Contemporarte realiza exposição coletiva “Atos de Passagem”

A galeria Contemporarte exibirá, a partir do dia 23 de novembro, o conjunto de obras “Atos de Passagem”, composto por obras dos cearenses Cadeh Juaçaba, Diego de Santos e Sérgio Gurgel. A exposição coletiva é a primeira a reunir o trio artístico em uma série de trabalhos que, apesar de elaborados individualmente, conversam entre si por meio de tons monocromáticos. A abertura será às 19h, no Street Mall, localizado na Rua Marcos Macêdo, 655, no bairro Aldeota.

“Atos de Passagem” tem curadoria de Aldonso Palácio e textos de Diego de Santos. Fala sobre a noção e ação do tempo e seus desdobramentos, ora apresentando elementos como as impressões deixadas nos muros das cidades por anúncios publicitários, ora as marcas na pele que transmitem as camadas de absorção de nossas experiências ao longo dos anos e registros de traços deixados no céu pelos aviões, promovendo o desenvolvimento de fabulações, crenças e teorias conspiratórias que levam a questionar nossa presença no mundo.

Cadeh Juaçaba e Diego de Santos já expuseram em individuais na galeria, enquanto Sérgio participou de uma mostra coletiva de acervo. De acordo com o diretor da Contemporarte, Aldonso Palácio, reunir os três artistas, pela primeira vez, está sendo um grande momento. “Em Atos de Passagem, queremos mostrar a produção mais atual desses três talentosos artistas, ampliando o diálogo poético e a potência de seus discursos. São obras que vêm direto do atelier para a exposição, num dinamismo próprio do movimento contemporâneo, da arte que acontece, do tempo que urge, o agora”, afirma.

CADEH JUAÇABA

Nascido de duas famílias diretamente ligadas a arte, Cadeh Juaçaba cresceu cercado de pessoas criativas e com suas criações artísticas distintas, de extrema relevância e projeção na cidade de Fortaleza. Por volta dos 9 anos, começou a frequentar o ateliê de sua tia-avó paterna, Heloysa Juaçaba, que o influenciou em suas primeiras experiências com a pintura. No decorrer dos anos, foi experimentando também a arte da escultura em cerâmica e desenvolvendo o desenho.

Neste projeto, Cadeh Juaçaba utiliza sua visão sobre a cidade como objeto de ação, analisando detalhes como anúncios colados em postes e paredes, como uma criatura em processo de composição, adquirindo inúmeras camadas que acabam deslocando-se de um período de tempo a outro por meio de pinturas e colagens. O artista sugere os artifícios publicitários sobre a superfície urbana como uma espécie de pele da cidade, onde as pessoas, mesmo que sem pretensões, acabam afetando a paisagem.

 

Exposições:

2017/Projeto imagens não reveladas

2017/ Unifor Plástica

2016/ Exposição Plácido Povo – Galeria Contemporarte

2016/ Exposição Novos Olhares – A fotografia contemporânea – Centro cultural Banco do Nordeste

2015/Arte4 convida – Ouvidor

2013/Exposição entre mundos – Estoril

 

DIEGO DE SANTOS

Formado em Artes Plásticas pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará – IFCE. Participou de edições de feiras como SPArte, ARTRIO e Artigo. Tem obras no acervo do Centro Cultural Banco do Nordeste (Fortaleza), da Galeria Graça Landeira (Belém) e de vários galeristas, colecionadores e curadores no Brasil e no exterior.

Em “Atos de Passagem”, o artista busca analisar a passagem de tempo cósmico, por meio de desenhos sobre fotografias, levantando questionamento sobre nossa presença no universo e eventos que nele ocorrem. Uma de suas principais inspirações é a teoria conspiratória sobre os “Chemtrails”, uma suposta forma de provar que a NASA é responsável pelo controle de vários aspectos como temperatura do planeta, propagação de doenças para redução populacional, por meio de fumaças que saem dos motores dos aviões.

Prêmio / Residências:
2016 / Prêmio de Criação em Artes Visuais Teresina (Residência).
2015 / Prêmio FUNARTE de Arte Contemporânea – Atos Visuais FUNARTE Brasília.
2014 / Vencedor do Prêmio PIPA online Popular 2014.
2014 / Indicado ao Prêmio PIPA 2014.
2013 / Prêmio do Salão de Artes de Mato Grosso do Sul.
2010 / Prêmio Incentivo 8º Salão de Arte SESC Amapá.

Exposições individuais:
2017 / Poema 193 – Galeria Fayga Ostrower (FUNARTE Brasília) – Brasília DF.
2016 / Poema 193 – Galeria Contemporarte – Fortaleza CE.
2014 / Lar é Onde Ele Está – Museu de Arte Contemporânea – Fortaleza CE.
2013 / Leitura de Poemas Gastos – Memorial da Paz – Vitória ES.
2012 / Graças ao Perigo – CUCA Che Guevara – Fortaleza CE.
2011 / Um Mundo Aqui Dentro – Galeria Amparo 60 – Recife PE.
2011 / Graças ao Perigo – Dança no Andar de Cima – Fortaleza CE.
2010 / Passagem Sutil / Paisagem Permanente – Galeria Antonio Bandeira – Fortaleza CE.
2009 / Arranha-Verso – Centro Cultural Banco do Nordeste – Fortaleza CE.
2008 / Não Adianta Esfregar os Olhos (Projeto Sala Experimental) – MAC CE – Fortaleza CE.

Principais Exposições Coletivas:
2017 / Novas Referências – Referência Galeria – Brasília DF.
2016 / Arame – Casa da Cultura de Teresina – Teresina PI.
2016 / Desenhos a Partir da Coleção Banco do Nordeste – Centro Cultural Banco do Nordeste – Fortaleza CE.
2015 / XVIII UNIFOR Plástica – Espaço Cultural Airton Queiroz – Fortaleza CE.
2015 / Triangulações – Museu de Arte Contemporânea do Ceará – Fortaleza CE.

2014 / 16º Salão de Artes Visuais de Natal – Fundação Capitania das Artes – Natal RN.

2014 / Carneiro – Museu de Arte Contemporânea – Fortaleza CE.

2014 / Impressões Contemporâneas – Centro Cultural Banco do Nordeste – Fortaleza CE.

2013 / 19º Salão Anapolino de Arte – Anápolis GO.

2012 / Mostra Panorama – Galeria SESC Juazeiro – Juazeiro do Norte CE.

2012 / 18º Salão UNAMA de Pequenos Formatos – Galeria Graça Landeira – Belém PA.

2011 / 62º Salão de Abril – IPPOO II – Fortaleza CE.

2010 / Salão de Abril 1980 – 2010: De Casa Para o Mundo, Do Mundo Para Casa – MAC CE – Fortaleza CE.

2010 / Arte Cámara / ARTBO: 6ª Feira Internacional de Arte de Bogotá – Corferias – Bogotá COL.

2010 / 16º Salão UNAMA de Pequenos Formatos – Galeria Graça Landeira – Belém PA.

2009 / SPA das Artes – Pátio de São Pedro – Recife PE.

2008 / 59º Salão de Abril – Centro de Referência do Professor – Fortaleza CE.

SÉRGIO GURGEL

Apresentando pinturas de óleo sobre a tela e escultura, o acopiarense utilizou mulheres consideradas loucas em sua terra natal como principal fonte de inspiração, observando o desconforto social causado por suas ações e transformando-as em objetos de análise sobre suas trajetórias no aspecto tempo/espaço. O artista utiliza-se de técnicas de pintura realista e acentua as marcas e manchas na pele deixadas pelo tempo, por meio de pinceladas.

Exposição individual:

2017/ Exposição Precundia – Vândala Cafés e Cervejas

 

Exposições Coletivas

2017/ Os Pensamentos do Coração – Sobrado José Lourenço

2017/ Exposição de Acervo e Novos Artistas – Galeria Contemporarte

2015/ Exposição Bângala: Yakã Ayê – A Gentil Carioca – RJ

CONTEMPORARTE

A Contemporarte nasceu em 2014 da visão empreendedora e paixão pela arte contemporânea nacional, sobretudo a cearense, de Aldonso Palácio. Iniciando como galeria online, com o intuito de facilitar o acesso à arte local para um público cada vez mais exigente e bem informado. Hoje a marca busca promover, discutir, fomentar e aproximar o público de Fortaleza da arte contemporânea, trabalhando em prol de uma nova geração de colecionadores, assim como atendendo os mais experientes, oferecendo obras com real valor artístico de nomes estabelecidos no cenário e uma nova safra promissora de artistas.

fotos em anexo: obras Diego de Santos

ATOS DE PASSAGEM

Curadoria | Aldonso Palácio

Texto | Diego de Santos

Artistas | Cadeh Juaçaba, Diego de Santos e Sérgio Gurgel

SERVIÇO:

Atos de Passagem

Abertura: 23/11/2017, às 19h

Exposição: de 23/11/2017 a 23/12/2017

Endereço: Rua Marcos Macêdo – 655, Aldeota

De segunda a sábado, das 14h às 20h

www.contemporarte.com.br

contato@contemporarte.com.br

instagram @contemporarte

facebook /contemporarte

Você também pode gostar leia