Categoria

Serviços

Mercadinhos São Luiz lança linha de produtos de fabricação própria para a Páscoa

 

Diante da expectativa de queda na venda de ovos de chocolate, este ano, sinalizada pela indústria, o Mercadinhos São Luiz resolveu apostar em opções diferenciadas para presentear nessa Páscoa.

A rede, que já produz o tradicional pão de coco, muito procurado pelos clientes nesse período, vai fabricar também colomba pascal, biscoitos finos, brioches e bolo de pote, que serão vendidas em embalagens prontas para presentear. Além disso, as lojas estarão recebendo encomendas para o almoço de Páscoa.

Estarão disponíveis colomba de frutas e de chocolate, brioche com gotas de chocolate, biscoitos amanteigados decorados nas versões amanteigado tradicional coberto com chocolate e canela com foundant e bolos de potes nos sabores brigadeiro, casadinhos, canela e doce de leite.

As colombas serão vendidas a R$ 10,90, o brioche por R$ 12,90, a caixinha com biscoitos decorados por R$ 9,90 e os bolos de pote a R$ 9,90, já o pão de coco estará disponível por R$ 6,99.

Os produtos estarão nas lojas no dia 4 de abril. Além dos produtos de fabricação própria, na loja do RioMar Fortaleza, estão disponíveis kits com produtos para presentear a partir de R$ 20,00, além de o cliente poder montar seu próprio kit.

A partir do dia 7 de abril, as lojas Oliveira Paiva, Cocó, Virgílio Távora e Cambeba estarão recebendo encomendas de almoço de Páscoa. Estarão disponíveis duas opções de almoço de Páscoa: Filé de peixe ao molho de limão siciliano, Arroz de brócolis e Salada de acelga com abacaxi e o outro com Bacalhau de Páscoa, Arroz de brócolis e Salada de acelga. As duas opções de almoço, que servem de cinco a seis pessoas, custarão R$ 99,90, cada, e podem ser adquiridas com Dotz.

Nesse período pascal o Mercadinhos São Luiz também dará uma atenção especial no mix de produtos típicos dessa época do ano como azeites, vinhos, peixes (congelados, frescos e enlatados), leites de coco, além de vegetais, molhos, massas, frios, congelados, águas, sucos e néctares.

No segmento de ovos de chocolates, devido a expectativa da indústria de retração de 20%, a rede manteve o mesmo volume de compra do ano passado. Contudo, mesmo com esse cenário do mercado, os ovos de chocolate ainda são muito procurados.

No entanto, este ano a rede vai investir em ovos diferenciados, com brindes, muito procurado pelo público infantil, e apresentações diferentes, como os ovos de colher, além dos ovos para quem tem dietas restritivas, como zero açúcar, colágeno, 50% cacau e com flocos de arroz integral, e as barras de chocolate.

Com todas as iniciativas, o Mercadinhos São Luiz espera um crescimento de 15% nas vendas do período em comparação a 2016. A estimativa positiva deve-se ao fato de a rede estar alinhada com as tendências para a Páscoa que estarão focadas nos segmentos gourmet, saúde e praticidade, pilares comerciais da rede.

Além disso, apesar da retração do mercado de uma forma geral, o Mercadinho São Luiz tem crescido desde 2014. Em 2015, comparado a 2014, o crescimento foi de 12,29% e, no ano passado, em comparação a 2015, a rede cresceu 14,54%.

 

 

Calendário de eventos de Páscoa

Desde o dia 10 de março até o dia 08 de abril, o Mercadinhos São Luiz estará promovendo degustação de vinhos da sua adega todas as sextas e sábados, nas lojas Oliveira Paiva, Cocó, Virgílio Távora, Dunas, Cambeba, RioMar Fortaleza, Pontes Vieira, Santos Dumont, Crato e Juazeiro do Norte.

Às sextas, as degustações das 18h às 20h e, aos sábados, das 10h às 12h, com exceção da loja do RioMar onde acontecem das 16h às 18h. Haverá degustação de vinhos também na quarta-feira e na quinta-feira da Semana Santa, às 18h ás 20h.

No dia 08 de abril, a partir das 17h, o Mercadinhos São Luiz vai participar da Páscoa Mundo Petit, evento de lançamento da segunda edição da Revista Mundo Petit. Serão realizadas brincadeiras como “Caça aos Ovos”, patrocinada pelo Mercadinhos São Luiz e pelo Corujinha Hotel Infantil, oficina de cupcake, oficina de máscaras, pinturas de rosto e vários sorteios.

Entre os dias 8 e 16 de abril, a Baladeira Inovações promoverá, no shopping RioMar Kennedy um Circuito de Páscoa e o Mercadinhos São Luiz participará da ação com um stand no qual serão vendidos ovos de Páscoa e chocolates em geral.

O Mercadinhos São Luiz promoverá no dia 10 de abril mais uma edição do “Chef Gourmet”, uma oficina culinária que dessa vez ensinará receitas de peixes, como tilápia e bacalhau, pratos típicos da Semana Santa. A ação acontecerá na loja da Santos Dumont, às 16h, e será conduzida pela chef Liliane Pereira, proprietária do restaurante “O Banquete”. As inscrições devem ser feitas na própria loja e as vagas são limitadas.

Nas lojas do Benfica, Dunas e Oliveira Paiva acontecerá, nos dias 10, 11 e 12 de abril, respectivamente, às 15h, uma oficina de pintura de ovos em parceria com a Avine. As inscrições podem ser feitas nas lojas onde acontecerão a ação e as vagas são limitadas a 20 crianças.

Nos dias 11 e 12 de abril, os Mercadinhos São Luiz promoverá um workshop de presentes de chocolate, em parceria com a Lacta. O workshop será ministrado pela chef Liliane Pereira que vai ensinar receitas que podem ser feitas com chocolate e que são ótimas opções para presentear nessa Páscoa. No dia 11 de abril, o evento acontecerá na loja da Av. Oliveira Paiva e, no dia 12 de abril, na loja do RioMar Fortaleza, nos dois dias o workshop inicia às 16h. As inscrições devem ser feitas nas respectivas lojas onde ocorrerão o evento e as vagas são limitadas.

 

 

Serviço:

Degustação de vinhos

Datas: De 10 de março a 08 de abril (às sextas e sábados) e nos dias 12 e 13 de abril

Horário: Sextas-feiras, das 18h às 20h; Sábados, das 16h às 18h, na loja do RioMar e das 10h às 12h nas demais lojas. Quarta (12/04) e Quinta (13/04) de 18h às 20h

Locais: Lojas Oliveira Paiva, Cocó, Virgílio Távora, Dunas, Cambeba, RioMar Fortaleza, Pontes Vieira, Santos Dumont, Crato e Juazeiro do Norte

Páscoa Mundo Petit

Data: 08 de abril

Horário: 17h

Local: TruckVille (Avenida Washington Soares, 2400)

Circuito de Páscoa

Datas: De 8 a 16 de abril

Horário: Das 10h às 22h

Local: RioMar Kennedy

Chef Gourmet de Peixes

Data: 10 de abril

Horário: 16h

Local: Loja Santos Dumont

Oficina de pintura de ovos

Datas: 10, 11 e 12 de abril

Horário: 15h

Locais: Lojas Benfica, Dunas e Oliveira Paiva

Workshop presentes de chocolate

Datas: 11 e 12 de abril

Horário: 16h

Locais: Lojas Oliveira Paiva e RioMar Fortaleza

SENAC/CE OFERTA NOVA PROGRAMAÇÃO DE CURSOS

 

Gastr

Referência em educação profissional, o Senac prepara os trabalhadores do comércio para atuarem nas mais diversas áreas: Turismo, Gastronomia, Beleza, Moda, Gestão e Negócios, Estética, Informação e Comunicação, Produção Cultural e Design.

O portfólio contempla centenas de cursos, que vão desde os cursos livres de formação básica até os de aperfeiçoamento. Para quem deseja investir em uma profissão e sair pronto para ingressar no mercado de trabalho, os mais indicados são os cursos de qualificação e técnicos.

A nova programação foi elaborada a partir de pesquisa realizada junto às empresas do setor de comércio de bens, serviços e turismo, que movimentam mais de 74% do Produto Interno Bruto (PIB) do Ceará. “Dentro da Federação do Comércio do Ceará, o nosso papel é educar para o trabalho.

Dessa forma, consultamos os empresários e levantamos as suas principais demandas, tendo em vista a formação de profissionais que venham suprir as demandas para o desenvolvimento da nossa economia. Já para o trabalhador, significa maior chance de conseguir sua vaga no mercado, gerar emprego e renda”, reforça a diretora regional do Senac Ceará, Ana Cláudia Martins Maia.

Diante do cenário econômico atual, o Senac Ceará mantém a redução nos valores dos cursos de até 30% e as inscrições podem ser feitas pelo site http://cursos.ce.senac.br/.

Confira os destaques da nova programação:

BELEZA E SAÚDE

Tendo em vista que o mercado exige dos profissionais da beleza constante atualização e aprimoramento, o Senac/CE acompanha as tendências e oferta nesse trimestre cursos como Corte à Navalha, Depilação Egípcia, Novas Técnicas de Alisamento e Unhas Artísticas. Os cursos mais procurados – de qualificação para Cabeleireiro e Maquiador – também estão com inscrições abertas em Fortaleza e Iguatu. Para quem deseja trabalhar em spas, clínicas de estética e até atuar como autônomo, são Limpeza de Pele e os aperfeiçoamento para massagistas: Bambuterapia e Reflexologia. Em Sobral, está sendo ofertado o de Massagem Turbinada.

MODA E ARTE

Criatividade e técnica são essenciais no segmento de moda. Para aqueles que já possuem conhecimento, há opções de cursos como Figurinista e Personal Stylist. Quem realizou o curso de Modelagem, pode ser aperfeiçoar em Modelagem Plana e Tridimensional são excelentes opções e estão disponíveis em Fortaleza e em Maranguape.

O Senac Unidade Maranguape também está inscrevendo para os cursos de Costureiro, Costura de Moda Íntima e Costura de Malharia. No Cariri, há turmas abertas para Marketing de Moda e Customização de Biquínis.

Para os interessados em desenvolver suas habilidades em artes manuais e até gerar renda com a comercialização de produtos artesanais, o Senac promove cursos como  Bonecas de Pano: Aplicação em Peças Decorativas, Patchwork e Aplicação de Miçangas.

GASTRONOMIA

Além do curso de Confeiteiro, que forma um profissional completo para atuar em panificadoras, restaurantes, hotéis e buffets, sendo responsável pela elaboração, preparação, montagem e apresentação dos produtos da confeitaria, há diversas opções de cursos livres na área de Gastronomia.

Entre os lançamentos, destaque para o de Minibolos Artísticos. Acompanhando as tendências do mercado, também é possível aprender no Senac/CE a fazer Bolos de Pote, Naked Cake, Bolos Artísticos, Bolos e Doces Regionais. Já com foco nas datas festivas, como a Páscoa e o Dia dos Namorados, o Senac oferta o Guloseimas à base de Chocolate.

Mais informações:

Fone: 85 3270 5400/ Site: cursos.ce.senac.br

 

Duo Gisbranco e Jaques Morelenbaum apresentam “Egberto encontra Villa” no CCBNB

 

Um passeio pelas obras de Egberto Gismonti e Heitor Villa-Lobos marca o concerto “Egberto encontra Villa“, nos dias 07 e 08 de abril, às 19h, no Centro Cultural Banco do Nordeste (CCBNB), em Fortaleza.

No palco, o Duo Gisbranco, formado pelas pianistas Bianca Gismonti e Claudia Castelo Branco, que convidam o violoncelista Jaques Morelenbaum para mais uma vez promover este encontro de dois ícones da música instrumental brasileira em um grande espetáculo.

O repertório vai do erudito ao popular, do Trenzinho do Caipira (Villa-Lobos) ao Forrobodó (E. Gismonti) e das Bachianas Brasileiras (Villa-Lobos) aos Sete Anéis (E. Gismonti).

O encontro acontece 32 anos depois de Egberto Gismonti, pai de Bianca, gravar o LP “Trem Caipira” (1985), onde utilizou somente sintetizadores para revisitar a obra de Villa-Lobos. Na gravação, teve a participação de Jaques Morelenbaum, violoncelista assim como Villa-Lobos.

Heitor Villa-Lobos (1887-1959) é um dos principais compositores brasileiros do século XX, precursor de uma linguagem musical genuinamente brasileira, marcada por elementos das culturas regionais. No ano da morte de Villa-Lobos, o pianista, compositor e arranjador Egberto Gismonti, nascido em 1947, ainda estava nos primeiros anos de sua longa e exitosa carreira musical, tornando-se um dos principais ícones da música instrumental no Brasil.

 

 

Duo Gisbranco

As pianistas Bianca Gismonti e Claudia Castelo Branco trazem em suas trajetórias uma afinidade musical rara e integram a nova geração de artistas que renovam o cenário musical brasileiro com criatividade e bom gosto. Em 2005 formaram o Duo Gisbranco, com o qual desenvolvem um trabalho inovador e singular, explorando ao máximo a sonoridade do instrumento. Ao longo desses 12 anos, o duo já se apresentou em importantes espaços no Brasil e em outros países na América Latina e Europa.

 

Jaques Morelenbaum

Violoncelista, arranjador, maestro, produtor musical e compositor, Jaques Morelenbaum tem  uma sólida carreira marcada por grandes parcerias. Participou da Nova Banda, que durante uma década atuou ao lado de Tom Jobim; integrou o Quarteto Jobim Morelenbaum com  Paula Morelenbaum, Paulo e Daniel Jobim; foi também arranjador em trabalhos de artistas internacionais, como o grupo português Madredeus, o americano David Byrne e a cabo-verdiana Cesária Évora.

 

Serviço:

Show

Egberto encontra Villa. Com Duo Gisbranco e Jaques Morelenbaum

Quando: 7 e 8 de abril de 2017, às 19h

Local: Centro Cultural Banco do Nordeste – CCBNB Fortaleza (Rua Conde d’Eu, 560 – Centro)

Acesso gratuito. Retirada de ingressos uma hora antes do início do espetáculo.

Informações: (85) 3262-5011 – Produção local

NANDO REIS APRESENTA TURNÊ “JARDIM-POMAR” PELA PRIMEIRA VEZ EM FORTALEZA NESTE SÁBADO (8)

Foto: Carol Siqueira

Nando Reis já iniciou sua nova turnê “jardim-pomar”, baseada em seu disco de inéditas lançando recentemente. A sequência de shows deve passar por todo o Brasil. Neste sábado, 08 de abril, será a vez de Fortaleza assistir à apresentação, na Barraca Biruta.

No show, que tem a direção de Roger Velloso, o público poderá conferir as músicas do novo álbum “jardim-pomar”, como “Só Posso Dizer”, “Azul de Presunto”, “Pra Onde Foi”, “Inimitável”, entre outras.

O cantor também não deixa de lado os grandes sucessos de sua carreira, como“Os Cegos do Castelo”, “Sou Dela”, “All Star”, “O Segundo Sol”, “Relicário” e “Marvin”.

A concepção do show foi toda montada com muita simplicidade para mostrar uma perspectiva completamente nova do cantor para o público. “Será um show muito pessoal que mostra além das músicas, muito das poesias do cantor. É um show para mostrar Nando Reis por inteiro”, conta Roger Velloso, diretor do show.

O espaço cênico foi montado com transparências que se sobrepõem, imagens em movimento e um projeto de luz que cria um jogo entre as imagens, as músicas e a plateia. Durante o show, o público poderá ouvir sons pré-gravados (conversas, vozes, sons mecânicos, rotina, cotidiano, passos, poemas e bastidores) que dialogam com a performance de Nando e sua banda.

A concepção e o roteiro do show são de Velloso e Nando Reis. Os responsáveis pela cenografia são Felipe Tassara e Daniela Thomas e quem assina o figurino do show é Alexandre Herchcovitch.

Nando Reis: https://www.youtube.com/watch?v=X1NMhdcAevU

 

Serviço:

Show Nando Reis – “jardim-pomar”

Local: Barraca Biruta | Avenida Zeze Diogo, 4111

Data: dia 08 de abril | sábado

Horário: a partir das 22h

Preço:

Arena | R$55 (meia) e R$100 (inteira)

Front | R$85 (meia) e R$160 (inteira)

Camarote | R$105 (meia) e R$200 (inteira)

Camarote Premium | R$250 (meia) e R$500 (inteira)

Vendas fisicas: Lojas DLT, Loja Luxo Natural Iguatemi, Mini Kalzone, Lojas Urb Store,  Lojas Produção e Loja Koya

Vendas online: http://www.ingressando.com.br/20170408__luau_nando_reis__08042017_2200/p

Roberta Campos apresenta show em Fortaleza em maio

 

 

 

“Todo caminho é sorte” é o título do show que a  cantora e compositora mineira Roberta Campos – um dos novos nomes do time de grandes cantoras da MPB vai realizar em Fortaleza e Natal, no mês de maio.

 

“Todo Caminho é Sorte” (Deck Disc) foi indicado a Melhor Álbum de MPB do Grammy Latino 2016, e a faixa ‘Minha Felicidade” é o tema de abertura da novela das seis da TV Globo, Sol Nascente, além de tocar nas principais rádios do país.

 

Com realização da Opus e Estreia Produções, as apresentações acontecem no dia 27 de maio, no Teatro RioMar Fortaleza (CE) e 28 de maio, no Teatro Riachuelo (RN). Confira o serviço completo abaixo.

Com mais de 200 composições no currículo – entre elas “De Janeiro a Janeiro”, composição sua gravada com Nando Reis, que já atingiu a marca de 30 milhões de visualizações no YouTube, além de ter sido primeiro lugar em rádios de todo o Brasil -, Roberta é autora de grandes sucessos de trilhas de novelas: “Varrendo a lua” (Malhação – TV Globo), “Sete Dias” (Amor Eterno Amor – TV Globo), “Felicidade” (Além do Horizonte – TV Globo), “De Janeiro a Janeiro” (Sangue Bom – TV Globo).

Além de lançar seu novo CD, “Todo Caminho é Sorte”, Roberta estreou como escritora, com seu primeiro livro poesias, “Tudo que pertence ao meu futuro e ao seu” (Ed. Matrix).

TODO CAMINHO É SORTE

“Roberta Campos lança “Todo Caminho É Sorte”, seu quarto álbum (terceiro lançado por uma gravadora, a Deck). E (…) é justamente com aquela mesma pureza essencial – sem truque e nem maquiagem – que a cantora mineira constrói o novo trabalho. (…) ela continua em sua busca por preservar nas canções algo do espírito com que elas nasceram. Ainda se vale do impulso dos primeiros tempos, onde o que importa mesmo é o “registro de meus pensamentos e sentimentos”.  Marcus Preto

“Em Todo caminho é sorte, a cantora e compositora segue sua trilha autoral de afeto com passos lineares, sem querer impressionar ou pegar atalhos que, no caso, poderiam soar modernosos. No disco produzido por Ramos, Campos apresenta boa coleção de doces canções que versam sobre amor (e eventualmente a falta dele) e sobre natureza em clima zen, positivo.(…) Os passos musicais de Roberta Campos nunca são tortos. Todo caminho é sorte é mais um passo linear – mas firme em sua paradoxal suavidade e dado sem sobressaltos – na estrada ensolarada e amorosa seguida pela artista de janeiro a janeiro”. Mauro Ferreira

“Todo Caminho é Sorte” traz 12 faixas, todas de autoria de Roberta, com produção de Rafael Ramos. O disco conta com a participação de Marcelo Camelo e Marcelo Jeneci, além da primeira parceria de Fernanda Takai e Roberta Campos. As gravações de “Todo Caminho É Sorte” se dividiram entre os estúdios 12 Dólares (São Paulo) e Tambor (Rio de Janeiro).


ROBERTA CAMPOS
A mineira Roberta Campos se recorda de sentir paixão pela música ainda criança, com apenas quatro anos. Por muito tempo esse amor foi alimentado por uma brincadeira de cantar acompanhando os encartes dos discos de seus tios. Aos 11 anos, ganhou seu primeiro violão e sozinha aprendeu a tocar.

Logo, Roberta começa a se apresentar em eventos da escola em que estudava.  Com 18 anos, monta sua primeira banda. Em 1999, largou seu trabalho, estudou canto por oito meses e montou uma nova banda em Sete Lagoas, Pop Troti, com a qual se apresentou em diversas cidades da região durante três anos. Em 2003, deixou a banda e em 2004 mudou-se para São Paulo.

Em 2008, gravou sozinha, em casa, seu primeiro CD, “Para Aquelas Perguntas Tortas”, no qual cantou, tocou, compôs e produziu. Postou algumas músicas no MySpace e começou a ganhar fãs. A faixa “Varrendo a Lua” entrou na programação de rádios do segmento. Aos poucos, sua música delicada e cheia de personalidade foi conquistando mais gente.

A música chegou aos ouvidos dos produtores da Deck que chamaram Roberta para gravar um novo álbum, desta vez acompanhada de grandes profissionais e com a participação especial de Nando Reis em “De Janeiro a Janeiro”. “Varrendo a Lua” foi lançado em 2010 e abriu caminho para a carreira de Roberta. Músicas como a que dá o nome ao CD e “Mundo Inteiro” viraram hits e são cantadas em coro pelo público em cada apresentação. “De Janeiro a Janeiro” também ficou no Top 10 das rádios do segmento e está na trilha sonora da novela “Sangue Bom”.

Em 2012, Roberta entra em estúdio com Marcos Suzano e o baixista Dunga para gravar o álbum “Diário de Um Dia”. É um disco com muitas cordas e menos guitarras, no qual as duas canções que tiveram guitarra foram gravadas por Davi Moraes. Roberta gravou neste álbum uma canção de Paulinho Moska, chamada “Meu Nome é Saudade de Vc”, “Carne da Boca” de Frejat com Mauro Sta. Cecília e Guto Goffi e “Quem Nos Dera” de Zélia Duncan e Leoni. A canção “Sete Dias” de Roberta Campos em parceria com Danilo Oliveira entrou na novela global “Amor Eterno Amor”.

Seja cantando suas próprias canções ou interpretando músicas de outros artistas, a personalidade de Roberta sobressai. Assim são suas versões de “Vinte Nove” (Legião Urbana), “Quem Sabe Isso Quer Dizer Amor” (Márcio Borges e Lô Borges) e “José” (de Georges Moustaki, na versão de Nara Leão), esta parte da trilha de “Amor e Revolução”, nova novela do SBT.

Em agosto de 2014, Roberta lançou o EP “Maior Que o Mundo”, com o single que dá nome ao EP e que tocou em todas as rádios do Brasil. A canção “Maior Que o Mundo” é uma versão em português do sucesso de Ed Sheeran, “Lego House”. Também em 2014, teve a canção “Eu Era Feliz”, gravada no disco do Pato Fu. A composição é de autoria de Roberta em parceria com Ricardo Koctus e John Ulhoa, integrantes do Pato Fu. Nando Reis também gravou “De Janeiro a Janeiro” em seu DVD, gravado em Belo Horizonte, assim como o grupo Nenhum de Nós, que gravou composição de Roberta e Thedy Correa em seu mais recente CD, com participação especial da cantora.

Duração: 120min. 

Classificação: Livre

Realização: Estreia Produções e Opus Promoções

DIA 27 DE MAIO, NO TEATRO RIOMAR FORTALEZA (CE)

DIA 28 DE MAIO, NO TEATRO RIACHUELO (RN)

FORTALEZA (CE)

Dia 27 de maio
Sábado, às 21h

Teatro RioMar Fortaleza (Rua Desembargador Lauro Nogueira, 1500 Piso L3 – Shopping RioMar Fortaleza – Papicu / Fortaleza – CE)
www.teatroriomarfortaleza.com.br

INGRESSOS:

Setor Valor  Meia-Entrada
Plateia Alta R$ 100,00  R$ 50,00
Plateia Baixa B R$ 120,00  R$ 60,00
Plateia Baixa A R$ 140,00  R$ 70,00

 

– 50% de desconto para assinante do Diário do Nordeste e um acompanhante. Limitado a 100 ingressos.

*Descontos não cumulativos a demais promoções e/ou descontos;

** Política de venda de ingressos com desconto: as compras poderão ser realizadas nos canais de vendas oficiais físicos, mediante apresentação de documentos que comprovem a condição de beneficiário. Nas compras realizadas pelo site e/ou call center, a comprovação deverá ser feita no ato da retirada do ingresso na bilheteria e no acesso à casa de espetáculo;
***A lei da meia-entrada mudou: agora o benefício é destinado a 40% dos ingressos disponíveis para venda por apresentação. Veja abaixo quem têm direito a meia-entrada e os tipos de comprovações oficiais no Ceará:
– IDOSOS (com idade igual ou superior a 60 anos) mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.
– ESTUDANTES mediante apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) nacionalmente padronizada, em modelo único, emitida pela ANPG, UNE, UBES, entidades estaduais e municipais, Diretórios Centrais dos Estudantes, Centros e Diretórios Acadêmicos. Mais informações: www.documentodoestudante.com.br
– PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E ACOMPANHANTES mediante apresentação do cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social da Pessoa com Deficiência ou de documento emitido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que ateste a aposentadoria de acordo com os critérios estabelecidos na Lei Complementar nº 142, de 8 de maio de 2013. No momento de apresentação, esses documentos deverão estar acompanhados de documento de identidade oficial com foto.
– JOVENS PERTENCENTES A FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA (com idades entre 15 e 29 anos) mediante apresentação da Carteira de Identidade Jovem que será emitida pela Secretaria Nacional de Juventude a partir de 31 de março de 2016, acompanhada de documento de identidade oficial com foto.
– JOVENS COM ATÉ 15 ANOS mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.
– PROFESSORES DA REDE PÚBLICA MUNICIPAL DE ENSINO DE FORTALEZA mediante apresentação de carteira funcional emitida pela Secretaria Municipal de Educação e Assistência Social (SEDAS).
– DOADORES REGULARES DE SANGUE mediante apresentação de documento oficial válido, expedido por banco de sangue. São considerados doadores regulares de sangue aqueles registrados nos bancos de sangue cos hospitais do Estado do Ceará.
**** Caso os documentos necessários não sejam apresentados ou não comprovem a condição do beneficiário no momento da compra e retirada dos ingressos ou acesso ao teatro, será exigido o pagamento do complemento do valor do ingresso.

CANAIS DE VENDAS OFICIAIS:

Ingresso Rápido: 4003-1212

www.ingressorapido.com.br

Bilheteria do Teatro RioMar Fortaleza: Rua Desembargador Lauro Nogueira, 1500 Piso L3 – Shopping RioMar Fortaleza – Papicu / Horário de funcionamento: de terça-feira a sábado, das 12h às 21h, e domingo e feriados, das 14h às 20h. Em dias de apresentações: das 12h até o início da última apresentação. Segunda-feira: fechada.

Mostra “Caligrama” reúne trabalhos de quatro mulheres cearenses

 

A Galeria Contemporarte, localizada na rua Vilebaldo Aguiar, 300, no bairro Cocó, recebe, até 3 de abril, a mostra “Caligrama”, que reúne, pela primeira vez, trabalhos das artistas Ana Cristina Mendes, Luiza Simons, Tete Alencar e Tereza Dequinta.

 

Em comum, a cearensidade e o reconhecimento mundial das conterrâneas de estilos tão distintos. A abertura será nesta quinta (16), às 19h, com a presença das artistas. Luzia Simons virá diretamente de Berlim para a estreia da exposição e conversa com convidados. “É com imenso prazer que retorno ao Ceará para dividir esse momento com estas grandes artisitas”, adianta.

 

A inspiração para o nome da exposição veio da fragmentação poética, quando as frases tomam formas de pessoas, rostos ou qualquer objeto que cause o entendimento geral da mensagem a ser passada. Assim, surge a Caligrama, composta por quarto artistas cearenses de prestígio e conhecimento internacional, numa “conversa” inédita a partir de diferentes técnicas e visões de mundo pelo olhar que cada uma imprime na arte. No acervo, fotografias, desenhos, vídeo e pinturas.

 

Para o diretor da Contemporarte, Aldonso Palácio, o encontro simboliza um recorte de uma cena artística contemporânea feita por artistas que vêm construindo uma carreira notável e carecem do reconhecimento do público cearense. “Este é um novo momento de criação de público para a arte contemporânea no Ceará, com o surgimento de novos nomes e uma democratização da arte. É nesse movimento que temos levado a Contemporarte. Também é um momento de amadurecimento da galeria. Estamos orgulhosos em trabalhar com artistas desta qualidade e realizar este intercâmbio de produções diretamente de Londres e de Berlim.”, afirma o galerista.

 

Caligrama

O cearense é um povo com tradição de êxodo, da terra cáustica e falta de oportunidades que o leva a desbravar novos lares e horizontes. Entretanto, há algo ligado ao chão onde nascemos que nos coloca às voltas com nossas questões de identidade e pertencimento.

É com esse sentimento que a Contemporarte apresenta uma exposição de encontros pouco prováveis, de quatro artistas em diferentes lugares e momentos que possuem visões de fronteiras elásticas para sua obra, e entram em diálogo pela primeira vez.

Em comum elas têm o fato de serem mulheres nascidas no Ceará e possuem um conjunto de obra que alcança um público global. Já de diferenças seriam muitas para listar: são processos distintos que passam pela escanografia, fotografia, performance, escultura, costura, tatuagem, grafite e desenho; além de questões e contextos tão diversos e particulares do universo de cada uma. Um caligrama de obras, fragmentos poéticos de quatro artistas, que ecoavam soltos e enfim entrelaçam-se.

 

Sobre a Contemporarte

Fundada em 2014, a Contemporarte surgiu como um projeto de empreendedorismo dos sócios Aldonso Palácio e Mário Acioli, apaixonados pela arte contemporânea nacional do século XX e XXI, sobretudo a cearense. A princípio, funcionou como galeria online, no intuito de facilitar o acesso a gravura e arte cearense para um público cada vez maior e conectado. Com a inauguração da sede física, passou a reunir artistas e interessados em arte. Seja nas grandes exposições, lançamentos editoriais, apresentações ou nos encontros despretensiosos para falar e admirar arte contemporânea.

Atualmente, a galeria incentiva uma nova geração de colecionadores, oferecendo obras com real valor artístico de nomes estabelecidos no cenário e de uma nova safra promissora de artistas.

 

Artistas

 

Ana Cristina Mendes (Fortaleza-CE, 1967)

Ana Cristina Mendes é artista visual, mestra em Artes (UFC-CE), graduada em Artes Plásticas (IFCE–CE), Design (FIT – Fashion Institute of Technology, Nova York / EUA) e extensão em Dança e Pensamento (Escola de dança da Vila das Artes / UFC). Trabalha na fronteira de diferentes linguagens artísticas, com o olhar direcionado ao desenho, à performance, à fotografia e à vídeo-instalação. A experiência artística se dá a partir dos sintomas provocados no corpo que rompem brechas como prováveis escapes. Sua pesquisa recente Oceano [in]vestido teve como proposta um trabalho em processo e em colaboração à distância, através de um experimento (um vestido e um caderno de registro) deslocado como disparo para uma experiência estrangeira. O processo continua e, nesse momento, novos escapes desaguam em extensões mais elásticas através do mar-tecido, que apresenta na galeria a partir de uma performance em vídeo e pinturas que vieram a partir dessa experiência. Metaforicamente, criar esse ”mar”, impregná-lo com seus resíduos naturais e atravessá-lo pelo Atlântico é como uma lente de alcance que, para além da arte, propõe-se a diluir fronteiras, falar de formas de ligação, conexões e viagens. Realizou exposições coletivas, individuais, performances e residências artísticas em âmbito nacional e internacional. Integra grupos ligados a performance e corporeidade.

 

Luiza Simons (Quixadá-CE, 1953)

Luzia Simons trabalha vive e trabalha em Berlim e já participou de importantes mostras coletivas em instituições como a Bienal de Curitiba (2013), o Museum der Moderne (Salzburg, Áustria), Kunsthalle Emden (Emden, Alemanha), o Tóquio Art Museum (Tóquio, Japão), o Museu de Arte Moderna de São Paulo, Pinacoteca de São Paulo e individualmente na Bienal de Istambul (2005), no Museum de Buitenplaats (Eelde, Holanda), no Centre d’Art de Nature ( Château Chaumont-Sur-Loire, França). Sua obra faz parte de coleções nacionais e internacionais, como as do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, do Fonds National d Art Contemporain (Paris, França), do Graphische Sammlung der Staatsgalerie (Stuttgart, Alemanha), da Casa de las Américas (Havana, Cuba), da University of Essex Collection of Latin American Art (Essex, Inglaterra), entre outras.

Volta a Fortaleza com a série Tickets (Einzelfahrt), composta por 13 trabalhos em escanografia, que refletem o deslocamento cultural e de identidade da artista em solo alemão. Os elementos de segurança impressos nos bilhetes do transporte público de Berlim brincam com o sentido da palavra alemã Einzelfahrt, que traduz livremente “viagem só de ida”. Estes elementos são mesclados com recortes que representam suas origens nordestinas e brasileiras. Uma dialética do pertencimento e da incessante condição de estrangeira da cearense, que reside há mais de 40 anos na Europa.

 

Tereza Dequinta (Fortaleza-CE, 1987)

O trabalho de Tereza Dequinta confunde-se com o Acidum Project de arte urbana, fundado em 2006 e que toca junto o marido Robézio Marqs desde 2011. O casal já realizou grandes murais e importantes projetos em Fortaleza, São Paulo, Rio de Janeiro, Colônia, Berlim, Paris, Cabo Verde, Miami e Toronto. A arte do projeto é dinâmica e variada, além das pinturas o projeto utiliza outros suportes e variadas técnicas para as artes, tais como: design, fotografia, graffiti, lambe-lambe, tatuagem, stickers, stencils, vídeos, além da criação de poesias.

Para esta exposição, Tereza traz uma seleção de pinturas com seus personagens e fantasias característicos, reverberando o reconhecido trabalho muralista urbano. A artista nos traz também uma série de desenhos onde a sobreposição de papéis nos mostra como a arte de Tereza e de Robézio se unem e se diferem no processo do Acidum.

 

Tete de Alencar (Iguatu-CE, 1977)

Nascida em Iguatu, Tete Alencar vive e trabalha em Londres e é membro da Royal British Society of Sculptors. Tem na escultura uma de suas principais vertentes, passando ainda pelo happening, fotografia e desenho. Já expôs seus desenhos e esculturas na galeria Andrea Rehder, em São Paulo, assim como na Alemanha, Inglaterra, França e Cuba.

Em 2001, a artista trouxe objetos em tecido para uma exposição em Fortaleza, que na nossa luz tomou outra configuração, ganhando vida no fim da tarde com a energia do sol, projetando sombras nas paredes que mais pareciam seres vivos. Desde então, copiar as sombras de todas suas esculturas tornou-se um hábito.

No ateliê, em Londres, os desenhos são preenchidos com linhas paralelas que Tete afirma que nunca haver errado uma sequer, parecendo os já ter desenhado na mente, podendo prever todos os obstáculos que encontraria pela frente.

As peças da Caligrama são sombras fotografadas das pedras do deserto do Wadi Rum na Jordânia. As sombras nesta parte do mundo são tão importantes quanto as sombras do Ceará que são essência para a sobrevivência dos seres que vivem neste ambiente.

 Serviço:

Caligrama

Local: Galeria Contemporarte (Rua Vilebaldo Aguiar, 300 – Cocó)

Data: 16 de março a 13 de abril

Endereço: Rua Vilebaldo Aguiar, 300, Papicu

Horário de visitação: segunda a sexta, de 10h às 19h

Contato: (85) 3023.2001

Programação Gratuita

www.contemporarte.com.br

contato@contemporarte.com.br

instagram @contemporarte

facebook /contemporarte

 

Irmãs Tetê Espíndola e Alzira E se apresentam pela primeira vez em Fortaleza no palco da Caixa Cultural

A Caixa Cultural Fortaleza apresenta no domingo, dia 19 de fevereiro de 2017, o show de Tetê Espíndola e Alzira E, que trazem, pela primeira vez a Fortaleza, o espetáculo com canções do álbum “Anahí”, num roteiro revisto atualizado, já que o celebrado álbum foi lançado em 1998.

Em curta temporada, elas fazem três apresentações no domingo com as sessões iniciando às 15h, 17h e 19h. Por conta do incidente do último sábado, 11/2, quando parte do teatro foi afetada pela forte chuva, providências foram tomadas para o reparo do local e foi necessário o remanejamento de uma das sessões do projeto.

No show, as irmãs – cantoras, compositoras e instrumentistas – Tetê Espíndola (à craviola) e Alzira E (ao violão) passeiam por seus repertórios e visitam o cancioneiro genuinamente de raíz. Apesar dos timbres e trajetórias singulares, as irmãs transbordam intimidade em belos duetos, além de números solo, interpretando músicas de seus mais recentes trabalhos.

O mais novo álbum de Tetê, Asas do Etéreo, é formado por composições próprias e traz grandes instrumentistas convidados: Egberto Gismonti, Hermeto Paschoal e Duofel, entre outros. No show na CAIXA Cultural, ela inclui Acácias e Diga Não (parcerias com Marta Catunda). Clássicos de sua carreira também são contemplados: Na Chapada (com Carlos Rennó), Cuiabá, Sertaneja (René Bittencourt), Vida Cigana (Geraldo Espíndola) e Escrito nas Estrelas (Carlos Rennó e Arnaldo Black).

Já Alzira E registrou em seu novo disco, O Que Eu Vim Fazer Aqui, várias composições suas com o mestre Itamar Assumpção. No show, ela apresenta O Norte, além de Sei dos Caminhos, uma parceria de Itamar com Alice Ruiz, entre outras.

Em dueto, as artistas  relembram momentos do álbum Anahí, gravado por elas em 1998, com as músicas Meu Primeiro Amor (H. Gimenez, em versão de J. Fortuna e Pinheirinho Jr.), Mágoas de Caboclo (Leonel Azevedo), Ciriema (Nhô Pai/Mario Zan), Índia (Guerrero/Flores em versão de José Fortuna), Pé de Cedro (Zacarias Mourão), além da faixa título (também de Cordero, em versão de José Fortuna).

O roteiro reserva ainda muitas surpresas, entre elas Mulher o Suficiente (Alzira E e Vera Lúcia).

Ficha Técnica:

Tetê Espíndola: Voz e craviola
Alzira E: voz e violão
Coordenação de produção: Vander Lopes
Produção: Glauker Bernardes e Letícia Trindade.
Produção local: Elivane Medeiros
Sonorização – Projesom
Iluminação – Proluz

Serviço:

Música: Tetê e Alzira

Local: CAIXA Cultural Fortaleza

Endereço: Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema

Data: 19 de fevereiro de 2017

Horários: às 15h, 17h e 19h

Duração: 60 minutos

Classificação indicativa: Livre

Ingressos:  R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)

Vendas a partir do dia 17/02 , das 10h às 20h, na bilheteria do local

Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais

Serviço de manobrista gratuito no local

Informações gerais | Bilheteria da CAIXA Cultural Fortaleza:
(85) 3453-2770

Acesse o site www.caixacultural.gov.br
Siga a fanpage: facebook.com/CaixaCulturalFortaleza
Baixe o aplicativo “Caixa Cultural”