Mercadinhos São Luiz muda de nome para homenagear Fortaleza

No dia do aniversário de Fortaleza, os Mercadinhos São Luiz criaram uma ação inusitada para homenagear a cidade: mudar de nome. A partir do dia 13 de abril, data em que o município completa 292 anos, o tradicional supermercado passa a se chamar Mercadinhos Fortaleza.

A mudança busca reforçar a identificação da empresa com a cidade, que há mais de 40 anos está presente na vida dos fortalezenses e reflete o posicionamento da marca, que tem no atendimento personalizado e caloroso seu grande diferencial. Até o fim do mês de abril, os clientes que transitarem pela loja da Avenida Virgílio Távora poderão conferir a mudança do nome na fachada. Além disso, durante todo o dia 13, os clientes vão participar de uma celebração especial, em comemoração ao aniversário da cidade, com direito a presença de repentistas e um trio nordestino na loja do Mercadinhos Fortaleza.

Para Diretora de Marketing do supermercado, Joana Ramalho, a iniciativa é um jeito diferente de expressar o orgulho pela capital cearense. “Todo nome representa uma identidade e a nossa não poderia estar mais ligada à cidade e às suas pessoas. Mais que clientes, aqui colecionamos verdadeiros amigos”.

A campanha é feita em parceria com a agência Slogan Propaganda e está presente também nas redes sociais. O perfil dos Mercadinhos no Facebook e Instagram incentiva os usuários das plataformas a prestarem sua homenagem durante a semana, onde é possível encontrar instruções de como mudar a foto do seu avatar para homenagear a cidade.

Para o presidente do Mercadinhos São Luiz, Severino Ramalho Neto, gratidão é a palavra que resume tudo que envolve esse momento de comemoração aos 292 anos de Fortaleza. Os Mercadinhos São Luiz se orgulham de fazer parte dessa cidade, de participar e acompanhar todo seu desenvolvimento, se tornando a primeira capital do nordeste. “Somos gratos aos fortalezenses pela confiança nesses 46 anos de empresa, continuaremos na nossa missão de valorizar e contribuir para o bem estar das pessoas da nossa cidade”, afirma.

Você também pode gostar leia