Campanha alerta sobre os riscos do tratamento inadequado de varizes

 


De acordo com a Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV), cerca de 35% da população brasileira sofre com varizes. Apesar de poder apresentar complicações sérias, como a trombose, é comum que a doença seja relacionada somente a aspectos estéticos, fazendo com que muitos procurem profissionais não especializados para realizarem procedimentos de escleroterapia, também conhecida como aplicação de vasinhos. Pensando nessa negligência, a SBACV lançou a Campanha Nacional de Escleroterapia, que busca conscientizar a população sobre a relevância da intervenção médica adequada na recuperação dos pacientes acometidos pelas temidas varizes.
“Quando o paciente recorre a uma solução equivocada para as varizes, ele se expõe a um enorme risco. Apesar de parecerem simples a princípio, os métodos de escleroterapia quando mal executados podem causar úlceras graves, manchas escuras, inflamação de veias e até trombose profunda”, explica o presidente da SBACV Regional Ceará, Dr. Frederico Linhares. Além disso, um diagnóstico incorreto pode favorecer a evolução da doença, causando hemorragias e complicações cutâneas nos membros atingidos. Em casos mais graves, pode ocorrer aumento do risco de uma embolia pulmonar devido aos coágulos formados nas veias com o decorrer do tempo.
Por esse motivo, os profissionais indicados para a análise da doença são os angiologistas ou os cirurgiões vasculares, já que apenas essas especialidades médicas apresentam o conhecimento adequado para o acompanhamento e tratamento da doença. Portanto, buscar auxílio de um angiologista ou cirurgião vascular garante um diagnóstico da real dimensão do problema e de patologias secundárias, sendo indicado o melhor tratamento a depender do grau da doença varicosa.
Segundo o Dr. Frederico Linhares, a atenção da população cearense com as varizes deve ser ainda maior, tendo em vista que as temperaturas elevadas tendem a influenciar no desenvolvimento do problema. “As altas temperaturas provocam a dilatação dos vasos sanguíneos, constituindo um ambiente propício para o surgimento de problemas venosos e sobrecarregando os membros inferiores”, esclarece o médico angiologista.
Mas também é possível prevenir o surgimento das varizes com atitudes simples, como praticar atividades físicas regularmente, controlar o peso, restringir a bebida alcoólica e o sal, hidratar-se em abundância, usar calçados confortáveis e não passar grande parte do dia sentado ou em pé sem movimentações significativas.
Sobre a SBACV-CE

Cirurgiões vasculares e angiologistas do estado do Ceará contam com a regional da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV-CE), que tem como objetivo representar o segmento local por meio da realização de ações voltadas para a especialidade.
Atualmente composta por cerca de 50 profissionais e presidida pelo Dr. Frederico Augusto de Carvalho Linhares Filho, a Sociedade atua há 44 anos prestando assistência administrativa, econômica e social, além de consolidar o diálogo com contratantes e as relações entre associados, médicos, operadoras de planos de saúde e pacientes.

Você também pode gostar leia