Fortaleza (CE) sedia “Encontro dos Teatros Monumentos” entre os dias 10 a 12 de junho

 

Compreendendo esses Teatros Monumentos como espaços fundamentais de resistência e sensibilidade, e para que esses espaços possam cumprir sua importante função social em um contexto político de descontinuidade de importantes políticas públicas da cultura e de recursos escassos, será realizado em Fortaleza (CE), de 10 a 12 de junho, o “Encontro Nacional dos Teatros Monumentos”, com o objetivo de mobilização e fortalecimento mútuo a partir da rearticulação da Rede de Teatros Monumentos do Brasil.

O evento será realizado no centenário Theatro José de Alencar, no coração da cidade de Fortaleza, conta com a coordenação do Teatros Castro Alves (BA), Theatro José de Alencar e Cineteatro São Luiz (CE) e apoio da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult).

“O lugar dos Teatros Monumentos nas políticas públicas de cultura”, “Modernização e preservação: desafios na gestão de Teatros Monumentos”, “Modelos existentes e novas possibilidades de gestão: organizações sociais, fundações e outras experiências inovadoras“, “Ética e Estética: o teatro como lugar de resistência, inspiração e promoção de sentidos“, “Teatro como centro cultural dinamizador da cultura” e “Desafios da sustentabilidade, descentralização e formação de redes” são os temas das 6 mesas que compõem o encontro, que será finalizado com a construção da Carta de Fortaleza: Por um Plano Nacional para os Teatros Monumentos do Brasil.

Diretores de Teatros de diferentes capitais, representantes do Iphan, especialista em projetos de espaços culturais, especialista em políticas de comunicação, arte e cultura e gestores públicos culturais estão entre os convidados confirmados para participar das mesas citadas acima.

“Ana de Hollanda Canta e Conta Bossa Nova” é a atividade cultural que abre a programação no dia 10 de junho, às 18h. O evento ocorre no Cineteatro São Luiz. No dia 11, às 13h, o “Quarteto Marimbanda” se apresenta no Theatro José de Alencar para os participantes do evento (entrada gratuita).

Gestores, produtores culturais, arquitetos, pesquisadores, estudantes e demais interessados em participar do evento, que é gratuito (com exceção do show dia 10/5), deverá realizar inscrição através de formulário disponível no link http://bit.ly/EncontroTeatrosMonumentos.

 

Programação completa:

(sujeita a alterações)

10/06 às 18h (Domingo) – “Ana de Hollanda Canta e Conta Bossa Nova”

Evento aberto para toda a cidade.

R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)

Cineteatro São Luiz (Rua Major Facundo, 500 – Centro)

11/06 (Segunda-feira) – No Theatro José de Alencar

09h – Mesa de Abertura: “O lugar dos Teatros Monumentos nas políticas públicas de cultura”

● Otacílio José Macedo – Superintendente do Iphan no Ceará;

● Fabiano dos Santos Piúba – Secretário da Cultura do Estado do Ceará e Presidente do Fórum de Secretários de Cultura do Brasil;

● Rose Lima – Diretora Artística do Teatro Castro Alves;

● Selma Santiago – Diretora do Theatro José de Alencar.

10h30 – Mesa: “Modernização e preservação: desafios na gestão de Teatros Monumentos”

● Chico Veloso – IPHAN/CE;

● Ismael Solé – Especializada em projetos de espaços culturais (novas tecnologias cênicas);

● Nivaldo Andrade – Presidente Nacional do IAB Nacional;

● Thiago Reis – Theatro Municipal de São Paulo.

13h – Apresentação do Quarteto MARIMBANDA – Jardins do Theatro José de Alencar.

(Entrada gratuita)

14h – Mesa: “Modelos existentes e novas possibilidades de gestão: organizações sociais, fundações e outras experiências inovadoras”

● Claudinéli Moreira Ramos – Coordenadora de Monitoramento e Avaliação na Secretaria da Cultura de São Paulo;

● Paulo Linhares – Presidente do Instituto Dragão do Mar;

● Carlos Gradim – Diretor Presidente do Instituto Odeon;

● Giuliana Kauark – Consultora para implantação do MROSC na Secretaria de Cultura do Distrito Federal.

16h – Mesa: “Ética e Estética: o teatro como lugar de resistência, inspiração e promoção de sentidos”

● Mediação de Rachel Gadelha, Diretora do Cineteatro São Luiz;

● Marta Porto – Jornalista, pós-graduada em Psicologia Junguiana, Arte e Imaginário pela PUC/RJ, Mestre em Ciências da Informação pela UFMG. Especialista em políticas de comunicação, arte e cultura. Curadora de espaços, exposições e projetos artísticos;

● Márcio Meirelles – Gestor cultural, ex-secretário de Cultura da Bahia e ex-gestor do Teatro Vila Velha.

12/06 (Terça-feira) – No Theatro José de Alencar (para convidados e inscritos)

Rodas de Conversa / Compartilhamento de experiências :

09h – Teatro como centro cultural dinamizador da cultura

11h – Desafios da sustentabilidade, descentralização e formação de redes

14h – Construção da Carta de Fortaleza: Por um Plano Nacional para os Teatros Monumentos do Brasil

Você também pode gostar leia