Karina Buhr lança livro em livraria feminista e leva turnê Selvática para Portugal.


​Foto: Bruno Guerra

 

A partir do dia 20 de julho, a cantora Karina Buhr chega à Portugal para cumprir uma agenda bastante agitada. Ela vai passar por Sines, Lisboa e Porto, e comenta a expectativa para os seus dias por lá: “É maravilhoso isso de atravessar o mar e ter gente lá do outro lado entendendo cada vírgula das letras das minhas músicas e ao mesmo tempo com uma estranheza e curiosidade de quem está separado pelo mesmo mar. Levar meu livro junto e também sentir isso, ainda por cima na Confraria Vermelha, uma livraria feminista. É muito especial”.
Não é a primeira vez que Karina se apresenta em Portugal. Em 2014, ela fez shows em Lisboa, no Sagrada Família, e na cidade do Porto, na Casa do Livro. Dessa vez, a maratona começa dia 20 de julho na 20a edição do celebrado Festival Músicas do Mundo, em Sines. Depois ela segue com a turnê do álbum Selvática, lançado em 2015, para Lisboa e se apresenta no Festival Bairro Intendente em Festa, dia 21. Nos shows de Selvática o MC Max B.O fará participação especial com rimas de improviso.
Além disso, no dia seguinte, 22, ainda em Lisboa, Karina e Max apresentam o projeto B.O. e BUHR, no Valsa. Neste show, eles apresentam músicas inéditas, versões novas de trabalhos anteriores de ambas as carreiras e também improvisos que formam um repertório dinâmico e inovador, repleto de conexões sonoras. Buhr canta, toca congas, alfaia e pandeiro, B.O. canta e improvisa no verso de rima rica, tudo isso em companhia do guitarrista Regis Damasceno e do percussionista Bruno Buarque.
E para fechar a temporada em Portugal, no final de semana que se segue, Karina se apresenta na famosa Casa da Música, no Porto, dia 27, com mais um show da turnê Selvática e, na data seguinte, 28, lança o livro Desperdiçando Rima na Confraria Vermelha, primeira livraria no país especializada em livros escritos por mulheres. No evento, a compositora vai apresentar o seu projeto Voz e Tambor, no qual ela se apresenta sozinha tocando percussão e cantando.
Serviço:
Sines
FMM Sines – Festival Músicas do Mundo (20.ª edição)
Data: 20.07

Horário: 22h45

Local: Porto Covo – Largo Marquês de Pombal

ENTRADA GRATUITA
Lisboa
Festival Bairro Intendente em Festa
Data: 21.07

Horário: 22h

Local: Largo do Intendente

ENTRADA GRATUITA
B.O. e BUHR
Data: 22.07

Horário: 16h (abertura da casa)

Horário: 19h (show)

Local: Valsa – Rua da Penha de França, 270

ENTRADA GRATUITA (contribuição voluntária)
Porto
Casa da Música
Data: 27.07

Horário: 22h

Local: Casa da Música – Av. da Boavista 604-610

ENTRADA GRATUITA
Voz e Tambor / Lançamento Desperdiçando Rima
Data: 28.07

Horário: 17h

Local: Confraria Vermelha – Rua dos Bragas, 32

ENTRADA GRATUITA
Sobre Karina Buhr

Karina Buhr compõe, canta, atua, é escritora, poeta, percussionista e uma das principais representantes da multiplicidade artística e original em sua geração. Tocou e fez participações em diversos discos e shows, além de trilhas sonoras de filmes, peças de teatro e dança e integrou o Teatro Oficina, participando da montagem de As Bacantes e Os Sertões. Com a trilha do longa metragem Era uma vez eu, Verônica, de Marcelo Gomes, ganhou o prêmio Festival de Brasília do Cinema Brasileiro em 2012. Foi baiana do maracatu Piaba de Ouro em 1994 e 1995, tocou no maracatu Estrela Brilhante do Recife entre 1995 e 2000, com a banda Eddie entre 1995 e 1997, além de integrar as bandas de Erasto Vasconcelos, dj Dolores e Antônio Nóbrega. Com a banda Comadre Fulozinha, lançou os discos Comadre Florzinha (1999), Tocar Na Banda (2002) e Vou Voltar Andando (2009). Como artista solo lançou Eu Menti pra Você (2010), Longe de Onde (2011) e Selvática (2015), além do livro de poemas Desperdiçando Rima.

REDES SOCIAIS:

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube
SITE:

Karina Buhr
STREAMING:

iTunes: http://apple.co/2BasRJO
Spotify: http://spoti.fi/2zV3kq7
DISCOGRAFIA:

Eu Menti Pra Você (2010)
Longe de Onde (2011)

Selvática (2015)

Você também pode gostar leia