Espetáculo “Os Realistas” recebe três sessões em setembro no Cineteatro São Luiz

 

Nos dias 1 e 2 de setembro, o espetáculo “Os Realistas” chega à Fortaleza em três sessões, sendo duas no sábado (1/9), às 18h e 21h, e uma no domingo (2/9), às 18h. “Os Realistas” têm direção de Guilherme Weber e Débora Bloch e conta, no elenco, com os atores: Débora Bloch, Emílio de Mello, Guilherme Weber e Isabel Teixeira. Esta é a primeira montagem realizada na América Latina do “The Realistic Joneses”, espetáculo que marcou a estreia de Will Eno na Brodway em 2014.

Débora Bloch, que acompanhava e estudava a trajetória do autor, assistiu à montagem do espetáculo e decidiu que iria produzir o texto no Brasil. Com os direitos cedidos, firmou parceria com Guilherme Weber, que assina a direção da empreitada e tem total intimidade com o universo do dramaturgo: ele ostenta o título de ator que mais encenou Will Eno em todo o mundo.

Em cena, dois casais de vizinhos se encontram e descobrem ter mais em comum do que as casas idênticas e sobrenomes iguais. Com este ponto de partida, a peça flagra a convivência do quarteto e os relacionamentos que começam a se entrelaçar. Em um hábil jogo de cena, o autor mostra também que nem tudo é o que parece ser, fazendo ainda que as situações reflitam sobre os diferentes estágios do casamento.

Para o diretor, ‘Os Realistas’ é um exercício do autor sobre o gênero realista. ‘É um gênero em que os heróis dão lugar a pessoas comuns. Nesta história, Eno desloca seus personagens para uma pequena cidade interiorana e campestre, em um movimento de alguma maneira também reverente ao teatro de Tchekhov.

Este confronto com a natureza, o vasto e o desconhecido faz com que estes personagens se cruzem em uma comédia existencialista sobre vida, morte, amor e vizinhos’, analisa Guilherme Weber, cuja relação com a obra de Will Eno começou em 2003, quando estrelou e assinou a criação com Felipe Hirsch da montagem brasileira de ‘Temporada de Gripe’ (‘The FluSeason’).

“Os Realistas” marca o retorno de Débora Bloch à produção teatral, tarefa que abraçou em meados dos anos 80. De lá para cá, ela foi responsável por espetáculos que marcaram a história recente do teatro brasileiro, como ‘Fica Comigo Esta Noite’ (1990), que lhe rendeu o Prêmio Shell de Melhor Atriz em 1990, ‘Duas Mulheres e Um Cadáver’ (2000), estrelado e produzido ao lado de Fernanda Torres, ‘Tio Vânia’ (2003), em montagem dirigida por Aderbal Freire-Filho que ocupou o Parque Lage. Seu último espetáculo foi o monólogo ‘Brincando Em Cima Daquilo’ (2007/2008), com direção de Otávio Muller.

 

Serviço:
Data: 1/9 às 18h e 21h e 2/9 às 18h
Ingressos: R$ 25 (inteira) e R$ 12,50 (meia)
À venda com cadeiras marcadas na bilheteria do Cinetetaro São Luiz – de terça a sábado, das 10h às 18h30 – e no site da Tudus (www.tudus.com.br)

Você também pode gostar leia