Postado por

Lídia Cavalcante

3º Encontro de Personal Organizers Nordeste – Segundo dia

Queridos (as) leitores (as), desculpe o atraso na postagem. Sua colunista aqui, foi pega pela virose, mas tudo de volta ao normal e aqui estão as informações de tudo que aconteceu no dia 18.

Logo no início do dia Fábia Vieira, Personal Organizer e realizadora do evento deste ano, conversou um pouco sobre a importância desses encontros, onde ela destaca que “a grande ideia é juntar forças para ter uma visibilidade maior para a área, para que as pessoas conheçam essas atividades, possam ter informações sobre como funcionam as consultorias e como podem contribuir para seu dia-a-dia. É a formação de parcerias fortalecendo os laços”.

Continuando as atividades do 3º Encontro de Personal Organizers Nordeste, o sábado começou com a palestra da Priscila Randow, Personal Organizer de Sergipe, que abordou a importância de considerar a sustentabilidade do meio ambiente no trabalho junto ao cliente. Priscila destacou que o trabalho de Personal Organizer é orientado para evitar o desperdício e o consumo exagerado, visto que, em um ambiente organizado o cliente utiliza tudo que possui e consegue observar melhor o que não lhe serve, sendo orientado para as melhores formas de descarte sem agredir o meio ambiente e a promoção de doações dos bens ainda em bom estado.

Em seguida foi apresentado pelo SEBRAE o modelo Canvas, uma ferramenta de planejamento estratégico, que permite desenvolver e esboçar modelos de negócio novos ou existentes, facilitando o início ou condução dos negócios para profissionais liberais como nós.

Tivemos a apresentação da APODENE (Associação de Personal Organizers, Designers de Interior e Estilo do Nordeste) como instituição que surge para fortalecer as atividades em nível regional.

Tivemos mais uma vez o SEBRAE contribuindo com exposição sobre formas de relacionamento com o cliente a partir da PNL (Programação Neurolinguística). Finalizando a manhã Priscila Sabóia, Personal Organizer do Rio de Janeiro falou sobre mudança de comportamento para evitar a desistência na carreira, com dicas de como elevar a carreira e o momento mais propício para mudar, quando preciso.

À tarde aconteceram oficinas com teoria e prática.

Na oficina de Organização de Closet Alexandre Franco, Personal Organizer, apresentou os fundamentos teóricos de um closet organizado, diferenciando organização de arrumação, seguido do desenvolvimento de uma dinâmica prática de como conseguir organizar e manter um espaço prático e funcional para seus pertences.

Kalinka Carvalho, Personal Organizer e Blogueira, destacou em sua oficina sobre Marca, a importância do fortalecimento da marca para profissionais autônomos, como o caso dos consultores, que vendem não só seus serviços, mas também traços de personalidade, formas de relacionamento e capacidade. Foram apresentadas excelentes dicas e ferramentas para possibilitar o melhor posicionamento da marca.

Na oficina da Erica Portugal, Designer de Interiores, ela falou sobre a técnica de Feng Shui, que é baseada na análise do espaço, objetos e dos moradores de um ambiente, buscando reorganizar as energias e harmonizar as necessidades das pessoas que interagem nele, proporcionando um espaço que facilite os relacionamentos e promova bem-estar, acolhimento das energias e produtividade. Foram apresentadas dicas práticas extraídas do estudo do Feng Shui.

Foi realmente excelente, muito aprendizado em dois dias. Já no aguardo dos próximos!!

O próximo congresso será em maio de 2018 na cidade de Aracajú/SE.

Se você se interessou pelas profissões, quer informações sobre cursos ou quer contratar um profissional, sugerimos os seguintes contatos:

Fábia Vieira – fabiavieiraoes@gmail.com

Carolina Lopes – contato@carolinaorganizer.com.br

 

3º Encontro de Personal Organizers Nordeste – Primeiro dia!!!!!

Na vida moderna, o acúmulo de papéis e a velocidade dos acontecimentos muitas vezes tornam as atividades simples de cuidado pessoal e condução da vida doméstica difíceis de conciliar e acabamos por não lhes dar a devida atenção.

Nesse contexto, profissionais como Personal Organizer, Designer de Interiores e Personal Stylist vem somar, trazendo noções de praticidade, racionalidade e sustentabilidade aos nossos ambientes de convivência e à projeção de nossa imagem nos círculos de convivência profissional e pessoal.

Ao encontro à essa tendência,  aconteceu nesta sexta, em Fortaleza, no Hotel Sonata de Iracema, o primeiro dia do 3º Encontro de Personal Organizers Nordeste, com a proposta do fortalecimento de laços entre os profissionais dessa atividade em expansão.

Acompanhamos a fala de profissionais como Roberta Philomeno , que falou um pouco sobre sua atuação como jornalista e colunista do Jornal O Povo, e os desafios de ser uma mulher empreendedora na comunicação.

Jack Schaumann, consultor e coach, expôs técnicas para falar em público, direcionada aos profissionais que desejem dar treinamentos e palestras aos clientes. Destacou que no trabalho de consultoria de imagem, onde a comunicação não verbal tem grande peso, ao falar em público é preciso tomar cuidado com alguns pontos: “precisa de planejamento, é preciso se adequar para o público com quem vai se comunicar e para a ocasião onde ocorrerá essa fala para que haja um impacto positivo na sua mensagem, atentar para o vestuário, cores, gestual e entonação”.

Em seguida, conversamos com a Personal Organizer Carolina Lopes de Natal (RN), pioneira e idealizadora dos encontros, que destacou a importância da formação de uma rede de parceiros para a boa execução do trabalho de Organizer, divulgação dos profissionais e disposição de produtos e serviços que possam trazer ao cliente maior proveito da consultoria.

Na pauta sobre a profissionalização dos serviços, os técnicos do SEBRAE/CE Paulo Sérgio e Joviano Gonçalves destacaram a importância da formalização do trabalho de consultoria na área, com a possibilidade de registro na modalidade de Microempreendedor Individual (MEI) e as perspectivas do mercado para Personal Organizers, Designers de Interiores e Personal Stylists como oportunidade de negócios e empreendedorismo. Foram apresentadas as formas como o SEBRAE pode contribuir com cursos, treinamentos e consultorias.

Carlos Zaranzza, designer de interiores, falou sobre as tendências dos ambientes e como ter um ambiente para morar ou trabalhar organizado, prático e funcional.

Para finalizar o dia, a Fashion Designer e Personal Stylist Mônica Albuquerque falou sobre o Impacto da imagem pessoal nos negócios, destacando que o planejamento e gerenciamento da imagem pessoal de um empreendedor (a) torna-se um diferencial, que aliado ao seu conhecimento e capacidade, contribui para o sucesso ou fracasso de seu empreendimento.

O dia foi bastante produtivo e cheio de informação. Amanhã tem mais palestras e oficinas e a gente conta aqui!

Gestão de imagem e Liderança – como se relacionam?

Você sabia que a imagem é uma ferramenta de comunicação?

A maior parte da comunicação que estabelecemos com as pessoas à nossa volta é não-verbal, ou seja, não está relacionada ao que falamos e sim à vestimenta, acessórios, gestuais, comportamento. Para uma pessoa em posição de liderança, tal linguagem é de vital importância no estabelecimento de relações e na tônica dos trabalhos que desenvolve. Em algumas ocasiões o contato se dá em apenas um encontro e a já conhecida “primeira impressão” será a responsável por estabelecer laços negativos ou positivos.

Pessoas em posição de liderança interagem com um número considerável de pessoas ao mesmo tempo, sejam políticos, profissionais de gestão, figuras do mundo do entretenimento, destaques em redes sociais ou esporte.

Tal nível de exposição exige uma imagem planejada!

Quando falamos de imagem planejada, devemos esquecer a ideia do senso comum de “fabricar pessoas”, estamos falando em traduzir a personalidade, o conjunto de valores, a experiência e expertise daquela pessoa em elementos visuais. Estaremos nos comunicando com as pessoas, e comunicar pressupõe a troca de mensagens. Essa troca se dá de maneira simbólica em cores, formatos, códigos de vestimenta, fardamentos relacionados a profissões, informações de moda, entonação vocal, etc.

Nossa aceitação perante à imagem do líder tem a ver com projeção – escolhemos e/ou aceitamos aqueles que personificam nossos anseios, que falam como gostaríamos de falar, se vestem como gostaríamos de nos vestir, se portam como gostaríamos de nos portar – e emoção, produzindo vontade de colaborar com as ideias propostas e nos envolver com os projetos, de crescer junto àquela pessoa que “inspira”.

Todos os elementos da imagem de um líder devem ser pensados para produzir emoções variadas, de acordo com o público e a ocasião.Esse é o papel da Gestão de imagem!