Browsing Tag

Arte

Dragão do Mar celebra o centenário de Nelson Mandela com abertura de exposição internacional inédita no Brasil, no dia 20 de junho

 

 

Até 30 de julho, no Museu da Cultura Cearense, a mostra “Mandela: de Prisioneiro a Presidente” apresenta a trajetória do líder sul-africano. A abertura da exposição, concebida pelo Museu do Apartheid de Joanesburgo, é fruto de parceria entre o Instituto Dragão do Mar e o Instituto Brasil África e conta com patrocínio da Secult-CE.

Na rota de circulação de importantes exposições de artes visuais, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, abrirá para visitações, no dia 20 de junho, a partir das 10h, no Museu da Cultura Cearense, a exposição “Mandela: de Prisioneiro a Presidente”. Com acesso gratuito, a mostra ainda inédita no Brasil reúne 50 painéis com fotos e 9 peças audiovisuais que contam a trajetória do líder sul-africano, em celebração ao seu centenário, em julho.

A mostra traça o percurso da vida de Mandela desde o início do ativismo contra Apartheid, regime racista do governo sul-africano que negava à população negra direitos civis, sociais e econômicos. Dividida em seis temas, “A pessoa”, “O camarada”, “O líder”, “O prisioneiro”, “O negociador” e “O homem de estado”, a mostra traz detalhes sobre a vida pessoal e a luta política de Mandela, abordando seus 28 anos de prisão, a vitória no Prêmio Nobel da Paz, até a eleição como primeiro presidente negro da África do Sul, em 1994.

Fortaleza será a primeira cidade brasileira a receber a mostra que já passou por França, Suécia, Estados Unidos, Equador, Argentina, Peru e Luxemburgo e foi vista por mais de um milhão e 100 mil pessoas. “Para nós é um privilégio que o Dragão seja escolhido para receber uma mostra desse porte, ainda mais para apresentar ao público a trajetória de um dos mais importantes militantes da liberdade, da justiça e da democracia. Falar de Mandela é dar visibilidade à sua luta, mas sobretudo à nossa própria história”, diz Paulo Linhares, presidente do Instituto Dragão do Mar.

“A exposição Mandela: de Prisioneiro a Presidente promove um encontro muito instigante, porque ao mesmo tempo que traz a história da liberdade de Nelson Mandela e de sua nação, se assemelha com a história do próprio Chico da Matilde, o Dragão do Mar, que também lutou por liberdade, sendo um abolicionista”, afirma Fabiano Piúba, secretário da Cultura do Ceará.

Segundo o presidente do Instituto Brasil África, João Bosco Monte, a escolha de Fortaleza para abrir o circuito da mostra e do Dragão como sede foi natural: “Consideramos a força da cultura negra no Ceará, pioneiro na luta pela libertação dos escravos, e também levamos em conta que a capital cearense foi onde o Instituto Brasil África começou, para eleger Fortaleza como a primeira cidade brasileira a receber a exposição. O Dragão do Mar, que leva o nome de um dos mais importantes personagens da história abolicionista do Ceará, é também um centro de arte e cultura de nível internacional, que reúne todas as condições para a perfeita execução da mostra, tal como foi concebida pelo Museu do Apartheid, na África do Sul”.

Em visita técnica às instalações do Museu da Cultura Cearense, no dia 13 de abril, Christopher Till, diretor do Museu do Apartheid, disse estar ansioso: “Ver as instalações do Centro me deixou muito empolgado não só pelo espaço que temos disponível, mas também pelo que tenho ouvido sobre a significativa relação entre Fortaleza e a África. Eu acho que trazer o legado de Nelson Mandela para o Brasil, começando por Fortaleza, vai proporcionar uma importante troca com o povo brasileiro. Estamos ansiosos para trazer a exposição e promover o engajamento com o legado de Mandela de uma maneira bem visual e entusiasmante”.

Concebido pelo Museu do Apartheid, “Mandela: de Prisioneiro a Presidente” é realizada ainda pelo Instituto Brasil África (IBRAF), detentor dos direitos da mostra para o Brasil, e pela Fundação Nelson Mandela. Apresentado pelo Governo do Estado do Ceará, conta com patrocínio da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará e apoio do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, do Instituto Dragão do Mar e do escritório Aldairton Carvalho Sociedade de Advogados.

 

 

Serviço: Abertura Exposição “Mandela: de Prisioneiro a Presidente”

Data: 20 de junho de 2018

Hora: 10h

Local: Museu da Cultura Cearense – Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (Rua Dragão do Mar, 81 – Praia de Iracema)

Visitações até 30 de julho, de terça a domingo, das 9h às 19h (acesso até as 18h30) e aos sábados, domingos e feriados, das 14h às 21h (acesso até as 20h30).

Acesso gratuito.

Museu da Cultura Cearense – Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura

ARTISTA FELIPPE MORAES TEM OBRAS REUNIDAS NA MOSTRA “IMENSURÁVEL” NA CAIXA CULTURAL FORTALEZA

 

                                                 Felippe Moraes, artista

 

A CAIXA Cultural Fortaleza apresenta de 09 de junho a 12 de agosto a estréia da inédita mostra “IMENSURÁVEL”, um panorama abrangente da jovem e prolífica produção do artista carioca Felippe Moraes, um dos expoentes da mais recente arte contemporânea brasileira e internacional. A exposição, com entrada franca, patrocinada pela CAIXA e Governo Federal, traz aproximadamente 40 obras que se utilizam da engenharia, da matemática, da química, da geometria e da alquimia para discutir questões poéticas sobre a existência e a transcendência da matéria, nas quais as tensões da matéria com a linguagem se tornam propositoras para uma compreensão de existências sublimes e imateriais.

A exposição “IMENSURÁVEL” é um recorte sobre um aspecto relevante da obra de Felippe Moraes, em que discute a materialidade na qual habitamos e todos os trabalhos pretendem dialogar com tais questões citadas, de maneira que a própria compreensão sobre processos lógicos seja questionada. A mostra tem curadoria de Alexandre Sá, atuante e aclamado crítico da nova geração, com coordenação de produção de Anderson Eleotério da ADUPLA.

Na abertura ao público, que acontece no dia 09 de junho (sábado) às 11h, o artista Felippe Moraes fará visita guiada pela mostra.

Reflexões e sensações múltiplas

As obras selecionadas foram produzidas pelo artista entre 2009 e 2018. Variam em técnicas e dimensões, tendo esculturas, instalações, objetos, fotografias, interferências, desenhos e até pinturas, a mais recente abordagem de Moraes sobre os assuntos supra-científicos que lhe interessam, trazendo ainda a tecnologia sonora/visual a interferir visualmente na galeria e interagir com o público. Aliás, um dos potenciais da mostra é exatamente essa interação, proporcionando reflexões e sensações múltiplas a partir da diversificada seleção de mídias artísticas.

Na tendência de fusão de mídias na arte contemporânea, a exposição “IMENSURÁVEL” reúne no ambiente vivencial da CAIXA Cultural Fortaleza instalação, música, tecnologia, ciência, ritual, arte, matemática e conceito, mas tudo de forma dinâmica e social. O curador Alexandre Sá exalta que “ao mensurar, tencionar, cortar e apreender a materialidade, esta é colocada em cheque para que o público compreenda o seu lugar no universo das experiências e dos sentidos”.

O curador ainda distingue que as obras de Felippe Moraes possuem uma certa paradoxalidade em que, “por meio de paradigmas propostos sobre a realidade, o ambiente material e a existência física passam a ser compreendidos de uma maneira exótica, dispondo não só reflexão pouco ortodoxa sobre a matéria, mas desdobramento conceitual no universo do intangível e do sutil”.

“IMENSURÁVEL” propõe nas discussões da matéria, encontrar a sutileza de tudo aquilo que é invisível, mas que ao mesmo tempo, é inerente ao físico. O conjunto de obras reunidas do artista Felippe Moraes na CAIXA Cultural Fortaleza ainda agrega valores especiais por atuar diretamente no exercício da cidadania por meio da diversificação dos temas apresentados.

“A arte contemporânea de Felippe Moraes é ousada e comprometida com um discurso sério e consistente, e essa mostra respalda ainda mais a pesquisa e sua importância no aprofundamento e alargamento dos limites da nova arte brasileira, levando em consideração a trajetória do artista e suas obras, ricas em referências e ineditismo conceitual e tecnológico”, conclui o curador Alexandre Sá.

Sobre Felippe Moraes

Nascido há 29 anos (1988) no Rio de Janeiro, vivendo e trabalhando entre Brasil e Portugal, onde atualmente é doutorando em arte contemporânea no Colégio das Artes da Universidade de Coimbra, Felippe Moraes se destaca na sua geração pela produção artística com eloquência e habilidade discursiva, trazendo abordagens inéditas às questões da imaterialidade e às questões filosóficas da existência física, por meio da arte conceitual. Na utilização de artefatos poéticos pouco usados na arte contemporânea brasileira, Moraes vem demonstrando e promovendo um crescente reconhecimento institucional e acadêmico.

Selecionado em 2011 para a Temporada de Projetos do Paço das Artes em São Paulo, tendo apenas 22 anos, Felippe Moraes tornou-se um dos mais jovens artistas na história do prêmio. No mesmo ano, recebeu a bolsa do Santander Universities para cursar mestrado MA Fine Art na The University of Northampton (Reino Unido), concluído com distinção em 2013. Durante o período na Inglaterra, fez duas exposições individuais: a primeira, “On Becoming” (2011), na The Fishmarket Gallery em Northampton; e a segunda, “Matter”, na MK Gallery, em Milton Keynes, considerada uma das 10 galerias públicas mais conceituadas do Reino Unido. Nesse período foi eleito pela respeitada publicação de artes da University of Nottingham como um dos mais promissores artistas com menos de 30 anos da região central da Grã-Bretanha.

Na Europa, ainda participou de mostras como a “City as a Process” na 2ª Bienal Industrial dos Montes Urais, em Ekaterinenburg na Rússia, e a “N°1”, na galeria Collective Collaborations. Ao retornar ao Brasil, Felippe se estabelece como forte promessa do novo cenário artístico carioca, e com apenas 25 anos de idade promove debates e encontros em seu ateliê, além de ampliar a carreira com importantes participações artísticas. Na primeira e única vinda ao Nordeste, em 2014, veio a Fortaleza expor obra no 65º Salão de Abril.

No mesmo ano, integrou a exposição “Ordem”, na Baró Galeria, em São Paulo, onde em 2017 também fez a mostra “Cosmografia”. Em 2016, sob curadoria de Alexandre Sá, levou “Os Elementos” ao Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica e dispôs a escultura “Monumento ao Horizonte” em caráter permanente no Caminho Niemeyer, em Niterói. Já em 2017, sua escultura “Monumento a Euclides” foi atração permanente na cidade romena de Slanic Moldova, e em 2018 já apresentou sua “Proporción” no Espacio de Arte Contemporáneo, em Montevideu (Uruguai).

FICHA TÉCNICA

Patrocínio – CAIXA ECONÔMICA FEDERAL E GOVERNO FEDERAL

Artista – Felippe Moraes

Curadoria – Alexandre Sá

Coordenação Geral – Anderson Eleotério

Produção Executiva – David Motta

Designer Gráfico – Claudia Ramadinha

Produção Local – Cristiane Pires

 

Serviço:

Mostra IMENSURÁVEL – Felippe Moraes

Local: CAIXA Cultural Fortaleza

Endereço: Av. Pessoa Anta, 287 – Praia de Iracema

Abertura: 09 de junho, sábado às 11h, com visita guiada pelo artista

Data: 09 de junho a 12 de agosto de 2018

Horário: terça-feira a sábado, das 10h às 20h | domingo, das 12h às 19h

Classificação indicativa: Livre

Entrada gratuita

Paraciclo disponível no pátio interno
Informações gerais | Bilheteria CAIXA Cultural Fortaleza:

(85) 3453-2770

Cineteatro São Luiz recebe o Festival Varilux de Cinema Francês, de 7 a 20 de junho

 

 

“Esse é o terceiro ano que o Cineteatro São Luiz exibe o Festival Varilux de Cinema Francês, numa parceria que reafirma duas das grandes características do Cineteatro, que é a diversidade de conteúdo associada a acessibilidade do público, aqui contemplado com o que há de mais representativo da cena atual do cinema francês e com custo de ingresso muito abaixo do praticado no mercado”, ressalta Duarte Dias, Programador e Curador do Cinema do Cineteatro São Luiz.

Pioneira em festivais e sucesso na edição passada, o Varilux promove novamente uma Mostra de Realidade Virtual com curadoria do cineasta e especialista francês de VR Fouazi Louahem.

Em parceria com a Unifrance Films, o Festival apresenta pela primeira vez uma seleção de curtas-metragens franceses, alguns premiados, demonstrando dessa forma a diversidade e a criatividade da narrativa audiovisual da França.

O público terá a oportunidade de assistir aos mais novos trabalhos de cineastas, astros e estrelas consagrados e também de premiados jovens talentos que imprimem diversidade e originalidade ao cinema francês.

✚ PROGRAMAÇÃO COMPLETA ✚

● DIA 07/06 (Quinta-feira) ●

14h [CINEMA] FESTIVAL VARILUX DE CINEMA FRANCÊS | 50 SÃO OS NOVOS 30
Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia entrada) | Classificação indicativa: 12 anos
Direção de Valérie Lemercier | Comédia | França | 2018 | 1h35 | Legendado
Sinopse: Aos 50 anos, Marie-Francine (Valérie Lemercier) está muito velha para o seu emprego e para o marido, que a troca por uma mulher mais nova. Ela volta a morar na casa dos pais, que a tratam de forma infantilizada, e começa a trabalhar em uma pequena loja de cigarros eletrônicos, onde finalmente conhecerá Miguel (Patrick Timsit). Sem admitir, ele está na mesma situação que ela. Com a paixão emergente, eles precisam abrigar o novo amor sem que nenhum dos dois tenha uma casa própria.

16h [CINEMA] FESTIVAL VARILUX DE CINEMA FRANCÊS | A BUSCA DO CHEF DUCASSE
Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia entrada)| Classificação indicativa: Livre
Direção de Giles de Maistre | Documentário | França | 2017 | 1h59 | Legendado
Sinopse: Atualmente, Alain Ducasse é o chef e mentor de culinária mais famoso no mundo. Com 23 restaurantes, 18 estrelas Michelin, ele não para de criar locais novos, construir escolas, ultrapassar as fronteiras da profissão rumo a novos horizontes, a uma gastronomia mais humanista, engajada e responsável. Alain atravessa o mundo de forma incansável, pois acredita que a culinária é um universo infinito. Ele aceitou ser acompanhado em suas atividades, durante quase dois anos, nos abrindo, assim, as portas de seu mundo em constante evolução.

19h [CINEMA] FESTIVAL VARILUX DE CINEMA FRANCÊS | PRIMAVERA EM CASABLANCA
Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia entrada) | Classificação indicativa: 14 anos
Direção de Nabil Ayouch | Drama | França | 2018 | 1h59 | Legendado
Sinopse: Em Casablanca, entre o passado e o presente, cinco destinos estão inconscientemente interligados. Diferentes rostos, diferentes trajetórias, diferentes lutas, mas a mesma busca pela liberdade. E o som de uma revolta que cresce.

● DIA 08/06 (Sexta-feira) ●

14h [CINEMA] FESTIVAL VARILUX DE CINEMA FRANCÊS | A NOITE DEVOROU O MUNDO
Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia entrada) | Classificação indicativa: 16 anos
Direção de Dominique Rocher | Horror | França | 2018 | 1h33 | Legendado
Sinopse: Ao se levantar de manhã num apartamento onde, de véspera, houve uma grande festa, Sam deve se render à evidência: ele está sozinho e mortos-vivos invadiram as ruas de Paris. Aterrorizado, ele vai ter que se proteger e se organizar para continuar a viver. Mas será que Sam é mesmo o único sobrevivente? Adaptação do livro homônimo de Martin Page.

16h [CINEMA] FESTIVAL VARILUX DE CINEMA FRANCÊS | GAUGUIN – VIAGEM AO TAITI
Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia entrada)| Classificação indicativa: 12 anos
Direção de Edouard Deluc | Drama | França | 2017 | 1h41 | Legendado
Sinopse: No ano de 1891, Gauguin se exila no Taiti. Ele quer reencontrar sua pintura livre, selvagem, longe dos códigos morais, políticos e estéticos da Europa civilizada. Ele se infiltra na selva, encarando a solidão, a pobreza, a doença. Lá, Gauguin conhece Tehura, que se tornará sua esposa e tema das suas telas mais importantes.

19h [CINEMA] FESTIVAL VARILUX DE CINEMA FRANCÊS | O ORGULHO
Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia entrada)| Classificação indicativa: 12 anos
Direção de Yvan Attal | Comédia | França | 2017 | 1h35 | Legendado
Sinopse: Neila Salah cresceu na periferia e sonha em se tornar advogada. Inscrita na grande universidade parisiense de Assas, ela se confronta, desde o primeiro dia, com Pierre Mazard, professor conhecido por suas provocações e deslizes. Para se desculpar por sua conduta desrespeitosa, Pierre aceita preparar Neila para o prestigioso concurso de eloquência. Cínico e exigente, Pierre pode se tornar o mentor que Neila precisa… Mas é necessário que ambos superem seus preconceitos.

● DIA 09/06 (Sábado) ●

10h [CINEMA] FESTIVAL VARILUX DE CINEMA FRANCÊS | A RAPOSA MÁ
Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia entrada) | Classificação indicativa: Livre
Direção de Benjamim Renner, Patrick Imbert | Animação | França | 2017 | 1h20 | Dublado
Sinopse: Aqueles que pensam que o campo é um lugar calmo e tranquilo se enganam, lá há animais particularmente agitados, uma raposa que pensa ser uma galinha, um coelho que se faz de cegonha e um pato que quer substituir o Papai Noel. Se quiserem tirar férias, mudem de caminho!

14h [CINEMA] FESTIVAL VARILUX DE CINEMA FRANCÊS | O PODER DE DIANE
Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia entrada) | Classificação indicativa: 12 anos
Direção de Fabien Gorgeart | Comédia | França | 2017 | 1h27 | Legendado
Sinopse: Sem hesitação, Diane aceitou carregar o filho de Thomas e Jacques, seus melhores amigos. É nessas circunstâncias, não muito ideais, que ela se apaixona por Fabrizio.

16h [CINEMA] FESTIVAL VARILUX DE CINEMA FRANCÊS | Z
Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia entrada)| Classificação indicativa: 16 anos
Direção de Costa-Gavras | Drama | França | 1969 | 2h05 | Legendado
Sinopse: Tendo como trama principal o assassinato de um político liberal (Yves Montand), simulando um acidente, é retratado o caso Lambrakis. Ato acontecido, na Grécia, no início da década de 60, no qual a investigação sobre a morte do político foi, escandalosamente, encoberta por uma rede de corrupção e ilegalidade pela polícia e pelo exército. Z foi o primeiro filme a ser indicado na categoria melhor filme estrangeiro no Oscar, em 1970. Recebeu, ainda, três outras indicações, nas categorias de melhor filme, melhor diretor e melhor roteiro adaptado. No Festival de Cannes, em 1969, recebeu o Prêmio do Júri e o de melhor ator para Jean-Louis Trintignant. Z também foi indicado à Palma de Ouro.

● DIA 12/06 (Terça-feira) ●

16h [CINEMA] FESTIVAL VARILUX DE CINEMA FRANCÊS | A APARIÇÃO
Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia entrada) | Classificação indicativa: 12 anos
Direção de Xavier Giannoli | Drama | França | 2018 | 2h17 | Legendado
Sinopse: Jacques, grande repórter de um jornal francês, recebe um misterioso telefonema do Vaticano. Em um pequeno vilarejo no sudeste da França, uma jovem de 18 anos afirma ter visto a aparição da Virgem Maria. Os rumores logo se espalham, e o fenômeno toma tal dimensão que milhares de peregrinos vão se reunir no local das supostas aparições. Jacques, que não tem nada a ver com esse mundo, aceita fazer parte de uma comissão de investigação encarregada de esclarecer esses eventos.

19h [CINEMA] FESTIVAL VARILUX DE CINEMA FRANCÊS | PROMESSAS AO AMANHECER
Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia entrada) | Classificação indicativa: 12 anos
Direção de Eric Barbier | Drama | França | 2017 | 2h10 | Legendado
Sinopse: De sua infância difícil na Polônia, passando por sua adolescência sob o sol de Nice, até suas proezas como aviador durante a Segunda Guerra Mundial, Romain Gary viveu uma vida extraordinária. Mas essa ânsia por viver mil vidas e se tornar um grande homem, ele deve a Nina, sua mãe. É o amor louco dessa mãe cativante e excêntrica que fará dele um dos maiores romancistas do século XX. Mas esse amor materno, sem limites, também será seu fardo por toda vida.

● DIA 13/06 (Quarta-feira) ●

14h [CINEMA] FESTIVAL VARILUX DE CINEMA FRANCÊS | O RETORNO DO HERÓI
Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia entrada) | Classificação indicativa: 12 anos
Direção de Laurent Tirard | Comédia | França | 2018 | 1h30 | Legendado
Sinopse: Elisabeth é alinhada, séria e honesta. O capitão Neuville é covarde, desleal e sem escrúpulos. Ela o detesta. Ele a despreza. Mas fazendo dele um herói de opereta, ela se torna, sem querer, responsável por uma farsa que logo a arrebatará…

16h [CINEMA] FESTIVAL VARILUX DE CINEMA FRANCÊS | CARNÍVOROS
Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia entrada)| Classificação indicativa: 14 anos
Direção de Jérémie Renier, Yannick Renier | Suspense | França | 2018 | 1h38 | Legendado
Sinopse: Mona sempre sonhou em ser atriz. Ao sair do Conservatório, ambiciona um futuro brilhante pela frente, mas é Sam, sua irmã mais nova, que logo se torna uma atriz famosa. Sem recursos, Mona é obrigada a morar com Sam, que, fragilizada por uma filmagem difícil, propõe que Mona se torne sua assistente. Aos poucos, Sam vai negligenciando seus papéis de atriz, de esposa e de mãe e acaba se perdendo. Mona acredita que deve se apossar dos papéis que Sam abandona.

19h [CINEMA] FESTIVAL VARILUX DE CINEMA FRANCÊS | A EXCÊNTRICA FAMÍLIA DE GASPARD
Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia entrada) | Classificação indicativa: 14 anos
Direção de Antony Cordier | Comédia | França | 2018 | 1h43 | Legendado
Sinopse: Depois de ficar afastado durante anos, Gaspard, com 25 anos, se reencontra com a família após o anúncio do casamento do pai. Acompanhado de Laura, uma moça extravagante, que aceita fingir ser sua namorada durante o casamento, ele se sente pronto para pisar, novamente, no zoológico familiar e rever os animais que o viram crescer… Mas entre um pai mulherengo, um irmão sensato demais e uma bela irmã, ele não tem consciência de que está prestes a viver os últimos dias de sua infância.

● DIA 14/06 (Quinta-feira) ●

16h [CINEMA] FESTIVAL VARILUX DE CINEMA FRANCÊS | TROCA DE RAINHAS
Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia entrada) | Classificação indicativa: 12 anos
Direção de Marc Dugain | Drama Histórico | França | 2018 | 1h40 | Legendado
Sinopse: Ano de 1721. Uma ideia audaciosa germina na mente de Felipe de Orléans, regente da França… Luís XV de 11 anos, logo se tornará rei, e, uma troca de princesas permitiria consolidar a paz com a Espanha, após anos de guerra, que deixaram os reinos enfraquecidos. Então, Felipe casa a filha, Mlle de Montpensier, de 12 anos, com o herdeiro do trono da Espanha, e Luís XV se casa com a Infanta da Espanha, Anna Maria Victoria, de 4 anos. Mas a entrada precipitada dessas jovens princesas na corte francesa, sacrificadas no altar dos jogos dos poderes, vai acabar com a sua tranquilidade.

19h [CINEMA] FESTIVAL VARILUX DE CINEMA FRANCÊS | MARVIN
Entrada: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia entrada) | Classificação indicativa: 12 anos
Direção de Anne Fontaine | Drama | França | 2017 | 1h53 | Legendado
Sinopse: Marvin Bijou está em fuga: Primeiro de seu vilarejo em Vosges, depois da família, da tirania do pai, da renúncia da mãe e por último da intolerância, rejeição, humilhações as quais era exposto por tudo que faziam dele um rapaz ”diferente”. Fora de lá, ele descobre o teatro e aliados que, finalmente, vão permitir que sua história seja contada por ele mesmo.

● DIA 15/06 (Sexta-feira) ●

14h [CINEMA] FESTIVAL VARILUX DE CINEMA FRANCÊS | MOSTRA DE CURTAS
Entrada: Gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

BELLE A CROQUER
De Axel Courtière / Ficção-Animação / 15’05’’
Sinopse: Oscar Mongoût, canibal gourmet, arde de amor por sua vizinha, a vegetariana senhorita Carotte. Essa paixão parece fadada ao fracasso: ela é vegetariana, enquanto ele sofre de uma fobia total de legumes. Tudo muda quando ela o convida para jantar. Temas: fobias, relações pessoais.

GARDEN PARTY
De Florian Babikian Vincent Bayoux, Victor Caire Théopile Dufresne, Gabriel Grapperon e Lucas Navarro / Animação/ 7’22’’
Sinopse: Numa mansão abandonada, anfíbios exploram os arredores, levados por seus instintos mais primitivos. Temas: memória, morte.

KAPITALISTIS
De Pablo Muñoz Gomez / Ficção / 14’03’’
Sinopse: ”Papai Noel é um capitalista. Ele leva brinquedos para as crianças ricas e casacos para as crianças pobres”. Nikos, cinco anos. Temas: desigualdade social, imigração, consumismo.

LA CARESSE
De Morgane Polanski / Ficção / 9’31’’
Sinopse: Um jovem cai na armadilha de seu mundo agorafóbico. Ele é perfeitamente feliz em sua vida estéril até que um visitante inesperado vem incomodá-lo. Tema: transtorno obsessivo compulsivo.

LE BLEU BLANC ROUGE DE MES CHEVEUX
De Josza Anjembe / Ficção / 21’38’’
Sinopse: Com 17 anos de idade, Seyna, uma adolescente de origem camaronesa, se encanta pela história da França, país que a viu nascer e pelo qual ela é profundamente apaixonada. Com seu diploma de conclusão do ensino médio no bolso e sua maioridade chegando, Seyna só quer uma coisa: adquirir a nacionalidade francesa. Mas seu pai, Amidou, se opõe violentamente. Temas: juventude, identidade, racismo institucional, imigração.

LES BIGORNEAUX
De Alice Vial / Ficção / 24’12’’
Sinopse: Zoé, trinta anos de idade, trabalha com seu pai, Guy, no bar Les Bigorneaux, em Brignogan-Plages. Garçonete, bartender, patroa, Zoé não se cansa de cuidar de tudo. Dá apoio a Guy, desde a morte prematura de sua mãe. Em uma manhã, a jovem começa a sentir vertigens e náuseas que alteram seu cotidiano. Ela teme estar grávida, mas sua ginecologista lhe diz que é de outro mal que ela sofre. Temas: Relações familiares, identidade, saúde da mulher.

PÉPÉ LE MORSE
De Lucrèce Andreae / Animação / 14’54’’

ESPETÁCULO PEDRA NO SAPATO FAZ TEMPORADA NO TEATRO SESC EMILIANO QUEIROZ

 

Está aberta a temporada de palhaçaria!! A Companhia Laguz Circo traz novamente para o público, o espetáculo Pedra no Sapato. Em cartaz nas sextas-feiras de junho – dias 8, 15 e 22 – sempre às 20h, no Teatro Sesc Emiliano, os artistas Felipe Abreu (Brasil) e Romina Sanchez (Argentina), que interpretam os palhaços Suspiro e Burbuja, utilizam a técnicas da palhaçaria clássica usando as técnicas circenses como pano de fundo para a montagem realizada pela primeira vez em 2014.

Nesta nova produção que conta com nova roupagem e nova pesquisa, os artistas buscam manter viva a arte cômica onde o corpo está em evidência, explorando as possibilidades de quedas, golpes e absurdos cômicos. O palhaço e a palhaça se inspiram nos antigos clowns de picadeiro, teatro e cinema trazendo-os para o momento atual. O intuito é experimentar possibilidades estéticas gerando no espectador novas referências de comédia ressaltando a poesia sem a necessidade do recurso apelativo.

 

Sinopse

A história baseia-se na relação entre o palhaço Suspiro, o artista, e a palhaça Burbuja, faxineira do teatro. Suspiro entra em cena para apresentar o show, mas é interrompido pela faxineira que se preocupa em fazer o seu trabalho. Com uma sequência de truques clássicos de palhaço, Suspiro e Burbuja direcionam o espetáculo para um final divertido, poético e surpreendente.

​Os palhaços comunicam-se essencialmente através da linguagem corporal, gestos e expressões acompanhados pela trilha sonora instrumental feita especialmente para o espetáculo. Um convite a mergulhar na singela e encantadora arte do palhaço clássico.

 

Serviço

Companhia Laguz Circo – Espetáculo Pedra no Sapato

Teatro Sesc Emiliano Queiroz

Avenida Duque de Caxias, 1701 – Centro

Dias 8, 15 e 22 de junho

Horário: 20h

Ingressos: R$10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia)

Informações: (85) 3452 9090

Grupo Ninho de Teatro é destaque na programação do TJA

O grupo estreia o programa Pauta Ceará do Theatro José de Alencar com o espetáculo “Poeira”, Conexões Sonoras inicia temporada 2018

A programação semanal do TJA inicia na terça-feira (05.06) com o show “Horizonte Aparente”. Os músicos Ayrton Pessoa Bob (sintetizador, acordeon) e Jônatas Gaudêncio (clarinete) e o iluminador Rái Santorini apresentam o trabalho, realizado há mais de dois anos, inspirada em ambientes ermos e desabitados que se desdobram em composições,em partes abertas, que seguem uma narrativa de viagem, descoberta e transformação. A apresentação inicia às 19h e os ingressos serão vendidos ao preço de R$10 (inteira) e R$5 (meia). Classificação indicativa é livre.

 

Arte de Rua Tradição

O programa Arte de Rua Tradição de junho traz à Calçada do TJA os dramas da Mestra Zilda e o Grupo Cultura e Memória. Zilda desde infância compõe dramas em Guaramiranga, na região do Maciço de Baturité. A apresentação acontece às 17h30, na quarta-feira (07.06). Entrada gratuita e classificação indicativa livre.

A XXVI Turma de Licenciatura em Teatro do Instituto Federal do Ceará (IFCE) faz temporada do espetáculo “Abatidos na saída de Incêndio” nas quartas-feiras, 06, 13 e 20, de junho no Theatro José de Alencar. A trama acontece num restaurante surreal, onde os todos os fregueses e funcionários são frangos em processo de humanização – a origem desse comportamento é obscura. Um dia a situação foge do controle desencadeando uma histeria coletiva e os frangos nunca mais serão os mesmos. A peça acontece no Palco Principal do TJA, sempre às 19h, e a entrada é gratuita. Classificação indicativa: 12 anos.

Nos dias 07 e 08 de junho, o espetáculo de conclusão do Curso Princípios Básicos de Teatro – tarde 2016/2017, com direção do professor Joca Andrade, “Crias da Terra”, volta ao TJA em breve temporada. A peça nos conta a história do universo feminino representadas em diferentes contextos. Resultado de colaboração coletiva, a peça aborda em sua poética o universo feminino em sua complexa e sensível condição de ser mulher. Serão duas sessões por dia, 16h e 19h e os ingressos estarão a venda no valor de R$ 6 e R$3 (meia). Classificação indicativa 12 anos.

Ainda na sexta-feira (08.06), o Centro Cultural Canto da Apá apresenta a nona edição do Projeto Conexões Sonoras às 19h. A apresentação celebra a música brasileira com setlist que perpassa de Chiquinha Gonzaga a Noel Rosa, a cantora e idealizadora do projeto, Apá Silvino, reúne seus cantores para um encontro no Palco Principal do Theatro José de Alencar. Os ingressos já estão à venda ao preço de R$20 (inteira) e R$10 (meia). A classificação indicativa é livre. Informações: (85) 99603-8029.

A Feira no Jardim do Zé de junho recebe o Arraiá da Cumade Neide, neste sábado (09.06) a partir das 16h. O arraiá é realizado pela turma do Curso Princípios Básicos de Teatro – turma noite e contará com o mais tradicional dos festejos juninos, barracas, comidas típicas e muito forró. Além do arraiá a Feira receberá uma vasta variedade de produtos, muitos de fabricação artesanal. A feira acontece uma vez no mês e tem entrada gratuita.

 

Estreia do “Pauta Ceará”

A novidade da programação dos 108 anos é a estreia do programa “Pauta Ceará”, o programa inicia dia 09 de junho (sábado) com o espetáculo “Poeira’ do Grupo Ninho de Teatro, às 19h, no Palco Principal. A entrada é gratuita e a classificação indicativa é 18 anos. A peça é uma homenagem aos Mestres de Tradição Popular do Cariri e conta através das memórias dos Mestres, traços de nossa identidade cultural, nossa terra-raiz e as “Poeiras” que a compõe. O grupo estreia o programa Pauta Ceará do Theatro José de Alencar, que tem como objetivo trazer, mensalmente, atividades culturais do interior do estado do Ceará ao TJA, fomentando cada vez mais a cultura do estado.

 

Final de semana com teatro no Anexo – CENA

Nos sábados (02, 09, 16, 23 e 30) de maio, o Teatro Morro do Ouro recebe o espetáculo “O Guardador De Sonhos – 130 Anos de Fernando Pessoa”. A peça faz uma viagem ao intelecto humano, sempre questionando o porquê, como viemos ao mundo, como vivemos com a natureza que nos cerca. Alberto Caeiro, desliza sobre a natureza e a religião de uma forma muito crua, deixando que o público decida sobre o que ouviu e sentiu. A atividade inicia sempre às 18h, e os ingressos estarão à venda no valor de R$10 (inteira) e R$5 (meia), a classificação indicativa é 16 anos.

Já nos domingos (03 e 10), o Grupo Ether 27T apresenta o espetáculo “Por Um Fio – O Grande Espetáculo” na Sala de Teatro Nadir Pápi Saboya às 16h. O Fabuloso Caixeiro Viajante, Fio, entra na sua roda, onde irá iniciar seu mostruário, adquiridos em várias viagens e que estão relacionados à sua história e seu passado. O público é convidado a participar de um jogo, onde quem somos e quem fomos é posto em cena. Imaginação, faz de conta e o “lugar bom” tomam protagonismo. Os ingressos serão vendidos ao preço de R$10 (inteira) e R$5 (meia), a classificação indicativa é livre.

 

Sala de Concerto

No domingo (10.06) a Sala de Concerto recebe os grupo “Doce de Flautas e Orquestra Transversal”. Projetos de Iniciação Artística da Universidade Estadual do Ceará, sob a coordenação dos professores Heriberto Porto e Luciana Gifoni, trazem ao público um recital com músicas barroca, música brasileira e de compositores cearenses. O recital terá a participação da classe de improvisação do curso. A apresentação inicia às 17h, no Foyer do TJA e a entrada gratuita, a classificação indicativa é livre.

Ainda no domingo (10.06), o Coral de Mulheres Folk apresenta “Canções em tecnicolor” às 18h30 no Palco Principal do TJA, um passeio sonoro com toques folk, pop, rock e erudito. Os ingressos serão vendidos ao preço de R$20 (inteira) e R$10 (meia), a classificação indicativa é livre.

Fortaleza (CE) sedia “Encontro dos Teatros Monumentos” entre os dias 10 a 12 de junho

 

Compreendendo esses Teatros Monumentos como espaços fundamentais de resistência e sensibilidade, e para que esses espaços possam cumprir sua importante função social em um contexto político de descontinuidade de importantes políticas públicas da cultura e de recursos escassos, será realizado em Fortaleza (CE), de 10 a 12 de junho, o “Encontro Nacional dos Teatros Monumentos”, com o objetivo de mobilização e fortalecimento mútuo a partir da rearticulação da Rede de Teatros Monumentos do Brasil.

O evento será realizado no centenário Theatro José de Alencar, no coração da cidade de Fortaleza, conta com a coordenação do Teatros Castro Alves (BA), Theatro José de Alencar e Cineteatro São Luiz (CE) e apoio da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult).

“O lugar dos Teatros Monumentos nas políticas públicas de cultura”, “Modernização e preservação: desafios na gestão de Teatros Monumentos”, “Modelos existentes e novas possibilidades de gestão: organizações sociais, fundações e outras experiências inovadoras“, “Ética e Estética: o teatro como lugar de resistência, inspiração e promoção de sentidos“, “Teatro como centro cultural dinamizador da cultura” e “Desafios da sustentabilidade, descentralização e formação de redes” são os temas das 6 mesas que compõem o encontro, que será finalizado com a construção da Carta de Fortaleza: Por um Plano Nacional para os Teatros Monumentos do Brasil.

Diretores de Teatros de diferentes capitais, representantes do Iphan, especialista em projetos de espaços culturais, especialista em políticas de comunicação, arte e cultura e gestores públicos culturais estão entre os convidados confirmados para participar das mesas citadas acima.

“Ana de Hollanda Canta e Conta Bossa Nova” é a atividade cultural que abre a programação no dia 10 de junho, às 18h. O evento ocorre no Cineteatro São Luiz. No dia 11, às 13h, o “Quarteto Marimbanda” se apresenta no Theatro José de Alencar para os participantes do evento (entrada gratuita).

Gestores, produtores culturais, arquitetos, pesquisadores, estudantes e demais interessados em participar do evento, que é gratuito (com exceção do show dia 10/5), deverá realizar inscrição através de formulário disponível no link http://bit.ly/EncontroTeatrosMonumentos.

 

Programação completa:

(sujeita a alterações)

10/06 às 18h (Domingo) – “Ana de Hollanda Canta e Conta Bossa Nova”

Evento aberto para toda a cidade.

R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)

Cineteatro São Luiz (Rua Major Facundo, 500 – Centro)

11/06 (Segunda-feira) – No Theatro José de Alencar

09h – Mesa de Abertura: “O lugar dos Teatros Monumentos nas políticas públicas de cultura”

● Otacílio José Macedo – Superintendente do Iphan no Ceará;

● Fabiano dos Santos Piúba – Secretário da Cultura do Estado do Ceará e Presidente do Fórum de Secretários de Cultura do Brasil;

● Rose Lima – Diretora Artística do Teatro Castro Alves;

● Selma Santiago – Diretora do Theatro José de Alencar.

10h30 – Mesa: “Modernização e preservação: desafios na gestão de Teatros Monumentos”

● Chico Veloso – IPHAN/CE;

● Ismael Solé – Especializada em projetos de espaços culturais (novas tecnologias cênicas);

● Nivaldo Andrade – Presidente Nacional do IAB Nacional;

● Thiago Reis – Theatro Municipal de São Paulo.

13h – Apresentação do Quarteto MARIMBANDA – Jardins do Theatro José de Alencar.

(Entrada gratuita)

14h – Mesa: “Modelos existentes e novas possibilidades de gestão: organizações sociais, fundações e outras experiências inovadoras”

● Claudinéli Moreira Ramos – Coordenadora de Monitoramento e Avaliação na Secretaria da Cultura de São Paulo;

● Paulo Linhares – Presidente do Instituto Dragão do Mar;

● Carlos Gradim – Diretor Presidente do Instituto Odeon;

● Giuliana Kauark – Consultora para implantação do MROSC na Secretaria de Cultura do Distrito Federal.

16h – Mesa: “Ética e Estética: o teatro como lugar de resistência, inspiração e promoção de sentidos”

● Mediação de Rachel Gadelha, Diretora do Cineteatro São Luiz;

● Marta Porto – Jornalista, pós-graduada em Psicologia Junguiana, Arte e Imaginário pela PUC/RJ, Mestre em Ciências da Informação pela UFMG. Especialista em políticas de comunicação, arte e cultura. Curadora de espaços, exposições e projetos artísticos;

● Márcio Meirelles – Gestor cultural, ex-secretário de Cultura da Bahia e ex-gestor do Teatro Vila Velha.

12/06 (Terça-feira) – No Theatro José de Alencar (para convidados e inscritos)

Rodas de Conversa / Compartilhamento de experiências :

09h – Teatro como centro cultural dinamizador da cultura

11h – Desafios da sustentabilidade, descentralização e formação de redes

14h – Construção da Carta de Fortaleza: Por um Plano Nacional para os Teatros Monumentos do Brasil

III Semana da Música do IBLF promove integração e criatividade entre alunos

 

Para atrair mais interação entre seus alunos, o Instituto Beatriz e Lauro Fiuza (IBLF) realiza a III Semana da Música, entre os dias 21 e 26 de maio, em quatro bairros de Fortaleza. O evento visa estimular crianças e adolescentes da instituição a pensar em apresentações, arranjos e repertórios de forma autônoma e independente aos seus professores. Com o patrocínio da Gera Maranhão e da Enel Brasil, o evento é gratuito e aberto ao público.

A Semana da Música do IBLF é um evento semelhante a um “show de calouros”, que visa estimular nos alunos o senso de liderança e criatividade para executar suas performances. Todas as apresentações serão filmadas e seus respectivos vídeos postados na página oficial do Facebook do Instituto, para votação pública, no dia 24.

Em cada núcleo, os grupos dos três vídeos com o maior número de curtidas serão selecionados para o encerramento do evento, no sábado (26), às 9 horas, na Escola José Carvalho, em Messejana. Cada aluno participante pode formar grupos, ou apresentar-se individualmente, pensando em repertório e em estratégias para conseguir suas “curtidas”.

Nas edições anteriores, a equipe IBLF constatou o engajamento e a participação de familiares e amigos por meio das redes sociais. Durante a II Semana da Música do IBLF, em 2017, 15.226 pessoas foram alcançadas, no Facebook. A expectativa agora é de aumentar esse número.

Equipamentos de palco, de som e instrumentos musicais estão garantidos pela equipe IBLF. Transportes gratuitos também serão oferecidos para alunos e seus familiares na culminância do evento, que será aberta ao público. A III Semana da Música IBLF é patrocinada pela Gera Maranhão, Enel Brasil, 3 Corações, Halexistar, Electra Energy e Dass, com incentivo do Ministério da Cultura e Secretaria da Cultura do Ceará. A produção executiva é da Quitanda das artes.

 

Programa de Música Jacques Klein

O Programa de Música Jacques Klein, braço artístico do Instituto Beatriz e Lauro Fiuza (IBLF), realiza formação musical de excelência para 450 crianças, adolescentes e jovens, entre sete e 20 anos, em bairros de alta vulnerabilidade e risco social de Fortaleza. Trabalhando desde a infância o desenvolvimento cognitivo e a apreciação pela música, o Programa oferta cursos gratuitos de canto coral, contrabaixo, iniciação musical, piano, viola, violão, violino e violoncelo.

Suas atividades também são apresentadas em projetos de concertos em escolas e espaços públicos, residências artísticas, intercâmbios com outras instituições e seminários. Criado em 2012, o Programa Jacques Klein tem quatro grupos de referência, os quais realizam apresentações dentro e fora Ceará. São eles: a Camerata Cordas Cearenses, o Coral Vozes de Iracema, o Grupo Conversa das Teclas e a Orquestra Jacques Klein.

Atuando inicialmente no Conjunto Jardim União II, no bairro Passaré, o Programa firmou parceria em 2014 com Universidade Federal do Ceará (UFC), através da Casa de José de Alencar, no bairro José de Alencar. Atualmente suas atividades também acontecem em dois núcleos de extensão de ensino: Fundação Carlos Pinheiro, no Henrique Jorge; e Escola José Carvalho, em Messejana. Neste último através do Projeto Musicalizando.
Serviço

III Semana da Música do IBLF
Quando: Próxima semana, entre os dias 21 e 26 de maio
Onde: Núcleos do Instituto Beatriz e Lauro Fiuza
(21/5) Fundação Carlos Pinheiro: Rua Audízio Pinheiro, 298, Henrique Jorge
(22/5) Casa de José de Alencar: Av. Washington Soares, 6055, Messejana
(23/5) Sede IBLF: Rua Elias de Freitas nº 996, Passaré (Jardim União II)
(26/5) Escola José Carvalho: Rua Clodoaldo Arruda, 1300, Messejana
Gratuito e aberto ao público

AS OLÍVIAS EM 5 HISTÓRIAS NEURÓTICAS CHEGAM EM MAIO NA CAIXA CULTURAL FORTALEZA


Fotos: Evelyn Castilho

 

A CAIXA Cultural Fortaleza apresenta, de 04 a 06 de maio de 2018, o espetáculo ‘Riso Nervoso’, uma comédia que apresenta novas facetas do grupo As Olívias. Depois de quase uma década em cartaz com o espetáculo ‘As Olívias Palitam’ e diversos trabalhos para internet e TV, elas retornaram ao teatro e se aventuram em uma
dramaturgia mais elaborada, sem perder o olhar nonsense sobre o cotidiano, uma das marcas do grupo, reconhecido nacionalmente pelo humor rápido das esquetes.

No palco, Izabela Pimentel, Lívia Camargo, Renata Augusto, Sheila Friedhofer e Victor Bittow dão vida a mais de 50 personagens, em cinco histórias em que figuras comuns são levadas a situações patéticas e absurdas por conta de suas neuroses.

Com texto e direção de Michelle Ferreira, um dos destaques da nova dramaturgia paulistana, indicada ao Prêmio Shell de melhor autora em 2013, o espetáculo também trata sobre as coisas que nos tiram do
sério no dia a dia: nossa relação com a burocracia e as instituições, nossa necessidade de reclamar de tudo, a
competitividade e a comparação constante com os outros ao nosso redor, a pressão para sermos conectados e atualizados, termos filhos, estarmos dentro de padrões de beleza e de comportamento, dentre
outros temas.

 

AS OLÍVIAS
Formado nos corredores da Escola de Arte Dramática (EAD/USP) pelas atrizes Cristiane Wersom, Marianna Armellini, Renata Augusto e Sheila Friedhofer – além da roteirista Andréa Martins e do diretor Victor
Bittow – As Olívias são um grupo de comédia que resolveu transformar em humor seu jeito inusitado de ver o mundo.

A estreia aconteceu em 2005, com o espetáculo AS OLÍVIAS PALITAM, em São Paulo, que trouxe à cena o humor afiado das mulheres, em um universo, em geral, dominado pelos homens. Desde então, já foram vistas no teatro por milhares de espectadores, além de terem participado dos principais festivais de humor de todo País.

O humor do grupo também ganhou espaço na internet, com a websérie As Olívias Queimam o Filme, lançada em 2009, e com uma segunda temporada em 2010. Com participação especial de convidados como
Anderson Bizzochi, Elídio Sanna, Marco Gonçalves, Oscar Filho, Rafinha Bastos e Rafael Cortez , a série conta com milhões de acessos no YouTube. Depois da internet, As Olívias estrearam também na tv, em 2011, com um programa semanal no canal Multishow  – Olívias na TV .

 

FICHA TÉCNICA
Riso Nervoso – As Olívias em 5 histórias neuróticas

DRAMATURGIA E DIREÇÃO: Michelle Ferreira

ELENCO: Izabela Pimentel, Lívia Camargo, Renata Augusto, Sheila
Friedhofer e Victor Bittow

ILUMINAÇÃO: Ariene Godoy

CENÁRIO E FIGURINO: Anne Cerutti

SITE DO GRUPO: www.asolivias.com.br

 
SERVIÇO:

TEATRO: Riso Nervoso – As Olívias em 5 histórias neuróticas

LOCAL: CAIXA Cultural Fortaleza
ENDEREÇO: Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema

DATA: de 04 a 06 de maio de 2018

HORÁRIOS: sexta, 20h, sábado, 18h e 20h30, e domingo, 19h
DURAÇÃO: 75 minutos

CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: 12 anos

INGRESSOS: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia)

Vendas a partir do dia 03 de maio, das 10h às 20h, na bilheteria do
local

Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais

Serviço de manobrista gratuito no local

Paraciclo disponível no pátio interno

Informações gerais | Bilheteria da CAIXA Cultural Fortaleza:
(85) 3453-2770
www.caixa.gov.br/imprensa [8] | @imprensaCAIXA
ACESSE O SITE www.caixacultural.gov.br
SIGA A FANPAGE: facebook.com/CaixaCulturalFortaleza
BAIXE O APLICATIVO “CAIXA CULTURAL”

I Semana Cultural Poeta Pedro Bandeira celebra, de 1 a 5 de maio, nas cidades de Juazeiro do Norte e Crato, os 80 anos do maior cantador repentista do Brasil

 

Em comemoração aos 80 anos do maior cantador e repentista do Brasil, Pedro Bandeira Pereira de Caldas, de 1º a 5 de maio, nas cidades de Juazeiro do Norte e Crato, a Vila da Música promove uma série de eventos. As atividades fazem parte da I Semana Cultural Poeta Pedro Bandeira, uma realização do equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), do SESC-CE, do CCBNB Cariri, da Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte e da Câmara Municipal de Juazeiro do Norte.

Enaltecendo aquele que foi e ainda é a referência maior para inúmeras gerações de cantadores do Estado, durante cinco dias, a I Semana Cultural Poeta Pedro Bandeira reunirá amigos do poeta, cantadores, estudiosos e o grande público para conversar e ouvir Pedro Bandeira, além de possibilitar uma visita e o debate sobre sua obra, e definir salvaguardas para a cantoria no Cariri Cearense. O evento contará ainda com a participação especial do Mestre Bule-Bule. Confira abaixo programação completa.

 

Pedro Bandeira

Bandeira iniciou o seu ofício aos 17 anos, no dia 1º de maio de 1955, sendo também um poeta de grande reconhecimento. Em 2018, completa 63 anos em que exerce, diariamente, o ofício de poeta e cantador sete dias por semana, 365 dias por ano, impregnado em divulgar o Cariri Cearense, o Juazeiro e o Padre Cícero, a cultura, a história, os valores humanos, artísticos, administrativos e políticos da região, ao ponto de tornar-se, internacionalmente, conhecido pelo nome artístico Poeta Pedro Bandeira do Juazeiro.

Pedro Bandeira é autor de centenas de músicas, entre elas a peça “Graça Alcançada”, que veio a ser gravada por mais de 20 intérpretes e pode ser considerada o hino dos romeiros e das romarias em Juazeiro do Norte. Além de renomado expoente de uma geração de cantadores, Pedro Bandeira veio a destacar-se também na Literatura de Cordel, com mais de uma centena de títulos publicados e ilustrados pelos principais xilógrafos cearenses.Escreveu ainda 14 livros, entre eles “Matuto do Pé Rachado” e “O Sertão e a Viola”.

 

Programação da I Semana Cultural Poeta Pedro Bandeira:

Dia: 01/05 – Terça-Feira

9h – Missa de Ação de Graças ao Poeta Pedro Bandeira

Igreja Basílica de Nossa Senhora das Dores

18h – Roda de poesia com vários poetas e cantadores como Chico Bandeira, Daudeth Bandeira, Canarinho, Manuel Genuíno, J. Farias, Vandinho Pereira e Tranquilino Repuxado

Local: Auditório Pedro Bandeira

Endereço: Rua da Conceição, 841 – Centro de Juazeiro

Dia: 02/05 – Quarta-Feira

14h30min – Evento cívico

Sinopse: Sessão Especial da Câmara de Vereadores, em homenagem ao ex-vereador Poeta Pedro Bandeira e pela salvaguarda de Juazeiro do Norte como um berço da poesia, da cantoria e do repente, pela implementação da Lei Municipal 2809/2004, que estabelece o 01 de Maio como Dia do Poeta e Repentista Juazeirense, entre outras providências. A sessão contará com a presença dos vereadores, das autoridades municipais, de gestores culturais e artistas.

Local: Câmara Municipal de Juazeiro do Norte

Endereço: Rua do Cruzeiro, 217 – Centro de Juazeiro

Dia: 03/05 – Quinta- Feira

Sinopse: Pedro Bandeira da festa, da reza e da cantoria

Exibição de filmes, seguida de cantoria e debate com estudiosos e o Poeta Pedro Bandeira.

16h – exibição de filmes:

– Nordeste, cordel, repente e canção (1975)

Direção de Tânia Quaresma

– A Chegada de Luiz Gonzaga no céu (2015)

Direção de Marcos Carvalho

18h – Cantoria debate:

– Geraldo Amâncio (cantador)

– Cícero Mendes e Chico Justino (dupla de poetas aboiadores de Serrita)

– Aquino Neto (escritor)

– Franco Barbosa (escritor)

– Pedro Bandeira

21h – Lançamento do livro:

– Pedro, Bandeira da Cantoria

Autor: Aquino Neto

Local: Centro Cultural BNB Cariri

Endereço: Rua São Pedro, 337 – Centro de Juazeiro

Dia: 04/05 – Sexta-feira

Sinopse: Pedro Bandeira, a poesia volante e a Literatura de Cordel

17h – Exposição de livros, cordéis originais, capas de cordéis e discos do poeta

18h – Debate e poesia:

– Pedro Bandeira (cantador)

– Crispiniano Neto (cordelista e pesquisador)

– Lucinda Azevedo (escritora)

– Rosilene Alves de Melo (professora da URCA e coordenadora do grupo de trabalho de registro do Cordel como Patrimônio Cultural Brasileiro)

– Stênio Diniz (xilógrafo)

– Rosário Lustosa (cordelista)

– Raul Poeta (cordelista)

– Otávio Menezes (cordelista)

– Felipe Caixeta (mediador)

20h30min – Relançamento de livro:

Pedro Bandeira do Juazeiro

Autora: Lucinda Marques

Local: SESC Juazeiro do Norte – Teatro Patativa do Assaré

Endereço: Rua da Matriz, 227 – Centro de Juazeiro do Norte

Dia: 05/05 – Sábado

18h – Grande encontro dos poetas, cantadores, repentistas, cordelistas e xilogravuristas do Cariri Cearense

Mote: “Oitenta anos de idade

Sessenta e três de Poesia”

Local: Espaço Cênico Padre Ágio, Vila da Música; Avenida José Horácio Pequeno, 1335 – Belmonte – Crato

:. Serviço:
I Semana Cultural Poeta Pedro Bandeira
de 1 a 5/5, nas cidades de Juazeiro do Norte e Crato
Gratuito

SERTÃO DAS RABECAS: Gilmar de Carvalho traz ao Museu do Ceará a Exposição Sertão das Rabecas

 

O Museu do Ceará, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado, recebe a a partir de 28/4, às 10h, a exposição Sertão das Rabecas, na qual é apresentado ao público o universo cultural dos rabequeiros e luthiers cearenses que sobrevivem da sua arte. Fruto de extenso trabalho do pesquisador e também curador, Gilmar de Carvalho, a exposição celebra e problematiza o Patrimônio Cultural Imaterial cearense presente nos saberes das rabecas. Será uma oportunidade também de conhecer estes toques de rabeca, em um dos principais espaços de pesquisa e história do Ceará.

Através da exposição das próprias Rabecas, das partes separadas da madeira que as constituem, de ferramentas de Luthier, de imagens de Luthieria, e de vídeos documentários que ressaltam a importância da música de rabeca, o público irá vivenciar um pouco do dia a dia dos rabequeiros e luthiers cearenses. A exposição está dividida em Luteria e Performance, tendo de um lado o trabalho e do outro a música tocada. “Este trabalho fala também ao visitante sobre temas como a acessibilidade, ou seja a Rabeca voltada para o lado educativo. Em Sertão das Rabecas nos preocupamos ainda em mostrar folguedos que são acompanhados pela Rabecas, tais como reisados, festas nos terreiros das fazendas, os mamulengos, apresentação de dramas, entre outros”, destacou o curador.

A Exposição é composta por 9 rabecas, por fotos que destacam o ofício do Luthier, além dos 2 documentários: “Mestre Vino”, Luthier de Irauçuba (feito pelos alunos de Gilmar – Helena Martins, Darwin Brandão, Igor Caracas, Chico Célio, com o apoio de Francisco Sousa – em 2008, com 15 minutos ) e outro documentário, realizado pelo IPHAN, em cidades como Ibiapaba, Pedra Branca, etc quando da premiação pela pesquisa sobre Rabecas, que ganhou o Prêmio Rodrigo Melo Franco, do IPHAN nacional, em 2014. A pesquisa envolve 184 rabequeiros.

Sertão das Rabecas traz ainda itens sonoros, sendo uma exposição bem completa e programada em uma maquete eletrônica, o que irá acrescentar bastante no estudo da Rabeca no Ceará.

 

Serviço:
Exposição SERTÃO DAS RABECAS
curadoria Gilmar de Carvalho
Local: Museu do Ceará, a partir de 28/4, às 10h
Visitação de terça-feira a sábado, das 09 às 17h
Gratuito

1ª Exposição do Projeto Pesca, realizado pelo Porto do Pecém, acontece a partir de segunda-feira (23)

A partir de segunda-feira (23),será realizada a 1ª Exposição Fotográfica do Projeto Pesca, uma das oficinas promovidas com as comunidades de Taíba, Pecém e Cumbuco, pelo Programa de Educação Ambiental (PEA), do Porto do Pecém. A exibição das fotos captadas pelos alunos estará disponível para visitação no Bloco de Utilidades (BUS) do porto até o dia 27 de abril e é aberta ao público.

O presidente do Porto do Pecém, Danilo Serpa, fica feliz ao acompanhar o resultado das oficinas que estão sendo realizadas nas comunidades do entorno do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP S/A). “Estamos promovendo o desenvolvimento do Ceará, mas queremos contribuir com o crescimento de todas essas pessoas que moram aqui. Entendemos que somos parceiros e, com o crescimento do CIPP, com a instalação de novas empresas, empregos serão gerados e vamos precisar de pessoas para trabalhar, então, nada melhor do que qualificar quem mora na região”, declara satisfeito Serpa.

O projeto, dividido em quatro módulos (fotografia, audiovisual, roteiro e produção documental), está em sua primeira turma e é composta por 15 alunos. Equipados com material de ultima geração, o grupo tem a oportunidade de adquirir habilidades e conhecer um novo mundo através das aulas promovidas pelo programa. “São 10 meses de curso e 300 horas/aula. Já finalizamos dois módulos, agora eles vão começar a aprender a produzir roteiro”, destaca o professor Fábio Arruda. Segundo Arruda, não foi estabelecido um tema, os alunos apenas tiveram que captar imagens do seu local de origem.

Juliana Pereira de Lima, de apenas 21 anos, é uma das beneficiadas com o curso. Moradora da praia de Cumbuco, diz que sempre gostou de fotografar e, antes do projeto, batia fotos para amigos e conhecidos, mas com o celular. “Usava o meu celular e, quando me chamavam para bater fotos a noite, eu pegava emprestada a câmera de um amigo”, declara. Para Juliana, que é filha de pescador, o PESCA apareceu no momento certo, “Eu pesquisei, queria me profissionalizar, mas não tive condições de fazer um curso em Fortaleza. Quando soube do projeto, logo me inscrevi e estou amando”. Para a aluna, que quer seguir a carreira de fotógrafa, está sendo enriquecedora a experiência. “Estamos aprendendo muito, a câmera é um mundo e eu não tinha noção disso”,finaliza.

 

Serviço:
1ª Exposição Fotográfica do Projeto Pesca
Data: 23 a 27 de abril

Cineteatro São Luiz recebe o projeto “Cordas que Falam” em alusão ao Dia Nacional do Choro

 

O “choro”, popularmente chamado de chorinho, é elemento fundamental da identidade musical brasileira e expressará seu potencial no Ceará no palco do Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), no dia 29 de abril, às 10h. Com entrada gratuita e transmissão ao vivo pela Rádio Universitária, no programa “Brasileirinho” de Nelson Augusto, o evento traz o projeto “Cordas que Falam” que, atualmente, é um quinteto composto pelos “chorões”: Manoel Guerreiro (violão 6 cordas), Lucas Ervedosa (violão 7 cordas), Saraiva do Bandolim, Luiz José (cavaquinho) e Fernando do Pandeiro.

Por volta de 1870, nas biroscas do bairro Cidade Nova e nos quintais dos subúrbios cariocas, surgiam os primeiros grupos de choro, estilo musical tipicamente brasileiro que, ao longo dos anos, se tornou um dos estilos musicais mais prestigiados da música popular nacional. Com o crescimento das bandas e do rádio, o choro tomou conta do país até ser consolidado como gênero musical através de Pixinguinha, o maior compositor de choro da história. Não por acaso o Dia Nacional do Choro é comemorado em 23 de abril, homenagem à data de nascimento de Pixinguinha.

 

Serviço:

– Lançamento do CD do Regional “Cordas que Falam”

– 29 de abril (domingo), às 10h no Palco do Cineteatro São Luiz (Rua Major Facundo, 500 – Centro)

– Entrada Gratuita

– Transmissão ao vivo pela Rádio Universitária (FM 107,9), no programa “Brasileirinho” de Nelson Augusto

– Classificação livre

– Duração: 120 minutos

Eva Wilma apresenta sua história no Theatro Via Sul Fortaleza

 

Em um espetáculo emocionante, a cantora Eva Wilma conta nos palcos do Theatro Via Sul Fortaleza, de forma lúdica, suas memórias e experiências de 65 anos de carreira artística, iniciada nas aulas de violão e canto com Inezita Barroso. Acompanhada por seu filho, Johnnie Beat, e William Paiva, entremeia suas conversas com a interpretação de canções que fizeram parte de sua e nossa história. O espetáculo “Eva Wilma – Casos e canções” acontece no dia 28 de abril, às 21 horas.

Sua impressionante e rica memória trará lembranças da convivência com colegas, grandes atores e atrizes, músicos, cineastas, produtores e empreendedores, que construíram a cultura das artes cênicas do nosso país, desde os primórdios do século XX, no teatro, no cinema, na televisão, nos livros e no suor da dedicação ao trabalho.

O público se emocionará com as histórias, poemas e canções. Do repertório de Inezita traz os clássicos “Uirapuru” e “Azulão”. De sua convivência com Badem Powell canta, em dueto com o filho, “Samba em Prelúdio”, de Baden e Vinícius de Moraes. Do sul do país e das lembranças de suas cantorias de infancia com os pais, “Felicidade”, de Lupiscínio Rodrigues. E de sua admiração pelo poeta Ferreira Gullar e pelo mestre Villa Lobos canta “Trenzinho Caipira”. O trio encerrará interpretando “Tempo Rei”, de Gilberto Gil, que permite sentirmos que “tudo permanecerá transcorrendo, transformando… tempo e espaço navegando todos os sentidos”.

 

 

 

 

Serviço:

Eva Wilma – Casos e canções
Data: 28 de abril
Horário: 21 horas
Local: Theatro Via Sul Fortaleza – Av. Washington Soares, 4335 – Edson Queiroz
Entrada: R$30/60 (superior); R$40/80 (inferior)
Capacidade do Teatro: 732 Pessoas
Informações: (85) 3099-1290
Horário de funcionamento da bilheteria: De segunda a domingo, das 10 às 22h, inclusive feriados.
Acessibilidade: Elevadores, rampas de acesso e assentos especiais.
Estacionamento no Shopping Via Sul
Créditos fotos: John Will e Mila Maluhy

Em homenagem aos 65 anos da criação de 007, o Cineteatro São Luiz realiza de 17 a 21 de abril a Mostra “Bond, James Bond”

 

 

De 17 a 21 de abril, o Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria a Cultura do Estado do Ceará (Secult), realiza a Mostra “Bond, James Bond” em homenagem aos 65 anos do personagem conhecido pelo código 007 – agente secreto de espionagem britânica criado pelo escritor Ian Fleming em 1953. Os livros viraram franquia no cinema com um total de vinte e quatro filmes, a começar com “O Satânico Dr. No, de 1962, o primeiro filme a ser exibido na Mostra no dia 17 às 16h. Ao todo, estarão em exibição gratuitamente 14 filmes da franquia: “Moscou contra 007”, “007 contra Goldfinger”, “A Serviço Secreto de sua Majestade”, “Com 007 viva e deixe morrer”, “007 – O espião que me amava”, “007 – Marcado para a morte”, “007 – Permissão para matar”, “007 Contra Goldeneye”, “O amanhã nunca morre”, “007 – Cassino Royale”, “007 – Quantum of Solace”, “007 – Operação Skyfall” e “007 – 007 Contra Spectre”.

“Os fãs da franquia cinematográfica terão a oportunidade de rever não só algumas das principais aventuras do letal e sedutor James Bond, mas também a todos os atores que deram vida a esse que é o mais célebre dos espiões do cinema e da literatura mundial, com interpretações que vão de Sean Connery a Daniel Craig, passando por Roger Moore, Timothy Dalton, Pierce Brosnan e o solitário George Lazenby, que interpretou 007 apenas uma única vez, no caso, no filme ‘A Serviço Secreto de sua Majestade’, de 1969.”, observa Duarte Dias, Programador e Curador do Cinema do Cineteatro São Luiz.

Confira, abaixo, a programação completa da Mostra.

DIA 17/04 (Terça-feira)

16h | 007 CONTRA O SATÂNICO DR. NO

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de Terence Young | Policial, Ação, Espionagem | Reino Unido | 1962 | 1h51 | Legendado

Sinopse: James Bond (Sean Connery) investiga o desaparecimento de um agente britânico. Em meio às suas investigações ele descobre o esconderijo do Dr. No (Joseph Wiseman), um gênio louco que pretende desviar o rumo dos foguetes americanos.

19h | MOSCOU CONTRA 007

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de Terence Young | Policial, Ação, Espionagem | Reino Unido | 1963 | 1h58 | Legendado

Sinopse: James Bond (Sean Connery) é incumbido de ajudar uma bela agente soviética a fugir de seu país, para então tentar recuperar uma leitora de códigos na embaixada russa, em Londres. Porém, Bond não sabe que a temível organização criminosa Spectre organizou esta armadilha no intuito de executá-lo.

DIA 18/04 (Quarta-feira)

13h30 | 007 CONTRA GOLDFINGER

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de Guy Hamilton | Policial, Ação, Espionagem | Reino Unido | 1964 | 1h52 | Legendado

Sinopse: James Bond é (Sean Connery) encarregado de espionar Goldfinger (Gert Fröbe), um poderoso milionário cujas remessas de ouro espalhadas por diversos países podem esconder ações criminosas. Após ser capturado, Bond descobre que o plano de Goldfinger é bem maior do que ele imaginava: Goldfinger pretende roubar nada mais nada menos do que as reservas americanas de ouro, guardadas no Forte Knox.

16h | 007 A SERVIÇO SECRETO DE SUA MAJESTADE

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de Peter Hunt | Policial, Ação, Espionagem | Reino Unido | 1969 | 2h20 | Legendado

Sinopse: Em uma praia 007 (George Lazenby) evita que uma jovem mulher cometa suicídio. O pai dela o chefe de uma poderosa organização criminosa e, impressionado com Bond, quer que ele proteja sua filha se casando com ela. Em troca, ele oferece ao famoso agente informações que façam 007 chegar até Ernst Blofeld (Telly Savallas), o principal inimigo do agente. Inicialmente 007 concorda com o acordo, visando apenas poder matar Blofeld, mas com o tempo ele realmente fica apaixonado pela sua futura esposa. Porém, Bond logo descobre que Blofeld planeja destruir a humanidade com um vírus altamente mortal a menos que receba perdão por todos os seus crimes. Desta maneira, a Rainha da Inglaterra pede que Bond intervenha no caso, mas a situação se complica e toma um rumo inesperado.

19h | COM 007 VIVA E DEIXE MORRER

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de Guy Hamilton | Policial, Ação, Espionagem | EUA | 1973 | 2h01 | Legendado

Sinopse: Três agentes britânicos são mortos no mesmo dia, ao investigarem o contrabando de drogas, com os assassinatos estando ligados a um chefão do crime do Harlem e a um diplomata internacional. 007 (Roger Moore) vai investigar o caso e, ao chegar em Nova York, quase é morto por um capanga que trabalha para o chefão do Harlem. Ao iniciar suas investigações, logo o agente inglês descobre uma trama para colocar dois bilhões de dólares em heroína no mercado americano.

DIA 19/04 (Quinta-feira)

16h | 007 – O ESPIÃO QUE ME AMAVA

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de Lewis Gilbert | Policial, Ação, Espionagem | Reino Unido | 1977 | 2h05 | Legendado

Sinopse: A Inglaterra descobre que alguém sabe como rastrear um submarino submerso e está oferecendo esta tecnologia para quem pagar mais alto. Uma crise internacional tem início quando um submarino com dezesseis mísseis nucleares desaparece, enquanto fazia uma patrulha. O agente secreto 007 (Roger Moore) incumbido de investigar o caso e recuperar as ogivas, antes que sejam disparadas, e para isto recebe a ajuda de uma bela e sensual agente soviética (Barbara Bach).

19h | 007 – MARCADO PARA A MORTE

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de John Glen | Policial, Ação, Espionagem | EUA, Reino Unido | 1987 | 2h10 | Legendado

Sinopse: Georgi Koskov (Jeroen Krabbé), um general dissidente da União Soviética, escapa da Cortina de Ferro com a ajuda de James Bond (Timothy Dalton), mas logo recapturado através de uma sensacional missão de resgate, que transforma o Serviço Secreto Inglês em uma grande chacota. A partir de então, 007 assume o caso e vê fatos surpreendentes ao conhecer Kara Milovy (Maryam d’Abo), uma violoncelista tcheca com quem se envolve. Bond acaba descobrindo uma grande trama ligada a Brad Whitaker (Joe Don Baker), um grande comerciante de armamento bélico.

DIA 20/04 (Sexta-feira)

14h | 007 – PERMISSÃO PARA MATAR

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de John Glen | Policial, Ação, Espionagem | EUA, Reino Unido | 1989 | 2h12 | Legendado

Sinopse: Pouco depois de um importante traficante ser preso, um agente da Agência de Combate aos Narcotráficos e também um grande amigo de James Bond se casa. Mas o chefão da droga, enquanto era levado preso, consegue escapar. Ele consegue encontrar o amigo de 007 em sua lua-de-mel, mata sua esposa e leva o agente para ser mutilado com dentadas de um tubarão. Assim que 007 sabe do ocorrido ele decide se vingar, mas recebe ordem de esquecer o assunto e partir para uma nova missão. Diante desta situação, Bond deserda do Serviço Secreto Britânico e começa sua empreitada para encontrar os responsáveis e matá-los.

16h50 | 007 CONTRA GOLDENEYE

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de Martin Campbell | Policial, Ação, Espionagem | EUA, Reino Unido | 1995 | 2h10 | Legendado

Sinopse: Com a queda da Cortina de Ferro e o final da Guerra Fria, o modo de obter poder deu ao mundo uma nova ordem, que envolvem esquemas perigosos que visam apenas o lucro. Neste contexto, James Bond (Pierce Brosnan) conhece em Mônaco Xenia Onatopp (Famke Janssen), uma mulher extremamente bela e perigosamente mortal, que pertence a Máfia russa. Bond tenta encontrar o Goldeneye, uma arma secreta espacial que destrói tudo que tenha um circuito eletrônico e que, caso caia em mãos erradas dará aos seus donos o poder de derrubar governos. Para impedir um catástrofe mundial, James se une a Natalya Simonova (Izabella Scorupco), uma programadora de computadores.

19h30 | 007 – O AMANHÃ NUNCA MORRE

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 12 anos

Direção de Roger Spottiswoode | Policial, Ação, Espionagem | EUA, Reino Unido | 1998 | 1h55 | Legendado

Sinopse: O famoso agente 007 (Pierce Brosnan) descobre que Elliot Carver (Jonathan Pryce), um bilionário que comanda uma gigantesca rede de informações, planeja criar um incidente político e internacional, que pode redundar na Terceira Guerra Mundial. A intenção de Carver é aumentar ainda mais seu poder, que já é enorme. Durante sua missão, o espião inglês se reencontra com Paris Carver (Teri Hatcher), uma linda mulher com quem tivera um relacionamento, mas hoje está casada com o demoníaco mega-empresário. Conhece também Wai-Lin (Michele Yeoh), uma agente chinesa que investiga a mesma situação, disfarçada de jornalista.

DIA 21/04 (Sábado)

9h | 007 – CASSINO ROYALE

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Martin Campbell | Policial, Ação, Espionagem | EUA, Reino Unido | 2006 | 2h18 | Legendado

Sinopse: A 1ª missão de James Bond (Daniel Craig) como agente 007 o leva a Madagascar. Sua tarefa é espionar o terrorista Mollaka (Sebastien Foucan), mas nem tudo sai como o planejado. Bond decide espionar por conta própria o restante da célula terrorista, o que o leva às Bahamas. Lá ele conhece Alex Dimitrios (Simon Abkarian) e sua namorada Solange (Caterina Murino). Alex está envolvido com Le Chiffre (Mads Mikkelsen), o banqueiro de organizações terroristas espalhadas pelo planeta, que pretende conseguir dinheiro em um jogo de pôquer milionário em Montenegro, no Cassino Royale. O MI6 envia Bond para jogar contra Le Chiffre, sabendo que caso Le Chiffre perca a partida isto desmontará sua organização. Mas para esta tarefa o agente 007 terá a companhia da sedutora Vesper Lynd (Eva Green), enviada por M (Judi Dench) para acompanhá-lo na missão.

13h10 | 007 – QUANTUM OF SOLACE

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Marc Forster | Policial, Ação, Espionagem | EUA, Reino Unido | 2008 | 1h47 | Legendado

Sinopse: James Bond (Daniel Craig) e M (Judi Dench) realizam o interrogatório do sr. White (Jesper Christensen), responsável pelos eventos do filme anterior da série. Porém uma traição faz com que White seja morto. Para investigar o caso Bond parte rumo ao Haiti, onde conhece Camille (Olga Kurylenko), uma bela e perigosa mulher que possui ligações com Dominic Greene (Mathieu Amalric). Greene tem planos para a Bolívia, incluindo a deposição do atual governo, o que faz com que Bond entre em seu caminho.

15h40 | 007 – OPERAÇÃO SKYFALL

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Sam Mendes | Policial, Ação, Espionagem | EUA, Reino Unido | 2012 | 2h23 | Legendado

Sinopse: O roubo de um HD contendo informações valiosas sobre a identidade de diversos agentes, infiltrados em células terroristas espalhadas ao redor do planeta, faz com que James Bond (Daniel Craig) parta atrás do ladrão. A perseguição segue pelas ruas de uma cidade na Turquia e acaba em cima de um trem. Precisando impedir que a peça seja levada, M (Judi Dench) ordena que a agente Eve (Naomi Harris) dispare, mesmo sabendo que o tiro pode atingir Bond. É o que acontece, fazendo com que o agente 007 despenque de uma altura incrível. Considerado morto, Bond passa a levar uma vida como “fantasma” até assistir, pela TV, o ataque terrorista sofrido pelo MI6 em plena Londres. Disposto a mais uma vez defender seu país, ele retorna à capital inglesa e se reapresenta a M, mesmo guardando uma certa mágoa dela por ter ordenado o disparo. Logo eles descobrem que o responsável pelo roubo e o atentado é alguém que conhece muito bem o modo de funcionamento do MI6.

18h30 | 007 – 007 CONTRA SPECTRE

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Sam Mendes | Policial, Ação, Espionagem | EUA, Reino Unido | 2015 | 2h30 | Legendado

Sinopse: James Bond (Daniel Craig) vai à Cidade do México com a tarefa de eliminar Marco Sciarra (Alessandro Cremona), sem que seu chefe, M (Ralph Fiennes), tenha conhecimento. Isto faz com que Bond seja suspenso temporariamente de suas atividades e que Q (Ben Whishaw) instale em seu sangue um localizador, que permite que o governo britânico saiba sempre em que parte do planeta ele está. Apesar disto, Bond conta com a ajuda de seus colegas na organização para que possa prosseguir em sua investigação pessoal sobre a misteriosa organização chamada Spectre.

Cineteatro São Luiz estreia “Mostra Nova Hollywood” nesta semana

 

Nesta terça-feira (03/04), o Cineteatro São Luiz lançou a “Mostra Nova Hollywood” com 16 filmes em sessões únicas e com entrada gratuita. A Mostra, que estará em cartaz no equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) até o dia 11 de abril, exibirá os longas: “Bonnie e Clyde – uma rajada de balas”, “A primeira noite de um homem”, “Cada um vive como quer”, “Meu ódio será sua herança”, “Easy rider – sem destino”, “A última sessão de cinema”, “Operação França”, “Loucuras de verão”, “Terra de ninguém”, “O Exorcista”, “O Poderoso Chefão”, “Guerra nas Estrelas”, “Ensina-me a viver”, “Perdidos na noite”, “Contatos imediatos do terceiro grau” e “Taxi driver – Motorista de Táxi”.

“A mostra Nova Hollywood se constitui, pelo conjunto e relevância artística das obras selecionadas, um registro fundamental do manifesto existencial de toda uma geração de jovens cujo querer revolucionário extrapolou as fronteiras da hegemônica indústria do cinema norte-americano e da própria arte cinematográfica, vindo a propagar-se e unir-se, em escalas diferenciadas, à crescente onda de movimentos contestatórios verificados a partir daquele período histórico, como bem exemplificam, entre outros, os de maio de 1968, na França.”, afirma Duarte Dias, Programador e Curador do Cinema do cineteatro São Luiz.

Movimento Nova Hollywood

Meados da década de 1960. O mundo que havia resultado da Segunda Guerra Mundial vivia um período de grandes incertezas e transformações no campo político, social e econômico, em parte devido ao surgimento de uma geração inteira de jovens que contestavam, de variadas maneiras, todas as formas de poder e dominação estabelecidas.

Hollywood, a grande meca do cinema, ponta de lança estratégica de um modelo impositivo de civilização, não estava a salvo desse contexto, com os outrora grandes estúdios cinematográficos marchando incontinentes rumo ao declínio absoluto, tolhidos que foram por esse turbilhão de mudanças que também incluía o surgimento e proliferação de modernos aparatos tecnológicos como a televisão, novo altar de devoção da classe média mundial.

Um dado para exemplificar a dimensão do drama: em 1930 cerca de 65% da população norte-americana ia ao cinema toda semana; Em 1964 esse percentual havia despencado – e estacionado – na casa dos 10%.

Foi nesse cenário caótico que surgiu um grupo de jovens diretores que, estimulados por movimentos como a “Nouvelle Vague” (Nova Onda) francesa – que apregoava a soberania dos autores em detrimento do poder dos estúdios – causou uma verdadeira revolução na indústria cinematográfica norte-americana, vindo a produzir uma série de filmes que hoje figuram como obras de referência do cinema universal.

Divididos em duas gerações, a primeira leva desses diretores da “NOVA HOLLYWOOD” – como foi designado aquele movimento – era composta por homens nascidos, em sua maioria, no final da década de 1930, e constava de nomes como Dennis Hopper, John Cassavetes, Stanley Kubrick, Warren Beatty, Woody Allen, Arthur Penn, Robert Altman, Hal Ashby, Peter Bogdanovich e Francis Ford Coppola, entre outros.

A segunda geração, por sua vez, havia nascido durante ou logo após a Segunda Guerra Mundial e contavava com nomes como Martin Scorsese, Paul Schrader, Terrence Malick, Brian de Palma, Steven Spielberg e George Lucas.

De maneira geral, inspirados pelo conceito de “autor” inventado pelos críticos franceses e posto em prática pela “Nouvelle Vague”, os jovens da “Nova Hollywood” legitimaram seu poder através de filmes que traziam uma gama diversificada de temáticas aliadas a um novo e vibrante realismo, além de um forte senso étnico, expresso numa variedade de gêneros que iam do drama ao terror, passando pela ficção científica e filmes de época.

Outro traço característico da “Nova Hollywood” foi o lançamento de uma nova geração de atores e atrizes, com destaque, entre os homens, para Jack Nicholson, Al Pacino, Robert De Niro, Gene Hackman, Dustin Hoffan, Richard Dreyfuss, Elliott Gould, James Caan e Robert Duvall. Entre as mulheres destacaram-se Faye Dunaway, Diane Keaton, Jane Fonda, Barbra Streisand, Jill Clayburgh, Ellen Burstyn e Dyan Cannon.

Esses novos intérpretes, que fugiam do padrão de beleza glamourizado e pasteurizado da velha Hollywood, eram provenientes, em sua maioria, do Actors Studio, célebre escola de Nova Yorque onde o ucraniano Lee Strasberg ensinava o “Método”, uma série de técnicas de preparação de atores criado pelo russo Konstantin Stanislawsky para o Teatro de Arte de Moscou e que apregoava a busca da verdade interior e a integração emocional completa entre o ator e o personagem.

Muitos dos filmes resultantes desses encontros, vontades e circunstâncias figuram, nos dias atuais, como obras de referência na história do cinema, alguns deles presentes na mostra “NOVA HOLLYWOOD”, promovida pelo Cineteatro São Luiz, como é o caso de “O Poderoso Chefão”, “O Exorcista”, “Contatos Imediatos do Terceiro Grau” e “Taxi Driver”.

Outros filmes não tão famosos mas não menos importantes na trajetória daquela geração e do cinema complementam a mostra, como é o caso de “Bonnie e Clyde – Uma Rajada de Balas” e “Easy Rider” (Sem Destino), para muitos as obras que sinalizam o ponto de partida do movimento, havendo ainda lugar para “A Primeira Noite de um Homem”, “Cada Um Vive Como Quer”, “Meu Ódio Será Tua Herança”, “A Última Sessão de Cinema”, “Operação França”, “Terra de Ninguém” e “Loucuras de Verão”, essa última a obra que não só impediu a derrocada de George Lucas como diretor, mas também aquela que lhe deu a oportunidade, pelo sucesso alcançado, de conseguir apoio para o seu próximo e mais ambicioso projeto, o filme “Star Wars” (Guerra nas Estrelas), também presente na programação.

 

Programação completa

DIA 03/04 (Terça-feira)

16h BONNIE E CLYDE – UMA RAJADA DE BALAS

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 16 anos

Direção de Arthur Penn | Policial, Drama, Romance | EUA | 1967 | 1h52 | Legendado

Sinopse: Durante a Grande Depressão, Bonnie Parker (Faye Dunaway) conhece Clyde Barrow (Warren Beatty), um ex-presidiário que foi solto por bom comportamento, quando este tenta roubar o carro de sua mãe. Atraída pelo rapaz, ela o acompanha. Ambos iniciam uma carreira de crimes, assaltando bancos e roubando automóveis. Conhecem o mecânico C.W. Moss (Michael J. Pollard), que passa a ser o novo companheiro da dupla, mas durante um assalto matam uma pessoa e são caçados daí em diante como assassinos. Ao grupo une-se Buck (Gene Hackman), o irmão de Clyde recém-saído da cadeia, e Blanche (Estelle Parsons), sua mulher. Sucedem-se os assaltos e logo o quinteto ganha fama em todo o sul do país. Uma noite, são cercados por vários policiais e, obrigados a matar para fugir, são perseguidos em vários estados.

19h A PRIMEIRA NOITE DE UM HOMEM

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Mike Nichols | Comédia dramática, Romance | EUA | 1968 | 1h46 | Legendado

Sinopse: Após se formar na faculdade, Benjamin Braddock (Dustin Hoffman) retorna para casa. Indeciso quanto ao seu futuro, ele acaba sendo seduzido pela Sra. Robinson (Anne Bancroft), uma amiga de seus pais. A relação se complica ainda mais quando o rapaz se vê forçado pelos pais a ter um encontro com a filha dela, Elaine (Katharine Ross).

DIA 04/04 (Quarta-feira)

13h10 CADA UM VIVE COMO QUER

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 16 anos

Direção de Bob Rafelson | Drama | EUA | 1970 | 1h38 | Legendado

Sinopse: Robert Eroica Dupea (Jack Nicholson) é um talentoso pianista clássico que atualmente trabalha em uma refinaria de petróleo. Ele mora num trailer com a namorada, a garçonete Rayette Dipesto (Karen Black). Quando descobre que seu pai está morrendo, Robert decide voltar para casa, levando Rayette.

16h MEU ÓDIO SERÁ SUA HERANÇA

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Sam Peckinpah | Faroeste, Ação, Drama | EUA, Reino Unido | 1969 | 2h25 | Legendado

Sinopse: Em 1913 um grupo de veteranos fora da lei passa a considerar seriamente a aposentadoria. Procurados, perigosos e intimidadores desde sempre, eles percebem que essa vida já não está valendo o risco e as coisas estão mudando rapidamente no velho oeste. Uma proposta tentadora e inesperada, no entanto, adia os planos do grupo.

19h EASY RIDER – SEM DESTINO

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: Livre

Direção Dennis Hopper | Drama, Aventura | EUA | 1969 | 1h36 | Legendado

Sinopse: Wyatt (Peter Fonda) e Billy (Dennis Hopper) são motoqueiros que viajam pelo sul dos Estados Unidos. Após levarem drogas do México até Los Angeles, eles as negociam com um homem em um Rolls-Royce. Com o dinheiro a dupla parte rumo ao leste, na esperança de chegar a Nova Orleans a tempo para o Mardi Grass, um dos Carnavais mais famosos em todo o planeta.

DIA 05/04 (Quinta-feira)

16h A ÚLTIMA SESSÃO DE CINEMA

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Peter Bogdanovich | Drama | EUA | 1971 | 1h58 | Legendado

Sinopse: Entre a 2ª Guerra Mundial e a Guerra da Coréia, dois jovens, Duane Jackson (Jeff Bridges) e Sonny Crawford (Timothy Bottoms), vivem em Anarene, uma pequena cidade no Texas. Eles se parecem fisicamente, mas mentalmente e emocionalmente são opostos. Passam boa parte do tempo no cinema ou no salão de sinuca. Enquanto Duane tenta se firmar frequentando festas de embalo, Sonny é iniciado no sexo por Ruth Popper (Cloris Leachman), a frustrada esposa do seu treinador. Mas os dois compartilham um desejo: Jacy (Cybill Shepherd).

19h OPERAÇÃO FRANÇA

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de William Friedkin | Drama | EUA | 1971 | 1h44 | Legendado

Sinopse: Marselha, França. Um assassino profissional, Pierre Nicoli (Marcel Bozzuffi), mata um detetive francês. Paralelamente em Nova York, Jimmy “Popeye” Doyle (Gene Hackman), um detetive da polícia, e Buddy “Cloudy” Russo (Roy Scheider), seu parceiro, investigam discretamente Salvatore “Sal” Boca (Tony Lo Bianco), um pequeno comerciante, que está tendo gastos muito acima da sua renda. Cada vez existem mais indícios que grande parte da renda de Sal é ganha ilegalmente e, no processo, é ajudado pela esposa, Angie Boca (Arlene Farber). Isto os leva a descobrir que um grande carregamento de droga está para chegar no país, assim Popeye e Buddy recebem ordens para trabalhar com os agentes federais Bill Mulderig (Bill Hickman) e Bill Klein (Sonny Grosso). Acontece que Doyle e Mulderig têm desavenças, pois uma vez os instintos de Doyle falharam, o que provocou a morte do parceiro. O cérebro da operação é Alain Charnier (Fernando Rey), que esconde 60 quilos de heroína no Lincoln Continental, um carro de luxo que pertence a Henri Devereaux (Frédéric de Pasquale), um astro de cinema que, em razão da sua fama, não deverá ser importunado quando estiver filmando em Nova York. Alain contata Sal para organizar a venda da heroína, mas Doyle vigia Sal e logo começará um jogo de gato e rato.

DIA 06/04 (Sexta-feira)

14h LOUCURAS DE VERÃO

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de George Lucas | Comédia Dramática | EUA | 1973 | 1h50 | Legendado

Sinopse: Em 1962, na pequena cidade de Modesto, os jovens Curt (Richard Dreyfuss) e Steve (Ron Howard) passam sua última noite de verão antes de irem para a universidade, no leste. Nesta noite agitada vários acontecimentos ocorrem ao mesmo tempo. Laurie (Cindy Williams), irmã de Curt e namorada de Steve, briga com ele e acaba saindo de carro com o forasteiro Bob Falfa (Harrison Ford), que depois disputa um racha. O desajeitado Teddy (Charles Martin Smith) pega emprestado o carro de Steve e consegue conquistar a destrambelhada Debbie (Candy Clark), enquanto Curt se junta à gangue dos Faraós e pratica pequenos crimes.

16h40 TERRA DE NINGUÉM

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Terrence Malick | Drama, Policial | EUA | 1974 | 1h35 | Legendado

Sinopse: Fort Dupree, Dakota do Sul, 1959. Kit Carruthers (Martin Sheen) é um jovem peão psicologicamente desequilibrado, que mata o pai de Holly Sargis (Sissy Spacek), sua namorada de 15 anos, que não aprovava o relacionamento deles. Kit e Holly fogem juntos para Montana, enquanto Carruthers faz mais vítimas, o que faz a polícia ir em seu encalço.

19h O EXORCISTA

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de William Friedkin | Terror, Suspense | EUA | 1974 | 2h12 | Legendado

Sinopse: Em Georgetown, Washington, uma atriz vai gradativamente tomando consciência que a sua filha de doze anos está tendo um comportamento completamente assustador. Deste modo, ela pede ajuda a um padre, que também um psiquiatra, e este chega a conclusão de que a garota está possuída pelo demônio. Ele solicita então a ajuda de um segundo sacerdote, especialista em exorcismo, para tentar livrar a menina desta terrível possessão.

DIA 07/04 (Sábado)

9h O PODEROSO CHEFÃO

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Francis Ford Coppola | Drama, Policial | EUA | 1972 | 2h55 | Legendado

Sinopse: Em 1945, Don Corleone (Marlon Brando) é o chefe de uma mafiosa família italiana de Nova York. Ele costuma apadrinhar várias pessoas, realizando importantes favores para elas, em troca de favores futuros. Com a chegada das drogas, as famílias começam uma disputa pelo promissor mercado. Quando Corleone se recusa a facilitar a entrada dos narcóticos na cidade, não oferecendo ajuda política e policial, sua família começa a sofrer atentados para que mudem de posição. É nessa complicada época que Michael (Al Pacino), um herói de guerra nunca envolvido nos negócios da família, vê a necessidade de proteger o seu pai e tudo o que ele construiu ao longo dos anos.

13h30 GUERRA NAS ESTRELAS

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de George Lucas | Ficção Científica | EUA | 1977 | 2h01 | Legendado

Sinopse: Luke Skywalker (Mark Hammil) sonha ir para a Academia como seus amigos, mas se vê envolvido em uma guerra intergalática quando seu tio compra dois robôs e com eles encontra uma mensagem da princesa Leia Organa (Carrie Fisher) para o jedi Obi-Wan Kenobi (Alec Guiness) sobre os planos da construção da Estrela da Morte, uma gigantesca estação espacial com capacidade para destruir um planeta. Luke então se junta aos cavaleiros jedi e a Hans Solo (Harrison Ford), um mercenário, para tentar destruir esta terrível ameaça ao lado dos membros da resistência.

DIA 10/04 (Terça-feira)

16h ENSINA-ME A VIVER

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Hal Ashby | Comédia Dramática | EUA | 1971 | 1h31 | Legendado

Sinopse: Harold (Bud Cort), rapaz de 20 anos com obsessão pela morte, que passa seu tempo indo a funerais e simulando suicídios, um dia conhece Maude (Ruth Gordon), uma senhora de 79 anos apaixonada pela vida. Eles passam muito tempo juntos e, durante esta intensa convivência, ela o apresenta a beleza da existência.

19h PERDIDOS NA NOITE

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 16 anos

Direção de John Schlesinger | Drama | EUA | 1969 | 1h53 | Legendado

Sinopse: Caubói (Jon Voight) texano, bonito, inocente e caipira, tenta ganhar a vida em Nova York prostituindo-se com mulheres. Através da amizade de um marginal (Dustin Hoffman) descobre a face cruel da vida.

DIA 11/04 (Quarta-feira)

16h CONTATOS IMEDIATOS DO TERCEIRO GRAU

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: Livre

Direção de Steven Spielberg | Ficção Científica, Aventura, Drama | EUA | 1977 | 2h15 | Legendado

Sinopse: Em uma pequena cidade americana vive Roy Neary (Richard Dreyfuss), um chefe de família que, ao pressentir a chegada de alienígenas, tem o seu comportamento alterado. Ele fica obcecado pela idéia e começa a investigar a situação, buscando o local de contato dos ET’s. Como ele, diversas outras pessoas sentem a presença extraterrestre e rumam para o local do pouso da nave.

19hTAXI DRIVER – MOTORISTA DE TÁXI

Entrada: gratuita | Classificação indicativa: 14 anos

Direção de Martin Scorsese | Drama | EUA | 1976 | 1h55 | Legendado

Sinopse: Em Nova York, um homem de 26 anos (Robert De Niro), veterano da Guerra do Vietnã, é um solitário no meio da grande metrópole que ele vagueia noite adentro. Assim começa a trabalhar como motorista de taxi no turno da noite e nele vai crescendo um sentimento de revolta pela miséria, o vício, a violência e a prostituição que estão sempre à sua volta. Perde bastante noção das coisas quando leva uma bela mulher (Cybill Sheperd), que trabalha na campanha de um senador, para ver um filme pornô logo no primeiro encontro, mas tem momentos de altruísmo ao tentar persuadir uma prostituta de 12 anos (Jodie Foster) para ela largar seu cafetão, voltar para a casa de seus pais e ir para a escola. Porém, em contra-partida, compra quatro armas, sendo uma delas um Magnum 44, e articula um atentado contra o senador (que planeja ser presidente) e para quem sua amiga trabalha.

SERVIÇO:
Mostra Nova Hollywood
De 03 a 11 de abril de 2010
Entrada gratuita.