Workshop debate Espaço, Oceanografia, Energia e Clima do Atlântico Equatorial na UECE

 

O Ceará ganhou um polo do Atlantic International Research Centre- AIR Centre, projeto de iniciativa do Governo Português, pelo seu Ministério de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, que aposta em cooperação internacional de vários setores das ciências para promover novos conhecimentos sobre fatores geográficos e climáticos em torno do oceano Atlântico. O projeto, consolidado através de acordo entre os governos brasileiro e português, será apresentado no workshop Convergência das Ciências do Espaço, Oceano, Energia e Clima no Atlântico Equatorial – Contribuições para o Air Centre, que acontece nesta sexta-feira (23), na Sala dos Conselhos Superiores da UECE.

Entre os nomes confirmados no evento, estão o Presidente da Fundação Ciência e Tecnologia de Portugal, Paulo Ferrão, o Presidente da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico, Tarcísio Pequeno, e o Presidente da Comissão Executiva e Coordenador da Comissão Instaladora do AIR Centre, António Sarmento. Diversos pesquisadores apresentarão trabalhos com foco na vida e no movimento dos oceanos, mudanças climáticas impactadas por eventos nos oceanos, fontes alternativas de energia e tecnologia aplicada à Ciência. O workshop terá ainda a apresentação e assinatura da “Carta de Fortaleza”, simbolizando a entrada formal da cidade no projeto.

Com sede física nos Açores (Portugal), o AIR Centre une países como Portugal, Espanha, Brasil, Angola, Cabo Verde, Nigéria, Uruguai, São Tomé e Príncipe, juntamente com o governo regional dos Açores. São ainda observadores, nesta fase, o Reino Unido e a África do Sul. O projeto reúne governos, universidades, centros de investigação e empresas internacionais. Além de proporcionar avanços científicos, o projeto deve gerar impactos positivos na economia, tanto no que diz respeito a novas tecnologias, quanto na formação de uma rede internacional de oportunidade de negócios.

Você também pode gostar leia