Browsing Tag

Cineteatro São Luiz

Cineteatro São Luiz celebra a obra de Charles Chaplin em Dezembro

 

 

“Não há, em cinema, nada tão importante como o conjunto da obra de Charles Chaplin. Alguns bons espíritos do tempo presente costumam ir mais longe e não hesitam em colocar Chaplin entre os primeiros criadores do século. E já houve um sábio e tranquilo pensador, Hoosaerts, que situou o cineasta na constelação dos Einstein, Freud e Lênin. Confesso que nunca percebi o sentido dessa equiparação mas o sintoma é claro. Não é por acaso que já se tornou um lugar-comum a associação entre Chaplin e Molière. Eu me perco um pouco nesses mecanismos de apreciação através da enumeração de nomes prestigiosos. No contexto do próprio cinema, porém, a singularidade do fenômeno chaplininano possui uma evidência concreta e indiscutível.” Essas considerações acerca da importância de Charles Chaplin são de Paulo Emílio Sales Gomes (1916 – 1977), crítico de cinema, historiador, ensaísta professor e militante do cinema brasileiro, personalidade central na fundação da Cinemateca Brasileira, na criação do Festival de Brasília e dos cursos de cinema e audiovisual da Universidade de Brasília (UNB) e da Universidade de São Paulo (USP).

Paulo Emílio contínua; “Na paz, a anexação, popular e cultural, de Chaplin foi universal. Chaplin foi alimento e lição para os russos da Fábrica de Atores Excêntricos e para os jovens Eisenstein e Pudóvkin; para Dellu e Balzac, os primeiros teóricos de cinema em língua francesa e alemã; para os dadaístas, os surrealistas, os expressionistas; para Picasso, Braque, Léger e todos os que não puderam deixar de pintar Carlitos; para os japoneses, perplexos de receber do Ocidente algo que lhes era tão incrivelmente próximo”.

É sobre esse gênio do cinema, Sir Charles Spencer Chaplin, que além de ator era também diretor, produtor, empresário, escritor, comediante, dançarino, roteirista e músico, que o Cineteatro São Luiz realiza, no período de 13 a 16 de dezembro, a Mostra Perfil de Cinema – Charles Chaplin, última atividade de Cinema do Cineteatro São Luiz em 2017.

Composta por 8 filmes, a mostra percorre um período de 50 anos da prolífica trajetória artística de Charles Chaplin, conforme ressalta Duarte Dias, Programador e Curador do Cinema do Cineteatro São Luiz: “Nossa disposição na curadoria desses filmes foi enfatizar essa pluralidade de talentos de Charles Chaplin ao tempo em que celebramos a perenidade e atualidade de sua obra, além de sua incrível capacidade de superação e adaptação enquanto artista e cidadão, dada sua transição exitosa do cinema mudo para o cinema sonoro, isso em meio a todas as perseguições, inclusive de ordem política, que ele teve que enfrentar ao longo de sua vida”.

Falecido na noite de Natal de 1977, aos 88 anos de idade, Charles Chaplin permanece presente no imaginário das gerações mais novas, influenciando, de maneiras distintas, o mundo da arte e da cultura contemporânea. “Artistas da envergadura de Charles Chaplin não costumam morrer, sendo antes ressignificados naquilo que tem de essencial, que é a sua obra. Nesse aspecto, a mostra, para além da alusão aos 40 anos do desaparecimento do eterno Carlitos, celebra sua graça e vigor criativo diante das vicissitudes da vida, características presentes em todas as suas produções, mesmo as menos otimistas”, considera Duarte Dias.

Fosse atuando somente atrás das câmeras – como em “A Condessa de Hong Kong”, onde foi apenas diretor – ou diante delas, Charles Chaplin sempre manteve acesa a chama do seu entusiasmo com a sétima arte, inclusive na maturidade, como é possível observar em “Luzes da Ribalta”, cujo tema musical, composto por ele, constitui-se como um dos clássicos da música popular universal.

É esse artista talentoso, múltiplo e inesquecível que o público está convidado a rever no Cineteatro São Luiz.

 

Confira a programação:

Dia 13/12 (quarta-feira)

14h | A CONDESSA DE HONG KONG

Entrada: Gratuita | Classificação Indicativa: Livre

Direção: Charles Chaplin | Comédia | EUA | 1967 | Legendado | 1h47

Sinopse: A Revolução Russa fez com que vários integrantes da nobreza local fugissem para a China e Hong Kong, que na época era um protetorado inglês. Lá cresceram suas filhas que, apesar de terem títulos nobiliárquicos, precisaram se prostituir para sobreviver. Uma destas mulheres é Natascha (Sophia Loren), condessa de pai russo, que é apresentada ao empresário Ogden Mears (Marlon Brando) quando o navio dele aporta em Hong Kong. Ogden e Harvey (Sydney Chaplin), seu amigo, saem com Natascha e outras mulheres na mesma situação, acreditando que apenas as verão naquele dia. Porém, quando o navio deixa Hong Kong, Ogden encontra Natascha escondida no guarda-roupas de sua cabine. Ela deseja ir para os Estados Unidos, onde poderá recomeçar sua vida, mas para tanto precisa da ajuda de Ogden para não ser descoberta como clandestina. Inicialmente reticente, aos poucos Ogden aceita a idéia de ajudá-la.

16H20 | LUZES DA RIBALTA

Entrada: Gratuita | Classificação Indicativa: Livre

Direção: Charles Chaplin | Comédia | EUA | 1952 | Legendado | 2h18

Sinopse: Londres, 1914. Calvero (Charles Chaplin) é um velho comediante, que no passado fizera sucesso no vaudeville e music hall. Calvero foi esquecido e isto o deixou muito próximo de se tornar alcoólatra. Porém tudo muda quando, numa tarde, ao voltar para pensão onde vive, sente um estranho cheiro e constata que é gás, vindo de um dos quartos. Ele arromba a porta e acha inconsciente uma jovem, Thereza Ambrose (Claire Bloom). Calvero chama um médico e ambos a carregam para o seu apartamento, que fica dois andares acima. Quando ela desperta, Calvero lhe pergunta por qual razão quis cometer suicídio. Theresa lhe explica que sempre sonhou ser uma grande bailarina, mas agora suas pernas estão paralisadas. Calvero promete fazer tudo para ajudá-la, mas o que ele não imagina é que, em pouco tempo, Theresa fará tudo para ajudá-lo.

19H | MONSIEUR VERDOUX

Entrada: Gratuita | Classificação Indicativa: Livre

Direção: Charles Chaplin | Comédia | EUA | 1947 | Legendado | 2h04

Sinopse: Monsieur Verdoux (Charles Chaplin) é um assassino em série golpista. Ele casa com senhoras ricas e logo depois as mata para ficar com toda a herança. Esse dinheiro ele usa para sustentar sua verdadeira família, que se encontra em dificuldades financeiras desde que Verdoux se deu mal nos negócios.

Dia 14/12 (quinta-feira)

14H | LUZES DA CIDADE

Entrada: Gratuita | Classificação Indicativa: Livre.

Direção: Charles Chaplin. | Comédia | EUA l 1931 | Legendado |1h26

Sinopse: Um vagabundo (Charles Chaplin) impede um homem rico (Harry Myers), que está bêbado, de se matar. Grato, ele o convida até sua casa e se torna seu amigo. Só que ele esquece completamente o que aconteceu quando está sóbrio, o que faz com que o vagabundo seja tratado de forma bem diferente. Paralelamente, o vagabundo se interessa por uma florista cega (Virginia Cherrill), a quem tenta ajudar a pagar o aluguel atrasado e a restaurar a visão. Só que ela pensa que seu benfeitor é, na verdade, um milionário.

16h | EM BUSCA DO OURO

Entrada: Gratuita | Classificação Indicativa: Livre

Direção: Charles Chaplin | Comédia | EUA | 1925. | Legendado | 1h36.

Sinopse: No Alasca, Carlitos (Charles Chaplin) tenta a sorte como garimpeiro em meio a corrida do ouro de 1898. Lá ele conhece o gordo McKay (Mack Swaim), com quem cria bastante confusão após uma tempestade de neve, e se apaixona por uma dançarina (Georgia Hale).

18H30 | TEMPOS MODERNOS

Entrada: Gratuita | Classificação Indicativa: Livre.

Direção: Charles Chaplin | Comédia | EUA | 1936 | Legendado | 1h23

Sinopse: Um operário de uma linha de montagem, que testou uma “máquina revolucionária” para evitar a hora do almoço, é levado à loucura pela “monotonia frenética”; do seu trabalho. Após um longo período em um sanatório ele fica curado de sua crise nervosa, mas desempregado. Ele deixa o hospital para começar sua nova vida, mas encontra uma crise generalizada e equivocadamente é preso como um agitador comunista, que liderava uma marcha de operários em protesto. Simultaneamente uma jovem rouba comida para salvar suas irmãs famintas, que ainda são bem garotas. Elas não tem mãe e o pai delas está desempregado, mas o pior ainda está por vir, pois ele é morto em um conflito. A lei vai cuidar das órfãs, mas enquanto as menores são levadas a jovem consegue escapar.

Dia 15/12 (sexta-feira)

14h EM BUSCA DO OURO

Entrada: Gratuita | Classificação Indicativa: Livre

Direção: Charles Chaplin | Comédia | EUA | 1925 |Legendado | 1h36

Sinopse: No Alasca, Carlitos (Charles Chaplin) tenta a sorte como garimpeiro em meio a corrida do ouro de 1898. Lá ele conhece o gordo McKay (Mack Swaim), com quem cria bastante confusão após uma tempestade de neve, e se apaixona por uma dançarina (Georgia Hale).

16h LUZES DA CIDADE

Entrada: Gratuita | Classificação Indicativa: Livre

Direção: Charles Chaplin | Comédia | EUA | 1931 | Legendado |1h26

Sinopse: Um vagabundo (Charles Chaplin) impede um homem rico (Harry Myers), que está bêbado, de se matar. Grato, ele o convida até sua casa e se torna seu amigo. Só que ele esquece completamente o que aconteceu quando está sóbrio, o que faz com que o vagabundo seja tratado de forma bem diferente. Paralelamente, o vagabundo se interessa por uma florista cega (Virginia Cherrill), a quem tenta ajudar a pagar o aluguel atrasado e a restaurar a visão. Só que ela pensa que seu benfeitor é, na verdade, um milionário.

18h O GRANDE DITADOR

Entrada: Gratuita | Classificação Indicativa: Livre

Direção: Charles Chaplin | Comédia | EUA | 1940 |Legendado | 2h06.

Sinopse: Adenoid Hynkel (Charles Chaplin) assume o governo de Tomainia. Ele acredita em uma nação puramente ariana e passa a discriminar os judeus locais. Esta situação é desconhecida por um barbeiro judeu (Charles Chaplin), que está hospitalizado devido à participação em uma batalha na 1ª Guerra Mundial. Ele recebe alta, mesmo sofrendo de amnésia sobre o que aconteceu na guerra. Por ser judeu, passa a ser perseguido e precisa viver no gueto. Lá conhece a lavadora Hannah (Paulette Goddard), por quem se apaixona. A vida dos judeus é monitorizada pela guarda de Hynkel, que tem planos de dominar o mundo. Seu próximo passo é invadir Osterlich, um país vizinho, e para tanto negocia um acordo com Benzino Napaloni (Jack Oakie), ditador da Bactéria.

Dia 16/12 (sábado)

10h O GAROTO

Entrada: Gratuita | Classificação Indicativa: Livre

Direção: Charles Chaplin | Comédia | EUA |1921 |Legendado | 50min

Sinopse: Uma mãe solteira deixa um hospital de caridade com seu filho recém-nascido. A mãe percebe que ela não pode dar para seu filho todo o cuidado que ele precisa, assim ela prende um bilhete junto a criança, pedindo que quem o achar cuide e ame o seu bebê, e o deixa no banco de trás de um luxuoso carro. Entretanto, o veículo é roubado por dois ladrões, que, quando descobrem o menino, o abandonam no fundo de uma ruela. Sem saber de nada, um vagabundo faz o seu passeio matinal e encontra a criança. Inicialmente, o homem quer se livrar dele, mas diversos fatores sempre o impedem e, gradativamente, ele passa a amá-lo. Enquanto isso, a mãe se arrepende e tenta reencontrar seu filho, mas quando descobre que o carro foi roubado, pensa que nunca mais verá sua criança.

14h TEMPOS MODERNOS

Entrada: Gratuita | Classificação Indicação: Livre

Direção: Charles Chaplin | Comédia | EUA | 1936 | Legendado | 1h27

Sinopse: Um operário de uma linha de montagem, que testou uma “máquina revolucionária”; para evitar a hora do almoço, é levado à loucura pela “monotonia frenética”; do seu trabalho. Após um longo período em um sanatório ele fica curado de sua crise nervosa, mas desempregado. Ele deixa o hospital para começar sua nova vida, mas encontra uma crise generalizada e equivocadamente é preso como um agitador comunista, que liderava uma marcha de operários em protesto. Simultaneamente uma jovem rouba comida para salvar suas irmãs famintas, que ainda são bem garotas. Elas não tem mãe e o pai delas está desempregado, mas o pior ainda está por vir, pois ele é morto em um conflito. A lei vai cuidar das órfãs, mas enquanto as menores são levadas a jovem consegue escapar.

16h O GRANDE DITADOR

Entrada: Gratuita | Classificação Indicativa: Livre .

Direção: Charles Chaplin | Comédia | EUA | 1940 | Legendado | 2h06.

Sinopse: Adenoid Hynkel (Charles Chaplin) assume o governo de Tomainia. Ele acredita em uma nação puramente ariana e passa a discriminar os judeus locais. Esta situação é desconhecida por um barbeiro judeu (Charles Chaplin), que está hospitalizado devido à participação em uma batalha na 1ª Guerra Mundial. Ele recebe alta, mesmo sofrendo de amnésia sobre o que aconteceu na guerra. Por ser judeu, passa a ser perseguido e precisa viver no gueto. Lá conhece a lavadora Hannah (Paulette Goddard), por quem se apaixona. A vida dos judeus é monitorizada pela guarda de Hynkel, que tem planos de dominar o mundo. Seu próximo passo é invadir Osterlich, um país vizinho, e para tanto negocia um acordo com Benzino Napaloni (Jack Oakie), ditador da Bacteria.

Fagner participa de show beneficente no projeto São Luiz Solidário

 

 

No próximo dia 12 de dezembro, às 19h, o Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), inicia nova faixa de programação “São Luiz Solidário” com apresentação da “Orquestra Infantil” da Fundação Raimundo Fagner, bandinha de lata “Os Cabinha” da Fundação Casa Grande e participação especial do cantor Fagner. O valor arrecadado com os ingressos será destinado a Associação de Combate ao Câncer Infantojuvenil, também conhecida como Associação Peter Pan. Os ingressos já encontram-se a venda com os valores de R$80,00 (inteira) e R$40,00 (meia) – somente no dinheiro.

 

São Luiz Solidário

A nova faixa de programação do Cineteatro tem como objetivo realizar um show beneficente por semestre, em prol de Associações Beneficentes do Estado do Ceará.

Nesta primeira edição do evento, a ser realizada no período natalino, a Fundação Raimundo Fagner traz a Orquestra Infantil dirigida e regida pelo maestro Eduardo Júlio Saboya. O grupo apresenta o Recital “Encanto Popular”, com canções de Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Toquinho e Fagner. A Orquestra é composta por 40 crianças e adolescentes atendidas pelo “Projeto Aprendendo com Arte”.

“Os Cabinha” também é atração no evento. O grupo é a sexta geração da banda de lata da Fundação Casa Grande e já se apresentou com nomes como Arnaldo Antunes, e participação no espetáculo “Mãe Gentil”, de Ivaldo Bertazzo, com Zeca Baleiro. A atual formação chega com as crianças compondo novas músicas e trazendo uma diversidade rítmica em seu repertório. Batendo na lata, ao som da guitarra, os Cabinha mantém a tradição, aprendendo música na infância e levando alegria por onde passa. O cantor Fagner, que dispensa apresentações, se junta ao evento junto com sua banda.

 

Associação Peter Pan

A APP tem claramente estruturada a sua Ideologia, tendo como missão elevar o índice de cura e melhorar a qualidade de vida de crianças e adolescentes portadores de câncer e de suas famílias. Pelo relevante trabalho que vem sendo realizado, recebeu os seguintes títulos: Utilidade Pública Municipal, Estadual e Federal; CEBAS – Certificação das Entidades Beneficentes de Assistência Social na Área de Saúde e o Ato Declaratório de Reconhecimento de Isenção de Contribuições Sociais, entre outros.

 

Serviço:
Evento: São Luiz Solidário
Data: 12/12/2017
Horário: 19h
Local: Cineteatro São Luiz (Rua Major Facundo, 500)
Valor: R$80,00 (inteira) e R$40,00 (meia) – somente no dinheiro
Venda na bilheteria do Cineteatro São Luiz.

Cineteatro São Luiz recebe mostra de Cinema Soviético e Russo, de 7 a 9/12

 

De 7 a 9 de dezembro, o Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), receberá a 4ª Mostra Mosfilm de Cinema Soviético e Russo, que apresentará 10 longas-metragens produzidos pelo MOSFILM, o maior e mais antigo estúdio da Europa, com um acervo de 2.500 títulos das eras soviética e pós-soviética.

Com exibições exclusivas nas cidades de São Paulo (Cinemateca Brasileira) e Fortaleza (Cineteatro São Luiz), a 4ª Mostra Mosfilm de Cinema Soviético e Russo apresenta, entre os destaques da programação, o filme Anna Karenina – A história de Vronsky, realizado pelo premiado diretor Karen Shakhnazarov. Lançada em junho deste ano, na Rússia, a nova adaptação do célebre romance de Lev Tolstoi começa na guerra russo-japonesa (1904-1905), reunindo no mesmo lugar os dois homens mais importantes da vida de Anna, seu filho Serguey e seu amante Vronsky. O encontro, que não existe no romance, revive a tragédia ocorrida 30 anos antes.

Ao lado do novíssimo “Anna Karenina”, estão na programação obras representativas de vários estilos e épocas, desde os clássicos de Eisenstein, “Encouraçado Potemkin” (1925), lembrando os 100 Anos da Revolução de 1917, ao sensacional “Dersu Uzala”, do mestre japonês Akira Kurosawa, Oscar de Melhor Filme Estrangeiro no ano de 1976.

“Essa é a segunda vez que o Cineteatro São Luiz sedia, com exclusividade na Região Nordeste, essa importante mostra de filmes russos e soviéticos, consolidando uma parceria que julgamos de extrema importância com a CPC-UMES, representante dos interesses da MOSFILM no Brasil”, destaca Duarte Dias, Programador e Curador do Cinema do Cineteatro São Luiz. “Um dos aspectos da significância dessa parceria é a oportunidade de ofertar ao público cearense uma interlocução direta com uma das mais importantes e instigantes cinematografias do mundo, responsável não só por inúmeros clássicos da sétima arte, mas pela própria estruturação da linguagem cinematográfica”, finaliza Duarte Dias.

A 4ª Mostra Mosfilm de Cinema Soviético e Russo é uma realização do MOSFILM, CPC-UMES Filmes, Cineteatro São Luiz e Cinemateca Brasileira, e tem entrada franca.

 

Confira a programação da Mostra:
DIA 07/12 | QUINTA-FEIRA
14H [CINEMA] 4ª MOSTRA MOSFILM DE CINEMA SOVIÉTICO E RUSSO | O ENCOURAÇADO POTEMKIN

Entrada: Gratuita. Classificação: 14 anos. Duração:1h15. Direção:Serguey Eisenstein e Grigori Aleksandrov. Gênero: . País: URSS. Ano: 1925 . Áudio: Legendado

Sinopse: Em 1905, marinheiros do Potemkin rebelam-se. A população da cidade portuária de Odessa apoia a revolta e é brutalmente reprimida. O encouraçado dispara contra o Quartel General czarista e parte ao encontro da frota do Mar Negro, visando sublevá-la. Obra-prima de Eisenstein, o filme soviético mais influente no Ocidente.
16H [CINEMA] 4ª MOSTRA MOSFILM DE CINEMA SOVIÉTICO E RUSSO | A QUESTÃO RUSSA

Entrada: Gratuita. Classificação: Livre. Duração:1h31. Direção: Mikhail Romm . Gênero: . País: URSS. Ano: 1947. Áudio: Legendado

Sinopse: O jornalista Harry Smith é enviado à URSS por uma cadeia de jornais americanos interessada em fomentar a guerra fria. Na volta, ele escreve um livro que deixa seus patrões furiosos e torna-se alvo de violenta retaliação. Adaptação da peça teatral do escritor soviético Konstantin Simonov.
18H30 [CINEMA] 4ª MOSTRA MOSFILM DE CINEMA SOVIÉTICO E RUSSO | AMOR NA URSS

Entrada: Gratuita. Classificação: 14 anos. Duração:1h29. Direção: Karen Shakhnazarov . Gênero: . País: URSS. Ano: 2013 . Áudio: Legendado

Sinopse: Na década de 1970, jovem universitário “dissidente” disputa com o amigo comunista o amor da doce Lyuda, enquanto o entusiasmo socialista na URSS vai sofrendo uma gradual, porém contínua, erosão. Remontagem do filme “Cidade dos Ventos”, realizado pelo mesmo diretor em 2008.

DIA 08/12 | SEXTA-FEIRA
14H [CINEMA] 4ª MOSTRA MOSFILM DE CINEMA SOVIÉTICO E RUSSO | O DESTINO DE UM HOMEM

Entrada: Gratuita. Classificação: 14 anos. Duração:1h43. Direção: Serguey Bondarchuck . Gênero: . País:URSS. Ano:1959. Áudio: Áudio: Legendado

Sinopse: Convocado pelo Exército Vermelho para atuar como motorista, Andrey é capturado pelos alemães e quando retorna não mais encontra sua mulher e filhos, todos mortos na guerra. O fantasma de uma vida sem propósito o atormenta. Adaptação do romance homônimo de Mikhail Sholokhov, que se tornaria ganhador do Nobel em 1965.
16H20 [CINEMA] 4ª MOSTRA MOSFILM DE CINEMA SOVIÉTICO E RUSSO | UM HOMEM DO BOULEVARD DES CAPUCINES

Entrada: Gratuita. Classificação: 12 anos. Duração:1h39. Direção:Alla Surikova. Gênero: . País:URSS. Ano:1987. Áudio: Legendado

Sinopse: Na alvorada do século 20, Mr. Johnny First chega ao Oeste Selvagem com um projetor e algumas latas de filme. O título dessa sátira é uma alusão ao Salão Indiano do Grand Café do Boulevard des Capucines, onde os Irmãos Lumière encantaram as plateias com sua maravilhosa invenção.
18H30 [CINEMA] 4ª MOSTRA MOSFILM DE CINEMA SOVIÉTICO E RUSSO | ANNA KARENINA – A HISTÓRIA DE VRONSKY

Entrada: Gratuita. Classificação: 14 anos. Duração: 2h05. Direção: Karen Shakhnazarov Gênero:. País: Rússia l. Ano: 2017. Áudio: Legendado.

Sinopse: Publicado em 1877, o romance de Tolstoi narra o caso extraconjugal de Anna Karenina, que se apaixona pelo conde Vronsky e abandona a família, chocando a sociedade. Nesta adaptação, Shakhnazarov inicia o relato 30 anos mais tarde, durante a guerra russo-japonesa, quando o filho de Karenina procura saber do amante da mãe e o que a fez desistir da vida.

DIA 09/12 | SÁBADO
10H [CINEMA] 4ª MOSTRA MOSFILM DE CINEMA SOVIÉTICO E RUSSO | ESTAÇÃO BIELORRÚSSIA
Entrada: Gratuita. Classificação: Livre. Duração: 1h41. Direção: Andrey Smirnov. Gênero: . País: URSS. Ano:1971 . Áudio: Legendado

Sinopse: Quatro veteranos da 2ª Guerra Mundial se encontram 25 anos depois no funeral de um ex-camarada de armas que permanecera no exército. Antes de retornarem a seus afazeres, vivem um dia repleto de recordações e situações inesperadas.
14H [CINEMA] 4ª MOSTRA MOSFILM DE CINEMA SOVIÉTICO E RUSSO | LIBERTAÇÃO 1: O ARCO DE FOGO

Entrada: Gratuita. Classificação: 14 anos. Duração:1h25. Direção:Yuri Ozerov. Gênero:. País:URSS. Ano: 1969. Áudio: Legendado

Sinopse: Recriação dramática da 2ª Guerra Mundial, focada nos episódios que vão da contra-ofensiva soviética após a vitória em Stalingrado, concluída em fevereiro de 1943, até a batalha de Kursk, o maior confronto de blindados de todos os tempos.
16H [CINEMA] 4ª MOSTRA MOSFILM DE CINEMA SOVIÉTICO E RUSSO | LIBERTAÇÃO 2: RUPTURA

Entrada: Gratuita. Classificação: 14 anos. Duração: 1h24. Direção:Yuri Ozerov. Gênero: País: URSS. Ano:1969. Áudio: Legendado

Sinopse:O segundo episódio da série de cinco filmes inicia em julho de 1943 com a destituição de Mussolini e invasão da Itália pelas tropas de Hitler. Prossegue, com a travessia do Dnieper pelo Exército Vermelho, a retomada de Kiev e o encontro de Roosevelt, Stalin e Churchill, em Teerã, para decidir a abertura da frente ocidental.
18H [CINEMA] 4ª MOSTRA MOSFILM DE CINEMA SOVIÉTICO E RUSSO | DERSU UZALA

Entrada:Gratuita. Classificação: Livre. Duração: 2h41 . Direção: Akira Kurosawa . Gênero: . País: URSS. Ano: 1975. Áudio: Legendado

Sinopse: Explorador e cartógrafo do exército russo mapeia a Sibéria no fim do século 19, com a ajuda de caçador nativo avesso aos padrões mercantis de conhecimento e relação com a natureza. Produzida pelo Mosfilm, a obra trouxe o mestre japonês de volta às telas, depois da tentativa de suicídio em 1971. Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, em 1976.

“Você é o que lê” apresenta Maria Ribeiro, Xico Sá e Gregorio Duvivier em descontraído bate-papo sobre literatura

Fazer uma abordagem dinâmica e criativa da literatura como prazer e diversão. Esta é a motivação do bate-papo “Você é o que lê”, que chega à cidade de Fortaleza em dezembro de 2017, depois de passar por várias cidades brasileiras no último ano. O evento reúne no palco três autores e representantes da atual cena literária, jornalística, artística e cultural brasileira: Maria Ribeiro, Gregorio Duvivier e Xico Sá. O encontro acontece dia 10 de dezembro (domingo), no Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult).

O elenco compartilha com o público seu amor pela leitura em uma conversa descontraída em que tudo se transforma em literatura: redes sociais, correntes do WhatsApp, ganhadores do prêmio Nobel – o que importa para os três é o encantamento por um bom livro e por boas histórias. A ideia do projeto é atrair leitores fiéis e futuros leitores para uma abordagem da literatura como prazer e diversão.

“Tornar a literatura muito séria prejudica muito o livro no Brasil, como uma coisa obrigatória, solene, ligada a grandes chatices. E o que projetos como o ‘Você é o que lê’ têm de bom é roubar a solenidade da literatura, mostrar que podemos falar do prazer de ler sem mesóclise, por exemplo. A literatura pode ir para o bar, a literatura pode ir para qualquer lugar”, diz o jornalista Xico Sá.

Os livros dão o tom da conversa, mas como na vida, o que estamos lendo também se confunde com a nossa narrativa pessoal. Maria Ribeiro, GregorioDuvivier e Xico Sá contam como diferentes autores marcaram fases distintas das suas vidas e contribuíram nas suas trajetórias como artistas e escritores. Discussões sobre a sociedade, política e educação também são constantes nos encontros, que já passaram por Salvador, Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e Aracaju, além dos festivais literários Flip (Paraty-RJ) e Tarrafa Literária (Santos-SP).

Os ingressos custam R$30 (inteira), mas quem levar um livro não-didático tem direito a pagar meia entrada. A ação é uma parceria do Você é o que lê e do Cineteatro São Luiz com o Centro Cultural Grande Bom Jardim (CCBJ), instituição que promove a criação, difusão, formação, direitos humanos e fomento à cultura na capital cearense, e que receberá os livros como doação.

Serviço:

“Você é o que lê” em Fortaleza
Data: Dia 10 de dezembro de 2017 (domingo);

Horário:  18h
Local: No Cine Teatro São Luiz (Rua Major Facundo, 500 – Centro, Fortaleza – CE)
Ingressos: R$30 (inteira) | R$15 (meia)

– Clientes que levarem um livro não-didático têm direito a meia entrada
– Vendas na bilheteria do teatro ou em www.tudus.com.br

Roberta Sá apresenta show “Delírio” em sessão única no Cineteatro São Luiz

 

 

 

Roberta Sá estará no Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), com o show “Delírio” em única apresentação no dia 03 de dezembro, às 18h. A turnê já passou por várias capitais brasileiras e europeias, com o espetáculo que reúne canções que fazem parte da trajetória da cantora e composições de seu último CD. Os ingressos já encontram-se a venda com os valores de R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia).

O show, que tem em seu repertório músicas de diferentes origens, é uma miscelânea que faz parte da construção de Roberta Sá como intérprete. “O DVD é uma curadoria de tudo que eu ouvi e gostei entre um projeto e outro. Meu repertório é montado a partir dos encontros que acontecem na minha vida”, conta Roberta.

Entre as músicas que compõem o show estão “Amanhã é sábado”, de Martinho da Vila, “Meu novo Ilê”; composta por Moreno Veloso especialmente para a cantora e “Um passo a frente”; de Qito Ribeiro e Moreno Veloso. Além dessas canções, Roberta Sá incluirá no roteiro “Me Erra” (que Adriana Calcanhotto compôs para Roberta gravar) entre outras.

A banda é formada por Fernando Caneca (violão), Alberto Continentino (baixo), Luis Barcelos (bandolim e cavaquinho) e Marcos Suzano (percussão).

Serviço
Evento: Roberta Sá em show “Delírio”
Data: 03/12/2017
Horário: 18h
Local: Rua Major Facundo, 500 – Centro
Ingressos: R$ 30,00 (inteira) / R$ 15,00 (meia)

– Venda sem taxas de conveniência: Bilheteria do Cineteatro São Luiz Fortaleza (Endereço: Rua Major Facundo, 500. Centro – Fortaleza – CE). De terça a sábado, de 10h às 18h30.

– Venda com taxa de conveniência no site da Tudus: http://www.tudus.com.br/evento/cineteatro-sao-luiz-roberta-sa–delirio

(Restrição dos ingressos no valor de meia-entrada até 40% da capacidade do espaço)
Classificação indicativa: livre
Duração: 1h20
Fotos: http://bit.ly/2hIeW90

Chico César apresenta show “Em Estado de Poesia” em sessão única no dia 26 de novembro no Cineteatro São Luiz

 

Indicado ao prêmio de melhor cantor no Prêmio da Música Brasileira de 2016, o cantor e compositor paraibano Chico César continua em inspiração poética e se apresenta no dia 26 de novembro, às 18h, no Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará) com o show “Estado de Poesia”. Os ingressos já estão à venda com os valores de R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia).

O show “Estado de Poesia”, um dos trabalhados mais bem sucedidos do artista, traz canções de seu último álbum de estúdio, o homônimo Estado de Poesia, considerado por críticos um dos melhores discos nacionais de 2015. Nas 14 canções do álbum, sendo 12 de autoria de Chico César, a obra viaja por diversos ritmos regionais, combinando elementos de frevo, xote, samba, forró, toada e reggae, em uma mistura solar e colorida. Amor e crítica social são abordados em sua profundidade em canções como as apaixonadas “Palavra Mágica” e “Atravessa-me” e as engajadas “Negão” (“Ainda não sabem, mas sabemos que a opressão / É a falta de pressa do opressor pedir perdão”) e “No Sumaré”.

Estado de Poesia traz protestos raciais, sociais e o manifesto “Reis do Agronegócio”: “Ó donos do agrobiz, ó reis do agronegócio / Ó produtores de alimento com veneno / Vocês que aumentam todo ano sua posse / E que poluem cada palmo de terreno / E que possuem cada qual um latifúndio / E que destratam e destroem o ambiente / De cada mente de vocês olhei no fundo / E vi o quanto cada um, no fundo, mente”. Chico César neste show faz festa com toda sua essência, tocando em feridas.

Serviço:
Evento: Chico César “Em Estado de Poesia”
Data: 26/11/2017
Horário: 18h
Ingressos: Entrada: R$ 30,00 (inteira) / R$ 15,00 (meia)
Venda sem taxas de conveniência: Bilheteria do Cineteatro São Luiz Fortaleza (Endereço: Rua Major Facundo, 500. Centro – Fortaleza – CE). De terça a sábado, de 10h às 18h30.

Venda com taxa de conveniência no site da Tudus: http://www.tudus.com.br/evento/cineteatro-sao-luiz-chico-cesar-em-estado-de-poesia

CINETEATRO SÃO LUIZ ULTRAPASSA 100 MIL ESPECTADORES DE CINEMA EM 2017

O Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, tem muito a comemorar ao término do mês de outubro de 2017 e já celebrar o #NovembroCultura – 5 de novembro, dia Nacional da Cultura: os dados contabilizados desde janeiro demonstram que o público da linguagem CINEMA alcançou a marca de 101.297 espectadores em 420 sessões de cinema, o que resulta numa média de 241 espectadores por sessão, número por demais expressivo no circuito de salas públicas de cinema do Brasil.

“É com alegria que celebramos esses dados, pois os mesmos proporcionam ao São Luiz  e ao Ceará a maior média de espectadores no circuito público de cinemas do país, superior, inclusive, ao Circuito SP Cine, que conta com 20 salas de cinema distribuídas na cidade de São Paulo”, diz Duarte Dias, Programador e Curador do Cinema do Cineteatro São Luiz, referindo-se ao circuito de salas públicas de cinema da prefeitura de São Paulo que, também praticando, como o São Luiz, a gratuidade em ampla parcela de sua programação, obteve em seu primeiro ano de funcionamento a média de 48 espectadores por sessão.“Esse índice de público por sessão de cinema alcançado pelo São Luiz em 2017, inclusive, tende a ser ainda maior, isso se considerarmos apenas o projeto ‘Escola no Cinema’, voltado para formação de público infanto-juvenil para o audiovisual brasileiro. Nesse caso, a média supera os 400 espectadores por sessão, algo realmente extraordinário”, salienta Duarte Dias, adiantando que o projeto ‘Escola no Cinema’, nesse ano, está próximo de beneficiar 30 mil crianças e adolescentes com exibições exclusivas de filmes de curta-metragem brasileiros.

Outro ponto destacado em relação ao público do Cinema no Cineteatro São Luiz durante o ano de 2017 diz respeito as sessões noturnas de filmes: até agora foram 104 sessões, com público total de 10.560 espectadores, o que resulta numa média de 101 espectadores por sessão. “É outra informação que consideramos de extrema importância não só por estar  bem acima da média nacional, mas também pelo papel estratégico que o Cineteatro São Luiz, enquanto equipamento cultural e ‘cinema de rua’, ocupa no processo de revitalização e requalificação do Centro da cidade, em especial nos dias e horários onde normalmente não há um grande fluxo de pessoas, como no turno da noite e nos finais de semana”, ressalta Duarte Dias.

Com uma grade de programação de cinema estruturada em várias faixas, onde filmes de curta, média e longa duração tem, assim como os gêneros consagrados do cinema (documentário, ficção e animação),lugar garantido junto ao público, o Cineteatro São Luiz também se destaca, nas palavras do curador Duarte Dias, por privilegiar o cinema brasileiro: “O ‘Market Share’ do cinema brasileiro no São Luiz deve ultrapassar a marca de 40% em 2017, índice bem superior ao verificado no mercado nacional, que ano passado foi de 16,5%, lembrando ainda a grande participação de obras audiovisuais cearenses em nossa programação, inclusive com lançamento de filmes e videoclipes de bandas e artistas locais”.

Com um repertório de filmes oriundos de mais de 50 países desde sua reabertura em maio de 2015, o Cineteatro São Luiz promete, para o ano de 2018, a criação de novas estratégias de participação do público e dos produtores independentes.

“Essa é uma de nossas intenções, até porque o Cineteatro São Luiz, é bom lembrar, não comporta apenas cinema, mas todas as linguagens artísticas. Daí o nosso desafio diário, dentro do espaço que o cinema dispõe na grade de programação do equipamento, de oferecer um conteúdo diversificado e relevante não só do ponto de vista artístico e cultural, mas também em relação as novas tendências de distribuição/exibição, entre elas as transmissões ao vivo de eventos, sem falar nas parcerias com outras instituições da sociedade civil e do próprio governo do Estado, como é o caso da TVC, que vem exibindo obras que tiveram, como primeira janela de exibição, o Cineteatro São Luiz”, informa Duarte Dias, lembrando ainda da recente chamada para a 1ª Mostra São Luiz de Filmes de Curta-Metragem Brasileiros, cujas inscrições seguem abertas até o dia 16 de novembro e cujos termos favorecem a criação do acervo da Programadora Ceará, iniciativa da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará que visa, no âmbito do programa ‘Ceará Filmes’, a distribuição de conteúdo audiovisual brasileiro para o circuito de cineclubes cearenses.

 
DADOS DO CINEMA DO CINETEATRO SÃO LUIZ DESDE SUA REABERTURA

2015 (DE MAIO A DEZEMBRO – 8 MESES)PÚBLICO: 37.356 ESPECTADORES

NÚMERO DE SESSÕES: 228 SESSÕES

MÉDIA DE PÚBLICO POR SESSÃO: 163 ESPECTADORES

2016 (DE JANEIRO A DEZEMBRO)

PÚBLICO: 99. 976 ESPECTADORES

NÚMERO DE SESSÕES: 619 SESSÕES

MÉDIA DE PÚBLICO POR SESSÃO: 161 ESPECTADORES

2017 (DE JANEIRO A OUTUBRO)

PÚBLICO: 101.297 ESPECTADORES

NÚMERO DE SESSÕES: 420

MÉDIA DE PÚBLICO POR SESSÃO: 241 ESPECTADORES

A cultura do Cariri com João do Crato e Luiz Fidelis estarão presentes na programação alusiva ao dia da cultura no Cineteatro São Luiz

 

Foto: LiadePaula

 

 

João do Crato e Luiz Fidelis se apresentam no Cineteatro São Luiz no dia 05 de novembro, às 18h. É a cultura do Cariri presente no espetáculo que integra a programação especial do São Luiz no mês em que se comemora o dia da cultura. Os ingressos podem ser adquiridos a preços populares, sendo: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia).

João do Crato é personalidade preciosa da cultura do Cariri. Conhecido por ser audacioso, talentoso e dono de uma interpretação visceral, o músico resgata em seu repertório grandes nomes da MPB como Marinês e Adonirah Barbosa, além dos grandes nomes da música feita no Cariri, como Abidoral Jamacaru, Pachelly Jamacaru e Geraldo Urano, entre outros. Em suas apresentações, João mistura simbolismo, ritmo e dança.

Luiz Fidelis, por sua vez, é cantor e compositor regional. Versátil, não deixa nada escapar da sua visão de poeta. Com mais de 200 músicas gravadas, seu nome é sempre lembrado quando o assunto é Forró. Fidelis está presente no repertório de grandes nomes da música popular Nordestina, como Elba Ramalho, Marinês, Mastruz com Leite e Frank Aguiar, entre outros.

 

Serviço:

– Evento: Cultura do Cariri com João do Crato e Luiz Fidélis no São Luiz.
– Classificação indicativa: Livre.
– Duração: 90 minutos.
– Entrada: R$ 20,00 (inteira) / R$ 10,00 (meia).

Venda sem taxas de conveniência: Bilheteria do Cineteatro São Luiz Fortaleza (Endereço: Rua Major Facundo, 500. Centro – Fortaleza – CE). De terça a sábado, de 10h às 18h30.

Venda com taxa de conveniência no site da Tudus: http://www.tudus.com.br/evento/cineteatro-sao-luiz-duo-com-luiz-fidelis-e-joao-do-crato.

Projeto Curta Mais Teatro do Cineteatro São Luiz apresenta “A Fábula do Monturo Velho”, “As Travestis” e “À Beira de…” em alusão ao dia da Cultura

 

O Curta Mais Teatro do Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará (Secult), apresenta programação especial para o final do mês de outubro e início de novembro. No dia 31, às 19h, quem se apresenta é a Trupe Caba de Chegar com o espetáculo “A Fábula do Monturo Velho”, um convite à reflexão sobre convivência e aceitação das diferenças em sociedade.

Dia 3 de novembro, é a vez do Coletivo Artístico As Travestidas em “As Travestis” que inova trazendo Gisele Almodóvar (interpretada pelo artista Silvero Pereira, que viveu o personagem “Nonato” na novela global “A força no querer”), Mulher Barbada e Betha Houston em um show com um repertório que vai de Caetano Veloso a Nina Simone. E no dia 4 de novembro, Silva Moura apresenta “À Beira de…”, trabalho que trata da busca por um estado de presença que estabeleça com o público uma relação de casualidade. Os ingressos para as peças variam de gratuito a preços populares.

 
A Fábula do Monturo Velho

A peça teatral da Trupe Caba de Chegar se destina à crianças de todas as idades. Um convite à reflexão sobre convivência e aceitação das diferenças em sociedade. O evento ocorrerá no dia 31 de outubro, às 19h, tem duração de 45 minutos e classificação livre. A entrada é gratuita e limitada a 60 lugares – a plateia é acomodada no palco. A retirada dos ingressos iniciam com uma hora de antecedência na bilheteria do Cineteatro.

Com direção de Ana Marlene e texto de Aldo Marcozzi, a história se passa num terreno abandonado, onde vários animais obedecem às ordens ditadas pelo intransigente rei Corujão, que os impedem de fazer escolhas sobre seus modos de vida. No elenco: Alcântara Costa, Cláudio Magalhães, Diego Souza, Gabriel Moraes Cavalcante, Fernanda Zeballos, Kátia Arruda, Lira Holanda, Lua Ramos e Pedro D’Silva.

As Travestis

O Coletivo Artístico As Travestidas inova trazendo Gisele Almodóvar, Mulher Barbada e Betha Houston em um show com um repertório que vai de Caetano Veloso a Nina Simone. O espetáculo acontece no dia 3 de novembro, às 19h. Os ingressos podem ser adquiridos a preços populares, sendo: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). “Três travestis” dividem o palco com quatro músicos para cantar as dores e alegrias de ser quem são. Dirigido pelo ator e dramaturgo Silvero Pereira, que viveu o personagem “Nonato” na novela global “A força no querer”, o espetáculo cênico-musical é um show inspirado na música homônima de Caetano Veloso.

As personagens Gisele Almodóvar, Mulher Barbada (Rodrigo Ferrera) e Betha Houston (George Hudson) cantam um repertório de 17 músicas, com sucessos nacionais e internacionais que falam sobre travestis e transexuais. “É a música como potência na denúncia e na celebração, uma narrativa para contar histórias de sofrimento e superação. Nunca produzimos nada que não seja para trazer uma questão social. É o nosso teatro”, explica Silvero Pereira.

O show passeia pela MPB de Gilberto Gil, Ney Matogrosso e Maria Bethânia. Músicas selecionadas de Nina Simone e Anthony Johnson completam a coletânea. Como já é de costume do coletivo, a produção faz uma abordagem crítica sobre as questões sociais que envolvem o “universo trans”. Separado em quatro blocos, o trabalho relata casos de assassinatos e fala sobre preconceito, igualdade, amor e religião.

Silvério Pereira conta que o novo trabalho foge da imagem que compreende a cultura drag. “Desde a época do “Yes, nós temos banana”, vinha preparando “As Travestidas” para esse lugar, que não é esse da imagem da transformista, da cultura queer, da cultura drag enquanto dublagem. Queria músicas cantadas!”. No show, os três aproveitam os intervalos dos blocos para inserir citações de autores como Fernando Pessoa, Cecília Meireles e Clarice Lispector, mesclando literatura e fatos reais. A montagem conta ainda com projeções de matérias do noticiário nacional para ilustrar os crimes dentro do universo transgênero.

 

À Beira de…

O espetáculo de Silvia Moura ocorre dia 04 de novembro, às 19h, tem duração de 40 minutos, classificação livre e entrada gratuita e limitada a 80 lugares – a plateia é acomodada no palco. A retirada dos ingressos iniciam com uma hora de antecedência na bilheteria do Cineteatro.

Um estado… momentâneo ou não. Estarrecedor. A necessidade de estancar para daí conseguir falar sobre algo ou sobre uma sensação causada por várias insatisfações. O desejo do nada se estabelecendo por ter tantos cúmulos… Sons de coisas caindo no chão, estilhaços, imagens de mãos segurando algo que… quase caiu. Um processo irreversível de extinção. Esse trabalho trata da busca por um estado de presença que estabeleça com o público uma relação de casualidade. O público ilumina o espetáculo, e é levado a procurar um lugar para conseguir ver o trabalho da forma que lhe for menos arriscado. É proposto ao público segurar objetos que podem cair, escolher um lugar para ficar, escolher que parte deve ser iluminada do trabalho, a interação direta com o público é parte da composição do trabalho.

 

Curta Mais Teatro

É um projeto de formação de plateia que tem como perspectiva a apresentação de espetáculos de teatro de alta qualidade artística e técnica, e que se apresenta uma vez por mês no Cineteatro São Luiz. Neste projeto já se apresentaram grupos locais e regionais como Bagaceira, Vagabundos, As Travestidas e Uma de Duas. Isso, sem falar em peças nacionais, como “Os Pássaros de Copacabana”, de Gil Vicente Tavares.

Serviço:

31/10, às 19h – “A Fábula do Monturo Velho” com a Trupe “Caba de Chegar”
(duração de 45 minutos)
– Classificação: livre
– Entrada: Gratuita e limitada à 60 lugares (palco).
Retirada dos ingressos, por ordem de chegada, a partir de uma hora antes do início do espetáculo, às 18h, na bilheteria do Cineteatro São Luiz.

03/11, às 19h – “Três Travestis” do Coletivo Artístico “As Travestidas”
(duração de 70 minutos)
– Classificação: 16 anos
– Entrada: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)
Venda sem taxas de conveniência: Bilheteria do Cineteatro São Luiz Fortaleza (Endereço: Rua Major Facundo, 500. Centro – Fortaleza – CE). De terça a sábado, de 10h às 18h30.
Venda com taxa de conveniência no site da Tudus: http://www.tudus.com.br/evento/cineteatro-sao-luiz-tres-travestis-com-silvero-pereira

04/11, às 19h – À Beira de… , com Silvia Moura
(40 minutos)
– Classificação: livre
– Entrada: Gratuita e limitada à 80 lugares (palco).
Retirada dos ingressos, por ordem de chegada, a partir de uma hora antes do início do espetáculo, às 18h, na bilheteria do Cineteatro São Luiz.

Balé Teatro Guaíra apresenta “Carmen” no Cineteatro São Luiz

 

 

 


Carmen, espetáculo do baté Teatro Guaíra. Foto: Cayo Vieira

 

Uma obra que pertence ao imaginário da civilização ocidental como uma das tragédias mais conhecidas da história da arte, será apresentada nesta quarta-feira, 25, na XI Bienal Internacional de Dança do Ceará. Em cena, o Balé Teatro Guaíra com o espetáculo “Carmen”, às 18h, no Cineteatro São Luiz. Com 11 dias de programação, esta edição da Bienal acontece em Fortaleza e mais seis cidades do estado. Nos próximos dias, além de Fortaleza, com atividades até domingo, 29, tem espetáculos também em Juazeiro do Norte (25 e 26/10) e Itapipoca (27 e 28/10). A entrada é gratuita.  A programação completa pode ser consultada no www.bienaldedanca.com.

 

Coreografado em 2016 por Luiz Fernando Bongiovanni, este trabalho do Guaíra, com 22 bailarinos em cena, se articula a partir da dramaturgia da ópera e da trilha composta por Rodion Shchedrin e Georges Bizet. Com “Carmen”, mais uma vez o Balé Teatro Guaíra surpreende. Desta vez, sob ideias e movimentos de Bongiovanni, esta obra ganha ainda um corpo mais forte, sensual e viril. A música encanta e os movimentos seduzem. Não há como ser indiferente à história de paixão e ciúme que arrebata e envolve. É a vida em cena. É a cena na vida diária de homens e mulheres. E com este trabalho, o Balé Guaíra, salta no profissionalismo e no refinamento da dança.

 

O Balé Teatro Guaíra, criado pelo Governo do Estado do Paraná em 1969, é uma das mais importantes companhias oficiais do país graças a sua representatividade histórica, com obras consagradas. Durante seu percurso, o BTG realizou mais de 140 coreografias. Atualmente, a companhia apresenta um repertório focado na diversidade da dança contemporânea. Com a atual direção de Cintia Napoli (2012), o Balé Teatro Guaíra traz propostas ousadas e autênticas, porém sem perder de vista a tradição.

 

Ficha técnica de “Carmen”: Concepção, Coreografia e Direção: Luiz Fernando Bongiovanni. Co-Direção: Edson Bueno. Música: Georges Bizet/Rodion Shchedrin/Ärvo Pärt. Iluminação: Beto Bruel. Figurino: Paulo Vinícios. Cenário: Gelson Amaral. Assistente de coreografia e ensaiadora: Márcia de Castro. Ensaiadora: Rosi Viol. Assistente de ensaios: Soraya Felício. Consultoria de Dança Flamenca: Carmen Romero. Fotografia: Cayo Vieira/Reserve e *Kraw Penas. Projeto Gráfico: José Vitor Cit.

 

A XI Bienal Internacional de Dança do Ceará – 20 anos é apresentada pelo Ministério da Cultura, Petrobras, Enel e Secretaria da Cultura do Estado do Ceará. Patrocínio: Petrobras, Banco do Nordeste e M. Dias Branco. Apoio Cultural: Governo do Estado do Ceará, Prefeitura de Sobral através da Secretaria da Cultura, Juventude, Esporte e Lazer-SEJEL e do Instituto ECOA, Prefeitura de Paracuru, por meio da Secretaria de Turismo, Cultura e Meio Ambiente, e Prefeitura de Aquiraz, através da Secretaria da Cultura. Apoio institucional: Embaixada da França, Instituto Francês, TransArte, Consulado da França no Brasil em Recife, SESC-CE, Instituto Goethe, Governo do Estado do Paraná, Governo do Estado da Bahia e Governo do Estado de São Paulo. Parceria: Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, Quitanda das Artes e Prodança. Realização: Proarte, Indústria da Dança, Theatro São João, Theatro José de Alencar, Cineteatro São Luiz, Porto Iracema das Artes, Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, CCBJ e CCBN.

 

Serviço:

XI Bienal Internacional de Dança do Ceará – Espetáculo Carmen, com Balé Teatro Guaíra – Dia 25 de outubro, às 18h, no Cineteatro São Luiz (Rua Major Facundo, 500 – Centro, Fortaleza). Tel: 85-98799-1723 (Cineteatro São Luiz) e 85-32319623 (Produção Bienal de Dança). Site: www.bienaldedanca.com. GRATUITO, com distribuição de ingressos na bilheteria a partir de 2 horas antes do início da sessão.

Mostra especial de cinema “100 anos da Revolução Russa” ocorre no Cineteatro São Luiz entre os dias 26 e 27 de outubro, com entrada gratuita

 

O próximo dia 25 de outubro do calendário juliano (adotado na Rússia)  corresponde ao dia 7 de novembro no calendário gregoriano, e marcará o centenário de um dos principais eventos da história contemporânea, a Revolução Russa – que levou ao poder o Partido Bolchevique de Vladimir Lênin ao derrubar o regime dos czares. Dada a importância da data, o Cineteatro São Luiz exibirá nos dias 26 e 27 de outubro uma mostra especial de cinema composta pela obras “A Mãe” de Gleb Panfilov, “Lenin em outubro” e “Lenin em 1918”, dos diretores Dmitri Vasilyev e Mikhail Romm. A entrada para as sessões é gratuita e os ingressos podem ser retirados a partir de uma hora de antecedência na bilheteria do Cineteatro.

“Essa mostra especial do São Luiz em torno dos 100 anos da revolução russa, feita em parceria com a CPC-UMES Filmes e o MOSFILM, o mais antigo estúdio da Europa, se constitui como uma oportunidade de examinar, pela ótica da sétima arte, esse episódio crucial da história contemporânea, com reverberações profundas até os dias de hoje”, diz Duarte Dias, Programador e Curador do Cinema do Cineteatro São Luiz. “Por outro lado teremos, nesses três filmes que serão exibidos, a chance de apreciar um pouco do vigor criativo e técnico do cinema russo, isso através do talento desses dois grandes mestres do cinema mundial, Gleb Panfilov e Mikhail Romm, esse último professor de cineastas como Andrei Tarkovsky, Grigori Chukhrai e o próprio Gleb Panfilov”, finaliza Duarte Dias.

 

Confira abaixo a programação completa, com todos os detalhes:

DIA 26/10 (Quinta-feira)

16h15  | A MÃE
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: livre
Direção: Gleb Panfilov | Gênero: Drama | País: Rússia | Duração: 3h10 | Ano:1989 |
Legendado

Sinopse: Retrato duro, vigoroso e pungente da Rússia pré-revolucionária, focado na transformação de Pelageya Nilovna, de camponesa submissa, escrava dos seus medos e da brutalidade doméstica, em mulher que se engaja na luta dos trabalhadores, ocupando progressivamente o lugar de seu filho Pavel, preso e encarcerado pela polícia política. Realizada por Gleb Panfilov, em 1989, e vencedor do Prêmio Especial do Júri no Festival de Cannes, esta é a quarta adaptação cinematográfica do romance homônimo de Maksim Gorky. As outras três são de Vsevolod Pudovkin (1926), Leonid Lukov (1941) e Mark Donskoy (1956).

DIA 27/10 (Sexta-feira)

16h  | Lenin em Outubro
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: livre
Direção: Dmitri Vasilyev, Mikhail Romm | Gênero: Drama | País: Rússia | Duração:
1h48 | Ano:1937 | Legendado

Sinopse: Rússia, 1917. O filme apresenta a série de acontecimentos que culminou na saída da Rússia da Segunda Guerra Mundial. A Frota do Báltico e unidades do Exército estão contra o governo Kerenski, unindo as vozes às dos operários e camponeses que exigem paz e a saída da Rússia da guerra. Lenin, ao chegar a Petrogrado num trem vindo da Finlândia, derrota as resistências de Zinoviev, Kamenev e Trotsky para deflagrar a insurreição. Enquanto isso, as forças contra revolucionárias organizam uma caçada para matar o líder dos bolcheviques, mas nada impede que a Revolução de Outubro triunfe.

18h30  | Lenin em 1918
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: livre
Direção: Dmitri Vasilyev, Mikhail Romm | Gênero: Drama | País: Rússia | Duração:
1h45 | Ano:1939 | Legendado

Sinopse: Em 30 agosto de 1918, em meio às batalhas que se sucederam após a Revolução de Outubro, Lenin sofreu um atentado. Gravemente ferido, consegue se restabelecer algumas semanas depois. Nesta continuação de seu “Lenin em Outubro”, Mikhail Romm volta a conjugar personagens reais e fictícios numa trama carregada de ação, suspense, heroísmo, traição, humor e lirismo, que conduz o espectador ao centro dos acontecimentos e o envolve pela força de seu realismo.

Cineteatro São Luiz promove chamada para a 1ª Mostra São Luiz de Filmes de Curta-Metragem Brasileiros

O Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, abre chamada para seleção e contratação de filmes de curta-metragem brasileiros nos gêneros ficção, documentário e animação produzidos no período de 2007 a 2017.

Serão contratados, após seleção entre os inscritos por parte da Curadoria do Cinema do Cineteatro São Luiz, 20 filmes de curta-metragem brasileiros nos gêneros FICÇÃO, DOCUMENTÁRIO e/ou ANIMAÇÃO, recebendo cada um o valor bruto de R$ 1.000,000 (hum mil reais) pelo direito de exibição em mostra específica no Cineteatro São Luiz, no período de 22 a 24 de novembro de 2017. Após esse período,  os filmes selecionados serão incorporados ao acervo permanente do Cineteatro São Luiz, que poderá dispor de novas exibições, desde que com entrada gratuita, sem fins lucrativos.

Segundo o programador e curador do Cinema do Cineteatro São Luiz, Duarte Dias, a 1ª Mostra São Luiz de Filmes de Curta-metragem Brasileiros tem por finalidade exibir a diversidade temática e de gênero de obras nacionais no Cineteatro São Luiz, havendo ainda, caso haja aquiescência dos detentores dos direitos patrimoniais das obras, a possibilidade das mesmas virem a compor o acervo da PROGRAMADORA CEARÁ, iniciativa prevista no Programa Estadual de Desenvolvimento do Audiovisual e da Arte e Cultura Digital, Ceará Filmes, lançado em maio desse ano e que visa disponibilizar gratuitamente, para o conjunto dos cineclubes cearenses, produções brasileiras de curta, média e longa duração.

“Essa é, de fato, uma iniciativa que se dispõe não só a valorizar e dar visibilidade a esta vasta, diversificada e rica produção dos realizadores brasileiros, que são os filmes de curta-metragem, mas também proporcionar ao público cearense a possibilidade de acesso a esse conteúdo, visto que, através da Programadora Ceará, planejamos fortalecer e ampliar a Rede Cearense de Cineclubes, presente em mais de 80 municípios cearenses”, diz Duarte Dias, que também desempenha a função de Coordenador de Política Audiovisual da Secult. “A ideia é que, conjugada com o circuito de 20 salas de cinema que a Secult-CE, juntamente com a Agência Nacional de Cinema, está construindo em 10 municípios cearenses, essa Rede Cearense de Cineclubes possa vir a destravar, pelo menos em nosso Estado, um dos principais gargalos da produção audiovisual brasileira, que é a distribuição e exibição de conteúdo audiovisual brasileiro, em especial o cearense”, finaliza Duarte Dias.

A inscrição para a 1ª Mostra São Luiz de Filmes de Curta-metragem Brasileiros será gratuita e se realizará entre os dias 16 de outubro a 19 de novembro de 2017, sendo facultada a inscrição de mais de um filme por proponente, desde que o material de inscrição seja encaminhado separadamente (para cada filme uma inscrição), salientando que a contratação dos títulos selecionados pela Curadoria do Cinema do Cineteatro São Luiz será feita apenas com empresas brasileiras de produção independente aptas a fornecer nota fiscal e recibo.

Aos interessados, a inscrição pode ser feita no seguinte link:


Serviço:
Chamada pública para a 1ª Mostra São Luiz de Filmes de Curta-Metragem BrasileirosContratação: R$ 1.000,000Inscrições através do link:  http://bit.ly/2hJwehNPrazo de inscrição: 16 de outubro a 19 de novembro de 2017

Cineteatro São Luiz: Mostra Daniel Day-Lewis, espetáculo do ator Edmilson Filho e show “Zé Renato Para Crianças” são destaques da semana

O Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), traz um programação para todos os públicos, nesta semana. A partir desta terça, 26/9, até quinta-feira, 28/9, acontece a Mostra Perfil de Cinema, que homenageia o ator Daniel Day-Lewis, exibindo filmes como “Meu Pé Esquerdo”, “O Último dos Moicanos”, “Sangue Negro”, “Lincoln”, entre outros, com entrada franca. O espetáculo “Notas – Uma Comédia de Relacionamentos”, de Edmilson Filho, estará em cartaz na sexta e sábado, com ingressos ao preço de R$60,00 e R$30,00 (meia). No domingo, 1º de outubro, é dia da criançada e toda família conferirem o show “Zé Renato Para Crianças”, às 17h. Ingressos: R$20,00 e R$10,00 (meia). Outros destaques da semana são apresentações do Grupo Syntagma e do Coral da Secult. Toda programação do Cineteatro São Luiz está disponível no site da Secult (www.secult.ce.gov.br).

Mostra Daniel Day-Lewis

A Mostra Perfil de Cinema do Cineteatro São Luiz homenageia grandes nomes da sétima arte. Desta vez, a atividade traz como destaque o ganhador de 5 Oscar como Melhor Ator, Daniel Day-Lewis. De terça a quinta-feira (26 a 28/9) serão exibidos filmes protagonizados pelo ator, com entrada franca. O público irá conferir “Lincoln”, “Meu Pé Esquerdo”, “O Último dos Moicanos”, “Em Nome do Pai”, “Sangue Negro” e “Gangues de Nova Iorque”.

Música no São Luiz

O Curta São Luiz desta quarta-feira, 27/9, recebe o show “Saltarello” com Baião”, do Grupo Syntagma. A programação gratuita acontece às 12h30, no hall do Cineteatro. Os músicos do Syntagma farão um passeio pelo repertório alegre da música da idade média, da renascença e do barroco junto com a música nordestina de Luiz Gonzaga. A sonoridade melódica das flautas doce e a voz grave da viola da gamba interpretarão um repertório muito rico e remete o ouvinte às danças e a uma diversidade de composições que faziam parte das festividades das cortes, bailes e manifestações populares unindo assim o erudito e o popular, o europeu e o nordestino. O Syntagma surgiu em Fortaleza em 1986, com a proposta de mostrar a forte ligação da música nordestina com a música antiga europeia (medieval, renascentista e barroca), através de um minucioso trabalho de pesquisa que identifica a similaridade das estruturas musicais, rítmicas e melódicas entre esses dois períodos, numa linguagem contemporânea.

Já na sexta-feira, às 12h30, também no hall do São Luiz, quem se apresenta com entrada franca é o Coral da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), que está retomando suas atividades. Reunindo servidores e demais grupos, o coral é aberto ao público e faz alegria e poesia, se apresenta com repertório variado, um convite à apreciação da arte e da cultura. O coral tem história: lançou o CD “Nas Rodas da Infância” e fez, durante sua trajetória, diversas e lindas apresentações nos equipamentos culturais da cidade.  Com regência de Aparecida Silvino, o coral conta com a participação de Eduardo Holanda, regente assistente e tem ensaios às segundas-feiras e quartas-feiras, às 12h.

Uma Comédia de Relacionamentos

Edmilson Filho, ator de “Cine Holliúdy”, traz ao palco do Cineteatro São Luiz, o espetáculo “Notas – Uma Comédia de Relacionamentos”, nesta sexta, 29/9, às 21h, e neste sábado, 30/9, às 20h.  O espetáculo é baseado na série de postagens “Notas Sobre Elas” do ator, sucesso nas redes sociais. O show levou, em 2 meses em cartaz, quase 10 mil espectadores aos teatros. Em 90 minutos de show, cuja direção é assinada por Halder Gomes, ele vai mostrar a sua visão sobre o universo feminino e masculino e particularidades das várias fases de um relacionamento. Dotado de um incrível domínio de palco, Edmilson vai fazer você rir e se identificar em cada segundo desse monólogo. Nessa apresentação especial, haverá a gravação do espetáculo a ser exibido como especial de comédia no NETFLIX. A abertura do espetáculo fica por conta do comediante Victor Alen, um dos grandes fenômenos do Stand Up Comedy no Estado.

Zé Renato Para Crianças 

 

Dando início a programação destinada ao público infantil no mês de outubro, no próximo dia 1º, às 17h, o Cineteatro São Luiz apresenta em sessão única o show “Zé Renato pras Crianças”. O cantor e compositor Zé Renato, que coleciona projetos dedicados a grandes sambistas, apresenta em seu repertório “Samba pras Crianças” e “Forró pras Crianças”, discos premiados como “Prêmio TIM 2004 de Melhor Disco Infantil” e “Prêmio Tim 2007 de melhor CD infantil” e indicação ao Grammy Latino de 2007 na categoria “Melhor Álbum Infantil”. Os ingressos para o evento já se encontram à venda com preços populares: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia).

Em pesquisa pelo universo das canções populares brasileiras, Zé Renato encontrou nos clássicos do samba e no repertório de Jackson do Pandeiro lindas e divertidas canções para os pequenos. O espetáculo inclui as canções: “Cantiga do Sapo”, “Sebastiana”, “Marinheiro Só”, “Eu Não tenho Onde Morar”, “A Casa” e “O Ar” (consagradas nos discos de Vinícius) e “Arca de Noé 1 e 2” (na qual Zé Renato participou ao lado do Boca Livre nos anos 80). As crianças também cantam e dançam ao som de “Sítio do Pica-pau Amarelo”, “História de uma Gata”, além de músicas infantis inéditas do projeto “Água pras Crianças”.

Cineteatro São Luiz realiza Mostra Perfil de Cinema com o único vencedor de três Oscars da história e que acaba de anunciar aposentadoria: Daniel Day-Lewis

SANTA MONICA, CA – JANUARY 10: Actor Daniel Day-Lewis, winner of Best Actor for “Lincoln,” poses in the press room at the 18th Annual Critics’ Choice Movie Awards held at Barker Hangar on January 10, 2013 in Santa Monica, California. (Photo by Jason Merritt/Getty Images)

Há três meses Daniel Day-Lewis, no auge dos seus 60 anos, anunciou sua aposentadoria das telas de cinema. O ator, vencedor de três estatuetas como melhor intérprete nos filmes “Meu Pé Esquerdo”, “Sangue Negro” e “Lincoln”, é o protagonista da Mostra Mostra Perfil de Cinema a ser exibida gratuitamente no Cineteatro São Luiz, nos próximos dias 26, 27 e 28 de setembro.

Day-Lewis estreou nas telonas aos 14 anos, no filme “Domingo Maldito” (1971), de John Schelesinge. Mas foi em 1985 que atingiu o sucesso com os filmes “Minha Adorável Lavanderia”, de Stephen Frearse, e “Uma Janela para o Amor”, de James Ivory, recebendo seu primeiro Oscar em 1989, na pele do protagonista Christy Brown, pelo filme “Meu Pé Esquerdo”, de Jim Sheridan. Em 2007 e 2012 repetiu o feito em “Sangue Negro”, de Paul Thomas Anderson, e “Lincoln”, de Steven Spielberg.

“Essa edição da Mostra Perfil de Cinema enaltece a obra e o talento desse que é um dos maiores atores de sua geração, Daniel Day-Lewis, artista visceral e seletivo, reverenciado pela entrega e qualidade de suas interpretações, onde sobressaem a técnica e o sentimento, além do apurado critério estético e artístico, representado pelo eclético conjunto de produções que protagonizou ao longo de sua trajetória, agora encerrada de forma prematura, caso confirmada sua aposentadoria”, comenta Duarte Dias, Programador e Curador do Cinema do Cineteatro São Luiz, responsável pela mostra.

Na telona do São Luiz será exibido Meu Pé Esquerdo, 1989 (dia 26 às 16h); Gangues de Nova York do diretor Martin Scorsese, 2002 (dia 26 às 18h30); Em Nome do Pai, também de Jim Sheridan (dia 27 às 15h30), 1994; Sangue Negro, de 2007 (dia 27 às 18h30); O Último dos Moicanos, de Michael Mann, 1992 (dia 28 às 16h). A mostra encerra com Lincoln, 2012 (dia 28, às 18h40).

 

Confira a programação completa:

DIA 26/09 (Terça-feira)

16h | MEU PÉ ESQUERDOEntrada: Gratuita | Classificação indicativa: 12 anosDireção: Jim Sheridan | Gênero: Drama | País: Reino Unido, Irlanda | Duração: 1h40 |Ano:1989 | Áudio: Inglês (Legendado)Sinopse: Christy Brown (Daniel Day-Lewis), filho de uma humilde família irlandesa, nasce com uma paralisia cerebral que lhe tira todos os movimentos do corpo, com a exceção do pé esquerdo. Com o controle deste único membro ele torna-se escritor e pintor.

18h30 | GANGUES DE NOVA YORK

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção: Martin Scorsese | Gênero: Drama | País: EUA, Reino Unido, Alemanha,

Holanda | Duração: 2h50 | Ano: 2002 | Áudio: Inglês (Legendado)

Sinopse: Harrisville, Estados Unidos. Um casal (Ron Livinston e Lili Taylor) muda para uma casa nova ao lado de suas cinco filhas. Inexplicavelmente, estranhos acontecimentos começam a assustar as crianças, o pai e, principalmente, a mãe. Preocupada com algumas manchas que aparecem em seu corpo e com uma sequência de sustos que levou, ela decide procurar um famoso casal de investigadores paranormais (Patrick Wilson e Vera Farmiga), mas eles não aceitam o convite, acreditando ser somente mais um engano de pessoas apavoradas com canos que fazem barulhos durante a noite ou coisas do gênero. Porém, quando eles aceitam fazer uma visita ao local, descobrem que algo muito poderoso e do mal reside ali. Agora, eles precisam descobrir o que é e o porquê daquilo tudo acontecendo com os membros daquela família. É quando o passado começa a revelar uma entidade demoníaca querendo continuar sua trajetória de maldades.

DIA 27/09 (Quarta-feira)

15h30 | EM NOME DO PAI

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 16 anos

Direção: Jim Sheridan | Gênero: Drama | País: Irlanda, Reino Unido | Duração: 2h15 |

Ano:1994 | Áudio: Inglês (Legendado)

Sinopse: Em 1974, um atentado a bomba do IRA mata cinco pessoas em um pub de Guilford, próximo de Londres. O jovem rebelde irlandês Gerry Conlon e três amigos são acusados pelo crime, presos e condenados. Giuseppe Conlon, pai de Gerry, tenta ajudar o filho e também é condenado, mas pede ajuda à advogada Gareth Peirce, que passa a investigar as irregularidades do caso.

18h30 | SANGUE NEGRO

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção: Paul Thomas Anderson | Gênero: Drama | País: EUA | Duração: 2h38 | Ano:

2007 | Áudio: Inglês (Legendado)

Sinopse: Virada do século XIX para o século XX, na fronteira da Califórnia. Daniel Plainview (Daniel Day-Lewis) é um mineiro de minas de prata derrotado, que divide seu tempo com a tarefa de ser pai solteiro. Um dia ele descobre a existência de uma pequena cidade no oeste onde um mar de petróleo está transbordando do solo. Daniel decide partir para o local com seu filho, H.W. (Dillon Freasier). O nome da cidade é Little Boston, sendo que a única diversão do local é a igreja do carismático pastor Eli Sunday (Paul Dano). Daniel e H.W. se arriscam e logo encontram um poço de petróleo, que lhes traz riqueza mas também uma série de conflitos.

DIA 28/09 (Quinta-feira)

16h | O ÚLTIMO DOS MOICANOS

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 16 anos

Direção: Michal Mann| Gênero: Drama, Aventura | País: EUA | Duração: 2h02 |

Ano:1992 | Áudio: Inglês (Legendado)

Sinopse: No período colonial, durante a guerra entre Inglaterra e França, o homem criado por índios Hawkeye (Daniel Day-Lewis) luta pela justiça e segue os valores moicanos. Ele se apaixona por Cora Munro (Madeleine Stowe), a filha de um oficial britânico e deve enfrentar o desacordo deste.

18h40 | LINCOLN

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção: Steven Spielberg | Gênero: Drama | País: EUA, Reino Unido, Alemanha,

Holanda | Duração: 2h29 | Ano: 2012 | Áudio: Inglês (Legendado)

Sinopse: Baseado no livro “Team of Rivals: The Genius of Abraham Lincoln”, de Doris Kearns Goodwin, o filme se passa durante a Guerra Civil norte-americana, que acabou com a vitória do Norte. Ao mesmo tempo em que se preocupava com o conflito, o 16º presidente norte-americano, Abraham Lincoln (Daniel Day-Lewis), travava uma batalha ainda mais difícil em Washington. Ao lado de seus colegas de partido, ele tentava passar uma emenda à Constituição dos Estados Unidos que acabava com a escravidão.

Nova edição da Mostra Gêneros do Cinema exibe filmes de terror com entrada gratuita, no Cineteatro São Luiz

O gênero que costuma causar calafrios no mais corajoso dos espectadores entra em cartaz no Cineteatro São Luiz, a partir do próximo dia 19 e se estende até o dia 22 de setembro. Ao todo, serão exibidos 9 clássicos que não podem faltar no repertório dos fãs do gênero. São eles:  Drácula, O Iluminado, Frankenstein, A Noiva de Frankenstein, O Bebê de Rosemary, A Hora do Pesadelo, Invocação do Mal, Pânico e Drácula de Bram Stoker.

O conde vindo dos Cárpatos aterroriza Londres por carregar uma maldição que o obriga a beber sangue humano para sobreviver; isolamento e problemas mentais; um cientista louco vagueia à noite pelo cemitério; um prédio habitado por estranhas criaturas e o filho das trevas; uma entidade demoníaca continua sua trajetória de maldades; ligações, perguntas sobre filmes de terror onde quem erra morre: está aberta a temporada de filmes de terror com entrada gratuita no São Luiz.

“Dessa vez teremos a chance de rever algumas das mais nebulosas e sombrias obras da história do cinema mundial, nesse gênero que vem causando, desde o seu surgimento, pavor, sustos e medos em várias gerações de cinéfilos”, diz Duarte Dias, Programador e Curador do Cinema do Cineteatro São Luiz. “É também uma boa oportunidade para verificarmos, entre outras coisas, a evolução técnica, estética e narrativa desse tipo de produção que, paradoxalmente, costuma nos seduzir ao tempo em que também nos causa repulsa, íntima que é dos nossos temores mais primitivos”, finaliza Duarte.

A “Mostra Gêneros de Cinema – Terror” contém medo para todos os gostos, e com  classificação indicativa variando de 14 a 16 anos.

Veja a programação completa:

DIA 19/09 (Terça-feira)

16h | DRÁCULA

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção: Tod Browning | Gênero: Terror | País: EUA | Duração: 1h15 | Ano:1931 |

Áudio: Inglês (Legendado)

Sinopse: Drácula (Bela Lugosi) é um conde vindo dos Cárpatos que aterroriza Londres por carregar uma maldição que o obriga a beber sangue humano para sobreviver. Após transformar uma jovem em vampira ele concentra suas atenções em uma amiga dela, mas o pai da próxima vítima se chama Van Helsing (Edward Van Sloan), um cientista holandês especialista em vampiros que pode acabar com seu reinado de terror.

18h30 | O ILUMINADO

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 16 anos

Direção: Stanley Kubrick | Gênero: Terror | País: Reino Unido / EUA | Duração: 2h26 |

Ano:1980 | Áudio: Inglês (Legendado)

Sinopse: Durante o inverno, um homem (Jack Nicholson) é contratado para ficar como vigia em um hotel no Colorado e vai para lá com a mulher (Shelley Duvall) e seu filho (Danny Lloyd). Porém, o contínuo isolamento começa a lhe causar problemas mentais sérios e ele vai se tornado cada vez mais agressivo e perigoso, ao mesmo tempo que seu filho passa a ter visões de acontecimentos ocorridos no passado, que também foram causados pelo isolamento excessivo.

DIA 20/09 (Quarta-feira)

14h | Frankenstein

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção: James Whale | Gênero: Terror | País: EUA | Duração: 1h10 | Ano:1931 |

Áudio: Inglês (Legendado)

Sinopse: Henry Frankenstein (Colin Clive), um cientista louco, vagueia à noite pelo cemitério na companhia de Fritz (Dwight Frye), um anão corcunda que é seu assistente. Frankenstein procura mortos e costura partes de diversos cadáveres para fazer um único homem, mas para dar a vida a este ser monstruoso um cérebro é necessário. Assim, ele manda Fritz para o departamento médico de uma universidade próxima, onde o corcunda esquadrinha vários jarros nos quais foram mantidos cérebros vivos para estudos. Fritz seleciona um cérebro e está rumo à porta quando se assusta com um carrilhão, fazendo-o derrubar o jarro. Ele rapidamente pega outro, sem reparar que no rótulo está escrito cérebro criminoso. Frankenstein, desconhecendo o fato, coloca o cérebro em sua criatura e espera uma tempestade elétrica, que ele precisa para ativar a maquinaria que construiu para eletrificar o corpo da sua criatura. Durante esta experiência estranha Dr. Waldman (Edward Van Sloan), um tutor de Frankenstein no passado; Elizabeth (Mae Clarke), a noiva de Frankenstein; e Victor (John Boles), seu melhor amigo, tentam fazê-lo desistir deste experimento. Mas o cientista está frenético e logo infunde vida na criatura dele, mas as conseqüências de tal ato serão trágicas.

16h | A Noiva de Frankenstein

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção: James Whale | Gênero: Terror | País: EUA | Duração: 1h15 | Ano:1935 |

Áudio: Inglês (Legendado)

Sinopse: Dr. Frankenstein (Colin Clive) e seu monstro (Boris Karloff) retornam, pois não estavam mortos como inicialmente se acreditava. O pesquisador planeja parar suas demoníacas experiências, mas quando um cientista louco (Ernest Thesiger) seqüestra sua esposa (Valerie Hobson), ele concorda em ajudá-lo em criar uma nova criatura, uma mulher (Elsa Lanchester), para ser companheira do monstro.

18h30 | O Bebê de Rosemary

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção: Roman Polanski | Gênero: Terror | País: Reino Unido / EUA | Duração: 2h16 | Ano:1968 | Áudio: Inglês (Legendado)

Sinopse: Um jovem casal, Rosemary (Mia Farrow) e Guy Woodhouse (John Cassavetes), se muda para um prédio habitado por estranhas pessoas, onde coisas bizarras acontecem. Quando ela engravida, passa a ter estranhas alucinações e vê o seu marido se envolver com os vizinhos, uma seita de bruxas que quer que ela dê luz ao Filho das Trevas.

DIA 21/09 (Quinta-feira)

16h | A Hora do Pesadelo

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 16 anos

DireçãO: Wes Craven | Gênero: Terror | País: EUA | Duração: 1h31 | Ano:1984 |

Áudio: Inglês (Legendado)

Sinopse: Um grupo de adolescentes tem pesadelos horríveis, onde são atacados por um homem deformado com garras de aço. Ele apenas aparece durante o sono e, para escapar, é preciso acordar. Os crimes vão ocorrendo seguidamente, até que se descobre que o ser misterioso é na verdade Freddy Krueger (Robert Englund), um homem que molestou crianças na rua Elm e que foi queimado vivo pela vizinhança. Agora Krueger pode retornar para se vingar daqueles que o mataram, através do sono.

18h30 | Invocação do Mal

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção: James Wan | Gênero: Terror | País: EUA | Duração: 1h50 | Ano: 2013 | Áudio:

Inglês (Legendado)

Sinopse: Harrisville, Estados Unidos. Um casal (Ron Livinston e Lili Taylor) muda para uma casa nova ao lado de suas cinco filhas. Inexplicavelmente, estranhos acontecimentos começam a assustar as crianças, o pai e, principalmente, a mãe. Preocupada com algumas manchas que aparecem em seu corpo e com uma sequência de sustos que levou, ela decide procurar um famoso casal de investigadores paranormais (Patrick Wilson e Vera Farmiga), mas eles não aceitam o convite, acreditando ser somente mais um engano de pessoas apavoradas com canos que fazem barulhos durante a noite ou coisas do gênero. Porém, quando eles aceitam fazer uma visita ao local, descobrem que algo muito poderoso e do mal reside ali. Agora, eles precisam descobrir o que é e o porquê daquilo tudo acontecendo com os membros daquela família. É quando o passado começa a revelar uma entidade demoníaca querendo continuar sua trajetória de maldades.

DIA 22/09 (Sexta-feira)

16h | Pânico

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

DireçãO: Wes Craven | Gênero: Terror | País: EUA | Duração: 1h50 | Ano:1996 |

Áudio: Inglês (Legendado)

Sinopse: Sidney Prescott (Neve Campbell) começa a desconfiar que a morte de dois estudantes está relacionada com o falecimento da sua mãe, há cerca de um ano. Enquanto isso, os jovens da pacata cidadezinha começam a receber ligações de um maníaco que faz perguntas sobre filmes de horror. Quem erra, morre. As perguntas seguem uma lógica que será desvendada numa grande festa escolar.

18h30 | Drácula de Bram Stoker

Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção: Francis Ford Coppola | Gênero: Terror | País: EUA | Duração: 2h08 | Ano:

1992 | Áudio: Inglês (Legendado)

Sinopse: No século XV, um líder e guerreiro dos Cárpatos renega a Igreja quando esta se recusa a enterrar em solo sagrado a mulher que amava, pois ela se matou acreditando que ele estava morto. Assim, perambula através dos séculos como um morto-vivo e, ao contratar um advogado, descobre que a noiva deste a reencarnação da sua amada. Deste modo, o deixa preso com suas noivas e vai para a Londres da Inglaterra vitoriana, no intuito de encontrar a mulher que sempre amou através dos séculos.