia e organização.

No sábado pela manhã a cidade amanhece em festa com o tão esperado Cortejo Animado, que este ano traz como tema “Desenhos Animados e Animações”. Para o cumprimento desta tarefa, as equipes precisam elaborar um desfile temático, trazendo para a avenida alegorias com enredos diversificados. Cada equipe deve ter no mínimo 43 integrantes e terá o tempo máximo de 30 minutos para realizar seu percurso. O trajeto do desfile se dará na Rua Coronel Neco Martins.

A outra novidade é a tarefa do Programa Ecoenel. Esta prova está dividida em dois momentos: no primeiro deve ser feito um trabalho de conscientização sobre sustentabilidade e reciclagem, além de apresentação do Programa Ecoenel em São Gonçalo do Amarante – CE e/ou seus distritos. A prova deve ser comprovada por vídeo e fotos em 20 residências diferentes em que as equipes estarão conscientizando à população e recolhendo os resíduos recicláveis; no segundo momento, as equipes devem coletar, no mínimo, 150 kg de resíduos recicláveis e entregá-los separados por tipo (papel, plástico, metal e vidro).

Além das tarefas mencionadas, será realizada uma maratona de 24 horas de tarefas/provas envolvendo arte, cultura, patrimônio, história local e geral, música, literatura, artesanato e audiovisual. A ideia é gerar conhecimento de forma lúdica e movimentar a cidade estimulando também valores de cooperação, solidariedade, consciência social e ambiental, trabalho em equipe e responsabilidade cultural. O encerramento do evento ocorre no domingo e conta com a apresentação da Cia Cordapes, shows de bandas locais e com o resultado da campeã da VI Gincana.

Repetindo o sucesso do ano passado, o evento deve reunir diretamente cerca de 700 participantes (crianças e jovens de escolas públicas), além de educadores, grupos artísticos locais e organizações não governamentais (ONGs) e um público espectador de 4.000 pessoas.

A Gincana oferece R$ 5.000,00 como premiação total aos vencedores, sendo R$ 3.000,00 (primeiro colocado); R$ 1.000,00 (segundo colocado); R$ 500,00 (terceiro colocado); R$ 300,00 (quarto colocado) e R$ 200,00 (quinto colocado).

A VI Gincana Ceará Cultural é uma realização da Associação CORDAPES, MABQ Entretenimento e WM Cultural. O projeto conta com a parceria da ENEL Geração Fortaleza, do Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria de Cultura e com o apoio da Prefeitura de São Gonçalo do Amarante.


 

Site: http://gincanace.com.br

Facebook: Gincana Ceará Cultural

Crédito das Fotos: Divulgação Gincana.

Sugestões de Entrevista: Wiliam Mendonça (direção geral), Monica Lima (coordenação geral) ou Álvaro Quadros (direção de produção).

 

Serviço:

VI Gincana Ceará Cultural

Local: São Gonçalo do Amarante-CE

Endereço: Praça da Matriz.

Datas e horários: 25 a 27 de janeiro de 2019; sexta-feira, às 19h, sábado a partir das 08h30min e domingo, às 19h Show Artístico e resultado da Gincana.

Classificação indicativa: Livre.

Outras informações: 85- 99618-6417 | 987150152.

 

Fortaleza sedia a 8ª Edição do Festival Cearense de Hip Hop

 

 

O Festival Cearense de Hip Hop (FCH2), considerado o maior evento do Gênero do Norte e Nordeste, chega a sua oitava edição de 21 a 23 de dezembro, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, em Fortaleza.

Ao todo, serão três dias de ocupação dos espaços em um grande evento gratuito ao público. Além de espetáculos, mostras, e a presença de ícones da dança no Brasil, como Frank Ejara, Juliana Kis, Fran Manson, entre outros, o evento traz a Fortaleza “batalhas”, que são competições de danças em diversos estilos entre os participantes, apresentação de Bboy e Bgirl, competições de grupos solos e duos nas modalidades Hip Hop Freestyle, entre muitas outras atrações.

A atmosfera contagiante das apresentações do FCH2 evidencia o evento como um dos mais importantes do país, ao contar, principalmente, com a participação maciça de públicos do Norte e Nordeste, sendo importante janela seletiva para competições em nível nacional, como a Seletiva Nordeste para o 18º FIH2 – FESTIVAL INTERNACIONAL DE HIP HOP.

Com programação extensa para todos os gostos, o evento promove experiência com a cultura urbana referenciada na dança, comportamento e música, como elementos caracterizadores do estilo.

A finalidade é atuar como agente catalisador da cultura, um dos vetores da democracia para o desenvolvimento da qualidade de vida a partir da inovação, criatividade, conhecimento, valores e experiências geradas e multiplicadas ao longo do ano ao público jovem formador de opinião que frequenta o evento.

A programação completa está disponível no site www.fch2.com.br. No portal, também podem ser consultadas, além das apresentações de grupos locais, nacionais e internacionais, atividades como workshops para os inscritos, e intervenções urbanas, entre outros, para o público em geral.

 

 

FCH2

A cada edição, o FCH2 traz renomados artistas internacionais e nacionais das Danças Urbanas para participarem de diversas atrações, além de troca de informações e vivências com dançarinos de todo o Brasil.

O evento é realizado pelo Instituto de Dança, Arte, Cultura e Educação (IDANCE) e conta com o apoio institucional da ENEL e do Governo do Estado por meio da Secretaria da Cultura do Ceará.

 

 

Serviço:

Festival Cearense de Hip Hop (FCH2)

Data: de 21 a 23 de dezembro

Local: Dragão do Mar de Arte e Cultura – Fortaleza

Redes sociais:

Facebook.com/festivalcearensehiphop

Secult divulga resultado do Selo de Responsabilidade Cultural 2018

 

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) divulga nesta quinta-feira, 6/12, o resultado final da convocatória do Selo de Responsabilidade Cultural 2018, destinado ao reconhecimento de pessoas jurídicas de direito público e privado, com e sem fins lucrativos, que comprovadamente implementam ou incentivam programas, projetos e ações voltados para o desenvolvimento cultural do Estado do Ceará. O resultado pode ser acessado no site de editais da Secult: http://editais.cultura.ce.gov.br/.

“O Selo de Responsabilidade Cultural é garantido por uma lei de 2006. Ele reconhece empresas e instituições culturais que apoiam, realizam e promovem a cultura no Ceará, seja diretamente ou por meio de leis de incentivo, como a Lei Rouanet e a Lei do Mecenato Estadual. Nós retomamos esse Selo numa estratégia de fortalecimento do Sistema Estadual de Cultura, com relação ao Fundo Estadual de Cultura, ao Mecenato, para que possa qualificar e estimular as empresas e instituições da sociedade civil a ampliar e qualificar suas ações de responsabilidade cultural”, destaca o secretário da Cultura do Estado do Ceará, Fabiano dos Santos Piúba.

A ação tem também por objetivo incentivar práticas de responsabilidade cultural em empresas e organizações com operações no Ceará, além de incentivar as instituições públicas e privadas a projetos culturais por meio do Fundo Estadual de Cultura, o Mecenato Estadual e outras fontes de financiamento, contribuindo com o alcance das metas do Plano Estadual de Cultura e reconhecendo políticas públicas culturais exitosas implementadas por prefeituras municipais do Ceará.

 

Empresas que recebem o Selo:

Confira por categoria as empresas e instituições que irão receber o Selo de Responsabilidade Cultural 2018.

Modalidade Diamante: Servis Segurança; Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer de Sobral, Prefeitura Municipal de Assaré e M. Dias Branco

Modalidade Ouro: Cegás; Condomínio Shopping Benfica; Fundação Beto Studart; Instituto Beatriz e Lauro Fiúza;

Boas Práticas: Arcos – Associação Arte e Acordes; Associação Filhos e Amigos de Icó, Associação Shalom; Instituto Katiana Pena; Prefeitura Municipal de Palhano; FIEC – Federação das Industrias do Estado do Ceará.

 

Entrega do Selo será no TJA

A solenidade de outorga do Selo de Responsabilidade Cultural acontecerá no dia 17 de dezembro, às 19h, no Theatro José de Alencar, e contará com a apresentação da Camerata da Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual do Ceará (OSUECE).

 

Mais sobre o Selo de Responsabilidade Cultural

O Selo de Responsabilidade Cultura surge para fortalecer o Sistema Estadual da Cultura, instituído pela Lei Nº 13.811/2006. A entrega do Selo em 2018 alinha-se às diretrizes, objetivos e metas do Plano Estadual da Cultura, instituído Lei 16.026/2016.

Para participar do processo de convocatória do Selo de Responsabilidade Cultural 2018, as instituições se candidataram ao selo nas categorias Empresarial, Institucional e Governamental. Somente pessoas jurídicas que tenham programas, projetos ou ações de promoção ou apoio a cultura desenvolvidos no Estado do Ceará puderam participar.

EXPOSIÇÃO (RE)CONHECENDO A AMAZÔNIA NEGRA, DE MARCELA BONFIM, SEGUE ATÉ 23/12, NA CAIXA CULTURAL FORTALEZA

“Geração Maloney”, foto de Marcela Bonfim (2016)

 

A exposição (RE)Conhecendo a Amazônia Negra, da fotógrafa Marcela Bonfim, segue em cartaz até o dia 23 de dezembro, na CAIXA Cultural Fortaleza. A mostra traz 55 fotografias que ilustram as mais diversas identidades e culturas presentes entre os povos negros da Amazônia e a importância social das religiões de matriz africana na construção do Brasil.

As obras trazem de maneira sensível e original as mais diversas expressões dos grupos que residem na região Norte do País, dentre eles remanescentes quilombolas, afroindígenas, barbadianos e haitianos. Todos carregam em seus traços as heranças socioculturais de uma parcela importante da população brasileira que ainda não é reconhecida historicamente.

As fotos foram produzidas a partir de 2013, durante visitas feitas por Marcela Bonfim a comunidades quilombolas, tradicionais, indígenas e urbanas, além de terreiros e festejos religiosos na região do Vale do Guaporé (RO), em um processo que coincidiu com o próprio reconhecimento da fotógrafa enquanto mulher negra. Segundo Marcela, “Mais que fotografia, o aspecto fundamental da proposta é a crítica ao percurso da história oficial sobre a negritude brasileira. Apesar do importante papel que os negros desempenharam e ainda desempenham para o desenvolvimento econômico, cultural e social do País, há mais de 500 anos, ainda padecem com as ambiguidades e injustiças causadas inicialmente pela seletividade das informações contidas nos livros de história e demais registros de memória, o que é um projeto de degradação e inferiorização destas populações, dos seus costumes e cultura”, aponta.

 

Expressões de fé

A exposição propõe um verdadeiro mergulho na cultura e subjetividade dos povos negros da Amazônia, trazendo histórias de vida e também de expressões religiosas de matriz africana. Logo na entrada, o visitante irá encontrar um altar trazendo alguns dos objetos de variadas religiões, encaminhando-o à primeira parte da mostra.

As imagens seguintes revelam variadas expressões de fé impressas nos detalhes de mãos, pés e semblantes de um povo que mantém fortemente suas tradições e festas religiosas. Elementos como espadas-de-são-jorge e sal grosso também irão compor a expografia, no intuito de apresentar ao público um pouco dos costumes presentes no cotidiano dos povos fotografados.

 

Incentivo à cultura:

A CAIXA investiu mais de R$ 385 milhões em cultura nos últimos cinco anos. Em 2018, nas unidades da CAIXA Cultural em Brasília, Curitiba, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, está prevista a realização de 244 projetos de Artes Visuais, Cinema, Dança, Música, Teatro e Vivências.

A CAIXA Cultural Fortaleza oferece, desde 2012, uma programação diversificada, com opções gratuitas ou a preços populares, estimulando a inclusão e a cidadania.

O espaço, situado em um prédio histórico na Praia de Iracema, conta com um cine-teatro com 181 lugares, três amplas galerias de arte, sala de ensaios, salas para oficinas de arte-educação, foyer, café cultural e livraria, além de um agradável jardim e espaços para convivência e realização de eventos.

 

Serviço:

Exposição (Re)Conhecendo a Amazônia Negra

Local: CAIXA Cultural Fortaleza

Endereço: Av. Pessoa Anta, 287 – Praia de Iracema

Data: até 23 de dezembro de 2018

Horário: terça-feira a sábado, das 10h às 20h | domingo, das 12h às 19h

Classificação indicativa: Livre

Entrada gratuita

Paraciclo disponível no pátio interno
Patrocínio: Caixa Econômica Federal

Informações gerais | Bilheteria CAIXA Cultural Fortaleza:

(85) 3453-2770