Browsing Tag

Cinema

Cineteatro São Luiz celebra os 120 anos do Cinema Brasileiro com a exibição do clássico “Vidas Secas”, de Nelson Pereira dos Santos

 

O Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), convida a todos para celebrar, por ocasião de duas exibições (às 10h e 19h) do clássico filme “Vidas Secas” do cineasta Nelson Pereira dos Santos, o aniversário de 120 anos do cinema nacional, que será comemorado no dia 19 de junho (terça-feira), “Dia do Cinema Brasileiro”. O evento tem entrada gratuita.

A data faz alusão ao registro das primeiras imagens em movimento realizadas em território brasileiro, feito que coube ao ítalo-brasileiro Afonso Segreto que, a bordo do navio francês “Brésil”, filmou a entrada da baía de Guanabara, no Rio de Janeiro, no ano de 1898.

A escolha do clássico filme “Vidas Secas” para a celebração da data, por sua vez, se traduz numa justa homenagem a um dos maiores cineastas brasileiros de todos os tempos, Nelson Pereira dos Santos, recentemente falecido. “Para nós é uma honra poder exibir esse que é um dos maiores filmes da história do cinema brasileiro na tela do São Luiz, que acabou de completar 60 anos de existência. Ou seja, é uma celebração múltipla de efemérides bastante significativas para o cinema e para a cultura brasileira, dado que o livro que originou o filme, por sua vez, está completando 80 anos desde o seu lançamento.

De outra forma, temos aí dois gigantes da cultura nacional, que são o cineasta Nelson Pereira dos Santos e o escritor Graciliano Ramos, irmanados em um momento de celebração em torno de obras de altíssimo nível estético e artístico, numa prova inconteste da capacidade criativa e intelectual do povo brasileiro”, assinala Duarte Dias, Programador e Curador do Cinema do Cineteatro São Luiz.

O filme “Vidas Secas” foi baseado na obra homônima da nossa literatura, escrita pelo consagrado escritor Graciliano Ramos. A obra, cujo lançamento completa 80 anos em 2018, retrata, de modo condensado e particular, uma visão profunda e complexa da sociedade brasileira na década de 1930, cujos reflexos são visíveis até os dias de hoje. Estruturada em torno da saga de uma família nordestina em meio ao flagelo da seca, a obra, sem perder o aspecto histórico do tema, aprofunda a dimensão introspectiva dos personagens e o contexto psicológico da trama, ampliando, de maneira inédita, as possibilidades narrativas da literatura brasileira.

 

PROGRAMAÇÃO
10h e 19h [CINEMA] PROGRAMAÇÃO ESPECIAL: DIA DO CINEMA BRASILEIRO | VIDAS SECAS
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: Livre
Direção de Nelson Pereira dos Santos | Drama | Brasil | 1963 | 1h43 | Português
Sinopse: Uma família miserável tenta escapar da seca no sertão nordestino. Fabiano (Átila Iório), Sinhá Vitória (Maria Ribeiro), seus dois filhos e a cachorra Baleia vagam sem destino e já quase sem esperanças pelos confins do interior, sobrevivendo às forças da natureza e à crueldade dos homens. Adaptação da obra de Graciliano Ramos.

Cineteatro São Luiz realiza Mostra Perfil de Cinema “Tarkovski” com entrada gratuita

 

No próximo sábado (16/6), o Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, realiza a Mostra Perfil de Cinema com a obra do cineasta russo nascido na então União Soviética “Andrei Tarkovski”. O cineasta dirigiu apenas sete longas-metragens e três curtas, além de ter escrito inúmeros roteiros e o livro “Esculpindo o Tempo”, sobre teoria do cinema. A Mostra tem entrada gratuita e três sessões: às 10h “Andrei Rublev”, às 14h “Solaris” e às 17h30 “Stalker”.

“Andrei Rublev” é um longa que Tarkovski dirigiu em 1965 sobre a vida do pintor russo que dá nome ao filme. Foi exibido uma única vez em Moscou em 1966, ganhando novas exibições em 1969 no Festival de Cannes – onde ganhou o prêmio FIPRESCI Prize – e nos anos 1971 em edição não oficial na União Soviética. Somente em 24 de dezembro de 1971 o longa é liberado.

“Solaris”, uma adaptação do livro homônimo de Stanislaw Lem, é o terceiro longa do cineasta, finalizado em 1972 e vencedor, no Festival de Cannes, dos prêmios “Grand Prix – especial do júri” e “FIPRESCI Prize”, além de ser nomeado “Palma de Ouro” – prêmio de maior prestígio do Festival.

O terceiro filme a ser exibido no Cineteatro São Luiz é “Stalker”, última realização de Tarkovski na União Soviética em 1979 e ganhador do Prêmio do Júri Ecumênico no Festival de Cannes. O filme, que foi gravado duas vezes devido a perda do material na primeira captação, é baseado no romance dos irmãos Arkady e Boris Strugatsky intitulado “Roadisde Picnic” (Piquenique à beira da estrada).

 

Programação Completa:

DIA 16/06 (Sábado)
10h | ANDREI RUBLEV
Classificação indicativa: 12 anos
Direção de Andrei Tarkovski | Drama | URSS, Rússia | 1966 | 2h30 | Legendado
Sinopse: A vida de Andrei Rublev, o grande pintor de ícones da Rússia do século XV, um período de intensa turbulência e também de diversas dificuldades pelas quais passavam o povo russo. Na época o país sofria com a pobreza, a rigidez da igreja ortodoxa e também as invasões tártaras. Nesse cenário caótico, estão inseridos os diversos episódios da vida de Andrey, que mais tarde abandonaria seu trabalho como pintor, para se dedicar a Deus.

14h | SOLARIS
Classificação indicativa: 14 anos
Direção de Andrei Tarkovski | Ficção Científica | URSS, Rússia | 1972 | 2h45 | Legendado
Sinopse: Cientista enviado para investigar estranhos fenômenos ocorridos na estação espacial que orbita Solaris, reencontra ali a esposa que se matara há 10 anos. Depois de ser bombardeado com raios-x, o enigmático oceano que cobre o planeta parece dotado de alguma forma de razão com poderes para penetrar no íntimo dos seres humanos e materializar suas memórias, tornando-as reais através da criação dos “visitantes”. O filme recebeu o Grande Prêmio do Júri no Festival de Cannes em 1972.

17h30 | STALKER
Classificação indicativa: 12 anos
Direção de Andrei Tarkovski | Drama, Ficção Científica | URSS, Rússia | 1979 | 2h43 | Legendado
Sinopse: Em um país não nomeado, a suposta queda de um meteorito criou uma área com propriedades estranhas, onde as leis da física e da geografia não se aplicam, chamada de Zona. Dentro da Zona, segundo reza uma lenda local, existe um quarto onde todos os desejos são realizados. Com medo de uma invasão da população em busca do tal quarto, autoridades vigiam o local e proíbem a entrada de pessoas. Apenas alguns têm a habilidade de entrar e conseguir sobreviver lá dentro, são os “Stalkers”. Um escritor e um cientista querem entrar e contratam um stalker para guiá-los lá dentro. No caminho até o quarto, vão passar por rotas misteriosas e muitas vezes, mutáveis.

CineMaterna exibe o filme “A Noite do Jogo” na próxima terça-feira (22/05)

 

No mês dedicado às mamães, o Projeto CineMaterna traz no próximo dia 22 de maio a comédia americana “A Noite do Jogo”. A exibição do filme acontece na Cinepólis do RioMar Kennedy e tem início às 14h. A sessão vem acontecendo em mais de 50 cidades do Brasil e é voltada para as mães com bebês de até 18 meses.

A sala de cinema é preparada especialmente para que mães e bebês se sintam confortáveis durante a exibição do filme (sujeito à lotação da sala). Os cuidados com a sala contemplam uma iluminação especial, com som e ar condicionado suaves; e ainda dispõem de trocadores abastecidos com fraldas, pomadas e lenços umedecidos, que podem ser usados gratuitamente.

 

Sobre o Filme

A trama conta a história de um grupo de amigos que se encontra regularmente para noites de jogo e se vê obrigado a resolver um mistério de assassinato. O filme traz no elenco os atores Jason Bateman, Billy Magnussen e Rachel McAdams.

 

Serviço:

Sessão CineMaterna

Data: 22 de maio, terça-feira

Horário: 14h

Filme: A Noite do Jogo (Comédia)

Duração: 100 min

Ingressos: Na Bilheteria

Local: Piso L3 – Cinépolis RioMar Kennedy (Av. Sargento Hermínio Sampaio, 3100 – Presidente Kennedy)

Mais informações no site: www.cinematerna.org.br.

Telefone: (85) 3089-0909

Multicine do North Shopping Sobral inicia venda antecipada para o filme Deadpool 2

 

O Multicine Cinemas do North Shopping Sobral já iniciou a pré-venda para o filme Deadpool 2. Duas sessões já estão confirmadas para a próxima quarta-feira, 16 de maio, uma dublada, às 20h, e outra legendada, às 22:30h. Até o dia 13 de maio, com a promoção ANTI VACILÃO os clientes podem garantir o ingresso antecipado online, no site www.multicinecinemas.com.br, sem a taxa de conveniência e ganha R$ 1,00 de desconto.

 

Deadpool 2

O bocudo mercenário da Marvel está de volta. Depois de sobreviver a um ataque bovino quase fatal, um chefe de cafeteria desfigurado (Wade Wilson) luta para alcançar seu sonho de se tornar o barman mais quente de Mayberry, enquanto também aprende a lidar com sua perda de paladar.

Procurando reencontrar seu gosto pela vida, junto com um capacitor de fluxo, Wade precisa lutar contra ninjas, Yakuza, e uma alcateia de caninos sexualmente agressivos, enquanto faz uma jornada pelo mundo para descobrir a importância da família, amizade e sabor – encontrando um novo gosto para a aventura e ganhando o cobiçado título de Melhor Amante do Mundo em sua caneca de café.

Os ingressos podem ser adquiridos no site do cinema www.multicinecinemas.com.br ou diretamente na bilheteria.

CineMaterna exibe “Vingadores – Guerra Infinita” no RioMar Fortaleza nesta terça (08/05)

 

A maior estreia do ano “Vingadores – Guerra Infinita” será exibida na CineMaterna do RioMar Fortaleza na próxima terça-feira, 08 de maio, às 14h. Voltada para as mães com bebês de até 18 meses (sujeito à lotação da sala), a sessão é realizada no shopping uma vez por mês, com filme escolhido por meio de votação no site da CineMaterna.

A sala de cinema é preparada especialmente para que mães e bebês se sintam confortáveis durante a exibição do filme. Recebe iluminação especial, com som e ar condicionado suaves; e ainda dispõem de trocadores abastecidos com fraldas, pomadas e lenços umedecidos, que podem ser usados gratuitamente.

 

Sobre o Filme

Pantera Negra, os Guardiões da Galáxia e os Vingadores se unem para combater seu inimigo mais poderoso, o maligno Thanos. Em uma missão para coletar todas as seis pedras do infinito, Thanos planeja usá-las para infligir sua vontade maléfica sobre a realidade.

 

Serviço

CineMaterna RioMar Fortaleza

Data: 08 de maio, terça-feira

Horário: 14h

Filme: Vingadores – Guerra Infinita (Legendado)

Duração: 2h40m

Local: Cinepólis – Piso L3 – Cinépolis RioMar Fortaleza – (R. Des. Lauro Nogueira, 1500 – Papicu, Fortaleza – CE)

Mais informações no site: www.cinematerna.org.br.

Ingressos: na Bilheteria

Atenciosamente,

Em homenagem aos 65 anos da criação de 007, o Cineteatro São Luiz realiza de 17 a 21 de abril a Mostra “Bond, James Bond”

 

 

De 17 a 21 de abril, o Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria a Cultura do Estado do Ceará (Secult), realiza a Mostra “Bond, James Bond” em homenagem aos 65 anos do personagem conhecido pelo código 007 – agente secreto de espionagem britânica criado pelo escritor Ian Fleming em 1953. Os livros viraram franquia no cinema com um total de vinte e quatro filmes, a começar com “O Satânico Dr. No, de 1962, o primeiro filme a ser exibido na Mostra no dia 17 às 16h. Ao todo, estarão em exibição gratuitamente 14 filmes da franquia: “Moscou contra 007”, “007 contra Goldfinger”, “A Serviço Secreto de sua Majestade”, “Com 007 viva e deixe morrer”, “007 – O espião que me amava”, “007 – Marcado para a morte”, “007 – Permissão para matar”, “007 Contra Goldeneye”, “O amanhã nunca morre”, “007 – Cassino Royale”, “007 – Quantum of Solace”, “007 – Operação Skyfall” e “007 – 007 Contra Spectre”.

“Os fãs da franquia cinematográfica terão a oportunidade de rever não só algumas das principais aventuras do letal e sedutor James Bond, mas também a todos os atores que deram vida a esse que é o mais célebre dos espiões do cinema e da literatura mundial, com interpretações que vão de Sean Connery a Daniel Craig, passando por Roger Moore, Timothy Dalton, Pierce Brosnan e o solitário George Lazenby, que interpretou 007 apenas uma única vez, no caso, no filme ‘A Serviço Secreto de sua Majestade’, de 1969.”, observa Duarte Dias, Programador e Curador do Cinema do Cineteatro São Luiz.

Confira, abaixo, a programação completa da Mostra.

DIA 17/04 (Terça-feira)

16h | 007 CONTRA O SATÂNICO DR. NO

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de Terence Young | Policial, Ação, Espionagem | Reino Unido | 1962 | 1h51 | Legendado

Sinopse: James Bond (Sean Connery) investiga o desaparecimento de um agente britânico. Em meio às suas investigações ele descobre o esconderijo do Dr. No (Joseph Wiseman), um gênio louco que pretende desviar o rumo dos foguetes americanos.

19h | MOSCOU CONTRA 007

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de Terence Young | Policial, Ação, Espionagem | Reino Unido | 1963 | 1h58 | Legendado

Sinopse: James Bond (Sean Connery) é incumbido de ajudar uma bela agente soviética a fugir de seu país, para então tentar recuperar uma leitora de códigos na embaixada russa, em Londres. Porém, Bond não sabe que a temível organização criminosa Spectre organizou esta armadilha no intuito de executá-lo.

DIA 18/04 (Quarta-feira)

13h30 | 007 CONTRA GOLDFINGER

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de Guy Hamilton | Policial, Ação, Espionagem | Reino Unido | 1964 | 1h52 | Legendado

Sinopse: James Bond é (Sean Connery) encarregado de espionar Goldfinger (Gert Fröbe), um poderoso milionário cujas remessas de ouro espalhadas por diversos países podem esconder ações criminosas. Após ser capturado, Bond descobre que o plano de Goldfinger é bem maior do que ele imaginava: Goldfinger pretende roubar nada mais nada menos do que as reservas americanas de ouro, guardadas no Forte Knox.

16h | 007 A SERVIÇO SECRETO DE SUA MAJESTADE

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de Peter Hunt | Policial, Ação, Espionagem | Reino Unido | 1969 | 2h20 | Legendado

Sinopse: Em uma praia 007 (George Lazenby) evita que uma jovem mulher cometa suicídio. O pai dela o chefe de uma poderosa organização criminosa e, impressionado com Bond, quer que ele proteja sua filha se casando com ela. Em troca, ele oferece ao famoso agente informações que façam 007 chegar até Ernst Blofeld (Telly Savallas), o principal inimigo do agente. Inicialmente 007 concorda com o acordo, visando apenas poder matar Blofeld, mas com o tempo ele realmente fica apaixonado pela sua futura esposa. Porém, Bond logo descobre que Blofeld planeja destruir a humanidade com um vírus altamente mortal a menos que receba perdão por todos os seus crimes. Desta maneira, a Rainha da Inglaterra pede que Bond intervenha no caso, mas a situação se complica e toma um rumo inesperado.

19h | COM 007 VIVA E DEIXE MORRER

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de Guy Hamilton | Policial, Ação, Espionagem | EUA | 1973 | 2h01 | Legendado

Sinopse: Três agentes britânicos são mortos no mesmo dia, ao investigarem o contrabando de drogas, com os assassinatos estando ligados a um chefão do crime do Harlem e a um diplomata internacional. 007 (Roger Moore) vai investigar o caso e, ao chegar em Nova York, quase é morto por um capanga que trabalha para o chefão do Harlem. Ao iniciar suas investigações, logo o agente inglês descobre uma trama para colocar dois bilhões de dólares em heroína no mercado americano.

DIA 19/04 (Quinta-feira)

16h | 007 – O ESPIÃO QUE ME AMAVA

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de Lewis Gilbert | Policial, Ação, Espionagem | Reino Unido | 1977 | 2h05 | Legendado

Sinopse: A Inglaterra descobre que alguém sabe como rastrear um submarino submerso e está oferecendo esta tecnologia para quem pagar mais alto. Uma crise internacional tem início quando um submarino com dezesseis mísseis nucleares desaparece, enquanto fazia uma patrulha. O agente secreto 007 (Roger Moore) incumbido de investigar o caso e recuperar as ogivas, antes que sejam disparadas, e para isto recebe a ajuda de uma bela e sensual agente soviética (Barbara Bach).

19h | 007 – MARCADO PARA A MORTE

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de John Glen | Policial, Ação, Espionagem | EUA, Reino Unido | 1987 | 2h10 | Legendado

Sinopse: Georgi Koskov (Jeroen Krabbé), um general dissidente da União Soviética, escapa da Cortina de Ferro com a ajuda de James Bond (Timothy Dalton), mas logo recapturado através de uma sensacional missão de resgate, que transforma o Serviço Secreto Inglês em uma grande chacota. A partir de então, 007 assume o caso e vê fatos surpreendentes ao conhecer Kara Milovy (Maryam d’Abo), uma violoncelista tcheca com quem se envolve. Bond acaba descobrindo uma grande trama ligada a Brad Whitaker (Joe Don Baker), um grande comerciante de armamento bélico.

DIA 20/04 (Sexta-feira)

14h | 007 – PERMISSÃO PARA MATAR

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de John Glen | Policial, Ação, Espionagem | EUA, Reino Unido | 1989 | 2h12 | Legendado

Sinopse: Pouco depois de um importante traficante ser preso, um agente da Agência de Combate aos Narcotráficos e também um grande amigo de James Bond se casa. Mas o chefão da droga, enquanto era levado preso, consegue escapar. Ele consegue encontrar o amigo de 007 em sua lua-de-mel, mata sua esposa e leva o agente para ser mutilado com dentadas de um tubarão. Assim que 007 sabe do ocorrido ele decide se vingar, mas recebe ordem de esquecer o assunto e partir para uma nova missão. Diante desta situação, Bond deserda do Serviço Secreto Britânico e começa sua empreitada para encontrar os responsáveis e matá-los.

16h50 | 007 CONTRA GOLDENEYE

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de Martin Campbell | Policial, Ação, Espionagem | EUA, Reino Unido | 1995 | 2h10 | Legendado

Sinopse: Com a queda da Cortina de Ferro e o final da Guerra Fria, o modo de obter poder deu ao mundo uma nova ordem, que envolvem esquemas perigosos que visam apenas o lucro. Neste contexto, James Bond (Pierce Brosnan) conhece em Mônaco Xenia Onatopp (Famke Janssen), uma mulher extremamente bela e perigosamente mortal, que pertence a Máfia russa. Bond tenta encontrar o Goldeneye, uma arma secreta espacial que destrói tudo que tenha um circuito eletrônico e que, caso caia em mãos erradas dará aos seus donos o poder de derrubar governos. Para impedir um catástrofe mundial, James se une a Natalya Simonova (Izabella Scorupco), uma programadora de computadores.

19h30 | 007 – O AMANHÃ NUNCA MORRE

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de Roger Spottiswoode | Policial, Ação, Espionagem | EUA, Reino Unido | 1998 | 1h55 | Legendado

Sinopse: O famoso agente 007 (Pierce Brosnan) descobre que Elliot Carver (Jonathan Pryce), um bilionário que comanda uma gigantesca rede de informações, planeja criar um incidente político e internacional, que pode redundar na Terceira Guerra Mundial. A intenção de Carver é aumentar ainda mais seu poder, que já é enorme. Durante sua missão, o espião inglês se reencontra com Paris Carver (Teri Hatcher), uma linda mulher com quem tivera um relacionamento, mas hoje está casada com o demoníaco mega-empresário. Conhece também Wai-Lin (Michele Yeoh), uma agente chinesa que investiga a mesma situação, disfarçada de jornalista.

DIA 21/04 (Sábado)

9h | 007 – CASSINO ROYALE

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Martin Campbell | Policial, Ação, Espionagem | EUA, Reino Unido | 2006 | 2h18 | Legendado

Sinopse: A 1ª missão de James Bond (Daniel Craig) como agente 007 o leva a Madagascar. Sua tarefa é espionar o terrorista Mollaka (Sebastien Foucan), mas nem tudo sai como o planejado. Bond decide espionar por conta própria o restante da célula terrorista, o que o leva às Bahamas. Lá ele conhece Alex Dimitrios (Simon Abkarian) e sua namorada Solange (Caterina Murino). Alex está envolvido com Le Chiffre (Mads Mikkelsen), o banqueiro de organizações terroristas espalhadas pelo planeta, que pretende conseguir dinheiro em um jogo de pôquer milionário em Montenegro, no Cassino Royale. O MI6 envia Bond para jogar contra Le Chiffre, sabendo que caso Le Chiffre perca a partida isto desmontará sua organização. Mas para esta tarefa o agente 007 terá a companhia da sedutora Vesper Lynd (Eva Green), enviada por M (Judi Dench) para acompanhá-lo na missão.

13h10 | 007 – QUANTUM OF SOLACE

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Marc Forster | Policial, Ação, Espionagem | EUA, Reino Unido | 2008 | 1h47 | Legendado

Sinopse: James Bond (Daniel Craig) e M (Judi Dench) realizam o interrogatório do sr. White (Jesper Christensen), responsável pelos eventos do filme anterior da série. Porém uma traição faz com que White seja morto. Para investigar o caso Bond parte rumo ao Haiti, onde conhece Camille (Olga Kurylenko), uma bela e perigosa mulher que possui ligações com Dominic Greene (Mathieu Amalric). Greene tem planos para a Bolívia, incluindo a deposição do atual governo, o que faz com que Bond entre em seu caminho.

15h40 | 007 – OPERAÇÃO SKYFALL

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Sam Mendes | Policial, Ação, Espionagem | EUA, Reino Unido | 2012 | 2h23 | Legendado

Sinopse: O roubo de um HD contendo informações valiosas sobre a identidade de diversos agentes, infiltrados em células terroristas espalhadas ao redor do planeta, faz com que James Bond (Daniel Craig) parta atrás do ladrão. A perseguição segue pelas ruas de uma cidade na Turquia e acaba em cima de um trem. Precisando impedir que a peça seja levada, M (Judi Dench) ordena que a agente Eve (Naomi Harris) dispare, mesmo sabendo que o tiro pode atingir Bond. É o que acontece, fazendo com que o agente 007 despenque de uma altura incrível. Considerado morto, Bond passa a levar uma vida como “fantasma” até assistir, pela TV, o ataque terrorista sofrido pelo MI6 em plena Londres. Disposto a mais uma vez defender seu país, ele retorna à capital inglesa e se reapresenta a M, mesmo guardando uma certa mágoa dela por ter ordenado o disparo. Logo eles descobrem que o responsável pelo roubo e o atentado é alguém que conhece muito bem o modo de funcionamento do MI6.

18h30 | 007 – 007 CONTRA SPECTRE

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Sam Mendes | Policial, Ação, Espionagem | EUA, Reino Unido | 2015 | 2h30 | Legendado

Sinopse: James Bond (Daniel Craig) vai à Cidade do México com a tarefa de eliminar Marco Sciarra (Alessandro Cremona), sem que seu chefe, M (Ralph Fiennes), tenha conhecimento. Isto faz com que Bond seja suspenso temporariamente de suas atividades e que Q (Ben Whishaw) instale em seu sangue um localizador, que permite que o governo britânico saiba sempre em que parte do planeta ele está. Apesar disto, Bond conta com a ajuda de seus colegas na organização para que possa prosseguir em sua investigação pessoal sobre a misteriosa organização chamada Spectre.

CineMaterna exibe “Com Amor, Simon” no RioMar Kennedy, terça (17)


A comédia “Com Amor, Simon” será exibida na CineMaterna do RioMar Kennedy na próxima terça-feira, 17 de abril, às 14h. Voltada para as mães com bebês de até 18 meses (sujeito à lotação da sala), a sessão é realizada no shopping uma vez por mês, com filme escolhido por meio de votação no site da CineMaterna.

A sala de cinema é preparada especialmente para que mães e bebês se sintam confortáveis durante a exibição do filme. Recebe iluminação especial, com som e ar condicionado suaves; e ainda dispõem de trocadores abastecidos com fraldas, pomadas e lenços umedecidos, que podem ser usados gratuitamente.

 

Sobre a Comédia

Aos 17 anos, Simon Spier (Nick Robinson) aparentemente leva uma vida comum, mas sofre por esconder um grande segredo: não revelou ser homossexual para sua família e amigos. E tudo fica mais complicado quando ele se apaixona por um dos colegas de classe, anônimo, na Internet.

 

Serviço

CineMaterna RioMar Kennedy

Data: 17 de abril, terça-feira

Horário: 14h

Filme: Com Amor, Simon (Legendado)

Duração: 110 min

Local: Piso L3 – Cinépolis RioMar Kennedy (Av. Sargento Hermínio Sampaio, 3100 – Presidente Kennedy)

Mais informações no site: www.cinematerna.org.br.

Ingressos: na Bilheteria

28º Cine Ceará abre inscrições para longas ibero-americanos e curtas brasileiros

 

O Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema está com inscrições abertas de 09 de abril a 23 de maio de 2018 para as mostras competitivas Ibero-americana de Longa-metragem e Brasileira de Curta-metragem da 28ª edição, que acontecerá de 04 e 10 de agosto deste ano no Cineteatro São Luiz em Fortaleza, Ceará. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas exclusivamente pelo website do festival www.cineceara.com, através do preenchimento e envio eletrônico da Ficha de Inscrição.

Em sua 28ª edição, o Cine Ceará reafirma o compromisso em proporcionar diálogo entre produtores, atores e diretores que compartilham diferentes culturas no palco do público cearense. Além das mostras competitivas, o festival traz debates e mostras paralelas, promovendo divulgação de novos talentos na área audiovisual.

 

Mostras Competitivas

Na Mostra Competitiva Ibero-americana de Longa-metragem podem ser inscritos filmes de realizadores de países da América Latina, Caribe, Portugal e Espanha, com duração mínima de 60 minutos e concluídos a partir de 2016, nos gêneros de animação, ficção, documentário ou experimental.

Para a seleção, a prioridade da curadoria é para obras inéditas. Os selecionados concorrerão ao Troféu Mucuripe nas categorias de Melhor Longa-metragem, Direção, Fotografia, Montagem, Roteiro, Som, Trilha Sonora Original, Direção de Arte, Ator, Atriz e Prêmio da Crítica.

Na Mostra Competitiva Brasileira de Curta-metragem podem ser inscritos filmes nos gêneros ficção, documentário, animação ou experimental de até 25 minutos, concluídos a partir de janeiro de 2017, que não tenham participado do processo seletivo de outras edições do Festival. A prioridade na seleção também será para obras inéditas. Os produtores e/ou diretores devem ser brasileiros ou radicados no país há mais de três anos. Os selecionados vão disputar o troféu Mucuripe nas categorias de Melhor Curta-metragem, Direção, Roteiro, Produção Cearense e Prêmio da Crítica.

Os curtas cearenses inscritos no festival que não forem selecionados para a Mostra Competitiva serão submetidos à comissão de seleção da Mostra Olhar do Ceará, que renderá ao melhor filme o troféu Mucuripe. Mais detalhes devem ser consultados no regulamento.

O Cine Ceará é uma promoção da Universidade Federal do Ceará (UFC), através da Casa Amarela Eusélio Oliveira, com apoio do Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura, do Ministério da Cultura, via Secretaria do Audiovisual, e Prefeitura Municipal de Fortaleza, através da Secultfor. A realização é da Associação Cultural Cine Ceará e Bucanero Filmes. Patrocínio: M. Dias Branco.

 

SERVIÇO

28° Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema – Inscrições abertas de 09 de abril a 23 de maio para as mostras competitivas Ibero-americana de Longa-metragem e Brasileira de Curta-metragem desta edição, que acontecerá de 04 a 10 de agosto de 2018 em Fortaleza, Ceará. Informações: www.cineceara.com. E-mail: contatos@cineceara.com. Tel: (85)3055-3465.

Cineteatro São Luiz estreia “Mostra Nova Hollywood” nesta semana

 

Nesta terça-feira (03/04), o Cineteatro São Luiz lançou a “Mostra Nova Hollywood” com 16 filmes em sessões únicas e com entrada gratuita. A Mostra, que estará em cartaz no equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) até o dia 11 de abril, exibirá os longas: “Bonnie e Clyde – uma rajada de balas”, “A primeira noite de um homem”, “Cada um vive como quer”, “Meu ódio será sua herança”, “Easy rider – sem destino”, “A última sessão de cinema”, “Operação França”, “Loucuras de verão”, “Terra de ninguém”, “O Exorcista”, “O Poderoso Chefão”, “Guerra nas Estrelas”, “Ensina-me a viver”, “Perdidos na noite”, “Contatos imediatos do terceiro grau” e “Taxi driver – Motorista de Táxi”.

“A mostra Nova Hollywood se constitui, pelo conjunto e relevância artística das obras selecionadas, um registro fundamental do manifesto existencial de toda uma geração de jovens cujo querer revolucionário extrapolou as fronteiras da hegemônica indústria do cinema norte-americano e da própria arte cinematográfica, vindo a propagar-se e unir-se, em escalas diferenciadas, à crescente onda de movimentos contestatórios verificados a partir daquele período histórico, como bem exemplificam, entre outros, os de maio de 1968, na França.”, afirma Duarte Dias, Programador e Curador do Cinema do cineteatro São Luiz.

Movimento Nova Hollywood

Meados da década de 1960. O mundo que havia resultado da Segunda Guerra Mundial vivia um período de grandes incertezas e transformações no campo político, social e econômico, em parte devido ao surgimento de uma geração inteira de jovens que contestavam, de variadas maneiras, todas as formas de poder e dominação estabelecidas.

Hollywood, a grande meca do cinema, ponta de lança estratégica de um modelo impositivo de civilização, não estava a salvo desse contexto, com os outrora grandes estúdios cinematográficos marchando incontinentes rumo ao declínio absoluto, tolhidos que foram por esse turbilhão de mudanças que também incluía o surgimento e proliferação de modernos aparatos tecnológicos como a televisão, novo altar de devoção da classe média mundial.

Um dado para exemplificar a dimensão do drama: em 1930 cerca de 65% da população norte-americana ia ao cinema toda semana; Em 1964 esse percentual havia despencado – e estacionado – na casa dos 10%.

Foi nesse cenário caótico que surgiu um grupo de jovens diretores que, estimulados por movimentos como a “Nouvelle Vague” (Nova Onda) francesa – que apregoava a soberania dos autores em detrimento do poder dos estúdios – causou uma verdadeira revolução na indústria cinematográfica norte-americana, vindo a produzir uma série de filmes que hoje figuram como obras de referência do cinema universal.

Divididos em duas gerações, a primeira leva desses diretores da “NOVA HOLLYWOOD” – como foi designado aquele movimento – era composta por homens nascidos, em sua maioria, no final da década de 1930, e constava de nomes como Dennis Hopper, John Cassavetes, Stanley Kubrick, Warren Beatty, Woody Allen, Arthur Penn, Robert Altman, Hal Ashby, Peter Bogdanovich e Francis Ford Coppola, entre outros.

A segunda geração, por sua vez, havia nascido durante ou logo após a Segunda Guerra Mundial e contavava com nomes como Martin Scorsese, Paul Schrader, Terrence Malick, Brian de Palma, Steven Spielberg e George Lucas.

De maneira geral, inspirados pelo conceito de “autor” inventado pelos críticos franceses e posto em prática pela “Nouvelle Vague”, os jovens da “Nova Hollywood” legitimaram seu poder através de filmes que traziam uma gama diversificada de temáticas aliadas a um novo e vibrante realismo, além de um forte senso étnico, expresso numa variedade de gêneros que iam do drama ao terror, passando pela ficção científica e filmes de época.

Outro traço característico da “Nova Hollywood” foi o lançamento de uma nova geração de atores e atrizes, com destaque, entre os homens, para Jack Nicholson, Al Pacino, Robert De Niro, Gene Hackman, Dustin Hoffan, Richard Dreyfuss, Elliott Gould, James Caan e Robert Duvall. Entre as mulheres destacaram-se Faye Dunaway, Diane Keaton, Jane Fonda, Barbra Streisand, Jill Clayburgh, Ellen Burstyn e Dyan Cannon.

Esses novos intérpretes, que fugiam do padrão de beleza glamourizado e pasteurizado da velha Hollywood, eram provenientes, em sua maioria, do Actors Studio, célebre escola de Nova Yorque onde o ucraniano Lee Strasberg ensinava o “Método”, uma série de técnicas de preparação de atores criado pelo russo Konstantin Stanislawsky para o Teatro de Arte de Moscou e que apregoava a busca da verdade interior e a integração emocional completa entre o ator e o personagem.

Muitos dos filmes resultantes desses encontros, vontades e circunstâncias figuram, nos dias atuais, como obras de referência na história do cinema, alguns deles presentes na mostra “NOVA HOLLYWOOD”, promovida pelo Cineteatro São Luiz, como é o caso de “O Poderoso Chefão”, “O Exorcista”, “Contatos Imediatos do Terceiro Grau” e “Taxi Driver”.

Outros filmes não tão famosos mas não menos importantes na trajetória daquela geração e do cinema complementam a mostra, como é o caso de “Bonnie e Clyde – Uma Rajada de Balas” e “Easy Rider” (Sem Destino), para muitos as obras que sinalizam o ponto de partida do movimento, havendo ainda lugar para “A Primeira Noite de um Homem”, “Cada Um Vive Como Quer”, “Meu Ódio Será Tua Herança”, “A Última Sessão de Cinema”, “Operação França”, “Terra de Ninguém” e “Loucuras de Verão”, essa última a obra que não só impediu a derrocada de George Lucas como diretor, mas também aquela que lhe deu a oportunidade, pelo sucesso alcançado, de conseguir apoio para o seu próximo e mais ambicioso projeto, o filme “Star Wars” (Guerra nas Estrelas), também presente na programação.

 

Programação completa

DIA 03/04 (Terça-feira)

16h BONNIE E CLYDE – UMA RAJADA DE BALAS

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 16 anos

Direção de Arthur Penn | Policial, Drama, Romance | EUA | 1967 | 1h52 | Legendado

Sinopse: Durante a Grande Depressão, Bonnie Parker (Faye Dunaway) conhece Clyde Barrow (Warren Beatty), um ex-presidiário que foi solto por bom comportamento, quando este tenta roubar o carro de sua mãe. Atraída pelo rapaz, ela o acompanha. Ambos iniciam uma carreira de crimes, assaltando bancos e roubando automóveis. Conhecem o mecânico C.W. Moss (Michael J. Pollard), que passa a ser o novo companheiro da dupla, mas durante um assalto matam uma pessoa e são caçados daí em diante como assassinos. Ao grupo une-se Buck (Gene Hackman), o irmão de Clyde recém-saído da cadeia, e Blanche (Estelle Parsons), sua mulher. Sucedem-se os assaltos e logo o quinteto ganha fama em todo o sul do país. Uma noite, são cercados por vários policiais e, obrigados a matar para fugir, são perseguidos em vários estados.

19h A PRIMEIRA NOITE DE UM HOMEM

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Mike Nichols | Comédia dramática, Romance | EUA | 1968 | 1h46 | Legendado

Sinopse: Após se formar na faculdade, Benjamin Braddock (Dustin Hoffman) retorna para casa. Indeciso quanto ao seu futuro, ele acaba sendo seduzido pela Sra. Robinson (Anne Bancroft), uma amiga de seus pais. A relação se complica ainda mais quando o rapaz se vê forçado pelos pais a ter um encontro com a filha dela, Elaine (Katharine Ross).

DIA 04/04 (Quarta-feira)

13h10 CADA UM VIVE COMO QUER

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 16 anos

Direção de Bob Rafelson | Drama | EUA | 1970 | 1h38 | Legendado

Sinopse: Robert Eroica Dupea (Jack Nicholson) é um talentoso pianista clássico que atualmente trabalha em uma refinaria de petróleo. Ele mora num trailer com a namorada, a garçonete Rayette Dipesto (Karen Black). Quando descobre que seu pai está morrendo, Robert decide voltar para casa, levando Rayette.

16h MEU ÓDIO SERÁ SUA HERANÇA

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Sam Peckinpah | Faroeste, Ação, Drama | EUA, Reino Unido | 1969 | 2h25 | Legendado

Sinopse: Em 1913 um grupo de veteranos fora da lei passa a considerar seriamente a aposentadoria. Procurados, perigosos e intimidadores desde sempre, eles percebem que essa vida já não está valendo o risco e as coisas estão mudando rapidamente no velho oeste. Uma proposta tentadora e inesperada, no entanto, adia os planos do grupo.

19h EASY RIDER – SEM DESTINO

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: Livre

Direção Dennis Hopper | Drama, Aventura | EUA | 1969 | 1h36 | Legendado

Sinopse: Wyatt (Peter Fonda) e Billy (Dennis Hopper) são motoqueiros que viajam pelo sul dos Estados Unidos. Após levarem drogas do México até Los Angeles, eles as negociam com um homem em um Rolls-Royce. Com o dinheiro a dupla parte rumo ao leste, na esperança de chegar a Nova Orleans a tempo para o Mardi Grass, um dos Carnavais mais famosos em todo o planeta.

DIA 05/04 (Quinta-feira)

16h A ÚLTIMA SESSÃO DE CINEMA

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Peter Bogdanovich | Drama | EUA | 1971 | 1h58 | Legendado

Sinopse: Entre a 2ª Guerra Mundial e a Guerra da Coréia, dois jovens, Duane Jackson (Jeff Bridges) e Sonny Crawford (Timothy Bottoms), vivem em Anarene, uma pequena cidade no Texas. Eles se parecem fisicamente, mas mentalmente e emocionalmente são opostos. Passam boa parte do tempo no cinema ou no salão de sinuca. Enquanto Duane tenta se firmar frequentando festas de embalo, Sonny é iniciado no sexo por Ruth Popper (Cloris Leachman), a frustrada esposa do seu treinador. Mas os dois compartilham um desejo: Jacy (Cybill Shepherd).

19h OPERAÇÃO FRANÇA

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de William Friedkin | Drama | EUA | 1971 | 1h44 | Legendado

Sinopse: Marselha, França. Um assassino profissional, Pierre Nicoli (Marcel Bozzuffi), mata um detetive francês. Paralelamente em Nova York, Jimmy “Popeye” Doyle (Gene Hackman), um detetive da polícia, e Buddy “Cloudy” Russo (Roy Scheider), seu parceiro, investigam discretamente Salvatore “Sal” Boca (Tony Lo Bianco), um pequeno comerciante, que está tendo gastos muito acima da sua renda. Cada vez existem mais indícios que grande parte da renda de Sal é ganha ilegalmente e, no processo, é ajudado pela esposa, Angie Boca (Arlene Farber). Isto os leva a descobrir que um grande carregamento de droga está para chegar no país, assim Popeye e Buddy recebem ordens para trabalhar com os agentes federais Bill Mulderig (Bill Hickman) e Bill Klein (Sonny Grosso). Acontece que Doyle e Mulderig têm desavenças, pois uma vez os instintos de Doyle falharam, o que provocou a morte do parceiro. O cérebro da operação é Alain Charnier (Fernando Rey), que esconde 60 quilos de heroína no Lincoln Continental, um carro de luxo que pertence a Henri Devereaux (Frédéric de Pasquale), um astro de cinema que, em razão da sua fama, não deverá ser importunado quando estiver filmando em Nova York. Alain contata Sal para organizar a venda da heroína, mas Doyle vigia Sal e logo começará um jogo de gato e rato.

DIA 06/04 (Sexta-feira)

14h LOUCURAS DE VERÃO

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de George Lucas | Comédia Dramática | EUA | 1973 | 1h50 | Legendado

Sinopse: Em 1962, na pequena cidade de Modesto, os jovens Curt (Richard Dreyfuss) e Steve (Ron Howard) passam sua última noite de verão antes de irem para a universidade, no leste. Nesta noite agitada vários acontecimentos ocorrem ao mesmo tempo. Laurie (Cindy Williams), irmã de Curt e namorada de Steve, briga com ele e acaba saindo de carro com o forasteiro Bob Falfa (Harrison Ford), que depois disputa um racha. O desajeitado Teddy (Charles Martin Smith) pega emprestado o carro de Steve e consegue conquistar a destrambelhada Debbie (Candy Clark), enquanto Curt se junta à gangue dos Faraós e pratica pequenos crimes.

16h40 TERRA DE NINGUÉM

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Terrence Malick | Drama, Policial | EUA | 1974 | 1h35 | Legendado

Sinopse: Fort Dupree, Dakota do Sul, 1959. Kit Carruthers (Martin Sheen) é um jovem peão psicologicamente desequilibrado, que mata o pai de Holly Sargis (Sissy Spacek), sua namorada de 15 anos, que não aprovava o relacionamento deles. Kit e Holly fogem juntos para Montana, enquanto Carruthers faz mais vítimas, o que faz a polícia ir em seu encalço.

19h O EXORCISTA

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de William Friedkin | Terror, Suspense | EUA | 1974 | 2h12 | Legendado

Sinopse: Em Georgetown, Washington, uma atriz vai gradativamente tomando consciência que a sua filha de doze anos está tendo um comportamento completamente assustador. Deste modo, ela pede ajuda a um padre, que também um psiquiatra, e este chega a conclusão de que a garota está possuída pelo demônio. Ele solicita então a ajuda de um segundo sacerdote, especialista em exorcismo, para tentar livrar a menina desta terrível possessão.

DIA 07/04 (Sábado)

9h O PODEROSO CHEFÃO

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Francis Ford Coppola | Drama, Policial | EUA | 1972 | 2h55 | Legendado

Sinopse: Em 1945, Don Corleone (Marlon Brando) é o chefe de uma mafiosa família italiana de Nova York. Ele costuma apadrinhar várias pessoas, realizando importantes favores para elas, em troca de favores futuros. Com a chegada das drogas, as famílias começam uma disputa pelo promissor mercado. Quando Corleone se recusa a facilitar a entrada dos narcóticos na cidade, não oferecendo ajuda política e policial, sua família começa a sofrer atentados para que mudem de posição. É nessa complicada época que Michael (Al Pacino), um herói de guerra nunca envolvido nos negócios da família, vê a necessidade de proteger o seu pai e tudo o que ele construiu ao longo dos anos.

13h30 GUERRA NAS ESTRELAS

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de George Lucas | Ficção Científica | EUA | 1977 | 2h01 | Legendado

Sinopse: Luke Skywalker (Mark Hammil) sonha ir para a Academia como seus amigos, mas se vê envolvido em uma guerra intergalática quando seu tio compra dois robôs e com eles encontra uma mensagem da princesa Leia Organa (Carrie Fisher) para o jedi Obi-Wan Kenobi (Alec Guiness) sobre os planos da construção da Estrela da Morte, uma gigantesca estação espacial com capacidade para destruir um planeta. Luke então se junta aos cavaleiros jedi e a Hans Solo (Harrison Ford), um mercenário, para tentar destruir esta terrível ameaça ao lado dos membros da resistência.

DIA 10/04 (Terça-feira)

16h ENSINA-ME A VIVER

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Hal Ashby | Comédia Dramática | EUA | 1971 | 1h31 | Legendado

Sinopse: Harold (Bud Cort), rapaz de 20 anos com obsessão pela morte, que passa seu tempo indo a funerais e simulando suicídios, um dia conhece Maude (Ruth Gordon), uma senhora de 79 anos apaixonada pela vida. Eles passam muito tempo juntos e, durante esta intensa convivência, ela o apresenta a beleza da existência.

19h PERDIDOS NA NOITE

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 16 anos

Direção de John Schlesinger | Drama | EUA | 1969 | 1h53 | Legendado

Sinopse: Caubói (Jon Voight) texano, bonito, inocente e caipira, tenta ganhar a vida em Nova York prostituindo-se com mulheres. Através da amizade de um marginal (Dustin Hoffman) descobre a face cruel da vida.

DIA 11/04 (Quarta-feira)

16h CONTATOS IMEDIATOS DO TERCEIRO GRAU

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: Livre

Direção de Steven Spielberg | Ficção Científica, Aventura, Drama | EUA | 1977 | 2h15 | Legendado

Sinopse: Em uma pequena cidade americana vive Roy Neary (Richard Dreyfuss), um chefe de família que, ao pressentir a chegada de alienígenas, tem o seu comportamento alterado. Ele fica obcecado pela idéia e começa a investigar a situação, buscando o local de contato dos ET’s. Como ele, diversas outras pessoas sentem a presença extraterrestre e rumam para o local do pouso da nave.

19hTAXI DRIVER – MOTORISTA DE TÁXI

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Martin Scorsese | Drama | EUA | 1976 | 1h55 | Legendado

Sinopse: Em Nova York, um homem de 26 anos (Robert De Niro), veterano da Guerra do Vietnã, é um solitário no meio da grande metrópole que ele vagueia noite adentro. Assim começa a trabalhar como motorista de taxi no turno da noite e nele vai crescendo um sentimento de revolta pela miséria, o vício, a violência e a prostituição que estão sempre à sua volta. Perde bastante noção das coisas quando leva uma bela mulher (Cybill Sheperd), que trabalha na campanha de um senador, para ver um filme pornô logo no primeiro encontro, mas tem momentos de altruísmo ao tentar persuadir uma prostituta de 12 anos (Jodie Foster) para ela largar seu cafetão, voltar para a casa de seus pais e ir para a escola. Porém, em contra-partida, compra quatro armas, sendo uma delas um Magnum 44, e articula um atentado contra o senador (que planeja ser presidente) e para quem sua amiga trabalha.

SERVIÇO:
Mostra Nova Hollywood
De 03 a 11 de abril de 2010
Entrada gratuita.

CineMaterna promove sessão especial com filme de comédia neste sábado (24/03)

 
No mês de março, o Projeto CineMaterna exibe sessão neste sábado, (24), da comédia “Os Farofeiros”. A sessão acontece na Cinepólis do RioMar Kennedy e tem início às 11h. A CineMaterna acontece em 50 cidades do Brasil, e é voltada para as mães com bebês de até 18 meses.

A sala de cinema é preparada especialmente para que mães e bebês se sintam confortáveis durante a exibição do filme (sujeito à lotação da sala). Os cuidados com a sala contemplam uma iluminação especial, com som e ar condicionado suaves; e ainda dispõem de trocadores abastecidos com fraldas, pomadas e lenços umedecidos, que podem ser usados gratuitamente.

 

Sobre o Filme

Ao decidirem alugar uma casa de praia para passar uma temporada, quatro famílias brasileiras consideradas da classe média baixa acabam se metendo em uma cilada. O filme traz no elenco Cacau Protásio, Danielle Winits e Maurício Manfrini.

 

Serviço

CineMaterna RioMar Kennedy

Data: 24 de março, sábado

Horário: 11h

Filme: Os Farofeiros (Comédia)

Duração: 99 min

Ingressos: Na Bilheteria

Local: Piso L3 – Cinépolis RioMar Kennedy (Av. Sargento Hermínio, 3100 – Presidente Kennedy)

Mais informações no site: www.cinematerna.org.br.

UNINABUCO oferece sessão de cinema especial para mulheres

 

 

A Faculdade UNINABUCO Fortaleza, em parceria com a Comissão de Direitos Humanos do Conselho Regional de Psicologia 11ª Região, realiza no dia 24 de março, às 9h, uma sessão de cinema especial para as mulheres. A ação é alusiva ao Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março, e vai debater “Direitos Sexuais e Reprodutivo de Mulheres”.

A programação traz como debatedora a psicóloga Gabriela Freitas da Silva e faz parte do Cine Direitos Humanos, que, na ocasião, vai reproduzir o filme “Preciosa – Uma História de Esperança” e é voltada tanto para os estudantes quanto para a comunidade interessada na temática. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do link: http://sereduc.com/3xB5UJ .

De acordo com o diretor da unidade, Antônio Vasques, promover eventos engajados no empoderamento feminino faz parte da política de Responsabilidade Social da UNINABUCO. “Ações como essa fortalecem o nosso compromisso social com a comunidade em que estamos inseridos. O papel da mulher nos âmbitos pessoal e profissional devem ser respeitados com integridade tanto em suas casas, como nos ambientes de trabalho e nas rodas sociais”, aponta.

A exibição será no auditório da Faculdade UNINABUCO, localizado na Rua Major Facundo, 403 (4º andar), Centro, Fortaleza – CE. Gabriela Freitas é especialista em saúde do trabalhador pela UFRGS; Articuladora do eixo de enfrentamento à violência contra as mulheres da Coordenadoria especial de políticas públicas para as mulheres – gabinete do governador; e Membro da direção executiva estadual da união brasileira de mulheres (UBM) do Ceará.

Centro Dragão do Mar anuncia programação semanal

Confira a agenda do Centro Dragão do Mar para a semana.

 

Geral: de segunda a quinta, das 8h às 22h; e de sexta a domingo e feriados, das 8h às 23h. Bilheteria: de terça a domingo, a partir das 14h.

Cinema do Dragão: de terça a domingo, das 14h às 22h. Ingressos: R$ 14 e R$ 7 (meia). Às terças-feiras, o ingresso tem valor promocional: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia).

Museus: de terça a sexta, das 9h às 19h (acesso até as 18h30); sábados, domingos e feriados, das 14h às 21h (acesso até as 20h30). Acesso gratuito.

Multigaleria: de terça a domingo, das 14h às 21h (acesso até as 20h30). Acesso gratuito.

OBS.: Às segundas-feiras, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura não abre cinema, cafés, museus, Multigaleria e bilheterias.

► ABERTURA DE CHAMADA PARA MALOCA DRAGÃO 2018

O Instituto Dragão do Mar lança chamada para compor parte da programação artística e o quadro de profissionais de produção cultural da Maloca Dragão 2018. Poderão ser inscritos projetos artísticos de Teatro, Circo, Dança, Literatura, Música, Arte Urbana e Culturas Populares. A chamada também receberá inscrições de produtores culturais, técnicos de som e de luz, roadies e cenotécnicos interessados em atuar na equipe de produção do festival. Neste ano, a novidade é a seleção de projetos de Gastronomia para a Maloca de Comer e de um projeto de cenografia e ambientação para a Praça Almirante Saldanha, área de convivência da Maloca. Gratuitas, as inscrições poderão ser realizadas a partir desta segunda-feira (12), no site www.dragaodomar.org.br, e seguem até o dia 26 de março.

Chamada

Esta é a terceira vez consecutiva em que o festival utiliza uma chamada para compor parte de sua programação artística. No ano passado, cerca de 75% das atrações foram selecionadas através desse processo. A Maloca Dragão 2017 recebeu um total de 703 inscrições entre projetos artísticos e profissionais da área de produção cultural, número 118% maior que o de 2016, ano em que o chamamento foi instituído pelo festival.

É importante salientar, no entanto, que a chamada para a Maloca Dragão não é um edital, mas um meio usado para mapear e formar um banco de projetos artísticos e profissionais de todo o Estado, subsidiando assim o trabalho da curadoria do festival.”O interesse crescente de artistas e demais profissionais da cultura no festival tem não só legitimado a Maloca Dragão enquanto um dos momentos mais importantes para a cultura e a arte do Estado, como também ampliado o mapeamento da crescente produção artística no Ceará, do litoral ao interior”, afirma João Wilson Damasceno, diretor de Ação Cultural do Dragão.

Em 2018, a seleção de projetos artísticos terá como curadores: Fernando Catatau (música), Francis Wilker (teatro), Alysson Lemos (circo), Bitu Cassundé (arte urbana), Joubert Arrais (dança), Alênio Carlos (cultura popular), João Luiz Lima (gastronomia) e Ronaldo Correia de Brito (literatura). Os selecionados vão compor uma parte da programação da Maloca Dragão, que também terá artistas e grupos convidados. Os proponentes dos projetos escolhidos serão contatados previamente pela produção do festival, uma vez que a divulgação do resultado da seleção ao público só se dará com a veiculação da programação completa, no site da Maloca.

Desde o ano passado, a Maloca Dragão tem selecionado sua equipe de produção também por meio de chamada. Poderão inscrever-se produtores culturais, técnicos de som, técnicos de luz, roadies e cenotécnicos que devem submeter currículo, portfólio e breve descritivo de atuação profissional. Os candidatos devem ainda estar disponíveis para atividades formativas relativas ao festival em data ainda a ser divulgada.

Novidade

Além de projetos artísticos e de profissionais de produção cultural, a chamada da Maloca 2018 também selecionará um projeto cenográfico e de ambientação para área de convivência e feira de artesanato localizadas na Praça Almirante Saldanha. Poderão inscrever-se arquitetos urbanistas, designers, artistas urbanos ou coletivos de artistas. O proponente selecionado deverá desenvolver e executar o projeto em prazos de montagem e execução indicados pelo Instituto Dragão do Mar. Também é novidade deste ano a seleção de interessados em fazer parte do espaço gastronômico do festival, a Maloca de Comer.

Inscrições

As inscrições na chamada da Maloca Dragão 2018 devem ser feitas exclusivamente no endereço eletrônico www.dragaodomar.org.br. Para efetivar a inscrição e ter acesso ao formulário on-line, o interessado deverá, primeiramente, estar cadastrado no Mapa Cultural do Ceará (http://mapa.cultura.ce.gov.br), plataforma digital que integra uma rede de agentes culturais do nosso Estado.

O Mapa Cultural do Ceará é um banco de dados colaborativo que integra o Sistema de Informações Culturais do Estado do Ceará (Siscult). Esta é uma plataforma livre, gratuita e colaborativa de mapeamento da Secult sobre o cenário cultural cearense. Entre os inúmeros benefícios gerados, a participação no Mapa proporciona ao agente cultural a visibilidade de trabalhos, formação de networking, o acompanhamento da agenda cultural e a consulta a outros projetos culturais.

// De 12 a 26 de março de 2018, no site www.dragaodomar.org.br. Acesso gratuito.

► [ARTES VISUAIS] ABERTURA DA INSTALAÇÃO DE RICARDO BASBAUM, NA EXPOSIÇÃO /SIMULTÂNEOS/

Além de quatro mini-mostras abertas no dia 8 de março, a exposição /Simultâneos/ apresenta, a partir do dia 13, a instalação “Você gostaria de participar de uma experiência artística? Circulação & repouso”, de Ricardo Basbaum, que convida o público à participação. O artista paulista propõe o envolvimento do outro como participante em um conjunto de protocolos indicativos dos efeitos, condições e possibilidades da arte contemporânea. O projeto se inicia com o oferecimento de um objeto de aço pintado (125 x 80 x 18 cm) para ser levado para casa pelo participante (indivíduo, grupo ou coletivo), que terá um certo período de tempo (em torno de um mês) para realizar com ele uma experiência artística.

A exposição /Simultâneos/ é um bloco composto por cinco pequenas mostras. O maranhense Thiago Martins de Melo apresenta um conjunto poético que convida o público a discutir o colonialismo por meio da metanarrativa. Com o filme de animação “Barbara Balaclava” (2016), o artista apresenta a trajetória de uma mártir anônima desde a desapropriação e massacre de sua aldeia e sua morte sob tortura policial até sua experiência como “encantada” encontrando a si mesma em encarnação anterior e culminando em seu batismo no coração de Pindorama. Bárbara balaclava é uma narrativa anarco-xamanista de transcendência da luta anticolonialista.

/Simultâneos/ traz ainda “Montar uma Ruína”, de Lis Paim. A artista visual baiana radicada em em Fortaleza exibe, pela primeira vez, seu arquivo audiovisual constituído a partir da edificação em ruína do Alagoas Iate Clube – o Alagoinha, um antigo clube modernista localizado dentro do mar da orla de Ponta Verde, na cidade de Maceió (AL). Alvo de peculiares ocupações transitórias e de ameaças constantes de desaparecimento desde o momento da sua desapropriação e abandono pelos vários governos em Alagoas, a imagem do Alagoinha na paisagem urbana é a de um apêndice; uma aresta consentida e mal aparada de Maceió: um lugar de limbo.

Em outra sala, o MAC-CE apresenta fragmentos de álbuns de família da cidade de Várzea Alegre/CE, a partir de um conjunto de imagens produzidas pelo “Studio Saraiva” e pela artista “Telma Saraiva”, que evidencia a sofisticação de pensar, executar e reinventar a fotografia na metade do século passado no Cariri cearense (Crato/CE), ao inovar, à época, com o uso da fotopintura, detalhamento de fotografias a partir de pintura com tintas, o que a projetou nacionalmente.

Na Sala Experimental, a curadora Carolina Vieira elege algumas obras do Acervo MAC e da Pinacoteca do Estado do Ceará, e aproxima de um recorte de artistas, homens e mulheres que apresentam, de alguma maneira, a energia feminina ao exibir imagens que remetem às noções de trama, memória, conexão e rede de apoio, muito comum ao universo da mulher. O trabalho manual aparece em obras que envolve tapeçaria, desenhos, instalação e pinturas. Como recepção do visitante esta sala apresenta duas obras bastante significativas, uma imagem de nossa senhora do Euzébio Sloccowick e uma gravura de Nossa Senhora dos Escribas do Francisco de Almeida. Elas são o ponto de partida para pensar organização das demais obras da sala.

► [PROGRAMAÇÃO DO CICLO “BÁRBARAS: MULHERES DO CEARÁ”] Encontros “As mulheres que fazem nossa história”

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, comemorado no dia 08 de março, o Centro Dragão do Mar segue com o ciclo “Bárbaras: mulheres do Ceará”, programação que ofertará, durante todo o mês, atrações em linguagens diversas, a maioria delas gratuita. A programação homenageia figuras femininas que marcaram a história do Ceará e continuam a ser referência em diferentes campos, nomes como Bárbara de Alencar, Maria Luíza Fontenele, Rachel de Queiroz, Maria da Penha, Preta Simoa, Cacique Pequena, Violeta Arraes e Amelinha.

Além de shows, exposições, espetáculos teatrais e exibições de filmes, o ciclo traz em destaque a série de encontros “As mulheres que fazem nossa história”, debates que acontecerão nos dias 13,15, 20 e 22 de março, às 19h, no Auditório do Dragão. O acesso é gratuito, sujeito à capacidade do local. Sociólogas, artistas e lideranças foram convidadas a propor temas que versassem sobre a participação feminina na política, nas lutas, nos movimentos sociais, na arte e na cultura.

Os debates serão divididos em dois eixos temáticos, cada um com dois encontros. Nos dias 13 e 15 de março, a temática abordada será “O Protagonismo feminino e a invisibilidade da mulher na História”. Na terça-feira (13), Maria Luíza Fontenele, primeira mulher a ser eleita prefeita de uma capital brasileira, e a socióloga Irlys Barreira abrem a discussão sobre as participações femininas na política, conversa mediada pela socióloga Paula Vieira. Na quinta-feira (15), a líder indígena Cacique Pequena, a primeira mulher a se tornar Cacique no Brasil, e a ativista Karla Alves, do Pretas Simoa, Grupo de Mulheres Negras do Cariri, conversam falam sobre a participação das mulheres nos movimentos sociais. O bate-papo contará com mediação da socióloga Monalisa Soares.

“Mulheres na produção de narrativas nas artes” será o tema discutido, no dia 20 entre a historiadora Adelaide Gonçalves e a escritora Socorro Acioli, com mediação da escritora Isabel Ferreira Lima, e no dia 22 entre a atriz e diretora Grupo de Teatro Máquina Fran Teixeira e a bailarina e coreógrafa Wilemara Barros, que dialogam sobre o protagonismo da mulher cearense nas produções artísticas e culturais. A conversa será mediada pela cantora, atriz e coordenadora de criação e produção da escola Porto Iracema das Artes Natasha Faria.

Segundo Paulo Linhares, presidente do Instituto Dragão do Mar, os encontros têm a finalidade de discutir a falta de visibilidade das mulheres na história oficial do Estado. “As mulheres cearenses sempre tiveram grande importância nos nossos processos históricos, a começar por Bárbara de Alencar, que foi fundamental no processo de autonomização do Ceará em relação a Portugal e na propagação da ideia de liberdade. Se temos uma ideia de liberdade enraizada por todo o projeto antropológico do Ceará, devemos isso a ela. Esse vanguardismo teve sequência em muitos outros nomes, mas ainda existe uma invisibilidade sobre a trajetória dessas precursoras, uma dívida histórica que precisa entrar em pauta de discussão”, afirma o gestor.

// Dias 13, 15, 20 e 22 de março de 2018, às 19h, no Auditório. Acesso gratuito. Classificação etária: Livre.

► [CIRCO] Espetáculo “Isca”
As 10 Graças

No ano de 1943, em plena noite, um navio zarpa em alto-mar com um grupo de pescadores. Ao comando do Capitão, os tripulantes Nestor, Mantêga e Sereno seguem a bordo de uma grande aventura que tem o riso e a crítica como pano de fundo. Uma velha matéria de jornal e um penico – que é signo e extensão do corpo do ator – são o ponto de partida para um mergulho nas surpresas, paixões, alegrias e tristezas presentes na narrativa.

// Dias 13 e 14 de março de 2018, às 20h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). Classificação etária: Livre.

► [PALESTRA] Debate com Ginga

O Debate com Ginga é realizado uma vez por mês no Auditório do Dragão do Mar, proporcionando discussões de temáticas que se relacionam com a capoeira. Realizado pelo Grupo Capoeira Brasil, promove ainda oficinas e vivências de manifestações afro-brasileiras ou relacionadas com a capoeira. O debate promove a troca de saberes ao convidar pessoas oriundas de diversos setores da sociedade e de campos do saber. Nesta edição, confira a palestra “Mulher e Capoeira: recortes da trajetória histórica cearense”, com Mestra Carla e Mestra Vanda.

“O Debate com Ginga é uma proposta de ir além dos espaços mais tradicionais da capoeira, instigando os capoeiristas a buscarem ampliar suas fontes de conhecimento e suas visões das temáticas que atravessam nossa arte”, afirma Luciano Hebert, corda marrom do Grupo Capoeira Brasil e coordenador do projeto.

O projeto Debate com Ginga tornou-se Projeto de Extensão da Universidade Federal do Ceará-UFC, pelo Instituto de Educação Física e Esportes – IEFES, desde novembro de 2016. Isto significa que passou a ser reconhecido, conservado e apoiado pela Universidade, como capaz de desenvolver atividades de caráter educativo, social, cultural, científico e tecnológico, envolvendo a Capoeira, cujas diretrizes e escopo de integração com a sociedade, agregam-se às linhas de pesquisa desenvolvidas pelo IEFES-UFC. Deste modo, o projeto será ainda capaz de provocar a investigação científica para alunos da graduação em Educação Física e outras áreas do conhecimento, bem como a socialização destes para quem não tem acesso direto à Universidade, com certificação a todos que dele participarem.

A Capoeira e o Grupo Capoeira Brasil

A origem da Capoeira ainda hoje é discutida por diversos estudiosos da área, mas acredita-se que ela remonta aos tempos da escravidão, sendo criada provavelmente pelos negros escravos aqui no Brasil, na ânsia de se libertarem. A capoeira atravessou diversas fases e inúmeras adversidades, sendo até considerada uma prática ilegal e proibida.

Segundo o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), a Capoeira encontra-se presente em todo o território nacional e em mais de 150 países, tornando-se inviável contabilizar o número de praticantes. A Capoeira hoje é incentivada e amparada por Lei Federal e em 2008 foi reconhecida como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil, sendo candidata a tornar-se patrimônio da humanidade.

O Grupo Capoeira Brasil, fundado em 1988 (ano de comemoração dos 100 anos da Abolição da Escravatura), na cidade de Niterói, pelos mestres Paulinho Sabiá (Niterói – RJ), Boneco (Barra – RJ) e Paulão Ceará (Fortaleza – CE), surgiu com o objetivo de incentivar, divulgar e resgatar a cultura e a arte da Capoeira, valendo-se desse instrumento como um meio de transformação e incentivando os praticantes a se tornarem cidadãos críticos.

/// Dia 14 de julho de 2017, às 19h, no Auditório. Acesso gratuito. Classificação etária: Livre.

► [ARTES VISUAIS] Abertura da exposição “Mulher Vírgula!”

Com curadoria de Cecília Bedê, será aberta, no dia 15 de março, a partir das 18h, na Multigaleria do Dragão, “Mulher Vírgula!”, mostra coletiva que se propõe como espaço de debate para além da temática do feminino, rebatendo esteriótipos e quebrando padrões. Dezenove artistas que materializam em diversas linguagens artísticas embates frontais a partir de suas presenças na arte, no trabalho, na política, na maternidade, na rua, no corpo e na cultura. Integram o coletivo Aline Albuquerque (instalação), Clara Capelo (fotografia), Fernanda Meireles (instalação com lambes), Aspásia Mariana, Beatriz Gurgel, Dhiovana Barroso, Elisa de Azevedo, Emi Teixeira, Marissa Moana, Micinete, Renata Cidrack, Shéryda Lopes, Flávia Memória (instalação), Ingra Rabelo (desenho/intervenção), Julia Debasse (pintura), Lia de Paula (fotografia), Marina de Botas (desenho), Simone Barreto (desenho) e Virgínia Pinho (vídeo).

// Abertura no dia 15 de março de 2018, às 18h, na Multigaleria. Em cartaz de 16 de março a 8 de abril. Visitação: de terça a domingo, das 14h às 21h (com acesso até 20h30).

► [TEATRO] Espetáculo “Maquinista”

Pavilhão da Magnólia

Esta é a incrível história do “ator” que entrou para o bando de Lampião após enganar toda uma cidade. Antônio Maquinista* é um tipo presepeiro, inteligente e bem-parecido, que, com boa leitura e não pior escrita, dispôs-se a promover, em meados de 1926, um espetáculo de teatro na cidade de Floresta, Pernambuco. Mas, após recolher o dinheiro dos ingressos e arrecadar por empréstimo um sem-número de cobertas a serem improvisadas em cortinas, desapareceu na hora da abertura do espetáculo com tudo o que se achava em seu poder.

Jurado de morte pela rapaziada fogosa da terra, justamente afrontada com o ridículo em que se envolveram indiretamente as suas famílias, é com pouca surpresa que dias depois estoura a notícia do alistamento do ator velhaco no bando de Lampião, que aliás não viria a pôr freio ao seu espírito criativo.

* Baseado numa história real.

// Dias 15, 16, 17, 18, 23, 24 e 25 de março de 2018, às 20h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). Classificação etária: Livre.

► [MÚSICA] Pôr do Som Especial com Boubacar Cissokho

O programa semanal Pôr do Som, realizado pelo Dragão do Mar, tem edição especial no dia 17 de março, com o instrumentista senegalês Boubacar Cissokho. O músico é hoje a esperança senegalesa da Kora ou Corá que é uma harpa-alaúde de 21cordas amplamente utilizado por povos na África ocidental. Ele toca o instrumente desde os 13 anos.
Originário de Marssassoum em Casamance, Boubacar Cissokho é filho de um grande tocador de kora e maestro da orquestra do Théâtre National Daniel-Sorano à Dakar. Ele também é primo do virtuose Ballaké Sissoko com quem aprendeu a tocar no Mali, onde ele também tem suas raízes. Foi no Mali que ele conheceu o grande Toumani Diabaté e com quem se apresentou pela primeira vez em 2007.

Em 2012, ele iniciou uma parceria com Yann Tambour e seu grupo Stranded Horse com quem gravou o disco Luxe, que apresenta atualmente. Boubacar, apesar de ser ainda muito jovem, é considerado como um grande representante da música mandingue senegalesa.

No dia 15 de março, o instrumentista senegalês conversa ainda com o público, em workshop na sala de música da Escola Porto Iracema das Artes, às 14h. A vinda de Boubacar Cissokho é uma realização da Aliança Francesa.

// Workshop, dia 15 de março, às 14h, na Escola Porto Iracema das Artes. Acesso livre e gratuito. Show no dia 17 de março, às 17h, na Arena Dragão do Mar. Acesso gratuito. Classificação etária: Livre.

 

► [TEATRO INFANTIL] Espetáculo “Senhorita Marshmallow”
Cia Teatro Mosca

Senhorita Marshmallow é a proprietária de uma grande rede de fast-food, que se encontra à beira da falência diante da chegada de uma grande e popular cozinheira na cidade. Para resolver esta situação, Marshmallow planeja uma sabotagem junto ao seu confidente Espelho Mágico sequestrado da Madrasta da Branca de Neve. O que ela não esperava era o que Espelho, fingindo lhe ajudar, já planejava a própria fuga tudo junto do funcionário escravizado do palácio.

Fotos: https://goo.gl/T3zasa

// Dias 17 e 18 de março de 2018, às 17h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). Classificação etária: Livre.
► [MÚSICA] FESTA “MANTENHA O RESPEITO!”, COM PLANET HEMP + ASSUN + REBEL LION + TRAMPA (DF) + WOMEN OF REGGAE

A banda brasileira de rap rock Planet Hemp faz show no dia 17 de março, na Praça Verde do Dragão do Mar. A festa “Mantenha O Respeito!” terá ainda shows de Assun, das bandas Rebel Lion e Trampa (DF) e ainda do projeto Women of Reggae. Com uma temática urbana, a noite mescla atrações que vão do reggae ao rock, passando pelo hip hop, intercalando com DJ e chegando ao famoso rap rock da banda Planet Hemp. A festa terá ainda uma mini rampa de skate e praça de alimentação.

// Dia 17 de março, às 20h, na Praça Verde. Classificação etária: 16 anos.

Ingressos:

1º Lote

Pista meia R$ 50,00

Pista inteira social R$ 60,00 + 2 kg alimentos

Pista inteira R$ 100,00

2º Lote

Front meia R$ 80,00

Front inteira social R$ 100,00 + 2 kg de alimentos

Front inteira R$ 160,00

Vendas

Loja Pranchão (shopping RioMar Kenndy e North Shopping Joquei)

www.ingressando.com.br

Bilheteria do Dragão do Mar (de terça a domingo, das 14h às 20h)

 

► [FEIRA E MÚSICA] FUXICO NO DRAGÃO + FESTIVAL ALBERTO NEPOMUCENO

Nossa tradicional feirinha dominical de expositores de deign, moda e gastronomia recebe programação especial, no dia 18 de março: o Festival Alberto Nepomuceno, apresentações do Sexteto Irmãos Cruz, Preto Neon e Trio Nepomuceno da UFC. O FAN está na 7ª edição e consiste em uma série de atividades, desde concertos de perfil didático a rodas de conversa, congregando aprendizes, mestres da música e públicos de todas as idades, com alcance, inclusive, de populações residentes em área rural. É uma realização da produtora Vagalume, dirigida por Cris Queiroz e Renata Onofre.

No roteiro musical do FAN 2018, as cidades cearenses Fortaleza, Canindé, Aracati e Icó. Toda a programação é gratuita, com ênfase na formação artística do público. O festival dialoga com outras linguagens como artes visuais e literatura. Começou com uma série de concertos, os Concertos Solidários, em igrejas nas cidades Aquiraz e Fortaleza. Ao longo dos anos, ampliou as áreas de atuação levando música para espaços coletivos como praças, teatros, escolas públicas, bibliotecas, museus, igrejas e instituições que desenvolvem trabalhos na área de educação musical. Em 2014, adquiriu formato de festival.

Sexteto Irmãos Cruz

O grupo é formado por seis jovens irmãos: Axel Brendo (violão/violino), Maíra Cruz (flauta/violino), Cecília Cruz (Clarinete/viola), Mirian Cruz (violoncelo), Vitoria Cruz (violino) e Alisson B. Cruz (piano). Nasceu quando Axel, o mais velho, conseguiu uma bolsa para estudar no Conservatório de Música Alberto Nepomuceno. Experiência que inspirou os outros irmãos.

O grupo carrega intensa trajetória na música. Os jovens são bisnetos e netos de músicos. No repertório, música instrumental erudita e popular, com arranjos criativos. Entre outros, interpretam Astor Piazzolla e Heitor Villa-Lobos.

Preto Neon

Experimental eletrônica, sintetizadores e graves, darksound, Preto Neon é o Teste da Tábua. União de dois personagens, dois instrumentos, o digital e o orgânico, o beat e a densidade, duas personalidades. Em formação desde 2014, o grupo eletrônico experimental é composto por João Emannuel e Lucas Santos, que se revezam em múltiplos sons e instrumentos, abordando uma viagem, não só sonora, mas também visual.

Trio Nepomuceno da UFC

O Trio Nepomuceno da UFC é formado pela violinista Liu Man Ying, pela violoncelista Dora Utermohl de Queiroz e pelo pianista Vitor Duarte, todos professores do curso de Licenciatura em Música do Instituto de Artes da Universidade Federal do Ceará. O Trio homenageia o compositor brasileiro Alberto Nepomuceno, regente e pianista nascido em Fortaleza, considerado o pai do nacionalismo da música erudita brasileira.

O Trio Nepomuceno da UFC foi formado em agosto de 2015 por ocasião do ingresso das professoras de cordas Liu Man Ying e Dora Utermohl de Queiroz no ICA-UFC, que junto com o professor Vitor Duarte deram vazão ao anseio por desenvolverem um trabalho de música de câmara com repertório específico para o piano trio, cordas e piano. O Trio Nepomuceno tem se apresentado constantemente desde sua formação através de recitais, apresentações, oficinas e palestras. Em 2017 o Trio Nepomuceno esteve presente na Universidade Federal do Cariri (UFCA), na Universidade Federal do Acre (UFAC), assim como no Theatro José de Alencar e no Cine São Luiz em Fortaleza.

// Dia 18 de março de 2018, das 16h às 20h, na Arena Dragão do Mar. Acesso gratuito. Classificação etária: Livre.

 

TODA SEMANA NO DRAGÃO DO MAR
Feira Dragão Arte
Feira de artesanato fruto da parceria com Sebrae-CE e Siara-CE.
Sempre de sexta a domingo, das 17h às 22h, ao lado do Espelho D’Água. Acesso gratuito.
Planeta Hip Hop
Crews de breaking e outras danças do hip hop promovem encontro de dançarinos do gênero com DJ tocando ao vivo.
Todos os sábados, às 19h, na Arena Dragão do Mar. Acesso gratuito.
Brincando e Pintando no Dragão do Mar
Sob a orientação de monitores, uma série de jogos, pinturas, brincadeiras e outras atividades são oferecidas às crianças.
Todos os domingos, às 16h, na Praça Verde. Acesso gratuito.

 

PLANETÁRIO RUBENS DE AZEVEDO
O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura informa que o Planetário Rubens de Azevedo modernização tecnológica. Está, portanto, temporariamente fechado para atendimento ao público amplo, funcionando apenas para escolas agendadas. Informações: 3488.8639 ou www.dragaodomar.org.br/planetario
VISITE NOSSAS EXPOSIÇÕES
► Exposição “Luciano Carneiro: O Olho e o Mundo”

Parceria entre o Instituto Dragão do Mar (IDM) e o Instituto Moreira Salles (IMS) traz a Fortaleza exposição inédita sobre o cearense Luciano Carneiro, fotojornalista com uma das mais expressivas produções do Brasil. Intitulada “Luciano Carneiro: O Olho e o Mundo”, a mostra está em cartaz dia 13 de maio de 2018, no Museu da Cultura Cearense, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. São cerca de 300 fotografias registradas entre o fim da década de 1940 e ao longo da década de 1950, período em que o fotojornalista atuou na revista O Cruzeiro. Sob curadoria de Sergio Burgi, coordenador de Fotografia do IMS, a mostra pretende difundir a visão de um talento ainda pouco conhecido na história da fotografia brasileira e permite um denso recorte do início do moderno fotojornalismo no país.

Luciano Carneiro foi um dos jornalistas mais atuantes de seu tempo. Em uma curta carreira, interrompida por sua morte aos 33 anos em um acidente aéreo, logo se destacou entre os principais nomes de O Cruzeiro. Trabalhou na revista entre 1948 e 1959, inicialmente como repórter e, no ano seguinte, escrevendo e fotografando. Nesse período, a publicação fez uma consistente inflexão em direção a um fotojornalismo mais humanista e engajado. Essa mudança foi concretizada por fotógrafos como José Medeiros, Flávio Damm, Luiz Carlos Barreto, Henri Ballot, Eugênio Silva e o próprio Carneiro, que passaram a integrar a equipe da revista, trazendo para as fotorreportagens maior ênfase na objetividade e no caráter documental e jornalístico.

Graças à enorme estrutura dos Diários Associados, grupo do qual a revista fazia parte, fundado por Assis Chateaubrinand, Carneiro pôde fazer séries de reportagens em quatro continentes, incluindo a cobertura da Guerra da Coreia, em 1951, sendo um dos únicos repórteres sul-americanos a cobrir o conflito. Com seu espírito aventureiro e com um brevê de paraquedista que possuía, saltou, ao lado do exército americano, sobre as linhas inimigas durante a guerra.

Carneiro documentou, em 1955, o trabalho humanista do dr. Albert Schweitzer na África – premiado três anos antes com o Nobel da Paz. Acompanhou a entrada de Fidel Castro e seus companheiros vitoriosos em Havana, em janeiro de 1959, e realizou ainda reportagens no Japão, na Rússia e no Egito de Gamal Abdel Nasser, presidente daquele país de 1954 até 1970.

No Brasil, realizou matérias sobre jangadeiros, posseiros, a seca no Nordeste, a herança do cangaço, as lutas estudantis e ainda diversas matérias reunidas na seção “Do arquivo de um correspondente estrangeiro” na revista O Cruzeiro, da qual era titular e onde expressava livremente suas opiniões. Ali, revelava influências da fotografia humanista do pós-guerra praticada por fotógrafos como Henri Cartier-Bresson, Robert Capa, Robert Doisneau e W. Eugene Smith. Era um contraponto à coluna de duas páginas de David Nasser, expoente de uma escola de jornalismo de viés sensacionalista, a qual Carneiro se opunha frontalmente.

Ao lado de Rachel de Queiroz, Luiz Carlos Barreto e Indalécio Wanderley, foi parte do elenco de jornalistas, fotógrafos e intelectuais cearenses que ajudaram a construir este grande veículo de comunicação de abrangência nacional e internacional que foi a revista O Cruzeiro. O Instituto Moreira Salles vem ao longo dos últimos anos dedicando-se à pesquisa sobre o fotojornalismo no Brasil, principalmente a partir da produção dos fotógrafos que atuaram na revista.

Apesar de sua evidente relevância, a produção fotográfica de Luciano Carneiro não foi ainda devidamente referenciada e pesquisada. Esta exposição é o primeiro passo mais abrangente nesta direção, com o objetivo de resgatar este importante legado, situando devidamente e definitivamente a obra de Luciano Carneiro no âmbito da fotografia e das artes visuais no Brasil. O conjunto de imagens apresentado corresponde integralmente à coleção de originais cedida ao IMS por sua família, em que se destacam as reportagens que realizou no exterior como correspondente da revista.

Além das fotografias originais, serão exibidos materiais de época, como revistas e fac-símiles de matérias. Outros destaques são: um vídeo sobre a importância da revista O Cruzeiro do ponto de vista de fotógrafos, com depoimentos de Luiz Carlos Barreto e Flávio Damm, que trabalharam na revista, e Walter Firmo e Evandro Teixeira, que nela encontraram a mais forte inspiração no início da carreira; e um minidocumentário produzido para a montagem original da exposição sobre Luciano Carneiro, com entrevistas de Ziraldo e Luciano Carneiro Filho, entre outros.

 

Sobre o fotógrafo

José Luciano Mota Carneiro (Fortaleza, 1926-Rio de Janeiro, 1959), filho de Antônio Magalhães Carneiro e Maria Carmélia Mota Carneiro, nasceu no dia 9 de outubro. Iniciou sua carreira como jornalista nos jornais Correio do Ceará e O Unitário, periódicos integrantes dos Diários Associados. Começou a fotografar nesse mesmo período e, em 1948, passou a integrar a equipe da revista O Cruzeiro, no Rio de Janeiro, como repórter. Suas fotos passariam a ilustrar as reportagens um ano depois.

Luciano Carneiro morreu tragicamente, no dia 22 de dezembro de 1959, em um acidente de avião próximo à cidade do Rio de Janeiro, quando retornava de um trabalho singelo em Brasília: fotografar o primeiro baile de debutantes da nova capital, então às vésperas da inauguração.

Dos destroços do avião, foram resgatadas suas máquinas fotográficas e os filmes com as fotos. A revista o homenageou publicando o que seria sua última matéria, no dia 16 de janeiro de 1960, sem título nem textos, apenas imagens – em uma delas, aparece o próprio fotógrafo refletido em um espelho. Antecedendo as imagens do acidente, na edição de 9 de janeiro, que anunciava o falecimento, foram publicadas duas páginas escritas por David Nasser lamentando a perda do colega. No texto, Nasser ressalta as diferenças entre o jornalismo praticado por ambos e, ao mesmo tempo, reconhece e enaltece sua objetividade e seu humanismo. Na edição de 16 de janeiro, foi Rachel de Queiroz quem publicou sua homenagem.

Fotos: https://drive.google.com/drive/folders/1zJpnObY8kZyRJJwClPUq1S9LLRCNz_4s?usp=sharing
// Em cartaz até 13 de maio de 2018, no Museu da Cultura Cearense. Visitação: de terça a sexta-feira, das 9h às 19h (com acesso até as 18h30); e aos sábados, domingos e feriados, das 14h às 21h (com acesso até as 20h30). Acesso gratuito.

► Exposição “Vaqueiros”

Exposição lúdica, de caráter didático, percorre o universo do vaqueiro a partir da ocupação do território cearense pela pecuária até a atualidade. Utiliza cenografia, imagens e objetos ligados ao cotidiano do vaqueiro.

// Exposição de longa duração, no Piso Inferior do Museu da Cultura Cearense. Visitação de terça a domingo, das 9h às 19h (acesso até as 18h30) e aos sábados, domingos e feriados, das 14h às 21h (acesso até as 20h30). Acesso gratuito. Classificação etária: Livre.
MUSEU DE ARTE CONTEMPORÂNEA DO CEARÁ
► Exposição /Simultâneos/

A exposição /Simultâneos/ é um bloco composto por cinco pequenas mostras. O maranhense Thiago Martins de Melo apresenta um conjunto poético que convida o público a discutir o colonialismo por meio da metanarrativa. Com o filme de animação “Barbara Balaclava” (2016), o artista apresenta a trajetória de uma mártir anônima desde a desapropriação e massacre de sua aldeia e sua morte sob tortura policial até sua experiência como “encantada” encontrando a si mesma em encarnação anterior e culminando em seu batismo no coração de Pindorama. Bárbara balaclava é uma narrativa anarco-xamanista de transcendência da luta anticolonialista.

/Simultâneos/ traz ainda “Montar uma Ruína”, de Lis Paim. A artista visual baiana radicada em em Fortaleza exibe, pela primeira vez, seu arquivo audiovisual constituído a partir da edificação em ruína do Alagoas Iate Clube – o Alagoinha, um antigo clube modernista localizado dentro do mar da orla de Ponta Verde, na cidade de Maceió (AL). Alvo de peculiares ocupações transitórias e de ameaças constantes de desaparecimento desde o momento da sua desapropriação e abandono pelos vários governos em Alagoas, a imagem do Alagoinha na paisagem urbana é a de um apêndice; uma aresta consentida e mal aparada de Maceió: um lugar de limbo.

Em outra sala, o MAC-CE apresenta fragmentos de álbuns de família da cidade de Várzea Alegre/CE, a partir de um conjunto de imagens produzidas pelo “Studio Saraiva” e pela artista “Telma Saraiva”, que evidencia a sofisticação de pensar, executar e reinventar a fotografia na metade do século passado no Cariri cearense (Crato/CE), ao inovar, à época, com o uso da fotopintura, detalhamento de fotografias a partir de pintura com tintas, o que a projetou nacionalmente.

Na Sala Experimental, a curadora Carolina Vieira elege algumas obras do Acervo MAC e da Pinacoteca do Estado do Ceará, e aproxima de um recorte de artistas, homens e mulheres que apresentam, de alguma maneira, a energia feminina ao exibir imagens que remetem às noções de trama, memória, conexão e rede de apoio, muito comum ao universo da mulher. O trabalho manual aparece em obras que envolve tapeçaria, desenhos, instalação e pinturas. Como recepção do visitante esta sala apresenta duas obras bastante significativas, uma imagem de nossa senhora do Euzébio Sloccowick e uma gravura de Nossa Senhora dos Escribas do Francisco de Almeida. Elas são o ponto de partida para pensar organização das demais obras da sala.

Além das quatro mini-mostras que permeiam, de alguma forma, o universo feminino, /Simultâneos/ apresenta ainda, a partir do dia 13 de março, a instalação “Você Gostaria de participar de uma experiência artística? Circulação & repouso”, de Ricardo Basbaum, que convida o público à participação. O artista paulista propõe o envolvimento do outro como participante em um conjunto de protocolos indicativos dos efeitos, condições e possibilidades da arte contemporânea. O projeto se inicia com o oferecimento de um objeto de aço pintado (125 x 80 x 18 cm) para ser levado para casa pelo participante (indivíduo, grupo ou coletivo), que terá um certo período de tempo (em torno de um mês) para realizar com ele uma experiência artística.
// Em cartaz até 13 de maio de 2018, no Museu de Arte Contemporânea do Ceará. Visitação de terça a sexta-feira, das 9h às 19h (com acesso até as 18h30); e aos sábados, domingos e feriados, das 14h às 21h (com acesso até as 20h30). Acesso gratuito.
MULTIGALERIA
► Exposição “Mulher Vírgula!”

Com curadoria de Cecília Bedê, será aberta, no dia 15 de março, a partir das 18h, na Multigaleria do Dragão, “Mulher Vírgula!”, mostra coletiva que se propõe como espaço de debate para além da temática do feminino, rebatendo esteriótipos e quebrando padrões. Dezenove artistas que materializam em diversas linguagens artísticas embates frontais a partir de suas presenças na arte, no trabalho, na política, na maternidade, na rua, no corpo e na cultura. Integram o coletivo Aline Albuquerque (instalação), Clara Capelo (fotografia), Fernanda Meireles (instalação com lambes), Aspásia Mariana, Beatriz Gurgel, Dhiovana Barroso, Elisa de Azevedo, Emi Teixeira, Marissa Moana, Micinete, Renata Cidrack, Shéryda Lopes, Flávia Memória (instalação), Ingra Rabelo (desenho/intervenção), Julia Debasse (pintura), Lia de Paula (fotografia), Marina de Botas (desenho), Simone Barreto (desenho) e Virgínia Pinho (vídeo).
// Abertura no dia 15 de março, às 18h, na Multigaleria. Em cartaz de 16 de março a 8 de abril de 2018. Visitação: de terça a domingo, das 14h às 21h (com acesso até 20h30). Acesso gratuito.

CineMaterna de fevereiro exibe Cinquenta Tons de Liberdade nesta terça-feira (20/02)

 

O drama Cinquenta Tons de Liberdade será exibido na Cinepólis do RioMar Kennedy na próxima terça-feira, 20 de fevereiro, na sessão da CineMaterna com início às 14h. Voltada para as mães com bebês de até 18 meses (sujeito à lotação da sala), a sessão é realizada no shopping uma vez por mês, com filme escolhido por meio de votação no site da CineMaterna.

A sala de cinema é preparada especialmente para que mães e bebês se sintam confortáveis durante a exibição do filme. Recebe iluminação especial, com som e ar condicionado suaves; e ainda dispõem de trocadores abastecidos com fraldas, pomadas e lenços umedecidos, que podem ser usados gratuitamente.

 

Sobre o Filme

Depois de superar grandes problemas na relação, Anastasia e Christian têm amor, intimidade, dinheiro, sexo e um futuro promissor. Porém, a vida reserva grandes surpresas para os dois. Do diretor James Foley, Cinquenta Tons de Liberdade é o desfecho da trilogia de E. L. James e traz no elenco Dakota Johnson, Jamie Dornan e Tyler Hoechlin.

 

Serviço

Sessão CineMaterna RioMar Kennedy

Data: 20 de fevereiro, terça-feira

Horário: 14h

Filme: Cinquenta Tons de Liberdade (Drama)

Duração: 105 min

Local: Piso L3 – Cinépolis RioMar Kennedy (Av. Sargento Hermínio Sampaio, 3100 – Presidente Kennedy)

Mais informações no site: www.cinematerna.org.br.

Ingressos: na Bilheteria

Cineteatro São Luiz inicia nova faixa de programação com Maratona Vikings no Carnaval

 

De forma a ampliar e inovar o conceito da programação de Cinema, o Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), apresenta de 10 a 13 de fevereiro, ao público cearense uma nova dimensão das já famosas “Maratonas”, agora contemplando as séries produzidas originalmente para a televisão.

Para dar início a essa nova vertente da programação o São Luiz apresenta, gratuitamente e durante o período do Carnaval, as duas primeiras temporadas da celebrada série “Vikings”, criada e escrita por Michal Hirst, premiado produtor e roteirista inglês, responsável pela série “The Tudors” e por filmes como “Elizabeth”, dirigido por Shekhar Kapur, com Cate Blanchett e Joseph Fiennes no elenco principal.

Segundo o Programador e Curador do Cinema do Cineteatro, Duarte Dias, a possibilidade de exibição de séries de TV na tela do São Luiz abre uma nova perspectiva de interação com o público, principalmente para os aficionados por essa modalidade da produção audiovisual. “De fato, por tratar-se de uma iniciativa nova, a negociação tende a ser mais complexa que a usual, isso devido a questões que envolvem desde modelos diferenciados de negócio até estratégias de posicionamento dos produtos dessas empresas nesse mercado que é tão ou mais competitivo que o do cinema”, salienta Duarte Dias. “Nossa intenção, por exemplo, era abrir essa faixa de programação com as seis primeiras temporadas da série ‘Game Of Thrones’ e para isso já havíamos obtido a licença de exibição por parte da Warner Bros., distribuidora da série. No entanto, a HBO, empresa produtora da série, posteriormente entrou em contato conosco e, por questões de posicionamento no mercado, nos solicitou o adiamento dessa programação, que deverá acontecer em momento oportuno.”, diz Duarte Dias. A HBO, em anúncio recente, adiou a exibição da oitava temporada da série Game Of Thrones para 2019 e vem investindo em seu próprio serviço de vídeos pela internet, a HBO Go.

A série “Vikings” começa no ano de 793 e é inspirada nas sagas de Ragnar Lothbrok, lendário herói nórdico que ficou conhecido como o flagelo da Inglaterra e da França. Retratado como um fazendeiro que alcança a fama e a glória por conta de seus ataques violentos e bem-sucedidos contra ingleses e franceses, Ragnar contará com o apoio do seu irmão Rollo, seu filho Björn Flanco de Ferro e suas esposas Lagertha e Aslaug, além de alguns fieis amigos e guerreiros que o acompanharão numa trajetória de violência e fúria que findará por torná-lo Rei da Escandinávia.

 

Veja a programação das duas primeiras temporadas da Série “Vikings” no Cineteatro São Luiz:

DIA 10/02 (Sábado)

13h30 [CINEMA] MARATONA DE SÉRIES: VIKINGS – 1ª TEMPORADA | EPISÓDIOS 1, 2 E 3
Entrada: Gratuita | Classificação Indicativa: 16 anos
Dirigido por Johan Renck | EUA | 2013 | 2h18 | Legendado
Episódio 1: Ritos de Passagem;
Episódio 2: A Ira dos Nórdicos;
Episódio 3: Despossuído.

16h30 [CINEMA] MARATONA DE SÉRIES: VIKINGS – 1ª TEMPORADA | EPISÓDIOS 4, 5 E 6
Entrada: Gratuita | Classificação Indicativa: 16 anos
Dirigido por Ciarán Donnelly | EUA | 2013 | 2h12 | Legendado
Episódio 4: Julgamento;
Episódio 5: O Ataque;
Episódio 6: O Enterro dos Mortos.

DIA 11/02 (Domingo)

13h30 [CINEMA] MARATONA DE SÉRIES: VIKINGS – 1ª TEMPORADA | EPISÓDIOS 7, 8 E 9
Entrada: Gratuita | Classificação Indicativa: 16 anos
Dirigido por Ken Girotti | EUA | 2013 | 2h14 | Legendado
Episódio 7: O Resgate de um Rei;
Episódio 8: Sacrifício
Episódio 9: Todas as Mudanças.

16h30 [CINEMA] MARATONA DE SÉRIES: VIKINGS – 2ª TEMPORADA | EPISÓDIOS 1 E 2
Entrada: Gratuita | Classificação Indicativa: 16 anos
Dirigido por Ciarán Donnelly | EUA | 2014 | 1h34 | Legendado
Episódio 1: A Guerra do Irmão;
Episódio 2: Invasão.

DIA 12/02 (Segunda-Feira)

14h [CINEMA] MARATONA DE SÉRIES: VIKINGS – 2ª TEMPORADA | EPISÓDIOS 3 E 4
Entrada: Gratuita | Classificação Indicativa: 16 anos
Dirigido por Ken Girotti | EUA | 2014 | 1h33 | Legendado
Episódio 3: Traição;
Episódio 4: Olho por Olho.

16h10 [CINEMA] MARATONA DE SÉRIES: VIKINGS – 2ª TEMPORADA | EPISÓDIOS 5 E 6
Entrada: Gratuita | Classificação Indicativa: 16 anos
Dirigido por Ken Girotti e Jeff Woolnough | EUA | 2014 | 1h33 | Legendado
Episódio 5: Respostas de Sangue;
Episódio 6: Imperdoável.

DIA 13/02 (Terça-Feira)

14h [CINEMA] MARATONA DE SÉRIES: VIKINGS – 2ª TEMPORADA | EPISÓDIOS 7 E 8
Entrada: Gratuita | Classificação Indicativa: 16 anos
Dirigido por Kari Skogland| EUA | 2014 | 1h39 | Legendado
Episódio 7: Águia de Sangue;
Episódio 8: Sem Ossos.

16h10 [CINEMA] MARATONA DE SÉRIES: VIKINGS – 2ª TEMPORADA | EPISÓDIOS 9 E 10
Entrada: Gratuita | Classificação Indicativa: 16 anos
Dirigido por Ken Girotti | EUA | 2014 | 1h32 | Legendado
Episódio 9: A Escolha;
Episódio 10: A Oração do Senhor.

Mostra Harun Farocki começa, nesta quinta (14), com filmes inéditos em Fortaleza

 

 

Dois dos três filmes que abrem nesta quinta-feira, dia 14, a “Mostra Harun Farocki – O trabalho com as imagens”, são inéditos em Fortaleza. O primeiro é “Em comparação” (Áustria, Alemanha. 2009. 16mm. Cor. 61min), que será exibido na sessão das 19h. O segundo inédito da noite é “Intervalo” (Alemanha, Coréia do Sul. 2007. Vídeo. PB. 40min), abrindo a sessão das 20h30, que termina com “Fogo Inextinguível” (Alemanha Ocidental. 1969. 16mm. PB. 25min). A Mostra acontece de 14 a 20 de dezembro no Cinema do Dragão e até o dia 22 com duas instalações do cineasta alemão no Cena 15 (Rua José Avelino, 495 – Praia de Iracema): Parallel I, II, III e IV (2011/2014) e Labour in a single shot (2011/2014). Toda a programação tem acesso gratuito.

Harun Farocki (1944-2014) é um dos mais respeitados e prolíficos realizadores da Alemanha, tendo realizado mais de 120 filmes e instalações. O artista tratou frequentemente de questões ligadas à produção e a percepção de imagens, constituindo-se numa profunda autorreflexão sobre a cultura audiovisual e a tecnologia, a proliferação de mídias, a explosão de consumo e a produção da informação – assuntos de indiscutível relevância na sociedade contemporânea.

Na “Mostra Harun Farocki – O trabalho com as imagens” serão exibidos 12 filmes produzidos entre 1969 e 2010 e duas instalações inéditas em Fortaleza, tendo como fio condutor o modo como o artista exerce seu trabalho ao mesmo tempo em que conduz a um recorte modulado pela categoria trabalho em sua obra. Contemplada no Edital Temporada de Arte Cearense, do Dragão do Mar, a Mostra tem o apoio da Secretaria de Cultura de Fortaleza e do Porto Iracema das Artes. Toda a programação tem acesso gratuito.

 

Os filmes da abertura (dia 14):

Em comparação (Áustria, Alemanha / 2009 / 16mm / cor / 61 min)

As diferenças entre as culturas e formas de trabalho podem ser expressas na fabricação e utilização de tijolos. Os tijolos criam espaços, organizam relações sociais, armazenam conhecimentos. Visualizamos, comparativamente, diversos processos, sociabilidades e temporalidades a partir da tecnologia milenar do tijolo. “Eu queria, disse Farocki, pensar em um filme que contribuísse para o entendimento do conceito de trabalho. Que comparasse o trabalho em uma sociedade tradicional, como a africana [Burkina Faso], com uma sociedade industrializada recentemente, como a Índia, e uma sociedade muito industrializada, como a Europa ou Japão. O objetivo da comparação será o trabalho de construção de casas. Casas habitáveis.”

Título original: Zum Vergleich. Direção: Harun Farocki. Roteiro: Harun Farocki, Matthias Rajmann. Fotografia: Ingo Kratisch. Som: Matthias Rajmann. Montagem: Meggie Schneider. Desenhos: Andreas Siekmann. Colaboração: Antje Ehmann, Anand Narayan Damle, Michael Knauss, Regina Krotil, Iyamperumal Mannankatti, Mamta Murthy, Markus Nechleba, Jan Ralske, Yukara Shimizu, Isabelle Verreet.

Intervalo (Alemanha, Coréia do Sul / 2007 / vídeo / pb / 40 min)
Filme mudo em preto e branco, registrado no momento de funcionamento do campo de concentração nazista de Westerbork, na Holanda. De início, um campo de refugiados para judeus que fugiam da Alemanha, estabelecido em 1939. Após a ocupação da Holanda, sua função fora revertida pelos nazistas. Em 1944, o dirigente do campo encomenda um filme a um dos presos, detentor de conhecimentos cinematográficos, Rudolph Breslauer. Como a maioria dos judeus da Holanda já havia sido deportada, Westerbork fora convertido em um entreposto de trabalho com a aprovação do comandante. Provavelmente o dirigente encomendara o filme para fazer propaganda contra o fechamento do entreposto pela SS. Harun Farocki exuma os fragmentos dispersos e os traços, aparecendo uma cautelosa hermenêutica da imagem a partir deste singular arquivo do Holocausto.

Título original: Aufschub. Realização: Harun Farocki. Colaboração: Antje Ehmann, Christiane Hitzemann, Lars Pienkoß, Matthias Rajmann, Jan Ralske, Meggie Schneider. Documentação: Herinneringscentrum Kamp Westerbork, Memorial Center Camp Westerbork Hoogdalen. Imagens: Nederlands Instituut voor Oorlogsdocumentatie / The Netherlands Institute for War Documentation, Amsterdam. Produção: Harun Farocki Filmproduktion, Berlin. Encomendado e financiado por Jeonju International Filmfestival, Jeonju. Film footage: Rijksvoorlichtingsdienst Filmarchief, The Netherlands Institute for Sound and Vision, Hilversum.

Fogo Inextinguível (Alemanha Ocidental / 1969 / 16mm / pb / 25 min)

“Se lhes mostrarmos imagens de queimaduras de Napalm, vocês fecharão seus olhos. Primeiro fecharão seus olhos às imagens, então fecharão seus olhos à memória, então fecharão seus olhos aos fatos, então fecharão seus olhos ao contexto”. Essas palavras são faladas no início do agitprop. Farocki se abstém de fazer qualquer tipo de apelo emocional. Seu ponto de partida: “Quando o Napalm está queimando, é muito tarde para extinguí-lo. O Napalm deve ser combatido onde ele é produzido, nas fábricas”.
Título original: Nicht löschbares Feuer. Direção, Roteiro e Montagem: Harun Farocki. Assistencia de direção: Helke Sander. Fotografia: Gerd Conradt. Som: Ulrich Knaudt. Atores: Harun Farocki, Hanspeter Krüger, Eckart Kammer, Caroline Gremm, Gerd Volker Bussäus, Ingrid Oppermann. Produção: Harun Farocki, Berlin-West for WDR, Cologne .

 

Serviço:

Mostra Harun Farocki – O trabalho com as imagens – Exibição de 12 filmes e duas instalações de um dos mais respeitados e prolíficos realizadores da Alemanha, Harun Farocki.

Filmes: De 14 a 20 de dezembro de 2017 no Cinema do Dragão (Rua Dragão do Mar, 81 – Praia de Iracema). Sessões às 19h e 20h30, exceto no dia 15, que terá sessões às 16h30 e 18h. Classificação indicativa: 16 anos. Não há programação de cinema no dia 18 (segunda).

Instalações: De 14 a 22 de dezembro, das 10h às 18h, no Cena 15 (Rua José Avelino, 495 – Praia de Iracema). Não há visitação no dia 17 (domingo).

Ingressos: Toda a programação tem entrada gratuita.

Informações: (85)3488.8600 e farockifortaleza2017@gmail.com