Browsing Tag

Banda

Grupo instrumental Mandacaru Jazz faz show dia 18 de julho, no Sesc 24 de maio, em São Paulo

 

O terceiro show do projeto Conexão Dragão do Mar de Música Cearense será com Mandacaru Jazz, no dia 18 de julho, às 21h, no Sesc 24 de maio, em São Paulo. O show traz um repertório, instrumental e autoral, com clássicos do jazz, da bossa, do samba e do chorinho. A banda é formada pelos maiores nomes da música instrumental contemporânea cearense.
Inspirada no conceito de resistência às barreiras do tempo, de geração e de território, Mandacaru Jazz busca realizar mescla de vertentes. Recente, sua primeira exibição ocorreu na Maloca Dragão 2018. O grupo de instrumentistas é formado por Carlinhos Patriolino (violão e bandolim), Márcio Resende (flauta e sax), Miquéias dos Santos (contrabaixo), Thiago Almeida (teclados), Vitório Cavalcante (bateria) e Igor Ribeiro (percussão). Nayra Costa empresta a afinação e a firmeza de sua voz, para os vocais.

Integrantes da banda têm longa estrada já percorrida em território nacional e no exterior. Na companhia de outros músicos e cantores, passaram por diferentes festivais. Carlinhos já passou por Portugal, França e Espanha; Márcio Resende pelos EUA; Miquéias por Bruxelas; Vitório pela Espanha e Igor por Polônia e Bélgica. Thiago Almeida foi ganhador do prêmio revelação do Festival Mimo, em Recife, e Nayra Costa foi finalista do programa The Voice Brasil.

A experiência de formação adquirida influencia no resultado do trabalho atual. O repertório do show conta com o virtuosismo desse coletivo de músicos, que interpreta músicas da autoria de Carlinhos Patriolino e de Márcio Resende.
O projeto
A apresentação faz parte do projeto Conexão Dragão do Mar de Música Cearense, realizado em uma parceria entre o Instituto Dragão do Mar e o Sesc São Paulo, que pretende apresentar ao público paulista a nova cena musical do Ceará. De maio a setembro deste ano, 15 artistas irão apresentar shows dos mais variados gêneros: do instrumental ao rap, passando pelo rock e o pop em diferentes unidades do Sesc SP. Se apresentaram Fernando Catatau, Soledad, Jonnata Doll, Junu acompanhado do sanfoneiro Luizinho Calixto e da cantora Lorena Nunes, o próximo show acontece em agosto, no Sesc Belezinho, com Don L convida, Doinston, Carlos Gallo e Côro MC. Em setembro, será a vez do Projeto Rivera, Selvagens à Procura de Lei e Daniel Groove.

 

Porto Dragão
Conexão Dragão do Mar de Música Cearense é uma ação do Porto Dragão, a recém-criada aceleradora de projetos artísticos e produtora de conteúdo do Instituto Dragão do Mar que, na área da música, realizou a gravação de uma série de televisão, o Porto Dragão Sessions, com oito episódios, em fase de finalização, e a gravação e distribuição digital de 15 artistas do Ceará. Nos dois processos, os artistas escolhidos passaram por uma seleção e curadoria de Roberta Martinelli (Cultura Livre), Alexandre Matias (Centro Cultural SP), Pena Schmidt (produtor musical), Fabiana Batistela (diretora da Semana Internacional da Música- SP), Daniel Ganjaman (produtor musical) e Artur Fitzgibbon (diretor-geral na empresa ONErpm- distribuidora digital de música).
Serviço:
MANDACARU JAZZ NO SESC 24 DE MAIO

Dias: 18 de julho

Hora: às 21h

Local: Teatro (216 lugares)

Ingressos: R$ 30 (inteira); R$ 15 (meia: estudante, servidor de escola pública, + 60 anos, aposentados e pessoas com deficiência); R$ 9 (credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes).

Duração: 60 minutos.

Classificação etária: 12 anos.
SESC 24 DE MAIO

Rua 24 de Maio, 109, Centro, São Paulo

Fone: (11) 3350-6300
Horário de funcionamento da unidade

Terça a sábado, das 9h às 21h.

Domingos e feriados, das 9h às 18h.
Acompanhe nossas redes:

Facebook: facebook.com/sesc24demaio

Instagram: instagram.com/sesc24demaio

Portal: sescsp.org.br/24demaio

Porto Dragão

Instagram: https://www.instagram.com/portodragao

Facebook: https://www.facebook.com/PortoDragaoCe

Gaviões do Forró é atração desta sexta no Bar do Cebolinha Maraponga

 

O Bar do Cebolinha Maraponga recebe a banda Gaviões do Forró, nesta sexta-feira (20), e mais: Fran & Diego, Pedro Jr e André Araújo na Sexta Absoluta com muito forró e sertanejo.

 

A banda
Gaviões do Forró é um grupo musical de forró brasileiro, Inicialmente a Banda se chamava Forró Baião até 1994, mas em 1998 a banda passa se chamar Gaviões do Forró, no ano de 2001 a banda grava seu primeiro CD com selo fonográfico da Somzoom em 2001. A banda assinou contrato com a A3 Entretenimento, em 2014 para gerenciar a sua agenda de shows.

A banda emplacou alguns sucessos, como “Popusuda”, “Tchaca tchaca na muchaca”, “Pra lá de Bagdá”, Firim fim com fim fim, “Brincar de solidão” entre outros sucessos. O que fez a banda chegar ao topo foi a sua batida acelerada dentro do forró, comparando a outras bandas.

 

Serviço:
Data: 20 de abril (sexta-feira)
Banda Gaviões do Forró no Bar do Cebolinha Maraponga
Horário: a partir das 21h
E mais: Fran & Diego, Pedro Jr e André Araújo
R$ 15,00 (piso superior)
Informações: (85) 99765-8079
Av. Godofredo Maciel, 711 – Maraponga

Cordel do Fogo Encantado lança clipe 360º para Liberdade, A Filha do Vento e plataforma interativa.

 

Após o lançamento do disco Viagem ao Coração do Sol, no último dia 6, o Cordel do Fogo Encantado divulga vídeo da faixa Liberdade, a Filha do Vento, gravado em 360 graus e dirigido por Marcela Nunes e Felipe Barros. O clipe traz o grupo em estúdio ao lado de bailarinas, que representam a personagem Filha do Vento, citada na canção. Além do vídeo, a banda lança hoje uma plataforma que permite a edição da faixa.

Segundo Lirinha, lançar o vídeo em 360 graus “se relaciona diretamente com a personagem da canção, com a ideia da música e com o tema liberdade. Usando um óculos 3D, com o celular acoplado, ou apenas pelo celular, podemos escolher para que lado olhar e todos os lugares terão ações diferentes, inclusive no alto, de onde vem as bailarinas que representam a filha do vento”, diz o compositor.

Para a gravação foi construído um cenário em forma de cilindro onde imagens, que farão parte da cenografia dos shows, foram projetadas. Além disso, grandes luminárias foram confeccionadas para o vídeo e também estarão no palco da banda. As bailarinas, Monique Vilela, Júlia Franca e Isabela Loepert, são do grupo de dança recifense do dançarino Dielson Pessoa. “As bailarinas criaram a coreografia que começa no teto, aproveitando esse recurso do 360 graus, e aí elas vêm penduradas em cordas, descem, tocam no chão no meio da canção e dançam, simbolizando a filha do vento”, conta Lirinha.

Além do clipe de Liberdade, A Filha do Vento em 360 graus, a banda lança também uma plataforma que permite ao público editar a faixa do álbum. A ideia da ferramenta é para que o fã possa escutar a música da forma que quiser, é possível mexer nos canais [voz, violão e percussão], baixar e subir o volume. Além disso, ele poderá também subir a sua gravação na ferramenta e retirar um dos canais, por exemplo: tirar a voz de Lirinha e inserir a dele.
Ao final, poderá compartilhar nas redes sociais a versão própria de Liberdade, A Filha do Vento. “Disponibilizamos as faixas de áudio separados para se fazer novas mixagens. Esse clipe com a plataforma traduz o sentimento de liberdade que conduz a nossa canção”, diz Lirinha.

Shows

Até o lançamento do disco, as datas divulgadas são: 21 de abril em Salvador-BA, na Concha Acústica, dia 28 no Rio de Janeiro-RJ, no Circo Voador, 12 de maio em Recife-PE no Clube Português, 19 de maio em Belo Horizonte-MG, no Music Hall, 09 de junho no João Rock, em Ribeirão Preto-SP, 29 de junho no MECAInhotim e 11 de agosto em Fortaleza-CE, no Dragão do Mar.

LINK VÍDEO: https://youtu.be/twD4Gvjumbs
LINK PLATAFORMA: https://cordeldofogoencantado.com.br/mix

FICHA TÉCNICA CLIPE:

Direção: Marcela Nunes e Felipe Barros

Assistente de Direção: Bruno Lima e Rafael Machado

Operador de Câmera: Rafael Machado e Felipe Barros

Edição: Rafael Machado

Montagem: Rafael Machado

Acabamento: Rafael Machado

Diretor de Produção: Felipe Barros
Produção Executiva: Felipe Falcão

Bailarinas: Monique Vilela, Júlia Franca e Isabela Loepert
Produtora: Mergulho

Gerente de Produção: Marcela Nunes

Pesquisador: Bruno Lima

PARA OUVIR
Loja Cordel: https://bit.ly/2q8sT0b
Spotify: https://spoti.fi/2Ix2bpm
Deezer: https://www.deezer.com/br/album/59398282
Google Play: https://goo.gl/Kiwmpo
Amazon Music: https://amzn.to/2GYuGPy
iTunes e Apple Music: https://apple.co/2Ixexhc

CORDEL DO FOGO ENCANTADO É

Lirinha – Voz

Clayton Barros – Voz e Violões

Nego Henrique – Voz e Percussões

Emerson Calado – Voz e Percussões

Rafael Almeida – Voz e Percussões
REDES SOCIAIS:

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube
SITE:

Cordel do Fogo Encantado

DISCOGRAFIA

Cordel do Fogo Encantado (2001)

O Palhaço do Circo Sem Futuro (2002)

MTV Apresenta: Cordel do Fogo Encantado (2005) DVD

Transfiguração (2006)

Viagem Ao Coração Do Sol (2018)

Sobre o Cordel do Fogo Encantado

No ano 1997, em Arcoverde, sertão de Pernambuco, no Nordeste brasileiro, surgiu um grupo cênico-musical, compartilhando o teatro e a poesia oral e escrita dos cantadores e ritmos afro-indígenas da região. E, dessa mistura, nasceu o espetáculo: Cordel do Fogo Encantado.

Cordel é sinônimo de história de um povo em forma de poesia. Enquanto, Fogo é o elemento mais representativo do lugar de origem e da intenção músico-poética inconstante e mutável do grupo. Já Encantado ressalta a visão fantástica e profética dos mistérios entre o céu e a terra.

Por dois anos, o espetáculo, sucesso de público, percorreu o interior pernambucano.

No carnaval de 1999, o Cordel se apresentou no Festival Rec-Beat, em Recife, e adaptou a narrativa do Fogo Encantado aos palcos de rua. Nisso, a estreia no carnaval pernambucano chamou a atenção da crítica, e o que era, até então, sucesso regional, ultrapassou as fronteiras, ganhando visibilidade em outros estados e a condição de revelação da música brasileira.

Foi quando a banda consolidou sua formação definitiva com os arcoverdenses José Paes de Lira (Lirinha), Clayton Barros e Emerson Calado, e os percussionistas recifenses, Nego Henrique e Rafael Almeida (do Morro da Conceição).

Através da poesia de Lirinha, a força do violão de Clayton, a referência rock de Emerson e o peso da levada dos tambores dos ogãs Rafa e Nego Henrique, o Cordel do Fogo Encantado passou a percorrer o país, conquistando a todos com suas apresentações únicas e antológicas. Surpreendendo não somente, pela ousada mistura sonora, mas também, pela intensidade cênica de seus integrantes e os requintes de um projeto de iluminação e cenário.

Em 2001, com a produção musical de Naná Vasconcelos, o grupo lançou seu primeiro álbum: Cordel do Fogo Encantado. A evolução artística ampliou ainda mais o alcance do som da banda que, atuando de forma independente, por onde passava, ganhava mais público e atenção da mídia.

Em 2003, o grupo lançou seu segundo registro de estúdio: O Palhaço do Circo Sem Futuro, co-produzido pelos próprios integrantes e por Buguinha Dub e Ricardo Bolognine. O álbum foi considerado pela crítica especializada um dos mais inventivos trabalhos musicais produzidos nos últimos anos. Em turnê, seu show ganhou projeção internacional, com apresentações na Bélgica, Alemanha, França e Portugal.

Em outubro de 2003, o Cordel do Fogo Encantado lançou o DVD “MTV Apresenta”, o primeiro registro audiovisual da banda. “Transfiguração”, terceiro álbum, lançado em setembro de 2006, com produção de Carlos Eduardo Miranda e Gustavo Lenza, e mixagem de Scotty Hard, vem transformar, ainda mais, a linha tênue entre poesia, artes cênicas e música, firmando o Cordel do Fogo Encantado como um dos grupos mais representativos no cenário da música independente nacional.

Entre os prêmios conquistados pelo grupo estão o de banda revelação pela APCA (2001), melhor grupo nacional pelo BR-Rival (2002), Caras (2002), TIM (2003), Qualidade Brasil (2003), bicampeonato do prêmio Hangar (2002 e 2003) e APCA, como melhor compositor nacional, Lirinha (2006).

No cinema, a banda participou do filme de Cacá Diegues, Deus é Brasileiro, e do documentário O Homem que Engarrafava Nuvens, de Lírio Ferreira.Em fevereiro de 2010, após 13 anos de trabalho ininterrupto, a banda anunciou a paralisação de suas atividades.

No início de 2017, o Cordel do Fogo Encantado voltou a se reunir para a criação de um novo disco, que será lançado em abril de 2018, e turnê, que dará início logo em seguida.

VI Festival de Música Cordas Ágio segue até o dia 5/2, na Vila da Música (Crato)

 


Uma programação intensa de apresentações musicais, para todos os gostos, passando pela música erudita e popular. É o que promete o Festival Cordas Ágio que acontece, até o dia 5/2, na Vila da Música, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado, localizado em Crato, e inaugurado em 2017, em uma parceria com a Solibel. Ao todo são 10 dias de atividades que incluem o Encontro Regional de Regentes das Macrorregiões dos Inhamuns, Centro Sul e Cariri, o Encontro Ceará Música, além de oficinas com professores renomados e shows de nomes como Jefferson Gonçalves e Beto Lemos; Zabumbeiros Cariris, Daniel Peixoto, Abidoral Jamacaru, Joselho Rocha, José Rocha, Cícero Galdino e Marcos Maia, entre outros.

Surgido em 2012, no Distrito do Belmonte, município do Crato – Ceará, o Festival de Música Cordas Ágio está em sua sexta edição. Criando um verdadeiro ambiente de fruição e formação musical durante dez dias de evento, o Festival é destaque na região do Cariri. Esta é uma realização da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), do Instituto Dragão do Mar, Vila da Música e da Sociedade Lírica do Belmonte (Solibel).

O Festival Cordas Ágio tem por objetivo ampliar e promover novos conhecimentos, difundindo, cada vez mais, o ensino de canto e técnica vocal, e de instrumentos como o violino, viola, flauta etc. Na edição de 2018, vem fortalecer a Vila da Música que, a partir das atividades que desenvolve na região, vem se afirmando enquanto lugar de criação, fruição e formação artística, buscando reafirmar que a música possui extrema importância para a transformação e elevação do ser humano, principalmente no tocante a contribuição para a sua formação cidadã.

“Dentre os resultados que buscamos alcançar é importante destacar a promoção do intercâmbio cultural entre estudantes e artistas da região do Cariri, com artistas de outros estados e países. A expectativa é de que o conhecimento adquirido pelas pessoas que participarão dos processos formativos seja o início de uma caminhada rumo à formação superior em música ou mesmo a participação em orquestras e outras possibilidades de criação artística”, ressalta Dane de Jade, coordenadora da Vila da Música.

 

Confira a programação de shows desta semana
Durante 10 dias, com início no último sábado (21/1), o VI Festival de Música Cordas Ágio promove uma programação intensa de apresentações musicais, para todos os gostos musicais, passando pela música erudita e popular. Serão 3 palcos na Vila da Música que abrigarão uma verdadeira festa musical. Confira a programação.

 

 

 

PRAÇA ZÉ PAJÉ – RETRETA DA PRAÇA E TRADIÇÃO POPULAR – 17h

31/01
Banda de Música de Santana do Cariri
Maneiro Pau do Mestre Cirilo e Maneiro Pau do Mestre Raimundo

01/02
Reisado Mestre Dedé de Luna

02/02
Banda de Música de Assaré
Mulheres Cordelistas Flor do Cariri

03/02
Coco Mestre Edith da Batateira

04/02
Banda de Música Maestro Azul do Crato
Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto

AUDITÓRIO VILA DA MÚSICA – 19h

31/01
Grupo OCTABOSSA (CE)

01/02
Recital de Violão com Cleyton Fernandes (CE)

02/02
Grupo Vocal Set – (CE)

03/02
Noite dos Mestres e Prata da Casa – Professores da Vila da Música e Convidados

04/02
Grupo Ancestrália (CE)
Orquestra de Cordas Populares e Carol Panesi (RJ)

PALCO PASÁRGADA – 20h30

01/02
Trio: Rafael Belo Xote, Ranier Oliveira, Elidon (CE)

02/02
Regilânio Ferreira e João Neto (CE)

03/02
Fatinha Gomes (CE)

04/02
Limiar do Desconhecido – AbsurdumCircus (CE)

ESPAÇO PADRE ÁGIO – 22h

01/02
Luciano Brayner (CE)
Zabumbeiros Cariris (CE)
Daniel Peixoto – Turnê Massa (CE)

02/02
Banda Afinita (CE)
Abidoral Jamacaru e Banda (CE)
Banda Natabela (CE)

03/02
Luiz Carlos Salatiel e Banda (CE)
Dudé Casado (CE)
Jefferson Gonçalves e Beto Lemos (RJ)

04/02
João do Crato (CE)
YannickDelass e Banda (Republica do Congo/África)
Banda Tiro Certeiro (CE)

PROGRAMAÇÃO ESPECIAL

05/02
Comemoração do Aniversário Padre Ágio

Lançamento do livro: Padre Cícero Romão Batista – Maior Líder Espiritual do Nordeste Brasileiro do Padre Ágio

01 a 05/02

Exposição: Padre do Amor

27/01 a 05/02
Feira de Arte e Cultura da Vila da Música

 

História do Festival
A musicalidade presente na região do Cariri mobilizou a criação do Festival de Música Cordas Ágio, que agora conta com a realização da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), do Instituto Dragão do Mar, Vila da Música e da Sociedade Lírica do Belmonte (Solibel). “O projeto do festival surgiu com o encontro de músicos que fazem parte da comunidade do Belmonte, sobretudo o Jocélio Rocha, que pensou esse festival. Hoje, o evento se torna um festival de formação e de fruição musical. Este ano é especial por comemorarmos os 100 anos do padre Ágio, um mentor da Solibel e, consequentemente, inspirou a construção da Vila da Música. Tudo aqui é feito a partir de troca de experiências, de valorização das identidades da comunidade, que tem um caráter musical fortíssimo”, destaca a coordenadora da Vila da Música, Dane de Jade.

 

Homenagem ao Pe. Ágio
Completando 100 anos de dedicação ao ensino da música e formação de pessoas, Padre Ágio será o grande homenageado do VI Festival de Música Cordas Ágio. Fundador da Sociedade Lírica do Belmonte (Solibel), no Crato, Padre Ágio Moreira recebeu do Governo do Ceará a Medalha da Abolição, a mais alta comenda do Estado, honraria conferida por seu trabalho como fundador e diretor da Solibel, que beneficia alunos, todos de origem humilde, a maioria filhos de agricultores. Por anos, o padre formou jovens e crianças a partir do ensino de técnicas e teorias musicais.

 

Oficinas
O VI Festival de Música Cordas Ágio traz uma programação formativa, ofertando 19 oficinas com renomados nomes da música do Ceará e do Brasil. São aulas práticas e teóricas que vão desde o nível avançado até o nível inciante. As inscrições já foram realizada, gratuitamente. O público poderá participar de oficinas Vocal, Instrumental e de Práticas Coletivas com os professores Amanda Melo, Arley França, André Magalhães, Beto Lemos, Carol Panesi, ChantalLevie, Fabricio da Rocha, Fabiano de Cristo, Giltácio Santos, Heriberto Porto, Izaira Silvino, Jefferson Gonçalves, Júnior Crato, Márcio Mattos, Marcos Cortez, Ranier Oliveira e Raquel Lopes.

 

Encontro Regional dos Regentes de Banda e o Ceará Música
Aproveitando o momento musical no Cariri, a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) realizou o Encontro de Regional de Regentes das Macrorregiões dos Inhamuns, Centro Sul e Cariri, no sábado (27/1) e no domingo (28/1), na Vila da Música. O objetivo do Encontro foi organizar o núcleo articulador composto por Regentes e Maestros de Bandas de Música e pesquisadores da área, visando contribuir para o fortalecimento da Rede Estadual de Bandas de Música do Ceará e a reestruturação do Sistema Estadual de Bandas do Ceará – SEBAM.

Também durante o Festival, na Vila da Música, na segunda (29/1) e terça-feira (30/1), acontece o Encontro Ceará Música. Músicos, regentes, produtores e outros representantes de cada região apresentam suas atuais ações no campo da Música e o que planejam fazer, durante dois dias de programação, para a construção de novas parcerias inter-regionais. O Programa Ceará Música conta com os eixos de regulamentação, formação, produção, difusão, circulação, distribuição e memória da música, com objetivo de colaborar na construção das políticas públicas para a música no Estado, em um esforço conjunto do Fórum da Música, Instituto Dragão do Mar e da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará (Secult).

 

Serviço:
VI Festival de Música Cordas Ágio
De 27 de janeiro a 5 de fevereiro
Local: Vila da Música – Crato
Entrada franca para todas atividades
Facebook: https://www.facebook.com/viladamusicasolibelcrato/

Orquestra do Piamarta celebra 45 anos com concerto no Cineteatro São Luiz, sábado (1º)

Banda de Música Juvenil Dona Luíza Távora (Crédito: Romulo Felix)

 

Intitulada Banda de Música Juvenil Dona Luíza Távora, a Orquestra do Centro Educacional da Juventude Padre João Piamarta, celebra 45 anos com apresentação especial neste sábado (1º), no Cineteatro São Luiz.  O concerto terá início às 18h e a entrada custa um quilo de alimento não perecível.  No repertório, sucessos da Música Popular Brasileira.

Fundada em 2 de julho de 1972, a Banda de Música Juvenil Dona Luíza Távora é composta de 45 crianças e adolescentes na faixa etária dos 10 aos 19 anos. Com reconhecido valor local, nacional e internacional, a Banda de Música Juvenil Dona Luiza Távora constitui um projeto artístico, cultural, social e educacional, que tem apresentado grandes resultados em todo o Brasil e no mundo. Ao longo de 45 anos ininterruptos, a banda vem educando e profissionalizando milhares de crianças, adolescentes e jovens.

Com quase meio século de atividades, a Banda do Piamarta foi ouvida pelos papas Paulo VI, em 1977, e João Paulo II, em 1987, 1988, 1990 e 1997; por personalidades do mundo artístico como Bibi Ferreira e Roger Moore (que personificou James Bond, o agente 007). Empreendeu 11 excursões culturais à Europa nos anos de 1977, 1980, 1987, 1988, 1990, 1992, 1994, 1997, 2000, 2004 e 2007, exibindo-se nas principais cidades de Portugal, Espanha, França, Itália, Suíça, Alemanha e Áustria. Em 1979, nos Estados Unidos, representou o Brasil no Foreing Languages Festival (Festival Internacional de Língua Estrangeira). Além disso, recebeu inúmeros prêmios no Brasil por sua qualidade musical e por seu trabalho de promoção da juventude cearense. Apresentou-se também para os presidentes brasileiros Emílio Médici, Ernesto Geisel, João Figueiredo e Fernando Henrique Cardoso; e para o presidente da Itália Francesco Cossiga, em Roma, no Palazzo Quirinale.

A Banda foi idealizada pelo missionário italiano Padre Luiz Rebuffini e tem como maestro fundador o Professor Doutor Francisco José Costa Holanda. Atualmente é regida pelo maestro Rômulo Santiago Félix. É tri-campeã cearense, vencendo todos os concursos dos quais participou. Foi proclamada a quarta melhor banda de música do Brasil – entre profissionais e amadores – em concurso promovido pelo Instituto Nacional de Música, Fundação Nacional da Arte – FUNARTE e Rede Globo de Televisão.

 

 

 

Serviço:

Data: Sábado, (1º de julho)

Local: Cineteatro São Luiz (Rua Major Facundo, 500 – Centro | Praça do Ferreira)

Horário: 18horas

Entrada: 1kg de alimento não perecível (Entregar na entrada do evento)

Informações: 85 3231.9461

North Shopping Jóquei organiza 4º Festival Junino

O North Shopping Jóquei já prepara os últimos detalhes para seu tradicional Festival Junino, previsto para acontecer entre os dias 11 a 16 de julho.

O evento espera receber cerca de 43 quadrilhas juninas infantis e adultas em competição com prêmios. Para esta quarta edição, a grande novidade são os shows musiciais com apresentações de bandas de forró, que acontecem entre os dias 13 e 16, entre as quais:  Forró Real (dia 13), Pedro e Benício (dia 14), Laninha Show (dia 15) e Taty Girl (dia 16).

O Festival Junino integra a programação cultural do entorno do North Shopping Jóquei, sendo uma alternativa de diversão para o público do bairro e sua vizinhança, apaixonado pela cultura do São João e pelo clima de festa que o evento proporciona.