Postado por

Misia Rocha

O Mito do Empreendedor

 

Começar um pequeno negócio nos anos de crise foi a opção de muitos desempregados Brasil a fora. Infelizmente, muitos desses empreendimentos fecharam as portas com pouco tempo de atuação no mercado e em sua maioria por questões internas, pela gestão empírica desse novo empresário.

No livro O Mito do Empreendedor, de Michael E. Gerber, entendemos sobre as dificuldades e os péssimos hábitos das pessoas que começam um negócio sem a instrução apropriada. Muitas vezes julgam que dominar determinada atividade deve garantir o sucesso e isso é um ledo engano! Vamos dar o exemplo de uma Barbearia.

Para montar uma Barbearia é necessário saber cortar cabelos e aparar barbas, certo? Não apenas! Qualquer negócio exige tempo de dedicação e conhecimento em três esferas: a Técnica, a de Gestão e a de Empreender. É necessário conhecer a dinâmica de uma Barbearia, conhecer os cortes, os equipamentos necessários, toda a infraestrutura, e saber cortar os cabelos ou opinar sobre a qualidade do corte de terceiros; essa é a parte Técnica. Por outro lado, é preciso saber gerir o negócio, ir ao banco, saber onde investir, conversar com os colaboradores, motiva-los, atender os clientes, entender a necessidade deles, ser o Caixa, o Decorador, o Digital Influencer, ser o Gestor! Ufa!

O empresário não pode perder de vista também o futuro, o Empreender, precisa dedicar-se a sonhar e a materializar sua visão de futuro dia-a-dia. Parece fácil? Com certeza não; mas ignorar essas perspectivas dedicando-se só a cortar cabelos, não vai levar o negócio muito longe.

O novo empresário precisa entender seu papel na empresa, seu valor, por menor que a organização seja, precisa ser um bom técnico, um excelente gestor e um grande visionário. O empresário deve aproveitar a paixão que o move, ter prazer em seu negócio, fazer o que ama e emprenhar-se ao máximo. Para ter sucesso amigos, é preciso barba, cabelo e bigode!