Browsing Tag

Arte

1ª Exposição do Projeto Pesca, realizado pelo Porto do Pecém, acontece a partir de segunda-feira (23)

A partir de segunda-feira (23),será realizada a 1ª Exposição Fotográfica do Projeto Pesca, uma das oficinas promovidas com as comunidades de Taíba, Pecém e Cumbuco, pelo Programa de Educação Ambiental (PEA), do Porto do Pecém. A exibição das fotos captadas pelos alunos estará disponível para visitação no Bloco de Utilidades (BUS) do porto até o dia 27 de abril e é aberta ao público.

O presidente do Porto do Pecém, Danilo Serpa, fica feliz ao acompanhar o resultado das oficinas que estão sendo realizadas nas comunidades do entorno do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP S/A). “Estamos promovendo o desenvolvimento do Ceará, mas queremos contribuir com o crescimento de todas essas pessoas que moram aqui. Entendemos que somos parceiros e, com o crescimento do CIPP, com a instalação de novas empresas, empregos serão gerados e vamos precisar de pessoas para trabalhar, então, nada melhor do que qualificar quem mora na região”, declara satisfeito Serpa.

O projeto, dividido em quatro módulos (fotografia, audiovisual, roteiro e produção documental), está em sua primeira turma e é composta por 15 alunos. Equipados com material de ultima geração, o grupo tem a oportunidade de adquirir habilidades e conhecer um novo mundo através das aulas promovidas pelo programa. “São 10 meses de curso e 300 horas/aula. Já finalizamos dois módulos, agora eles vão começar a aprender a produzir roteiro”, destaca o professor Fábio Arruda. Segundo Arruda, não foi estabelecido um tema, os alunos apenas tiveram que captar imagens do seu local de origem.

Juliana Pereira de Lima, de apenas 21 anos, é uma das beneficiadas com o curso. Moradora da praia de Cumbuco, diz que sempre gostou de fotografar e, antes do projeto, batia fotos para amigos e conhecidos, mas com o celular. “Usava o meu celular e, quando me chamavam para bater fotos a noite, eu pegava emprestada a câmera de um amigo”, declara. Para Juliana, que é filha de pescador, o PESCA apareceu no momento certo, “Eu pesquisei, queria me profissionalizar, mas não tive condições de fazer um curso em Fortaleza. Quando soube do projeto, logo me inscrevi e estou amando”. Para a aluna, que quer seguir a carreira de fotógrafa, está sendo enriquecedora a experiência. “Estamos aprendendo muito, a câmera é um mundo e eu não tinha noção disso”,finaliza.

 

Serviço:
1ª Exposição Fotográfica do Projeto Pesca
Data: 23 a 27 de abril

Cineteatro São Luiz recebe o projeto “Cordas que Falam” em alusão ao Dia Nacional do Choro

 

O “choro”, popularmente chamado de chorinho, é elemento fundamental da identidade musical brasileira e expressará seu potencial no Ceará no palco do Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), no dia 29 de abril, às 10h. Com entrada gratuita e transmissão ao vivo pela Rádio Universitária, no programa “Brasileirinho” de Nelson Augusto, o evento traz o projeto “Cordas que Falam” que, atualmente, é um quinteto composto pelos “chorões”: Manoel Guerreiro (violão 6 cordas), Lucas Ervedosa (violão 7 cordas), Saraiva do Bandolim, Luiz José (cavaquinho) e Fernando do Pandeiro.

Por volta de 1870, nas biroscas do bairro Cidade Nova e nos quintais dos subúrbios cariocas, surgiam os primeiros grupos de choro, estilo musical tipicamente brasileiro que, ao longo dos anos, se tornou um dos estilos musicais mais prestigiados da música popular nacional. Com o crescimento das bandas e do rádio, o choro tomou conta do país até ser consolidado como gênero musical através de Pixinguinha, o maior compositor de choro da história. Não por acaso o Dia Nacional do Choro é comemorado em 23 de abril, homenagem à data de nascimento de Pixinguinha.

 

Serviço:

– Lançamento do CD do Regional “Cordas que Falam”

– 29 de abril (domingo), às 10h no Palco do Cineteatro São Luiz (Rua Major Facundo, 500 – Centro)

– Entrada Gratuita

– Transmissão ao vivo pela Rádio Universitária (FM 107,9), no programa “Brasileirinho” de Nelson Augusto

– Classificação livre

– Duração: 120 minutos

Eva Wilma apresenta sua história no Theatro Via Sul Fortaleza

 

Em um espetáculo emocionante, a cantora Eva Wilma conta nos palcos do Theatro Via Sul Fortaleza, de forma lúdica, suas memórias e experiências de 65 anos de carreira artística, iniciada nas aulas de violão e canto com Inezita Barroso. Acompanhada por seu filho, Johnnie Beat, e William Paiva, entremeia suas conversas com a interpretação de canções que fizeram parte de sua e nossa história. O espetáculo “Eva Wilma – Casos e canções” acontece no dia 28 de abril, às 21 horas.

Sua impressionante e rica memória trará lembranças da convivência com colegas, grandes atores e atrizes, músicos, cineastas, produtores e empreendedores, que construíram a cultura das artes cênicas do nosso país, desde os primórdios do século XX, no teatro, no cinema, na televisão, nos livros e no suor da dedicação ao trabalho.

O público se emocionará com as histórias, poemas e canções. Do repertório de Inezita traz os clássicos “Uirapuru” e “Azulão”. De sua convivência com Badem Powell canta, em dueto com o filho, “Samba em Prelúdio”, de Baden e Vinícius de Moraes. Do sul do país e das lembranças de suas cantorias de infancia com os pais, “Felicidade”, de Lupiscínio Rodrigues. E de sua admiração pelo poeta Ferreira Gullar e pelo mestre Villa Lobos canta “Trenzinho Caipira”. O trio encerrará interpretando “Tempo Rei”, de Gilberto Gil, que permite sentirmos que “tudo permanecerá transcorrendo, transformando… tempo e espaço navegando todos os sentidos”.

 

 

 

 

Serviço:

Eva Wilma – Casos e canções
Data: 28 de abril
Horário: 21 horas
Local: Theatro Via Sul Fortaleza – Av. Washington Soares, 4335 – Edson Queiroz
Entrada: R$30/60 (superior); R$40/80 (inferior)
Capacidade do Teatro: 732 Pessoas
Informações: (85) 3099-1290
Horário de funcionamento da bilheteria: De segunda a domingo, das 10 às 22h, inclusive feriados.
Acessibilidade: Elevadores, rampas de acesso e assentos especiais.
Estacionamento no Shopping Via Sul
Créditos fotos: John Will e Mila Maluhy

Em homenagem aos 65 anos da criação de 007, o Cineteatro São Luiz realiza de 17 a 21 de abril a Mostra “Bond, James Bond”

 

 

De 17 a 21 de abril, o Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria a Cultura do Estado do Ceará (Secult), realiza a Mostra “Bond, James Bond” em homenagem aos 65 anos do personagem conhecido pelo código 007 – agente secreto de espionagem britânica criado pelo escritor Ian Fleming em 1953. Os livros viraram franquia no cinema com um total de vinte e quatro filmes, a começar com “O Satânico Dr. No, de 1962, o primeiro filme a ser exibido na Mostra no dia 17 às 16h. Ao todo, estarão em exibição gratuitamente 14 filmes da franquia: “Moscou contra 007”, “007 contra Goldfinger”, “A Serviço Secreto de sua Majestade”, “Com 007 viva e deixe morrer”, “007 – O espião que me amava”, “007 – Marcado para a morte”, “007 – Permissão para matar”, “007 Contra Goldeneye”, “O amanhã nunca morre”, “007 – Cassino Royale”, “007 – Quantum of Solace”, “007 – Operação Skyfall” e “007 – 007 Contra Spectre”.

“Os fãs da franquia cinematográfica terão a oportunidade de rever não só algumas das principais aventuras do letal e sedutor James Bond, mas também a todos os atores que deram vida a esse que é o mais célebre dos espiões do cinema e da literatura mundial, com interpretações que vão de Sean Connery a Daniel Craig, passando por Roger Moore, Timothy Dalton, Pierce Brosnan e o solitário George Lazenby, que interpretou 007 apenas uma única vez, no caso, no filme ‘A Serviço Secreto de sua Majestade’, de 1969.”, observa Duarte Dias, Programador e Curador do Cinema do Cineteatro São Luiz.

Confira, abaixo, a programação completa da Mostra.

DIA 17/04 (Terça-feira)

16h | 007 CONTRA O SATÂNICO DR. NO

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de Terence Young | Policial, Ação, Espionagem | Reino Unido | 1962 | 1h51 | Legendado

Sinopse: James Bond (Sean Connery) investiga o desaparecimento de um agente britânico. Em meio às suas investigações ele descobre o esconderijo do Dr. No (Joseph Wiseman), um gênio louco que pretende desviar o rumo dos foguetes americanos.

19h | MOSCOU CONTRA 007

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de Terence Young | Policial, Ação, Espionagem | Reino Unido | 1963 | 1h58 | Legendado

Sinopse: James Bond (Sean Connery) é incumbido de ajudar uma bela agente soviética a fugir de seu país, para então tentar recuperar uma leitora de códigos na embaixada russa, em Londres. Porém, Bond não sabe que a temível organização criminosa Spectre organizou esta armadilha no intuito de executá-lo.

DIA 18/04 (Quarta-feira)

13h30 | 007 CONTRA GOLDFINGER

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de Guy Hamilton | Policial, Ação, Espionagem | Reino Unido | 1964 | 1h52 | Legendado

Sinopse: James Bond é (Sean Connery) encarregado de espionar Goldfinger (Gert Fröbe), um poderoso milionário cujas remessas de ouro espalhadas por diversos países podem esconder ações criminosas. Após ser capturado, Bond descobre que o plano de Goldfinger é bem maior do que ele imaginava: Goldfinger pretende roubar nada mais nada menos do que as reservas americanas de ouro, guardadas no Forte Knox.

16h | 007 A SERVIÇO SECRETO DE SUA MAJESTADE

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de Peter Hunt | Policial, Ação, Espionagem | Reino Unido | 1969 | 2h20 | Legendado

Sinopse: Em uma praia 007 (George Lazenby) evita que uma jovem mulher cometa suicídio. O pai dela o chefe de uma poderosa organização criminosa e, impressionado com Bond, quer que ele proteja sua filha se casando com ela. Em troca, ele oferece ao famoso agente informações que façam 007 chegar até Ernst Blofeld (Telly Savallas), o principal inimigo do agente. Inicialmente 007 concorda com o acordo, visando apenas poder matar Blofeld, mas com o tempo ele realmente fica apaixonado pela sua futura esposa. Porém, Bond logo descobre que Blofeld planeja destruir a humanidade com um vírus altamente mortal a menos que receba perdão por todos os seus crimes. Desta maneira, a Rainha da Inglaterra pede que Bond intervenha no caso, mas a situação se complica e toma um rumo inesperado.

19h | COM 007 VIVA E DEIXE MORRER

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de Guy Hamilton | Policial, Ação, Espionagem | EUA | 1973 | 2h01 | Legendado

Sinopse: Três agentes britânicos são mortos no mesmo dia, ao investigarem o contrabando de drogas, com os assassinatos estando ligados a um chefão do crime do Harlem e a um diplomata internacional. 007 (Roger Moore) vai investigar o caso e, ao chegar em Nova York, quase é morto por um capanga que trabalha para o chefão do Harlem. Ao iniciar suas investigações, logo o agente inglês descobre uma trama para colocar dois bilhões de dólares em heroína no mercado americano.

DIA 19/04 (Quinta-feira)

16h | 007 – O ESPIÃO QUE ME AMAVA

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de Lewis Gilbert | Policial, Ação, Espionagem | Reino Unido | 1977 | 2h05 | Legendado

Sinopse: A Inglaterra descobre que alguém sabe como rastrear um submarino submerso e está oferecendo esta tecnologia para quem pagar mais alto. Uma crise internacional tem início quando um submarino com dezesseis mísseis nucleares desaparece, enquanto fazia uma patrulha. O agente secreto 007 (Roger Moore) incumbido de investigar o caso e recuperar as ogivas, antes que sejam disparadas, e para isto recebe a ajuda de uma bela e sensual agente soviética (Barbara Bach).

19h | 007 – MARCADO PARA A MORTE

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de John Glen | Policial, Ação, Espionagem | EUA, Reino Unido | 1987 | 2h10 | Legendado

Sinopse: Georgi Koskov (Jeroen Krabbé), um general dissidente da União Soviética, escapa da Cortina de Ferro com a ajuda de James Bond (Timothy Dalton), mas logo recapturado através de uma sensacional missão de resgate, que transforma o Serviço Secreto Inglês em uma grande chacota. A partir de então, 007 assume o caso e vê fatos surpreendentes ao conhecer Kara Milovy (Maryam d’Abo), uma violoncelista tcheca com quem se envolve. Bond acaba descobrindo uma grande trama ligada a Brad Whitaker (Joe Don Baker), um grande comerciante de armamento bélico.

DIA 20/04 (Sexta-feira)

14h | 007 – PERMISSÃO PARA MATAR

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de John Glen | Policial, Ação, Espionagem | EUA, Reino Unido | 1989 | 2h12 | Legendado

Sinopse: Pouco depois de um importante traficante ser preso, um agente da Agência de Combate aos Narcotráficos e também um grande amigo de James Bond se casa. Mas o chefão da droga, enquanto era levado preso, consegue escapar. Ele consegue encontrar o amigo de 007 em sua lua-de-mel, mata sua esposa e leva o agente para ser mutilado com dentadas de um tubarão. Assim que 007 sabe do ocorrido ele decide se vingar, mas recebe ordem de esquecer o assunto e partir para uma nova missão. Diante desta situação, Bond deserda do Serviço Secreto Britânico e começa sua empreitada para encontrar os responsáveis e matá-los.

16h50 | 007 CONTRA GOLDENEYE

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de Martin Campbell | Policial, Ação, Espionagem | EUA, Reino Unido | 1995 | 2h10 | Legendado

Sinopse: Com a queda da Cortina de Ferro e o final da Guerra Fria, o modo de obter poder deu ao mundo uma nova ordem, que envolvem esquemas perigosos que visam apenas o lucro. Neste contexto, James Bond (Pierce Brosnan) conhece em Mônaco Xenia Onatopp (Famke Janssen), uma mulher extremamente bela e perigosamente mortal, que pertence a Máfia russa. Bond tenta encontrar o Goldeneye, uma arma secreta espacial que destrói tudo que tenha um circuito eletrônico e que, caso caia em mãos erradas dará aos seus donos o poder de derrubar governos. Para impedir um catástrofe mundial, James se une a Natalya Simonova (Izabella Scorupco), uma programadora de computadores.

19h30 | 007 – O AMANHÃ NUNCA MORRE

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de Roger Spottiswoode | Policial, Ação, Espionagem | EUA, Reino Unido | 1998 | 1h55 | Legendado

Sinopse: O famoso agente 007 (Pierce Brosnan) descobre que Elliot Carver (Jonathan Pryce), um bilionário que comanda uma gigantesca rede de informações, planeja criar um incidente político e internacional, que pode redundar na Terceira Guerra Mundial. A intenção de Carver é aumentar ainda mais seu poder, que já é enorme. Durante sua missão, o espião inglês se reencontra com Paris Carver (Teri Hatcher), uma linda mulher com quem tivera um relacionamento, mas hoje está casada com o demoníaco mega-empresário. Conhece também Wai-Lin (Michele Yeoh), uma agente chinesa que investiga a mesma situação, disfarçada de jornalista.

DIA 21/04 (Sábado)

9h | 007 – CASSINO ROYALE

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Martin Campbell | Policial, Ação, Espionagem | EUA, Reino Unido | 2006 | 2h18 | Legendado

Sinopse: A 1ª missão de James Bond (Daniel Craig) como agente 007 o leva a Madagascar. Sua tarefa é espionar o terrorista Mollaka (Sebastien Foucan), mas nem tudo sai como o planejado. Bond decide espionar por conta própria o restante da célula terrorista, o que o leva às Bahamas. Lá ele conhece Alex Dimitrios (Simon Abkarian) e sua namorada Solange (Caterina Murino). Alex está envolvido com Le Chiffre (Mads Mikkelsen), o banqueiro de organizações terroristas espalhadas pelo planeta, que pretende conseguir dinheiro em um jogo de pôquer milionário em Montenegro, no Cassino Royale. O MI6 envia Bond para jogar contra Le Chiffre, sabendo que caso Le Chiffre perca a partida isto desmontará sua organização. Mas para esta tarefa o agente 007 terá a companhia da sedutora Vesper Lynd (Eva Green), enviada por M (Judi Dench) para acompanhá-lo na missão.

13h10 | 007 – QUANTUM OF SOLACE

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Marc Forster | Policial, Ação, Espionagem | EUA, Reino Unido | 2008 | 1h47 | Legendado

Sinopse: James Bond (Daniel Craig) e M (Judi Dench) realizam o interrogatório do sr. White (Jesper Christensen), responsável pelos eventos do filme anterior da série. Porém uma traição faz com que White seja morto. Para investigar o caso Bond parte rumo ao Haiti, onde conhece Camille (Olga Kurylenko), uma bela e perigosa mulher que possui ligações com Dominic Greene (Mathieu Amalric). Greene tem planos para a Bolívia, incluindo a deposição do atual governo, o que faz com que Bond entre em seu caminho.

15h40 | 007 – OPERAÇÃO SKYFALL

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Sam Mendes | Policial, Ação, Espionagem | EUA, Reino Unido | 2012 | 2h23 | Legendado

Sinopse: O roubo de um HD contendo informações valiosas sobre a identidade de diversos agentes, infiltrados em células terroristas espalhadas ao redor do planeta, faz com que James Bond (Daniel Craig) parta atrás do ladrão. A perseguição segue pelas ruas de uma cidade na Turquia e acaba em cima de um trem. Precisando impedir que a peça seja levada, M (Judi Dench) ordena que a agente Eve (Naomi Harris) dispare, mesmo sabendo que o tiro pode atingir Bond. É o que acontece, fazendo com que o agente 007 despenque de uma altura incrível. Considerado morto, Bond passa a levar uma vida como “fantasma” até assistir, pela TV, o ataque terrorista sofrido pelo MI6 em plena Londres. Disposto a mais uma vez defender seu país, ele retorna à capital inglesa e se reapresenta a M, mesmo guardando uma certa mágoa dela por ter ordenado o disparo. Logo eles descobrem que o responsável pelo roubo e o atentado é alguém que conhece muito bem o modo de funcionamento do MI6.

18h30 | 007 – 007 CONTRA SPECTRE

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Sam Mendes | Policial, Ação, Espionagem | EUA, Reino Unido | 2015 | 2h30 | Legendado

Sinopse: James Bond (Daniel Craig) vai à Cidade do México com a tarefa de eliminar Marco Sciarra (Alessandro Cremona), sem que seu chefe, M (Ralph Fiennes), tenha conhecimento. Isto faz com que Bond seja suspenso temporariamente de suas atividades e que Q (Ben Whishaw) instale em seu sangue um localizador, que permite que o governo britânico saiba sempre em que parte do planeta ele está. Apesar disto, Bond conta com a ajuda de seus colegas na organização para que possa prosseguir em sua investigação pessoal sobre a misteriosa organização chamada Spectre.

Cineteatro São Luiz estreia “Mostra Nova Hollywood” nesta semana

 

Nesta terça-feira (03/04), o Cineteatro São Luiz lançou a “Mostra Nova Hollywood” com 16 filmes em sessões únicas e com entrada gratuita. A Mostra, que estará em cartaz no equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) até o dia 11 de abril, exibirá os longas: “Bonnie e Clyde – uma rajada de balas”, “A primeira noite de um homem”, “Cada um vive como quer”, “Meu ódio será sua herança”, “Easy rider – sem destino”, “A última sessão de cinema”, “Operação França”, “Loucuras de verão”, “Terra de ninguém”, “O Exorcista”, “O Poderoso Chefão”, “Guerra nas Estrelas”, “Ensina-me a viver”, “Perdidos na noite”, “Contatos imediatos do terceiro grau” e “Taxi driver – Motorista de Táxi”.

“A mostra Nova Hollywood se constitui, pelo conjunto e relevância artística das obras selecionadas, um registro fundamental do manifesto existencial de toda uma geração de jovens cujo querer revolucionário extrapolou as fronteiras da hegemônica indústria do cinema norte-americano e da própria arte cinematográfica, vindo a propagar-se e unir-se, em escalas diferenciadas, à crescente onda de movimentos contestatórios verificados a partir daquele período histórico, como bem exemplificam, entre outros, os de maio de 1968, na França.”, afirma Duarte Dias, Programador e Curador do Cinema do cineteatro São Luiz.

Movimento Nova Hollywood

Meados da década de 1960. O mundo que havia resultado da Segunda Guerra Mundial vivia um período de grandes incertezas e transformações no campo político, social e econômico, em parte devido ao surgimento de uma geração inteira de jovens que contestavam, de variadas maneiras, todas as formas de poder e dominação estabelecidas.

Hollywood, a grande meca do cinema, ponta de lança estratégica de um modelo impositivo de civilização, não estava a salvo desse contexto, com os outrora grandes estúdios cinematográficos marchando incontinentes rumo ao declínio absoluto, tolhidos que foram por esse turbilhão de mudanças que também incluía o surgimento e proliferação de modernos aparatos tecnológicos como a televisão, novo altar de devoção da classe média mundial.

Um dado para exemplificar a dimensão do drama: em 1930 cerca de 65% da população norte-americana ia ao cinema toda semana; Em 1964 esse percentual havia despencado – e estacionado – na casa dos 10%.

Foi nesse cenário caótico que surgiu um grupo de jovens diretores que, estimulados por movimentos como a “Nouvelle Vague” (Nova Onda) francesa – que apregoava a soberania dos autores em detrimento do poder dos estúdios – causou uma verdadeira revolução na indústria cinematográfica norte-americana, vindo a produzir uma série de filmes que hoje figuram como obras de referência do cinema universal.

Divididos em duas gerações, a primeira leva desses diretores da “NOVA HOLLYWOOD” – como foi designado aquele movimento – era composta por homens nascidos, em sua maioria, no final da década de 1930, e constava de nomes como Dennis Hopper, John Cassavetes, Stanley Kubrick, Warren Beatty, Woody Allen, Arthur Penn, Robert Altman, Hal Ashby, Peter Bogdanovich e Francis Ford Coppola, entre outros.

A segunda geração, por sua vez, havia nascido durante ou logo após a Segunda Guerra Mundial e contavava com nomes como Martin Scorsese, Paul Schrader, Terrence Malick, Brian de Palma, Steven Spielberg e George Lucas.

De maneira geral, inspirados pelo conceito de “autor” inventado pelos críticos franceses e posto em prática pela “Nouvelle Vague”, os jovens da “Nova Hollywood” legitimaram seu poder através de filmes que traziam uma gama diversificada de temáticas aliadas a um novo e vibrante realismo, além de um forte senso étnico, expresso numa variedade de gêneros que iam do drama ao terror, passando pela ficção científica e filmes de época.

Outro traço característico da “Nova Hollywood” foi o lançamento de uma nova geração de atores e atrizes, com destaque, entre os homens, para Jack Nicholson, Al Pacino, Robert De Niro, Gene Hackman, Dustin Hoffan, Richard Dreyfuss, Elliott Gould, James Caan e Robert Duvall. Entre as mulheres destacaram-se Faye Dunaway, Diane Keaton, Jane Fonda, Barbra Streisand, Jill Clayburgh, Ellen Burstyn e Dyan Cannon.

Esses novos intérpretes, que fugiam do padrão de beleza glamourizado e pasteurizado da velha Hollywood, eram provenientes, em sua maioria, do Actors Studio, célebre escola de Nova Yorque onde o ucraniano Lee Strasberg ensinava o “Método”, uma série de técnicas de preparação de atores criado pelo russo Konstantin Stanislawsky para o Teatro de Arte de Moscou e que apregoava a busca da verdade interior e a integração emocional completa entre o ator e o personagem.

Muitos dos filmes resultantes desses encontros, vontades e circunstâncias figuram, nos dias atuais, como obras de referência na história do cinema, alguns deles presentes na mostra “NOVA HOLLYWOOD”, promovida pelo Cineteatro São Luiz, como é o caso de “O Poderoso Chefão”, “O Exorcista”, “Contatos Imediatos do Terceiro Grau” e “Taxi Driver”.

Outros filmes não tão famosos mas não menos importantes na trajetória daquela geração e do cinema complementam a mostra, como é o caso de “Bonnie e Clyde – Uma Rajada de Balas” e “Easy Rider” (Sem Destino), para muitos as obras que sinalizam o ponto de partida do movimento, havendo ainda lugar para “A Primeira Noite de um Homem”, “Cada Um Vive Como Quer”, “Meu Ódio Será Tua Herança”, “A Última Sessão de Cinema”, “Operação França”, “Terra de Ninguém” e “Loucuras de Verão”, essa última a obra que não só impediu a derrocada de George Lucas como diretor, mas também aquela que lhe deu a oportunidade, pelo sucesso alcançado, de conseguir apoio para o seu próximo e mais ambicioso projeto, o filme “Star Wars” (Guerra nas Estrelas), também presente na programação.

 

Programação completa

DIA 03/04 (Terça-feira)

16h BONNIE E CLYDE – UMA RAJADA DE BALAS

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 16 anos

Direção de Arthur Penn | Policial, Drama, Romance | EUA | 1967 | 1h52 | Legendado

Sinopse: Durante a Grande Depressão, Bonnie Parker (Faye Dunaway) conhece Clyde Barrow (Warren Beatty), um ex-presidiário que foi solto por bom comportamento, quando este tenta roubar o carro de sua mãe. Atraída pelo rapaz, ela o acompanha. Ambos iniciam uma carreira de crimes, assaltando bancos e roubando automóveis. Conhecem o mecânico C.W. Moss (Michael J. Pollard), que passa a ser o novo companheiro da dupla, mas durante um assalto matam uma pessoa e são caçados daí em diante como assassinos. Ao grupo une-se Buck (Gene Hackman), o irmão de Clyde recém-saído da cadeia, e Blanche (Estelle Parsons), sua mulher. Sucedem-se os assaltos e logo o quinteto ganha fama em todo o sul do país. Uma noite, são cercados por vários policiais e, obrigados a matar para fugir, são perseguidos em vários estados.

19h A PRIMEIRA NOITE DE UM HOMEM

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Mike Nichols | Comédia dramática, Romance | EUA | 1968 | 1h46 | Legendado

Sinopse: Após se formar na faculdade, Benjamin Braddock (Dustin Hoffman) retorna para casa. Indeciso quanto ao seu futuro, ele acaba sendo seduzido pela Sra. Robinson (Anne Bancroft), uma amiga de seus pais. A relação se complica ainda mais quando o rapaz se vê forçado pelos pais a ter um encontro com a filha dela, Elaine (Katharine Ross).

DIA 04/04 (Quarta-feira)

13h10 CADA UM VIVE COMO QUER

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 16 anos

Direção de Bob Rafelson | Drama | EUA | 1970 | 1h38 | Legendado

Sinopse: Robert Eroica Dupea (Jack Nicholson) é um talentoso pianista clássico que atualmente trabalha em uma refinaria de petróleo. Ele mora num trailer com a namorada, a garçonete Rayette Dipesto (Karen Black). Quando descobre que seu pai está morrendo, Robert decide voltar para casa, levando Rayette.

16h MEU ÓDIO SERÁ SUA HERANÇA

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Sam Peckinpah | Faroeste, Ação, Drama | EUA, Reino Unido | 1969 | 2h25 | Legendado

Sinopse: Em 1913 um grupo de veteranos fora da lei passa a considerar seriamente a aposentadoria. Procurados, perigosos e intimidadores desde sempre, eles percebem que essa vida já não está valendo o risco e as coisas estão mudando rapidamente no velho oeste. Uma proposta tentadora e inesperada, no entanto, adia os planos do grupo.

19h EASY RIDER – SEM DESTINO

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: Livre

Direção Dennis Hopper | Drama, Aventura | EUA | 1969 | 1h36 | Legendado

Sinopse: Wyatt (Peter Fonda) e Billy (Dennis Hopper) são motoqueiros que viajam pelo sul dos Estados Unidos. Após levarem drogas do México até Los Angeles, eles as negociam com um homem em um Rolls-Royce. Com o dinheiro a dupla parte rumo ao leste, na esperança de chegar a Nova Orleans a tempo para o Mardi Grass, um dos Carnavais mais famosos em todo o planeta.

DIA 05/04 (Quinta-feira)

16h A ÚLTIMA SESSÃO DE CINEMA

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Peter Bogdanovich | Drama | EUA | 1971 | 1h58 | Legendado

Sinopse: Entre a 2ª Guerra Mundial e a Guerra da Coréia, dois jovens, Duane Jackson (Jeff Bridges) e Sonny Crawford (Timothy Bottoms), vivem em Anarene, uma pequena cidade no Texas. Eles se parecem fisicamente, mas mentalmente e emocionalmente são opostos. Passam boa parte do tempo no cinema ou no salão de sinuca. Enquanto Duane tenta se firmar frequentando festas de embalo, Sonny é iniciado no sexo por Ruth Popper (Cloris Leachman), a frustrada esposa do seu treinador. Mas os dois compartilham um desejo: Jacy (Cybill Shepherd).

19h OPERAÇÃO FRANÇA

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de William Friedkin | Drama | EUA | 1971 | 1h44 | Legendado

Sinopse: Marselha, França. Um assassino profissional, Pierre Nicoli (Marcel Bozzuffi), mata um detetive francês. Paralelamente em Nova York, Jimmy “Popeye” Doyle (Gene Hackman), um detetive da polícia, e Buddy “Cloudy” Russo (Roy Scheider), seu parceiro, investigam discretamente Salvatore “Sal” Boca (Tony Lo Bianco), um pequeno comerciante, que está tendo gastos muito acima da sua renda. Cada vez existem mais indícios que grande parte da renda de Sal é ganha ilegalmente e, no processo, é ajudado pela esposa, Angie Boca (Arlene Farber). Isto os leva a descobrir que um grande carregamento de droga está para chegar no país, assim Popeye e Buddy recebem ordens para trabalhar com os agentes federais Bill Mulderig (Bill Hickman) e Bill Klein (Sonny Grosso). Acontece que Doyle e Mulderig têm desavenças, pois uma vez os instintos de Doyle falharam, o que provocou a morte do parceiro. O cérebro da operação é Alain Charnier (Fernando Rey), que esconde 60 quilos de heroína no Lincoln Continental, um carro de luxo que pertence a Henri Devereaux (Frédéric de Pasquale), um astro de cinema que, em razão da sua fama, não deverá ser importunado quando estiver filmando em Nova York. Alain contata Sal para organizar a venda da heroína, mas Doyle vigia Sal e logo começará um jogo de gato e rato.

DIA 06/04 (Sexta-feira)

14h LOUCURAS DE VERÃO

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de George Lucas | Comédia Dramática | EUA | 1973 | 1h50 | Legendado

Sinopse: Em 1962, na pequena cidade de Modesto, os jovens Curt (Richard Dreyfuss) e Steve (Ron Howard) passam sua última noite de verão antes de irem para a universidade, no leste. Nesta noite agitada vários acontecimentos ocorrem ao mesmo tempo. Laurie (Cindy Williams), irmã de Curt e namorada de Steve, briga com ele e acaba saindo de carro com o forasteiro Bob Falfa (Harrison Ford), que depois disputa um racha. O desajeitado Teddy (Charles Martin Smith) pega emprestado o carro de Steve e consegue conquistar a destrambelhada Debbie (Candy Clark), enquanto Curt se junta à gangue dos Faraós e pratica pequenos crimes.

16h40 TERRA DE NINGUÉM

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Terrence Malick | Drama, Policial | EUA | 1974 | 1h35 | Legendado

Sinopse: Fort Dupree, Dakota do Sul, 1959. Kit Carruthers (Martin Sheen) é um jovem peão psicologicamente desequilibrado, que mata o pai de Holly Sargis (Sissy Spacek), sua namorada de 15 anos, que não aprovava o relacionamento deles. Kit e Holly fogem juntos para Montana, enquanto Carruthers faz mais vítimas, o que faz a polícia ir em seu encalço.

19h O EXORCISTA

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de William Friedkin | Terror, Suspense | EUA | 1974 | 2h12 | Legendado

Sinopse: Em Georgetown, Washington, uma atriz vai gradativamente tomando consciência que a sua filha de doze anos está tendo um comportamento completamente assustador. Deste modo, ela pede ajuda a um padre, que também um psiquiatra, e este chega a conclusão de que a garota está possuída pelo demônio. Ele solicita então a ajuda de um segundo sacerdote, especialista em exorcismo, para tentar livrar a menina desta terrível possessão.

DIA 07/04 (Sábado)

9h O PODEROSO CHEFÃO

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Francis Ford Coppola | Drama, Policial | EUA | 1972 | 2h55 | Legendado

Sinopse: Em 1945, Don Corleone (Marlon Brando) é o chefe de uma mafiosa família italiana de Nova York. Ele costuma apadrinhar várias pessoas, realizando importantes favores para elas, em troca de favores futuros. Com a chegada das drogas, as famílias começam uma disputa pelo promissor mercado. Quando Corleone se recusa a facilitar a entrada dos narcóticos na cidade, não oferecendo ajuda política e policial, sua família começa a sofrer atentados para que mudem de posição. É nessa complicada época que Michael (Al Pacino), um herói de guerra nunca envolvido nos negócios da família, vê a necessidade de proteger o seu pai e tudo o que ele construiu ao longo dos anos.

13h30 GUERRA NAS ESTRELAS

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de George Lucas | Ficção Científica | EUA | 1977 | 2h01 | Legendado

Sinopse: Luke Skywalker (Mark Hammil) sonha ir para a Academia como seus amigos, mas se vê envolvido em uma guerra intergalática quando seu tio compra dois robôs e com eles encontra uma mensagem da princesa Leia Organa (Carrie Fisher) para o jedi Obi-Wan Kenobi (Alec Guiness) sobre os planos da construção da Estrela da Morte, uma gigantesca estação espacial com capacidade para destruir um planeta. Luke então se junta aos cavaleiros jedi e a Hans Solo (Harrison Ford), um mercenário, para tentar destruir esta terrível ameaça ao lado dos membros da resistência.

DIA 10/04 (Terça-feira)

16h ENSINA-ME A VIVER

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Hal Ashby | Comédia Dramática | EUA | 1971 | 1h31 | Legendado

Sinopse: Harold (Bud Cort), rapaz de 20 anos com obsessão pela morte, que passa seu tempo indo a funerais e simulando suicídios, um dia conhece Maude (Ruth Gordon), uma senhora de 79 anos apaixonada pela vida. Eles passam muito tempo juntos e, durante esta intensa convivência, ela o apresenta a beleza da existência.

19h PERDIDOS NA NOITE

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 16 anos

Direção de John Schlesinger | Drama | EUA | 1969 | 1h53 | Legendado

Sinopse: Caubói (Jon Voight) texano, bonito, inocente e caipira, tenta ganhar a vida em Nova York prostituindo-se com mulheres. Através da amizade de um marginal (Dustin Hoffman) descobre a face cruel da vida.

DIA 11/04 (Quarta-feira)

16h CONTATOS IMEDIATOS DO TERCEIRO GRAU

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: Livre

Direção de Steven Spielberg | Ficção Científica, Aventura, Drama | EUA | 1977 | 2h15 | Legendado

Sinopse: Em uma pequena cidade americana vive Roy Neary (Richard Dreyfuss), um chefe de família que, ao pressentir a chegada de alienígenas, tem o seu comportamento alterado. Ele fica obcecado pela idéia e começa a investigar a situação, buscando o local de contato dos ET’s. Como ele, diversas outras pessoas sentem a presença extraterrestre e rumam para o local do pouso da nave.

19hTAXI DRIVER – MOTORISTA DE TÁXI

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Martin Scorsese | Drama | EUA | 1976 | 1h55 | Legendado

Sinopse: Em Nova York, um homem de 26 anos (Robert De Niro), veterano da Guerra do Vietnã, é um solitário no meio da grande metrópole que ele vagueia noite adentro. Assim começa a trabalhar como motorista de taxi no turno da noite e nele vai crescendo um sentimento de revolta pela miséria, o vício, a violência e a prostituição que estão sempre à sua volta. Perde bastante noção das coisas quando leva uma bela mulher (Cybill Sheperd), que trabalha na campanha de um senador, para ver um filme pornô logo no primeiro encontro, mas tem momentos de altruísmo ao tentar persuadir uma prostituta de 12 anos (Jodie Foster) para ela largar seu cafetão, voltar para a casa de seus pais e ir para a escola. Porém, em contra-partida, compra quatro armas, sendo uma delas um Magnum 44, e articula um atentado contra o senador (que planeja ser presidente) e para quem sua amiga trabalha.

SERVIÇO:
Mostra Nova Hollywood
De 03 a 11 de abril de 2010
Entrada gratuita.

Sessão Solene em homenagem aos 60 anos do Cineteatro São Luiz

 

 

É com alegria que a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) e o Cineteatro São Luiz anunciam e convidam a população de Fortaleza para a Sessão Solene em homenagem aos 60 anos do equipamento. Um momento para celebrar a existência e a renovação desse patrimônio no centro de Fortaleza, sua vitalidade e presença marcante na cena cultura do estado. É palco da cultura, das tradições, da democratização do acesso às arte, dos encontros, da vida que circula e que se ressignifica a cada tempo e nova geração.

A sessão solene acontece, no dia 23 de março (sexta-feira), às 15h, no Plenário 13 de Maio da Assembleia Legislativa do Ceará. O evento é um convite da Secult com requerimento da deputada Rachel Marques (PT), em parceria com o deputado Elmano de Freitas (PT), deputado Gony Arruda (PSD) e com o vereador de Fortaleza Guilherme Sampaio (PT). Uma realização conjunta da Assembleia Legislativa com a Câmara Municipal de Fortaleza. Na programação, entrega de comendas e homenagens para personalidades que construíram e mantêm viva a memória do Cineteatro.

 

Mais informações

Cinema na rua, cinema de rua, cinema de praça: templo da imagem. Lugar que tem muita história para contar e outras tantas para viver. Reaberto em maio de 2015 pelo Governo do Estado do Ceará, o Cineteatro São Luiz se tornou capaz de abrigar espetáculos de todas as linguagens e chega aos 60 anos, em março de 2018, sendo uma travessia temporal cravado no coração da cidade de Fortaleza, em plena Praça do Ferreira – local multifacetado, efervescente, plural e imprevisível, que revela muito do que somos como povo. Para celebrar a data, uma programação especial ocorrerá durante todo ano, sendo aberta oficialmente no dia 02 de março.

Espaço de grande valor simbólico, patrimonial e afetivo para a população cearense, o equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) trabalha com a democratização do acesso, fruição cultural, formação de públicos, valorização e divulgação da produção artística local, intercâmbios artísticos e promoção de políticas inclusivas, educativas, patrimoniais e sociais. Essas são apenas algumas das múltiplas possibilidades que o equipamento assumiu no sentido de dar “concretude” a uma política de cultura.

A casa possui 1.050 lugares (o equivalente a 7 ônibus sanfonados ou a 2 aviões boeing 747), e recebe de terça a sábado um público completamente diverso, de crianças à idosos, de moradores de rua à artistas internacionais.

 

O aniversário

No dia 26 de março (segunda-feira), o Cineteatro São Luiz comemora oficialmente seu sexagenário com programação gratuita. Para tanto, às 12h30, o projeto Curta São Luiz realiza edição especial com o pianista Felipe Adjafre, que tem contribuído para desmistificar o piano como instrumento exclusivo da música erudita ou para um público restrito. O evento ocorre no Hall de entrada do equipamento (Foyer).

Às 16h será exibido o filme “Lumière! A Aventura Começa”, um documentário de Thierry Frémaux de 2016 que conta a jornada pelo universo dos fundadores do cinema, os irmãos Louis e Auguste Lumière. Imagens históricas e um olhar único da França e do mundo da Era Moderna através de 114 breves filmes dos irmãos franceses restaurados em 4K e montados para celebrar o legado da dupla.

Encerrando a programação do dia 26, às 18h30, a Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual do Ceará (Osuece) apresenta Clássicos do Cinema, um concerto de temas de filmes. No repertório, temas consagrados como “Indiana Jones”, “E.T. – O Extraterrestre”, “A Missão” e a saga de “Guerra nas Estrelas”, incluindo os temas da Princesa Leia, Mestre Yoda e Darth Vader.

A programação se estende para o dia 27 de março (terça-feira), também com entrada gratuita para todas as atividades, e dando destaque para as linguagens “teatro” e “circo”. Afinal, dia 27 é o Dia Nacional do Circo e Dia Mundial do Teatro.

Às 9h e às 14h30 será realizada a apresentação “Criaturas de papel”, do Grupo “Bricoleiros – Teatro de Bonecos” inaugurando a nova faixa de programação do equipamento: “Escola no Teatro”. Às 12h30 o projeto Curta São Luiz traz “Hoje tem espetáculo? Tem sim, Senhor!!!”, com o Palhaço Pimenta, acrobatas, malabaristas, monociclistas e magia.

A linguagem da dança também é representada com a Cia. Dita e o espetáculo “Mulata”, às 18h, no Hall de entrada do Cineteatro (Foyer). O trabalho, construído em 2014, marca o ano de comemorações dos 50 anos da bailarina cearense Wilemara Barros e ganha narrativa com corpo e voz da artista que esmiúça sua trajetória de 44 anos de dança. Mulata é sobre a delicadeza das percepções menos visíveis.

 

História

Erguido no local onde funcionara o Cine Polytheama, o São Luiz teve suas obras iniciadas em 1938, quando da demolição do cinema anterior. A inauguração, porém, só seria realizada 20 anos depois, em 1958. O prédio em obras na Praça do Ferreira alimentava a ansiedade pelo início das atividades do São Luiz, a grande obra de Luiz Severiano Ribeiro, idealizador e construtor. O São Luiz já chamava atenção como um dos mais luxuosos cinemas do Brasil, com um hall de entrada em mármore, três lustres de cristal checos, escadarias, carpetes e pinturas imponentes. Durante décadas, o São Luiz foi um dos principais espaços de entretenimento, de cultura e de lazer de Fortaleza, abrigando, ao longo de sua história, gerações distintas que frequentavam suas exibições cinematográficas com grande presença.

Em 1991 o Cine São Luiz foi tombado como patrimônio histórico e cultural pelo Governo do Estado do Ceará. Em outubro de 2007, o São Luiz foi arrendado à Federação do Comércio do Estado do Ceará, passando a funcionar como Cine São Luiz – Centro Cultural Sesc Luiz Severiano Ribeiro. Em 2011, o prédio do Cine São Luiz foi adquirido pelo Governo do Estado do Ceará, passando por restauração e modernização de seus equipamentos, sendo reinaugurado em 2014 e definitivamente reaberto em 2015, voltando à cena cultural como um Cineteatro popular, acessível e de valorização da produção artística e cultural cearense e do Brasil.

 

Público total do Cineteatro São Luiz

Desde a sua reabertura diária pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, o Cineteatro São Luiz alcançou a marca de 445 mil espectadores em todas as linguagens. 260 mil espectadores apenas na linguagem cinema (nesse período foram lançados, exibidos e reexibidos centenas de filmes de curta, média e longa duração de mais de 40 países, com os filmes brasileiros ocupando 43% da grade da programação, com destaque para as obras cearenses).

No último ano (2017), o equipamento recebeu 184.377 espectadores em todas as linguagens. 108.544 na linguagem cinema, sendo 231 espectadores a média de público por sessão – público 11,5 vezes maior do que a média nacional segunda dados da Agência Nacional do Cinema (Ancine).

 

CAIXA CULTURAL FORTALEZA ABRE DUAS EXPOSIÇÕES NO DIA 20 DE MARÇO

 

A CAIXA Cultural Fortaleza dá continuidade a sua programação de Artes Visuais de 2018 com a abertura simultânea de duas mostras que se destacam pela proposta de despertar uma reflexão sobre o homem e a natureza a partir da arte, em suas diferentes formas e manifestações. No dia 20 de março, a partir das 19h, o público vai ter a chance de prestigiar, em primeira mão, as exposições “Êxodos”, com obras do renomado fotógrafo Sebastião Salgado, e “Lágrimas de São Pedro”, instalação do artista plástico baiano Vinícius S.A.

Premiado internacionalmente, Sebastião Salgado é considerado um dos maiores talentos da fotografia mundial pelo teor social em seu trabalho. Para chegar ao resultado de Êxodos, ele viajou durante seis anos, por 40 países, para mostrar a humanidade em trânsito, provocando uma reflexão sobre as questões políticas, sociais e econômicas de pessoas que foram obrigadas a deixar a sua terra natal.

Êxodos é uma história reveladora, que retrata pessoas que abandonam a terra natal contra a própria vontade. Em geral, elas se tornam migrantes, refugiadas ou exiladas, compelidas por forças que não têm como controlar, fugindo da pobreza, da repressão ou das guerras.

A abertura de “Êxodos”, que tem a curadoria de Lélia Deluiz Wanick Salgado, contará com a presença de Rose Lima, responsável pelo Projeto Expográfico.

Já a exposição “Lágrimas de São Pedro” é composta por cerca de 4 mil “lágrimas” formadas por bulbos de lâmpadas cheios d’água presos por fios de nylon ao teto em diferentes alturas e iluminações específicas. A ideia é criar um ambiente onde o espectador possa se envolver com a obra, possibilitando a interação entre a arte e o fruidor de maneira abrangente. “É como se tivéssemos o poder de pausar a chuva, uma chuva de gotas grandes, limpas, transparentes e leves, e com isso poder contemplar sua beleza, seu poder, seu símbolo, sua necessidade”, afirma Vinícius S.A, que estará presente na noite de abertura.

Sucesso de público e de crítica, “Lágrimas de São Pedro” não remete apenas a questão da chuva e ao alívio do sofrimento do sertanejo, mas também dialoga com a questão do tempo. Para Alejandra Muñoz, professora de história da Arte da Universidade Federal da Bahia, as lâmpadas de vidro constituem uma metáfora da abissal diferença entre quem tem tudo e quem tem apenas o agora. Temos o privilégio de entrar na chuva, mas não podemos ainda sentir o molhar. “Estamos situados em uma fresta de tempo suspenso onde o presente é um instante de eternidade”, diz.

 

Serviço:

Exposição: abertura de “Êxodos”, de Sebastião Salgado, e “Lágrimas de São Pedro”, de Vinícius S.A

Local: CAIXA Cultural Fortaleza

Endereço: Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema

Dia: 20 de março de 2018

Horário: 19h

*presença confirmada de Rose Lima, responsável pelo Projeto Expofráfico de “Êxodos”, e Vinícius S.A

Êxodos – Sebastião Salgado

Período: 21 de março a 20 de maio de 2018

Horário: terça-feira a sábado, das 10h às 20h | domingo, das 12h às 19h

Classificação indicativa: Livre

Entrada gratuita

Acesso para pessoas com deficiência

Paraciclo disponível no pátio interno

Lágrimas de São Pedro

Período: 21 de março a 06 de maio de 2018

Horário: terça-feira a sábado, das 10h às 20h | domingo, das 12h às 19h

Classificação indicativa: Livre

Entrada gratuita

Acesso para pessoas com deficiência

Paraciclo disponível no pátio interno

Informações gerais | Bilheteria CAIXA Cultural Fortaleza:

(85) 3453-2770

Assessoria de Imprensa da CAIXA Cultural Fortaleza (CE):

Bebel Medal – (85) 99934.0866 – bebelmedal@gmail.com
www.caixa.gov.br/imprensa | @imprensaCAIXA

“Devi: Mulher em Cena”, de 21 a 25/03, na CAIXA Cultural Fortaleza

 


A CAIXA Cultural Fortaleza apresenta, de 21 a 25 de março de 2018, a mostra Devi: Mulher em Cena, que faz um recorte na mais extensa cinematografia mundial, a indiana, focando a mulher como a grande protagonista. Serão exibidos 10(dez) filmes, que tratam do papel da mulher na Índia, revelando as diferentes facetas dentro de uma sociedade complexa e diversa, que caminha entre tradições milenares e estilo de vida moderno e global.

A curadora Carina Bini priorizou ainda obras dirigidas por mulheres e que foram realizadas nas últimas três décadas, alcançando produções de diversas regiões do país e privilegiando o cinema autoral.

Retratando uma tradição milenar de culto ao feminino, mas que atualmente vem enfrentando contradições ao expor ações de misoginia, os filmes da mostra apresentam uma provocante reflexão sobre qual a condição da mulher no século XXI. Entre os destaques da programação estão Uma mulher e dois homens (2008), de Adoor Gopalakrishnan, um dos mestres do cinema indiano autoral, como também o recente filme de Bollywood, Pink (2016), de Aniruddha Roy Chouwdhury, estrelado pelo ícone do cinema indiano Amithab Bachchan, que trata com profundidade a questão da mulher na sociedade indiana. A primeira cena do filme foi realizada no Dia Internacional da Mulher, em 2016.

Ainda na mostra, o consagrado filme Água, da diretora Deepa Metha, reconhecida internacionalmente; o premiado Dharma, primeiro filme da jornalista Bavana Talwar, que aborda a questão religiosa na Índia; Margarita e o Canudo, de Shonali Bose, cinema contemporâneo de grande sucesso internacional, exibido no Festival de Cannes, e que aborda com lirismo da questão da acessibilidade, diversidade de gênero e inclusão social. O poético Assim Seja, do casal de diretores Sunil Sukhtankar e Sumitra Bhave, também é um forte representante do cinema autoral de Marathi, uma das indústrias que mais tem estimulado as produções independentes do país.

“Selecionei filmes com temas que passeiam por questões pertinentes ao universo feminino e seus desafios atuais. A Índia é um país que apresenta uma estrutura social complexa, que tenta alinhar padrões tradicionais e modernos, tornando-se uma nação curiosa e que tem sido fonte de estudos e reflexões”, comenta a curadora Carina Bini. “O cinema é um forte elemento que compõe esse espectro social e cultural. Os indianos consomem seu próprio cinema, que traz suas histórias, desejos e aflições para as telas de milhares de salas do país, e as produções acabam construindo um imaginário de forte influência para a sociedade”, complementa.

Carina apresentará também a sua própria visão da sociedade indiana no filme India, my Love story (2016), que será exibido junto com “Devoto” (2010), de Marina Gante, em uma sessão de obras de cineastas brasileiras realizadas na Índia.

Atividades especiais

A mostra ainda inclui atividades ao longo dos cinco dias de exibições. Na quarta-feira (21/03), dia da abertura, às 19h, haverá uma apresentação de dança indiana Bharatanatyam, que é um estilo do sul da Índia, apresentado por Erëndira Oliveira, dançarina da escola Natyalaya, de São Paulo, pioneira em dança clássica da Índia no Brasil, que acontece no foyer do cinema.

A CAIXA Cultural Fortaleza será palco também de mais duas atividades gratuitas: no dia 22/03 (quinta-feira), às 14h, tem sessão especial para uma turma de alunos da rede pública de ensino da cidade e no dia 23/03, às 15h, o público com deficiência auditiva poderá assistir a uma sessão de cinema especial com legendagem LSE. Já no sábado, dia 24/03, às 19h, a programação conta com debate, cuja entrada também é gratuita, com a curadora da mostra, Carina Bini, e convidados, que falarão sobre o tema: “O olhar da mulher no cinema e sociedade do século XXI”.

Outras informações, fotos e sinopses dos filmes exibidos também podem ser acessadas na página da mostra no Facebook: www.facebook.com/mostracinemaindiano. A classificação indicativa dos filmes e a programação também estão disponíveis no site www.caixacultural.gov.br

Serviço:

Cinema: Mostra Devi: Mulher em Cena

Local: CAIXA Cultural Fortaleza

Endereço: Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema

Data: de 21 a 25 de março de 2018

Horários: Consultar a programação

Ingressos: Abertura gratuita. Demais sessões: R$2,00 (meia) e R$ 4,00 (inteira).

Vendas com 1h de antecedência na bilheteria do local, sujeito à lotação do teatro

Lotação: 160 lugares (4 lugares para cadeirantes)

Classificação Indicativa: Consultar programação e no site www.caixacultural.gov.br

Acesso para pessoas com deficiência

Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais
Serviço de manobrista gratuito no local

Paraciclo disponível no pátio interno

Informações gerais | CAIXA Cultural Fortaleza:

(85) 3453-2770

Segue em cartaz, no Museu do Ceará, a exposição “Novos Olhares para a Monalisa”

 

 

O Museu do Ceará, abriu no dia 10 de março (sábado), a exposição: “Novos Olhares para a Monalisa”, uma realização da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), Associação dos Amigos do Museu do Ceará, do Museu do Ceará, Menu das Artes e Coleção Veridiana.

A exposição intitulada “Novos Olhares para a Monalisa” evidencia o mistério e o enigma dessa personagem histórica na interpretação e identidade de cada artista, enaltecendo a beleza e estimulando o interesse e sensibilidade às artes. Composta por quase duzentas Obras de artistas locais, nacionais e internacionais, a exposição terá duração de 30 dias, ficando em cartaz no Museu do Ceará. Esta será, certamente, uma experiência cultural inesquecível. Um encontro com várias cores, olhares, desenhos e possibilidades do clássico quadro. Um lúdico possível de ver e se encantar.

Projeto transforma paisagem de escola no Bairro Bonsucesso

 
Transformar a cidade por meio da arte, esse é o principal conceito do projeto Urbano Arte, que chegou à Escola Luis Recamonde Capelo, no bairro Bonsucesso, no último dia 9.
O espaço, conhecido como “Escola do Lixão”, devido a quantidade de resíduos abandonados no entorno, ganhará uma ressignificação. Lá, o lixo não foi apenas removido, o artista Ramon Sales reuniu as crianças e jovens que estudam no local, entre 12 a 16 anos, para todos darem as mãos e plantarem mudas, pintarem paredes, usarem a imaginação, mas principalmente, promover uma mudança de atitude e comportamento diante de um espaço que é de todos.
“Em visita à escola, pude perceber muitas paredes com nomes e pichações de caneta. A necessidade de expressão dos alunos é óbvia, por isso pensamos nessa dinâmica ”, descreve Ramon. Partindo dessa observação, a ação principal do projeto naquele local é uma oficina para que esses alunos possam mergulhar um pouco no universo da expressão artística, estimulando-os o afeto e cuidado para com a cidade.
O projeto é patrocinado pelo Grupo Marquise, Ecofor Ambiental e Ministério da Cultura, por meio da Lei Rouanet, com apoio da Prefeitura de Fortaleza, através da Seuma. Além disso, contou com o apoio do Porto Iracema das Artes, ligado ao Governo do Estado do Ceará.
O programa Ecocidadão, do Grupo Marquise e da Ecofor, é o realizador do Urbano Arte. O objetivo é promover um trabalho contínuo de educação ambiental, junto com a comunidade, fazendo uma educação porta a porta e em escolas públicas e privadas com atividades lúdicas. Tudo isso com intuito de sensibilizar quanto ao correto descarte dos resíduos sólidos e estimular o zelo para com os espaços urbanos.

SOBRE O PROJETO URBANO ARTE:
O Projeto Urbano Arte surgiu da necessidade de intervir em espaços degradados da cidade. Nove artistas locais selecionaram 33 pontos para serem transformados em obras para a população. Os trabalhos iniciaram em dezembro de 2017.
“O principal ganho dessa ação é o senso de pertencimento que nós proporcionamos. A cidade é das pessoas e justamente por isso elas devem ser zelosas e até mesmo agentes fiscalizadores no tocante ao descarte correto do lixo. O programa Ecocidadão planta essa semente junto às crianças, pois acreditamos que elas são multiplicadoras dessa consciência de afeto para com a cidade. Numa interferência como essa na escola Luis Recamonde Capelo o alcance é ainda maior, pois envolve as crianças e os pais, em uma enorme corrente em prol do cuidado com os espaços públicos”, explica o Diretor Presidente da Marquise Ambiental, Hugo Nery.
As primeiras intervenções ocorreram nos bairros Meireles, Montese e Álvaro Weyne. Pinturas, estêncil e paisagismo fazem parte das técnicas escolhidas pelos artistas participantes. O processo de transformação envolve diálogos com os moradores e comerciantes locais e estudantes, a fim de entender o contexto das paisagens escolhidas.

 
SOBRE RAMON SALES:
Tipografias, símbolos e palavras deslocadas de seus sentidos recorrentes, mais comuns. Ainda, letras e palavras, com leitura dificultada. Esses são os interesses do Ramon Sales, publicitário de formação, e com grande percepção das narrativas das cidades e seus códigos. Palavras em camadas no Urbano Arte.

Sétima edição do Festival Alberto Nepomuceno começa dia 10 de março

 

Aracati, Canoa Quebrada, Canindé, Icó e Fortaleza recebem ​de 10 a 18 de março a 7ª edição do F​AN – F​estival Alberto Nepomuceno. O FAN 2018 ​apresenta uma série de atividades artísticas, de concertos a encontro de DJs, visitas guiadas e ​rodas de conversa, ​lançamento de selos e itinerários poéticos, ações com livros e leitura. A programação ​é gratuita e para todas as idades​. O FAN 2018 fortalece o uso de espaços públicos​como​ ​bibliotecas, igrejas, ​escolas, ​museus, teatros e vai, como nas edições anteriores, à zona rural.

No programa de atividades: A História do Tango com o argentino Alejandro Rodriguez, Trio Nepomuceno,Villa-Lobos para Criança com o grupo a Pessoa Bob, Luiz Gonzaga e outras canções do sertão com a cantora Marta Aurélia, Sexteto Irmãos Cruz, música eletrônica com Preto Neon e ações dos projetos PARATODOS e Cidade Portátil.

O Festival Alberto Nepomuceno é uma realização da Vagalume Produção Cultural e Comunicação. Projeto contemplado no IX Edital Mecenas do Ceará, da Secretaria da Cultura do Estado. O FAN 2018 agradece à ENEL e conta com apoio institucional do Centro Dragão do Mar, Museu da Fotografia de Fortaleza, Livraria Cultura, Faculdade do Vale do Jaguaribe, Casas Flor de Lys e Prefeitura de Aquiraz.

O FAN 2018 abre a programação sábado, dia 10, no Teatro da Ribeira dos Icós. “Com o lançamento da série Cidade Portátil às 18h, o FAN reafirma sua atuação junto a acervos que ampliam a compreensão da cidade como um bem público”, diz Cris Queiroz, da direção do FAN. Criada e desenvolvida por Izabel Gurgel, Cidade Portátil projeta imagens no espaço urbano compondo narrativas sobre os lugares que carregamos conosco. Lançamento com a participação do Projeto PARATODOS, criado pela DJ Renatinha há oito anos.

Antes, às 14h, a cantora Marta Aurélia conduz a roda de conversa “Vox – A voz como instrumento de arte, autoconhecimento e sociabilidade”, reforçando o caráter de formação do FAN. “Luiz Gonzaga e outras canções do sertão” é o show que a cantora Marta Aurélia apresenta, domingo, dia 11, às 18h na Igreja do Rosário, no núcleo histórico da cidade. Exemplar do que os estudiosos chamam de barroco sertanejo, a Igreja do Rosário vai abrigar um espetáculo especialmente desenvolvido a convite da direção do festival. O espetáculo traz canções que falam do sertão na voz de Marta Aurélia, acompanhada pelo acordeom do músico Ayrton Pessoa Bob. “Selecionar as canções foi tarefa árdua pela amplitude e diversidade de obras e autores, mas o repertório final irá dar uma palhinha do que representa a música sertaneja nordestina na música popular brasileira”, aposta a intérprete.

Às 19h, ainda na Igreja do Rosário, o Cidade Portátil volta ao som da DJ Renatinha do Projeto PARATODOS.

Duo Preto Neon na escola indígena, da Aldeia Gameleira, em Canindé

O duo musical Preto Neon conduz a Roda de Conversa na Escola Indígena Expedito Oliveira Rocha da Aldeia Gameleira, zona rural de Canindé, na terça, dia 13, às 15h. União de dois personagens, dois instrumentos, entre o digital e o orgânico, o beat e a densidade, as personalidades de João Emannuel e Lucas Santos se revezam em múltiplos sons e instrumentos, abordando uma viagem, não só sonora, mas também visual. No repertório, música experimental eletrônica, sintetizadores, graves e darksound.

FAN realiza primeiro concerto do Museu da Fotografia

Um concerto seguido de roda de conversa com a Luthieria Catavento no Museu da Fotografia de Fortaleza inicia a programação do FAN 2018 em Fortaleza, na quarta, dia 14, às 14h. Coordenada pelo músico e luthier Fernando Sardo, a Luthieria Catavento é um dos grupos de referência da ONG Tapera das Artes, de Aquiraz. O grupo se destaca pela forma em que constrói seus instrumentos e pelos materiais utilizados, como cabaça, madeira, PVC, entre outros materiais recicláveis ou colhidos da flora cearense. Os sons extraídos desses instrumentos são exóticos e encantadores. Logo após, às 15h, os participantes são convidados a uma Visita Guiada pelo MFF- Museu da Fotografia de Fortaleza.

Fala sobre Alberto Nepomuceno em Aracati e Concerto Villa-Lobos para criança em Canoa Quebrada

Alberto Nepomuceno personagem do livro Ana em Veneza, de João Silvério Trevisan, é o tema da roda de conversa conduzida pela jornalista Izabel Gurgel na Faculdade do Vale do Jaguaribe – FVJ, quinta, dia 15, às 19h30. É o FAN 2018 em Aracati.

O Projeto Long Play da DJ Renatinha abre o FAN 2018 em Canoa Quebrada, na Biblioteca Comunitária Eulina Freire dos Santos, sexta, dia 16, às 17h, e promove o encontro de três gerações de DJs de Canoa Quebrada. “Convidamos os primeiros DJs de forró e reggae, Vianez e Tiadai”, diz Renata Onofre, da direção do Festival. Na roda de DJs: Silas Rockers, Vinton Records, Buchecha, Caio Chocolate e Marcos Drums.

Às 18h, na série Cidade Portátil o FAN apresenta “Labirinto Canoa: siga o fio das labirinteiras” com rotas de passeios que sugerem apreciar o lugar a partir de saberes, como o das labirinteiras e de aristas como Niciano e Mauro Oceans, Stefano Libertini e Ricardo Keferaus, do Projeto Canoa em Cores.

Em seguida, às 19h, “Villa-Lobos para Criança”. Um espetáculo do grupo A Pessoa Bob na releitura da obra “Cirandinhas para Piano” do compositor brasileiro Heitor Villa-Lobos. A orquestração definida pelo trio tem como intuito intensificar o traço lúdico da obra, em doze peças com divertidas referências a cantigas populares do universo infantil, que o grupo não só diversifica na instrumentação, como inclui um pequeno metalofone e um Casiotone, clássico mini-teclado amador dos anos 80.

Às 20h, “A História do Tango”: concerto do argentino Alejandro Rodriguez no FAN Intercâmbios Internacionais. Alejandro é criador da orquestra O Método, integrante da orquestra Típica La Vidú, compositor e arranjador.

A programação em Canoa Quebrada encerra-se com o lançamento do selo Andorinhas da Rede Comunitária da Primeira Infância.

Trio Alberto Nepomuceno, Sexteto Irmãos Cruz, Preto Neon e Luthieria Catavento em Fortaleza no último fim de semana do FAN

No sábado, dia 17, o Festival apresenta às 17h, uma aula-espetáculo com a Luthieria Catavento, na Livraria Cultura. A Luthieria é um grupo que fabrica seus instrumentos a partir de materiais reciclados e irá promover um encontro com a música em meio aos livros.

No domingo, dia 18, a partir das 17h, a Arena Dragão do Centro Dragão do Mar recebe as últimas apresentações do 7º FAN. Abre a programação o Sexteto Irmãos Cruz, que envolve sobretudo a sonoridade de Astor Piazzolla. O grupo é formado por seis jovens irmãos, bisnetos e netos de músicos, e carrega intensa trajetória na música. No repertório, música instrumental erudita e popular, com arranjos criativos.

A partir das 18h, o Trio Nepomuceno da UFC homenageia o maestro cearense que abriu caminhos na cena musical brasileira e é inspiração para o Festival: Alberto Nepomuceno. Formado pela violinista Liu Man Ying, pela violoncelista Dora Utermohl de Queiroz e pelo pianista Vitor Duarte, todos professores do curso de Licenciatura em Música do Instituto de Artes da Universidade Federal do Ceará, o Trio exaltará a obra do compositor Alberto Nepomuceno, regente e pianista nascido em Fortaleza, considerado o pai do nacionalismo da música erudita brasileira.

Encerrando a programação do FAN 2018, a partir das 19h o duo Preto Neon.

Mais informações sobre o evento:

(85) 98635.3999 / (85) 98685.1300

Atendimento à Imprensa:

Kiko Bloc-Boris – (85) 98892.1195 – kikobb@gmail.com

Isabelle Vieira – (85) 98871.4139 – vieira.aisabelle@gmail.com

PROGRAMAÇÃO FESTIVAL ALBERTO NEPOMUCENO – FAN 2018

Realização: 10 a 18 de Março de 2018 – Fortaleza, Aracati, Canoa Quebrada, Icó e Canindé

ICÓ

ATIVIDADE

DATA/

HORÁRIO

INSTITUIÇÃO

Vox – A voz como instrumento de arte, autoconhecimento e sociabilidade

Conversa com a cantora e atriz Marta Aurélia

Cidade Portátil: A festa do Senhor do Bonfim e o fogo sagrado da Ribeira dos Icós – Projeto de Izabel Gurgel

Dia 10

Dia 10

14h

18h

Teatro da Ribeira dos Icós (Rua 07 de Setembro, 207 – Tamarinas)

Teatro da Ribeira dos Icós (Rua 07 de Setembro, 207 – Tamarinas)

Luiz Gonzaga e outras canções do sertão

Show de Marta Aurélia

Cidade Portátil: A festa do Senhor do Bonfim e o fogo sagrado da Ribeira dos Icós – Projeto de Izabel Gurgel

Dia 11

18h

19h

Igreja do Rosário ( Rua do Rosário – Rosarão)

Igreja do Rosário ( Rua do Rosário – Rosarão)

CANINDÉ

ATIVIDADE

DATA

HORÁRIO

INSTITUIÇÃO

Show e roda de conversa com a banda Preto Néon

Dia 13

15h

Escola Indígena Expedito Oliveira Rocha (Aldeia Gameleira – zona rural)

FORTALEZA

ATIVIDADE

DATA

HORÁRIO

INSTITUIÇÃO

Concerto e roda de conversa com o grupo Luthieria Catavento

Visita Guiada ao Museu da Fotografia de Fortaleza

Dia 14

Dia 14

14h

15h

Museu da Fotografia de Fortaleza (Rua Frederico Borges, 545 – Varjota)

Museu da Fotografia de Fortaleza (Rua Frederico Borges, 545 – Varjota)

ARACATI

ATIVIDADE

DATA

HORÁRIO

INSTITUIÇÃO

Maestro Alberto Nepomuceno como personagem do livro “Ana em Veneza, de João Silvério Trevisan”

Conversa com a jornalista Izabel Gurgel

Dia 15

19h30

Faculdade do Vale do Jaguaribe – FVJ

(End.: Rodovia CE-040, s/nº – Aeroporto)

CANOA QUEBRADA

ATIVIDADE

DATA

HORÁRIO

INSTITUIÇÃO

Projeto Long Play da Dj Renatinha convida Djs de Canoa Quebrada: Tiadai, Vianez, Buchecha, Vinton Records, Silas Rockers, Caio Chocolate e Carlos Drums

Cidade Portátil – “Labirinto Canoa: siga o fio das labirinteiras” – Projeto de Izabel Gurgel

Villa- Lobos para Criança

Concerto do grupo A Pessoa Bob

A História do Tango

Concerto de Alejandro Rodriguez

+ Lançamento selo Andorinhas da Rede Comunitária da Primeira Infância

Dia 16

Dia 16

Dia 16

Dia 16

17h

18h

19h

20h

Biblioteca Comunitária

(Broadway)

Biblioteca Comunitária

(Broadway)

Biblioteca Comunitária

(Broadway)

Biblioteca Comunitária (Broadway)

FORTALEZA

ATIVIDADE

DATA

HORÁRIO

INSTITUIÇÃO

Aula-espetáculo do grupo Luthieria Catavento

Dia 17

17h

Livraria Cultura (Av. Dom Luís, 1010 – Aldeota)

Concerto do Sexteto Irmãos Cruz

Show da banda Preto Néon

Concerto do grupo Trio Nepomuceno da UFC

Dia 18

Dia 18

Dia 18

17h

18h

19h

Centro Dragão do Mar (Rua Dragão do Mar, 81 – Praia de Iracema)

Centro Dragão do Mar ( Rua Dragão do Mar, 81 – Praia de Iracema)

Centro Dragão do Mar (Rua Dragão do Mar, 81 – Praia de Iracema)

Sobrado Dr José Lourenço está com inscrições abertas gratuitas para Oficinas de Gravura Experimental e Isogravura

 


O Sobrado Dr. José Lourenço, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, sedia nos dias 10 e 22 de março, as Oficinas de Gravura Experimental, com o artista Diego Sann, e de Isogravura, com a mediadora Geórgia Viana, respectivamente. Tratam-se de ações gratuitas, ofertadas pelo Núcleo Técnico e Diretor do Sobrado, com os objetivos de intensificar as singularidades de cada participante e os modos de experimentar e criar a sua própria gravura, bem como de ensinar uma técnica diferente às crianças e adolescentes, com grande efeito visual e baixo custo. As inscrições são realizadas pelo e-mail sobrado.3107@gmail.com. Importante informar no corpo de texto: Nome completo, data de nascimento, endereço, telefone para contato e data da oficina.

A primeira atividade, a Oficina de Gravura Experimental, já ocorre neste sábado, dia 10/3, das 9h às 12h, e conta com a mediação do artista Diego Sann. Sendo um processo criativo que inclui apresentação, com atividades práticas da técnica utilizada. A oficina agrega gravação e impressão manual de matrizes confeccionadas a partir da reutilização do Tetra Brik, material de embalagens de bebidas lácteas e sucos em geral. Para esta ação serão ofertadas 10 vagas. Podem se inscrever os interessados, a partir de 18 anos, com noções básicas de desenho.

Diego Sann é artista visual e participou de Bienais Nacionais e Internacionais, recebeu destaque para a Menção Honrosa no II Prêmio IBEMA de Gravura, Curitiba- PR, e o Prêmio Descoberta do Museu Casa da Xilogravura, Campos do Jordão – SP em 2017.

 

A Hora e a Vez das Crianças no Sobrado

Pensando na Criançada que adora vir ao Sobrado e aprender mais e mais arte e os artistas locais, o equipamento oferta pelo segundo mês consecutivo, a Oficina de Isogravura (gravura em Isopor). A atividade será realizada no dia 22 de março, nos turnos manhã e tarde, das 9h30 às 10h30, e das 14h30 às 15h30. Um total de 20 vagas serão ofertadas a crianças de 07 (sete) a 13 (treze) anos, sendo uma ação inteiramente gratuita. Inspirada na xilogravura, a Isogravura é uma técnica adaptada para se utilizar das possibilidades do carimbo (principalmente crianças). Tem como suporte o isopor ao invés da madeira. A atividade será mediada por Geórgia Viana. As inscrições são realizadas pelo e-mail sobrado.3107@gmail.com. Importante informar no corpo de texto: Nome completo da criança, data de nascimento, endereço, telefone para contato e data da oficina.

 

+ Artes Visuais

Seguem em cartaz, até o final de março, no Sobrado Dr José Lourenço, as exposições Mostra Arte Ceará e a Gravura In-forma. A visitação é gratuita e ocorre das 9h às 16h30 (terça a sexta-feira) e 9h às 13h30 (sábados).

“Uma oportunidade dos visitantes conhecerem obras de artistas significantes da história da Arte do Ceará, tais como Chico da Silva, J.Fernandes, Otacílio de Azevedo, Aldemir Martins, Estrigas, Barrica, Hélio Rola, Campelo Costa, Fernando França, e dos contemporâneos Efraim Almeida, Weaver Lima, Luiz Hermano, Solon Ribeiro, Ise Araújo, entre outros”, destaca Germana Vitoriano, diretora do Sobrado Dr José Lourenço.

A Mostra Arte Ceará, em cartaz desde o ano passado, tem o intuito de propor uma reflexão sobre a produção artística local e mostra os movimentos artísticos ocorridos em nosso Estado. Além disso, traz coleções particulares e coloca as obras para conhecimento do público, em um diálogo com as que integram o acervo da Pinacoteca do Estado. Com a curadoria de Carlos Macedo, a Mostra permite ao espectador ter uma visão desse cenário, ao longo do tempo, a partir das obras que constituem o recorte apresentado.

Já a Exposição Gravura In-forma, que integra a Mostra Arte Ceará, apresenta a importância dessa técnica na produção artística local, em diversos momentos da história. Compõem a exposição 13 obras de artistas como Zenon Barreto, Francisco de Almeida, Diego Sann, Sebastião de Paula, Nauer Spíndola, Nonato Araújo, Maciej Babinski, Júlio Silveira, Eduardo Eloy, Faso, Francisco Bandeira e Sérgio Lima.

V FEIRA DO LIVRO E V JORNADA DAS LETRAS DE LIMOEIRO DO NORTE COMEÇAM NESTA QUINTA, 22, COM HOMENAGENS E PROGRAMAÇÃO GRATUITA

 

 

Começam na próxima quinta-feira, dia 22, na Praça da Igreja Matriz, a quinta edição Feira do Livro e a V Jornada das Letras de Limoeiro do Norte, juntas são o maior evento literário da cidade. A abertura está marcada para as 20h. Toda a programação é gratuita e vai até sábado, dia 24.

Nesta edição, o público vai participar de lançamentos de livros, oficinas, palestras, rodas de conversa com autores, recitais e apresentações musicais, e terá acesso aos estandes de exposição de livros, durante os três dias de evento. A Tenda das Artes, no largo da Igreja Matriz, terá apresentações de teatro, música e homenagens a Belchior, ao centenário do poeta Hercílio Pinheiro (1918 – 2018) e ao poeta Louro Branco.

A V Feira do Livro de Limoeiro do Norte é uma realização do Instituto Brasil de Dentro, em parceria com a Academia Limoeirense de Letras, e tem o apoio do Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Cultura do Estado, e da Enel.

Parte da programação, a Jornada das Letras, vai acontecer na Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos (FAFIDAM), que é um campus da Universidade Estadual do Ceará (UECE) em Limoeiro. Com o tema Literatura: Múltiplos Olhares, a roda de conversa vai reunir a Profa. Me. Fernanda Cardoso, o Prof. Me. Francisco Romário Nunes e a Prof. Dra. Sarah Maria Forte Diogo.

LANÇAMENTOS DE OBRAS

Entre os títulos lançados nesta edição, estão Aventura Jaguaribana, num ano de Estio de Agamenon Viana; Simplesmente Tião, de Avanir Fernandes Maia; A tragédia dos mil dias – a seca de 1877-79 no Ceará, de Cicinato Ferreira Neto; Para Belchior Com Amor, de Ricardo Kelmer; As cidades de Rubem Braga e W. Benjamin, de Ana Karla Dubiela; e Livro Zero, de Denis Akel.

 

 

CENTENÁRIO DO POETA HERCÍLIO PINHEIRO

Uma das principais homenagens programadas para esta edição de 2018 é ao centenário do repentista norte-rio-grandense Hercílio Pinheiro («1918 – U 1958), que morreu antes dos 40 anos de idade, em Tabuleiro do Norte-CE. Hercílio é considerado, até hoje, uma das maiores expressões da arte popular nordestina.

HOMENAGEM AO REPENTISTA CEARENSE LOURO BRANCO

Também homenageado nesta edição, o repentista Louro Branco, natural de Jaguaribe (CE), morreu no último dia 18 de janeiro, em Santa Cruz do Capibaribe (PE). Francisco Maia de Queiroz tinha 75 anos e era poeta e compositor, com mais de 700 composições e participação em mais de 400 festivais. Louro Branco começou a cantar aos 12 anos de idade; foi pescador, agricultor e vendedor ambulante, e viajou por quase todo o Brasil, propagando sua arte.

SHOWS E HOMENAGEM A BELCHIOR

Como parte da programação musical da V Feira do Livro de Limoeiro do Norte, haverá apresentações de Agamenon Viana, Banda Aécio de Castro (alunos do Colégio Diocesano), Maracatu Nação Jaguaribe e Banda Big Head.

No sábado, dia 24, o encerramento da programação será com Deilson Rabelo, Celinha Guará e Gildomar Marinho, que além de apresentarem o cancioneiro autoral e sucessos da MPB, prestarão homenagens ao cantor e compositor cearense Belchior («1946 – U2017).

Serviço

V Feira do Livro de Limoeiro do Norte

Data: 22, 23 e 24 de fevereiro de 2018

Local: Praça da Igreja Matriz (Praça José Osterne) de Limoeiro do Norte-CE

Horários: De 9h às 11h e de 17h às 23h.

Informações: (88) 99661-0512

Facebook: www.facebook.com/feiradolivrodelimoeirodonorte

VI Festival de Música Cordas Ágio segue até o dia 5/2, na Vila da Música (Crato)

 


Uma programação intensa de apresentações musicais, para todos os gostos, passando pela música erudita e popular. É o que promete o Festival Cordas Ágio que acontece, até o dia 5/2, na Vila da Música, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado, localizado em Crato, e inaugurado em 2017, em uma parceria com a Solibel. Ao todo são 10 dias de atividades que incluem o Encontro Regional de Regentes das Macrorregiões dos Inhamuns, Centro Sul e Cariri, o Encontro Ceará Música, além de oficinas com professores renomados e shows de nomes como Jefferson Gonçalves e Beto Lemos; Zabumbeiros Cariris, Daniel Peixoto, Abidoral Jamacaru, Joselho Rocha, José Rocha, Cícero Galdino e Marcos Maia, entre outros.

Surgido em 2012, no Distrito do Belmonte, município do Crato – Ceará, o Festival de Música Cordas Ágio está em sua sexta edição. Criando um verdadeiro ambiente de fruição e formação musical durante dez dias de evento, o Festival é destaque na região do Cariri. Esta é uma realização da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), do Instituto Dragão do Mar, Vila da Música e da Sociedade Lírica do Belmonte (Solibel).

O Festival Cordas Ágio tem por objetivo ampliar e promover novos conhecimentos, difundindo, cada vez mais, o ensino de canto e técnica vocal, e de instrumentos como o violino, viola, flauta etc. Na edição de 2018, vem fortalecer a Vila da Música que, a partir das atividades que desenvolve na região, vem se afirmando enquanto lugar de criação, fruição e formação artística, buscando reafirmar que a música possui extrema importância para a transformação e elevação do ser humano, principalmente no tocante a contribuição para a sua formação cidadã.

“Dentre os resultados que buscamos alcançar é importante destacar a promoção do intercâmbio cultural entre estudantes e artistas da região do Cariri, com artistas de outros estados e países. A expectativa é de que o conhecimento adquirido pelas pessoas que participarão dos processos formativos seja o início de uma caminhada rumo à formação superior em música ou mesmo a participação em orquestras e outras possibilidades de criação artística”, ressalta Dane de Jade, coordenadora da Vila da Música.

 

Confira a programação de shows desta semana
Durante 10 dias, com início no último sábado (21/1), o VI Festival de Música Cordas Ágio promove uma programação intensa de apresentações musicais, para todos os gostos musicais, passando pela música erudita e popular. Serão 3 palcos na Vila da Música que abrigarão uma verdadeira festa musical. Confira a programação.

 

 

 

PRAÇA ZÉ PAJÉ – RETRETA DA PRAÇA E TRADIÇÃO POPULAR – 17h

31/01
Banda de Música de Santana do Cariri
Maneiro Pau do Mestre Cirilo e Maneiro Pau do Mestre Raimundo

01/02
Reisado Mestre Dedé de Luna

02/02
Banda de Música de Assaré
Mulheres Cordelistas Flor do Cariri

03/02
Coco Mestre Edith da Batateira

04/02
Banda de Música Maestro Azul do Crato
Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto

AUDITÓRIO VILA DA MÚSICA – 19h

31/01
Grupo OCTABOSSA (CE)

01/02
Recital de Violão com Cleyton Fernandes (CE)

02/02
Grupo Vocal Set – (CE)

03/02
Noite dos Mestres e Prata da Casa – Professores da Vila da Música e Convidados

04/02
Grupo Ancestrália (CE)
Orquestra de Cordas Populares e Carol Panesi (RJ)

PALCO PASÁRGADA – 20h30

01/02
Trio: Rafael Belo Xote, Ranier Oliveira, Elidon (CE)

02/02
Regilânio Ferreira e João Neto (CE)

03/02
Fatinha Gomes (CE)

04/02
Limiar do Desconhecido – AbsurdumCircus (CE)

ESPAÇO PADRE ÁGIO – 22h

01/02
Luciano Brayner (CE)
Zabumbeiros Cariris (CE)
Daniel Peixoto – Turnê Massa (CE)

02/02
Banda Afinita (CE)
Abidoral Jamacaru e Banda (CE)
Banda Natabela (CE)

03/02
Luiz Carlos Salatiel e Banda (CE)
Dudé Casado (CE)
Jefferson Gonçalves e Beto Lemos (RJ)

04/02
João do Crato (CE)
YannickDelass e Banda (Republica do Congo/África)
Banda Tiro Certeiro (CE)

PROGRAMAÇÃO ESPECIAL

05/02
Comemoração do Aniversário Padre Ágio

Lançamento do livro: Padre Cícero Romão Batista – Maior Líder Espiritual do Nordeste Brasileiro do Padre Ágio

01 a 05/02

Exposição: Padre do Amor

27/01 a 05/02
Feira de Arte e Cultura da Vila da Música

 

História do Festival
A musicalidade presente na região do Cariri mobilizou a criação do Festival de Música Cordas Ágio, que agora conta com a realização da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), do Instituto Dragão do Mar, Vila da Música e da Sociedade Lírica do Belmonte (Solibel). “O projeto do festival surgiu com o encontro de músicos que fazem parte da comunidade do Belmonte, sobretudo o Jocélio Rocha, que pensou esse festival. Hoje, o evento se torna um festival de formação e de fruição musical. Este ano é especial por comemorarmos os 100 anos do padre Ágio, um mentor da Solibel e, consequentemente, inspirou a construção da Vila da Música. Tudo aqui é feito a partir de troca de experiências, de valorização das identidades da comunidade, que tem um caráter musical fortíssimo”, destaca a coordenadora da Vila da Música, Dane de Jade.

 

Homenagem ao Pe. Ágio
Completando 100 anos de dedicação ao ensino da música e formação de pessoas, Padre Ágio será o grande homenageado do VI Festival de Música Cordas Ágio. Fundador da Sociedade Lírica do Belmonte (Solibel), no Crato, Padre Ágio Moreira recebeu do Governo do Ceará a Medalha da Abolição, a mais alta comenda do Estado, honraria conferida por seu trabalho como fundador e diretor da Solibel, que beneficia alunos, todos de origem humilde, a maioria filhos de agricultores. Por anos, o padre formou jovens e crianças a partir do ensino de técnicas e teorias musicais.

 

Oficinas
O VI Festival de Música Cordas Ágio traz uma programação formativa, ofertando 19 oficinas com renomados nomes da música do Ceará e do Brasil. São aulas práticas e teóricas que vão desde o nível avançado até o nível inciante. As inscrições já foram realizada, gratuitamente. O público poderá participar de oficinas Vocal, Instrumental e de Práticas Coletivas com os professores Amanda Melo, Arley França, André Magalhães, Beto Lemos, Carol Panesi, ChantalLevie, Fabricio da Rocha, Fabiano de Cristo, Giltácio Santos, Heriberto Porto, Izaira Silvino, Jefferson Gonçalves, Júnior Crato, Márcio Mattos, Marcos Cortez, Ranier Oliveira e Raquel Lopes.

 

Encontro Regional dos Regentes de Banda e o Ceará Música
Aproveitando o momento musical no Cariri, a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) realizou o Encontro de Regional de Regentes das Macrorregiões dos Inhamuns, Centro Sul e Cariri, no sábado (27/1) e no domingo (28/1), na Vila da Música. O objetivo do Encontro foi organizar o núcleo articulador composto por Regentes e Maestros de Bandas de Música e pesquisadores da área, visando contribuir para o fortalecimento da Rede Estadual de Bandas de Música do Ceará e a reestruturação do Sistema Estadual de Bandas do Ceará – SEBAM.

Também durante o Festival, na Vila da Música, na segunda (29/1) e terça-feira (30/1), acontece o Encontro Ceará Música. Músicos, regentes, produtores e outros representantes de cada região apresentam suas atuais ações no campo da Música e o que planejam fazer, durante dois dias de programação, para a construção de novas parcerias inter-regionais. O Programa Ceará Música conta com os eixos de regulamentação, formação, produção, difusão, circulação, distribuição e memória da música, com objetivo de colaborar na construção das políticas públicas para a música no Estado, em um esforço conjunto do Fórum da Música, Instituto Dragão do Mar e da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará (Secult).

 

Serviço:
VI Festival de Música Cordas Ágio
De 27 de janeiro a 5 de fevereiro
Local: Vila da Música – Crato
Entrada franca para todas atividades
Facebook: https://www.facebook.com/viladamusicasolibelcrato/

VI Festival de Música Cordas Ágio tem início neste sábado (27), na Vila da Música, no Crato

 

 

Surgido em 2012, no Distrito do Belmonte, município do Crato – Ceará, o Festival de Música Cordas Ágio chega à sua sexta edição em 2018, com programação marcada por atividades formativas e apresentações musicais entre os dias 27 de janeiro e 5 de fevereiro, na Vila da Música, na cidade do Crato. Criando um verdadeiro ambiente de fruição e formação musical durante dez dias, o festival traz shows shows de Jefferson Gonçalves e Beto Lemos; Zabumbeiros Cariris, Daniel Peixoto, André Magalhães, entres outros. Durante o evento acontece também o Encontro de Regional de Regentes das Macrorregiões dos Inhamuns, Centro Sul e Cariri e o Encontro Ceará Música. A realização do Festival de Música Cordas Ágio é da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), do Instituto Dragão do Mar, Vila da Música e da Sociedade Lírica do Belmonte (Solibel). Confira abaixo a programação.

Nesta edição, o Festival vem fortalecer a Vila da Música, equipamento cultural da Secult, surgido no ano de 2017 de uma parceria com a Solibel. A partir das atividades que desenvolve, o espaço vem se afirmando enquanto lugar de criação, fruição e formação artística, buscando reafirmar que a música possui extrema importância para a transformação e elevação do ser humano, principalmente no tocante a contribuição para a sua formação cidadã. Assim, o objetivo do Festival Cordas Ágio é ampliar e promover novos conhecimentos, difundindo, cada vez mais, o ensino de canto e técnica vocal, e de instrumentos como o violino, viola, flauta etc.

“Dentre os resultados que buscamos alcançar é importante destacar a promoção do intercâmbio cultural entre estudantes e artistas da região do Cariri, com artistas de outros estados e países. A expectativa é de que o conhecimento adquirido pelas pessoas que participarão dos processo formativos seja o início de uma caminhada rumo à formação superior em música ou mesmo a participação em orquestras e outras possibilidades de criação artística”, ressalta Dane de Jade, coordenadora da Vila da Música.

 

História do Festival

A musicalidade presente na região do Cariri mobilizou a criação do Festival de Música Cordas Ágio, que agora conta com a realização da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), do Instituto Dragão do Mar, Vila da Música e da Sociedade Lírica do Belmonte (Solibel). “O projeto do festival surgiu com o encontro de músicos que fazem parte da comunidade do Belmonte, sobretudo o Jocélio Rocha, que pensou esse festival. Hoje, o evento se torna um festival de formação e de fruição musical. Este ano é especial por comemorarmo os 100 anos do padre Ágio, um mentor da Solibel e, consequentemente, inspirou a construção da Vila da Música. Tudo aqui é feito a partir de troca de experiências, de valorização das identidades da comunidade, que tem um caráter musical fortíssimo”, destaca a coordenadora da Vila da Música, Dane de Jade.
Encontro Regional dos Rentes de Banda e o Ceará Música

Aproveitando o momento musical no Cariri, a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) realiza o Encontro de Regional de Regentes das Macrorregiões dos Inhamuns, Centro Sul e Cariri, no sábado (27/1), de 9h às 18h, e no domingo (28/1), de 9h às 12h, na Vila da Música. O objetivo do Encontro é organizar o núcleo articulador composto por Regentes e Maestros de Bandas de Música e pesquisadores da área, visando contribuir para o fortalecimento da Rede Estadual de Bandas de Música do Ceará e a reestruturação do Sistema Estadual de Bandas do Ceará – SEBAM.

Também durante o Festival, na Vila da Música, na segunda (19/1) e terça-feira (30/1), de 9h às 17h, acontece o Encontro Ceará Música. Músicos,. regentes, produtores e outros representantes de cada região deverão apresentar suas atuais ações no campo da Música e o que planejam fazer, durante dois dias de programação, para a construção de novas parcerias inter-regionais. O Programa Ceará Música conta com os eixos de regulamentação, formação, produção, difusão, circulação, distribuição e memória da música, com objetivo de colaborar na construção das políticas públicas para a música no Estado, em um esforço conjunto do Fórum da Música, Instituto Dragão do Mar e da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará (Secult).
Homenagem ao Pe. Ágio

Completando 100 anos de dedicação ao ensino da música e formação de pessoas, Padre Ágio será o grande homenageado do VI Festival de Música Cordas Ágio. Fundador da Sociedade Lírica do Belmonte (Solibel), no Crato, Padre Ágio Moreira recebeu do Governo do Ceará a Medalha da Abolição, a mais alta comenda do Estado, honraria conferida por seu trabalho como fundador e diretor da Solibel, que beneficia alunos, todos de origem humilde, a maioria filhos de agricultores. Por anos, o padre formou jovens e crianças a partir do ensino de técnicas e teorias musicais.

 

Oficinas

O VI Festival de Música Cordas Ágio traz uma programação formativa, ofertando 19 oficinas com renomados nomes da música do Ceará e do Brasil. São aulas práticas e teóricas que vão desde o nível avançado até o nível inciante. As inscrições já foram realizada, gratuitamente. Confira abaixo a oficinas.

1. VIOLINO POPULAR (AVANÇADO)
PROFª. CAROL PANESI (SP)

2. VIOLONCELO (MÉDIO – AVANÇADO_
PROFª. AMANDA MELO (PB)

3. OFICINA DE SOPROS (MÉDIO E AVANÇADO)

FLAUTA TRANSVERSAL (NÍVEL: AVANÇADO)
PROFº. HERIBERTO PORTO (CE);
FLAUTA TRANSVERSAL – (NÍVEL: MÉDIO)
PROFº. JÚNIOR CRATO (CE);
CLARINETA (NÍVEL: MÉDIO)
PROFº. GILTÁCIO SANTOS (CE).

4. ORQUESTRA DE ACORDEÕES – (NÍVEL MÉDIO/AVANÇADO)
PROFº. RANIER OLIVEIRA (CE)

5. VIOLÃO – NÍVEL MÉDIO / AVANÇADO
PROFº. FABRÍCIO ROCHA (CE)

6. PERCUSSÃO (NÍVEL MÉDIO)
PROFª. RAQUEL LOPES (CE)
PROFº. MARCOS CORTEZ (CE)

7. INICIAÇÃO MUSICAL ATRAVÉS DA GAITA
PROFº JEFFERSON GONÇALVES

8. RABECA (NÍVEL MÉDIO) (
PROFº FABIANO DE CRISTO E PROFº BETO LEMOS

9. LABORATÓRIO CORAL DE MÚSICA POPULAR – INFANTIL
PROFº. MÁRCIO MATTOS (CE)

10. LABORATÓRIO CORAL DE MÚSICA POPULAR (NÍVEL MÉDIO E AVANÇADO)
PROFª. IZAIRA SILVINO (CE)

11. TÉCNICA DE ENSAIO E PRÁTICA DE BANDA DE MÚSICA
(NÍVEL MÉDIO/AVANÇADO).
PROFº. ARLEY FRANÇA (CE)

12. OFICINA DE CORDAS POPULARES (NÍVEL MÉDIO).
PROFª. CAROL PANESI (SP)

13. OFICINA DE CORDAS POPULARES (NÍVEL AVANÇADO)
PROFª. CAROL PANESI (SP)

14. PRÁTICA DE CONJUNTO (NÍVEL MÉDIO/AVANÇADO)
PROFº. RANIER OLIVEIRA (CE)

15. HARMONIA, IMPROVISAÇÃO E PROCESSO CRIATIVO.
PROFº. HERIBERTO PORTO (CE)
PROFª. CHANTAL LEVIE (BRUXELAS)

16. MÉTODO FELDENKRAIS
(TÉCNICAS DE RELAXAMENTO CORPORAL PARA MÚSICOS)
PROFª. CHANTAL LEVIE (BRUXELAS)

17. PRÁTICA DE ESTÚDIO
PROFº ANDRÉ MAGALHÃES

18. REGÊNCIA DE BANDA DE MÚSICA
PROFº. ARLEY FRANÇA

19. CONSTRUÇÃO DE INSTRUMENTOS E PRÁTICA PERCUSSIVA (M1)
PROFº MARCOS CORTEZ
Shows

Durante 10 dias, o VI Festival de Música Cordas Ágio promove uma programação intensa de apresentações musicais, para todos os gostos musicais, passando pela música erudita e popular. Serão 3 palcos na Vila da Música que abrigarão uma verdadeira festa musical. Confira a programação.
Espaço Cênico Padre Àgio Moreira – Auditório Vila da Música

27/01 – 19h – Abertura com a Orquestra Armorial do Cariri e Orquestra SOLIBEL Jovem

28/01 – 19h: Duo Café com Leite (CE)

29/01 – 19h: Fabrício da Rocha e Júnior Crato (CE)

30/01 – 19h: Duo IAÔ (CE)

31/01 – 19h: Grupo OCTABOSSA

01/02 – 19h: Recital de Violão com Cleyton Fernandes (CE)

02/02 – 19h: Grupo Vocal Set – (CE)

02/02 – 20h: Bruno Paiva

03/02 – 19h: Noite dos Mestres e Prata da Casa – Professores da Vila da Música e Convidados

04/02 – 19h: Grupo Ancestrália (CE)

04/02 – 20h: Orquestra de Cordas Populares (Carol Panesi – RJ)

Palco Passárgada: 01 a 04/2 – 20h30

01/02 – Trio: Rafael Belo Xote, Ranier Oliveira, Elidon (CE)

02/02 – Regilânio Ferreira e João Neto (CE)

03/02 – Fatinha Gomes

04/02 – Limiar do Desconhecido – show Absurdum Circus

Palco Padre Ágio: 01 a 04/2 – 22h

01/02 – 22:00 – Luciano Brayner (CE)

01/02 – 23:00 – Zabumbeiros Cariris (CE)

01/02 – 00:00 – Daniel Peixoto – Turnê Massa (CE)

02/02 – 22:00 – Banda Afinita

02/02 – 23:00 – Abdoral Jamacaru e Banda (CE)

02/02 – 00:00 – Banda Natabela (CE)

03/02 – 22:00 – Luiza Carlos Salatiel e Banda (CE)

03/02 – 23:00 – Dudé Casado (CE)

03/02 – 00:00 – Jefferson Gonçalves e Beto Lemos (RJ)

04/02 – 22:00 – João do Crato (CE)

04/02 – 23:00 – Yannick Delass e Banda (Republica do Congo/África)

04/02 – 00:00 – Banda Tiro Certeiro (CE)
Serviço:

VI Festival de Música Cordas Ágio
De 27 de janeiro a 5 de fevereiro
Local: Vila da Música – Crato
Entrada franca para todas atividades
Facebook: https://www.facebook.com/viladamusicasolibelcrato/